Benalva da Silva Vitorio

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/3486856344833098
  • Última atualização do currículo em 20/12/2018


Graduação em Jornalismo (Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Santos, da Sociedade Visconde São Leopoldo), Especialização em Ciências Sociais e Política (Universidade Técnica de Lisboa), Doutorado Direto (Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo), Pós-Doutorado (Instituto de Estudos Jornalísticos, da Universidade de Coimbra), Pós-Doutorado (Centro de Estudos das Migrações e das Relações Interculturais). Docente e pesquisadora na Universidade Católica de Santos, onde ministra disciplinas nos cursos de graduação (Enfermagem, Jornalismo, Nutrição, Relações Internacionais e Extensão para a Terceira Idade), coordena o Curso de Extensão para a Terceira Idade e o Grupo de Pesquisa Comunicação e Cidadania, da Universidade Católica de Santos. Investigadora colaboradora no Centro de Estudos Filosóficos e Humanísticos da Universidade Católica Portuguesa (CEFA). (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Benalva da Silva Vitorio
Nome em citações bibliográficas
VITORIO, Benalva da Silva

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Católica de Santos, Centro de Ciências Exatas, Artes e Humanidades.
Avenida Conselheiro Nébias, nº 300
Vila Nova
11015002 - Santos, SP - Brasil
Telefone: (13) 32055555
Ramal: 650
URL da Homepage: http://www.unisantos.br


Formação acadêmica/titulação


1999 - 2003
Doutorado em Ciências da Comunicação.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: O Sentido da TV no Cotidiano do Idoso: Análise de Discurso como prática teórica transformadora, Ano de obtenção: 2003.
Orientador: Profª Drª Maria Aparecida Baccega.
Bolsista do(a): Universidade Católica de Santos, UNISANTOS, Brasil.
Palavras-chave: comunicação; discurso; idoso; televisão.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
Setores de atividade: Educação Superior.
2004 - 2004
Especialização em Ser Professor na Universidade a Pessoa o Profissio. (Carga Horária: 20h).
Universidade Católica de Santos, UNISANTOS, Brasil.
Título: não foi preciso apresentar monografia.
Orientador: sem orientação.
Bolsista do(a): Universidade Católica de Santos, UNISANTOS, Brasil.
1999 - 1999
Especialização em Projeto Pedagógico e Ação Docente. (Carga Horária: 20h).
Universidade Católica de Santos, UNISANTOS, Brasil.
1998 - 1998
Especialização em Metodologia de Investigação Científica Teoria e Pr.
Universidade Católica de Santos, UNISANTOS, Brasil.
Título: não foi preciso apresentar monografia.
Orientador: sem orientação.
1997 - 1997
Especialização em Didática Para o Ensino Superior.
Universidade Católica de Santos, UNISANTOS, Brasil.
1996 - 1996
Especialização em Comunicação Para o Desenvolvimento Regional. (Carga Horária: 120h).
Universidade Metodista de São Paulo, UMESP, Brasil.
Título: O ensino da Comunicação para o desenvolvimento regional.
Orientador: José Marques de Melo.
Bolsista do(a): Universidade Católica de Santos, UNISANTOS, Brasil.
1995 - 1995
Especialização em Campo Profissional e Mercado de Trabalho Em Comuni. (Carga Horária: 16h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
1994 - 1995
Especialização em Comunicação Social. (Carga Horária: 480h).
Universidade Católica de Santos, UNISANTOS, Brasil.
Título: O curso, a nível de pós-graduação lato sensu em Comunicação Social, não exigia monografia na conclusão. A cada uma das nove disciplinas, apresentamos trabalho de aproveitamento..
Orientador: os professores responsáveis em ministrar as nove disciplinas.
Bolsista do(a): Universidade Católica de Santos, UNISANTOS, Brasil.
1993 - 1993
Especialização em Psicanálise e Linguagem Revisitando Saussure 80 An. (Carga Horária: 10h).
Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, PUC/SP, Brasil.
1988 - 1988
Especialização em Ensino Com Pesquisa.
Universidade Católica de Santos, UNISANTOS, Brasil.
1971 - 1974
Especialização em Ciências Sociais e Política Ultramarina. (Carga Horária: 780h).
Universidade Técnica de Lisboa, UTL, Portugal.
Título: A imagem do Brasil na imprensa portuguesa: estudo de Jornalismo Comparado.
Orientador: Augusto de Carvalho.
Bolsista do(a): Ministério do Ultramar, ICSPU, Portugal.
1967 - 1970
Graduação em Jornalismo.
Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Santos, FAFIS / SANTOS, Brasil.
1964 - 1966
Ensino Médio (2º grau).
Instituto de Educação Martim Afons, IEMA, Brasil.
1960 - 1963
Ensino Fundamental (1º grau).
Instituto de Educação Martim Afons, IEMA, Brasil.
1959 - 1959
Ensino Fundamental (1º grau).
Ateneu Ipiranga, AI, Brasil.
1955 - 1958
Ensino Fundamental (1º grau).
Escola Municipal Beatriz Galvão Forbes, EMBGF, Brasil.


Pós-doutorado


2013 - 2013
Pós-Doutorado.
Universidade Aberta de Lisboa, UAB, Portugal.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
2005 - 2006
Pós-Doutorado.
Universidade de Coimbra, UC, Portugal.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas


Formação Complementar


2009 - 2009
Capacitação dos Avaliadores do BASis. (Carga horária: 8h).
Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, INEPE, Brasil.
2007 - 2007
Programa de Capacitação do Banco de Avaliadores. (Carga horária: 24h).
Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior, SINAES, Brasil.


Atuação Profissional



Cátedra Unesco de Comunicação, UNESCO, Brasil.
Vínculo institucional

1996 - 1997
Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Bolsista, Carga horária: 20
Outras informações
Com o apoio da equipe de pesquisadores juniores, desenvolvemos o trabalho versando sobre o Natal, proposta da Cátedra Unesco, em dois veículos de comunicação social da Região: jornal A Tribuna de Santos e TV Tribuna, afiliada da Rede Globo, no período compreendido entre 15 e 28 de dezembro de 1996 e 1997. Os textos selecionados de acordo com as categorias comunicacionais recomendadas (jornalismo, publicidade, instrução e diversão) foram analisados de forma comparativa entre os dois períodos, de forma a verificar as imagens construídas pela mídia regional sobre a festa natalina como evento cultural, identificando os signos globais, nacionais ou regionais no espaço impresso e tempo de emissão dessa mídia; bem como procurando analisar o impacto do processo de globalização na tradição natalina. Constatamos que a imagem dos símbolos natalinos reforçou os valores para a celebração religiosa e o consumo. Papai Noel, recurso mais freqüente da publicidade, viveu diferentes papéis no cenário natalino. Como símbolo universal da festa, assumiu diferentes posturas para ironizar e caracterizar a Região, marcando a identidade dos dois veículos de comunicação social analisados.

Vínculo institucional

1996 - 1996
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisadora, Carga horária: 4
Outras informações
A pesquisa procurou confirmar as identidades regionais da imprensa paulista, decorrente da modificação na estrutura fiscal do país, a partir da constituição brasileira de 1988, descentralizando a arrecadação de impostos e fortalecendo as regiões e comunidades locais. Procurou também compreender os fatores que determinam a dinâmica publicitária dos jornais pesquisados. Como docente da UniSantos, representamos a Região Metropolitana da Baixada Santista e analisamos o jornal A Tribuna, no período de 21 a 27 de maio de 1996, de acordo com a metodologia da Cátedra Unesco, comum a todos os pesquisadores e jornais envolvidos na Região de estudo. Como resultado de nosso trabalho, confirmamos a premissa de que o jornal A Tribuna imprimiu em suas primeiras páginas as marcas da Região Metropolitana da Baixada Santista e Vale do Ribeira. Prevaleceu nas edições estudadas a imagem de gente como ator social do noticiário na natureza dos ícones e o cidadão comum ganhou espaço privilegiado da ação jornalística. Como foco noticioso, as empresas ocuparam o mesmo espaço que a somatória dos poderes constituintes do Estado.


Empresa Folha da Manhã S A, FSP, Brasil.
Vínculo institucional

1971 - 1971
Vínculo: Contrato de trabalho, Enquadramento Funcional: Redatora, Carga horária: 5
Outras informações
Após o período de estágio obrigatório como aluna do curso de Jornalismo, no jornal Cidade de Santos, fui contratada pela Empresa Folha da Manhã S.A, como redatora, embora tenha exercido a atividade de repórter no Cidade de Santos.

Vínculo institucional

1971 - 1971
Vínculo: Contrato de trabalho assinado, Enquadramento Funcional: Redatora, Carga horária: 5


Federação Lusófona de Ciências da Comunicação, LUSOCOM, Portugal.
Vínculo institucional

2003 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 4
Outras informações
1 - Membro do Conselho de Redação do Anuário Internacional de Comunicação Lusófona. 2 - Coordenação de Seminários temáticos nos Congressos da Instituição.

Atividades

4/2003 - Atual
Outras atividades técnico-científicas , Intercom Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação, Intercom Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação.

Atividade realizada
Menbro do Conselho de Redação e Coordenação de Seminários Temáticos.

Fundação Calouste Gulbenkian, F.C.G., Portugal.
Vínculo institucional

1975 - 1976
Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Bolsista, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Com objetivo de conhecer as implicações da Revolução de 1974, em Portugal, por meio de radiografia dos meios de comunicação social do país, procedemos à análise morfológica de sete jornais diários e um semanário da imprensa portuguesa em três momentos do contexto pós Revolução dos Cravos: 25 de abril de 1974, queda do regime político de 48 anos; 28 de setembro de 1974, renúncia do Presidente eleito pós-revolução; 11 de março de 1975, movimento dos paraquedistas em Lisboa (?intentona ou inventona??) que ameaçou a Revolução. Os dados foram recolhidos em documentos oficiais, entrevistas com membros do governo e jornalistas, além de matérias divulgadas na imprensa. Após a análise do material, constatamos que a Revolução de abril/74 , embora tenha modificado o rumo da imprensa portuguesa, não alterou o conteúdo da produção. Com a nacionalização dos bancos, a imprensa foi estatizada e seu controle passou para as forças de esquerda que ocupavam posição de destaque no aparelho de Estado. Assim, os jornais continuaram como instrumento do poder, naquele momento em que oscilava o destino do Movimento dos Capitães de Abril.


Ministério do Ultramar, ICSPU, Portugal.
Vínculo institucional

1974 - 1974
Vínculo: Bolsista especialização, Enquadramento Funcional: Bolsa de estudo, Carga horária: 8
Outras informações
Como bolsista do Governo Português, desenvolvemos o projeto "A imagem do Brasil na imprensa portuguesa", como atividade de conclusão do curso de licenticatura em Ciências Sociais e Política Ultramarina, a nível de especialização, no Instituto Superior de Ciências Sociais e Política, da Universidade Técnica de Lisboa, no período de 1971 a 1974.


Semanário Expresso de Lisboa, EXPRESSO, Portugal.
Vínculo institucional

1976 - 1978
Vínculo: Jornalista correspondente, Enquadramento Funcional: Correspondente na cidade do Rio de Janeiro, Carga horária: 0
Outras informações
No semanário Expresso de Lisboa fui correspondente, enviando matérias sobre política brasileira, produzidas na cidade do Rio de Janeiro. No período em que exerci essa atividade, minhas matérias assinadas foram publicadas no caderno Internacional desse semanário.

Atividades

2/1976 - 2/1978
Serviços técnicos especializados , Jornal Impresso, Editoria Internacional.

Serviço realizado
produção de artigos assinados sobre política brasileira.

Universidade Católica de Santos, UNISANTOS, Brasil.
Vínculo institucional

1991 - Atual
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professora assistente, Carga horária: 20
Outras informações
Ministrar disciplinas; Orientações em TCC´s; Desenvolvimentos de projetos com os alunos na comunidade.

Atividades

2/2006 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Universidade Aberta Para a Terceira Idade, .

Cargo ou função
Coordenação.
8/2004 - Atual
Outras atividades técnico-científicas , Editora Leopoldianum, Editora Leopoldianum.

Atividade realizada
Análise e revisão de textos - Organização da edição das revistas - Contatos.
3/2004 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Ciências da Educação e Centro de Ciências da Comunicação e Artes, Centro Cidadão.

Linhas de pesquisa
Comunicação e Educação
3/2004 - Atual
Outras atividades técnico-científicas , Centro de Ciências da Comunicação e Artes, Centro de Ciências da Comunicação e Artes.

Atividade realizada
Responsável pelos TCCs do curso de Jornalismo, turmas do período matutino e noturno..
3/2003 - Atual
Extensão universitária , Ciências da Comunicação e Artes, Universidade Aberta Para a Terceira Idade e Centro Cidadão.

Atividade de extensão realizada
Leitura de textos da mídia.
3/1993 - Atual
Ensino, Uati Universidade Aberta Para Terceira Idade, Nível: Aperfeiçoamento

Disciplinas ministradas
Leitura de textos da mídia
3/1991 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Ciências da Comunicação e Artes, Jornalismo Publicidade e Propaganda Relações Públicas.

3/1991 - Atual
Ensino, Geografia Jornalismo Publicidade e Propaganda Rela, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Comunicação Comparada
Técnica de Reportagem, Entrevista e Pesquisa III e IV
Comunicação Ambiental
Desenvolvimento da Comunidade e Comunicação

Universidade de Coimbra, UC, Portugal.
Vínculo institucional

2005 - 2006
Vínculo: Bolsista recém-doutor, Enquadramento Funcional: Bolsista
Outras informações
O desenvolvimento tecnólogico e a mudança nos rumos da economia promoveram transformações em âmbito mundial. Uma delas é a inversão no sentido do movimento migratório entre Portugal e Brasil. Antes, de lá para cá, hoje, de cá para lá. Em contextos diferentes, imagens estereotipadas dos dois países circulam nas formações discursivas, como resultado do desconhecimento recíproco, dificultando as relações na comunidade luso-brasileira e as re-identificações simbólicas das culturas em situação de contato. Com esta investigação, assumimos a tarefa de analisar discursos de brasileiros em Portugal e da mídia impressa portuguesa sobre os imigrantes brasileiros, em diferentes condições de produção, para entender o sentido da identidade cultural no dizer e suas margens. Com o propósito de compreender como ?se tornar? brasileiro em Portugal, apreendemos a identidade nos relatos, considerando-a como lugar que se assume, laços tecidos de posição e contexto, e não essência ou substância a ser examinada. O discurso enquanto mediação é o objeto simbólico deste trabalho e está na base da existência humana. Ele possibilita tanto a permanência e a continuidade, quanto o deslocamento e a transformação do homem e da realidade em que vive.


Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

2000 - 2000
Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Aluna da Pós-Graduação, Carga horária: 10
Outras informações
Como aluna do curso de Pós-Graduação da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, participamos de projeto de autoria da Profa. Dra. Maria Aparecida Baccega, nossa orientadora, procedendo à análise das entrevistas realizadas com telespectadores, como parte do subprojeto ?O campo da Comunicação: telenovela e recepção?. Tomando os pressupostos teóricos da Análise de Discurso, da Escola Francesa, constatamos que a mulher ocupa papel subalterno na família, vista como embrião social que pressupõe interação das partes constitutivas. O lado feminino é visto com mais obrigações e deveres que direitos. Doa-se ao sexo ?frágil? a garantia do casamento. Mas há cobranças, entre elas a reclusão no lar, com tarefas rotineiras. O casamento é porto seguro. A mulher é a grande mãe: do companheiro, dos filhos, dos Homens. Recanto do prazer para o cumprimento das ?obrigações?, ?refúgio? do mundo de tensões, concorrências e perigos, o lar ? símbolo da família ? é espaço do poder. Nesse espaço está a televisão com seu poder, que faz a família escapar da realidade rotineira, identificando ou projetando os sonhos das pessoas nas cenas do vídeo. A família fixa o écran e navega, alinhavando o real, sonhando com o ideal. E, preparando o terceiro milênio, o campo da Comunicação arma o grande jogo da vida virtual.


Universidade Eduardo Mondlane, UEM, Moçambique.
Vínculo institucional

1978 - 1983
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor Assistente, Carga horária: 40
Outras informações
O projeto compreendeu parte de nossa atividade profissional na Universidade Eduardo Mondlane, onde trabalhamos em regime de cooperação como assistente. Procedemos ao levantamento dos ritos de passagem do jovem moçambicano à vida adulta. Para tanto, foi preciso estudar a cultura das diferentes etnias, proceder ao levantamento das populações rurais e urbanas das principais regiões do país. A maior dificuldade para o trabalho deveu-se ao ambiente de pós-guerra colonial e o confronto armado entre as posições do governo (Frelimo) e oposição (Renamo). Não cheguei a participar dos resultados da investigação, porque fui designada para a direção da Divisão Gráfica da Universidade Eduardo Mondlane, criada com o apoio do governo holandês para a construção do prédio, aquisição dos equipamentos e materiais. Essa divisão prestava serviço para a Universidade e o Ministério da Educação. Equipe: professores de diferentes nacionalidades, funcionários moçambicanos. Financiamento / Cooperação: nacional (Ministério da Educação) e os governos de Portugal e Holanda.

Atividades

6/1978 - 6/1983
Ensino, Letras e Comunicação, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Antropologia
Sociologia

Centro Universitário Monte Serrat, UNIMONTE, Brasil.
Vínculo institucional

1997 - 1999
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor assistente, Carga horária: 4
Outras informações
No período em que trabalhamos no Centro Universitário Monte Serrat, ministramos a disciplina Comunicação Comparada aos alunos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda; a disciplina Sociologia aos alunos do curso de Pedagogia.

Atividades

3/1997 - 12/1999
Ensino, Comunicação Social e Pedagogia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Comunicação Comparada
Sociologia

Delegacia de Ensino de São Vicente, DESV, Brasil.
Vínculo institucional

1991 - 1994
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Oficial administrativo, Carga horária: 8
Outras informações
Na Delegacia de Ensino de São Vicente, compreendendo as escolas da rede pública estadual dos Municípios de São Vicente e Praia Grande, exerci atividades de apoio aos Coordenadores e Supervisores de Ensino.

Atividades

6/1991 - 7/1994
Ensino, Ensino Fundamental e Ensino Médio, Nível: Aperfeiçoamento

Disciplinas ministradas
Apoio às atividades da Coordenadoria Pedagógica
Apoio às atividades dos Supervisores de Ensino
Apoio à Delegada de Ensino

Refinaria Presidente Bernardes Cubatão, RPBC, Brasil.
Vínculo institucional

1965 - 1971
Vínculo: Concursada, Enquadramento Funcional: Auxiliar de escritório, Carga horária: 8

Atividades

4/1965 - 11/1971
Direção e administração, Manutenção, Processos de Compra.

Cargo ou função
escriturária.

Universidade Católica Portuguesa - Braga, UCP-Braga, Portugal.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Investigadora Colaboradora, Enquadramento Funcional: Colaboradora
Outras informações
Colaboradora em atividades de pesquisa e avaliação de Unidades de I & D, na equipe de investigação do Centro de Estudos Filosóficos e Humanísticos da Universidade Católica Portuguesa, credenciada na Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I. P. órgão do Ministério da Educação e Ciência de Portugal.



Linhas de pesquisa


1.
Comunicação e Educação

Objetivo: Campo multi e transdisciplinar que estabelece o diálogo entre os saberes, permitindo apontar os meios de comunicação como produtores de significados compartilhados e sua incidência sobre a realidade cultural e social. Procura fundamentar práticas de formação de sujeitos conscientes, reconhecendo os meios de comunicação social como outro lugar do saber, atuando juntamente com a escola..
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
Setores de atividade: Educação Superior.
Palavras-chave: Educomunicação; Construção do saber; Realidae Social.
2.
Discurso da Mídia

Objetivo: Compreende as condições de produção, circulação e reelaboração do discurso como processo de constituição dos sujeitos e dos sentidos, nos estudos do campo da Comunicação Social..
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
Setores de atividade: Educação Superior.
Palavras-chave: Indivúdo-sujeito; Comunicação Social; construção de sentido.
3.
Imigração e Mídia

Objetivo: Linha de pesquisa com base nos Estudos Culturais, do Centre for Contemporary Cultural Studies da Universidade de Birmingham, da Inglaterra. Busca compreender a diáspora dos lusófonos, com ênfase na realidade dos brasileiros como imigrantes em Portugal..
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
Setores de atividade: Educação Superior.
Palavras-chave: Diáspora; Estudos Culturais; Universidade de Birmingham; lusofonia.
4.
Jornalismo Comunitário

Objetivo: Interação dos produtores da mídia, enquanto alunos da graduação, com os fenômenos sociais, por meio de veículos impresso e eletrônicos, destinados às comunidades sem voz nas empresas de comunicação . Busca focalizar as problemáticas urbanas e rurais, promover a relação entre teoria e prática, desde a proposta de pauta à distribuição do veículo..
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
Setores de atividade: Edição, Impressão, Reprodução e Gravação Industriais de Jornais, Revistas, Livros, Discos, Fitas, Vídeos e Filmes.
Palavras-chave: Jornalismo; Comunidade; Cidadania; Fenômenos sociais.
5.
Etnografia das Audiências

Objetivo: Investigação das relações entre comunicação, cultura e linguagem, compreendendo sujeito nos dois pólos do processo de comunicação social: enunciador e enunciatário..
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
Setores de atividade: Educação Superior.
Palavras-chave: discurso; Reelaboração; Comunicação Social; cultura.
6.
Comunicação e Cidadania

Objetivo: Promover a integração entre docentes e discentes na produção de pesquisa transdisciplinar no âmbito dos usos e das apropriações dos meios de comunicação social na vida cotidiana da Região Metropolitana da Baixada Santista, a fim de promover a cidadania como direitos à igualdade e à diferença..
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Comunicação / Subárea: Análise de Discurso.
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Comunicação / Subárea: Comunicação e Educação.
Setores de atividade: Educação; Pesquisa e desenvolvimento científico.
Palavras-chave: cidadania, comunicação, tecnologia, cultura.


