Luana Moreira Florisbal

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/2412442370169089
  • Última atualização do currículo em 21/02/2018


Professora de Geologia, no Depto. de Geociências, Universidade Federal de Santa Catarina, Campus Florianópolis. Pós-doutorado (USP, 2014), Doutorado em Mineralogia e Petrologia (USP, 2011). Mestrado em Geociências (UFRGS, 2007). Graduação em Geologia (UFRGS, 2005). Coordenadora da disciplina de Mapeamento Geológico e professora da disciplina de Projeto de Conclusão de Curso. Tem experiência na área de Geociências, com ênfase em Petrologia Ígnea, atuando principalmente nos seguintes temas: mapeamento geológico básico, geoquímica elemental e isotópica, geocronologia U-Pb de rochas máficas e félsicas, magmatismo sintectônico, magmatismo pós-colisional, zonas de cisalhamento, reologia de magmas e geologia estrutural de rochas plutônicas. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Luana Moreira Florisbal
Nome em citações bibliográficas
FLORISBAL, L. M.;FLORISBAL, LUANA;FLORISBAL, LUANA MOREIRA;FLORISBAL, L.M.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas.
AC Cidade Universitária
Trindade
88040970 - Florianópolis, SC - Brasil
Telefone: (48) 37219330
URL da Homepage: http://gcn.cfh.ufsc.br/


Formação acadêmica/titulação


2007 - 2011
Doutorado em Geociências (Mineralogia e Petrologia).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Petrogênese de granitos sintectônicos em ambiente pós-colisional do Escudo catarinense: estudo integrado de geologia estrutural, geoquímica elemental e isotópica Sr-Nd-Pb e geocronologia U-Pb em zircão, Ano de obtenção: 2011.
Orientador: Valdecir de Assis Janasi.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
2005 - 2007
Mestrado em Geociências.
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
Título: EVOLUÇÃO PETROLÓGICA DO MAGMATISMO PÓS-COLISIONAL PRECOCE DE IDADE NEOPROTEROZÓICA DO SUL DO BRASIL: A SUÍTE PAULO LOPES, SC,Ano de Obtenção: 2007.
Orientador: Lauro V S. Nardi.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Granitóides; Diques básicos; Geoquímica; Geoquímica isotópica; Geologia estrutural.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra
Grande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geologia / Especialidade: Geoquímica.
Grande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geologia / Especialidade: Geocronologia.
2000 - 2004
Graduação em Geologia.
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
Título: Estudo dos diques básicos sinplutônicos da Suíte Paulo Lopes: magmatismo pós-colisional neoproterozóico da região de Garopaba, SC.
Orientador: Lauro Valentin Stoll Nardi.
Bolsista do(a): Centro Nacional de Pesquisa Programa Institucional de Bolsas de Iniciação C, CNPQ-PIBIC, Brasil.


Pós-doutorado


2011 - 2014
Pós-Doutorado.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra
Grande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geologia / Especialidade: Geoquímica.
Grande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geologia / Especialidade: Geocronologia.


Formação Complementar


2014 - 2014
Granitic Magmatism and Deformation of the Litosphere. (Carga horária: 40h).
Agência para o Desenvolvimento Tecnológico da Indústria Mineral Brasileira, ADIMB, Brasil.
2014 - 2014
Introdução ao Arc Gis 10.0. (Carga horária: 20h).
Companhia de Recursos Minerais, CPRM, Brasil.
2009 - 2009
Monitoria disciplina de petro ígnea.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2004 - 2004
Monitoria disciplina Trabalho de Campo I.
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
2001 - 2001
Introduction to the Crystallochemistry of Phyllosi. (Carga horária: 40h).
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.


Atuação Profissional



Companhia de Recursos Minerais, CPRM, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2015
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Pesquisadora em Geociências, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.


University of Alberta, UALBERTA, Canadá.
Vínculo institucional

2012 - 2013
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2008
Vínculo: Monitor PAE, Enquadramento Funcional: Monitor PAE


Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2005
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Aluno de graduação, Carga horária: 0
Outras informações
Elaboração de modelo metalogenético simplificado da mineralização de cassiterita dos granitóides deformados da região de Encruzilhada do Sul, RS. Mapeamento geológico, com ênfase em geologia estutural, para determinação do controle estrutural da mineralização e detalhamento das zonas de greisenização dos granitóides em zonas de cisalhamento.

Vínculo institucional

2003 - 2003
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Aluno de graduação, Carga horária: 0
Outras informações
Auxílio nas atividades de mapeamento geológico de detalhe (1:10000) dos granitóides milonitizados de Santana da Boa Vista, RS, sob a orientação do Prof. Dr. Luis A. Fernades, regente da disciplina de Análise Tectônica.

Atividades

12/2005 - 12/2005
Estágios , Instituto de Geociências, Departamento de Geologia.

Estágio realizado
Supervisão das atividades de mapeamento dos alunos do primeiro ano de geoloiga da UFRGS (TC-I).

Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professora DE, Regime: Dedicação exclusiva.



