Marcelo Simão Mercante

Bolsista de Pós-doutorado Sênior do CNPq

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/3548648670010026
  • Última atualização do currículo em 06/11/2018


Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1994), mestrado em Antropologia Social pela Universidade Federal de Santa Catarina (2000) e doutorado em Human Sciences/Consciousness and Spirituality - Saybrook Graduate School and Research Center (2006). Tem experiência na área de Antropologia, com ênfase em Antropologia da da Saúde, Antropologia da Religião, e questões envolvendo o uso abusivo de psicoativos. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Marcelo Simão Mercante
Nome em citações bibliográficas
MERCANTE, M. S.;MERCANTE, MARCELO S.;Marcelo S. Mercante;Mercante, Marcelo S.;MERCANTE, MARCELO SIMÃO


Formação acadêmica/titulação


2001 - 2006
Doutorado em Human Sciences/Consciousness and Spirituality.
Saybrook Graduate School and Research Center, SAY, Estados Unidos.
Título: Images of Healing: spontaneous mental imagery and healing process of the Barquinha, a Brazilian ayahuasca religious system, Ano de obtenção: 2006.
Orientador: Stanley Krippner.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Acre; Ayahuasca; Barquinha; Consciência; Daime; antropologia da saúde.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia da Saúde.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Teoria Antropológica.
1998 - 2000
Mestrado em Antropologia Social.
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Título: A Seringueira e o Contato: Memória, Ecologia e Situação Atual dos Manchineiri no Sul do Acre,Ano de Obtenção: 2000.
Orientador: Oscar Calavia Sáez.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Manchineri; Etnohistória; Identidade; Relações Interétnicas; Acre; Ecologia.
Grande área: Ciências Humanas
Setores de atividade: Produtos e Serviços Recreativos, Culturais, Artísticos e Desportivos; Saúde Humana.
1990 - 1994
Graduação em Ciências Biológicas.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.


Pós-doutorado


2018
Pós-Doutorado.
Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, Brasil.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Saúde Coletiva / Subárea: Saúde Coletiva.
2009 - 2012
Pós-Doutorado.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia da Religião.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia da Saúde.
2007 - 2008
Pós-Doutorado.
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia da Saúde.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia Urbana.


Atuação Profissional



Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Substituto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

03/2017 - 07/2017
Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Drogas, Religiosidade e Sociedade
03/2017 - 07/2017
Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Comportamento e Cultura

Universidade do Vale do Rio dos Sinos, UNISINOS, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2017
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor Assistente I, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

08/2016 - 12/2016
Ensino, Humanismo Social, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Saúde na América Latina
08/2016 - 12/2016
Ensino, Humanismo Social, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Saúde na América Latina -- EAD
03/2016 - 08/2016
Ensino, Saúde Coletiva, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Seminário de Tese I
03/2016 - 07/2016
Ensino, Humanismo Social, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Saúde na América Latina
03/2016 - 05/2016
Ensino, Saúde Coletiva, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Seminário Integralizador III -- Antropologia da Saúde
08/2015 - 12/2015
Ensino, Humanismo Social, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Saúde na América Latina
08/2015 - 12/2015
Ensino, Saúde Coletiva, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Seminário de Pesquisa Qualitativa I
03/2015 - 07/2015
Ensino, Saúde Coletiva, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
SEMINÁRIO INTEGRALIZADOR III ? EPISTEMOLOGIA E ANTROPOLOGIA DA EDUCAÇÃO EM SAÚDE
03/2015 - 07/2015
Ensino, Humanismo Social, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Saúde na América Latina

Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2013
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Visitante, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

08/2013 - 12/2013
Ensino, Abi - Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
SOA072 I - Tópicos em Antropologia: Drogas e Sociedade
SOA072 J - Tópicos em Antropologia: Cultura e Ambiente

Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2012
Vínculo: Bolsista recém-doutor, Enquadramento Funcional: Aluno de Pós Douturado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

