Elder Patrick Maia Alves

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/5261860957894954
  • Última atualização do currículo em 16/10/2018


Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade Federal da Bahia (2002), mestrado em Sociologia pela Universidade de Brasília (2004), doutorado em Sociologia pela Universidade de Brasilia (2009) e pós-doutorado em sociologia (2013) pelo Instituto de Estudos Sociais e Políticos (IESP-UERJ). Atualmente é professor Associado I do Instituto de Ciências Sociais (ICS) da Universidade Federal de Alagoas (UFAL) e professor do Programa de Pós-Graduação em Sociologia (PPGS-UFAL) e professor/pesquisador membro do Programa de Pós-Graduação em Memória: linguagem e sociedade, da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (PPGMLS/UESB). É membro do grupo de pesquisa Cultura, memória e desenvolvimento. Tem experiência na área de sociologia dos mercados culturais, atuando principalmente nos seguintes temas: economia criativa; economia da cultura; mercados culturais no Brasil; economia do turismo e marcados turísticos, sociologia econômica; políticas culturais, consumo cultural; estratificação social e desigualdade; cultura popular, sertão nordestino e desenvolvimento regional. É membro do comitê Sociólogos do Futuro da Sociedade Brasileira de Sociologia (SBS). (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Elder Patrick Maia Alves
Nome em citações bibliográficas
ALVES, E. P. M.;ALVES, ELDER P. MAIA

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal de Alagoas, Instituto de Ciências Sociais.
Campus A. C Simões. Avenida Lourival Melo Mota, s|n, Tabuleiro do Martins, Maceió - Al.
Tabuleiro do Martins
57072-970 - Maceio, AL - Brasil
Telefone: (82) 32141324
URL da Homepage: http://www.ufal.edu.br


Formação acadêmica/titulação


2005 - 2009
Doutorado em Sociologia.
Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
Título: A economia simbólica da cultura popular sertanejo-nordestina, Ano de obtenção: 2009.
Orientador: Mariza Veloso Mota Santos.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Cultura Popular; Contemporâneo; narrativa; Figuração; Sertão.
Grande área: Ciências Humanas
Setores de atividade: Outro.
2003 - 2004
Mestrado em Sociologia.
Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
Título: A configuração moderna do sertão,Ano de Obtenção: 2004.
Orientador: Angélica Brasil Gonçalves Madeira.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Sertão; Tradição, Modernidade; sociogênese; simbólico; sentido; narrativa.
Grande área: Ciências Humanas
Setores de atividade: Outro.
1999 - 2003
Graduação em Ciencias Sociais.
Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
Orientador: Edson Silva de Farias.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.


Pós-doutorado


2012 - 2013
Pós-Doutorado.
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas


Formação Complementar


2018 - 2018
Licença capacitação. (Carga horária: 240h).
Universidade de Brasília, UnB, Brasil.


Atuação Profissional



Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas, FAPEAL, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada - DF, IPEA, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador


Centro Universitário Projeção, UniPROJEÇÃO, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2006
Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Professor
Outras informações
Ensino, disciplinas metodologia da pesquisa, metodologia científica e sociologia


Instituto Euro-Americano de Educação, Ciência e Tecnologia, EUROAM, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2005
Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Professor
Outras informações
Ensino, disciplina sociologia jurídica e filosofia jurídica, graduação.


Universidade Federal de Alagoas, UFAL, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor titular, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Disciplinas ministrada Graduação Teoria sociológica Individuo e sociedade na teoria sociológica contemporânea

Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Disciplina sociologia III

Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Disciplina de sociologia geral e da comunicação

Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Sociologia da comunicação Cultura e mercado no Brasil contemporâneo

Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 40
Outras informações
Disciplina sociologia IV (graduação).

Vínculo institucional

2008 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: PROFESSOR, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2018 - 2018
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Disciplina Estrutura de Classes e Estratificação Social - Graduação em Ciências Sociais

Vínculo institucional

2013 - 2013
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 40
Outras informações
Teoria social clássica (mestrado).

Atividades

8/2016 - Atual
Ensino, Mestrado em Sociologia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Teoria sociológica contemporânea
7/2016 - Atual
Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Pesquisa educacional
6/2016 - Atual
Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
sociologia geral e da comunicação
Sociologia brasileira contemporânea
8/2015 - Atual
Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
sociologia geral e da comunicação
8/2015 - Atual
Ensino, Mestrado em Sociologia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Teoria sociológica contemporânea
07/2015 - Atual
Direção e administração, Instituto de Ciências Sociais, .

Cargo ou função
Vice-coordenador do curso de graduação em ciências sociais à distância.
5/2015 - Atual
Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Sociologia 6
Sociologia da comunicação
8/2014 - Atual
Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Sociologia 1
Sociologia da comunicação
4/2014 - Atual
Direção e administração, Instituto de Ciências Sociais, .

Cargo ou função
Vice-diretor do Instituto de Ciências Sociais (ICS/UFAL).
3/2014 - Atual
Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Sociologia 6
Introdução às ciências sociais
7/2013 - Atual
Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Sociologia 1
Sociologia da comunicação
4/2013 - Atual
Ensino, Mestrado em Sociologia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Teoria sociológica clássica
4/2013 - Atual
Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Sociologia 3
3/2013 - Atual
Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Sociologia 4
Sociologia 1
3/2011 - Atual
Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Sociologia 3
Sociologia 5
8/2010 - Atual
Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Sociologia 6
3/2010 - Atual
Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Sociologia 6
Projetos integradores 4
8/2009 - Atual
Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Sociologia 4
Métodos e técnicas de pesquisa
Sociologia da cultura
3/2009 - Atual
Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Sociologia 5
Tópicos especiais em sociologia
2/2012 - 6/2012
Ensino, Comunicação Social, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Sociologia da comunicação
2/2012 - 6/2012
Ensino, Sociologia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Seminário de projetos

Universidade Federal de Alagoas (UFAL), UFAL, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Ensino, curso de ciências sociais, disciplinas: metodologia das ciências sociais e sociologia I. Ensino, curso de administração, disciplina: introdução às ciências sociais.

Vínculo institucional

2010 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Ensino, curso de ciências sociais, disciplinas: sociologia VI e projetos integradores IV. Ensino, pós-graduação, disciplina: sociologia da cultura.

Vínculo institucional

2009 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Ensino, curso de ciências sociais, disciplinas: sociologia V, sociologia da cultura e métodos e técnicas de pesquisa.

Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Ensino, curso de ciências sociais, Sociologia V e tópicos especiais em sociologia: Max Weber. Ensino, curso de educação física, sociologia das atividades corporais.

Vínculo institucional

2008 - 2008
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Ensino, curso de ciências sociais, disciplinas Projetos integradores II, Sociologia IV. Ensino, curso de economia, disciplina Introdução às ciências sociais.


Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
Vínculo institucional

2003 - 2003
Vínculo: Professor assistente|aluno, Enquadramento Funcional: Professor
Outras informações
Ensino, disciplina de Introdução à sociologia, graduação.