Projetos de pesquisa


2017 - Atual
Estratigrafia, arquitetura de fácies e características petrofísicas da sucessão vulcanossedimentar Eocretácea da Bacia do Paraná (Fm. Serra Geral) FASE 2
Descrição: Reservatórios não-convencionais relacionados a bacias vulcanossedimentares tem sido descritos por diversos autores e tem demonstrado grande potencial para exploração de hidrocarbonetos em rochas vulcânicas e sedimentares associadas. O estudo de sistemas vulcânicos análogos é fundamental para o entendimento de reservatórios em sistemas vulcanossedimentares, tanto na distribuição espacial e geométrica dos elementos arquiteturais, como para a definição de características petrofísicas como porosidade e permeabilidade. A abordagem na pesquisa de sistemas vulcanossedimentares deve priorizar a identificação dos diferentes tipos de depósitos, a partir da identificação de fácies e associações de fácies. A reconstrução da arquitetura de fácies permite extrair informações importantes sobre o paleoambiente e as condições físicas do vulcanismo e da sedimentação. Por sua vez, a obtenção de dados petrofísicos como porosidade e permeabilidade permite uma avaliação completa do potencial como reservatório destes sistemas. O presente projeto tem como principal objetivo a caracterização da estratigrafia, arquitetura de fácies e petrofísica de sucessão vulcanossedimentar, tendo com estudo de caso a Formação Serra Geral (Bacia do Paraná). Como objetivos específicos podem-se destacar: ? Construção do arcabouço estratigráfico de alta resolução da Formação Serra Geral nas áreas do Arco de Ponta Grossa e de São Gabriel, definindo-se as diferentes unidades vulcânicas e a suas superfícies limítrofes. O projeto anterior (TC 0050.0065608.11.9) se concentrou na Sinclinal de Torres e no presente projeto será focado o flanco norte (Arco de Ponta Grossa) e sul (Arco de São Gabriel) da Sinclinal de Torres; ? Análise da arquitetura de fácies dos diferentes tipos de derrames, rochas vulcanoclásticas e sedimentares associadas, juntamente com a caracterização dos seus aspectos petrográficos e petrofísicos, buscando-se o entendimento da relação genética entre processos vinculados ao vulcanismo e a geração de porosidade primária e secundária; ? Determinar a extensão do metamorfismo de contato entre as rochas intrusivas (diques e sills) e as encaixantes sedimentares e caracterizar as mudanças físicas. Estas intrusivas ocorrem na forma de diques cortando os arenitos eólicos da Fm. Botucatu (Brasil) e na forma de sills nas formações mais antigas da Bacia (Ex. Formações Irati, Teresina, Rio do Rasto e Rio Bonito); ? Correlacionar a estratigrafia e estrutural da sequência vulcânica e as intrusivas básicas na porção sul de SC com o evento de soerguimento relacionado com a quebra do Gondwana, focando a influência da colocação de rochas alcalinas (Domo de Lages) e o processo de mineralização de fluorita (Distrito Fluorítico de Criciúma); ? Análise estrutural visando o entendimento da tectônica formadora e deformadora da bacia e o seu efeito na heterogeneidade dos reservatórios; ? Definição dos diferentes fatores controladores das heterogeneidades em sistemas vulcanossedimentares desde uma escala microscópica, até uma escala gigascópica..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) .
Integrantes: Luana Moreira Florisbal - Integrante / Breno Leitão Waichel - Coordenador / Manoela Bettarel Bállico - Integrante / Ana Carolina Massulini Acosta - Integrante / Bruna Raphaela Stühler - Integrante / Douglas Ricardo Briske - Integrante / Mateus Souza da Silva - Integrante.
2017 - Atual
Evolução temporal-espacial e fontes do magmatismo granítico no Escudo Catarinense.
Descrição: O Escudo Catarinense abrange uma série de corpos graníticos e máficos sintectônicos. O papel das zonas de cisalhamento que compartimentam o Escudo no controle das fontes, bem como mecanismos de ascenção e posicionamento dos magmas é ainda alvo de grande debate na literatura atual. Embora existam muitos dados geológicos e geocronológicos de escala regional, grande parte das lacunas de conhecimento nesta região se devem à ausência de mapas geológicos de detalhe e semi-detalhe, bem como dados estruturais detalhados e focados na investigação da evolução da deformação associada a estas zonas de cisalhamento. O objetivo deste projeto consiste no estudo geológico e estrutural de detalhe de áreas alvo e mapeamento geológico sistemático das associações de rochas félsicas e máficas contemporâneas com diferentes graus de deformação. A investigação das fontes, assinaturas isotópicas, padrões de herança e idades do magmatismo integram também esta abordagem holística, que busca investigar estas associações rochosas integradas à tectônica regional..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2015 - Atual
Idade e evolução do magmatismo Eo-Cretáceo da Província Magmática Paraná-Etendeka com enfoque no Enxame de Diques de Florianópolis e sua influência no desenvolvimento de feições de refusão dos granitos encaixantes: Fase II
Descrição: A idade e duração do magmatismo toleítico no Enxame de Diques de Florianópolis, Província Magmática Paraná-Etendeka, foi em parte determinada com precisão através de datações U-Pb TIMS em badeleíta e zircão. Contudo, um maior número de análises, bem como a comparação destes resultados com os obtidos ao longo da pilha vulcânica é ainda uma demanda urgente. Em paralelo, toda a diversidade composicional e estrutural de diques presentes na região entre Florianópolis e Garopaba (SC) será alvo de estudos de campo, petrografia, microscopia eletrônica de varredura, geoquímica de rochas e isotopia Sr-Nd-Pb, que complementarão estudos anteriores, e deverão, sempre que possível, incorporar dados e amostras já disponíveis. Com base nesses resultados, os processos responsáveis pela geração e evolução dos magmas parentais serão identificados e, em casos favoráveis, quantificados. Deste modo, será possível investigar: (1) a correlação entre os diques e derrames potencialmente alimentados por eles, e (2) a eventual influência de processos modificadores de magma (e.g., cristalização fracionada, mistura de magmas e assimilação crustal) na perturbação de sistemas isotópicos (e.g., Ar-Ar, Rb-Sr). A investigação dos processo de fusão desencadeados pela colocação do enxame de diques é um novo front na ciência e demanda uma abordagem integrada no tempo e no espaço para compreensão destes processos locais e raros no registro geológico. Os resultados dessas duas linhas de abordagem deverão trazer subsídios importantes para interpretações acerca da duração e evolução do vulcanismo da Província Magmática Paraná-Etendeka e também permitir a elucidação dos processos de migmatização in-situ das rochas graníticas encaixantes..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2015 - Atual
PRH-PB 240 Fomento à formação de recursos humanos em Geologia do Petróleo e Gás
Descrição: Este projeto está relacionado com a criação do curso de graduação em Geologia na USFC em 2010. A implantação de um PFRH é necessária para a concretização do curso e complementar a formação de recursos humanos para atuar na área de petróleo e gás natural. A necessidade da parceria entre o setor produtivo e a academia para a ampliação e fortalecimento de recursos humanos voltados para os desafios tecnológicos e de gestão da complexa indústria de Petróleo e Gás. Para melhorar a relação entre a oferta e demanda de profissionais, é relevante direcionar esforços para a disponibilização de bolsas que diminuam a evasão dos cursos e possibilitem que os estudantes voltem sua atenção para a cadeia produtiva em questão. Os temas abordados neste PRH incluem: Estratigrafia, Análise de Bacias, Petrologia Sedimentar; Geoquímica Sedimentar; Bioestratigrafia e Paleoecologia, Geofísica, Processos Morfossedimentares, Geoquímica e Petrografia Orgânica. Os temas acima serão desenvolvidos através de pesquisas e treinamentos de RH nas seguintes áreas: o Margem continental no estado de SC, situada entre a Bacia de Santos (porção norte) e Bacia de Pelotas (porção sul) separadas pela Zona de Falha de Florianópolis (ZFF). A ênfase será dada à investigação dos sedimentos superficiais e subsuperficiais da plataforma continental a partir de levantamentos geofísicos, micropaleontológicos e da aplicação de técnicas de análise integrada de dados com vistas à geração de modelos evolutivos. o A Bacia do Paraná apresenta várias oportunidades de estudo: as sequências paleozóicas necessitam de novas pesquisas enfocando reservatórios não convencionais e aplicação de novos conceitos de estratigrafia de sequências; e a sequência vulcânica (Formação Serra Geral) relacionada com fase pré-rifte e processo de abertura do Oceano Atlântico sul será alvo de estudos abordando a estratigrafia destas rochas vulcânicas baseado na arquitetura de fácies vulcânicas o A Bacia do Itajaí possuí uma seqüência sedimentar onde estão representados diversos tratos de sistemas. A litoestratigrafia desta sequência integrada com a análise estrutural de feições mesoscópicas permite o estudo da tectônica formadora e modificadora da bacia. Por fim, quanto aos benefícios técnicos, econômicos ou sociais, o apoio ao projeto: ? permitirá a realização de atividades de aprimoramento contínuo e atualização de professores e alunos, visando à criação de competências nas áreas de interesse do setor de Petróleo e Gás. ? consistirá em um meio para o fortalecimento do intercâmbio e do compartilhamento de conhecimentos entre instituições de ensino e a indústria do setor de Petróleo e Gás permitindo que a Petrobras continue atuando com responsabilidade social..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2013 - Atual
Evolução temporal e espacial do magmatismo granítico-sienítico neoproterozoico em ambiente transpressivo na porção central do Escudo Sul-rio-grandense
Descrição: Neste projeto, pretende-se dar continuidade ao estudo integrado das rochas plutônicas do escudo Sul-rio-grandense e seus resultados devem contribuir para o entendimento da evolução deste segmento crustal no período compreendido entre a colisão principal (ca. 650 Ma) e a tectônica francamente transcorrente que sucede a mesma (ca. 640 a 590 Ma). Nesta etapa, os estudo têm como foco principal o magmatismo sienítico mais antigo (ca. 640 Ma), buscando-se estabelecer o vínculo de continuidade espacial e temporal com o magmatismo sienítico pós-colisional registrado na mesma área. Serão estudados também os cordierita granitos recentemente identificados nesta área, e sua possível vinculação com os demais granitoides peraluminosos sintranscorrência conhecidos..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Luana Moreira Florisbal - Integrante / Lauro Valentim Stoll Nardi - Integrante / M.F. Bitencourt - Coordenador.
2012 - 2013
Idade, duração e significado tectônico do Enxame de Diques de Florianópolis, Província Magmática Paraná-Etendeka, a partir da combinação de estudos petrológicos e datações U-Pb em badeleíta e zircão
Descrição: Programa regular de Bolsas de Estágio de Pesquisa no Exterior (BEPE-FAPESP). O foco do projeto foi a obtenção de dados de geocronológicos de alta precisão e isotópicos ainda inéditos na Província Magmática Paraná-Etendeka, focado nos diques presentes na região entre Florianópolis e Garopaba (SC). A idade e duração do magmatismo toleítico no Enxame de Diques de Florianópolis, Província Magmática Paraná-Etendeka, foi determinada com precisão através de datações U-Pb ID-TIMS em badeleíta e zircão realizadas na Universidade de Alberta (UA), Edmonton, Canadá, sob a supervisão do Prof. Dr. Larry M. Heaman durante o estágio realizado pela bolsista. Todas as etapas de separação, abertura química e análise via ID-TIMS de badeleíta e zircão foram vivenciadas na UA..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2011 - 2013
Idade, duração e significado tectônico do Enxame de Diques de Florianópolis, Província Magmática Paraná-Etendeka, a partir da combinação de estudos petrológicos e datações U-Pb em badeleíta e zircão
Descrição: Este projeto foi desenvolvido no Programa de Pos-Doutoramento USP-FAPESP. O projeto consiste na determinação da idade e duração do magmatismo toleítico no Enxame de Diques de Florianópolis, Província Magmática Paraná-Etendeka, através de datações U-Pb TIMS em badeleíta e zircão. Estudo da diversidade composicional e estrutural de diques presentes na região entre Florianópolis e Garopaba (SC) através de dados de campo, petrografia, microscopia eletrônica de varredura, geoquímica de rochas e isotopia Sr-Nd-Pb. Investigação dos processos responsáveis pela geração e evolução dos magmas parentais dos diques básicos e sua potencial correlação com a pilha de lavas da PMPE..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2007 - 2011
Petrogênese de associações de rochas félsicas e máficas contemporâneas: uma integração de geoquímica e geologia estrutural em granitos sintectônicos pós colisionais de Santa Catarina
Descrição: Este projeto foi desenvolvido no Programa de Pós-Graduação USP com bolsa e apoio financeiro FAPESP. O foco principal do projeto foi o estudo do magmatismo granítico relacionado aos estágios precoces do período pós-colisional do Ciclo Brasiliano/Panafricano na porção leste de Santa Catarina (ca. 630-620 Ma), sul do Brasil. Este magmatismo é marcado por grandes maciços graníticos com rochas básicas associadas. As relações de campo definem uma ordem cronológica dos eventos magmáticos, onde os plútons graníticos representam diversos pulsos magmáticos que foram intrudidos por magmas híbridos e máficos antes de sua completa cristalização, que foi também confirmada com dados geocronológicos U-Pb via LA-MC-ICP-MS em zircao. O estudo comparativo destas ocorrências, em diferentes domínios tectônicos, combinando ferramentas de geologia estrutural (estudos de campo em detalhe em áreas selecionadas, petrografia e análise microestrutural) e geoquímica (análises de elementos maiores e traços em rochas e minerais e isotopia Sr-Nd), buscou identificar as fontes envolvidas na geração e evolução das associações plutônicas e o papel das zonas de cisalhamento na colocação dos plutons e condicionamento tectônico dos distintos blocos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Luana Moreira Florisbal - Coordenador / Valdecir de Assis Janasi - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.
2006 - 2012
Magmatismo de Arco e Magmatismo Pós-colisional no Pré-cambriano do Sul do Brasil: discriminação, petrogênese, evolução de fontes
Descrição: Em terrenos antigos, as rochas plutônicas representam um dos poucos registros que sobrevivem aos processos crustais de metamorfismo e deformação recorrentes, e o seu estudo permite investigar a evolução do sistema manto-crosta ao longo do tempo. No sul do Brasil, associações tonalítico-dioríticas de arco magmático são encontradas principalmente no Neoproterozóico, mas dados recentes indicam a existência de arco magmático continental de idade paleoproterozóica.. O maior volume de rochas plutônicas no RS e em SC, no entanto, é atribuído ao magmatismo pós-colisional neoproterozóico, e em algumas áreas registros de ambos os ambientes se encontram superpostos. Os principais objetivos do projeto são identificar associações de arco magmático no sul do Brasil, estabelecer a evolução petrológica das mesmas, discriminar o magmatismo de arco do magmatismo pós-colisional, e reinterpretar os dados existentes com base nos critérios desenvolvidos. Os estudos serão efetuados em áreas do RS e SC, utilizando metodologias de análise estrutural em diversas escalas, geoquímica de elementos maiores e traços e determinações isotópicas. Os dados estruturais, petrológicos e geoquímcos serão integrados visando investigar a evolução das fontes do magmatismo..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2002 - 2012
Investigação Estrutural e Petrológica do Magmatismo Sintecônico. do Sul do Brasil e Oeste da África
Descrição: O projeto abrange as atividades de pesquisa de sua coordenadora em cooperação com pesquisadores da UFRGS e de outras instituições. Tem como objetivo central o estudo do magmatismo sintectônico de modo integrado, enfocando principalmente seus aspectos estruturais e petrológicos, em áreas onde se desenvolveram programas de mapeamento geológico nos últimos anos. A metodologia empregada tem por base o estudo de intrusões individuais, cuja integração é efetuada ao final de cada etapa, visando a conclusões mais abrangentes. O mapeamento geológico é seguido por estudos petrográficos e estruturais de detalhe, estudo de microestruturas e tramas cristalográficas, obtenção de dados geoquímicos em rochas e em minerais, obtenção de dados geocronológicos por métodos diversos e intergação dos dados. A investigação tem, ainda, um caráter comparativo entre o magmatismo localizado em zonas de alta e baixa deformação da mesma estrutura, sendo as áreas-alvo selecionadas em diferentes pontos da mesma descontinuidade ou mesmo fora dela, desde que os dados apontem uma vinculação temporal do magmatismo. Os trabalhos vêm se desenvolvendo em diversas frentes e compreendem subprojetos no Cinturão Vila Nova, RS, no Cinturão Dom Feliciano, leste do Rio Grande do Sul e Santa Catarina, e no Cinturão Kaoko, noroeste da Namíbia..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (4) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Luana Moreira Florisbal - Integrante / Lauro Valentim Stoll Nardi - Integrante / Maria de Fátima Bitencourt - Coordenador / CHEMALE, FARID - Integrante / Cristiane Butori Rivera - Integrante / Ruy Paulo Philipp - Integrante / Joern Heinrich Kruhl - Integrante / Joao Luiz Luft Jr - Integrante / Luciane Garavaglia - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.


