Juliana Manzoni Cavalcanti

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/6845089893440053
  • Última atualização do currículo em 22/03/2018


Possui mestrado (2007) e doutorado (2013) em História pelo Programa de Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde da Casa de Oswaldo Cruz/Fundação Oswaldo Cruz, com período de bolsa-sanduíche no Institut für Geschichte der Medizin/Justus von Liebig Giessen Universität (2011). Atualmente é pós-doutoranda e professora colaboradora do mesmo programa (2013-2018). Tem experiência de ensino e pesquisa na área de História, com ênfase em história da medicina, história da saúde pública, história das ciências biomédicas e da saúde, atuando principalmente nos seguintes temas: relação entre ciência, Estado e indústria farmacêutica, experimentação médica em humanos, comercialização de medicamentos de origem biológica, relações científicas transnacionais, representações médico-sociais sobre a doença falciforme, e associação dos estudos de fisiologia do sangue ao processo de construção da Nação no Brasil. Vencedora da primeira edição do Prêmio Ciro Flávio Bandeira de Mello (melhor artigo do ano da Varia História) em 2017. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Juliana Manzoni Cavalcanti
Nome em citações bibliográficas
CAVALCANTI, J. M.;CAVALCANTI, JULIANA MANZONI;Cavalcanti, J.M.;Manzoni Cavalcanti J., Juliana

Endereço


Endereço Profissional
Fundação Oswaldo Cruz, Casa Oswaldo Cruz.
Avenida Brasil 4036, 4 andar
Manguinhos
21040361 - Rio de Janeiro, RJ - Brasil
Telefone: (21) 38829096
URL da Homepage: http://www.ppghcs.coc.fiocruz.br/index.php/br/docentes


Formação acadêmica/titulação


2009 - 2013
Doutorado em História das Ciências.
Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.
com período sanduíche em Justus Liebig-Universität Gießen (Orientador: Volker Roelcke).
Título: A trajetória científica de Rudolf Kraus (1894-1932) entre Europa e América do Sul: a elaboração, produção e circulação de produtos biológicos, Ano de obtenção: 2013.
Orientador: Magali Romero Sá.
Bolsista do(a): Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.
Palavras-chave: história da imunologia; história da soroterapia; relações científicas internacionais; comércio de produtos biológicos.
2005 - 2007
Mestrado em História das Ciências.
Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.
Título: Doença, Sangue e Raça: o caso da anemia falciforme no Brasil, 1933-1949.,Ano de Obtenção: 2007.
Orientador: Marcos Chor Maio.
Bolsista do(a): Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.
Palavras-chave: história das ciências; anemia falciforme; raça.
Grande área: Ciências Humanas
Setores de atividade: Educação Superior.
2000 - 2004
Graduação em Microbiologia e Imunologia.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: Estudo do metabolismo de células CHO.K1 e sua adaptação a concentrações reduzidas de soro fetal bovino.
Orientador: Leda dos Reis Castilho.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.


Pós-doutorado


2013
Pós-Doutorado.
Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas


Formação Complementar


2014 - 2014
Curso de Extensão História da Medicina. (Carga horária: 15h).
Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.
2012 - 2012
História da Epidemiologia: Conceitos e Métodos. (Carga horária: 18h).
Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.
2002 - 2002
Tratamento de Efluentes Industriais. (Carga horária: 15h).
Serviço de Apoio Às Micro e Pequenas Empresas, SEBRAE, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2002 - 2004
Vínculo: bolsista, Enquadramento Funcional: bolsista iniciação científica, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Participação no projeto: "Produção e purificação de proteínas de uso terapêutico e diagnóstico expressas em células animais"

Vínculo institucional

2001 - 2002
Vínculo: bolsista, Enquadramento Funcional: bolsista iniciação científica, Carga horária: 20

Atividades

4/2002 - 1/2004
Estágios , Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós Graduação e Pesquisa de Engenharia, Programa de Engenharia Química.