Projetos de pesquisa


2018 - Atual
A construção do indicador de desigualdade cultural-digital no Brasil
Descrição: A pesquisa busca condensar um conjunto de reflexões, métodos e técnicas de mineração de dados, aliado a estatística descritivas em profundidade. O objetivo central é desenvolver o indicador de desigualdade cultural-digital no Brasil. As famílias brasileiras, os indivíduos, as organizações estatais e empresariais têm dispendido cada vez mais recursos para a utilização, consumo e financiamento de conteúdos culturais através das redes sociotécnicas digitais. No centro desse processo, está o consumo dos conteúdos artísticos, culturais e de entretenimento por meio de serviços digitais pagos possibilitados pelas tecnologias digitais, como o streamming. Em 2008, 34% da população brasileira possuía acesso regular à internet, oito anos depois, em 2016, esse percentual se elevou para 61%. Essa expansão, no entanto, é muito assimétrica, diferenciada e estratificada em variáveis e critérios bastante definidos, como região, renda, escolaridade, gênero, raça e faixa-etária. Tendo em vista as séries históricas disponibilizada por instituições como o Comitê Gestor da Internet no Brasil, a Pesquisa TICs IBGE, a pesquisa de orçamento familiar no Brasil (POF-IBGE), além de dados do IPEA e da PINAD contínua, assim como da metodologia de construção e padronização de indicadores, manejada pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pesquisadores como Márcio Pochmann, esta pesquisa tenciona construir um indicador de desigualdade cultural-digital no Brasil. Para tato, pretende sistematizar diversos dados acerca do consumo e do uso da internet no Brasil entre 2005 e 2018, construindo o indicador a partir da clivagem dos gastos mensais dos domicílios brasileiros com o consumo de serviços culturais-digitais a partir da telefonia móvel e fixa. Mediante a clivagem dos gastos dos domicílios sete variáveis serão mobilizadas para a construção do indicador de desigualdade cultural-digital: 1) ocupação dos chefes do domicílio; 2) renda familiar; 3) escolaridade; 4) faixa-etária; 5) raça; 6) gênero; 7) região..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Elder Patrick Maia Alves - Coordenador.
2018 - Atual
Mapeamento da cadeia produtiva das artes cênicas no Brasil - teatro, dança e circo.
Descrição: O projeto tenciona mapear os elos que constituem a cadeia produtiva das artes cênica no Brasil - produção, criação, apresentação, circulação/distribuição e consumo. A pesquisa está ancorada nas principais polos urbanos das 12 principais regiões petropolitanas de primeiro nível existentes no Brasil. Trata-se de uma pesquisa em fases distintas que obedece às especificidades de cada elo, combinando técnicas quantitativas e qualitativas..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Elder Patrick Maia Alves - Coordenador / Carlos Alexandre Carvalho de Souza - Integrante.
2018 - Atual
A composição dos dispêndios orçamentários das famílias brasileiras com os serviços culturais-digitais: novas estratificações e antigas desigualdades
Descrição: Os mercados culturais globais estão experimentando um intenso processo de digitalização do simbólico. O processo de digitalização do simbólico está profundamente ancorado na criação e expansão dos serviços culturais-digitais. Os serviços digitais são aqueles produzidos, distribuídos e consumidos no e por meio do ambiente digital-virtual, especialmente por meio dos dispositivos digitais móveis, notadamente o smartphone. Um filme fruído em uma sala de cinema de um grande shopping center é um bem cultural, o mesmo conteúdo consumido no computador, no tablet ou no smartphone torna-se um serviço cultural-digital. O processo de digitalização do simbólico é composto por: 1) a consolidação do processo de integração digital, ancorado na condensação de diferentes linguagens, mídias e tecnologias em um único suporte, o telefone celular móvel ? o smartphone; 2) a ampliação vertiginosa do uso desse mesmo suporte digital; 3) o advento dos modelos de negócios ancorado na tecnologia de streaming, que consiste na compra de conteúdo on-line (livros, filmes, séries, games, músicas, etc.) mediante o pagamento regular de mensalidades; 4) a difusão da chamada internet 2.0, fase de expansão da internet na qual os próprios usuários produzem, circulam/distribuem e consomem parte significativa dos conteúdos criados (notícias, imagens, textos, vídeos, músicas, etc.). Os quatro processos descritos compõem um amálgama que evidencia a seguinte inflexão: o consumo simbólico-cultural se encaminha para a prática de fruição dos serviços culturais-digitais. Esses serviços consistem na compra de conteúdos de arte, cultura e entretenimento ofertados por meio de plataformas digitais especializadas das principais companhias globais de tecnologia digital, como o Google, Facebook, Amazon, Apple, Microsoft, Netflix, Deezer e Spotify. Esse deslocamento tem alterado a estrutura dos orçamentos familiares destinados à compra dos bens e serviços culturais..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Elder Patrick Maia Alves - Coordenador.
2018 - Atual
Cultura, território e desenvolvimento regional: os sertões brasileiros e os bens da tradição e da autenticidade
Descrição: O projeto tenciona investigar as transformações contemporâneas envolvendo as interfaces entre as narrativas da autenticidade e da tradição envolvendo os sertões brasileiros e os seus territórios histórico-culturais, por um lado, e as novas políticas e tecnologias do desenvolvimento, por outro. Essas dimensões compõem hoje uma grade de justificativa para a implementação de políticas dirigidas ao desenvolvimento local por parte de grupos empresariais, governos locais e agentes da sociedade civil, além de universidades e institutos de pesquisa. Privilegia-se linguagens e setores criativos, especialmente o artesanato e a gastronomia, como componentes capazes de criar e comercializar bens e artefatos portadores de memórias, tradições, expressões e saberes variados. Esses conteúdos são investidos de antigos valores e novas tecnologias para reforçar o estatuto da pureza e da autenticidade ligado a narrativa de significado da cultura popular sertanejo-nordestina..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Elder Patrick Maia Alves - Coordenador.
2017 - Atual
Por uma sociologia econômica dos mercados culturais
Descrição: O projeto tenciona aproximar e fazer dialogar os postulados e acervos teórico-metodológicos de duas áreas da sociologia com corte temático bastante distintos: a sociologia da cultura e a sociologia econômica. Essas são áreas temáticas das ciências sociais que se institucionalizaram seguindo agendas de pesquisa, influências teóricas distintas, e em grande medida, antagônicas. O propósito de propor um projeto de pesquisa bibliográfico e documental decorre da emergência e intensificação dos fluxos econômicos envolvendo os bens, serviços e atividades artísticas, culturais e de entretenimento, que, cada vez mais, projetam amplos mercados culturais, cujos impactos na vida urbana das cidades, nas agendas governamentais e nas estratégias de desenvolvimento econômico não param de ocorrer. Essa agenda e a necessidade de tal aproximação deriva de uma aproximação regular entre o domínio estético-criativo e o domínio econômico-comercial. Sem essa aproximação, que se intensificou nos últimos vinte anos, com o advento da internet, com a expansão dos suportes digitais móveis e o processo de digitalização do simbólico de um modo geral, essa busca por aproximação temática, empírica e teórica não seria possível, sequer seria ventilada. Com efeito, se, de um lado na sociologia econômica os estudos sobre política econômica, desenvolvimento regional, cadeias produtivas, empresas, bancos, construção de mercados, tecnologia, inovação, entre outros, estão consolidados, falta uma reflexão acerca dos mercados culturais que, em conjunto, integra o capitalismo cultural-digital global. Por outro lado, falta na sociologia da cultura uma visada mais descritiva, rigorosa e quantitativamente orientadas acerca dos mercados culturais, especialmente sobre os seus agentes estruturais globais: 1) empresas culturais especializadas; 2) organizações estatais de apoio e assessoramento; 3) trabalhadores da cultura e profissionais criativos; 4) bancos privados; 5)consumidores/famílias e seus dispêndios orçamentários com os bens e serviços culturais; 6) empresas culturais não especializadas, que, direta e indiretamente, atuam no interior de algumas cadeias produtivas..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Elder Patrick Maia Alves - Coordenador.
2016 - Atual
Empresas e empresários do entretenimento-turismo em Alagoas
Descrição: Nos últimos 10 anos, o Estado de Alagoas, especialmente a sua capital, Maceió, e o seu litoral norte, se tornou um polo vibrante de atração de uma rede de negócios vinculados ao entretenimento de verão, notadamente entre o final do mês de dezembro e fevereiro. Durante esse período, diversos agentes empresarias delineiam modelos de negócios que têm como núcleo a fruição de experiências extáticas e de diversão, na forma de serviços, atividades e eventos que comercializam valiosos produtos de entretenimento. A pesquisa tenciona compreender por que e como tais atividades se expandiram em Alagoas?.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Elder Patrick Maia Alves - Coordenador.
2016 - Atual
A economia do audiovisual no Brasil
Descrição: O projeto busca mapear e explorar as diversas interfaces existentes entre os vetores de mercado envolvendo os agentes do audiovisual no Brasil. Especialmente busca mapear os elos e os principais agentes empresariais, criativos e jurídicos envolvendo o mercado de conteúdos audiovisuais brasileiros.O mercado de conteúdos audiovisual brasileiro vive uma expansão regular. Com a efetiva implementação da Lei nº 12.485/2011 (nova lei da TV por assinatura), o crescimento dos recursos financeiros direcionados para o Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), o fortalecimento político-jurídico da Agência Nacional de Cinema (ANCINE) e a atuação do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) junto ao FSA, plasmou-se um arranjo jurídico-tributário que tem permitido aos agentes empresariais e criativos desse mercado a adoção da lógica de cassino. Essa lógica potencializa a luta transnacional pelo domínio e controle dos mercados audiovisuais emergentes. No Brasil, tais processos têm se cruzado, mas não teriam efetivamente ocorrido se os principais operadores do FSA não tivessem se convertido em agentes estatais de mercado (AEM)..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Elder Patrick Maia Alves - Coordenador.
2016 - Atual
Criatividade, arte e tecnologia: as empresas de games no porto digital de Pernambuco
Descrição: O projeto responde por uma frente especifica que tenciona investigar as empresas culturais brasileiras. O Brasil corresponde ao quarto maior contingente de games do globo, mas possui pouca densidade empresarial capaz de projetar os negócios das cadeias de valor dos games nacionais. No entanto, nos últimos quatro anos, especialmente no âmbito dos polos tecnológicos regionais, diversas redes de desenvolvedores de games nacionais têm emergido, capitaneada por uma geração de jovens artistas, empresários e engenheiros, que conjugam diferentes competências para competir no interior de ecossistemas em expansão..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Elder Patrick Maia Alves - Coordenador.
2015 - Atual
O mercado de games no Brasil: criatividade, cultura digital e artificação.
Descrição: Em 2011, o Brasil se tornou o quarto maior contingente de consumidores de games do mundo, com 45,2 milhões de jogadores assíduos ou eventuais, diversas empresas de desenvolvimento de conteúdo, expansão dos núcleos de criação, aprimoramento das plataformas digitais e o esboço de políticas culturais para o setor. A expansão e diferenciação das praticas de consumo cultural, entre elas o consumo digital, impactou o fazer criativo presente na feitura e concepção dos jogos, contribuindo para borrar as fronteiras entre o caráter de ?mero? entretenimento (imputado aos jogos) e a dignificação artística. Em 2011, um dos vencedores do Prêmio BAFTA (um dos mais importantes prêmios de artes visuais do Reino Unido e da Europa) foi o jogo Journei. No Brasil, a partir de 2013, a Lei Rouanet passou a contemplar o setor de games. O jogo História perdida: cidade de São Paulo foi o primeiro projeto contemplado e aprovado. Seguindo esse diapasão, os games podem está experimentando um processo especifico de artificação. Este trabalho pretende iluminar a trama de relações empresariais, artísticas e criativas existente entre os três principais agentes que compõem o mercado de games no Brasil: empresas desenvolvedoras de conteúdos; os consumidores e as políticas culturais..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Elder Patrick Maia Alves - Coordenador.
2014 - 2015
Cultura, criatividade e desenvolvimento: as encubadoras de empresas criativas no Brasil
Descrição: As recentes ações e políticas culturais destinadas à criação e dinamização das incubadoras de empresas culturais se inscrevem em um contexto de ressemantização e dilatação conceitual das noções de cultura e desenvolvimento. Tal dilatação tem provocado um ?bum? de iniciativas de institucionalização, formulação e implementação de políticas voltadas para a valorização e apoio das atividades produtivas na área da cultura..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Elder Patrick Maia Alves - Coordenador / Amanda Balbino - Integrante.
2014 - Atual
As políticas econômico-culturais no (do) Governo Dilma: o Vale Cultura e a expansão do mercado editorial brasileiro.
Descrição: Nos últimos anos os mercados culturais experimentaram significativa expansão no Brasil. O aumento da renda, a valorização real do salário mínimo e as políticas culturais, além do aumento da escolaridade, concorreram para esse crescimento. Esta trabalho de investigação busca compreender as especificidades do mercado editorial brasileiro, concentrando a sua investigação nas relações entre os agentes empresariais (editoras e grandes livrarias) com as políticas culturais e educacionais. Para tanto, elege o Progamia Vale Cultura como um vetor que expressa as diversa regularidades entre Estado e mercado no Brasil, criando categorias empíricas como Agentes Estatais de Mercado (AEM - bancos públicos, ministérios, orgãos governamentais, etc) e Agentes Privados de Mercado (APM - aditoras, livrarias, fabricantes de componentes digitais e fornecedoras de papael)..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Elder Patrick Maia Alves - Coordenador.
2013 - Atual
Cursos e discursos: a atuação político-institucional do sistema SEBRAE na economia criativa
Descrição: O tema da economia criativa tem grassado no interior de diversas instituições e, sobretudo, no âmbito da administração cultural pública, municiando novas práticas e discursos e também sendo dinamizado pelos principais agentes político-culturais especializados, granjeando, assim, densidade empírica e figurando na agenda governamental contemporânea. O sistema SEBRAE tem lançado mão do conceito/tema de economia criativa para dinamizar o possesso de inserção dos bens e das atividades artístico-culturais no interior das suas tecnologias sociais de empreendedorismo e inovação, se alinhando a um feixe prático e discursivo potencializado por entidades como a FIRJAN, a FECOMÉRCIO SP, o BNDES e o Ministério da Cultura (MINC). Para tanto, semelhante a tais agentes, o sistema SEBRAE busca aproximar e justapor o tema da criatividade aos saberes, fazeres e expressões da chamada cultura popular tradicional, imputando a essa a condição de reserva vibrante e pulsante da diversidade nacional e, logo, das potencialidades da economia criativa brasileira. Nesse registro, a instituição tem buscado difundir políticas mediante a sua consolidada estrutura de profusão e formação de marcos conceituais, materializados em cursos e tecnologias de empreendedorismo, tão caros à história da instituição. Com efeito, esse trabalho de pesquisa tenciona compreender a seguinte indagação: como e a partir de que interesses institucionais o sistema SEBRAE tem incorporado e potencializado no seu ambiente o tema/conceito de economia criativa?.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Elder Patrick Maia Alves - Coordenador / Bruno Gabriel Passos Silva - Integrante.
2013 - Atual
Criatividade, negócios culturais e gestão financeira: o BNDES e a integração do mercado audiovisual brasileiro
Descrição: O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) é o principal agente financeiro do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), que, nos últimos quatro anos, tem se convertido no principal mecanismo econômico-cultural de integração e dinamização do mercado de conteúdos audiovisuais brasileiros. As fontes de receitas que compõem o FSA vêm de dispositivos diretos do orçamento da União, sobretudo a partir das arrecadações decorrentes da Contribuição para o Desenvolvimento da Indústria Cinematográfica Nacional (CONDECINE) e das receitas advindas das permissões e das concessões que compõem o Fundo de Fiscalização das Telecomunicações (FISTEL). A CODECINE extrai seus recursos a partir da veiculação, produção, licenciamento e distribuição de bens audiovisuais com finalidades comerciais. A partir da implementação da Lei 12.484 (Lei sobre a comunicação audiovisual de acesso condicionado ? lei da TV por assinatura), os recursos da CODECINE e, por conseguinte, do FSA elevaram-se substancialmente, pois a CODECINE passou a incidir sobre os prestadores de serviços (empresas de telecomunicação e operadoras de serviços de televisão por assinatura), que utilizam os diversos meios para a distribuição comercial de conteúdos audiovisuais. Desse modo, instaura-se entre o FSA e a Lei 12.485, uma relação umbilical entre cinema e televisão, permitindo, além de uma aproximação ético-estética, uma estreita retroalimentação financeira entre o Fundo Setorial do Audiovisual e a nova lei da TV por assinatura. Com efeito, por meio da atuação do BNDES esta comunicação tenciona compreender o cruzamento, as tensões e as acomodações envolvendo três ordens de processos: 1) os impactos comerciais dos princípios político-culturais da diversidade cultural, da valorização dos conteúdos regionais e do desenvolvimento da produção audiovisual independente; 2) as aproximações estético-financeiras entre cinema e televisão; 3) a conversão de poderosos agentes econômicos também em agentes culturais, como o BNDES, a Caixa Econômica Federal e o SEBRAE, por meio da tradução e consolidação do conceito/tema da economia criativa..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Elder Patrick Maia Alves - Coordenador / Gárdia Rodrigues - Integrante / Ábia Marques - Integrante.
2013 - Atual
A construção simbólico-cultural do destino turístico Alagoas: a tradução das políticas contemporâneas de turismo em Alagoas
Descrição: Este projeto de pesquisa busca compreender a formulação, a execução e os usos das políticas de turismo contemporâneas no Estado de Alagoas (formuladas e implementadas nos últimos dez anos), mobilizando a seguinte indagação-guia: como a gestão ocupada com os aspectos turístico-culturais e a economia do turismo tem traduzido e incorporado o processo de construção permanente do destino Alagoas? Esse problema de pesquisa torna-se candente em razão dos diversos atravessamentos existentes, hoje, entre o crescimento da economia urbana de serviços e as diversas atividades de entretenimento, turismo, cultura e lazer, que impõem desafios de ordem psicossocial e simbólica para a construção e gestão de um destino turístico específico, notadamente em face da concorrência que os demais estados nordestinos (e os seus destinos singulares) imprimem à Alagoas.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Elder Patrick Maia Alves - Coordenador / Wanderson José - Integrante / Carlos Alexandre Carvalho de Souza - Integrante / Mario Cesar Santos - Integrante.
2012 - Atual
A economia criativa do (no) Brasil
Descrição: Compreensão geral do processo de formação de políticas culturais públicas norteadas pela concepção de economia criativa. Realização da primeira parte do trabalho de campo na cidade do Rio de Janeiro. Busca-se objetivar as ações e politicas em torno da economia criativa para esboçar uma interpretação mais ampla acerca da dinâmica de expanão e organização dos mercados culturais brasileiros na contemporaneidade..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Elder Patrick Maia Alves - Coordenador.
2011 - 2012
As indústrias da criatividade em Alagoas
Descrição: Compreender a estruturação e as principais características, assim como a dinâmica de funcionamento das indústrias da criatividade no Estado de Alagoas, chamando atenção para os bens do artesanato alagoano;.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2011 - 2012
O movimento folclórico brasileiro em Alagoas: fluxos e refluxos
Descrição: Compreender, na longa duração sócio-histórica, os efeitos práticos da atuação político-cultural da Comissão Estadual de Folclore de Alagoas para a legitimação e consolidação das políticas culturais públicas para as culturas populares no Brasil contemporâneo; buscando delinear os elos de estruturação de uma determinada estrutura de sentimentos entre os folcloristas alagoanos..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2011 - 2012
Cultura e desenvolvimento: o advento da economia criativa
Descrição: a proposta que se segue tem como fito esquadrinhar o acervo bibliográfico especializado (periódicos, livros, teses de doutoramento e dissertações de mestrado) no âmbito da sociologia brasileira acerca das relações envolvendo cultura e desenvolvimento nas últimas duas décadas. Com efeito, busca, por um lado (objetivo geral), mapear os principais trabalhos que objetivaram e enfrentaram, teórica e empiricamente, as relações envolvendo cultura e desenvolvimento no Brasil contemporâneo; por outro lado (objetivo especifico), busca responder por que parcela significativa desses trabalhos retomou o tema do desenvolvimento, especificamente no âmbito da sociologia, através da chave da cultura?.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Elder Patrick Maia Alves - Coordenador.