Projetos de extensão


2017 - 2017
Mecanismos da deformação dútil: do cristal às placas tectônicas
Descrição: Curso de Extensão de Curta duração.
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
2017 - Atual
PROJETO GEO-ESCOLA: DISSEMINANDO CONHECIMENTOS NAS ESCOLAS DE SANTA CATARINA SOBRE GEOLOGIA E A PROFISSÃO DO GEÓLOGO
Descrição: O Projeto Geo-Escola é uma atividade de extensão do Curso de Graduação em Geologia do Departamento de Geociências da UFSC, que envolve docentes e dicentes do referido curso, empenhados em atividades que envolve a divulgação da Geologia e da Profissão do Geólogo em escolas de ensino médio do Estado de Santa Catarina. Pretende-se realizar palestas sobre Geologia, profissão do geólogo, o Curso de Bacharelado em Geologia da UFSC, buscando contribuir com a formação atualizada do conhecimento dos alunos, bem como despertar o interesse dos alunos pelo Curso de Bacharelado em Geologia da nossa Instituição..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (8) .
Integrantes: Luana Moreira Florisbal - Integrante / Manoela Bettarel Bállico - Integrante / Marivaldo dos Santos Nascimento - Coordenador / Patricia Hadler - Integrante.


Revisor de periódico


2013 - Atual
Periódico: Precambrian Research
2016 - Atual
Periódico: Lithos (Oslo. Print)
2014 - Atual
Periódico: Pesquisas em Geociências (UFRGS. Impresso)
2016 - Atual
Periódico: IG - USP Boletim. Serie Cientifica
2016 - Atual
Periódico: Brazilian Journal of Geology


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geologia/Especialidade: Petrologia.
2.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Mapeamento Geológico Básico.
3.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geocronologia.
4.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geoquímica.
5.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geotectônica.
6.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geologia Regional.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
GREGORY, TIAGO RAFAEL2017GREGORY, TIAGO RAFAEL ; BITENCOURT, Maria de Fátima ; NARDI, LAURO VALENTIM STOLL ; FLORISBAL, LUANA MOREIRA . Petrogenesis of metamorphosed Paleoproterozoic, arc-related tonalites, granodiorites and coeval basic to intermediate rocks from southernmost Brazil, based on elemental and isotope geochemistry. LITHOS, v. 277, p. 72-91, 2017.