Estágio realizado
Adaptação de células CHO.K1 ao cultivo em suspensão em meio livre de soro fetal bovino.
3/2001 - 3/2002
Estágios , Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho, .

Estágio realizado
Avaliação da atividade tumoricida de extratos de plantas.

Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: Bolsista Pós-doutorado CAPES, Enquadramento Funcional: Pesquisador visitante, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2008 - 2009
Vínculo: pesquisadora bolsista, Enquadramento Funcional: pesquisadora assistente, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
pesquisadora bolsista no projeto Relações científicas entre Brasil e Japão, que deu origem ao livro "Cerejeiras e Cafezais: relações médico-científicas entre Brasil e Japão e a saga de Hideo Noguchi".

Vínculo institucional

2007 - 2008
Vínculo: bolsista, Enquadramento Funcional: pesquisadora assistente, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Projeto "Rede Brasil: Inventário Nacional do Patrimônio Cultural da Saúde: Bens Edificados e Acervos"

Atividades

08/2017 - Atual
Ensino, História das Ciências, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
História das Ciências no Brasil
03/2016 - 08/2016
Ensino, História das Ciências, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
História e Historiografia da Saúde
08/2014 - 12/2014
Ensino, História das Ciências, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
História da Saúde Pública no Brasil - Programa de Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde da Casa de Oswaldo Cruz
08/2014 - 11/2014
Ensino, Graduação em História, UFF, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
História das Ciências no Brasil -disciplina ministrada no Departamento de História da UFF por convênio com o PPGHCS/ COC ? Fiocruz