Projetos de pesquisa


2017 - 2017
O imigrante no meio acadêmico: estudo de caso
Descrição: Na convivência entre brasileiros e imigrantes em sala de aula, observa-se resistência mútua para se estabelecer comunicação, o que dificulta o processo pedagógico e compromete o exercício da cidadania. Eis, portanto, a reflexão que compõe o objeto de estudo deste projeto de pesquisa..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2017 - Atual
Comunidade dos Países de Língua Portuguesa: relações Brasil, Moçambique e Portugal
Descrição: Trabalho desenvolvido pelo Grupo de Pesquisa Comunicação e Cidadania, da Universidade Católica de Santos, compreendendo as áreas de Jornalismo, Relações Internacionais e Nutrição, a fim de estabelecer comparação entre três Universidades: Católica de Santos, Católica Portuguesa e Eduardo Mondlane, pertencentes ao espaço lusófono..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (10) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Benalva da Silva Vitorio - Coordenador / Renata Doratioto Albano - Integrante / Eduardo Rubi Cavalcanti - Integrante / Natália Noschese Fingermann - Integrante / Rosilandy Carina Candida Lapa - Integrante / Gabriel Fonseca Sales - Integrante / José Gabriel Andrade - Integrante / Claudia Rodriguez Dominguez - Integrante / Isys Helfenstein Remião - Integrante / Lidiane do Nascimento Diniz Fernandes Santos de Souza - Integrante / Andrea Santana Bucino - Integrante / Isabela Sanches Bonifácio - Integrante / Jennifer Freire Pereira - Integrante / Latifa Semaan Bessa - Integrante / Lígia Vitali Costa - Integrante / Maria Eduarda Mato Gonçalves - Integrante / Matheus Degásperi Ojea - Integrante / Mayara Santos Bueno - Integrante / Maysa Emy Komiyama - Integrante / Vanessa Vasques Assis dos Reis - Integrante.
Número de produções C, T & A: 1
2016 - 2017
Festa Religiosa em dois contextos: Brasil e Portugal
Descrição: Trata-se de estudo comparativo entre duas Festas Religiosas: Nossa Senhora do Monte Serrat, em Santos, estado de São Paulo e Festa da Imaculada Conceição do Monte Sameiro, Braga / Portugal, em parceria entre pesquisadores da Universidade Católica de Santos e Universidade Católica Portuguesa..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (6) .
Integrantes: Benalva da Silva Vitorio - Coordenador.
2015 - 2015
As relações nos transportes coletivos
Descrição: Trata-se de projeto do Grupo de Pesquisa Comunicação e Cidadania, do Grupo de Pesquisa Comunicação e Cidadania, vinculado ao Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas - IPECI - da Universidade Católica de Santos, constituído por alunos e professores de cursos da graduação..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2014 - 2015
Arte da convivência: relações do idoso no cotidiano
Descrição: Trata-se de pesquisa teórica e empírica do Grupo de Pesquisa Comunicação e Cidadania, constituído por docentes e discentes da Universidade Católica de Santos, instituição proponente do trabalho, realizado nos municípios de Santos e São Vicente, Região Metropolitana da Baixada Santista, estado de São Paulo. A partir da interação com idosos, os membros do Grupo esperam contribuir para que esse segmento populacional, na medida em que possa contar suas histórias, promova sua própria mudança, rompendo preconceitos e mitos a seu respeito, viabilizando abertura de caminhos para o resgate da sua cidadania e a conquista de seu espaço na família e na sociedade. Por meio de metodologias qualitativas, a coleta de dados compreende observação participante, entrevistas não estruturadas e/ou depoimentos. O método para entender as relações sociais dos sujeitos pesquisados será ancorado nos princípios e procedimentos da Análise de Discurso da Escola Francesa..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (12) .
Integrantes: Benalva da Silva Vitorio - Coordenador / Eduardo Rubi Cavalcanti - Integrante / José Reis Filho - Integrante / Renata Doratioto Albano - Integrante / Arminda Tereza dos Santos Costa - Integrante.
2013 - 2013
Imigrantes brasileiros em Portugal e a crise na União Europeia
Descrição: Pesquisa de Pós-Doutorado desenvolvido no Centro de Estudos das Migrações e das Relações Interculturais (CEMRI) da Universidade Aberta de Lisboa, sob a supervisão da Profa. Dra. Joana Catarina Tarelho de Miranda..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2005 - 2006
Imigração brasileira em Portugal: a identidade cultural nas margens do dizer
Descrição: O desenvolvimento tecnológico e a mudança nos rumos da economia promoveram transformações em âmbito mundial. Uma delas é a inversão no sentido do movimento migratório entre Portugal e Brasil. Antes, de lá para cá, hoje, de cá para lá. Em contextos diferentes, imagens estereotipadas dos dois países circulam nas formações discursivas, como resultado do desconhecimento recíproco, dificultando as relações na comunidade luso-brasileira e as re-identificações simbólicas das culturas em situação de contato. Com essa investigação, assumimos a tarefa de analisar discursos de brasileiros em Portugal e da mídia impressa portuguesa sobre os imigrantes brasileiros, em diferentes condições de produção, para entender o sentido da entidade cultural no dizer e suas margens. Com o propósito de compreender como ?se tornar? brasileiro em Portugal, apreendemos a identidade nos relatos, considerando-a como lugar que se assume, laços tecidos de posição e contexto, e não essência ou substância a ser examinada. O discurso enquanto mediação é o objeto simbólico desse trabalho e está na base da existência humana. Ele possibilita tanto a permanência e a continuidade, quanto o deslocamento e a transformação do homem e da realidade em que vive..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2004 - 2010
Leitura de Textos da Mídia
Descrição: O projeto em questão constitui o desdobramento do que foi aprovado e está em desenvolvimento na Universidade Aberta para a Terceira Idade, da Universidade Católica de Santos, no curso de extensão, a partir do ano letivo de 2003. Nesse subprojeto o trabalho será desenvolvido com atividades integradas entre as áreas do Centro de Ciências da Comunicação e Artes e Centro de Ciências da Educação, da UniSantos, compartilhando saberes de professores e alunos da Instituição, no âmbito do Centro Cidadão, do Centro de Ciências da Educação, com a comunidade externa, alunos e professores do ensino médio, em escola pública do município de São Vicente. O trabalho contempla, entre outros propósitos, a leitura de textos da mídia impressa e eletrônica, como construção de sentido, a partir da realidade e cotidiano dos participantes. Com o desenvolvimento do projeto, além da aproximação entre profissionais do ensino e alunos de diferentes níveis de educação, espera-se o estímulo à cidadania para a participação efetiva na vida da comunidade. O trabalho deverá ser desenvolvido em dois momentos integrados: no primeiro, docentes e discentes da UniSantos irão até à escola de ensino médio a ser determinada, a fim de conhecer a realidade no cotidiano de estudo dos visitados, levando a proposta para o trabalho com os textos da mídia, como complemento à estratégia de ensino-aprendizagem. No segundo momento, o caminho será em sentido inverso, ou seja, os envolvidos ampliarão as atividades no espaço da universidade. A proposta compreende o processo de leitura como prática de construção de sentido dos textos da mídia, impressa e eletrônica, promovendo a interação entre enunciatário e enunciador, universidade e comunidade. Com o desenvolvimento dessas atividades, além da aproximação entre saberes, a partir do relato da mídia, espera-se o estímulo à cidadania para a participação efetiva na vida social..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (8) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Benalva da Silva Vitorio - Coordenador / Elisabete Amadeu Monteiro - Integrante / Daniela Amâncio Aragão - Integrante / Joelma Godoy de Mello - Integrante / Valter Alfredo Hermann - Integrante / Ana Paula Barbosa de Castro - Integrante / Sofia de Campos Lirani - Integrante / Bruno de Carvalho Reis - Integrante / Kátia Cristina da Costa - Integrante / Frederico Ileck - Integrante / Kamila Assis Silva - Integrante.Financiador(es): Universidade Católica de Santos - Cooperação / Delegacia de Ensino de São Vicente - Cooperação.
2003 - 2005
Ações Integradas de Comunicação e Educação em Saúde para a Prevenção do HIV/SIDA
Descrição: Projeto "Ações integradas de Comunicação e Educação em Saúde para a prevenção do HIV/SIDA", proposto à Universidade Eduardo Mondlane, Maputo/Moçambique, como professora visitante/ pesquisadora da Universidade Católica de Santos, no âmbito de cooperação entre as duas Instituições de Ensino Superior, com o propósito de capacitar agentes de saúde e da comunidade, auxiliares terapêuticos nacionais na prevenção e combate ao HIV/SIDA, incorporando novas práticas culturalmente apropriadas na luta contra a doença. Para iniciar o projeto, a UniSantos aguarda a visita da equipe docente da UEM, no Brasil..
Situação: Desativado; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Benalva da Silva Vitorio - Coordenador.
2003 - 2004
Leitura de Textos da Mídia
Descrição: O projeto em questão propõe o desenvolvimento de atividade integrada entre alunos da Universidade Aberta para a Terceira Idade e alunos dos cursos de graduação, da Universidade Católica de Santos, compondo uma equipe leitora. Entre os propósitos do trabalho está o desenvolvimento de sentido a respeito dos textos da mídia impressa e eletrônica, a partir da realidade e cotidiano dos leitores. Posteriormente, esses leitores proficientes atuarão na comunidade, dinamizando o processo de leitura como prática de construção de sentido, promovendo a interação entre enunciatário e enunciador, universidade e comunidade. Com o desenvolvimento do projeto, além da aproximação de gerações, a partir do relato da mídia, espera-se o estímulo à cidadania para a participação efetiva na vida da comunidade..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Benalva da Silva Vitorio - Coordenador.Financiador(es): Universidade Católica de Santos - Remuneração.
2000 - 2001
Festas Populares na Baixada Santista. O Folclore do Mar:Iemanjá
Descrição: O trabalho, sob a nossa coordenação, constitui estudo transdisciplinar, envolvendo docentes das áreas de Comunicação, Geografia, Letras, Pedagogia. Para o desenvolvimento do projeto, acompanhamos e analisamos a 27ª Vigília à Iemanjá, realizada na cidade de Praia Grande/SP, nos dois primeiros finais de semana de dezembro/2000. O objetivo da equipe foi estudar a natureza da Festa de Iemanjá; identificar os processos comunicacionais da Festa enquanto espaços da cultura nacional e celebração religiosa; analisar criticamente como a indústria midiática cataliza os modos de pensar, sentir e agir dos grupos sociais e comunidades que participam do evento. Como procedimento metodológico, procedemos ao levantamento da memória sobre a Festa, analisamos o contexto do município de Praia Grande, analisamos as mensagens veiculadas na mídia sobre a festa e as mediações, ou seja, as relações da Festa com as instituições do entorno social. O fato de se trabalhar de forma transdisciplinar na pesquisa de um objeto ainda recoberto de estereótipos, até mesmo por parte da academia, fortaleceu a equipe docente, abrindo novas perspectivas para a pesquisa do popular na Região da Baixada Santista. Os diferentes olhares, de diferentes perspectivas, de acordo com a formação de cada uma das partes envolvidas no trabalho, iluminaram o objeto ? Festa à Iemanjá ? apontando para a seriedade do evento, como acontecimento cultural que envolve os poderes públicos de Praia Grande, bem como os adeptos da manifestação, turistas e romeiros, moradores e vizinhos da Cidade. O tratamento teórico do mito, rito, sagrado, a narrativa do acontecimento simbólico, a contextualização geográfica do meio ambiente, a história do lugar e da Vigília, o discurso da mídia sobre a Festa, constituíram desafios desse trabalho, permeado de valores, traduzido no folclore do mar..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (7) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Benalva da Silva Vitorio - Coordenador / Adenice Menquini - Integrante / Cristiane Neves Viana - Integrante / Hermide Menquini Braga - Integrante / Maria José Severo dos Reis - Integrante / Marli Rodrigues - Integrante / Miriam de Fátima Quintino Rosa Mendes - Integrante / Natalie Catuogno Consani - Integrante / Alberto Cardinalli Júnior - Integrante.Financiador(es): Cátedra Unesco de Comunicação - Cooperação.
2000 - 2000
A Imagem do Brasil na Imprensa Portuguesa: Carnaval 2000
Descrição: Produção individual como trabalho integrado à Rede Internacional da Mídia Comparada ? RINCOM ? da Cátedra Unesco / Umesp de Comunicação para o Desenvolvimento Regional, no desenvolvimento do projeto ?Carnaval 2000: identidades globais, nacionais, regionais, locais na cultura brasileira?. A nossa parte no trabalho da Rede compreendeu os seguintes objetivos: entender a ótica dos correspondentes estrangeiros sediados no país ou os enviados especiais designados para cobrir o carnaval, como eles retratam o evento; contribuir para a compreensão dessa festa que simboliza um dos traços da personalidade brasileira no mosaico da cultura global; entender a complexidade cultural do espaço de língua portuguesa; atualizar nosso estudo sobre a imagem do Brasil na imprensa portuguesa, tomando como eixo narrativo o carnaval. Para a realização do estudo, que consistiu no resgate das imagens projetadas na mídia portuguesa, durante a celebração do Carnaval dos 500 anos, o último do século XX, tomamos como amostra dois veículos impressos da comunicação social de Lisboa. O período de análise, compreendido entre 27 de fevereiro a 11 de março de 2000, ?correspondeu a um corte temporal considerado suficiente para apreender as imagens carnavalescas, tanto as que precedem, quanto as que sucedem a festa, incluindo naturalmente as celebrações principais do tríduo momesco?, conforme recomendação da Cátedra Unesco. A escolha dos dois jornais deveu-se também aos critérios da Cátedra. Tomando como pressupostos teóricos a Análise de Discurso de linha francesa, procedemos à leitura das quatro matérias selecionadas, por data de veiculação e assunto. Nesse sentido, considerando o ato de ler como interação, assumimos nosso modo de leitura, no qual privilegiamos elementos constitutivos das condições de produção dos discursos sobre o Carnaval brasileiro veiculados nos dois jornais portugueses..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Benalva da Silva Vitorio - Coordenador.Financiador(es): Cátedra Unesco de Comunicação - Cooperação.
2000 - 2000
O Campo da Comunicação: Os valores dos receptores de telenovela
Descrição: Como aluna do curso de Pós-Graduação da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, participamos do referido projeto de autoria da Profa. Dra. Maria Aparecida Baccega, nossa orientadora, procedendo à análise das entrevistas realizadas com telespectadores, como parte do subprojeto ?O campo da Comunicação: telenovela e recepção?. Tomando os pressupostos teóricos da Análise de Discurso, da Escola Francesa, constatamos que a mulher ocupa papel subalterno na família, vista como embrião social que pressupõe interação das partes constitutivas. O lado feminino é visto com mais obrigações e deveres que direitos. Doa-se ao sexo ?frágil? a garantia do casamento. Mas há cobranças, entre elas a reclusão no lar, com tarefas rotineiras. O casamento é porto seguro. A mulher é a grande mãe: do companheiro, dos filhos, dos Homens. Recanto do prazer para o cumprimento das ?obrigações?, ?refúgio? do mundo de tensões, concorrências e perigos, o lar ? símbolo da família ? é espaço do poder. Nesse espaço está a televisão com seu poder, que faz a família escapar da realidade rotineira, identificando ou projetando os sonhos das pessoas nas cenas do vídeo. A família fixa o écran e navega, alinhavando o real, sonhando com o ideal. E, preparando o terceiro milênio, o campo da Comunicação arma o grande jogo da vida virtual..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Benalva da Silva Vitorio - Coordenador.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Cooperação.
1999 - 1999
Língua e Identidade. Estudo de Comunicação Comparada.
Descrição: Como parte das Comemorações dos 500 Anos do Brasil ou 500 Anos dos Descobrimentos Portugueses, o projeto de nossa autoria foi desenvolvido com os alunos da graduação, como parte do conteúdo teórico da disciplina Comunicação Comparada. A proposta de trabalho contemplava entre os objetivos: despertar a comunidade acadêmica da cidade de Santos para o espaço da língua portuguesa no mundo; verificar o conhecimento dos estudantes universitários sobre os países de língua oficial portuguesa; constituir um núcleo de estudos sobre a CPLP; estreitar as relações entre os estudantes dos países membros da CPLP; estabelecer fluxo permanente de comunicação para conhecimento recíproco e colaboração mútua; construir embrião de afirmação da identidade lusófona, na virada do século XX para o XXI. Como metodologia de trabalho, construímos instrumento de sondagem, contemplando questões sobre aspectos históricos e geográficos da CPLP. Os nossos alunos, na disciplina Comunicação Comparada, aplicaram o instrumento entre alunos dos cursos de Letras, Direito, Comunicação Social, Pedagogia e História, das instituições de ensino superior da cidade de Santos. As respostas às questões formuladas no questionário demonstraram o desconhecimento sobre o Outro que nos constituiu enquanto Brasil, principalmente os povos dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa, os PALOP. Os estereótipos marcaram a imagem que os estudantes universitários têm dos países africanos e de Portugal, todos carregados de pressupostos, a partir das informações da mídia e da escola. Se a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa não faz parte do referencial universitário, o conhecimento sobre História e Geografia muito menos. Apesar do pouco conhecimento sobre a CPLP, registramos adesão significativa (metade dos entrevistados) ao Núcleo de Estudos sobre a Comunidade, proposta que incluímos no instrumento de sondagem..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Benalva da Silva Vitorio - Coordenador.
1999 - 1999
O Pasquim X Bundas: trinta anos em dois contextos
Descrição: O projeto de pesquisa atendeu à proposta do Grupo de Leitura da UniSantos, do qual fazíamos parte, objetivando integrar ao acervo da biblioteca e hemeroteca do curso de Comunicação Social da UniSantos, funcionários, alunos e professores, correspondendo a determinado tipo de investigação. Procurando relacionar 1999 com os 30 anos do lançamento do semanário O Pasquim e o primeiro da revista Bundas, publicações envolvendo a mesma equipe de jornalista, estruturamos o projeto com os seguintes objetivos: orientar os alunos em trabalho de leitura na biblioteca e hemeroteca do curso de Comunicação Social da UniSantos; verificar os seus modos de leitura; intervir na produção de leitura dos alunos; incentivar o conhecimento do semanário O Pasquim e seu contexto, no 30º aniversário de seu lançamento. Para contextualizar o semanário O Pasquim, os alunos pesquisaram as edições desse semanário, além de livros, revistas e outras fontes, que lhes permitissem desenhar o contexto do país nas décadas de 70, 80 e 90, quanto à política, economia e cultura, procurando situar as condições de produção, circulação e recepção dos discursos da mídia nesse período. Após as leituras e procedimento comparativo com as cinco primeiras edições da revista Bundas, os alunos aplicaram um instrumento de sondagem em amostra aleatória, nos diferentes bairros da cidade de Santos. O trabalho foi desenvolvido de agosto a novembro de 1999. O resultado do trabalho revelou deficiências no procedimento de leitura dos alunos: enumeração de fatos, simples transcrição, sem nenhuma inferência pessoal. Nos relatórios de pesquisa não havia referência às fontes pesquisadas ou não estavam devidamente assinaladas, conforme as normas acadêmicas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Benalva da Silva Vitorio - Coordenador.
1998 - 1998
Código de Trânsito Brasileiro
Descrição: Pesquisa realizada no âmbito do convênio entre a Universidade Católica de Santos e o jornal A Tribuna, de Santos, sob nossa coordenação, contando com a participação de professores e alunos de cursos da graduação da UniSantos. Dois meses após a entrada em vigor do Código de Trânsito Brasileiro, a equipe investigou, na cidade de Santos, o cumprimento da lei e se a obediência devia-se à preservação da vida ou ao receio da multa. Com objetivo de levantar informações sobre o grau de conhecimento e credibilidade dos motoristas e motociclistas a respeito do Código, a pesquisa procurou analisar os motivos que levam as pessoas a adotar ou não o uso do cinto de segurança e do capacete no tráfego da Cidade. A equipe da UniSantos estruturou o instrumento de sondagem, definiu a amostragem e delimitou a aplicação do questionário nos bairros de Santos, em pontos estratégicos, como postos de gasolina, estacionamentos e entrada de supermercados. Ao mesmo tempo, foi realizada a contagem, no trânsito, por tempo determinado, de usuários e não usuários de cinto de segurança e capacete. Como resultado, observamos a relevância à oposição obrigatoriedade x espontaneidade por parte dos motoristas, pois grande parte dos entrevistados afirmou não usar esse dispositivo antes de vigorar a legislação..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Benalva da Silva Vitorio - Coordenador / Dalva Mendes Fernandes - Integrante / Gisela Vanconcellos Monteiro - Integrante / Terezinha Ayub Pelizzari - Integrante / Zelia de Oliveira Barros - Integrante.Financiador(es): Sistema A Tribuna de Comuinicação - Cooperação / Universidade Católica de Santos - Remuneração.
Número de produções C, T & A: 1
1998 - 1998
O voto da mulher
Descrição: Pesquisa desenvolvida no âmbito do convênio entre a Universidade Católica de Santos (UniSantos) e o Sistema A Tribuna de Comunicação, sob nossa coordenação e com a participação de professores e alunos de diversos cursos da graduação. Antecedendo ao processo eleitoral para a renovação de cinco cargos políticos no país (presidente da República, senador, governador, deputado federal e deputado estadual), a equipe investigou como a mulher, enquanto eleitora e residente na cidade de Santos, escolhe seus candidatos políticos e a possibilidade de se reforçar a presença feminina na política, visto que, em 1998, as mulheres representavam 53% do eleitorado. O trabalho foi realizado de junho a setembro de 1998. Entre os objetivos para o desenvolvimento do trabalho, a equipe buscou verificar os mecanismos femininos para a escolha do candidato político; contribuir para o estudo sobre a mulher; fornecer aos órgãos competentes elementos que pudessem contribuir para a conscientização da mulher no seu papel de cidadã. O resultado da investigação demonstrou, entre as constatações, que os valores individuais das entrevistadas pesam muito na escolha do candidato, como simpatia, confiança e aparência, qualidades apontadas como mais relevantes que a plataforma política, a informação da mídia e até mesmo a influência dos pais, amigos, marido e da religião..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Benalva da Silva Vitorio - Coordenador / Dalva Mendes Fernandes - Integrante / Gisela Vanconcellos Monteiro - Integrante / Terezinha Ayub Pelizzari - Integrante / Zelia de Oliveira Barros - Integrante / Rafael Souza Silva - Integrante.Financiador(es): Sistema A Tribuna de Comuinicação - Cooperação / Universidade Católica de Santos - Remuneração.
Número de produções C, T & A: 1
1996 - 1997
Imagens Midiáticas do Natal Brasileiro
Descrição: Com o apoio da equipe de pesquisadores juniores, desenvolvemos o trabalho versando sobre o Natal, proposta da Cátedra Unesco, em dois veículos de comunicação social da Região: jornal A Tribuna de Santos e TV Tribuna, afiliada da Rede Globo, no período compreendido entre 15 e 28 de dezembro de 1996 e 1997. Os textos selecionados, de acordo com as categorias comunicacionais recomendadas (jornalismo, publicidade, instrução e diversão), foram analisados de forma comparativa entre os dois períodos, de forma a verificar as imagens construídas pela mídia regional sobre a festa natalina como evento cultural, identificando os signos globais, nacionais ou regionais no espaço impresso e tempo de emissão dessa mídia; bem como procurando analisar o impacto do processo de globalização na tradição natalina. Constatamos que a imagem dos símbolos natalinos reforçou os valores para a celebração religiosa e o consumo. Papai Noel, recurso mais freqüente da publicidade, viveu diferentes papéis no cenário natalino. Como símbolo universal da festa, assumiu diferentes posturas para ironizar e caracterizar a Região, marcando a identidade dos dois veículos de comunicação social analisados..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Especialização: (2) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Benalva da Silva Vitorio - Coordenador / Adlete Hamuch Manzzi - Integrante / Ana Paula dos Santos Rodrigues - Integrante / José Renato Salatiel - Integrante / Luciane Correia - Integrante / Renata Battocchio - Integrante.Financiador(es): Cátedra Unesco de Comunicação - Cooperação.
1996 - 1996
Imprensa Regional de São Paulo
Descrição: A pesquisa procurou confirmar as identidades regionais da imprensa paulista, decorrente da modificação na estrutura fiscal do país, a partir da constituição brasileira de 1988, descentralizando a arrecadação de impostos e fortalecendo as regiões e comunidades locais. Procurou também compreender os fatores que determinam a dinâmica publicitária dos jornais pesquisados. Como docente da UniSantos, representamos a Região Metropolitana da Baixada Santista e analisamos o jornal A Tribuna, no período de 21 a 27 de maio de 1996, de acordo com a metodologia da Cátedra Unesco, comum a todos os pesquisadores e jornais envolvidos na Região de estudo. Como resultado de nosso trabalho, confirmamos a premissa de que o jornal A Tribuna imprimiu em suas primeiras páginas as marcas da Região Metropolitana da Baixada Santista e Vale do Ribeira. Prevaleceu nas edições estudadas a imagem de gente como ator social do noticiário na natureza dos ícones e o cidadão comum ganhou espaço privilegiado da ação jornalística. Como foco noticioso, as empresas ocuparam o mesmo espaço que a somatória dos poderes constituintes do Estado..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Benalva da Silva Vitorio - Coordenador / Anne Elisa D Machado - Integrante / Roberta Barbosa - Integrante / Daniela Paulino - Integrante.Financiador(es): Cátedra Unesco de Comunicação - Cooperação.
Número de produções C, T & A: 1
1996 - 1996
O Ensino da Comunicação para o Desenvolvimento Regional
Descrição: Pesquisa realizada para monografia no I Curso Internacional de Comunicação para o Desenvolvimento Regional da Cátedra Unesco. Com o desenvolvimento desse trabalho procuramos integrar a Faculdade de Comunicação Social da UniSantos ao mercado de trabalho da Região Metropolitana da Baixada Santista, visando o desenvolvimento regional. Além desse objetivo, buscamos também promover a interdisciplinaridade no curso e desse com os outros da UniSantos. De acordo com a resposta dos alunos que fizeram parte da amostra pesquisada, detectamos fortalezas e debilidades no âmbito interno e oportunidades e ameaças no âmbito externo. O cruzamento dos dados permitiu a combinação de estratégias para a recomendação de um Plano Participativo de Ações Comunitárias, visando melhorar a qualidade do ensino para a formação de profissionais conscientes e competentes na área da Comunicação, contribuindo para o desenvolvimento regional..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Benalva da Silva Vitorio - Coordenador.Financiador(es): Cátedra Unesco de Comunicação - Cooperação.
1994 - 2004
Avaliação Institucional da UniSantos
Descrição: O Projeto de Avaliação Institucional da UniSantos, que teve início em 1994, vem sendo desenvolvido em fases. Participamos das quatro fases desenvolvidas até março de 2004. A primeira, 1994, compreendeu a estruturação do Projeto e a divulgação do mesmo à comunidade acadêmica, de forma a contribuir para a inserção do processo avaliativo como fator natural e espontâneo da cultura universitária. Na segunda, 1995, a equipe procedeu à caracterização sócio-econômico-cultual de professores, alunos e funcionários. Na terceira, 1996-1997, os cursos foram avaliados por professores e alunos. Na quarta fase, 1998-2003, o processo compreendeu a reavaliação dos cursos e da Universidade por alunos e professores, bem como por ex-alunos. Ainda nessa fase transcorreu a avaliação docente pelo discente, pela primeira vez nesse Programa da UniSantos. O resultado das três primeiras fases está publicado nos Cadernos de Avaliação Institucional. Como parte do Projeto, todo início de semestre letivo, a equipe responsável no desenvolvimento do processo apresenta à comunidade docente o andamento do trabalho, discutindo suas implicações, inclusive com o Projeto Pedagógico dos cursos. De acordo com a filosofia da Instituição, a Avaliação Institucional procura garantir a qualidade dos cursos de graduação..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Benalva da Silva Vitorio - Coordenador / Maria Angélica Rodrigues Martins - Integrante / Cileda Queiroz e Silva Coutinho - Integrante / Derna Pescuma - Integrante / Marly de Andrade - Integrante.Financiador(es): Universidade Católica de Santos - Remuneração.
Número de produções C, T & A: 3
1992 - 1996
Em busca da autonomia do sujeito - leitor. A leitura de Universitários
Descrição: O trabalho foi desenvolvido em duas fases. Na primeira, com os alunos ingressantes nos cursos de graduação (1992/1993), na segunda (1995/1996) com os mesmos alunos, que estavam no último ano dos cursos da UniSantos, e que subsidiaram a pesquisa. Com o trabalho, o Grupo de Leitura (do qual fazíamos parte) procurou traçar o perfil do aluno-leitor da UniSantos, investigando as suas competências de leitor ao ingressar no curso superior e avaliando as possíveis alterações de leitura desses alunos, ao término de seus respectivos cursos. No conjunto, a meta do Grupo foi contribuir para a constituição de sujeitos aptos a interagir no mundo, a utilizar meios e suportes diversificados, a tomar posições lúcidas, a construir saber para assumir o saber-fazer decorrente de saber-ser..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (9) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Benalva da Silva Vitorio - Coordenador / Gisela da Rocha e Silva Guidi - Integrante / Angélica Fernandes Gawendo - Integrante / Denise Gonçalves Pampolini - Integrante / Fernando Jorge Rebelo Soares - Integrante / Inazeli Azevedo Nóbrega e Silva - Integrante / Yvette Sadeck dos Santos - Integrante / Mário de Oliveira Silva - Integrante / Zuleika Fátima Vitoriano Olivan - Integrante.Financiador(es): Universidade Católica de Santos - Remuneração.
Número de produções C, T & A: 1
1978 - 1983
Iniciação do jovem na vida adulta. Mitos e ritos de passagem
Descrição: O projeto compreendeu parte de nossa atividade profissional na Universidade Eduardo Mondlane, onde trabalhamos em regime de cooperação como assistente. Procedemos ao levantamento dos ritos de passagem do jovem moçambicano à vida adulta. Para tanto, foi preciso estudar a cultura das diferentes etnias, proceder ao levantamento das populações rurais e urbanas das principais regiões do país. A maior dificuldade para o trabalho deveu-se ao ambiente de pós-guerra colonial e o confronto armado entre as posições do governo (Frelimo) e oposição (Renamo). Não cheguei a participar dos resultados da investigação, porque fui designada para a direção da Divisão Gráfica da Universidade Eduardo Mondlane, criada com o apoio do governo holandês para a construção do prédio, aquisição dos equipamentos e materiais. Essa divisão prestava serviço para a Universidade e o Ministério da Educação. Equipe: professores de diferentes nacionalidades, funcionários moçambicanos. Financiamento / Cooperação: nacional (Ministério da Educação) e os governos de Portugal e Holanda..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Benalva da Silva Vitorio - Coordenador.Financiador(es): Embaixada de Portugal - Auxílio financeiro / Embaixada da Holanda - Auxílio financeiro.