2.
MARTINI, AMÓS2015MARTINI, AMÓS ; BITENCOURT, Maria de Fátima ; NARDI, LAURO V.S. ; FLORISBAL, LUANA MOREIRA . An integrated approach to the late stages of Neoproterozoic post-collisional magmatism from Southern Brazil: Structural geology, geochemistry and geochronology of the Corre-mar Granite. Precambrian Research, v. 261, p. 25-39, 2015.

3.
GREGORY, TIAGO RAFAEL2015GREGORY, TIAGO RAFAEL ; BITENCOURT, Maria de Fátima ; NARDI, LAURO VALENTIM STOLL ; FLORISBAL, LUANA MOREIRA ; CHEMALE, FARID . Geochronological data from TTG-type rock associations of the Arroio dos Ratos Complex and implications for crustal evolution of southernmost Brazil in Paleoproterozoic times. Journal of South American Earth Sciences, v. 57, p. 49-60, 2015.

4.
FLORISBAL, LUANA MOREIRA2014 FLORISBAL, LUANA MOREIRA; Heaman, Larry M. ; de Assis Janasi, Valdecir ; DE FATIMA BITENCOURT, MARIA . Tectonic significance of the Florianópolis Dyke Swarm, Paraná-Etendeka Magmatic Province: A reappraisal based on precise U-Pb dating. Journal of Volcanology and Geothermal Research, v. 289, p. 140-150, 2014.

5.
FLORISBAL, L. M.;FLORISBAL, LUANA;FLORISBAL, LUANA MOREIRA;FLORISBAL, L.M.2012FLORISBAL, L. M.; Valdecir de Assis Janasi ; BITENCOURT, Maria de Fátima ; HEAMAN, L. . Space time relation of post-collisional granitic magmatism in Santa Catarina, southern Brazil: U Pb LA-MC-ICP-MS zircon geochronology of coeval mafic felsic magmatism related to the Major Gercino Shear Zone. Precambrian Research, v. 216-219, p. 132-151, 2012.

6.
NARDI, L. V. S.2012FLORISBAL, L. M.; NARDI, L. V. S. ; de Assis Janasi, Valdecir ; de Fátima Bitencourt, Maria ; Heaman, Larry M. . Contrasted crustal sources as defined by whole-rock and Sr-Nd-Pb isotope geochemistry of Neoproterozoic early post-collisional granitic magmatism within the Southern Brazilian Shear Belt, Camboriú, Brazil. Journal of South American Earth Sciences, v. 39, p. 24-43, 2012.

7.
FLORISBAL, L. M.;FLORISBAL, LUANA;FLORISBAL, LUANA MOREIRA;FLORISBAL, L.M.2012FLORISBAL, L. M.; BITENCOURT, M. F. ; Janasi, V. ; NARDI, L. V. S. ; Heaman, L. . Petrogenesis of syntectonic granites emplaced at the transition from thrusting to transcurrent tectonics in post-collisional settings.... Lithos (Oslo. Print), v. 153, p. 53-71, 2012.

8.
PLÁ CID, JORGE2012PLÁ CID, JORGE ; CAMPOS, CRISTIANI S. ; NARDI, LAURO V.S. ; FLORISBAL, LUANA . Petrology of Gameleira potassic lamprophyres, São Francisco Craton. Anais da Academia Brasileira de Ciências (Impresso), v. 84, p. 377-398, 2012.

9.
FLORISBAL, L. M.;FLORISBAL, LUANA;FLORISBAL, LUANA MOREIRA;FLORISBAL, L.M.2009FLORISBAL, L. M.; BITENCOURT, Maria de Fátima ; NARDI, Lauro V. S. ; ROMMULO, Vieria Conceição . Early post-collisional granitic and coeval mafic magmatism of medium- to high-K tholeiitic affinity within the Neoproterozoic Southern Brazilian Shear Belt.. Precambrian Research, v. 175, p. 135-148, 2009.

10.
FLORISBAL, L. M.;FLORISBAL, LUANA;FLORISBAL, LUANA MOREIRA;FLORISBAL, L.M.2005FLORISBAL, L. M.; NARDI, Lauro V. S. ; BITENCOURT, Maria de Fátima . Geoquímica das rochas máficas toleíticas da Suite pós-colisional Paulo Lopes, Neoproterozóico do sul do Brasil.. Pesquisas em Geociências (UFRGS. Impresso), v. 32, n.2, p. 69-79, 2005.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
PEREIRA, L. M. C. ; FLORISBAL, L. M. . ESTUDO DAS AURÉOLAS TERMAIS E PROCESSOS DE FUSÃO GERADOS NA INTERFACE DIQUES BÁSICOS CRETÁCEOS DO ENXAME DE DIQUES DE FLORIANÓPOLIS E ENCAIXANTES GRANÍTICAS NEOPROTEROZÓICAS DO BATÓLITO FLORIANÓPOLIS, REGIÃO DE GAROPABA-SILVEIRA, SC.. In: III SEMINÁRIO ANUAL DO PROGRAMA DE FORMAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS EM GEOLOGIA DA PETROBRAS 240, 2016, Florianópolis. BOLETIM DE RESUMOS, 2016. p. 15.

2.
FLORISBAL, L. M.; Valdecir de Assis Janasi ; BITENCOURT, Maria de Fátima ; DUFRANE, A. ; HEAMAN, L. . Pb isotope in feldspars by LA-ICP-MS: tracking the isotope signatures in the Neoproterozoic granites from the Florianopolis Batholith, Santa Catarina Shield, Brazil. In: Simpósio Sul Americano de Geologia Isotópica, 2010, Brasília. VII Simpósio Sul Americano de Geologia Isotópica, 2010.

3.
FLORISBAL, L. M.; Valdecir de Assis Janasi ; BITENCOURT, Maria de Fátima ; NARDI, Lauro V. S. . GEOLOGIA E GEOQUÍMICA DE GRANITÓIDES PORFIRÍTICOS DA REGIÃO LESTE DE SANTA CATARINA: CONTRIBUIÇÕES À PETROGÊNESE DO MAGMATISMO SINTECTÔNICO DO ESTÁGIO PRECOCE PÓS-COLISIONAL DO SUL DO BRASIL. In: XII Congresso Brasileiro de Geoquímica, 2009, Ouro Preto. Anais do XII Congresso Brasileiro de Geoquímica, 2009.

4.
FLORISBAL, L. M.; NARDI, Lauro V. S. ; BITENCOURT, Maria de Fátima ; CONCEIÇÃO, Rommulo Vieira . Geoquímica Isotópica do Magmatismo pós-colsional neoproterozóico de afinidade toleítica alto-K no sul do Brasil: estudo da Suíte Paulo Lopes, SC. In: XI Congresso Brasileiro de Geoquímica, 2007, Atibaia. Anais do XI Congresso Brasileiro de Geoquímica, 2007.

5.
FLORISBAL, L. M.; GOMES, M. E. B. ; MEXIAS, A. S. . Avaliação das perdas e ganhos de elementos químicos no processo de alteração hidrotermal de basaltos da Formação Serra Geral, região do alto Uruguai. In: I Simpósio Brasileiro de Metalogenia, 2005, Gramado. Resumos ISBM, 2005.