Projetos de pesquisa


2015 - Atual
História Social da Anemia Falciforme no Brasil, 1930-1990
Descrição: O projeto pretende compreender a invisibilidade médica e social da doença falciforme no Brasil através do estudo de publicações médicas, da análise de sua inserção no ensino dos profissionais de saúde e do exame da relação entre pacientes, profissionais de saúde e ativistas na consolidação do discurso sobre a doença. Pesquisas já realizadas mostram que a miscigenação serviu de orientação à interpretação médica brasileira e, neste projeto, buscar-se-á identificar em que medida esta concepção contribuiu para as invisibilidades citadas. As pesquisas médicas brasileiras sobre doença falciforme adquiriram proeminência na América Latina, devido à similaridade de suas formações sócio históricas, tornando-se um contraponto às pesquisas desenvolvidas nos Estados Unidos e nos territórios coloniais da África..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Juliana Manzoni Cavalcanti - Coordenador / Raíssa Barreto dos Santos - Integrante.
2013 - Atual
As relações entre Brasil, Alemanha e América do Latina através das indústrias farmacêuticas alemães
Descrição: O objetivo da pesquisa é analisar as relações entre Alemanha, Brasil e América Latina, através das indústrias farmacêuticas alemães. A partir do estabelecimento de filiais da Behringswerke (Instituto Behring de Terapêutica Experimental) no continente é possível entender o papel do Brasil como base para a consolidação de parcerias nos países latino-americanos, uma vez que a filial carioca foi a distribuidora inicial dos produtos e ponto de partida para o estabelecimento das filiais de Buenos Aires, Bogotá e Cidade do México. O projeto abrange também a filial brasileira da Bayer, a Chimica Bayer Ltda., que administrava o IBTE, já que ambas se subordinavam ao conglomerado químico-farmacêutico alemão I.G. Farben. O período temporal estudado abrange os anos de 1920 até 1970, pois parte da ascensão destas empresas no Brasil até o período da entrada de outras multinacionais. Mediante a história transnacional busca-se avaliar como as fronteiras nacionais são mobilizadas e quando são suprimidas por atores como a indústria farmacêutica e os cientistas..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2011 - Atual
Ciência e Medicina nas relações científicas transnacionais
Descrição: O projeto visa, a partir de uma perspectiva transnacional, estudar as redes de cooperação científica e cultural entre a Europa, Estados Unidos e América Latina no século XX. O objetivo é debater a circulação de saberes e seu impacto para as agendas científicas de personagens e instituições, bem como as decorrências e determinações políticas, culturais e econômicas do movimento de idéias científicas sobre-fronteiras. A abordagem transnacional ultrapassa a visão de centro-periferia, tributária das teorias de dependência, ao demonstrar que o processo de transferência de conhecimento não é unidirecional e nem conseqüência automática de processos cognitivos. Tal perspectiva, que tem ganhado fôlego crescente na historiografia nas duas últimas décadas, permite superar as visões dicotômicas em que os países periféricos seriam meros receptáculos das culturas européia e norte-americana, e leva em conta a multiplicidade de atores, agências internacionais e estratégias políticas que tomaram parte no processo de transferência através do qual circulam pessoas, idéias, projetos, objetos e tecnologias. Abordar o intercâmbio científico a partir das relações transnacionais significa explorar aspectos mais amplos da história social, cultural e científica das formações sociais envolvidas nessa interação e o impacto destas para as mesmas..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2010 - Atual
Ciência e poder: influências e estratégias de aproximação da Alemanha, França e Estados Unidos com o Brasil entre 1919 e 1945
Descrição: O projeto pretende trazer à luz o movimento iniciado pelas comunidades médico-científicas alemã, francesa e norte-americana em direção à América Latina e, em especial, ao Brasil, no período compreendido entre o fim das duas Guerras Mundiais. Mais especificamente busca estabelecer em que medida concretizaram-se os esforços de cooperação científica entre aquelas nações e o Brasil, incluindo o fluxo de ideias, modelos institucionais, agendas comuns de pesquisa e estratégias de ação destinadas a ampliar o campo de influência franco, germânico e norte-americano no país. Através de estudo comparado baseado em documentos inéditos e bibliografia ainda não explorada, o projeto visa produzir resultados originais no contexto das relações científicas internacionais já que propõe analisar: o papel dos principais atores envolvidos na iniciativa; os meios utilizados na veiculação das práticas médicas e biológicas; os intercâmbios mantidos entre os pesquisadores brasileiros e seus pares no exterior; e os modelos institucionais e implicações econômicas associadas a essas ações..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2009
Relações científicas entre Brasil e Japão.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2007 - 2008
Rede Brasil: Inventário Nacional do Patrimônio Cultural da Saúde: Bens Edificados e Acervos
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2002 - 2003
Desenvolvimento de processos biotecnológicos para a produção de biofármacos e enzimas
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2001 - 2001
Imunobiologia da atividade de novos quimioterápicos
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Revisor de periódico


2012 - Atual
Periódico: História, Ciências, Saúde-Manguinhos (Impresso)


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História das Ciências/Especialidade: História das Ciências da Saúde.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Social das Doenças.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História da Medicina.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Alemão
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Francês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2017
Prêmio Ciro Flávio Bandeira de Mello, revista Varia Historia.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
CAVALCANTI, J. M.2017 CAVALCANTI, J. M.; Sá, Magali Romero . Business, Science and Politics: the Behring Institute for Experimental Therapeutics in Rio de Janeiro and the Latin American market for biopharmaceuticals. VARIA HISTÓRIA (UFMG. IMPRESSO), v. 33, p. 659-705, 2017.

2.
Manzoni Cavalcanti J., Juliana2015 Manzoni Cavalcanti J., Juliana. Las investigaciones fisiológicas sobre la sangre y las interpretaciones de Brasil en la primera mitad del siglo xx. REVISTA CIENCIAS DE LA SALUD, v. 13, p. 47-64, 2015.

3.
RINKE, STEFAN2014RINKE, STEFAN ; SILVA, ANDRÉ FELIPE CÂNDIDO DA ; JUNGHANS, MIRIAM ; CAVALCANTI, JULIANA MANZONI ; MUÑOZ, PEDRO FELIPE NEVES DE . Trocas intelectuais entre Alemanha e América Latina: entrevista com Stefan Rinke. História, Ciências, Saúde-Manguinhos (Impresso), v. 21, p. 333-347, 2014.