Projetos de extensão


2016 - Atual
Projeto FAPEAL British Council ? Economia Criativa
Descrição: O British Council é uma organização internacional do Reino Unido para oportunidades educacionais e relações culturais e recebe fundos do Departamento de Inovação de Negócios e Competências através do Fundo Newton. Unindo a expertise britânica no tema da economia criativa e a metodologia NESTA (Agência Britânica de Inovação), que auxilia empreendedores no planejamento, desenvolvimento e comunicação de start-ups criativas, com a atuação da ADESAMPA nos territórios, foram realizadas formações para empreendedores criativos. O Reino Unido é uma referência mundial em políticas de promoção da Economia Criativa. O conhecimento do País nessa área, especialmente no que se refere à Economia Criativa em contextos urbanos de grandes cidades, pode ser extremamente valioso para o fomento e desenvolvimento da Economia e da Cultura Criativa no Brasil. Essa primeira etapa do projeto alcançou cerca de 250 empreendedores através de 16 formações nas mais diversas áreas periféricas da cidade de São Paulo. O projeto caminha agora para uma nova etapa, a qual incluirá a articulação e aplicação no Estado de Alagoas do modelo de replicação criado anteriormente, visando apoiar o Setor de Economia Criativa, qualificando empreendedores criativos em estado de vulnerabilidade..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Elder Patrick Maia Alves - Coordenador.
2013 - 2014
Curso de extensão em gestão de políticas culturais
Descrição: Curso de capacitação teórica para profissionais da área cultural, pesquisadores, gestores, artistas, realizadores e produtores culturais..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (40) .
Integrantes: Elder Patrick Maia Alves - Coordenador.


Membro de corpo editorial


2017 - Atual
Periódico: Sociedade e Estado
2009 - 2012
Periódico: Latitude (UFAL)


Membro de comitê de assessoramento


2016 - Atual
Agência de fomento: Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de Alagoas
2016 - Atual
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia
2013 - Atual
Agência de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
2013 - 2013
Agência de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
2012 - 2012
Agência de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
2013 - Atual
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia
2013 - 2013
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia
2015 - Atual
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas
2011 - 2012
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas


Revisor de periódico


2009 - Atual
Periódico: Latitude (UFAL)
2009 - Atual
Periódico: Sociedade e Estado (UnB. Impresso)
2010 - Atual
Periódico: Revista Enfoques (Rio de Janeiro)
2012 - Atual
Periódico: Caderno CRH (UFBA. Impresso)
2013 - 2013
Periódico: Plural: revista do programa de pos-graduacao em sociologia
2013 - 2013
Periódico: Estudos de Sociologia (Recife)
2013 - Atual
Periódico: DADOS IESP
2015 - 2015
Periódico: Revista Prelúdio
2016 - Atual
Periódico: Revista Brasileira de Ciências Sociais (Impresso)
2016 - Atual
Periódico: Política e sociedade
2015 - Atual
Periódico: Revista Arquivos do CMD
2018 - 2018
Periódico: Revista Comciência


Revisor de projeto de fomento


2013 - 2013
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí
2016 - Atual
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia.


Idiomas


Inglês
Lê Razoavelmente.
Francês
Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2012
Prêmio Funarte Centenário de Luiz Gonzaga, Fundação Nacional de Arte - FUNARTE.
2012
Prêmio Excelência Acadêmica da Universidade Federal de Alagoas, na condição de orientador do trabalho de iniciação científica, intitulado As indústrias da criatividade em Alagoas"., UFAL.
2012
Indicado para o prêmio Jabuti 2012, Editora da Universidade Federal de Alagoas (EDUFAL).
2010
Prêmio de Pesquisa em Cultura - Políticas Públicas de Cultura, Ministério da Cultura (Minc).
2010
Prêmio "Estudos e pesquisas sobre arte e economia da arte no Brasil", Fundação Bienal de Arte de São Paulo.
2008
Primeiro colocado no exame de seleção para o cargo de professor assistente de Sociologia, Instituto De Ciências Sociais Universidade Federal de Alagoas (ICS|UFAL).
2005
Selecionado na seleção interna para ingresso no doutorado (turma 2005), que julgou os dois alunos da turma de 2003 mais indicados para ingessar no curso de doutorado., Departamento de Sociologia -UNB..
2005
Dissertação de mestrado escolhida como uma das duas melhores defendidas jundo ao dep. de Sociologia da Universidade de Brasília, no ano de 2004., Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília.
2003
Primeiro colocado do exame de seleção para o programa de pós-graduação em Sociologia -mestrado- da Universidade de Brasília., Departamento de sociologia da Universidade de Brasília - UnB.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

Outras
Total de trabalhos:1
Total de citações:1
Elder Patrick Maia Alves  Data: 14/08/2010

Artigos completos publicados em periódicos

1.
ALVES, E. P. M.2018ALVES, E. P. M.. Apresentação ? a fortuna teórica e empírica de uma nova agenda de pesquisa: os múltiplos olhares sobre o domínio econômico. LATITUDE, v. 11, p. 339-343, 2018.

2.
ALVES, E. P. M.2018ALVES, E. P. M.. A digitalização do simbólico e o capitalismo cultural-digital: a expansão dos serviços culturais-digitais no Brasil. Sociedade e Estado, v. 33, p. 144-163, 2018.

3.
ALVES, E. P. M.2017ALVES, E. P. M.. Mercados culturais no Brasil: o BNDES e o financiamento das empresas culturais brasileiras. Revista Ciências Sociais Unisinos, v. 53, p. 24-35, 2017.

4.
ALVES, E. P. M.2017ALVES, E. P. M.. O consumo da tradição e a fruição do ?inautêntico?: cultura e mercado nas festas-espetáculo do ciclo juninos no Nordeste.. Revista de Ciências Sociais (UFC), v. 48, p. 208-243, 2017.

5.
ALVES, E. P. M.2017ALVES, E. P. M.. Diversidade cultural, território e tradição: a nova agenda do desenvolvimento local no Brasil. CONTEMPORÂNEA. REVISTA DE SOCIOLOGIA DA UFSCAR, v. 7, p. 91-117, 2017.

6.
ALVES, E. P. M.2017ALVES, E. P. M.. Informações, mercados culturais e investimento no Brasil: perspectivas da ação privada e caminhos da policy. 23, v. 2, p. 213, 2017.

7.
ALVES, E. P. M.2017ALVES, E. P. M.. Informações, mercados culturais e investimento no Brasil: perspectivas da ação privada e caminhos da policy. 23, v. 2, p. 213, 2017.

8.
ALVES, E. P. M.2016ALVES, E. P. M.. As políticas de estímulo ao empreendedorismo cultural no Brasil: o Sebrae como um agente estatal de mercado. Políticas Culturais em Revista, v. 10, p. 291-312, 2016.

9.
ALVES, E. P. M.2016ALVES, E. P. M.. O mercado global de games: artificação e capitalismo cultural. Arquivos do CMD, v. 2, p. 87-116, 2016.

10.
ALVES, E. P. M.2016ALVES, E. P. M.. A expansão do mercado de conteúdos audiovisuais brasileiros: a centralidade dos agentes estatais de mercado - o FSA, a ANCINE e o BNDES. Caderno CRH (UFBA. Impresso), v. 30, p. 477-494, 2016.

11.
ALVES, E. P. M.2015ALVES, E. P. M.. As políticas culturais e a expansão dos mercados de cultura no Brasil: os usos teóricos e práticos do conceito/tema de economia criativa. Desigualdade & Diversidade (PUCRJ), v. 14, p. 39-73, 2015.

12.
ALVES, E. P. M.2015ALVES, E. P. M.; Wanderson José . Mercados turísticos e desenvolvimento regional: a atuação dos agentes estatais de mercado na economia do turismo no Brasil. Latitude, v. 9, p. 343-380, 2015.

13.
ALVES, E. P. M.;ALVES, ELDER P. MAIA2014ALVES, E. P. M.. O movimento folclórico brasileiro: guerras intelectuais e militância cultural entre os anos 50 e 60. Desigualdade & Diversidade (PUCRJ), v. 2, p. 131-152, 2014.

14.
ALVES, E. P. M.2014ALVES, E. P. M.. Cultura, mercado e desenvolvimento: a construção da agenda contemporânea para as políticas culturais. Ciências Sociais Unisinos, v. 50, p. 185-193, 2014.

15.
ALVES, E. P. M.;ALVES, ELDER P. MAIA2013ALVES, E. P. M.. A economia criativa do Brasil: modernização cultural, criação e mercado. Latitude, v. 6, p. 11-47, 2013.

16.
ALVES, E. P. M.;ALVES, ELDER P. MAIA2013ALVES, E. P. M.. A economia criativa no Brasil: o capitalismo cultural brasileiro contemporâneo. Latitude, v. 6, p. 119-173, 2013.

17.
ALVES, E. P. M.;ALVES, ELDER P. MAIA2013ALVES, E. P. M.. A economia criativa do Brasil: modernização cultural, criação e mercado. Latitude, v. 6, p. 15-48, 2013.

18.
ALVES, E. P. M.;ALVES, ELDER P. MAIA2013ALVES, E. P. M.. A economia criativa no Brasil: o capitalismo cultural brasileiro contemporâneo. Latitude, v. 6, p. 120-175, 2013.

19.
ALVES, E. P. M.;ALVES, ELDER P. MAIA2011ALVES, E. P. M.. Financiamento, produção e identidade cultural-corporativa: as empresas culturalmente responsáveis. Pragmatizes - Revista Latino Americana de Estudos em Cultura, v. 1, p. 50-73, 2011.

20.
ALVES, E. P. M.;ALVES, ELDER P. MAIA2010 ALVES, E. P. M.. Diversidade cultural, patrimônio cultural imateria e cultura popular: a Unesco e a construção de um universalismo global. Sociedade e Estado (UnB. Impresso), v. 25, p. 539-560, 2010.

21.
ALVES, E. P. M.;ALVES, ELDER P. MAIA2010ALVES, E. P. M.. Crítica e resignação. O trânsito constante entre categorias nativas e categorias analíticas: a força política e estética da categoria indústria cultural.. Latitude (UFAL), v. 01, p. 82-105, 2010.

22.
ALVES, E. P. M.;ALVES, ELDER P. MAIA2005ALVES, E. P. M.. A sociologia dos intelectuais. Mnmosia, Salvador, v. 01, n.01, p. 12-13, 2005.

23.
ALVES, E. P. M.;ALVES, ELDER P. MAIA2003ALVES, E. P. M.. memória e ressignificações. Revista de comunicação da Uesb, Vitória da Conquisa -Ba, v. 6, n.1, p. 15-22, 2003.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
ALVES, E. P. M.. De Jacinto à Tororó : a reinvenção do São João em Maceió. 1. ed. Maceió: Viva Editora, 2018. v. 1000. 132p .

2.
BARBALHO, A. ; VIEIRA, M. P. ; ALVES, E. P. M. . Os trabalhadores da cultura no Brasil: criação, práticas e reconhecimento. 1. ed. Salvador: Editora da Universidade Federal da Bahia, 2017. v. 500. 272p .

3.
ALVES, E. P. M.. A sociologia de um gênero: o baião. 2. ed. Brasília: Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, 2016. v. 500. 544p .

4.
ALVES, E. P. M.. Dossiê: Cultura e desenvolvimento - o advento da economia criativa.. 2. ed. Maceió: Editora da Universidade Federal de Alagoas (EDUFAL)., 2012. v. 400. 300p .

5.
ALVES, E. P. M.. A sociologia de um gênero: o baião. 1. ed. Maceió: Editora da Universidade Federal de Alagoas (EDUFAL), 2012. v. 300. 386p .

6.
ALVES, E. P. M.. Dossiê: Cultura e desenvolvimento - o advento da economia criativa.. 6. ed. Maceió: Sistema de Editoração Eletrônica, 2012. 320p .

7.
ALVES, E. P. M.. A economia simbólica da cultura popular sertanejo-nordestina. 1. ed. Maceió: Editora da Universidade Federal de Alagoas (EDUFAL), 2011. v. 300. 495p .

8.
ALVES, E. P. M.. Políticas Culturais Para as Culturas Populares no Brasil Contemporâneo. 1. ed. Maceió: Editora da Universidade Federal de Alagoas (EDUFAL), 2011. v. 1. 239p .