03/2012 - 07/2012
Ensino, Programa de Pós Graduação em Antropologia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
FLS 5370-1 Antropologia da Saúde
03/2011 - 07/2011
Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
FLA0378 Drogas e Religiosidade: Consciência, Imaginação e Saúde

Faculdade Messiânica - Fundação Mokiti Okada, FMO, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2008
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 8

Atividades

08/2008 - 12/2008
Ensino, Teologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Antropologia da Religião

Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2008
Vínculo: Bolsista recém-doutor, Enquadramento Funcional: Aluno de Pós doutorado, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Título do Projeto de Pesquisa: "Estudo do uso terapêutico de ayahuasca entre moradores de rua na cidade de São Paulo"

Vínculo institucional

1998 - 1999
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Revisor de Textos, Carga horária: 10

Atividades

08/2007 - 12/2007
Ensino, serviço social, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Antropologia Social I
08/2007 - 12/2007
Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Antropologia, Consciência e Imaginação
3/1998 - 2/1999
Outras atividades técnico-científicas , Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Centro de Filosofia e Ciências Humanas.

Atividade realizada
Preparador dos Originais da Revista Ilha.

Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.
Vínculo institucional

1995 - 1998
Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Revisor de Textos, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

8/1995 - 2/1998
Estágios , Escola Nacional de Saúde Pública, Cadernos de Saúde Pública.

Estágio realizado
.
8/1995 - 2/1998
Treinamentos ministrados , Escola Nacional de Saúde Pública, Cadernos de Saúde Pública.