6.
FLORISBAL, L. M.; NARDI, Lauro V. S. ; BITENCOURT, Maria de Fátima . Magmatismo pós-colisional precoce de idade neoproterozóica e afinidade toleítica alto-k no sul do Brasil: a Suíte Paulo Lopes, SC. In: X Congresso Brasileiro de Geoquímica e II Simpósio de Geoquímica dos Países do Mercosul, 2005, Porto de Galinhas. Resumos, 2005.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
PERUCHI, F. M. ; FLORISBAL, L. M. ; BITENCOURT, M. F. . NOVA DELIMITAÇÃO TEMPORAL DO MAGMATISMO PÓS-COLISIONAL SHOSHONÍTICO SINCRÔNICO À ZONA DE CISALHAMENTO MAJOR GERCINO ? IDADES U-Pb DO GRANODIORITO ESTALEIRO. In: X Simposio Sul-Brasleiro de Geologia, 2017, Curitiba22. Anais do X Simposio Sul-Brasileiro de Geologia, 2017.

2.
FONTANA, F. F. ; FLORISBAL, L. M. . PETROGRAFIA E GEOQUÍMICA ELEMENTAL DO GRANITO RIO DO SALTO, SC: IMPLICAÇÕES PETROLÓGICAS. In: X Simposio Sul-Brasileiro de Geologia, 2017, Curitiba. Anais do X Simposio Sul-Brasileiro de Geologia, 2017.

3.
SANTOS, E. A. ; FLORISBAL, L. M. ; LOSS, A. . THE IMPORTANCE OF GEOLOGY IN VITICULTURE: THE EXAMPLE OF SÃO JOAQUIM, SANTA CATARINA. In: X Simposio Sul-Brasileiro de Geologia, 2017, Curitiba. Anais do X Simposio Sul-Brasileiro de Geologia, 2017.

4.
SILVA, S. C. ; FLORISBAL, L. M. ; BITENCOURT, M. F. ; NARDI, LAURO V.S. . CARACTERIZAÇÃO GEOQUÍMICA DO MAGMATISMO PERALUMINOSO PALEOPROTEROZOICO NA PORÇÃO LESTE DO ESCUDO SUL-RIOGRANDENSE. In: X Simposio Sul-Brasileiro de Geologia, 2017, Curitiba. Anais do X Simposio Sul-Brasileiro de Geologia, 2017.

5.
PEREIRA, L. M. C. ; FLORISBAL, L. M. . ESTUDO DAS AURÉOLAS TERMAIS E PROCESSOS DE FUSÃO GERADOS NA INTERFACE DE DIQUES BÁSICOS DO ENXAME DE DIQUES DE FLORIANÓPOLIS E ENCAIXANTES GRANÍTICAS DA SUÍTE PAULO LOPES, BATÓLITO FLORIANÓPOLIS, SC.. In: X Simposio Sul-Brasileiro de Geologia, 2017, Curitiba. Anais do X Simposio Sul-Brasileiro de Geologia, 2017.

6.
De Toni, G.B ; BITENCOURT, Maria de Fátima ; FLORISBAL, L. M. ; ALMEIDA, B. S. ; Geraldes, M.C. . MAGMATISMO PRÉ-COLISIONAL CRIOGENIANO (ca. 790 Ma) DO CINTURÃO DOM FELICIANO REGISTRADO NO EMBASAMENTO DA ZONA DE CISALHAMENTO MAJOR GERCINO: OS ORTOGNAISSES DO COMPLEXO PORTO BELO (BOMBINHAS, SC). In: 48 Congresso Brasileiro de Geologia, 2016, Porto Alegre. Anais do 48 Congresso Brasileiro de Geologia, 2016.

7.
MARTELETO, N. S. ; FLORISBAL, L. M. ; JANASI, V. A. . Petrologia e geoquímica de diques ácidos do Enxame de Diques de Florianópolis, na Ilha de Santa Catarina. In: 48 Congresso Brasileiro de Geologia, 2016, Porto Alegre. Anais do 48 Congresso Brasileiro de Geologia, 2016.

8.
Frozza, M.E. ; WAICHEL, B. L. ; FLORISBAL, L. M. . ASPECTOS VULCANOLÓGICOS E LITOGEOQUÍMICOS DA SUCESSÃO VULCÂNICA DA FORMAÇÃO SERRA GERAL, AO LONGO DA SERRA DO RIO DO RASTRO ? SC.. In: 48 Congresso Brasileiro de Geologia, 2016, Porto Alegre. Anais do 48 Congresso Brasileiro de Geologia, 2016.

9.
SANTOS, E. A. ; FLORISBAL, L. M. ; LOSS, A. ; Besser, M.L. . GEOLOGY OF THE WINES OF SÃO JOAQUIM, SANTA CATARINA STATE, BRAZIL. In: 48 Congresso Brasileiro de Geologia, 2016, Porto Alegre. Anais do 48 Congresso Brasileiro de Geologia, 2016.

10.
SILVA, S. C. ; FLORISBAL, L. M. ; BITENCOURT, M. F. . MAGMATISMO PERALUMINOSO E DEFORMAÇÃO TRANSPRESSIVA COMO REGISTRO ESPAÇO-TEMPORAL DE UMA POSSÍVEL COLISÃO PALEOPROTEROZOICOS NA PORÇÃO LESTE DO ESCUDO SUL-RIO GRANDENSE. In: 48 Congresso Brasileiro de Geologia, 2016, Porto Alegre. Anais do 48 Congresso Brasileiro de Geologia, 2016.

11.
BITENCOURT, M. F. ; De Toni, G.B ; FLORISBAL, L. M. ; NARDI, L. V. S. ; MARTIL, M.M.D. ; HEAMAN, L. ; DUFRANE, A. ; CHEMALE, FARID . Timing of syenitic syntectonic magmatism as a record of strain partitioning during Cryogenian collisional transpressive regime in southernmost Brazil.. In: I Simposio de Tectónica Sudamericana, 2016, Santiago. Atas del I Simposio de Tectónica Sudamericana., 2016. p. 199.

12.
SILVA, S. C. ; BITENCOURT, M. F. ; FLORISBAL, L. M. ; PADILHA, D. F. ; De Toni, G.B . Paleoproterozoic transpressive regime and peraluminous magmatism as recorded in the eastern segment of the Sul-rio-grandense Shield.. In: I Simposio de Tectónica Sudamericana, 2016, Santiago. Atas del I Simposio de Tectónica Sudamericana., 2016. p. 150.

13.
BITENCOURT, M. F. ; FLORISBAL, L. M. ; SBARAINI, S. ; RIVERA, C. B. . Idades U-Pb e a Duração do Magmatismo Ultrapotássico do Maciço Sienítico Piquiri. In: IX Simposio Sul-brasileiro de Geologia, 2015, Florianópolis. Boletim de Resumos, 2015. p. 144-144.

14.
FLORISBAL, L. M.; Janasi, V. ; BITENCOURT, M. F. . Caracterização Geoquímica e Isotópica do Enxame de Diques de Florianópolis, Santa Catarina. In: IX Simpósio Sul-brasileiro de Geologia, 2015, Florianópolis. Boletim de Resumos, 2015. p. 81.

15.
FLORISBAL, L. M.; BITENCOURT, M. F. ; JANASI, V. A. . Descrição e Interpretação de Feições Indicativas da Contemporaneidade de Magmas: da Construção de Câmaras Magmáticas à Refusão e Back Veining. In: IX Simpósio Sul-brasileiro de Geologia, 2015, Florianópolis. Boletim de Resumos, 2015. p. 141.

16.
GREGORY, T. R. ; BITENCOURT, M. F. ; FLORISBAL, L. M. ; NARDI, L. V. S. . Novos Dados Geocronológicos para o Complexo Arroio dos Ratos: Implicações Estruturais e Petrológicas.. In: IX Simpósio Sul-brasileiro de Geologia, 2015, Florianópolis. Boletim de Resumos, 2015. p. 149.

17.
LANGE, M. B. ; FLORISBAL, L. M. ; BITENCOURT, M. F. ; WAICHEL, B. L. . Petrographic and geochemical aspects of the plutono-volcanic Cambirela Suite, south Santa Catarina Island.. In: 8 th Hutton Symposium, 2015, Florianópolis. Abstract Books, 2015. p. 114-114.