Capítulos de livros publicados
1.
ALVES, E. P. M.. Norbert Elias. In: Sarah Teles. (Org.). Clássicos das ciências sociais - Os sociólogos. 1ed.Petrópolis: Vozes, 2018, v. 1, p. 112-127.

2.
ALVES, E. P. M.. O ciclo das festas juninas no Nordeste: o novo São João de Maceió. De Jacinto à Tororó : a reinvenção do São João em Maceió. 1ed.Maceió: Viva Editora, 2018, v. 1000, p. 83-121.

3.
ALVES, E. P. M.. O consumo cultural-digital das famílias brasileiras. Arte e cultura nas ciências sociais. 1ed.Juiz de Fora - MG: Editora UFJF, 2018, v. 1, p. 121-143.

4.
ALVES, ELDER P. MAIA. A expansão do capitalismo cultural-digital: uma proposta de revisão do cálculo do PIB da cultura no Brasil. In: Lia Calabre. (Org.). Políticas culturais e problemáticas contemporâneas: financiamento, gestão e formação. 1ed.São Paulo: Observatório Itaú Cultural/Fundação Casa de Rui Barbosa/Ministério da Cultura, 2018, v. 1, p. 34-56.

5.
ALVES, E. P. M.. Manuel Diégues Júnior: de culturalista sofisticado à artífice da modernização cultural brasileira. In: Luciana Santana. (Org.). História e memória das ciências sociais em Alagoas. 1ed.Maceió: Elder Patrick, 2017, v. 200, p. 49-66.

6.
ALVES, E. P. M.. Arte, técnica, mercado e memória: o gênero musical baião. In: Dmitri Cerbocini Fernandes. (Org.). Música e ciências sociais. 1ed.Maringá: Editora Prisma, 2016, v. 1, p. 244-270.

7.
ALVES, E. P. M.; SANTOS, G. L. . Patrimônio imaterial e turismo religioso: espetáculo e consumo da experiência religiosa. História, Religião e religiosidade: da antiguidade aos recortes contemporâneos, novas abordagens e debates sobre religião. 1ed.São Paulo: Humanitas USP, 2016, v. 1, p. 329-346.

8.
ALVES, E. P. M.. 7) Literatura e cinema: um encontro inter-geracional de expressões e linguagens nos anos 60 ? o sertão nordestino e a tessitura de um monopólio de sentido. Memória e expressões culturais: tessitura entre tempos e fazeres. 1ed.Vitória da Conquista: Edições UESB, 2015, v. 1, p. 102-122.

9.
ALVES, E. P. M.; SOUZA, CCarlos Alexandre Carvalho de Souza. A. C. . As políticas econômico-culturais no (do) Governo Dilma: o Vale-Cultura e a expansão do mercado editorial brasileiro. In: Albino Rubim. (Org.). Políticas culturais no governo Dilma. 1ed.Salvador: Editora da Universidade Federal da Bahia - EDUFBA., 2015, v. 1, p. 145-171.

10.
ALVES, E. P. M.. As indústrias da criatividade e a cultura popular sertanejo-nordestina. In: Edson Silva de Farias; Maria Celeste Mira. (Org.). Faces contemporâneas da cultura popular. 1ed.Jundiaí-SP: Paco Editorial, 2014, v. 1, p. 97-137.

11.
ALVES, E. P. M.. O gênero musical baião: experimentação, aprendizado e mercado. In: Alberto Ftreire. (Org.). Culturas dos sertões. 1ed.Salvador: Editora da Universidade Federal da Bahia, 2014, v. 1, p. 89-106.

12.
ALVES, E. P. M.. A política do patrimônio imaterial em Alagoas. In: Alexandre Barbalho, José Marcio Barros e Lia Calabre.. (Org.). Federalismo e políticas culturais no Brasil. 1ed.Salvador: Editora da Universidade Federal da Bahia (EDUFBA), 2013, v. 1, p. 179-200.

13.
ALVES, E. P. M.. Os consumidores de emoções: consumindo "autenticidade" e experimentando o sertão.. Práticas culturais na sociedade de consumidores. 01ed.Brasilia: Verbus Editora, 2010, v. 01, p. 385-418.

14.
ALVES, E. P. M.. A CONSTITUIÇÃO DE NOVAS CATEGORIAS TRASNACIONAIS: O SERTÃO DIANTE DA ECONOMIA DA CRIATIVIDADE E DAS INDÚSTRIAS CRIATIVAS. In: Marcelo Ribeiro. (Org.). Olhares sobre o patrimônio cultural: reflexões e realidades. Porto Alegre: Editora Zouk, 2010, v. , p. -.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
ALVES, E. P. M.. A cadeia produtiva das artes cênicas no Brasil. Jornal Zero Hora, Porto Alegre, p. 1 - 2, 12 abr. 2018.

2.
ALVES, E. P. M.. A copa da FIFA de 2014. Copa do mundo da FIFA, Maceió, p. 14 - 14, 25 maio 2014.

3.
ALVES, E. P. M.. Do rebanho à letra da lei. Revista Carta Fundamental, São Paulo, p. 30 - 33, 02 dez. 2013.

4.
ALVES, E. P. M.. A sociologia de um gênero: o baião. Diário da Região, Juazeiro BA, p. 5 - 5, 10 maio 2013.

5.
ALVES, E. P. M.. A sociologia de um gênero: o baião.. O Jornal, Maceió, p. b 1 - b 4, 17 jun. 2012.

6.
ALVES, E. P. M.. AUTO-ESTIGMA DO GOIANO: OS PROCESSOS DE ESTIGMATIZAÇÃO NACIONAIS.. O popular, Goiânia -GO., p. 17 - 21, 13 nov. 2005.

7.
ALVES, E. P. M.. a configuração moderna do sertão. A tarde cultural, Salvador, p. 12 - 15, 20 ago. 2005.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
ALVES, E. P. M.. A sertanização do sertão. In: XII Reunião Brasileira de Antropologia, 2006, Goiânia-Go. Reviata de cultura e sociedade da UFG. Goiânia: Editora da Universidade Federal de Goiás. v. 01. p. 25-36.

2.
ALVES, E. P. M.. Cultura Popular, Patrimônio e Mercado: o consumo as performances folclórico-artísticas. In: II Encontro de Estudos Multidisciplinares em Cultura, 2006, Salvador-Ba. Revista Cultura e modernidade. Salvador-Ba: Editora da Universidade Federal da Bahia. v. 002. p. 15-24.

3.
ALVES, E. P. M.. Cultura, memória e desenvolvimento: um esforço metodológico. In: Cultura, memória e desenvolvimento, 2004, Salvador-Ba. Revista. Salvador: Editora da Universidade Federal da Bahia, 2004. v. 006. p. 02-87.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
ALVES, E. P. M.. Esboço de uma reflexão acerca da cultura popular sertaneja. In: IV seminário de pesquisa Tradições e Sociabilidades Contemporâneas, 2003, Salvador - Ba. Novas tradições e sociabilidades contemporâneas. Salvador: Editora da Universidade Federal da Bahia, 2003. v. 03. p. 01-112.

2.
ALVES, E. P. M.. A confecção dialógica da consulta. In: XXI seminário estudantil de pesquisa, realizado no período de 11a 13 de dezembro de 2002, na Universidade Federal da Bahia., 2002, Salvador. Revista de divulgação do XXI seminário estudantil de pesquisa (PIBIC) da Universidade Federal da Bahia -UFBA.. Salvador.: ED da Universidade Federal da Bahia e Programa Institucional de Bolsa de Iniciação CientíficaPibiq., 2002. v. 06. p. 01-312.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
ALVES, E. P. M.. O advento do ministério da identidade popular. In: III, 2007, Salvador. Resumo dos trabalho do III Enecult. Saalvador: Editora da Universidade Federal da Bahia, 2007. v. 0005. p. 58-67.

2.
ALVES, E. P. M.. Espaço, narrativa e modernidade: a compreensâo do sertão.. In: XII congresso brasileiro de sociologia, 2005, Belo Horizonte. Revista da Sociedade Brasileira de Sociologia. Rio de Janeiro: Editora Loyola, 2005. v. 0021. p. 56-57.

3.
ALVES, E. P. M.. Um mapeamento dos atravessamentos simbólico-culturais: um esforço metodológico - o sertão.. In: Seminário do grupo de pesquisa Tradições e sociabilidades contemporâneas., 2004, Salvador. Livro de pesquisa e resumo do grupo "cultura, memória e desenvolvimento.. Salvador: Editora da Universiade Federal da Bahia, 2004. v. 001. p. 41-62.

4.
ALVES, E. P. M.. Uma experiência metodológica: o esquadrinhamento de um sentido - o sertão.. In: Primeiro seminário do grupo de pesquisa "cultura, memória e desenvolvimento"., 2004, Vitória da Conquista. Editora da universidade do sudoeste da Bahia - Uesb. Vitória da Conquista: Editora da Uesb., 2004. v. 005. p. 15-25.

5.
ALVES, E. P. M.. Cultura e patrimônio: o caso do sertão. In: Reunião anual da Associação Brasileira de Antroplogia, 2004, Recife - Ba. Revista brasileira de Antropologia. Recife -Pe: Editora da Universidade Federal de Pernambuco, 2004. v. 12. p. 01-189.

6.
ALVES, E. P. M.. A configuração do sertão moderno. In: XI encontro de Ciências Sociais do Norte e Nordeste, 2003, A racajú-SE. XI Encontro de Ciências Sociais do Norte e Nordeste. Aracajú-SE: Editora da Universidade de Sergipe -UFS, 2003. v. 01. p. 01-177.

7.
ALVES, E. P. M.. Norbert Elias: um percurso teórico-metodológico. In: II semana de sociologia da Universidade de Brasília, 2003, Brasília. Revista brasiliense de Pós-graduação. Brasília: Editora da Universidade de Brasília, 2003. v. 25. p. 21-27.

Apresentações de Trabalho
1.
ALVES, E. P. M.. A digitalização do simbólico e a expansão do capitalismo cultural-digital no Brasil. 2018. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

2.
ALVES, E. P. M.. Desenvolvimento e desigualdade no Brasil. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
ALVES, E. P. M.. Museus, memórias e economia da cultura. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
ALVES, E. P. M.. Museus, memórias e economia da cultura. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
ALVES, E. P. M.. A economia criativa (do) no Brasil: o capitalismo cultural e as marcas da brasilidade. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
ALVES, E. P. M.. Cultura e desenvolvimento: o advento da economia criativa. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
ALVES, E. P. M.. Percorrendo as Linhas de Tessitura da Política Cultural: Patrimônio Imaterial e Cultura Popular. 2008. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

Outras produções bibliográficas
1.
ALVES, E. P. M.. Organizador do dossiê temático - Consumo cultural no Brasil contemporâneo. Fortaleza: Editora da Universidade Federal do Ceará, 2017 (Organizador do dossiê temático - Consumo cultural no Brasil contemporâneo).

2.
ALVES, E. P. M.. Empreendedorismo e políticas culturais no Brasil contemporâneo. Salvador: Editora da Universidade Federal da Bahia, 2016 (Organizador do dossiê temático Empreendedorismo e políticas culturais no Brasil contemporâneo).

3.
ALVES, E. P. M.. Capitalismo cultural. Brasília: Editora da Universidade de Brasília, 2016 (Organizador do dossiê temático - Capitalismo cultural).

4.
ALVES, E. P. M.. Políticas culturais no Brasil. Rio de Janeiro: Editora da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ), 2015 (Organizador do dossiê temático - Políticas culturais no Brasil).

5.
ALVES, E. P. M.. Diversidade cultural e os dilemas para as políticas culturais e ambientais. Porto Alegre: Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS), 2014 (Organização do dossiê temático Diversidade cultural e os dilemas para as políticas culturais e ambie).

6.
ALVES, E. P. M.. Modernismo e modernidade: a trajetória literária do alagoano Elysio de Carvalho. Maceió, 2013. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

7.
ALVES, E. P. M.. A economia simbólica da cultura popular sertanejo-nordestina. Brasilia: Editora da Universidade de Brasilia (UnB), 2009 (RESENHA).

8.
ALVES, E. P. M.. Norbert Elias E O ESBOÇO DE UMA SOCIOLOGIA DAS EMOÇÕES. Brasília: Universidade de Brasília, 2005 (RESENHA).

9.
ALVES, E. P. M.. A configuração moderna do sertão. Brasília: Editora da Universidade de Brasília, 2004 (Dissertação de mestrado - Resumo.).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
ALVES, E. P. M.. Consultor ah doc da Editora da Universidade Federal de Alagoas (EDUFAL). 2017.