4.
CAVALCANTI, JULIANA MANZONI2013 CAVALCANTI, JULIANA MANZONI. Rudolf Kraus em busca do 'ouro da ciência': a diversidade tropical e a elaboração de novas terapêuticas, 1913-1923. História, Ciências, Saúde-Manguinhos (Impresso), v. 20, p. 221-237, 2013.

5.
CAVALCANTI, J. M.;CAVALCANTI, JULIANA MANZONI;Cavalcanti, J.M.;Manzoni Cavalcanti J., Juliana2011 CAVALCANTI, J. M.; MAIO, M. C. . Entre negros e miscigenados: a anemia e o traço falciforme no Brasil nas décadas de 1930 e 1940. História, Ciências, Saúde-Manguinhos (Impresso), v. 18, p. 377-406, 2011.

Capítulos de livros publicados
1.
CAVALCANTI, J. M.. Rudolf Kraus, South America, and the League of Nation´s Permanent Commission on Biological Standardization. In: McPherson, Alan; Wehrli, Yannick. (Org.). Beyond geopolitics: new histories of Latin America at the League of Nations. 1eded.Albuquerque: University of New Mexico Press, 2015, v. , p. 185-201.

2.
CAVALCANTI, J. M.. Eugenia e Aconselhamento Genético: o controle social e reprodutivo do traço e da anemia falciforme nos anos 1940 e 1950. In: Franco, S.P.; Raimundo, D.R.; Silveira, A.J.T.. (Org.). Uma história brasileira das doenças. 1ed.Belo Horizonte: Fino Traço, 2015, v. 5, p. 243-266.

3.
Benchimol, Jaime L. ; CAVALCANTI, J. M. . Primeiras críticas a Noguchi e os contornos finais de sua teoria. In: Benchimol, J.L.; Sá, M.R.; Kodama, K.. (Org.). Cerejeiras e Cafezais: as relações médico-científicas entre Brasil e Japão e a saga de Hideyo Noguchi. 1eded.Rio de Janeiro: Bom Texto, 2009, v. , p. 203-211.

4.
Benchimol, Jaime L. ; CAVALCANTI, J. M. . Doença de Weil e repercussão mundial da medicina japonesa. In: Benchimol, J.L.; Sá, M.R.; Kodama, K.. (Org.). Cerejeiras e Cafezais: as relações médico-científicas entre Brasil e Japão e a saga de Hideyo Noguchi. 1eded.Rio de Janeiro: Bom Texto, 2009, v. , p. 149-169.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
Cavalcanti, J.M.. Parasitas de Bactérias. Ciência Hoje, p. 58 - 59, 01 set. 2015.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
CAVALCANTI, J. M.. Relações científicas internacionais e comércio de produtos biológicos: a trajetória científica de Rudolf Kraus na América do Sul, 1913-1923. In: 12º Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia e 7º Congresso Latino-Americano de História da Ciência e da Tecnologia, 2010, Salvador. Anais do 12º Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia e 7º Congresso Latino-Americano de História da Ciência e da Tecnologia, 2010.

2.
CAVALCANTI, J. M.. Doença e Miscigenação: A Anemia Falciforme no Brasil nas Décadas de 1930 e 1940.. In: 11º Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia, 2008, Niterói. 11º Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia: textos completos, 2008.

3.
ASENSI, G. F ; CAVALCANTI, J. M. ; SOUSA, P. M ; Aguila, E.M. ; Silva, J.T. ; PASCHOALIN, V. M. F ; CASTILHO, L. R. . Cloning and Expression of Biopharmaceuticals in CHO.K1 and BHK-21 Cells. In: Animal Cell Technology Meets Genomics, 2005, Granada. 18th Meeting of the European Society for Animal Cell Culture. Dordrecht: Springer Netherlands, 2005. p. 489-492.