18.
GREGORY, TIAGO RAFAEL ; BITENCOURT, M. F. ; NARDI, LAURO V.S. ; FLORISBAL, L. M. . Petrogenesis of arc-related Paleoproterozoic tonalites, granodiorites and coeval mafic rocks from southernmost Brazil, based on elemental and isotopic geochemistry.. In: 8 th Hutton Symposium, 2015, Florianópolis. Abstract Books, 2015. p. 68-68.

19.
BITENCOURT, M. F. ; NARDI, LAURO V.S. ; FLORISBAL, L. M. ; HEAMAN, L. . Geology, geochronology and petrogenesis of a Neoproterozoic, syntectonic sillimanite-muscovite-biotite granite from southernmost Brazil.. In: 8th Hutton Symposium, 2015, Florianópolis. Abstract Book, 2015. p. 181-181.

20.
BITENCOURT, M. F. ; NARDI, LAURO V.S. ; FLORISBAL, L. M. . Geology and petrogenesis of composite dykes from the Zimbros Bay, Santa Catarina, Brazil.. In: 8th Hutton Symposium, 2015, Florianópolis. Abstract Book, 2015. p. 115-115.

21.
MARTELETO, N. S. ; JANASI, V. A. ; FLORISBAL, L. M. . Structures, petrology and geochemistry of Florianópolis Dike Swarm, Parané-Etendeka Magma2tic Province, in the northern part of Santa Catarina Island.. In: AGU Fall Meeting, 2015, São Francisco. Abstract Book, 2015.

22.
FLORISBAL, L. M.; de Assis Janasi, Valdecir ; de Fátima Bitencourt, Maria ; Heaman, L. . Precise U-Pb ID-TIMS baddeleyite and zircon ages for the Florianópolis Dyke Swarm and its correlation to Paraná-Etendeka mafic to intermediate magmatism. In: Goldschmidt 2013, 2013, Florença. Conference Abstracts, 2013.

23.
de Fátima Bitencourt, Maria ; NARDI, L. V. S. ; De Toni, G.B ; FLORISBAL, L. M. . Neoproterozoic late- to post-collisional , quartz-bearing ultrapotassic syenites from southernmost Brazil.. In: Goldschmidt 2013, 2013, Florença. Conference Abstracts, 2013.

24.
BITENCOURT, Maria de Fátima ; De Toni, G.B ; FLORISBAL, L. M. ; MARTIL, M.M.D. ; Niessing, M. ; GREGORY, T. R. ; NARDI, Lauro V. S. ; HEAMAN, L. ; DUFRANE, A. . Structural geology and U-Pb age of unusual Neoproterozoic syn-collisional syenite-tonalite association from southernmost Brazil. In: Seventh Hutton Symposium on Granites and Related Rocks, 2011, Ávila. Abstract Books, 2011.

25.
FLORISBAL, L. M.; Valdecir de Assis Janasi ; BITENCOURT, Maria de Fátima ; NARDI, Lauro V. S. ; HEAMAN, L. ; DUFRANE, A. . U-Pb age and Sr-Nd-Pb isotopic composition of post-collisional syntectonic granites from the Catarinense Shield, Southern Brazil: Constraints on the tectonic history of the Major Gercino Shear Zone.. In: Seventh Hutton Symposium on Granites and Related Rocks, 2011, Ávila. Abstracts Book, 2011.

26.
NARDI, Lauro V. S. ; BITENCOURT, Maria de Fátima ; FLORISBAL, L. M. ; Fontana, E. . Post-collisional granites: are they related to calcalkaline or tholeiitic magmatic series?. In: Seventh Hutton Symposium on Granites and Related Rocks, 2011, Ávila. Abstracts Book, 2011.

27.
FLORISBAL, L. M.; Valdecir de Assis Janasi ; BITENCOURT, Maria de Fátima ; NARDI, Lauro V. S. . Assinatura isotópica de granitos sintectônicos pós-colisionais do Escudo Catarinense: diversidade de fontes e condicionamento estrutural. In: 45 Congresso Brasileiro de Geologia, 2010, Belém. Anais do 45 Congresso Brasileiro de Geologia, 2010.

28.
Fontana, E. ; NARDI, Lauro V. S. ; BITENCOURT, Maria de Fátima ; FLORISBAL, L. M. . Afinidade toleítica das rochas neoproterozóicas máficas e félsicas pós-colisionais - Granitóides Arroio Divisa - da região de Quitéria, RS. In: 45 Congresso Brasileiro de Geologia, 2010, Belém. Anais do 45 Congresso Brasileiro de Geologia, 2010.

29.
Sanchez, J.P. ; Reis, C. ; FLORISBAL, L. M. . Domo de Araguainha-Geoturismo e geologia. In: 45 Congresso Brasileiro de Geologia, 2010, Belém. Anais do 45 Congresso Brasileiro de Geologia, 2010.

30.
FLORISBAL, L. M.; BITENCOURT, Maria de Fátima ; Valdecir de Assis Janasi ; NARDI, Lauro V. S. . TEXTURAL AND MICROSTRUCTURAL DEVELOPMENT OF SYNTECTONIC GRANITOIDS IN LOW-STRAIN ZONES: THE NEOPROTEROZOIC PAULO LOPES SUITE, SOUTHERN BRAZIL. In: Short Course on Microstructure and Physico-chemical Properties of Earth and Planetary Materials, 2010, Verbania-Pallanza. Short Course on Microstructures and Physico-Chemical Properties of Earth and Planetary Materials, 2010.

31.
FLORISBAL, L. M.; Valdecir de Assis Janasi ; BITENCOURT, Maria de Fátima ; NARDI, Lauro V. S. . Petrografia e geoquímica da Suíte Valsungana na região de Camboriú, SC: contribuições de manto e crosta no magmatismo pós-colisional. In: 44 Congresso Brasileiro de Geologia, 2008, Curitiba. Anais do 44 Congresso Brasileiro de Geologia, 2008.

32.
ALESANDRETTI, L. ; FLORISBAL, L. M. ; CASAGRANDE, J. ; Reis, C. ; KNIJNIK, D. B. ; ADEGAS, F. . Atividades de educação e divulgação da geologia: o exemplo do CAEG/UFRGS. In: 44 Congresso Brasileiro de Geologia, 2008, Curitiba. Anais do 44 Congresso Brasileiro de Geologia, 2008.

33.
FLORISBAL, L. M.; NARDI, Lauro V. S. ; BITENCOURT, Maria de Fátima . Estudo dos diques básicos sinplutônicos da Suíte Paulo Lopes: magmatismo pós-colisional neoproterozóico da região de Garopaba, SC. In: XVI Salão de Iniciação Científica, 2004, POA. Livro de Resumos, 2004. v. 1. p. 15-15.

34.
FLORISBAL, L. M.; NARDI, Lauro V. S. ; BITENCOURT, Maria de Fátima . O magmatismo básico neoproterozóico na região de Garopaba (SC) e sua comparação com as rochas básicas da Formação Serra Geral. In: XV Salão de Iniciação Científica, 2003, POA. Livro de Resumos, 2003.

35.
FLORISBAL, L. M.; GOMES, M. E. B. ; MEXIAS, A. S. . Avaliação das perdas e ganhos de elementos químicos no processo de alteração hidrotermal de basaltos de Formação Serra Geral, região do Alto Uruguai. In: XIV Salão de Iniciação Científica, 2002, POA. Livro de Resumos, 2002.

36.
FLORISBAL, L. M.; HARTMANN, L. A. . Datação Química de monazitas por microssonda eletrônica na UFRGS. In: XIII Salão de Iniciação Científica, 2002, POA. Livro de resumos, 2002.

Artigos aceitos para publicação
1.
FLORISBAL, L.M.; JANASI, V.A. ; BITENCOURT, M.F. ; NARDI, L.V.S. ; MARTELETO, N.S. . Geological, geochemical and isotope diversity of ~ 134 Ma dykes from the Florianópolis Dyke Swarm, Paraná Magmatic Province: Geodynamic controls on petrogenesis. JOURNAL OF VOLCANOLOGY AND GEOTHERMAL RESEARCH, 2017.