2.
ALVES, E. P. M.. O capitalismo cultural-digital: investimento cultural público x incentivos fiscais. 2016.

3.
ALVES, E. P. M.. Assessor técnico da Pró-Reitoria de Extensão da Universidade Federal de Alagoas. 2013.

4.
ALVES, E. P. M.. Parecerista da Editora da Universidade Federal de Alagoas (EDUFAL). 2012.

5.
ALVES, E. P. M.. Cultura e desenvolvimento. 2010.

Trabalhos técnicos
1.
ALVES, E. P. M.. Editor da revista latitue. 2010.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
ALVES, E. P. M.. Os festejos juninos no Nordeste. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

2.
ALVES, ELDER P. MAIA. Os festejos juninos no Nordeste. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

3.
ALVES, E. P. M.. Os festejos juninos no Nordeste. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

4.
ALVES, E. P. M.. A sociologia de um gênero: o baião. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

5.
ALVES, E. P. M.. Lei que incentiva a instalação de obras de arte no espaço urbano. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

6.
ALVES, E. P. M.. As potencialidades da economia criativa em Alagoas. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

7.
ALVES, E. P. M.. Programa Bom dia Alagoas. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

8.
ALVES, E. P. M.. A sociologia de um gênero: o baião. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

9.
ALVES, E. P. M.. A sociologia de um gênero: o baião. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

10.
ALVES, E. P. M.. A sociologia de um gênero: o baião. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

11.
ALVES, E. P. M.. A sociologia de um gênero: o baião. 2013.

12.
ALVES, E. P. M.. Curso de extensão em Gestão de políticas culturais. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

13.
ALVES, E. P. M.. A construção do Sistema Alagoano de Cultura. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

14.
ALVES, E. P. M.. Programa Conhecer. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

15.
ALVES, E. P. M.. Política e economia. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

16.
ALVES, E. P. M.. BOM DIA ALAGOAS. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

17.
ALVES, E. P. M.. Programa Conhecer. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

18.
ALVES, E. P. M.. PROGRAMA VANGUARDA. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

19.
ALVES, E. P. M.. Juventude no Ar. 2011. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Demais tipos de produção técnica
1.
ALVES, E. P. M.. Cultura dos sertões: narrativas e significados. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
ALVES, E. P. M.. Projetos Integradores V. 2015. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Cursodegraduaçãoemciênciassociaisàdistância).

3.
ALVES, E. P. M.. A nova economia do audiovisual no Brasil: cultura e desenvolvimento regional.. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

4.
ALVES, E. P. M.. Material didático para a disciplina de sociologia I. 2014. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - GraduaçãoemCiênciasSocaisàDistância(EAD/UFAL).).

5.
ALVES, E. P. M.. Curso de extensão em gestão de políticas culturais. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

6.
ALVES, E. P. M.. Economia criativa e mercados culturais no Brasil. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

7.
ALVES, E. P. M.. Sociologia I. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

8.
ALVES, E. P. M.. Sociologia I. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

9.
ALVES, E. P. M.. Sociologia I. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

10.
ALVES, E. P. M.. Sociologia I. 2013. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Graduação em Ciências Socais à Distância (EAD/UFAL).).

11.
ALVES, E. P. M.. Videoaula da disciplina de sociologia I. 2013. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Curso de graduação em ciências sociais à distância).

12.
ALVES, E. P. M.. A economia criativa no (do) Brasil. 2013. (Relatório de pesquisa).

13.
ALVES, E. P. M.. Editora da Universidade Federal de Alagoas (EDUFAL). 2012. (Parecerista ad-hoc).

14.
ALVES, E. P. M.. Avaliação dos Projetos PIBIC UNEB 2012. 2012. (Parecerista dos projetos de iniciação científica).

15.
ALVES, E. P. M.. Políticas e programas da´produção cultural brasileira. 2010. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Curso de especialização).

16.
ALVES, E. P. M.; Nunes, Brasilmar . Ferramentas de gestão da produção cultural. 2010. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Curso de Especialização em Políticas Culturais).

17.
ALVES, E. P. M.; Nunes, Brasilmar . Cultura e desenvolvimento. 2009. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Curso de especialização).

18.
ALVES, E. P. M.. Políticas e Programas da Produção Cultural Brasileira. 2007. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Curso de Especialização em Políticas Culturais).

19.
ALVES, E. P. M.. Ferramentas de Gestão da Produção Cultural Brasileira. 2007. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Curso de especialização).

20.
ALVES, E. P. M.. Curso de gerenciamento da ação cultural. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

21.
ALVES, E. P. M.; Nunes, Brasilmar . Cultura e Desenvolvimento. 2006. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Curso de Especialização em Políticas Culturais).

Demais trabalhos
1.
ALVES, E. P. M.. Sociologia III. 2011 (Didática) .

2.
ALVES, E. P. M.. Sociologia V. 2011 (Didática) .

3.
ALVES, E. P. M.. Estágio Supervisionado. 2011 (Didática) .

4.
ALVES, E. P. M.. Seminários de projetos (PPGS-UFAL). 2011 (Didática) .

5.
ALVES, E. P. M.. Sociologia III. 2011 (Didática) .

6.
ALVES, E. P. M.. Sociologia I. 2010 (Didática) .

7.
ALVES, E. P. M.. Metodologia das ciências sociais. 2010 (Didática) .

8.
ALVES, E. P. M.. Introdução às ciências sociais. 2010 (Didática) .

9.
ALVES, E. P. M.. Curso Disciplina Sociologia V. 2009 (Didática) .

10.
ALVES, E. P. M.. Curso Diciplina Tópicos especiais de sociologia: a sociologia de Max Weber.. 2009 (Didática) .

11.
ALVES, E. P. M.. Curso Disciplina Sociologia IV (Sociologia brasileira). 2009 (Didática) .

12.
ALVES, E. P. M.. Curso Disciplina Sociologia da cultura. 2009 (Didática) .

13.
ALVES, E. P. M.. Curso Disciplina Métodos e técnicas de pesquisa. 2009 (Didática) .

14.
ALVES, E. P. M.. Curso Disciplina Sociologia das atividades corporais. 2009 (Didática) .

15.
ALVES, E. P. M.. Curso Disciplina Sociologia IV (sociologia brasileira). 2008 (Didática) .

16.
ALVES, E. P. M.. Curso Disciplina Introdução às Ciências Sociais. 2008 (Didática) .

17.
ALVES, E. P. M.. Curso Disciplina Projetos Integradores II. 2008 (Didática) .

18.
ALVES, E. P. M.. Disciplina de graduação: métodos e técnicas de pesquisa em ciências sociais.. 2005 (Didática) .

19.
ALVES, E. P. M.. Curso de introdução à sociologia. 2005 (Disciplina ministrada para graduação) .

20.
ALVES, E. P. M.. Curso de Introdução à sociologia. 2003 (Disciplina ministrada na graduação: introdução à sociologia.) .



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Francisco Nivaldo Monteiro Cardoso. Gatilho de memória e remarketing digital: o uso do remarketing aplicado ao mercado cultural de games. 2018. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em memória: linguagem e sociedade) - Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia.

2.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Mona de Melo Spinassé. Educação, cultura e parcerias público-privadas: o caráter contraditório do programa mais cultura nas escolas no município de Maceió. 2018. Dissertação (Mestrado em Mestrado em aducação) - Universidade Federal de Alagoas.

3.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Tamara Chéquer Cotrim. Festivais e mostras de cinema na Bahia contemporânea: memória e processos de formação cultural. 2017. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em memória: linguagem e sociedade) - Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia.

4.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Andreia Lais Barros Santos. As fronteiras mutantes do pecado: informalização erótico religiosa entre homens e mulheres, formação pastoral e o batismo de homossexuais na Igreja Batista do Pinheiro, Maceió-Al. Orientador:. 2017. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal de Alagoas.

5.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de José Humberto Silva Filho. A internacionalização da Odebrecht no capitalismo dependente brasileiro. 2017. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal de Alagoas.

6.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Francisco Nivaldo Monteiro Cardoso. Gatilho de Memória e Marketing Digital: uma análise do uso do Remarketing® aplicado à indústria de games de consoles. 2017.

7.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Beatriz Souza Vilela. Cinemas de rua: sociabilidades, decadência e moralidade em Maceió (1960-1980). 2017. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal de Alagoas.

8.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Nido Farias dos Santos. A valorização da potencialização sonora nas periferias da cidade de São Miguel dos Campos - Alagoas. 2016. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal de Alagoas (UFAL).

9.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Carla Patrícia Serqueira Lima. As mulheres nas Redes do Tráfico de Drogas em Alagoas. 2016. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal de Alagoas.

10.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Aurea Regina Silva Nunes Santos. Cirurgia Estética: Subjetividade(s) no fio da navalha.. 2016. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal de Alagoas.

11.
ALVES, ELDER P. MAIA. Participação em banca de Claudionor Gomes da Silveira Filho. Interdependência da música independente: um estudo sobre a formação do Coletivo Popfuzz e seu papel nos circuitos de eventos musicais em Maceió/Al.. 2016. Dissertação (Mestrado em Mestrado em sociologia) - Universidade Federal de Alagoas.

12.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Jorge Henrique Silvestre Barbosa. Biopolítica e antitabagismo: a estatização da luta contra o hábito de fumar no Brasil e as relações fumantes-não fumantes em Maceió. 2015. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal de Alagoas.

13.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Levy Castelo Brandão Barbosa. As dinâmicas socioculturais do samba em Alagoas: trocas simbólicas, habitus e prestígio. 2015. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal de Alagoas.

14.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Wanderson José Francisco Gomes. A construção do destino turístico Alagoas: a tradução das políticas contemporãneas de turismo. 2015. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal de Alagoas.

15.
ALVES, ELDER P. MAIA. Participação em banca de Shayana Busson dos Santos. Juventude e caminhos de militâncias: entre TICS e a política. 2015. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal de Alagoas.

16.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Jorge Mário Fernandes. Guiné-Bissau e os limites da consolidação democrática e do estado de direito. 2015. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal de Alagoas (UFAL).

17.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Joslan Santos Sampaio. Nem verdade, nem mentira: a ficção histórica e cinematográfica. 2014. Dissertação (Mestrado em Memória:Linguagem e Sociedade) - Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia.

18.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Magda Fernanda Lopes Oliveira. A institucionalidade da vida do louco infrator: os atores técnicos e seus discursos. 2014.

19.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Carlos Henrique Martins de Jesus. A relação estigma-desvio como elemento norteador no uso da violência ou da força na atividade policial. 2014. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal de Alagoas.

20.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Jorge Henrique Silvestre Barbosa. A sociodinâmica da estigmatização no caso do tabagismo no Brasil: apontamentos para uma análise do caso nacional em relação com a especificidade do cenário alagoano. 2014. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal de Alagoas.

21.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Felipe Chaves Guimarães. Práticas sociais do consumo pelo êxtase: artes marciais mistas, masculinidade e o novo esporte-entretenimento. 2014. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal de Alagoas.

22.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Marina Cândido Dias. Inovação, cultura e sustentabilidade; um estudo sobre a economia criativa. 2014. Dissertação (Mestrado em Economia) - Universidade Federal do Espírito Santo.

23.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Anna Cristina de Queiroz Rodrigues. O perfil do produtor teatral em Maceió: características da profissão nos grupos atuantes em 2013. 2014. Dissertação (Mestrado em Artes Cênicas) - Universidade Federal da Bahia.

24.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Paula Fragoso Mattos. A produção teatral por meio da incubadora cultural na Escola Técnica de Artes da Universidade Federal de Alagoas. 2014. Dissertação (Mestrado em Artes Cênicas) - Universidade Federal da Bahia.

25.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de POLIANA NUNES SANTOS DE CARVALHO. ORGANIZAR PARA ADMINISTRAR: UMA ANÁLISE DA GESTÃO DOS GRUPOS GALPÃO E BANDO DE TEATRO OLODUM. 2014. Dissertação (Mestrado em Artes Cênicas) - Universidade Federal da Bahia.

26.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Daril Wesslen Silva Barros. As matrizes teóricas, metodológicas e epistemológicas de Max Weber e as especificidades de sua concepção de objetividade. 2013. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal de Alagoas.

27.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Carlos Henrique Martins de Jesus. A lógica da força: o sentido da ação policial. 2013. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal de Alagoas.

28.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de RAFAELA DA SILVA MENDONÇA RÊGO. E ELES FORAM FELIZES PARA SEMPRE...?(?) PARA UMA REFLEXÃO SOCIOLÓGICA SOBRE A ?CRISE? DA FAMÍLIA, DO CASAMENTO E DO AMOR NA CONTEMPORANEIDADE. 2013. Dissertação (Mestrado em Mestrado em sociologia) - Universidade Federal de Alagoas.

29.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Severino Gomes de Oliveira. A categoria marxista revolução na sociologia política de Florestan Fernandes. 2012. Dissertação (Mestrado em Mestrado em sociologia) - Universidade Federal de Alagoas.

30.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Daril Weslen Silva Barros Martins. As matrizes teóricas, metodológicas e epistemológicas de Max Weber e as especificidades de sua concepção de objetividade. 2012. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal de Alagoas.

31.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Taís de Sant´Tanna Machado. De dendê e baianidade: a mercadoria de restaurantes de comida baiana. 2012. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Universidade de Brasília.

32.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Rogério Luiz Silva de Oliveira. Fotografia e memória: a criação de passados.. 2011. Dissertação (Mestrado em Memória:Linguagem e Sociedade) - Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia.

Teses de doutorado
1.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Saulo Nepomuceno Furtado de Araújo. Não sou boy, só não sou otário: negócios, diversão e prestígio nos mercados pop periféricos. 2018. Tese (Doutorado em Sociologia) - Universidade de Brasília.