4.
ASENSI, G. F ; CAVALCANTI, J. M. ; SOUSA, P. M ; AGUILA, E. M ; SILVA, J. T ; PASCHOALIN, V. M. F ; CASTILHO, L. R. . Construção de vetores recombinantes para a expressão de biofármacos em células animais. In: XIV Simpósio Nacional de Fermentações (SINAFERM), 2003, Florianópolis. XIV Simpósio Nacional de Fermentações (SINAFERM), Florianópolis, Anais em CD-ROM, 2003. p. 1-7.

Apresentações de Trabalho
1.
CAVALCANTI, J. M.. Blood, Nation and Race: social and scientific approach on sickle cell disease in Twenty Century Brazil. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
CAVALCANTI, J. M.. Uma incursão bio-comercial na América Latina: as filias da Behringwerk e o mercado de produtos biológicos nos anos 1930. 2015. (Apresentação de Trabalho/Outra).

3.
CAVALCANTI, J. M.. Uma incursão transnacional na América Latina: as filias da Behringwerk e o mercado de produtos biológicos nos anos 1930. 2015. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

4.
CAVALCANTI, J. M.. Produtos biológicos e medicina tropical nas relações Brasil-Alemanha: o caso da vacina para a doença de Chagas. 2015. (Apresentação de Trabalho/Outra).

5.
CAVALCANTI, J. M.. Medical and social invisibility of sickle cell disease in Brazil, 1940-1990. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
CAVALCANTI, JULIANA MANZONI. O controle social e reprodutivo da doença falciforme nos estudos médicos dos anos 1940 e 1950. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
CAVALCANTI, JULIANA MANZONI. As anemias e as pesquisas fisiológicas no Brasil na primeira metade do século XX. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
CAVALCANTI, J. M.. Uma empreitada biomédica na América Latina: as filiais da Behringwerk e a circulação de produtos biológicos durantes os anos 1930. 2014. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

9.
CAVALCANTI, J. M.. A medicina tropical e a fabricação de produtos biológicos entre Argentina e Brasil. 2013. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

10.
CAVALCANTI, J. M.; MAIO, M. C. . Raça e Doença: a Anemia Faclfiorme no Brasil, 1930-1940. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

11.
CAVALCANTI, J. M.. Os intercâmbios científicos na trajetória do imunologista Rudolf Kraus (1868-1932). 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

12.
CAVALCANTI, J. M.. Trocas científicas europeias e sul-americanas à luz da trajetória profissional do imunologista Rudolf Kraus. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

13.
CAVALCANTI, J. M.. South America´s participation in the debates on the standardization of biological products: the inicial role of Rudolf Kraus. 2011. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

14.
CAVALCANTI, J. M.. A diversidade tropical e a perspectiva de novas terapêuticas para as doenças infecciosas: a trajetória científica de Rudolf Kraus (1913-1923). 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

15.
CAVALCANTI, J. M.. Geschäftlicher Wettbewerb, Vereinheitlichung und Kontrolle: Rudolf Kraus in Südamerika (1913-1923). 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).

16.
CAVALCANTI, J. M.. Among ?blacks and mixed races?: sickle cell trait and sickle cell anemia in Brazil in the 1930s and 1940s. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

17.
CAVALCANTI, J. M.. Circulação e comercialização de conhecimentos e produtos científicos inter e intra-continental: a trajetória de Rudolf Kraus em São Paulo (1921-1923). 2010. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

18.
CAVALCANTI, J. M.. Relações científicas internacionais e o comércio de produtos biológicos: a trajetória científica de Rudolf Kraus (1868-1932). 2010. (Apresentação de Trabalho/Outra).