Projetos de extensão


1975 - 1976
A Imprensa Portuguesa e a Revolução de 1974
Descrição: Com objetivo de conhecer as implicações da Revolução de 1974, em Portugal, por meio de radiografia dos meios de comunicação social do país, procedemos à análise morfológica de sete jornais diários e um semanário da imprensa portuguesa em três momentos do contexto pós Revolução dos Cravos: 25 de abril de 1974, queda do regime político de 48 anos; 28 de setembro de 1974, renúncia do Presidente eleito pós-revolução; 11 de março de 1975, movimento dos paraquedistas em Lisboa (?intentona ou inventona??) que ameaçou a Revolução. Os dados foram recolhidos em documentos oficiais, entrevistas com membros do governo e jornalistas, além de matérias divulgadas na imprensa. Após a análise do material, constatamos que a Revolução de abril/74 , embora tenha modificado o rumo da imprensa portuguesa, não alterou o conteúdo da produção. Com a nacionalização dos bancos, a imprensa foi estatizada e seu controle passou para as forças de esquerda que ocupavam posição de destaque no aparelho de Estado. Assim, os jornais continuaram como instrumento do poder, naquele momento em que oscilava o destino do Movimento dos Capitães de Abril..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Benalva da Silva Vitorio - Coordenador.Financiador(es): Fundação Calouste Gulbenkian - Cooperação.


Outros Projetos


2016 - 2017
Festas Religiosas em dois contextos: Brasil e Portugal
Descrição: Trata-se de projeto do Grupo de Pesquisa Comunicação e Cidadania, que coordeno, com a participação de docentes e discentes de cursos da graduação da Universidade Católica de Santos e pesquisadores convidados..
Situação: Concluído; Natureza: Outra.
2015 - 2015
De olho no mundo: o desafio do Jornalismo
Descrição: Trata-se de Trabalho de Conclusão do Curso de Jornalismo, da Universidade Católica de Santos, que procura desmistificar o papel do jornalista na função de correspondente internacional..
Situação: Concluído; Natureza: Outra.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Benalva da Silva Vitorio - Coordenador / Bruno Araujo Almeida - Integrante / Talitha Isabel Ferreira da Conceição - Integrante.
2015 - 2015
A identidade do jogador de futebol no discurso do jornalismo esportivo
Descrição: Trata-se de Trabalho de Conclusão do Curso de Jornalismo, da Universidade Católica de Santos, que analisa o discurso do jogador de futebol, do Santos Futebol Clube, a partir de matérias veiculadas em sites especializados em esporte na Região Metropolitana da Baixada Santista..
Situação: Concluído; Natureza: Outra.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Benalva da Silva Vitorio - Coordenador / Victor Balduino Borges - Integrante.
2014 - 2015
As relações do idoso no cotidiano
Descrição: Trata-se de projeto do Grupo de Pesquisa Comunicação e Cidadania, que coordeno, com a participação de docentes e discentes de cursos da graduação da Universidade Católica de Santos - UNISANTOS..
Situação: Concluído; Natureza: Outra.
Alunos envolvidos: Graduação: (19) .
Integrantes: Benalva da Silva Vitorio - Coordenador / Renata Doratioto Albano - Integrante / Arminda Tereza dos Santos Costa - Integrante / José Reis Filho - Integrante / Bianca Zatorre Pereira Monteiro - Integrante / João Carlos Gutierrez Prado - Integrante / Mainara Gomes Sales de Oliveira - Integrante / Eduardo Rubi Cavalcnti - Integrante / Andressa Garcia Sanches - Integrante / Bárbara Vieira de Araujo de Oliveira - Integrante / Gabriella Silva de França - Integrante / Gustavo Boeing - Integrante / Isabella Pajón Gomes - Integrante / Jéssica Aparecida Santiago Cardoso - Integrante / Laís Cristina Mazagão - Integrante / Lucas Marcos de Souza - Integrante / Nathália de Oliveira Nascimento - Integrante / Patrícia Silva Zanella - Integrante / Patrick Herman Paterlini - Integrante / Pedro Futuro Rodrigues Hazan - Integrante / Rosilandy Carina Candida Lapa - Integrante / Tamiris Stefano Teixeira - Integrante / Victor Augusto Mendes - Integrante / Victoria Trivinho Meschini - Integrante.


Membro de corpo editorial


2016 - Atual
Periódico: Revista Dito Efeito
2006 - Atual
Periódico: Revista de Estudos da Comunicação


Membro de comitê de assessoramento


2011 - 2014
Agência de fomento: Comissão Nacional de Ética em Pesquisa


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Comunicação / Subárea: Ciências Sociais Aplicadas.