Treinamentos ministrados
Revisão e Correção de Textos


Projetos de pesquisa


2018 - Atual
O uso de ayahuasca por detentos do sistema prisional de Rondônia: violência, saúde e sociedade.
Descrição: A discussão iniciada por Sérgio Arouca, que resultou na criação do Sistema Único de Saúde pela Constituição de 1988, tem como base o fato de que a saúde individual é profundamente influenciada pelo social, pelo coletivo. Mas como avaliar a saúde da sociedade? Índices de violência podem indicar o quão saudável é uma determinada sociedade. Tais indicações podem surgir de muitas formas: quais as parcelas da população constituinte de uma dada sociedade que são mais atingidas pela violência? Por qual tipo de violência? Que parcelas desta população está sendo encarcerada? Sob que alegações? Sob que condições? O sistema prisional atual tem ou deveria ter um caráter punitivo ou educativo? Em 2002 o presídio Urso Branco em Rondônia foi palco de uma das revoltas de presos mais violentas do país. Depois deste evento a Organização Não Governamental ACUDA (Associação Cultural para o Desenvolvimento do Apenado e Egresso) desenvolve um projeto que visa dar a este sistema prisional um caráter não mais apenas punitivo, mas também educativo, no sentido de que tais apenados devem ser recuperados. O ponto central desta recuperação seria a prática do autoatenção, através de uma maior capacidade reflexiva. Várias técnicas começaram a ser utilizadas pela Acuda: massagem ayurvédica, musicoterapia, teatro, dentre outras tantas. Foi feito também uma parceria com uma igreja da Barquinha localizada em Ji-Paraná, e alguns apenados passaram a participar de cerimônias onde lhes era oferecido a ayahuasca (localmente chamada de Santo Daime, ou simplesmente, Daime), bebida psicoativa de origem amazônica. Em 24 de maio de 2015 foi divulgada em rede nacional, no programa Fantástico da Rede Globo, uma reportagem sobre tal prática. Após esta reportagem o uso do daime foi proibido pelo mesmo juiz que o havia liberado antes, por conta de pressões da sociedade: afinal, os presos não estavam sendo devidamente ?punidos?, estavam tendo privilégios como a viagem para Ji-Paraná e a participação em rituais abertos ao público em geral. Em conversa com o Sr. Edimilson Fernandes da Silva, dirigente do Lar de Frei Manoel (a igreja da Barquinha em Ji-Paraná), ele relatou que as experiências com ayahuasca eram libertadoras para os apenados, no sentido de que eles tinham a chance de vivenciar, sob novas perspectivas, os atos que os levaram à condição de apenado, muitas vezes experienciando o que suas vítimas haviam passado. Isso os levou a tornarem-se homens (todos que são e foram atendidos pela Acuda são do sexo masculino) menos violentos. Da mesma forma, o Sr. Edimilson me relatou que, ainda que os presos estejam proibidos de ir até sua igreja em Ji-Paraná participar das cerimônias, o daime está sendo oferecido a estes mesmos presos na prisão, sem uma cerimônia específica, mas com um caráter terapêutico (nas palavras do próprio Edimilson). Assim, o objetivo principal desta pesquisa é verificar como as experiências com a ayahuasca contribuem no processo de recuperação do apenado. O palco desta pesquisa não é as atividades da Acuda (ainda que para ter acesso aos apenados que participaram das cerimônias entre 2012 e 2015 eu tenha que acessar esta Ong), mas sim o trabalho do Sr. Edimilson, seja na Igreja, seja nos presídios..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2009 - 2012
O uso terapêutico e ritualístico da ayahuasca no tratamento de dependência química e alcoolismo
Descrição: O objetivo desta pesquisa é fazer um levantamento da metodologia de trabalho utilizada por diferentes grupos que utilizam a ayahuasca no tratamento de dependência química e alcoolismo. Isto será feito através do estudo do uso ritual da ayahuasca em quatro centros que realizam este tipo de tratamento aqui no Brasil e outro no Peru. A bebida psicoativa conhecida como ayahuasca, vem sendo consumida por povos indígenas em toda região amazônica por mais de 4000 anos, e a partir da década de 1930 passou a ser utilizada como elemento principal de três sistemas religiosos brasileiros, a Barquinha, o Santo Daime e a União do Vegetal. Atualmente vem sendo utilizada de diversas outras formas, dentre as quais, terapeuticamente. Uma das características mais marcantes do efeito do uso ritual desta bebida é a presença de imagens mentais espontâneas ou "mirações". Assim, pretendo também realizar um levantamento do papel das "mirações" experienciadas pelas pessoas submetidas a estes tratamentos. O uso terapêutico de rituais envolvendo a ayahuasca pode estar assumindo um papel de ordenação biopsicosocial, influindo diretamente em dinâmicas culturais e formas de sociabilidade. Este plano de trabalho corresponde a uma continuação das atividades de pesquisa desenvolvidas durante a vigência da Bolsa PDJ/Cnpq, quando estive vinculado ao PPGAS/UFSC, e acompanhei um grupo em São Paulo denominada Ablusa, que utiliza a ayahuasca como ferramenta para auxiliar na recuperação de moradores de rua..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2007 - 2008
Estudo do uso terapêutico de ayahuasca entre moradores de rua na cidade de São Paulo
Descrição: Desde 1999 o grupo denominado Ablusa vem utilizando a ayahuasca em rituais especificamente voltados para moradores de rua na cidade de São Paulo, visando assim auxiliar na melhora da qualidade de vida deste grupo. O objetivo desta pesquisa é, assim, explorar as relações entre as mirações experienciadas por participantes dos rituais com ayahuasca promovidos pela Ablusa que se identifiquem como tendo problemas no uso de álcool e/ou outras substâncias e possíveis modificações nos hábitos no consumo de álcool e/ou outras substâncias. Esta relação é extremamente complexa, como, por exemplo, pode-se ver nos resultados apresentados em Mercante (2006) em relação aos vários fatores envolvidos na função e origem das mirações. Claramente, esta é uma área em que, dada a abrangência do tema, nessecita ser muito mais explorada. Espera-se assim que os dados aqui levantatos possam servir de base para futuras pesquisas em áreas como estudos da consciência, psicologia, sociologia, neurologia/neurofisiologia, e medicina..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Revisor de periódico