19.
CAVALCANTI, J. M.. Relações científicas internacionais e comércio de produtos biológicos: a trajetória científica de Rudolf Kraus na América do Sul, 1913-1923. 2010. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

20.
CAVALCANTI, J. M.. The Serotherapy in Brazil between the world wars: commerce and diffusion.. 2009. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

21.
CAVALCANTI, J. M.. A anemia falciforme no Brasil, 1933-1949. 2008. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

22.
CAVALCANTI, J. M.. Desenvolvimento de um meio de cultivo quimicamente definido para cultivo de células CHO.K1 em suspensão. 2003. (Apresentação de Trabalho/Outra).

23.
CAVALCANTI, J. M.. Adaptação de Células CHO ao Cultivo em Suspensão em Meio Livre de Soro. 2003. (Apresentação de Trabalho/Outra).

24.
CAVALCANTI, J. M.. Adaptação de Células CHO ao Cultivo em Suspensão em Meio Livre de Soro. 2002. (Apresentação de Trabalho/Outra).

25.
CAVALCANTI, J. M.; GATTASS, Cerli Rocha . Atividade citotóxica de plantas da família Annonaceae sobre linhagens tumorais. 2001. (Apresentação de Trabalho/Outra).

Outras produções bibliográficas
1.
CAVALCANTI, J. M.. Uma história institucional da tuberculose no Chile: o Programa de Controle da Tuberculose, 1973-2013 2016 (Resenha).

2.
Cavalcanti, J.M.. Entre centros e periferias: ciência, nação e região no estado do Amazonas 2014 (Resenha).


Produção técnica
Produtos tecnológicos
1.
CASTILHO, L. R. ; CAVALCANTI, J. M. ; OLIVEIRA, A. M. ; PACHECO, G. J. ; FREIRE, D. M. G. . Formulações de meios de cultivo isentos de soro animal quimicamente definidos e de meios de cultivo isentos de proteínas e de componentes de origem animal (Pedido de Patente ao INPI: Privilégio e Inovação n PI 06016553).. 2006.

Trabalhos técnicos
1.
CAVALCANTI, JULIANA MANZONI. Parecer ad hoc para a Revista Trashumante. Revista Americana de Historia Social. 2014.

2.
CAVALCANTI, JULIANA MANZONI. Parecer ad hoc para a Revista de Ciências Farmacêuticas Básica e Aplicada. 2013.

3.
CAVALCANTI, J. M.. Parecer ad hoc para a revista Pediatric Hematology and Oncology. 2012.

4.
CAVALCANTI, J. M.. Parecer ad hoc para a revista Medical History. 2012.


Demais tipos de produção técnica
1.
CAVALCANTI, J. M.; VIEIRA, T. R. . História das Ciências no Brasil. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Outra).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Genealogies of admixture studies.Nation and the physiology of blood: sickle cell disease and blood groups research in Brazil. 2018. (Encontro).

2.
25th International Congress of History of Science and Technology. Blood, Nation and Race: social and scientific approach on sickle cell disease in Twenty Century Brazil. 2017. (Congresso).

3.
Seminário Nacional Dimensões do Empresariado Brasileiro: história, organizações e ação política. 2017. (Seminário).

4.
[En]Countering Invisibility: Critical perspectives of Disease, Health Advocacy and Equity.Medical and Social Invisibility of Sickle Cell Disease in Brasil, 1940-1990. 2015. (Encontro).

5.
2º Encontro Luso-Brasileiro de História da Medicina Tropical.Produtos biológicos e medicina tropical nas relações Brasil-Alemanha: o caso da vacina para a doença de Chagas. 2015. (Encontro).

6.
Seminário Brasil-África de Doença Falciforme.Seminário Brasil-África de Doença Falciforme. 2015. (Seminário).

7.
XXVIII Simpósio Nacional de História.Uma incursão transnacional na América Latina: as filias da Behringwerk e o mercado de produtos biológicos nos anos 1930. 2015. (Simpósio).