Idiomas


Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Francês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2016
Medalha Dom Idílio José Soares, Sociedade Visconde de São Leopoldo.
2007
Mercado e Comunicação na Sociedade Digital, Universidade Católica de Santos, Universidade Santa Cecília, Centro Universitário Monte Serrat,.
2006
Projeto Laboratorial Mural, INTERCOM.
2006
Honra ao Mérito da Cátedra UNESCO/Metodista de Comunicação, Cátedra UNESCO/Metodista de Comunicação.
2002
Homenagem Cidadã, Câmara Municipal da Estância Balneária de Praia Grande.
2001
Mérito Profissional 2001, Rotary Club de São Vicente.
2001
Homenagem Cidadã, Prefeitura Municipal da Estância Balneária de Praia Grande.
1999
Menção Honrosa em Jornalismo, Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares de Comunicação.
1995
Homenagem por produção acadêmica, Câmara Municipal de Santos.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
VITORIO, Benalva da Silva2017VITORIO, Benalva da Silva. Festa Religiosa em dois contextos: Brasil e Portugal. LEOPOLDIANUM (UNISANTOS), v. 43, p. 176-200, 2017.

2.
VITORIO, Benalva da Silva2016VITORIO, Benalva da Silva. As relações do idoso no cotidiano. LEOPOLDIANUM (UNISANTOS), v. 40, p. 207-246, 2016.

3.
VITORIO, Benalva da Silva2015VITORIO, Benalva da Silva. Imigrantes brasileiros em Portugal: retrospectiva de percurso. 978-85-66048-47-6, v. 1, p. 1-226, 2015.

4.
VITORIO, Benalva da Silva2013VITORIO, Benalva da Silva. Violência infantil na mídia: efeitos de sentido. Comunicologia (Brasília), v. 6, p. 19-30, 2013.

5.
VITORIO, Benalva da Silva2008VITORIO, Benalva da Silva. 200 anos de imprensa no Brasil e o futuro do jornal impresso. Leopoldianum (UNISANTOS), v. I, p. 37-54, 2008.

6.
VITORIO, Benalva da Silva2006VITORIO, Benalva da Silva. Imigração brasileira em Portugal: identidade e perspectivas. Biblos (Coimbra), v. IV, p. 451-473, 2006.

7.
VITORIO, Benalva da Silva2006VITORIO, Benalva da Silva. Ficção televisiva para o conhecimento da lusofonia. Comunicação & Sociedade, v. 1, p. 155-164, 2006.

8.
VITORIO, Benalva da Silva2004VITORIO, Benalva da Silva. Viagem transdisciplinar. Leopoldianum (UNISANTOS), Santos - SP, n.81/82, p. 121-124, 2004.

9.
VITORIO, Benalva da Silva2002VITORIO, Benalva da Silva. Livro, encontro e mudança. Jornal do Liceu Santista, Santos / SP, n.nº 52, p. 2-2, 2002.

10.
VITORIO, Benalva da Silva2002 VITORIO, Benalva da Silva. V LUSOCOM abre perspectivas. Comunicação & Sociedade, São Bernardo do Campo / SP, n.nº 37, p. 228-233, 2002.

11.
VITORIO, Benalva da Silva2002VITORIO, Benalva da Silva; MENQUINI, Adenice . Olhai a areia das praias. Leopoldianum (UNISANTOS), Santos / SP, v. 3, n.nº 3, p. 173-177, 2002.

12.
VITORIO, Benalva da Silva2001VITORIO, Benalva da Silva. Perspectiva para a Lusofonia. Leopoldianum (UNISANTOS), Santos / SP, n.nº 74, p. 67-71, 2001.

13.
VITORIO, Benalva da Silva2001VITORIO, Benalva da Silva; MENQUINI, Adenice ; VIANA, Cristiane Neves ; BRAGA, Hermide Menquini ; RODRIGUES, Marli ; CONSANI, Natalie Catuogno ; MESNDES, Miriam de Fátima Quintino Rosa ; REIS, Maria José Severo dos . Festa de Iemanjá na Baixada Santista. As Festas Populares Como Processos Comunicacionais, Campo Grande / MS, 2001.

14.
VITORIO, Benalva da Silva2000 VITORIO, Benalva da Silva. Língua e identidade. Estudo de Comunicação Comparada sobre a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa.. Comunicação e Sociedade, Braga / Portugal, v. 2, p. 393-430, 2000.

15.
VITORIO, Benalva da Silva2000VITORIO, Benalva da Silva. IV LUSOCOM e as Descobertas. Cellula Mater Informativo do Instituto Histórico e Geográfico, São Vicente / SP, v. 1, n.nº 12, p. 19-19, 2000.

16.
VITORIO, Benalva da Silva2000VITORIO, Benalva da Silva. A língua no território da vida e da experiência. Leituração, Santos / SP, n.nº 8, p. 7-8, 2000.

17.
VITORIO, Benalva da Silva2000VITORIO, Benalva da Silva. Abertura para novos tempos. Boletim Informativo da Associação Portuguesa de Ciências da Comunicação, Lisboa / Portugal, v. n. 4, p. 7-7, 2000.

18.
VITORIO, Benalva da Silva1999VITORIO, Benalva da Silva. O Brasil na Comunidade de Língua: uma leitura possível. Revista Científica do Centro Universitário Monte Serrat, Santos / SP, v. 1, n.nº 1, p. 51-60, 1999.

19.
VITORIO, Benalva da Silva1998VITORIO, Benalva da Silva; LIMA JUNIOR, Walter Teixeira . Pesquisa de índice de leitura e perfil do leitor do Mural do Centro. Leopoldianum (UNISANTOS), Santos / SP, v. 1, n.Nº 65, p. 163-172, 1998.

20.
VITORIO, Benalva da Silva1998VITORIO, Benalva da Silva. Imagens midiáticas do Natal brasileiro. Leopoldianum (UNISANTOS), Santos / SP, v. 1, n.nº 3, p. 39-69, 1998.

21.
VITORIO, Benalva da Silva1995VITORIO, Benalva da Silva; GUIDI, Gisela da Rocha e Silva ; GAWENDO, Angélica Fernandes ; PAMPOLINI, Denise Gonçalves ; SOARES, Fernando Jorge Rebelo ; SILVA, Inazeli Azevedo Nóbrega e ; OLIVEIRA, Mário de ; SANTOS, Yvette Sadeck dos ; OLIVAM, Zuleika Fatima Vitoriano . Pesquisa em Análise do Discurso e Leitura Crítica. Revista Leopoldianum Issn 0101 9635, Santos / SP, v. 21, n.58, p. 53-74, 1995.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
VITORIO, Benalva da Silva. Imigrantes brasileiros e a crise em Portugal. 1ª. ed. Santos: Leopoldianum, 2015. 80p .

2.
VITORIO, Benalva da Silva. Imigração brasileira em Portugal: identidade e perspectivas. 1. ed. Santos - SP: Leopoldianum, 2007. 104p .

3.
TOMÉ, Eunice (Org.) ; VITORIO, Benalva da Silva (Org.) . Pequenos Contos de Viagem. 01. ed. Santos - SP: Comunicar Santos, 2004. v. 01. 100p .

4.
VITORIO, Benalva da Silva; MARTINS, Maria Angélica Rodrigues ; COUTINHO, Cileda Queiroz e Silva ; PESCUMA, Derna . Avaliação Institucional - O Projeto 3. 1. ed. Santos: Leopoldianum, 2002. v. 500. 68p .

5.
VITORIO, Benalva da Silva; MARTINS, Maria Angélica Rodrigues ; COUTINHO, Cileda Queiroz e Silva ; PESCUMA, Derna . Avaliação Institucional 2. Santos: Leopoldianum, 2000. v. 2. 78p .

6.
VITORIO, Benalva da Silva; GUIDI, Gisela da Rocha e Silva ; GAWENDO, Angélica Fernandes ; PAMPOLINI, Denise Gonçalves ; SOARES, Fernando Jorge Rebelo ; SILVA, Inazeli Azevedo Nóbrega e ; SILVA, Mário de Oliveira ; SANTOS, Yvette Sadeck dos ; OLIVAN, Zuleika Fátima Vitoriano . Em busca da autonomia do sujeito-leitor. A leitura de universitários. Co-autoria.. 2. ed. Santos / SP: Leopoldianum, 1998. v. 500. 128p .

7.
VITORIO, Benalva da Silva; MARTINS, Maria Angélica Rodrigues ; COUTINHO, Cileda Queiroz e Silva ; PESCUMA, Derna . Avaliação Institucional - O Projeto. 1. ed. Santos / SP: Leopoldianum, 1997. v. 500. 33p .

8.
VITORIO, Benalva da Silva. A imagem do Brasil na imprensa portuguesa. Estudo de Jornalismo Comparado.. 1. ed. Lisboa: impresso na gráfica do Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas, 1974. v. 500. 183p .

Capítulos de livros publicados
1.
VITORIO, Benalva da Silva. Soft power: a construção da imagem brasileira no exterior. In: Cristofoletti, Rodrigo. (Org.). Soft power: a construção da imagem brasileira no exterior. 1ed.Santos: Editora Universitária Leopoldianum, 2017, v. , p. 99-111.

2.
VITORIO, Benalva da Silva. Discurso e suas condições: vestígios do dizer. In: ECA - USP. (Org.). Comunicação & Educação. São Paulo: ECA / Paulinas, 2006, v. 1, p. 13-19.

3.
VITORIO, Benalva da Silva. Juarez Bahia, vencedor no Jornalismo.. In: José Marques de Melo. (Org.). Imprensa Brasileira. Personagens que fizeram história. São Paulo: Universidade Metodista e Imprensa Oficial, 2005, v. 2, p. 129-144.

4.
VITORIO, Benalva da Silva. Identidade lusófona como proposta pedagógica. In: Cicília Peruzzo; José Benedito Pinho. (Org.). Anuário Internacional de Comunicação Lusófona. São Paulo e Lisboa: INTERCOM e LUSOCOM, 2005, v. 1, p. 151-158.

5.
VITORIO, Benalva da Silva. Lusofonia: proposta para a reinvenção de uma comunidade. In: José Benedito Pinho. (Org.). Anuário Internacional de Comunicação Lusófona. 1ed.Rio de Janeiro / RJ: FAFIC, 2003, v. 1, p. 11-23.

6.
VITORIO, Benalva da Silva. Estímulo pela produção viaja além-mar: encontro com o mestre. In: Maria Cristina Gobbi. (Org.). Grandes nomes da Comunicação: José Marques de Melo. 1ed.Recife: Fasa, 2001, v. 1, p. 235-237.

7.
VITORIO, Benalva da Silva. A imagem do Brasil na imprensa portuguesa: Carnaval 2000.. In: Maria Cristina Gobbi. (Org.). Anuário UNESCO/UMESP de Comunicação Regional. 1ed.São Bernardo do Campo/SP: Cromosete Gráfica e Editora, 2000, v. 4, p. 168-177.

8.
VITORIO, Benalva da Silva. O Brasil na comunidade de língua - uma leitura possível. In: Rosa Maria Ferreira Dales Nava. (Org.). MONTE SERRAT. 1ed.Santos: Vice Rei, 1999, v. 1, p. 51-60.

9.
VITORIO, Benalva da Silva. A Tribuna de Santos. In: José Marques de Melo; Waldemar Luiz Kunsch. (Org.). De Belém a Bagé. Imagens Midiáticas do Natal Brasileiro. 1ed.São Bernardo do Campo / SP: Cromoset, 1998, v. 1, p. 349-366.

10.
VITORIO, Benalva da Silva. O ensino da Comunicação para o desenvolvimento regional na Baixada Santista. In: José Marques de Melo. (Org.). Anuário Unesco/Umesp de Comunicação Regional. 1ed.São Bernardo do Campo: Grande ABC, 1997, v. 1, p. 217-234.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
VITORIO, Benalva da Silva. O professor no espelho da vida. A Tribuna, p. A-2 - A-2, 15 out. 2017.

2.
VITORIO, Benalva da Silva. Novo País. Jornal A Tribuna, Santos / SP, p. A-2 - A-2, 07 set. 2017.

3.
VITORIO, Benalva da Silva. Vida nos anos de idade. Jornal A Tribuna, Santos / SP, p. A2 - A2, 14 jun. 2016.

4.
VITORIO, Benalva da Silva. Últimos dias de Pompéia. A Tribuna, Santos / SP, p. 2 - 2, 28 jun. 2009.

5.
VITORIO, Benalva da Silva; GUIDI, Gisela da Rocha e Silva ; GAWENDO, Angélica Fernandes ; PAMPOLINI, Denise Gonçalves ; SOARES, Fernando Jorge Rebelo ; SILVA, Inazeli Azevedo Nóbrega e ; OLIVEIRA, Mário de ; SANTOS, Yvette Sadeck dos ; OLIVAN, Zuleika Fátima Vitoriano . LeiturAção. LeiturAção, Santos, , v. 11, p. 1 - 4, 29 jun. 2004.

6.
VITORIO, Benalva da Silva; FRUTUOSO, Suzane Caroline Gil . Juarez Bahia, jornalista premiado. Revista Imprensa, São Paulo, , v. 166, p. 57 - 64, 28 nov. 2001.

7.
VITORIO, Benalva da Silva. Qualidade de ensino. A Tribuna, Santos / SP, p. A8 - A8, 03 abr. 2001.

8.
VITORIO, Benalva da Silva. Por uma educação sem discriminação. A Tribuna, Santos / SP, p. A3 - A3, 21 nov. 2000.

9.
VITORIO, Benalva da Silva. Atrás do título. A Tribuna, Santos, p. A7 - A7, 01 ago. 2000.

10.
VITORIO, Benalva da Silva. O sentido do saber. A Tribuna, Santos / SP, p. A3 - A3, 17 jun. 2000.

11.
VITORIO, Benalva da Silva. IV LUSOCOM e as descobertas. A Tribuna de Santos, Santos, p. A-2 - A-2, 27 abr. 2000.

12.
VITORIO, Benalva da Silva. Lusofonia desperta na primeira Vila do Brasil. A Tribuna, Santos / SP, p. E5, 29 mar. 2000.

13.
VITORIO, Benalva da Silva. São Vicente, a capital da lusofonia. A Tribuna, Santos / SP, p. B4, 03 out. 1999.

14.
VITORIO, Benalva da Silva. Comunicação Ambiental. Costa Norte, Bertioga / SP, p. 2 - 2, 14 mar. 1997.

15.
VITORIO, Benalva da Silva. Revisitando a universidade. Costa Norte, Bertioga / SP, p. 2 - 2, 08 nov. 1996.

16.
VITORIO, Benalva da Silva. Um país provinciano. Costa Norte, Bertioga / SP, p. 2 - 2.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
VITORIO, Benalva da Silva. O imigrante no meio acadêmico: estudo de caso. In: XV Congresso Internacional IBERCOM, 2018, Lisboa - Portugal. XV Congresso Ibero-Americano: Comunicação, Diversidade e Tolerância. São Paulo - Lisboa: ECA-USP, FCH-UCP, 2017. v. 1. p. 01-6072.