2010 - 2010
Periódico: Cadernos de Campo (USP. 1991)
2013 - Atual
Periódico: Saúde e Sociedade (USP. Impresso)
2013 - 2013
Periódico: Revista de Antropologia (USP. Impresso)
2015 - 2015
Periódico: Debates do NER (UFRGS. Impresso)
2015 - 2015
Periódico: Revista Sociedad y Religgión. Sociología, Antropología e Historia de la Rel
2015 - 2015
Periódico: Ponto.Urbe (USP)
2015 - 2015
Periódico: Campos (UFPR)
2010 - Atual
Periódico: Cadernos de Campo (USP. 1991)


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia da Consciência.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia Simbólica.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Teoria Antropológica.
5.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia da Saúde.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem.
Francês
Lê Razoavelmente.
Italiano
Lê Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
FIORI, A. L.2017FIORI, A. L. ; Mercante, Marcelo S. . Apresentação - E se um viajante numa sessão de ayahuasca: jornadas interdisciplinares de ayahuasca e saúde. PONTO URBE, v. 20, p. 1, 2017.

2.
BERNARDELLI, MAITON2017BERNARDELLI, MAITON ; JUNGES, JOSÉ ROQUE ; MERCANTE, MARCELO SIMÃO . Fluxos e suspensões: reflexões em relação às experiências em um campo de pesquisa. PONTO URBE, v. 20, p. 2, 2017.

3.
Mercante, Marcelo S.2017Mercante, Marcelo S.. Imaginação, linguagem, espíritos e agência: ayahuasca e o tratamento da dependência química. Revista de Antropologia (São Paulo), v. 60, p. 562-587, 2017.

4.
Mercante, Marcelo S.2016Mercante, Marcelo S.. Imagens mentais espontâneas: mente, alma, corpo e processos visionários durante o uso ritual de ayahuasca.. Revista Interdisciplinar Internacional de Artes Visuais ARt & Sensorium, v. 03, p. 74-86, 2016.

5.
Mercante, Marcelo S.2015Mercante, Marcelo S.. Barquinha: religião ayhuasqueira, afro-brasileira ou afro- amazônica?. PLURA, Revista de Estudos de Religião, v. 6, p. 69-99, 2015.

6.
MERCANTE, M. S.;MERCANTE, MARCELO S.;Marcelo S. Mercante;Mercante, Marcelo S.;MERCANTE, MARCELO SIMÃO2013MERCANTE, M. S.. Dependência, recuperação e o tratamento através da ayahuasca: definições e indefinições. Saúde & Transformação Social / Health & Social Change, v. 4, p. 117, 2013.

7.
MERCANTE, MARCELO S.2013 MERCANTE, MARCELO S.. A ayahuasca e o tratamento da dependência. Mana (UFRJ. Impresso), v. 19, p. 529-558, 2013.

8.
VOLCOV, K.2011VOLCOV, K. ; ANTUNES, H. ; COSTA, R. ; MERCANTE, M. S. . Observações do não-observável: breve relato sobre o I Encontro ?Ayahuasca e o Tratamento da Dependência?. Ponto.Urbe (USP), v. 9, p. 11, 2011.

9.
MERCANTE, M. S.;MERCANTE, MARCELO S.;Marcelo S. Mercante;Mercante, Marcelo S.;MERCANTE, MARCELO SIMÃO2010MERCANTE, M. S.. Consciência, miração e cura na Barquinha. R@U : Revista de Antropologia Social dos Alunos do PPGAS-UFSCAR, v. 1, p. 116-138, 2010.

10.
MERCANTE, M. S.;MERCANTE, MARCELO S.;Marcelo S. Mercante;Mercante, Marcelo S.;MERCANTE, MARCELO SIMÃO2009MERCANTE, M. S.. Ayahuasca, dependência química e alcoolismo. Ponto.Urbe (USP), v. 5, p. 01-23, 2009.

11.
MERCANTE, M. S.;MERCANTE, MARCELO S.;Marcelo S. Mercante;Mercante, Marcelo S.;MERCANTE, MARCELO SIMÃO2006MERCANTE, M. S.. The Objectivity of Spiritual Experiences: Spontaneous Mental Imagery and the Spiritual Space. Revista Eletrônica Informação e Cognição, v. 5, p. 78-98, 2006.