8.
14ª Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia.Uma empreitada biomédica na América Latina: as filiais da Behringwerk e a circulação de produtos biológicos durantes os anos 1930. 2014. (Seminário).

9.
Colóquio International. Historias Alternativas de la Fisiología en América Latina: en la búsqueda de miradas comparadas y transnacionales.As anemias e as pesquisas fisiológicas no Brasil na primeira metade do século XX. 2014. (Simpósio).

10.
II Colóquio de História das Doenças.O controle social e reprodutivo da doença falciforme nos estudos médicos dos anos 1940 e 1950. 2014. (Encontro).

11.
Segundo Congresso Global de Doença Falciforme. 2014. (Congresso).

12.
Primer Congreso Iberoamericano de HIstoria de la Ciencia y de la Tecnologia. A medicina tropical e a fabricação de produtos biológicos entre Argentina e Brasil. 2013. (Congresso).

13.
13º Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia.Os intercâmbios científicos na trajetória do imunologista Rudolf Kraus (1868-1932). 2012. (Seminário).

14.
Rumo ao terceiro século de independência na América Latina (LASA). Raça e Doença: a anemia falciforme no Brasil, 1930 e 1940. 2012. (Congresso).

15.
Seminário Saúde Internacional Saúde Global: Perspectivas Históricas da América Latina e Caribe. 2012. (Seminário).

16.
VIII Encuentro de Filosofía e Historia de la Ciência del Cono Sur.Torcas europeias e sul-americanas à luz da trajetória profissional do imunologista Rudolf Kraus. 2012. (Encontro).

17.
Body and Mind in the History of Medicine and Health (European Association for the History of Medicine and Health). 2011. (Congresso).

18.
Forschungs-Technologien 94. Jahrestagung der Deutschen Gesellschaft für Geschichte der Medizin, Naturwissenshcaften und Technik. 2011. (Encontro).

19.
Latin America and the International Geneva during the interwar period: the beginning of regional and international integration.South America´s participation in the debates on the standardization of biological products: the initial role of Rudolf Kraus. 2011. (Simpósio).

20.
Norm, Normalität, Normalisierung Driburger Kreis.Geschäftlicher Wettbewerb, Vereinheitlichung und Kontrolle: Rudolf Kraus in Südamerika (1913-1923). 2011. (Oficina).

21.
Relações Médico-Científicas entre Brasil e Alemanha: Histórias e Perspectivas.A diversidade tropical e a perspectiva de novas terapêuticas para as doenças infecciosas: a trajetória científica de Rudolf Kraus (1913-1923). 2011. (Simpósio).

22.
Workshop Internacional Saúde e Desenvolvimento na África e na Diáspora Africana: Benin, Brasil e o Caribe Britânico na Segunda Metade do Século XIX.Among ?blacks and mixed races?: sickle cell trait and sickle cell anemia in Brazil in the 1930s and 1940s. 2011. (Oficina).

23.
12º Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia e 7º Congresso Latino-Americano de História da Ciência e da Tecnologia.Relações científicas internacionais e comércio de produtos biológicos: a trajetória científica de Rudolf Kraus na América do Sul, 1913-1923. 2010. (Seminário).

24.
Ciencia y tecnología para la inclusión social (ESOCITE 2010).Circulação e comercialização de conhecimentos e produtos científicos inter e intra-continental: a trajetória de Rudolf Kraus em São Paulo (1921-1923). 2010. (Encontro).

25.
II Encontro Paulista Memória, Saúde e Sociedade Rede Hiss.Relações científicas internacionais e o comércio de produtos biológicos: a trajetória científica de Rudolf Kraus (1868-1932). 2010. (Encontro).

26.
Seminário História da Psiquiatria no Brasil. 2010. (Seminário).

27.
Global Developments and Local Specificities in the History of Medicine and Health (European Association for the History of Medicine and Health).The Serotherapy in Brazil between the world wars: commerce and diffusion.. 2009. (Simpósio).