2.
ALVES, E. P. M.; NERY, M. S. S.; BARONAS, R. L.; FONSECA-SILVA, M. C.; SILVA, E. G.. Participação em banca de Aline de Calda Costa dos Santos. Otimismo e memória religiosa em diferentes narrativas. 2017. Tese (Doutorado em Memória:Linguagem e Sociedade) - Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia.

Qualificações de Doutorado
1.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Marcos Henrique Amaral. De Ben a Ben Jor ?Modalismo? e ?antimodernidade? na música brasileira. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Doutorado em sociologia) - Universidade de Brasília.

2.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Bruno Gontyjo do Couto. A reinvenção do espaço urbano a partir do entretenimento-turismo: os casos de Inner Harbor Baltmore (EUA) e do Porto Maravilha no Rio de Janeiro. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Doutorado em sociologia) - Universidade de Brasília.

3.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Felipe dos Santos Tartas. Ayrton Senna, herói de uma nação: a reconstrução sociológica de um mito. 2015.

Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização
1.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Juliana Amaral dos Santos. Políticas públicas de cultura para infância: um olhar sobre o prêmio interações estéticas - residências artísticas em pontos de cultura. 2011.

2.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Mirian Coelho de Lima. A preservação do acervo de cartografia (FBN) inserida na gestão de políticas de cultura da coleção Benedito Ottoni. 2011. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Gestão de Políticas de Cultura) - Universidade de Brasília.

3.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Isabel Cristina Fernandes Mendes. Novos caminhos para a fotografia brasileira: a década de 1980 e as políticas da Funarte para o desenvolvimento do setor. 2011. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização de Políticas Públicas de Cultura) - Universidade de Brasília.

4.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Sheila da Silva. Coleção de periódicos da fundação bibioteca nacional: uma avaliação da política de acesso e reprodução do acervo. 2011. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização de Políticas Públicas de Cultura) - Universidade de Brasília.

5.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Daniela Sampaio Rocha de Sousa. A dança clássica nas políticas públicas culturais do Brasil: Prêmio Funarte Klauss Vianna. 2011. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Gestão de Políticas de Cultura) - Universidade de Brasília.

6.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Ana Teresa Araujo Vasconcelos. Prêmio interações estéticas: política pública de cultura para a diversidade e democratização cultural. 2011. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Gestão de Políticas de Cultura) - Universidade de Brasília.

7.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Andressa R. A. Zuccheratte. Indústrias criativas: estudo preliminar. 2011. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Gestão de Políticas de Cultura) - Universidade de Brasília.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Laila Nayara Alves de Brito.Crowdfunding: uma estratégia de financiamento. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciência Econômica) - Universidade Federal de Alagoas.

2.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Walker Bruno Correia da Silva.O contexto histórico de surgimento da sociologia. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Alagoas.

3.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Andrea Laís Barros Santos.Mercado religioso e econmia simbólica: o problema da transformação do mercado religioso contemporãneo no Brasil. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Alagoas.

4.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Anna Virgínia Cardoso da Silva.Você sabe com quem está falando: um estudo sobre a elite parlamentar alagoana 2007-2014.. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Alagoas.

5.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Jéssica Luiza Correia da Silva.A METAMORFOSE DAS RELAÇÕES: um estudo do olhar da comunidade sobre o indivíduo e as instituições de atenção psiquiátrica. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Alagoas.

6.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Claudionor Gomes da Silveira Filho.O artista independente de música. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Alagoas.

7.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de José Gustavo Gomes Santos.O teatro experimental do negro (TEN) e sua ousada antecipação no tempo. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Teatro) - Universidade Federal de Alagoas.

8.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Michele Roberta Santos.O ensino de sociologia no Brasil. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Alagoas.

9.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Nido Farias dos Santos.O sentido da autopromoção do lazer cotidiano na cidade de São Miguel dos Campos a partir do consumo de bens e serviços informacionais e digitais. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação Social) - Universidade Federal de Alagoas.

10.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Wandesson de Souza Silva.Impactos ambientais na sociedade de risco. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Alagoas.

11.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Rodrigo de Macedo Lopes..O Problema da redefinição dos padrões de lutas simbólicas em Elias e Bourdieu. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Alagoas.

12.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Allane Gabrielle Gomes dos Anjos.O fenômeno Bullyng nas relações interpessoais da comunidade escolar. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Alagoas.

13.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Macely de Oliveira Siqueira.O poder simbólico do celular na vida contemporânea: o celular como representação da desigualdade socail. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Alagoas.

14.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Levy Castelo Brandão.A dinãmica do samba em Maceió no final do século XX e início do XXI. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências sociais) - Universidade Federal de Alagoas (UFAL).

15.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Mércia da Silva Leonardo.Cabelos: estilo, identidade e auto-imagem. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Alagoas.

16.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Carlos Eduardo Ávila.A reinvenção do maracatu em Alagoas no século XXI. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Alagoas.

17.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Carla Karine.estudo de caso da questão de competição e a prática do assédio moral numa empresa do ramo de varejo e moda localizada em Maceió ?AL. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Alagoas.

18.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Mayara Wanessa Barros Inácio.Reconhecimento e envelhecimento: um estudo sobre a percepção da velhice na casa Luiza de Marillac. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências sociais) - Universidade Federal de Alagoas (UFAL).

19.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Marinalva dos Santos Lima."Comunidades eclesiais de base: instrumento de conscientização política e social de seus visitantes". 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Alagoas.

20.
ALVES, E. P. M.. Participação em banca de Mirela Martins.De outsider a insaider: o grafitti como arte. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências sociais) - Universidade de Brasília.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Professor titular
1.
ALVES, E. P. M.. Banca de concurso para promoção docente á categoria de professor titular. 2018. Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia.

Concurso público
1.
ALVES, E. P. M.. Concurso Público para produção e distribuição em cinema e audiovisual. 2015. Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia.

2.
ALVES, E. P. M.. CONCURSO PÚBLICO PARA PROFESSOR SUBSTITUTO DO INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS (ICS/UFAL). 2014. Universidade Federal de Alagoas.

3.
ALVES, E. P. M.. Concurso público para professor substituto de ciências sociais. 2013. Universidade Federal de Alagoas.

4.
ALVES, E. P. M.. Concurso Público Para Professor Substituto de Sociologia. 2009. Universidade Federal de Alagoas.

5.
ALVES, E. P. M.. Concurso Público Para Professor Efetivo de Sociologia. 2009. Universidade Federal de Alagoas.

6.
ALVES, E. P. M.. Concurso para professor substituto de sociologia. 2009. Universidade Federal de Alagoas.

7.
ALVES, E. P. M.. Concurso para professor efetivo de sociologia. 2009. Universidade Federal de Alagoas.

Outras participações
1.
ALVES, E. P. M.. Banca de seleção para o mestrado em sociologia - PPGS/UFAL. 2017. Universidade Federal de Alagoas.

2.
ALVES, E. P. M.. Programa Observatório Itaú Cultural de Pesquisa em Economia da Cultura 2017. 2017.

3.
ALVES, E. P. M.. Avaliação para publicação da Coleção de livros Alagoas 200 anos. 2016. Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas.

4.
ALVES, E. P. M.. Banca examinadora de promoção da carreira docente. 2014. Universiadde do Sudoeste da Bahia.

5.
ALVES, E. P. M.. Banca examinadora de promoção na carreira docente. 2014. Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia.

6.
ALVES, E. P. M.. Seleção para Bolsista do Programa Nacional de Bolsas de Pós-Doutorado (PNPD). 2014. Universidade Federal de Alagoas.

7.
ALVES, E. P. M.. Seleção para o mestrado em sociologia do PPGS/UFAL 2014. 2014.

8.
ALVES, E. P. M.; LIMA, J. V. C.; MELO, M. F.. Membro da Comissão de seleção de artigos para tradução no âmbito do PPGS/UFAL. 2014. Universidade Federal de Alagoas.

9.
ALVES, E. P. M.. Programa Institucional de Arte, PROEX-UFAL.. 2014. Universidade Federal de Alagoas.

10.
ALVES, E. P. M.. Seleção para o mestrado em Sociologia (PGGS-UFAL) 2013. 2013. Universidade Federal de Alagoas.

11.
ALVES, E. P. M.. Comissão de Avaliação do Relatório de Progressão Docente do Instituto de Ciências Sociais (ICS-UFAL). 2013. Universidade Federal de Alagoas.

12.
ALVES, E. P. M.. Seleção para o mestrado em sociologia (PPGS), turma 2014.. 2013. Universidade Federal de Alagoas (UFAL).

13.
ALVES, E. P. M.. Coordenador do processo de avaliação interna (ICS/UFAL) dos projetos de pesquisa PIBIC. 2013. Universidade Federal de Alagoas (UFAL).

14.
ALVES, E. P. M.. Prêmio Economia Criativa - Edital de Apoio a Pesquisas em Economia Criativa. 2012. Ministério da Cultura.

15.
ALVES, E. P. M.. Curso de gestão cultural- Especialização em políticas culturais. 2011. Universidade de Brasília.

16.
ALVES, E. P. M.. Avaliador ah doc dos Relatórios Parciais do Programa Institucional de Bolsas de Inciciação Científica PIBIC|CNPQ|UFAL|FAPEAL 2010|2011.. 2011. Universidade Federal de Alagoas.

17.
ALVES, E. P. M.. Seleção do curso de mestrado do Programa de Pós-graduação em Sociologia (PPGS-UFAL) da Universidade Federal de Alagoas (UFAL). 2011. Universidade Federal de Alagoas (UFAL).

18.
ALVES, E. P. M.. Avaliador interno do Programa de Iniciação Científica 2011|2012 CNPQ|UFAL. 2011. Universidade Federal de Alagoas (UFAL).

19.
ALVES, E. P. M.. Integrante da banca de seleção do Programa de Pós-graduação em Sociologia da Universidade Federal da Alagoas (UFAL). 2010. Universidade Federal de Alagoas.

20.
ALVES, E. P. M.. Avaliador ad hoc dos resumos do Programa de Bolsas de Iniciação Centífica PIBIC|UFAL|FAPEAL 2009|2010. 2010. Universidade Federal de Alagoas.

21.
ALVES, E. P. M.. Avaliado do Instituto de Ciências Sociais (ICS) dos trabalhos de pesquisa (Pibic) durante o V Congresso Acadêmico da Universidade Federal de Alagoas (UFAL). 2008. Universidade Federal de Alagoas.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Ciclo de palestras do ICS/UFAL.A sociologia de um gênero: o baião. 2018. (Outra).

2.
Conflitos estruturais da sociedade brasileira.Desenvolvimento e desigualdade. 2018. (Outra).

3.
INTERCENA.O mapeamento da cadeia produtiva das artes cênicas no Brasil. 2018. (Encontro).

4.
projeto Sesi Futuro: Brasil e suas raízes. Diversidade cultural, território e patrimônio: a economia criativa e a nova agenda do desenvolvimento local no Brasil. 2018. (Feira).

5.
SESI Futuro: Brasil e suas raízes. Diversidade cultural, território e patrimônio: a economia criativa e a nova agenda do desenvolvimento local no Brasil. 2018. (Congresso).

6.
14º Semana de Economia da Ufal.A expansão do capitalismo cultural-digital: economia criativa e desenvolvimento regional no Brasil. 2017. (Seminário).

7.
18º Congresso Brasileiro de Sociologia. Mini curso: Globalização, mercados culturais e identidade. 2017. (Congresso).

8.
41 Encontro Anual da Associação de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciências Sociais.SPG 20 - Mercados culturais, globalização e identidade. 2017. (Encontro).

9.
7º Simpósio Nacional de Ciência, Tecnologia e Sociedade..Sociotécnica e cultura contemporânea. 2017. (Simpósio).

10.
Ciclo de debates do Instituto de Ciências Sociais da Universidade Federal de Alagoas.A estrutura e expansão do capitalismo cultural-digital no Brasil. 2017. (Outra).

11.
Circuito Penedo de Cinema. O mercado e a carência dos profissionais para o audiovisual brasileiro. 2017. (Congresso).

12.
Circuito Penedo de Cinema.O mercado do audiovisual no Brasil. 2017. (Outra).

13.
Debates Mirante Cineclube.Cinquenta anos de Terra em transe. 2017. (Encontro).

14.
Encontro da Rede socioeeducativa do coco.O coco de roda como empreendimento sociocriativo. 2017. (Encontro).

15.
Grupo de estudos cultura e mercado.A economia simbólica da cultura popular sertanejo-nordestina. 2017. (Oficina).

16.
INTERCENA.O capitalismo cultura-digital e a cadeia produtiva das artes cênicas no Brasil. 2017. (Outra).

17.
Primeiro Encontro Brasileiro de Pesquisadores em Arte e Cultura.Simbólico e mercadoria: uma oposição?. 2017. (Encontro).

18.
Semana pedagógica do Curso de Ciências Sociais ICS/UFAL.O ofício do cientista social: estigmas e possibilidades. 2017. (Outra).

19.
VIII Seminário Internacional de Políticas Culturais.O capitalismo cultural-digital: investimento cultural público versos incentivo fiscal. 2017. (Seminário).