12.
MERCANTE, M. S.;MERCANTE, MARCELO S.;Marcelo S. Mercante;Mercante, Marcelo S.;MERCANTE, MARCELO SIMÃO2002MERCANTE, M. S.. Ecletismo, caridade e cura na Barquinha da Madrinha Chica. Humanitas, Belém, PA, v. 18, n.2, p. 47-60, 2002.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
MERCANTE, M. S.. Ayahuasca, Imaginação, Saúde e Doença na Barquinha. 1. ed. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 2012. 322p .

2.
MERCANTE, M. S.. Images of Healing: Spontaneous Mental Imagery and Healing Process of the Barquinha, a Brazilian Ayahuasca Religious System. Saarbrücken: Lambert Academic Publishing House, 2010. 305p .

Capítulos de livros publicados
1.
Mercante, Marcelo S.. Psychoactive Substances. In: Henri P. P. Gooren. (Org.). Encyclopedia of Latin American Religions. 1ed.: Springer International Publishing, 2015, v. , p. 1-9.

2.
Mercante, Marcelo S.. Urban Shamanism. In: Henri P. P. Gooren. (Org.). Encyclopedia of Latin American Religions. 2ed.: Springer International Publishing, 2015, v. , p. 1-3.

3.
MERCANTE, M. S.. El uso ritual de la ayahuasca por habitantes de la calle en el tratamiento de la dependencia química.. In: Jaques Mabit. (Org.). Medicinas tradicionales, interculturalidad y salud mental. Memorias del Congreso Internacional - Tarapoto 2009 del 07 al 10 de junio del 2009 Tarapoto, San Martín, Perú.. 1ed.Lima: Takiwasi, 2012, v. , p. 151-170.

4.
Labate, B.C. ; Santos, R.G. ; Anderson, B. ; MERCANTE, M. S. ; Barbosa, P.C.R. . The treatment and handling of substance dependence with ayahuasca: reflections on the current and future research. In: Beatriz Caiuby Labate ; Edward MacRae. (Org.). Ayahuasca, ritual and religion in Brazil. Londres: Equinox Publishing, 2010, v. , p. 205-228.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
MERCANTE, M. S.. Dados etnográficos sobre o uso da ayahausca no tratamento da dependência em crack e pasta base de cocaína. In: 29a. Reunião Brasileira de Antropologia, 2014, Natal, RN. 29a. Reunião Brasileira de Antropologia, 2014.

2.
MERCANTE, M. S.. Ayahuasca e o tratamento da dependência: ambigüidades legais e saúde pública. In: 28a. Reunião Brasileira de Antropologia, 2012, São Paulo, SP. 28a. Reunião Brasileira de Antropologia, 2012.

3.
MERCANTE, M. S.. Ayahuasca, spontaneous mental imagery, and the treatment of drug addiction and alcoholism in Brazil and Peru. In: 2011 TOWARD A SCIENCE OF CONSCIOUSNESS, 2011, Estocolmo. Brain, Mind, Reality: Toward a Science of Consciousness. Tucson, EUA: Center For Consciousness Studies, 2011. p. 187.

4.
MERCANTE, M. S.. Ayahuasca, moradores de rua e dependência química. In: Congresso Internacional "Medinas Tradicionales, Interculturalidad y Salud Mental, 2009, Tarapoto, Peru. Congresso Internacional "Medinas Tradicionales, Interculturalidad y Salud Mental. Tarapoto, Peru: Takiwasi, 2009. p. 41.

5.
Labate, B.C. ; Santos, R.G. ; Anderson, B. ; MERCANTE, M. S. ; Barbosa, P.C.R. . Apontamos sobre o tratamento da dependência química com o uso ritual da ayahuasca. In: 1º Congresso da Abramd sobre Drogas e Dependência, 2008, São Paulo. 1º Congresso da Abramd sobre Drogas e Dependência, 2008.