28.
11ºSeminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia.A anemia falciforme no Brasil, 1933-1949.. 2008. (Seminário).

29.
II Seminário de História das Doenças. 2006. (Seminário).

30.
I Seminário de História das Doenças. 2004. (Seminário).

31.
IX Semana de Microbiologia e Imunologia.Adaptação de células CHO-K1 ao cultivo em suspensão em meio livre de soro fetal bovino. 2003. (Outra).

32.
XIV Simpósio Nacional de Fermentações.Construção de vetores recombinantes para a expressão de biofármacos em células animais. 2003. (Simpósio).

33.
XXV Jornada de Iniciação Científica.Desenvolvimento de um meio de cultivo quimicamente definido para cultivo de células CHO.K1 em suspensão. 2003. (Outra).

34.
VIII Semana de Microbiologia e Imunologia.Adaptação de células CHO-K1 ao cultivo em meio livre de soro fetal bovino. 2002. (Outra).

35.
XXIV Jornada de Iniciação Científica.Adaptação de Células CHO ao Cultivo em Suspensão em Meio Livre de Soro. 2002. (Outra).

36.
Congresso da Sociedade de Brasileira de Microbiologia. 2001. (Congresso).

37.
VII Semana de Microbiologia e Imunologia. 2001. (Outra).

38.
XXVI Meeting of the Brazilian Society of Immunology. 2001. (Congresso).

39.
VI Semana de Microbiologia e Imunologia. 2000. (Outra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Sá, Magali Romero ; Benchimol, Jaime L. ; Facchinetti, C. ; CAVALCANTI, J. M. . Symposium on Medical and Scientific Relations between Brazil and Germany: History and Perspectives.. 2011. (Outro).

2.
Sá, Magali Romero ; CAVALCANTI, J. M. . Obras e periódicos alemães do acervo da Biblioteca de Ciências Biomédicas da Fiocruz. 2011. (Exposição).

3.
Sá, Magali Romero ; CAVALCANTI, J. M. . Dresden, 1911: 100 anos da Exposição Internacional de Higiene. 2011. (Exposição).

4.
CAVALCANTI, J. M.. IX Semana de Microbiologia e Imunologia. 2003. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Lucas Alves Firme Carneiro. A Rússia no Brasil do início do século XX: A expedição de 1914-1915. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em História das Ciências) - Fundação Oswaldo Cruz. (Coorientador).

Tese de doutorado
1.
Mariza Pinheiro Bezerra. Sanear é civilizar: saúde pública e projeto republicano no Maranhão (1899-1930). Início: 2014. Tese (Doutorado em História das Ciências) - Fundação Oswaldo Cruz, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Coorientador).

Iniciação científica
1.
Raíssa Barreto dos Santos. O discurso médico brasileiro sobre as doenças hereditárias no pós-II Guerra Mundial. Início: 2016 - Fundação Oswaldo Cruz. (Orientador).



Inovação



Projetos de pesquisa


Educação e Popularização de C & T



Textos em jornais de notícias/revistas
1.
Cavalcanti, J.M.. Parasitas de Bactérias. Ciência Hoje, p. 58 - 59, 01 set. 2015.


Cursos de curta duração ministrados
1.
CAVALCANTI, J. M.; VIEIRA, T. R. . História das Ciências no Brasil. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Outra).



Outras informações relevantes


Aprovada em 4º lugar no concurso público para Pesquisador em Saúde Pública no Perfil História das Ciências e da Saúde/Fundação Oswaldo Cruz, em abril de 2011.
Aprovada em 6º lugar no concurso público para Pesquisador em Saúde Pública no Perfil História das Ciências e da Saúde/Fundação Oswaldo Cruz, em junho de 2014.
Aprovada em 2º lugar no concurso público para Professor Adjunto de História da Medicina do Departamento de Medicina Preventiva da Universidade Federal do Rio de Janeiro, em dezembro de 2014.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 17/10/2018 às 2:21:11