20.
XIII Encontro Nacional de Pesquisadores em Cultura - ENECULT.As grandes corporações culturais e o trabalho criativo. 2017. (Seminário).

21.
XXI Seminário do Grupo de Pesquisa Cultura, Memória e Desenvolvimento (CMD).As grandes corporações culturais e o trabalho criativo. 2017. (Seminário).

22.
XX Seminário do Grupo de Pesquisa Cultura, Memória e Desenvolvimento (CMD).O capitalismo cultural-digital no Brasil. 2017. (Seminário).

23.
40º Encontro Anual da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais (ANPOCS).O mercado global de games: artificação e capitalismo criativo transestético.. 2016. (Encontro).

24.
Encontros da Focus Consultoria Junior.Empreendedorismo social. 2016. (Encontro).

25.
Encontros da Focus Consultoria Junior.Individuo e sociedade. 2016. (Outra).

26.
III Encontro de Pesquisadores do Museu Theo Brandão de Antropologia e Folclore.Antropologia e museus: caminhos cruzados. 2016. (Encontro).

27.
Papo de mestre.Festejos juninos: origem e contemporaneidade. 2016. (Encontro).

28.
Processos sociopolíticos e upgrading econômico no Brasil.Estado e mercados culturais no Brasil: da Lei Rouanet ao BNDES. 2016. (Seminário).

29.
XII Encontro de Estudos Multidisciplinares em Cultura.GT Culturas e Desenvolvimentos. 2016. (Encontro).

30.
XI Mostra de Cinema de Vitória da Conquista.A expansão do mercado audiovisual brasileiro: FSA, a Lei 12.485 e os agentes estatais de mercado. 2015. (Outra).

31.
XVII Seminário Interno de Pesquisa do Grupo Cultura, Memória e Desenvolvimento (CMD/UnB).Capitalismo cultural e mercados das simbolizações. 2015. (Seminário).

32.
XVII Seminário Interno de Pesquisa do Grupo Cultura, Memória e Desenvolvimento (CMD/UnB).O BNDES e o financiamento das empresas culturais brasileiras. 2015. (Seminário).

33.
XVII Seminário Interno de Pesquisa do Grupo Cultura, Memória e Desenvolvimento (CMD/UnB).O Popular, a Circulação e a Mundialização da Cultura Coordenadora: Andréa Leão. 2015. (Seminário).

34.
Mesa redonda Faces contemporâneas da cultura popular.As Indústrias Criativas e a Cultura Sertanejo-Nordestina. 2014. (Outra).

35.
V Encontro Estadual da Rede Alagoana de Pontos de Cultura.Sustentabilidade e pontos de cultura: estabelecendo diálogos e explorando possibilidades: políticas públicas, economia solidária e economia criativa. 2014. (Encontro).

36.
V Fórum de Extensão da Universidade Federal do Maranhão.EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA: Cultura e Inovação. 2014. (Outra).

37.
1º Congresso Acadêmico Integrado de Inovação e Tecnologia. A economia criativa no (do) Brasil. 2013. (Congresso).

38.
1º Seminário dos Arranjo Produtivos Locais (APLs) de Alagoas.Economia criativa e desenvolvimento regional. 2013. (Seminário).

39.
1º Simpósio Internacional Música e Ciências Sociais.Criação, mercado e canção: o baião e as condições de possibilidade da sua tradicionalização e nacionalização. 2013. (Simpósio).

40.
2º Celebração das Culturas dos Sertões.O sertão nordestino e a economia criativa. 2013. (Seminário).

41.
37º Encontro Anual da ANPOCS. Coordenador e debatedor do SPG 20: Economia criativa e mercados das simbolizações. 2013. (Congresso).

42.
3º Festival de Cinema Universitário de Alagoas.A economia criativa do audiovisual no Brasil contemporâneo. 2013. (Outra).

43.
7º Seminário Internacional em Memória e Patrimônio.A diversidade cultural e o patrimônio imaterial como valores estético-políticos e recursos econômicos: o que aproxima a UNESCO do BNDES?. 2013. (Simpósio).

44.
III Seminário para Preparação dos Planos Estaduais de Cultura.Economia criativa no (do) Brasil: o capitalismo cultural e as marcas da brasilidade. 2013. (Seminário).

45.
IV Seminário Internacional de Políticas Culturais.Economia criativa, negócios culturais e gestão financeira: o BNDES e a integração do mercado audiovisual brasileiro. 2013. (Seminário).

46.
XVI Congresso Brasileiro de Sociologia. GT Sociologia da Cultura. 2013. (Congresso).

47.
XVI Congresso Brasileiro de Sociologia. Cursos e discursos: a atuação político-institucional do sistema SEBRAE na economia criativa. 2013. (Congresso).

48.
XVII Seminário do Grupo de Pesquisa Cultura, Memória e Desenvolvimento.Economia criativa, negócios culturais e gestão financeira: o BNDES e a integração do mercado audiovisual brasileiro. 2013. (Seminário).

49.
XVII Seminário do Grupo de Pesquisa Cultura, Memória e Desenvolvimento.Vale cultura ou vale gosto?. 2013. (Seminário).

50.
Celebração das culturas dos sertões.O oficio de vaqueiro como patrimônio imaterial. 2012. (Encontro).

51.
Ciclo de Palestras do IESP.A economia criativa (do) no Brasil. 2012. (Outra).

52.
Diálogos em Políticas Culturais.O processo de constitucionalização da cultura no Brasil: o Plano Nacional de Cultura e o Sistema Nacional de Cultura. 2012. (Seminário).

53.
III Seminário Internacional de Políticas Culturais.A economia criativa do (no) Brasil. 2012. (Seminário).

54.
SEMINÁRIO CONSTRUINDO O SSTEMA ALAGOANO DE CULTURA.AS PERSPECTIVAS DE DESENVOLVIMENTO DA ECONOMIA CRIATIVA EM ALAGOAS. 2012. (Seminário).

55.
Seminários Temáticos do Procad.A economia criativa no (do) Brasil. 2012. (Seminário).

56.
www.unb,br.A economia criativa e os negócios culturais urbanos no Rio de Janeiro. 2012. (Seminário).

57.
XII Colóquio Interacional Poder Local.A construção das políticas culturais e a participação da universidade. 2012. (Outra).

58.
Colóquio Internacional Sobre Habitat Urnano e Exclusão Social.Habitação e equipamentos culturais em Maceió. 2011. (Outra).

59.
Congresso Internacional da Associação Latino-americana de Sociologia. Indústrias criativas e profissionalização da cultura popular sertanejo-nordestina. 2011. (Congresso).

60.
II Seminário Internacional Políticas Culturais.O lugar das culturas populares no sistema Minc. 2011. (Seminário).

61.
IV ENCUENTRO INTERNACIONAL DEL DIÁLOGO DE CIVILIZACIONES.LOS DERECHOS CULTURALES Y CULTURA POPULAR EN BRASIL. 2011. (Encontro).

62.
VIII Congresso Acadêmico da Universidade Federal de Alagoas (UFAL). Êxtase e performance nos circuitos dos festejos juninos.. 2011. (Congresso).

63.
VIII Congresso Acadêmico da Universidade Federal de Alagoas (UFAL). O movimento folclórico brasileiro em Alagoas: fluxos e refluxos. 2011. (Congresso).

64.
VIII Congresso Acadêmico da Universidade Federal de Alagoas (UFAL). Mini curso As indústrias da criatividade em Alagoas. 2011. (Congresso).

65.
XII Semana de Geografia.Os contornos e a textura do capitalismo cultural brasileiro. 2011. (Outra).

66.
XIV Seminário do Grupo de Pesquisa, Cultura, Memória e Desenvolvimento.Coordenador da mesa temática: Políticas culturais para as culturas populares no Brasil contemporâneo. 2011. (Seminário).

67.
XIV Seminpario do Grupo de Pesquisa Cultura, Memória e Desenvolvimento.O lugar das culturas populares no sistema Minc: o sertão e a institucionalização das políticas culturais para as culturas populares. 2011. (Seminário).

68.
XV Congresso Brasileiro de Sociologia. A fruição do "autêntico": o circuito dos festejos juninos na Bahia. 2011. (Congresso).

69.
Congresso Acadêmico da Universidade Federal de Alagoas.Mini-curso Economia da Cultura no Brasil e no Nordeste. 2010. (Oficina).

70.
Congresso Acadêmico da Universidade Federal de Alagoas (UFAL) 2010. O consumo cultural no ambiente doméstico em Maceió. 2010. (Congresso).

71.
Congresso Acadêmico da Universidade Federal de Alagoas (UFAL) 2010. Cinema e literatura: um encontro intergeracional nos anos sessenta. 2010. (Congresso).

72.
II FÓRUM DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SOCIOLOGIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS (UFAL).Memória, identidade e representação. 2010. (Outra).

73.
II FÓRUM DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SOCIOLOGIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS 9UFAL).A tessitura do conceito de habitus e suas implicações para a teoria da ação. 2010. (Outra).

74.
II Seminário Nacional do Grupo de Estudos de Práticas Culturais contemporâneas.A fruição do autêntico: o circuito dos festejos juninos na Bahia. 2010. (Seminário).

75.
Jornada de Estudos "Alagoas: espaço e mobilidade no SecXXI".Pensar a mobilidade. 2010. (Seminário).

76.
Semana de apresentação do Curso de Ciências Sociais 2010.Os desafios da sociologia na contemporaneidade. 2010. (Seminário).

77.
XIV Seminário de pesquisa do grupo cultura, memória e desenvolvimento.Comentador da tese de doutoramento Dinãmicas do cinema no Brasil: trajetórias e práticas do século XX ao XXI. 2010. (Seminário).

78.
XIV Seminário do grupo de pesquisa cultura, memória e desenvolvimento.Coordenador da mesa temática Cultura da sociologia?. 2010. (Seminário).

79.
XIV Seminário do grupo de pesquisa cultura, memória e desenvolvimento.O processo de conquista da cidadania teórico-empírica da categoria de cultura na tradição sociológica. 2010. (Seminário).

80.
XXXIV Encontro Anual da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciências Sociais - ANPOCS.Debatedor do Seminário Temático n10, Economia e Políticas do Simbólico. 2010. (Encontro).

81.
33º ENCONTRO ANUAL DA ANPOCS.a ECONOMIA SIMBÓLICA DA CULTURA POPULAR SERTANEJO-NORDESTINA. 2009. (Encontro).

82.
II Congresso Acadêmico da Universidade Federal de Alagoas. Mesa-redonda: Cultura popular, festas e entretenimento no Nordeste Brasileiro. 2009. (Congresso).

83.
II Congresso Acadêmico da Universidade Federal de Alagoas. Cultura popular, festas e entretenimento no Nordeste brasileiro. 2009. (Congresso).

84.
II Congresso Acadêmico da Universidade Federal de Alagoas (UFAL). Cultura popular, festas e entretenimento no Nordeste Brasileiro. 2009. (Congresso).

85.
II Simpósio Alagoano de Ciências Sociais.Políticas Culturais no Brasil. 2009. (Simpósio).

86.
I Seminário do Grupo de Estudos de Práticas Culturais Contemporâneas.A economia simbólica da cultura popular sertanejo-nordestina. 2009. (Seminário).

87.
Seminario de Patrimônio Cultural.Patrimônio Imaterial no Nordeste. 2009. (Seminário).

88.
XXIV Encontro Norte Nordeste de Ciências Sociais. A economia simbólica da cultura popular sertanejo-nordestina. 2009. (Congresso).

89.
V Congresso Adacêmico da Universidade Federal de Alagoas (UFAL). Políticas Culturais e Patrimônio Cultural Imaterial. 2008. (Congresso).

90.
III. Exposição oral. 2007. (Congresso).

91.
IX Encontro do Grupo de Pesquisa Memória, Cultura e desenvolvimento.A tessitura da política cultural brasileira. 2007. (Encontro).

92.
Ofício do ócio.www.unb.br. 2007. (Oficina).

93.
xxx Congresso Da Associação de Pesquisa e Pós-graduação em Ciências Sociais. Cultura popular, Estado e Mercado: o consumo do sertão.. 2006. (Congresso).

94.
XII Congresso brasileiro de Sociologia. CONGRESSO BRESILEIRO DE SOCIOLOGIA. 2005. (Congresso).

95.
XXVIV ENCONTRO ANUAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS GRADUAÇÃO E PESQUISA EM CIÊNCIAS SOCIAIS. XXVIII Congresso da associação nacional de pós graduação e pesquisa em ciências sociais. 2005. (Congresso).

96.
III Semana de sociologia da Unb. III Semana de sociologia da Universidade de Brasília. 2004. (Congresso).

97.
Peimeiro seminário do grupo de pesquisa "cultura, memória e desenvolvimento"..Primeiro seminário do grupo de pesquisa "cultura, memória e desenvolvimento".. 2004. (Seminário).

98.
Reunião anual da Associação Brasileira de Antroplogia. DEBATEDOR DO FÓRUM ESPECIAL FACES CONTEMPORÂNEAS DAS CULTURA POPULARES. 2004. (Congresso).

99.
II semana de sociologia da Universidade de Brasília.II SEMANA DE SOCIOLOGIA DA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA. 2003. (Seminário).