6.
MERCANTE, M. S.. Ayahuasca, moradores de rua e dependência química. In: 26ª Reunião Brasileira de Antropologia, 2008, Porto Seguro. 26ª Reunião Brasileira de Antropologia, 2008.

7.
MERCANTE, M. S.. Sincretismo e processos de cura. In: LASA's XXVII International Congress, 2007, Montreal. LASA 2007 Congress, 2007.

8.
MERCANTE, M. S.. The objectivity of spontaneous mental imagery: The spiritual space of a Brazilian-Amazonian religion experienced by sacramental users of ayahuasca.. In: 2006 Towards a Science of Consciousness, 2006, Tucson, Arizona. 2006 Towards a Science of Consciousness, 2006.

9.
MERCANTE, M. S.. Consciousness, Involuntary Mental Imagery, and Healing: The Role of Visions Experienced During the Trance Induced By the Use of Ayahuasca. In: 2004 Twards a Science of Consciousness, 2004, Tucson, Arizona. 2004 Towards a Science of Consciousness, 2004.

10.
MERCANTE, M. S.. O Papel das Visões Experienciadas Durante Rituais com. In: 24 Reinião Brasileira de Antropologia, 2004, Olinda. XXIV Reunião Brasileira de Antropologia Nação e Cidadania. Olinda: ABA, 2004. p. 127.

Apresentações de Trabalho
1.
Mercante, Marcelo S.. Consciência, sociedade e dependência: o uso da ayahuasca no tratamento do uso abusivo de substâncias. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
Mercante, Marcelo S.. Imagens de Cura na Barquinha e em Centros de Tratamento de Dependência. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
BERNADELLI, M. ; LENA, M. S. ; Mercante, Marcelo S. . A corporeidade nas práticas espirituais/religiosas em um centro de recuperação para dependência. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

4.
LENA, M. S. ; BERNADELLI, M. ; Mercante, Marcelo S. . APENADOS E DEPENDENTES: O USO DA AYAHUASCA NO PROCESSO DE RESSOCIALIZAÇÃO. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

5.
Mercante, Marcelo S.. Experiência, Espiritualidade e o Sagrado no uso da Ayahuasca no Tratamento da Dependência. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
Mercante, Marcelo S.. O uso da ayahuasca no Brasil para o tratamento da dependência. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
Mercante, Marcelo S.. Éticas e Moralidades na Legalização do Uso de Drogas. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
MERCANTE, MARCELO S.. Saúde e Consciência. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
de la Torre, Renée ; MERCANTE, M. S. . La religiosidad popular como 'entre-medio' entre la religión institucional y la espiritualidad individualizada. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

10.
MERCANTE, M. S.. Ayahuasca, spontaneous mental imagery, and the treatment of drug addiction and alcoholism in Brazil and Peru. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Outras produções bibliográficas
1.
Labate, B.C. ; Santos, R.G. ; Anderson, B. ; MERCANTE, M. S. ; Barbosa, P.C.R. . Tratamiento y manejo de la dependencia de sustancias con Ayahuasca: Consideraciones para una agenda de investigación interdisciplinaria. 2011 (Artigo em site.Bogotá:Visión Chamánica, 2011.).

2.
MERCANTE, M. S.. Drogas e Cultura: Novas Perspectivas. Salvador: Editora da UFBA, 2008 (Resenha).

3.
MERCANTE, M. S.. Manchineri. São Paulo: ISA: Instituto Sócio Ambiental, 2006 (Verbete no Site do Instituto Sócio Ambiental).

4.
MERCANTE, M. S.. A Reivenção do Uso da Ayahuasca nos Centros Urbanos. Curitiba: Campos -- Revista de Antropologia Social, 2005 (Resenha).

5.
MERCANTE, M. S.. O Uso Ritual da Ayahuasca. Porto Alegre: Revista Horizontes Antropológicos, 2003 (Resenha).

6.
MERCANTE, M. S.. A Escada de Wittgenstein ou como deixar de quebrar a cabeça com a Eficácia Simbólica. Florianópolis: Editora da Ufsc, 1999. (Tradução/Artigo).