2.
VITORIO, Benalva da Silva. As relações sociais nos transportes coletivos. In: IV SIAD - Simpósio Internacional sobre Análise do Discurso, 2016, Belo Horizonte. Discurso e Desigualdades Sociais. Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais, 2016. v. 1. p. 1-13.

3.
VITORIO, Benalva da Silva. A Vila na praça. In: I Congresso Internacional sobre Questões Socioeconômicas Territoriais, 2010, São Luis / Maranhão / Brasil. I Congresso Internacional sobre Questões Socioeconômicas Territoriais. São Luis: Universidade Federal do Maranhão, 2010. v. 1. p. 1-14.

4.
VITORIO, Benalva da Silva. Quando os "irmãos" se confrontam no jogo das palavras. In: I Congresso Internacional sobre Migrações, 2009, Faro. I Congresso Internacional sobre Migrações. Porto: AGIR, 2009. v. 1. p. 12-30.

5.
VITORIO, Benalva da Silva. Elas em América: identidades nacionais na telenovela. In: LUSOCOM 2006, 2006, Santiago de Compostela. LUSOCOM 2006. Santiago de Compostela: Universidade Santiago de Compostela, 2006. v. 1. p. 01-20.

6.
VITORIO, Benalva da Silva. Identidade feminina no Brasil de cabelos brancos. In: Congresso de Ciências da Comunicação dos Países de Língua Portuguesa - LUSOCOM, 2004, Covilhã / Portugal. Comunicação e identidades. Covilhã / Portugal: Universidade Beira Interior, 2004.

7.
VITORIO, Benalva da Silva. Memória e imagem do idoso como experiência pedagógica. In: Congresso de Ciências da Comunicação dos Países de Língua Portuguesa - LUSOCOM, 2004, Covilhã / Portugal. Comunicação e identidade. Covilhã / Portugal: Universidade Beira Interior, 2004.

8.
VITORIO, Benalva da Silva. As experiências com novos desenhos curriculares e as novas propostas de habilitação. In: Comunicação: o sentido da formação para o século XXI, 2004, São Paulo. Seminário ECA/FELAFACS. São Paulo: ECA/USP, 2004.

9.
VITORIO, Benalva da Silva; COORD, Benalva da Silva Vitorio ; MENQUINI, Adenice ; VIANA, Cristiane Neves ; BRAGA, Hermide Menquini ; REIS, Maria José Severo dos ; RODRIGUES, Marli ; MENDES, Miriam de Fátima Quintino Rosa ; CONSANI, Natalie Catuogno . Festa de Iemanjá na Baixada Santista. In: IV Conferência Brasileira de Folkcomunicação, 2001, Campo Grande. As festas populares como processos comunicacionais. Campo Grande / MS: CD ROOM - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, 2001.

10.
VITORIO, Benalva da Silva. Língua e identidade. Estudo de Comunicação Comparada sobre a Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP). In: III LUSOCOM - Congresso de Ciências da Comunicação dos Países de Língua Portuguesa, 2000, Braga / Portugal. Comunicação e Sociedade. Braga / Portugal: Barbosa & Xavier Lda, 1999. v. 2. p. 393-430.

11.
VITORIO, Benalva da Silva. Língua e identidade. Estudo de Comunicação Comparada. In: III Congresso Internacional de Comunicação dos Países de Língua Portuguesa - LUSOCOM, 1999, Braga. Investigação: Convergências e Desafios. Braga: Departamento de Ciências da Comunicação / Universidade do Minho, 1999. v. 1. p. 3-83.

12.
VITORIO, Benalva da Silva; GUIDI, Gisela da Rocha e Silva ; GAWENDO, Angélica Fernandes ; PAMPOLINI, Denise Gonçalves ; SOARES, Fernando Jorge Rebelo ; SILVA, Inazeli Azevedo Nóbrega e ; SILVA, Mário de Oliveira ; SANTOS, Yvette Sadeck dos ; OLIVAN, Zuleika Fátima Vitoriano . Lecture/écriture: une proposition d'intervention d'après la recherche en milieu étudiant (co-autoria). In: 16th International Congress of Linguists, 1997, Paris. 16th International Congress of Linguists. Paris: Pergamon, 1997.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
VITORIO, Benalva da Silva. Identidade lusófona no ensino da Comunicação. In: V Congresso de Ciências da Comunicação dos Países de Língua Portuguesa, 2002, Maputo. O ensino da Comunicação nos Países Lusófonos. Maputo: Universidade Eduardo Mondlane, 2002.

2.
VITORIO, Benalva da Silva; GUIDI, Gisela da Rocha e Silva ; GAWENDO, Angélica Fernandes ; PAMPOLINI, Denise Gonçalves ; SOARES, Fernando Jorge Rebelo ; SOARES, Inazeli Azevedo Rebelo ; SILVA, Mário de Oliveira ; SANTOS, Yvette Sadeck dos ; OLIVAN, Zuleika Fátima Vitoriano . Para além dos muros da sala de aula. In: V Congresso de Ciências da Comunicação dos Paíeses de Língua Portuguesa, 2002, Maputo. O ensino da Comunicação nos Países Lusófonos. Maputo: Universidade Eduardo Mondlane, 2002.

3.
VITORIO, Benalva da Silva. O reviver das letras na velhice. In: 13º Congresso de Leitura do Brasil - COLE, 2001, Campinas. Com todas as letras, para todos os nomes. Campinas: Associação Brasileira de Leitura, 2001.

4.
VITORIO, Benalva da Silva. A imagem do Brasil na imprensa portuguesa: Carnaval 2000. In: III FOLKCOM - Conferência Brasileira de Folkcomunicação, 2000, João Pessoa. III Conferência Brasileira de Folkcomunicação. João Pessoa: Universidade Federal da Paraíba, 2000.

5.
VITORIO, Benalva da Silva. Contribuição da Comunicação para o entendimento da língua. In: II Semana do curso de Letras - UniSantos, 2000, Santos. II Semana de Letras. Santos: Leopoldianum, 2000.

6.
VITORIO, Benalva da Silva. Quem somos nós, brasileiros?. In: IV Semana Cultural da Faculdade Don Domênico, 2000, Guarujá. IV Semana Cultural da Faculdade Don Domênico. Guarujá: Faculdade Don Domênico, 2000.

7.
VITORIO, Benalva da Silva. O Pasquim x Bundas. In: IV LUSOCOM - Encontro de Ciências da Comunicação dos Países de Língua Portuguesa, 2000, São Vicente. Comunicação Intercultural: 500 anos de mestiçagem luso-afro-ásio-brasileira. São Vicente / SP: Secretaria da Cultura de São Vicente, 2000.

8.
VITORIO, Benalva da Silva. Leitura: convite à prática reflexiva. In: 12º Congresso de Leitura do Brasil - COLE, 1999, Campinas. 12º Congresso de Leitura do Brasil - COLE. Campinas: Associação de Leitura do Brasil, 1999.

9.
VITORIO, Benalva da Silva. Políticas da Comunicação em mão dupla. In: II Encontro Lusófono de Ciências da Comunicação - LUSOCOM, 1998, São Cristovão / SE. As Ciências da Comunicação no espaço lusófono. São Cristovão / SE: Universidade Federal de Sergipe, 1998.

10.
VITORIO, Benalva da Silva. O Natal na representação do litoral do Estado de São Paulo. In: I Conferência Brasileira de Folkcomunicação, 1998, São Bernardo do Campo. I Conferência Brasileira de Folkcomunicação. São Bernardo do Campo / SP: Universidade Metodista de São Paulo, 1998.

11.
VITORIO, Benalva da Silva; GUIDI, Gisela da Rocha e Silva ; GAWENDO, Angélica Fernandes ; PAMPOLINI, Denise Gonçalves ; SOARES, Fernando Jorge Rebelo ; SILVA, Inazeli Azevedo Nóbrega e ; SILVA, Mário de Oliveira ; SANTOS, Yvette Sadeck dos ; OLIVAM, Zuleika Fátima Vitoriano . XIXCongresso Mundial da Fédération Internacionale des Professeurs de Langues Vivantes. In: XIX CongressoMundial da Fédération Internacionale des Professeurs de Langues Vivantes, 1997, Recife. XIX Congresso Mundial da Fédération Internacionale des Professeurs de Langues Vivantes. Recife: Universidade Federal de Pernambuco, 1997.

12.
VITORIO, Benalva da Silva. O Brasil na Comunidade de Língua. In: Debater as Ciências da Comunicação no espaço Lusófono, 1997, Lisboa. I LUSOCOM - Encontro Lusófono de Ciências da Comunicação. Lisboa / Portugal: Universidade Lusófona, 1997.

13.
VITORIO, Benalva da Silva. Raça em Revista I. In: III Congresso Internacional de Jornalismo de Língua Portuguesa, 1997, Lisboa. III Congresso Internacional de Jornalismo de Língua Portuguesa. Lisboa / Portugal: Observatório de Imprensa, 1997.

14.
VITORIO, Benalva da Silva. Raça em Revista II. In: 11º Congresso de Leitura do Brasil - COLE, 1997, Campinas. 11º Congresso de Leitura do Brasil - Cole. Campinas: Associação de Leitura do Brasil, 1997.

15.
VITORIO, Benalva da Silva. Imagens midiáticas do Natal/96. In: XX Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação - INTERCOM, 1997, Santos. XX Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação - INTERCOM. Santos: Leopoldianum, 1997.

16.
VITORIO, Benalva da Silva; GUIDI, Gisela da Rocha e Silva ; GAWENDO, Angélica Fernandes ; PAMPOLINI, Denise Gonçalves ; SOARES, Fernando Jorge Rebelo ; SILVA, Inazeli Azevedo Nóbrega e ; OLIVEIRA, Mário de ; SANTOS, Yvette Sadeck dos ; OLIVAN, Zuleika Fátima Vitoriano . Leitura no 3º grau: uma vivência interdisciplinar. In: 9º Congresso de Leitura do Brasil - COLE, 1993, Campinas. 9º Congresso de Leitura do Brasil - COLE. Campinas: Unicamp, 1993.

Apresentações de Trabalho
1.
VITORIO, Benalva da Silva. Leitura como produção de sentidos. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
VITORIO, Benalva da Silva. As relações sociais nos transportes coletivos. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

3.
VITORIO, Benalva da Silva. A arte de envelhecer. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

4.
VITORIO, Benalva da Silva. Somos todos migrantes: tempo de revisão. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

5.
VITORIO, Benalva da Silva. Vida nos anos de idade. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
VITORIO, Benalva da Silva. Prostituição e futebol no jogo dos sentidos. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

7.
VITORIO, Benalva da Silva. Portugueses e brasileiros no percurso dos sentidos. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

8.
VITORIO, Benalva da Silva. Imigração brasileira em Portugal: nós e os outros na mídia. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

9.
VITORIO, Benalva da Silva. Raízes da Lusofonia. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

10.
VITORIO, Benalva da Silva. Elas em América. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

11.
VITORIO, Benalva da Silva. Eleições 2006: a influência da mídia no processo eleitoral. 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

12.
VITORIO, Benalva da Silva. Comunicação e Lusofonia. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

13.
VITORIO, Benalva da Silva. A influência da mídia na formação do educando. 2004. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

14.
VITORIO, Benalva da Silva. Juarez Bahia: os caminhos cruzados entre o jornalismo e a literatura.. 2004. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

15.
VITORIO, Benalva da Silva. O ciclo da vida no currículo escolar. 2004. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

16.
VITORIO, Benalva da Silva. A alfabetização de adultos no século XXI. 2004. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

17.
VITORIO, Benalva da Silva. Leitura de texto da mídia. 2002. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

18.
VITORIO, Benalva da Silva. Público e privado na programação televisiva. 2002. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

19.
VITORIO, Benalva da Silva. Análise de Discurso: uma prática teórica transformadora. 2002. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

20.
VITORIO, Benalva da Silva. Uma velha questão com uma nova roupagem: básico e profissionalizante. 2002. (Apresentação de Trabalho/Outra).

21.
VITORIO, Benalva da Silva. Avaliação dos cursos de graduação da Universidade Católica de Santos. 2001. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

22.
VITORIO, Benalva da Silva. Língua e Identidade: estudo de Comunicação Comparada. 1999. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

23.
VITORIO, Benalva da Silva. A leitura da novela na terceira idade. 1998. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

Outras produções bibliográficas
1.
VITORIO, Benalva da Silva. Sistema de cotas. Curitiba - PR: Champagnat., 2007 (Resenha).

2.
VITORIO, Benalva da Silva. Enfrentar desafios. Curitiba - PR: Champagnat, 2007 (Editorial).

3.
VITORIO, Benalva da Silva. Comunicação e Educação. Santos: Matiz Comunicação, 2005 (Revista Institucional).


Produção técnica
Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
VITORIO, Benalva da Silva; FREITAS, E. M. ; SOARES, A. M. . Fórum de A Região em Pauta: Terceira Idade. 2017. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

2.
VITORIO, Benalva da Silva; VERRI, L. . Bom Dia Baixada. 2017.

3.
VITORIO, Benalva da Silva; PINTO, Rosa Maria Ferreiro ; Luzana Mackevicius Bernardes . Ações voltadas à prevenção de Tuberculose. 2012. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).


Demais tipos de produção técnica
1.
VITORIO, Benalva da Silva. Imigrantes brasileiros e a crise em Portugal. 2013. (Relatório de pesquisa).

2.
VITORIO, Benalva da Silva. Lusofonia e Imigração na perspectiva brasileira: convite à reflexão.. 2005. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

Demais trabalhos
1.
VITORIO, Benalva da Silva. Criação da Escola de Comunicação e Artes da Universidade Eduardo Mondlane - Maputo/Moçambique. 2000 (Demais trabalhos relevantes) .



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
MENEZES, F. L.; SALES, L.; VITORIO, Benalva da Silva. Participação em banca de Rosilandy Carina Cândido Lapa. Migrações forçadas: a cooperação no regime internacional dos refugiados. 2018. Dissertação (Mestrado em Direito) - Universidade Católica de Santos.