100.
IV Seminário do Grupo de Pesquisa Tradições e Sociabilidades Contemporâneas.Certificado de apresentação de trabalho. 2003. (Seminário).

101.
REUNIÃO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE SOCIOLOGIA. REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE SOCIOLOGIA -SBS. 2003. (Congresso).

102.
XI CONGRESSO NORTE NORDESTE DE CIÊNCIAS SOCIAIS. XI CONGRESSO NORTE NORDESTE DE CIÊNCIAS SOCIAIS. 2003. (Congresso).

103.
III Seminário do grupo de Pesquisa Tradições e Sociabilidades Contemporâneas.Certifcado. 2002. (Seminário).

104.
II seminário do grupo de pesquisa Tradições e Sociabilidades Contemporâneas.Certificado. 2002. (Seminário).

105.
XXI seminario estudantil de pesquisa Pibic-Ufba.Certificado. 2002. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
ALVES, E. P. M.. SPG 07: Economia criativa e mercados das simbolizações. 2013. (Congresso).

2.
ALVES, E. P. M.. XVII Seminário do Grupo de Pesquisa Cultura, Memória e Desenvolvimento (CMD 2013). Coordenador da mesa A construção do valor: economia criativa e capitalismo cultural contemporâneo. 2013. (Outro).

3.
ALVES, E. P. M.. II FÓRUM DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SOCIOLOGIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS. 2010. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Jôsi Nascimento. A interação humana na construção da identidade dos indivíduos. Início: 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Alagoas. (Orientador).

2.
Maria Josy Nascimento dos Santos. A sociologia e a interação humana. Início: 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Alagoas. (Orientador).

3.
Erik Marcelo de Moura. Os pressupostos da sociologia clássica. Início: 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Alagoas. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Luis Fernando Barbosa Gomes Magalhães. Políticas Culturais e Políticas de identidade em Alagoas: Os governos Ronaldo Lessa e Teotônio Vilela. 2017. Dissertação (Mestrado em Mestrado em sociologia) - Universidade Federal de Alagoas, . Orientador: Elder Patrick Maia Alves.

2.
Carlos Alexandro de Carvalho Souza. Megastore: a sociologia de uma empresa cultural. 2016. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal de Alagoas, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas. Orientador: Elder Patrick Maia Alves.

3.
Andréa Nascimento de Oliveira. Política Cultural, Identidade e Memória em Maceió: a religiosidade Afro-Brasileira como ponto de cultura. 2016. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal de Alagoas, . Orientador: Elder Patrick Maia Alves.

4.
Ábia Denise Marques Pinheiro de Lima. Luzes para uma face no escuro: a emergência de uma rede de valorização da expressividade afroalagoana. 2015. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal de Alagoas, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas. Orientador: Elder Patrick Maia Alves.

5.
Wanderson José Francisco Gomes. A construção do destino turístico Alagoas: a tradução das políticas contemporãneas de turismo. 2015. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal de Alagoas, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas. Orientador: Elder Patrick Maia Alves.

6.
Bruno Gabriel Passos Silva. Entre tramas e rendas: a construção de uma agenda política para o artesanato e a economia criativa em Alagoas. 2015. Dissertação (Mestrado em Mestrado em sociologia) - Universidade Federal de Alagoas, . Orientador: Elder Patrick Maia Alves.

7.
Ailton da Costa Silva Júnior. Cinema, imaginário e subjetividade: o filme vidas secas e a construção de diferentes memórias. 2014. Dissertação (Mestrado em Mestrado em sociologia) - Universidade Federal de Alagoas, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas. Orientador: Elder Patrick Maia Alves.

8.
Cosme Rogério Ferreira. Habitus, campo e mercado editorial: a construção do prestígio da obra de Graciliano Ramos. 2014. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal de Alagoas, . Orientador: Elder Patrick Maia Alves.

9.
Gárdia Rodrigues Silva. Cinema e televisão: afastamentos e reaproximações na economia do audiovisual brasileiro contemporâneo. 2014. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal de Alagoas, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas. Orientador: Elder Patrick Maia Alves.

10.
Marcos Diego Carneiro de Freitas. Classe social e educação: a escola como forma de constituição e reprodução das classes na cidade de Garanhuns. 2013. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal de Alagoas, . Orientador: Elder Patrick Maia Alves.

11.
Eleclézia De Oliveira Fireman. Uma abordagem sociológica do relato da obrigatoriedade do ensino de sociologia no ensino médio. 2012. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal de Alagoas, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas. Orientador: Elder Patrick Maia Alves.

Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Ana Maria Vilalba. Ações implementadas pela Secretaria da Identidade e da Diversidade Cultural com as Culturas Populares: um modo de gestão. 2008. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização de Políticas Públicas de Cultura) - Universidade de Brasília. Orientador: Elder Patrick Maia Alves.

2.
Carlos Roberto Bicelli. Proposta de um Plano Nacional de Cultura. 2008. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Gestão de Políticas de Cultura) - Universidade de Brasília. Orientador: Elder Patrick Maia Alves.

3.
Clara Angélica Barbosa. Política Cultural Comunitária: uma ponte para a Ilha de Deus. 2008. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Gestão de Políticas de Cultura) - Universidade de Brasília. Orientador: Elder Patrick Maia Alves.

4.
Fernanda Almeida Gomes. A utilização do cinema no contexto escolar baiano. 2008. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Gestão de Políticas de Cultura) - Universidade de Brasília. Orientador: Elder Patrick Maia Alves.

5.
Liana Gumes. Políticas Culturais Privadas. 2008. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Gestão de Políticas de Cultura) - Universidade de Brasília. Orientador: Elder Patrick Maia Alves.

6.
Magno Geraldo de Assis. Política Cultural na Universidade de Brasilia (UNB). 2008. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Gestão de Políticas de Cultura) - Universidade de Brasília. Orientador: Elder Patrick Maia Alves.

7.
Maria Lucinaide Pinheiro. Cultura e Desenvolvimento Regional. 2008. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Gestão de Políticas de Cultura) - Universidade de Brasília. Orientador: Elder Patrick Maia Alves.

8.
Odecir Luiz Prata da Costa. Implementação de Melhoria no Processo de Acompanhamento de Projetos Culturais na Secretaria de Incentivo e Fomento à Cultura (SEFIC).. 2008. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Gestão de Políticas de Cultura) - Universidade de Brasília. Orientador: Elder Patrick Maia Alves.

9.
Pedro Henrique Carregosa Vieira. Folclore Cidadão: Arte Popular a Serviço da Inclusão Social. 2008. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Gestão de Políticas de Cultura) - Universidade de Brasília. Orientador: Elder Patrick Maia Alves.

10.
Silvia Adriane Tavares Moura. A Lei 10639|03 e a Prática da Capoeira em Arraias Tocantins: Associação Cultural Chapada dos Negros, Mobilização Social e Produção da Cultura Popular Brasileira. 2008. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Gestão de Políticas de Cultura) - Universidade de Brasília. Orientador: Elder Patrick Maia Alves.

11.
Maris Tella Schiavo Novaes. O tropeirismo na gênese de formação de uma racionalidade comercial em Vitória da Conquista-Ba. 2006. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de Especialização em História e educação) - Universiadde do Sudoeste da Bahia. Orientador: Elder Patrick Maia Alves.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Dijaci Nogueira. Docência e identidade dos professores de sociologia da 6ª GERE de AL. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Alagoas. Orientador: Elder Patrick Maia Alves.

2.
Carlos Alexandre de Carvalho Souza. Cultura e mercado: algumas sínteses teórico-conceituais. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências sociais) - Universidade Federal de Alagoas (UFAL), Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Elder Patrick Maia Alves.

3.
José Elias dos Santos Filho. A carreira do árbitro de futebol no Brasil. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Alagoas. Orientador: Elder Patrick Maia Alves.

4.
Maria Vânia de Souza. A trajetória de Elysio de Carvalho. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Alagoas. Orientador: Elder Patrick Maia Alves.

5.
Wanderson José Francisco Gomes. Murici dos canaviais e murici dos carnavais: o carnaval de rua em Murici e o Bloco Tudo Azul. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Alagoas. Orientador: Elder Patrick Maia Alves.

6.
Deise Pinheiro Guedes. A ética protestante e o espírito do capitalismo: o discurso das igrejas neopetencostais. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Alagoas. Orientador: Elder Patrick Maia Alves.

7.
Allana Lopes Pereira. Escola folclórica de Viçosa: a produção dos intelectuais sobre a cultura popular e o folclore alagoano. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Alagoas, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas. Orientador: Elder Patrick Maia Alves.

8.
Bruno Gabriel Passos Silva. A política do patrimônio imaterial como fator de de legitimação da diversidade cultural na sociedade alagoana contemporânea. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Alagoas. Orientador: Elder Patrick Maia Alves.

9.
Thiago Luna Amaral. Conflito religioso entre protestantes históricos e (neo) pentecostais: o caso da Igreja Presbiteriana do Brasil. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Alagoas. Orientador: Elder Patrick Maia Alves.

10.
Natascha Fermanda dos Santos Silva. Consumo vintage e retrô: consumo de lembranças e significados do passado. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências sociais) - Universidade Federal de Alagoas (UFAL). Orientador: Elder Patrick Maia Alves.

11.
Leandro Alexandre dos Santos. A formação do jogador de futebol no Sport Clube Corinthians Alagoano. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Alagoas. Orientador: Elder Patrick Maia Alves.

12.
Luciana Marinho de Melo. A REPRODUÇÃO DO SERTÃO NORDESTINO NO CINEMA: DA REALIDADE EMPÍRICA À PRODUÇÃO DE SENTIDOS. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Alagoas. Orientador: Elder Patrick Maia Alves.

Orientações de outra natureza
1.
Yolanda Silva de Mendonça. Orientação na disciplina Métodos e técnicas de Pesquisa. 2010. Orientação de outra natureza. (Ciências Sociais) - Universidade Federal de Alagoas. Orientador: Elder Patrick Maia Alves.



Inovação



Projetos de pesquisa

Projeto de extensão


Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
ALVES, E. P. M.;ALVES, ELDER P. MAIA2013ALVES, E. P. M.. A economia criativa do Brasil: modernização cultural, criação e mercado. Latitude, v. 6, p. 15-48, 2013.

2.
ALVES, E. P. M.;ALVES, ELDER P. MAIA2013ALVES, E. P. M.. A economia criativa no Brasil: o capitalismo cultural brasileiro contemporâneo. Latitude, v. 6, p. 120-175, 2013.


Textos em jornais de notícias/revistas
1.
ALVES, E. P. M.. A sociologia de um gênero: o baião. Diário da Região, Juazeiro BA, p. 5 - 5, 10 maio 2013.

2.
ALVES, E. P. M.. A copa da FIFA de 2014. Copa do mundo da FIFA, Maceió, p. 14 - 14, 25 maio 2014.


Apresentações de Trabalho
1.
ALVES, E. P. M.. Museus, memórias e economia da cultura. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
ALVES, E. P. M.. Museus, memórias e economia da cultura. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Cursos de curta duração ministrados
1.
ALVES, E. P. M.. Curso de extensão em gestão de políticas culturais. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
ALVES, E. P. M.. Sociologia I. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

3.
ALVES, E. P. M.. Sociologia I. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

4.
ALVES, E. P. M.. A nova economia do audiovisual no Brasil: cultura e desenvolvimento regional.. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

5.
ALVES, E. P. M.. Cultura dos sertões: narrativas e significados. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

6.
ALVES, E. P. M.. Sociologia I. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).


Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
ALVES, E. P. M.. A sociologia de um gênero: o baião. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

2.
ALVES, E. P. M.. A sociologia de um gênero: o baião. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

3.
ALVES, E. P. M.. A sociologia de um gênero: o baião. 2013.

4.
ALVES, E. P. M.. Curso de extensão em Gestão de políticas culturais. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

5.
ALVES, E. P. M.. As potencialidades da economia criativa em Alagoas. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

6.
ALVES, E. P. M.. Programa Bom dia Alagoas. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

7.
ALVES, E. P. M.. Lei que incentiva a instalação de obras de arte no espaço urbano. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

8.
ALVES, E. P. M.. Os festejos juninos no Nordeste. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

9.
ALVES, ELDER P. MAIA. Os festejos juninos no Nordeste. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

10.
ALVES, E. P. M.. Os festejos juninos no Nordeste. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).



Outras informações relevantes


Membro da comissão de aprovação do PROCAD|CASADINHO UFAL|UFRJ|UERJ, 2011 e membro da comissão do sub-projeto para edificação do Núcelos de Desenvolvimento Soacioambiental da UFAL, CT-INFRA 2011. 

Coordenador do Seminário de Pesquisa Pós-Graduada (SPG 7) Economia criativa e mercados das simbolizações, da Reunião da Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciências Sociais (ANPOCS) 

Membro da comissão de avaliação de progressão Funcional do Instituto de Ciências Sociais (ICS/UFAL) da Universidade Federal de Alagoas (ICS/UFAL)

Membro da Comissão de Avaliação de Estágio Probatório do Instituto de Ciências Sociais (ICS), da Universidade Federal de Alagoas (UFAL)>



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 17/10/2018 às 23:41:14