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
Mercante, Marcelo S.. parecer de livro submetido a publicação na Brill Editora. 2016.

2.
Mercante, Marcelo S.. Parecer ad hoc para revista Debates do NER. 2015.

3.
Mercante, Marcelo S.. Parecer ad hoc para revista Sociedad y Religión. 2015.

4.
Mercante, Marcelo S.. Parecer ad hoc para revista Campos. 2015.

5.
Mercante, Marcelo S.. Parecer ad hoc para revista Cadernos de Campo. 2015.

6.
Mercante, Marcelo S.. Parecer ad hoc para revista Ponto Urbe. 2015.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
Mercante, Marcelo S.; BERNARDELLI, MAITON ; GOMES, B. R. ; RONZANI, T. M. . O Uso da Ayahuasca no Tratamento da Dependência: Possibilidades, Limites e Perspectivas. 2017. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

2.
Mercante, Marcelo S.; FARIAS, R. . Imagens de Cura. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Demais tipos de produção técnica
1.
Mercante, Marcelo S.; GOMES, B. R. . O Uso de Psicoativos no Tratamento da Dependência: da Teoria à Prática. 2017. .

2.
Marcelo S. Mercante; Dias, L. F. . Medicinas Tradicionais: Ritual, Manejo de Infortúnio e Identidade. 2016. (Coordenação de Grupo de Trabalho na 30ª Reunião Brasileira de Antropologia).

3.
Mercante, Marcelo S.; VIEGAS, D. R. . Abuso de Substâncias Psicoativas e Medicinas Tradicionais na América do Sul. 2015. (Coordenação de Grupo de Trabalho na IX Reunião de Antropologia do Mercosul.).

4.
FIORI, A. L. ; Mercante, Marcelo S. . Drogas ? interfaces entre Antropologia, Direitos, Políticas Públicas e Saúde. 2015. (Coordenação de Grupo de Trabalho .).

5.
MERCANTE, MARCELO S.. Uso de Drogas, Cultura e Sociedade. 2014. (Palestra).

6.
MERCANTE, M. S.. Estados Alterados de Consciência. 2012. (Palestra).

7.
De Rose, I. S. ; MERCANTE, M. S. ; Caicedo, Al. . Xamanismos Contemporâneos e seus Desdobramentos.. 2011. (Coordenação de Grupo de Trabalho na IX Reunião de Antropologia do Mercosul.).

8.
MERCANTE, M. S.. Ayahuasca e Dependência Química. 2010. (Palestra).

9.
MERCANTE, M. S.. Antropologia, Saúde e Espiritualidade. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

10.
MERCANTE, M. S.. Expansão da Consciência, Evolução Humana, e Dependência Química. 2008. (Palestra).

11.
MERCANTE, M. S.; Groisman, A. . Oficina de Metodologia de Pesquisa, Política e Epistemologia em Estudos sobre Substâncias Psicoativas e Consciência. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

12.
Groisman, A. ; MERCANTE, M. S. ; SANTANA, M. A. ; ROSE, I. . Cultura, Psicoativos e Consciência. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
VARELLA, A. C.; ARISI, B. M.; Mercante, Marcelo S.. Participação em banca de Rodrigo Américo Aguiar. Visões de cura pela ayahuasca: dos saberes indígenas à psicoterapia. 2018. Dissertação (Mestrado em INTERDISCIPLINAR EM ESTUDOS LATINO-AMERICANOS) - Universidade Federal da Integração Latino-Americana.

2.
JUNGES, J. R.; MERCANTE, M. S.; LOECK, J. F.. Participação em banca de Maiton Bernadelli. Práticas espirituais/religiosas em um centro de recuperação no estado do Acre. 2017. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

3.
Gonçalves, Tonantizin R.; Mercante, Marcelo S.; MACHADO, P. S.. Participação em banca de Paola Lazzarotto. Com a palavra, os usuários: saúde, autonomia e cuidado de si em sujeitos que fazem uso de crack. 2017. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

4.
CRUZ, E.; GUERRIERO, S.; Mercante, Marcelo S.. Participação em banca de Ricardo Assarice dos Santos. A Híbrida Barquinha: Uma revisão da história, das principais influências religiosas e dos rituais fundamentais. 2017.