2.
VITORIO, Benalva da Silva; CRUZ, Fernando; CLEMENTINO, M. L. M.. Participação em banca de Valéria de Fátima Chaves Araújo. A tematização do espaço público e a economia criativa local: estudo de caso a partir do "maior São João do mundo", em Campina Grande/PB. 2015. Dissertação (Mestrado em Estudos Urbanos e Regionais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

3.
VITORIO, Benalva da Silva; BACCEGA, M. A.; LOPES, M. I. V.. Participação em banca de Aline Fernandes de Azevedo. Recepção: heterogeneidade e negociações de sentidos. O jornalismo político e os sujeitos leitores das revistas semanais?,. 2006. Dissertação (Mestrado em Ciências da Comunicação) - Universidade de São Paulo.

4.
VITORIO, Benalva da Silva; PERINOTTO, José Alexandre de Jesus. Participação em banca de Adenice Menquini. Ánalise Geoambiental da Baixada Santista da Ponta de Itaipu ao Maciço de Itatins (SP).. 2004. Dissertação (Mestrado em Geociências e Meio Ambiente) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Teses de doutorado
1.
VITORIO, Benalva da Silva; MELO, José Marques de; COELHO SOBRINHO, J.; PROENCA, J. L.; MOREIRA, S. V.; GOBBI, Maria Cristina. Participação em banca de Márcia Furtado Avanza. Danton Jobim, o mediador de duas culturas: por uma pedagogia do jornalismo. 2007. Tese (Doutorado em Ciências da Comunicação) - Universidade de São Paulo.

Qualificações de Mestrado
1.
MENEZES, F. L.; GONCALVES, A. F.; VITORIO, Benalva da Silva. Participação em banca de Rosilandy Carina Candido Lapa. Migrações forçadas: a cooperação no regime internacional dos refugiados. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Direito) - Universidade Católica de Santos.

2.
VITORIO, Benalva da Silva. Participação em banca de Thalita Di Bella Costa Monteiro. O movimento brasileiro de alfabetização no cenário santista da educação de jovens e adultos. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Educação) - Universidade Católica de Santos.

Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização
1.
VITORIO, Benalva da Silva; PINTO, Rosa Maria Ferreiro. Participação em banca de Paulo Angelo Lorandi. O papel do farmacêutico em saúde coletiva: A visão dos alunos. 1999. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Pós Graduação Lato Senso Em Saúde Pública) - Universidade Católica de Santos.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
VITORIO, Benalva da Silva; BARBOSA, A. V. A.; COSTA, A. C.. Participação em banca de Matheus Degásperi Ojea e Luiz Carlos Lyra dos Santos.A propaganda como soft power na Guerra Fria. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Católica de Santos.

2.
VITORIO, Benalva da Silva; FINGERMANN, N. N.; FRANCO, T. F.. Participação em banca de Michelle Soares de Almeida.Imigrantes bolivianos na cidade de São Paulo: estudo de caso. 2016 - Universidade Católica de Santos.

3.
VITORIO, Benalva da Silva; FRANCO, P. F. C.; FRANCO, T. F.. Participação em banca de Rosilandy Carina Candido Lapa.Concessão de nacionalidade aos apátridas: estudo de caso. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Católica de Santos.

4.
VITORIO, Benalva da Silva; MENDES NETO, J. B. M.; CAVALCANTI, E. R.. Participação em banca de Cristiano Marques da Silva.Imigração e as tradições de um povo: cultura japonesa e a rota do chá no Vale do Ribeira. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Jornalismo) - Universidade Católica de Santos.

5.
VITORIO, Benalva da Silva; MENDES NETO, J. B. M.; GALVAO, M.. Participação em banca de Alice da Silva Santos.Os Guaranis da Aguapeú: ensaio fotográfico na aldeia indígena de Mongaguá. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Jornalismo) - Universidade Católica de Santos.

6.
VITORIO, Benalva da Silva; MENDES NETO, J. B. M.; CAVALCANTI, E. R.. Participação em banca de Lucas Araujo Debeus.A influência do marxismo cultural na imprensa. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Jornalismo) - Universidade Católica de Santos.

7.
CLAUDINO, V. A. S.; CHISTOFOLETTI, R.; SILVA, C. A. F.; VITORIO, Benalva da Silva. Participação em banca de Vitor Alberto Souza Claudino.Propaganda estatal nas relações internacionais: estudo de caso. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Católica de Santos.

8.
ALMEIDA, B. A.; CONCEICAO, T. I. F.; VITORIO, Benalva da Silva; BUGIATO, C. M.; MENDES NETO, J. B. M.. Participação em banca de Bruno Araujo Almeida e Talitha Isabel Ferreira da Conceição.De olho no mundo: os desafios do correspondente internacional. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação Social - Jornalismo) - Universidade Católica de Santos.

9.
BORGES, V. B.; VITORIO, Benalva da Silva; COSTA, A. C.; BATISTA, M. V. O.. Participação em banca de Victor Balduino Borges.A identidade do jogador de futebol no discurso do Jornalismo Esportivo. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação Social - Jornalismo) - Universidade Católica de Santos.

10.
VITORIO, Benalva da Silva; SILVA, Rafael Souza; REIS FILHO, José. Participação em banca de Estefany dos Santos Barreto.Política nacional na mídia impressa: Eleições 2014. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação Social - Jornalismo) - Universidade Católica de Santos.

11.
VITORIO, Benalva da Silva; MENDES NETO, J. B. M.; BITTENCOURT NETO, O. O.. Participação em banca de Jackeline de Abreu Mirkai.Espionagem internacional no jornalismo: caso Snowden. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Católica de Santos.

12.
EVANGELISTA, J. A.; VITORIO, Benalva da Silva; BITTENCOURT NETO, O. O.. Participação em banca de Giovanna Alonso Rua.Crise econômica europeia: uma análise da crise recorrente em Portugal. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Católica de Santos.

13.
VITORIO, Benalva da Silva. Participação em banca de Angelo de S. Capontes.Veja cinema: as críticas de Isabela Boscov. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação Social - Jornalismo) - Universidade Católica de Santos.

14.
VITORIO, Benalva da Silva; BARBOSA, Alexandre. Participação em banca de Michele Mamede.Hardcore globalizado. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Jornalismo) - Universidade Católica de Santos.

15.
VITORIO, Benalva da Silva; SILVA, Rafael Souza. Participação em banca de Paulo Emílio Naccari Rodrigues.Um estudo sobre ideologia. O discurso de articulistas da Folha de S. Paulo em relação ao governo do Presidente Luiz Inácio Lula da Silva. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Jornalismo) - Universidade Católica de Santos.

16.
VITORIO, Benalva da Silva; RENZO, Marcelo Di. Participação em banca de Adriana Ribeiro, Caroline Camargo, Clarice Pessini, Vanessa.Johnnie Walker One. 2003. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Publicidade e Propaganda) - Universidade Católica de Santos.

17.
VITORIO, Benalva da Silva; RENZO, Marcelo Di. Participação em banca de Fabiana De Donato Garcia, Valéria Chaves Gonçalves.Band-Aid Aquablock. 2003. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Publicidade e Propaganda) - Universidade Católica de Santos.

18.
VITORIO, Benalva da Silva; TEIXEIRA, Paulo Roberto. Participação em banca de Maria de Lourdes Alves Pereira Takaishi.O novo paradigma da Geografia. 2003. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Católica de Santos.

19.
VITORIO, Benalva da Silva; TEIXEIRA, Paulo Roberto; SILVA, José Hermenegildo da. Participação em banca de Helder dos Santos de Oliveira.Quarentenário e Vila Ponte Nova: a relação sócio-ambiental da população em área de depósito de resíduos organoclorados. 2003. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Católica de Santos.

20.
VITORIO, Benalva da Silva; FRIGÉRIO, Angela; TEIXEIRA, Paulo Roberto. Participação em banca de Valéria Rocha de Faria.Grau de conscientização dos moradores do Morro dos Barbosas. 2003. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Católica de Santos.

21.
VITORIO, Benalva da Silva; FRIGÉRIO, Angela; TEIXEIRA, Paulo Roberto. Participação em banca de Julyana dos Santos Nunes Machado.Uma visão integrada do meio ambiente por meio de visita monitorada no Monte Serrat - Santos/SP. 2003. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Católica de Santos.

22.
VITORIO, Benalva da Silva; TEIXEIRA, Paulo Roberto; SILVA, José Hermenegildo da. Participação em banca de Edílio Pedro Alves.Besouro chinês: barreiras fitossanitárias adotadas de forma preventiva, com ênfase no Porto de Santos. 2003. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Católica de Santos.

23.
VITORIO, Benalva da Silva. Participação em banca de Virma de Oliveira Silva Almeida.O contador de história. 2002. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Católica de Santos.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Outras participações
1.
VITORIO, Benalva da Silva; MELO, José Marques de; GOBBI, Maria Cristina. Concurso entre estudantes de Jornalismo de universidades brasileiras para viagem de estudo a Portugal, promovido pela Cátedra Unesco de Comunicação para o Desenvolvimento Regional, Revista Imprensa e Fiat do Brasil. 2001. Cátedra Unesco de Comunicação.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Comunicação e Informação para o Desenvolvimento. Intercâmbio acadêmico: perspectiva para o desenvolvimento do espaço lusófono. 2018. (Congresso).

2.
Cultura e Turismo: desenvolvimento nacional, promoção da paz e aproximação entre nações. Festa Religiosa em dois contextos: Brasil e Portugal. 2018. (Congresso).

3.
ENCONTRO DE PROFESSORES.Reflexões sobre a Pedagogia Universitária. 2018. (Encontro).

4.
XV CONGRESSO IBERCOM. O imigrante no meio acadêmico: estudo de caso. 2017. (Congresso).

5.
28ª Semana da Educação Professor Paulo Freire.Leitura como construção de sentidos. 2016. (Encontro).

6.
Encontro de Professores 2016-II Reflexões sobre o Fazer Docente, Pesquisa e Formaçãoo.IV Encontro dos Grupos de Pesquisa da Universidade Católica de Santos. 2016. (Encontro).

7.
II Congreso Mexicano sobre Mobbing y otras formas de violencia em instinstituciones y X Congreso Intenternacional de Investigación y Desarrollo Sociocultural. membro do Comité Cientifico. 2016. (Congresso).

8.
IV Simpósio Internacional sobre Análise do Discurso.As relações nos transportes coletivos. 2016. (Simpósio).

9.
61ª Semana Jurídica.Liberdade de imprensa. 2014. (Seminário).

10.
GT de Comunicação Organizacional - SOPCOM.Comunicação Organizacional e Institucional. 2013. (Encontro).

11.
Jornada de Comunicação e Artes.Jornalismo e Cidadania. 2011. (Encontro).

12.
I Congresso Internacional sobre Questões Socioeconômicas Territoriais. A Vila na praça. 2010. (Congresso).

13.
II Congresso Internacional sobre Migrações. Membro da Comissão Científica. 2010. (Congresso).

14.
II Congresso Internacional sobre Migrações. Identidades, Diversidade e Globalização. 2010. (Congresso).

15.
II Congresso Internacional sobre Migrações. Somos todos migrantes: tempo de revisão. 2010. (Congresso).

16.
Universidade Católica Portuguesa.Media e Investigação. As relações entre Brasil e Portugal. 2010. (Seminário).

17.
I Congresso Internacional sobre Migrações. Quando os "irmãos" se confrontam no jogo das palavras. 2009. (Congresso).

18.
XI Forum Nacional de Coordenadores de Projetos da Terceira Idade de Instituições de Ensino Superior e X Encontro Nacional de Estudantes da Terceira Idade de Instituições de Ensino Superior.Vida nos anos de idade. 2009. (Outra).

19.
III Simpósio Internacional sobre Análise do Discurso: emoções, ethos e argumentação. Prostituição e futebol no jogo dos sentidos. 2008. (Congresso).

20.
Encontro de Professores.Eleições 2006: A influência da Mídia no Processo Eleitoral. 2007. (Encontro).

21.
Encontro de Professores.Imigração Brasileira em Portugal: Nós e os outros na Mídia. 2007. (Encontro).

22.
I Ciclo de Debates APEP LISBOA.?Imigração brasileira em Portugal: identidade e perspectivas?. 2007. (Seminário).

23.
III Congresso Internacional sobre ?A imigração em Portugal e na União Européia?. ?A imigração em Portugal e na União Européia?. 2007. (Congresso).

24.
Lançamento de livro na Casa do Brasil de Lisboa / Portugal." Imigração brasileira em Portugal: identidade e perspectivas?,. 2007. (Seminário).

25.
Contatos com acadêmicos e participação em grupos de investigação da Faculdade de Ciências da Comunicação da Universidade Autônoma de Barcelona.Contatos com acadêmicos. 2006. (Encontro).

26.
LUSOCOM 2006. Elas em América: identidades nacionais na telenovela. 2006. (Congresso).

27.
Lusofonia: memória e diversidade cultural. Raízes da Lusofonia. 2006. (Congresso).

28.
Semana da Educação.Educar: A arte de dialogar. 2006. (Encontro).

29.
I Congresso Internacional Imigração em Portugal e na União Européia. 2005. (Congresso).

30.
IV SOPCOM - Sociedade Portuguesa de Ciência da Comunicação. 2005. (Congresso).

31.
Ciclo de Palestras.Ciclo de Palestras:Santos, porto e ferrovias como fatores de desenvolvimento urbano.. 2004. (Outra).

32.
Comunicação: o sentido da formação para o século XXI.Seminário Comunicação: o sentido da formação para o século XXI. 2004. (Seminário).

33.
Encontro de Professores da Universidade Católica de Santos.Encontro de Professores da Universidade Católica de Santos. 2004. (Encontro).

34.
Encontro de trabalho Universidade Católica de Santos e Universidade de Coimbra.Encontro de trabalho no Instituto de Estudos Jornalísticos da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, Portugal.. 2004. (Encontro).

35.
Programa de formação permanente de educadores.Oficina - O texto da televisão na sala de aula - ministrada a professores do ensino fundamental e médio sobre textos da mídia. 2004. (Oficina).

36.
VI LUSOCOM - Congresso de Ciências da Comunicação dos países de Língua Portuguesa. VI LUSOCOM - Congresso de Ciências da Comunicação dos países de Língua Portuguesa. 2004. (Congresso).

37.
Encontro de Professores da Universidade Católica de Santos.Encontro de Professores da Universidade Católica de Santos. 2003. (Encontro).

38.
Encontro dos membros do Rotary Club de São Vicente.Encontro dos membros do Rotary Club de São Vicente. 2003. (Encontro).

39.
XI Fafiana.XI Fafiana - evento acadêmico da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade Católica de Santos. 2003. (Simpósio).