Apresentações de Trabalho
1.
FLORISBAL, L. M.. Diversidade geológica, geoquímica elemental e isotópica dos diques Eo-Cretáceos (134 Ma) do Enxame de Diques de Florianópolis, Província Magmática Paraná: petrogrênese e controles geodinâmicos.. 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

2.
FLORISBAL, L. M.. Petrogênese , evolução e controle estrutural dos granitos neoproterozoicos sintectônicos à Zona de Cisalhamento Major Gercino no estágio pós-colisional precoce do Escudo Catarinense. 2015. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

3.
FLORISBAL, L. M.. O Enxame de Diques de Florianópolis: novos dados e idéias. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
FLORISBAL, L. M.. GEOLOGIA DE GRANITÓIDES PORFIRÍTICOS DA REGIÃO LESTE DE SANTA CATARINA: CONTRIBUIÇÕES À COMPREENSÃO DA INTERAÇÃO CROSTA-MANTO NO MAGMATISMO SINTECTÔNICO DO ESTÁGIO PRECOCE PÓS-COLISIONAL DO SUL DO BRASIL. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

Outras produções bibliográficas
1.
FLORISBAL, L. M.. Câmara de Extensão Geológica 2010 (Extensão).


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
FLORISBAL, L. M.. LA-ICP-MS zircon dating, geochemistry, petrogenesis and tectonic implications of the Dapingliang Neoproterozoic granites at Kuluketage block, NW China. 2010.


Demais tipos de produção técnica
1.
FLORISBAL, L. M.; BITENCOURT, M. F. . Structural and geochemical characteristics of granites emplaced in high and low-strain zones. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
FLORISBAL, L. M.; Oyhantçabal, P ; LARA, P. . Magmatismo Granítico. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Outra).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
FLORISBAL, L. M.; ALMEIDA, J. A. C.; OLIVEIRA, D. C.. Participação em banca de Luciano Ribeiro da Silva. GRANODIORITO-GRANITOS MESOARQUEANOS DE OURILÂNDIA DO NORTE (PA): GEOLOGIA, MICROESTRUTURAL, AFINIDADES PETROLÓGICAS E IMPLICAÇÕES TECTÔNICAS PARA A PROVÍNCIA CARAJÁS. 2017. Dissertação (Mestrado em Geologia e Geoquímica) - Universidade Federal do Pará.

2.
FLORISBAL, L. M.; MARQUES, L.. Participação em banca de Natasha Sarde Marteleto. GEOLOGIA E PETROLOGIA DO ENXAME DE DIQUES DE FLORIANÓPOLIS NA PARTE NORTE DA ILHA DE SANTA CATARINA. 2017. Dissertação (Mestrado em Geociências (Mineralogia e Petrologia)) - Universidade de São Paulo.

3.
FLORISBAL, L. M.; PHILIPP, R. P.; MACAMBIRA, M. J. B.. Participação em banca de Daniel Triboli Vieira. Petrologia do Granito Chasqueiro, um estudo integrado de petrografia, análise estrutural, geoquímica e geologia isotópica (U-Pb, Lu-Hf) na região de Arroio Grande, SE do Escudo Sul-Rio-grandense. 2016. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Geociências) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
FLORISBAL, L. M.; WAICHEL, B. L.; PAIVA FILHO, A.. Participação em banca de Douglas Ricardo Briske.CARACTERIZAÇÃO PETROGRÁFICA E GEOQUÍMICA EM ROCHAS DA FORMAÇÃO SERRA GERAL NA CRATERA DE IMPACTO METEORÍTICO DE VARGEÃO, SC. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geologia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

2.
FLORISBAL, L. M.; RONCHI, L. H.. Participação em banca de Ingrid Weber Hadlich.Estudo de inclusões fluidas do Granito Parapente, Gaspar-SC: Implicações para a evolução da Zona de Cisalhamento Itajaí-Perimbó.. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geologia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

3.
FLORISBAL, L. M.; ALTHOFF, F. J.. Participação em banca de Thailli Conte.Padrões de fluxo e deformação rúptil da Formação Serra Geral no Planalto Serrano, SC.. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geologia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

4.
FLORISBAL, L. M.; SOMMER, C. A.. Participação em banca de Daniel Barbosa Knijnik.Posicionamento estrutural, caracterização petrográfica e geoquímica do Granodiorito Cruzeiro do Sul, região de Quitéria, RS. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geologia) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
SILVA, E.; FLORISBAL, L. M.. Participação em banca de processo seletivo simplificado para contratação de professor substituto na área/subárea de conhecimento: Geociências; Cartografia; Sensoriamento Remoto, Fotogrametria, Geodésia.. 2016. Universidade Federal de Santa Catarina.

Outras participações
1.
BITENCOURT, M. F.; CHEMALE, FARID; FLORISBAL, L. M.; NARDI, L. V. S.. Relações espaço-tempo e o registro geológico em ambientes transpressivos. 2016. Universidade Federal do Rio Grande do Sul.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
X Simposio Sul-Brasileiro de Geologia.Diversidade geológica, geoquímica elemental e isotópica dos diques Eo-Cretáceos (134 Ma) do Enxame de Diques de Florianópolis, Província Magmática Paraná: petrogrênese e controles geodinâmicos. 2017. (Simpósio).

2.
IX Simpósio Sul-brasileiro de Geologia.Petrogênese , evolução e controle estrutural dos granitos neoproterozoicos sintectônicos à Zona de Cisalhamento Major Gercino no estágio pós-colisional precoce do Escudo Catarinense. 2015. (Simpósio).

3.
VIII Hutton Symposium on Granites and related Rocks.Geology and petrogenesis of composite dykes from the Zimbros Bay, Santa Catarina, Brazil.. 2015. (Simpósio).

4.
9th SSAGI.ID-TIMS baddeleyite and zircon U-Pb ages and Sr-Nd-Pb signatures of tholeiitic basalt and trachyandesite dykes from the Florianópolis Dyke Swarm, south Brazil, and their correlation with the Paraná-Etendeka volcanic rocks. 2014. (Simpósio).

5.
Goldschmidt 2013 Conference. Precise U-Pb ID-TIMS baddeleyite and zircon ages for the Florianópolis Dyke Swarm and its correlation to Paraná-Etendeka mafic to intermediate magmatism. 2013. (Congresso).

6.
Seventh Hutton Symposium on Granites and Related Rocks.U-Pb age and Sr-Nd-Pb isotopic composition of post-collisional syntectonic granites from the Catarinense Shield, Southern Brazil: Constraints on the tectonic history of the Major Gercino Shear Zone.. 2011. (Simpósio).

7.
Seventh Hutton Syumposium Pre-meeting Fiel trip.Seventh Hutton Syumposium Pre-meeting Fiel trip. 2011. (Outra).

8.
45 Congresso Brasileiro de Geologia. Importância e reconhecimento dos granitóides toleíticos médio e alto-K na definição de ambientes geotectônicos. 2010. (Congresso).

9.
45 Congresso Brasileiro de Geologia. Assinatura Isotópica de granitos sintectônicos pós-colisionais do Escudo Catarinense: diversidade de fontes e condicionamento estrutural. 2010. (Congresso).

10.
Câmara de Iniciação Geológica.GEOLOGIA DE GRANITÓIDES PORFIRÍTICOS DA REGIÃO LESTE DE SANTA CATARINA: CONTRIBUIÇÕES À COMPREENSÃO DA INTERAÇÃO CROSTA-MANTO NO MAGMATISMO SINTECTÔNICO DO ESTÁGIO PRECOCE PÓS-COLISIONAL DO SUL DO BRASIL. 2010. (Outra).

11.
Short Course on Microstructure and Physico-chemical Properties of Earth and Planetary Materials.Textural and Microstructural development of syntectonic granitoids in low strain zones: the Neoproterozoic Paulo Lopes Suite, southern Brazil. 2010. (Outra).

12.
VII South American Symposium on Isotope Geology.Pb isotope in feldspars by LA-ICP-MS: tracking the isotope signatures in the Neoproterozoic granites from the Florianopolis Batholith, Santa Catarina Shield, Brazil. 2010. (Simpósio).

13.
44 Congresso Brasileiro de Geologia. Petrografia e geoquímica da Suíte Valsungana na região de Camboriú, SC: contribuições de manto e crosta no magmatismo pós-colisional. 2008. (Congresso).

14.
XII Congresso Brasileiro de Geoquímica e VIII International Symposium on Environmental Geochemistry. Geologia e Geoquímica de Granitóides Porfiríticos da região leste de Santa Catarina: Contribuições à petrogênese do magmatismo sintect|ônico do estágio precoce pós-colisional do sul do Brasil. 2008. (Congresso).

15.
I Simpósio Brasileiro de Metalogenia.I Simpósio Brasileiro de Metalogenia. 2005. (Simpósio).

16.
X Congresso Brailseiro de Geoquímica e II Simpósio dos Países do Mercosul. MAGMATISMO PÓS-COLISIONAL PRECOCE DE IDADE NEOPROTEROZÓICA E AFINIDADE TOLEÍTICA ALTO-K NO SUL DO BRASIL: A SUÍTE PAULO LOPES, SC. 2005. (Congresso).

17.
XVI Salão de Iniciação Cinetífica.Estudo dos diques básicos sinplutônicos da Suíte Paulo Lopes: magmatismo pós-colisional neoproterozóico da região de Garopaba, SC. 2004. (Outra).

18.
Gestão de Águas Subterrâneas. 2003. (Oficina).

19.
I Encontro sobre Estratigrafia do Rio Grande do Sul. 2003. (Encontro).

20.
XV Salão de Iniciação Científica e XII Feira de Iniciação Científica.O magmatismo básico neoproterozóico da região de Garopaba (SC) e sua comparação com as rochas da Formação Serra Geral. 2003. (Outra).

21.
XIII Salão de Iniciação Científica.Datação Química de Monazitas por Microssonda Eletrônica na UFRGS. 2002. (Outra).

22.
XIV Salão de Iniciação Científica e XI Feira de Iniciação Científica.Avaliação das perdas e ganhos de elementos químicos no processo de alteração hidrotermal de basaltos da Formação Serra Geral, região do Alto Uruguai. 2002. (Outra).

23.
I International Workshop on Clays. 2001. (Outra).

24.
Introduction to the Crystallochemistry of Phyllosilicates. 2001. (Outra).

25.
VIII Congresso Brasileiro de Geoquímica e I Simpósio de Geoquímica dos Países do Mercosul. 2001. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
BITENCOURT, M. F. ; JANASI, V. A. ; FLORISBAL, L. M. ; MARTINS, L. ; WAICHEL, B. L. ; NEGRI, F. A. ; ALVES, A. ; NARDI, L. V. S. ; SOMMER, C. A. ; KOESTER, E. . 8th Hutton Symposium. 2015. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Stéphanie Carvalho da Silva. Interpretação paleoambiental do Complexo Arroio dos Ratos com base na integração de dados estruturais, petrológicos e geocronológicos de ortognaisses e granitos peraluminosos.. Início: 2016. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Geociências) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul. (Coorientador).

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Gelce Camila Laikovski. Petrografia e Estratigrafia do sistema plutono-vulcânico da Suíte Cambirela no Morro dos Cavalos - SC. Início: 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geologia) - Universidade Federal de Santa Catarina. (Orientador).

2.
JANIELE DIANDRA KIST. GEOQUÍMICA DOS VEIOS GRANÍTICOS DO COMPLEXO GRANÍTICO ESTALEIRO, REGIÃO DE PORTO BELO, SC.. Início: 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geologia) - Universidade Federal de Santa Catarina. (Orientador).

3.
João André Martins. Caracterização Tecnológica das rochas do Complexo Granulítico Santa Catarina para uso em pavimentação rodoviária. Início: 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geologia) - Universidade Federal de Santa Catarina. (Orientador).

Iniciação científica
1.
Laura Medeiros da Costa Pereira. Estudo das auréolas termais e processos de fusão gerados na interface diques básicos cretáceos do Enxame de Diques de Florianópolis e encaixantes graníticas neoproterozóicas do Batólito Florianópolis, região de Garopaba-Silveira, SC. Início: 2015. Iniciação científica (Graduando em Geologia) - Universidade Federal de Santa Catarina, Programa Petrobras de Desenvolvimento de Recursos Humanos. (Orientador).

2.
Elisa Gamba Bernardes. Estudo das auréolas termais e processos de fusão gerados na interface diques básicos cretáceos do Enxame de Diques de Florianópolis e encaixantes graníticas neoproterozóicas do Batólito Florianópolis, Praia da Pinheira, SC. Início: 2015. Iniciação científica (Graduando em Geologia) - Universidade Federal de Santa Catarina, Programa Petrobras de Desenvolvimento de Recursos Humanos. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Elisa Gamba Bernardes. ESTUDO DAS AURÉOLAS TERMAIS E PROCESSOS DE FUSÃO GERADOS NA INTERFACE DIQUES BÁSICOS CRETÁCEOS DO ENXAME DE DIQUES FLORIANÓPOLIS E ENCAIXANTES GRANÍTICAS NEOPROTEROZÓICAS DO BATÓLITO FLORIANÓPOLIS, PRAIA DA PINHEIRA, SC.. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geologia) - Universidade Federal de Santa Catarina. Orientador: Luana Moreira Florisbal.

2.
Janiele Diandra Kist. CARACTERIZAÇÃÕ PETROGRÁFICA DOS VEIOS GRANÍTICOS DO COMPLEXO GRANÍTICO ESTALEIRO, REGIÃO DE PORTO BELO, SC. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geologia) - Universidade Federal de Santa Catarina. Orientador: Luana Moreira Florisbal.

3.
João André Martins. CARACTERIZAÇÃO DA RESISTÊNCIA À ABRASÃO DOS GNAISSES ENDERBÍTICOS DO COMPLEXO GRANULITICO DE SANTA CATARINA, COM APLICAÇÃO NO SETOR DE PAVIMENTAÇÃO RODOVIÁRIA. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geologia) - Universidade Federal de Santa Catarina. Orientador: Luana Moreira Florisbal.

4.
Laura Medeiros da Costa Pereira. ESTUDO DAS AURÉOLAS TERMAIS E PROCESSOS DE FUSÃO GERADOS NA INTERFACE DIQUES BÁSICOS CRETÁCEOS DO ENXAME DE DIQUES DE FLORIANÓPOLIS E ENCAIXANTES GRANÍTICAS NEOPROTEROZOICAS DO BATÓLITO FLORIANÓPOLIS, SC. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geologia) - Universidade Federal de Santa Catarina. Orientador: Luana Moreira Florisbal.

5.
Erico Albuquerque dos Santos. Geologia dos vinhos de São Joaquim, SC. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geologia) - Universidade Federal de Santa Catarina. Orientador: Luana Moreira Florisbal.

6.
Fernando Fagundes Fontana. Geologia, petrografia e geoquímica do Granito Rio do Salto e caracterização das ocorrências de minerais metálicos no seu entorno. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geologia) - Universidade Federal de Santa Catarina. Orientador: Luana Moreira Florisbal.

7.
Felipe Manfredini Peruchi. Evolução espaço-tempo do Granodiorito Estaleiro, região de Porto Belo, SC.. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geologia) - Universidade Federal de Santa Catarina. Orientador: Luana Moreira Florisbal.

8.
Marciéli E. Frozza. Estratigrafia, petrografia e arquitetura de fácies vulcânicas da Formação Serra Geral na Serra do Rio do Rastro, SC. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geologia) - Universidade Federal de Santa Catarina. Orientador: Luana Moreira Florisbal.

9.
Natasha Sarde Marteleto. Caracterização Geológica, Petrográfica e Geoquímica do Enxame de Diques de Florianópolis, Província Magmática Paraná-Etendeka. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geologia) - Universidade de São Paulo. Orientador: Luana Moreira Florisbal.




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 16/11/2018 às 18:17:28