40.
1º Encontro Brasileiro para Estudos Curriculares em Comunicação.Uma velha questão com uma nova roupagem: básico e profissionalizante. 2002. (Encontro).

41.
2ª Semana de Comunicação da Faculdade de Comunicação Social da UniSantos.2ª Semana de Comunicação da Faculdade de Comunicação Social da UniSantos. 2002. (Outra).

42.
Encontro de Integração Acadêmica.Análise de Discurso: uma prática teórica transformadora. 2002. (Encontro).

43.
Fórum do Curso de Geografia Ambiental da Universidade Católica de Santos.Fórum do Curso de Geografia Ambiental da Universidade Católica de Santos.. 2002. (Outra).

44.
Oficina.Oficina para a Associação de Educadores Latino-Americanos. 2002. (Oficina).

45.
Seminário Internacional de Telenovela - A internacionalização da telenovela no cenário globalizado. 2002. (Seminário).

46.
V LUSOCOM. O Pasquim x Bundas: trinta anos em dois contextos. 2002. (Congresso).

47.
13º Congresso de Leitura do Brasil - COLE.. O reviver das letras na velhice. 2001. (Congresso).

48.
I Seminário de Avaliação da UniSantos.I Seminário de Avaliação da UniSantos.. 2001. (Seminário).

49.
IV Conferência Brasileira de Folkcomunicação - FOLKCOM..Festa de Iemanjá na Baixada Santista. 2001. (Outra).

50.
Jornalistas do Futuro II.Viagem de estudo a Portugal, acompanhando grupo de alunos de Jornalismo, vencedores do concurso Jornalistas do Futuro II, como professora-orientadora.. 2001. (Outra).

51.
Mérito Profissional.Reunião do Rotary Club de São Vicente Mérito Profissional. 2001. (Outra).

52.
Palestra: Novas competências do Ensino Superior, proferida pela Profa. Dra. Sônia Aparecida Ignácio.. 2001. (Outra).

53.
Repercurssões Internacionais do 25 de Abril.Festejos Comemorativos à Revolução dos Cravos de 1974 - Mesa Redonda. 2001. (Outra).

54.
I Fórum de Geografia - Educação e o papel do geógrafo.I Fórum de Geografia - Educação e o papel do geógrafo. 2000. (Outra).

55.
II Congresso de Turismo Cultual, Lusofonia e Desenvolvimento. 2000. (Congresso).

56.
III FOLKCOM - Conferência Brasileira de Folkcomunicação.A imagem do Brasil na imprensa portuguesa: Carnaval 2000. 2000. (Outra).

57.
III Seminário de Pós-Graduação da ECA/USP. 2000. (Seminário).

58.
II Semana de Letras da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Santos.Contribuição da Comunicação para o entendimento da língua. 2000. (Outra).

59.
I Semana de Comunicação. 2000. (Outra).

60.
IV Colóquio Brasil-França de Informação e Educação. 2000. (Outra).

61.
IV LUSOCOM - Congresso de Ciências da Comunicação dos Países de Língua Portuguesa. Leitura na Universidade: diagnóstico e intervenção pedagógica. 2000. (Congresso).

62.
IV Semana Cultural da Faculdade Don Domênico.IV Semana Cultural da Faculdade Don Domênico. 2000. (Outra).

63.
IX Encontro Jornal Escola.O uso do Jornal nas aulas de História e Geografia. 2000. (Encontro).

64.
Por uma educação sem discriminação.Por uma educação sem discriminação. 2000. (Seminário).

65.
Semiótica da Cultura e o Ensino da Comunicação na Sociedade Midiática. 2000. (Outra).

66.
12º Congresso de Leitura do Brasil - COLE. Leitura: convite à prática reflexiva. 1999. (Congresso).

67.
III LUSOCOM - Encontro Lusófono de Ciências da Comunicação.Língua e Identidade: estudo de Comunicação Comparada. 1999. (Encontro).

68.
Seminário Nacional Saúde, Mulher e Violência Intrafamília. 1999. (Seminário).

69.
I Conferência Brasileira de Folkcomunicação.O Natal na representação do litoral do Estado de São Paulo. 1998. (Outra).

70.
II Encontro Lusófono de Ciências da Comunicação.Políticas da Comunicação em mão dupla. 1998. (Encontro).

71.
I Seminário Internacional sobre Avaliação e Currículo. 1998. (Seminário).

72.
XXI Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação. 1998. (Congresso).

73.
11º Congresso de Leitura do Brasil - COLE. Raça em revista. 1997. (Congresso).

74.
Encontro da Rede Nacional de Pesquisa Comparativa da Cátedra Unesco/Umesp. 1997. (Encontro).

75.
III Congresso Internacional de Jornalismo de Língua Portuguesa. Revista Raça Brasil. 1997. (Congresso).

76.
I LUSOCOM - Encontro Lusófono de Ciências da Comunicação. O Brasil na Comunidade de Língua. 1997. (Congresso).

77.
Seminário Leitura, Escola e Cidadania. 1997. (Seminário).

78.
XIX Congresso Mundial da Fédération Internacionale des Professeurs de Langues Vivantes. Trabalho de pesquisa como membro do Grupo de Leitura da UniSantos. 1997. (Congresso).

79.
XX Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação - INTERCOM.. Coordenadora e expositora. 1997. (Congresso).

80.
IV Congresso Brasileiro de Ensino de Comunicação. 1996. (Congresso).

81.
XIX Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação - INTERCOM. 1996. (Congresso).

82.
XXI Encontro Regional de Jornalismo. 1996. (Encontro).

83.
Encontro de Professores. 1995. (Encontro).

84.
II Seminário Campo Profissional e Mercado de Trabalho em Comunicação em São Paulo.II Seminário Campo Profissional e Mercado de Trabalho em Comunicação em São Paulo. 1995. (Seminário).

85.
II Seminário Regional da Pesquisa Nacional: Campo Profissional e Mercado de Trabalho em Comunicação no Brasil.. 1995. (Seminário).

86.
O giz no século XXI.O giz no século XXI.. 1995. (Seminário).

87.
I Semana de Educação de Praia Grande.I Semana de Educação de Praia Grande. 1994. (Encontro).

88.
9º Congresso de Leitura do Brasil - COLE. 9º Congresso de Leitura do Brasil - COLE. 1993. (Congresso).

89.
I Curso de formação em Leitura Crítica para professores da UniSantos.Curso de formação em Leitura Crítica para professores da UniSantos. 1993. (Oficina).

90.
3º Congresso Brasileiro de Jornalismo Científico. 1991. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
VITORIO, Benalva da Silva. Mercado e Comunicação na Sociedade Digital. 2007. (Congresso).

2.
VITORIO, Benalva da Silva. Mercado e Comunicação na Sociedade Digital. 2007. (Congresso).

3.
VITORIO, Benalva da Silva. Mercado e Comunicação na Sociedade Digital. 2007. (Congresso).

4.
VITORIO, Benalva da Silva. Mercado e Comunicação na Sociedade Digital. 2007. (Concurso).

5.
VITORIO, Benalva da Silva. Diversidade e Educação: caminhos a percorrer. 2007. (Congresso).

6.
FRIGÉRIO, Angela ; MENQUINI, Adenice ; SILVA, José Hermenegildo da ; TEIXEIRA, Paulo Roberto ; VITORIO, Benalva da Silva . I Forum de Geografia. Geografia: Educação e o papel do geógrafo. 2000. (Outro).

7.
MELO, José Marques de ; VITORIO, Benalva da Silva . IV LUSOCOM - Federação Lusófona de Ciências da Comunicação. 2000. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Victor Balduino Borges. A identidade do jogador de futebol no discurso do jornalismo esportivo. Início: 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação Social - Jornalismo) - Universidade Católica de Santos. (Orientador).

2.
Bruno Araujo Almeida e Talitha Isabel Ferreira da Conceição. De olho no mundo: o desafio no Jornalismo Internacional. Início: 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação Social - Jornalismo) - Universidade Católica de Santos. (Orientador).

Iniciação científica
1.
Benalva da Silva Vitorio. Jornalismo de Celebridade: a construção de sujeitos e sentidos. Início: 2012. Iniciação científica (Graduando em Comunicação Social - Jornalismo) - Universidade Católica de Santos. (Orientador).

Orientações de outra natureza
1.
Benalva da Silva Vitorio Coord. Mídia e imigração brasileira (título provisório). Início: 2004. Orientação de outra natureza. Universidade de Coimbra. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Matheus Degásperi Ojea e Luiz Carlos Lyra dos Santos. A propaganda como soft power na Guerra Fria. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Católica de Santos. Orientador: Benalva da Silva Vitorio.

2.
Michelle Soares de Almeida. Imigrantes bolivianos na cidade de São Paulo: estudo de caso. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Católica de Santos. Orientador: Benalva da Silva Vitorio.

3.
Rosilandy Carina Candido Lapa. Concessão de nacionalidade aos apátridas: estudo de caso. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Católica de Santos. Orientador: Benalva da Silva Vitorio.

4.
Bruno Araujo Almeida e Talitha Isabel Ferreira da Conceição. De olho no mundo: os desafios do correspondente internacional. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Comunicação Social - Jornalismo) - Universidade Católica de Santos. Orientador: Benalva da Silva Vitorio.

5.
Victor Balduino Borges. A identidade do jogador de futebol no discurso do Jornalismo Esportivo. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Comunicação Social - Jornalismo) - Universidade Católica de Santos. Orientador: Benalva da Silva Vitorio.

6.
Jackeline de Abreu Mirkai. Espionagem internacional no jornalismo: caso Snowden. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Católica de Santos. Orientador: Benalva da Silva Vitorio.

7.
Estefany dos Santows Barreto. Política nacional na mídia impressa: Eleições 2014. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Comunicação Social - Jornalismo) - Universidade Católica de Santos. Orientador: Benalva da Silva Vitorio.

8.
Nara Fernandes Pereira de Paula. Canais de Santos: a comunicação no espaço urbano. 2004. 30 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Jornalismo) - Universidade Católica de Santos. Orientador: Benalva da Silva Vitorio.

9.
Vladimir Rabotzke Catarino. Mairinque - Santos: retomada de viagens.. 2004. 30 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Jornalismo) - Universidade Católica de Santos. Orientador: Benalva da Silva Vitorio.

10.
Rafael Teixeira e Thalita Di Bello Monteiro. Lula Presidente: três maneiras de ser. 2004. 30 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Jornalismo) - Universidade Católica de Santos. Orientador: Benalva da Silva Vitorio.

Iniciação científica
1.
Mateus Catalani Pirani. Relação no mercado virtual: direitos e deveres. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Direito) - Universidade Católica de Santos. Orientador: Benalva da Silva Vitorio.

2.
Benalva da Silva Vitorio. A violência na mídia impressa: efeitos de sentido. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Comunicação Social - Jornalismo) - Universidade Católica de Santos. Orientador: Benalva da Silva Vitorio.



Inovação



Projetos de pesquisa

Outros projetos


Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
VITORIO, Benalva da Silva2013VITORIO, Benalva da Silva. Violência infantil na mídia: efeitos de sentido. Comunicologia (Brasília), v. 6, p. 19-30, 2013.

2.
VITORIO, Benalva da Silva2015VITORIO, Benalva da Silva. Imigrantes brasileiros em Portugal: retrospectiva de percurso. 978-85-66048-47-6, v. 1, p. 1-226, 2015.

3.
VITORIO, Benalva da Silva2017VITORIO, Benalva da Silva. Festa Religiosa em dois contextos: Brasil e Portugal. LEOPOLDIANUM (UNISANTOS), v. 43, p. 176-200, 2017.


Textos em jornais de notícias/revistas
1.
VITORIO, Benalva da Silva. Vida nos anos de idade. Jornal A Tribuna, Santos / SP, p. A2 - A2, 14 jun. 2016.

2.
VITORIO, Benalva da Silva. Novo País. Jornal A Tribuna, Santos / SP, p. A-2 - A-2, 07 set. 2017.

3.
VITORIO, Benalva da Silva. O professor no espelho da vida. A Tribuna, p. A-2 - A-2, 15 out. 2017.


Apresentações de Trabalho
1.
VITORIO, Benalva da Silva. Leitura como produção de sentidos. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
VITORIO, Benalva da Silva. As relações sociais nos transportes coletivos. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).


Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
VITORIO, Benalva da Silva; FREITAS, E. M. ; SOARES, A. M. . Fórum de A Região em Pauta: Terceira Idade. 2017. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

2.
VITORIO, Benalva da Silva; VERRI, L. . Bom Dia Baixada. 2017.

3.
VITORIO, Benalva da Silva; PINTO, Rosa Maria Ferreiro ; Luzana Mackevicius Bernardes . Ações voltadas à prevenção de Tuberculose. 2012. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).



Outras informações relevantes


- No Exame de Qualificação do Mestrado, fui aprovada com indicação para o doutoramento direto em Ciências da Comunicação, da Escola de Comunicações e Artes, da Universidade de São Paulo, onde defendi a tese de doutorado "O sentido da TV no cotidiano do idoso: Análise de Discurso como prática teórica transformadora", em 07 de agosto de 2003.
- Pós-Doutorado em Teoria da Comunicação, no Instituto de Estudos Jornalístico da Faculdade de Letras, Universidade de Coimbra, Portugal, com bolsa da CAPES, de agosto de 2005 a janeiro de 2006. Título da pesquisa: Imigração brasileira em Portugal: a identidade cultural nas margens do dizer. Supervisora: Profa. Dra. Isabel Ferin Cunha, da Universidade de Coimbra/Portugal. Publicada na editora Leopoldianum, em 2007.
Membro do Núcleo Docente Estruturante da Universidade Católica de Santos, nos cursos de Jornalismo, Relações Públicas e Direito. Integrante da equipe de avaliação de curso de graduação do MEC / INEP.
- Participação no GT de Comunicação Organizacional e Institucional da SOPCOM, na Universidade do Minho, Braga / Portugal, em 12 de julho de 2013.
- Visita Acadêmica à Universidade Aberta de Lisboa, tendo assistido, no âmbito das comemorações dos 25 anos da Universidade Aberta, ao ciclo de Conferências 25 Anos de Educação a Distância e E-Learning em Portugal, no dia 03 de julho de 2013.
- Visita Acadêmica ao Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas (ISCSP-UTL), no dia 16 de julho de 2013, tendo assistido a provas de doutoramento de Isabel de Azevedo Martins, com a tese intitulada Aprendizagem organizacional numa organização intensiva em conhecimento: do taylorismo ao paradigma da gestão do conhecimento.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 16/01/2019 às 22:24:33