5.
Vania Zikan Cardoso; Mercante, Marcelo S.; LANGDON, E. J.; Zea, Evelyn S.. Participação em banca de Danielli Katherine Pascoal da Silva. Experiências com a (pá) lavra na União do Vegetal: um estudo antropológico do conhecer caianinho. 2016. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

6.
Adorno, R. C. F.; MERCANTE, M. S.; Augusto, M. H. O.. Participação em banca de Rubens Yoshimassa Moriya. Cuidados Paliativos: uma exploração crítica e teórica. 2013. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação em Saúde Pública) - Universidade de São Paulo.

7.
MERCANTE, M. S.; Professor Doutor Rubens de Camargo Ferreira Adorno; MacRae, E.. Participação em banca de Bruno Ramos Gomes. O sentido do uso ritual da ayahuasca nos trabalhos voltados ao tratamento e recuperação da população em situação de rua na cidade de São Paulo. 2011. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Universidade de São Paulo.

Teses de doutorado
1.
PEREIRA, P. P. G.; BARBOSA, F. C.; Mercante, Marcelo S.; MATSUE, R. Y.; NOGUEIRA, S. B.. Participação em banca de Marcelo Niel. Àwon Oná Mímó: Os Caminhos Sagrados das Mulheres do Axé em Nova Iorque (EUA). 2017.

2.
LOPEZ, L. C.; VIEIRA, M. S.; Mercante, Marcelo S.; LANGDON, E. J.; JARDIM, D. F.. Participação em banca de Fabiana Letícia Sbaraini. A saúde indígena no território das políticas públicas: encontros e desencontros de práticas e saberes na casa de saúde indígena de Roraima. 2016. Tese (Doutorado em Programa de Pós Graduação em Ciênicas Sociais) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

3.
MacRae, E.; RABELO, M.; MERCANTE, M. S.; GOULART, S.; ALENCAR, R.. Participação em banca de Gabriela Santos Ricciardi. Takiwasi: o uso da ayahuasca no tratamento da adicção em uma comunidade terapêutica. 2013. Tese (Doutorado em Doutorado em Antropologia) - Universidade Federal da Bahia.

4.
LUPI, J. E. P. B.; Silveira, L. M.; MERCANTE, M. S.; Freitas, A. C.; MONTYSUMA, M. F.; Luna, L. E.. Participação em banca de José Eliezer Mikosz. A arte visionária e a ayahuasca: representações visuais de espirais e vórtices inspirados nos estados não ordinários de consciência (ENOC). 2009. Tese (Doutorado em Doutorado Interdisciplinar em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Qualificações de Doutorado
1.
Marcelo S. Mercante; GONCALVES, W.. Participação em banca de Marcello Felipe de Jesus Múscari. Ritual and syncretism at an Umbanda community in Germany.. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós Graduação em Antropologia) - Universidade de São Paulo.

2.
MERCANTE, M. S.; BARBOSA, F. C.. Participação em banca de Marcelo Niel. A migração do Candomblé para a América do Norto -- religião e cuidado entre imigrantes brasileiros em Nova Iorque/EUA. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Saúde Coletiva) - Universidade Federal de São Paulo.

Qualificações de Mestrado
1.
LEITE, M. D. T.; RAMOS, L. F.; Mercante, Marcelo S.. Participação em banca de Igor Alexandre Martins. PSICOPERFONAUTA Performance em estados alterados de consciência. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas) - Universidade de São Paulo.

2.
ARISI, B. M.; Marcelo S. Mercante; VARELLA, A. C.; De Rose, I. S.. Participação em banca de Rodrigo Américo Aguiar. Visões de cura pela ayahuasca: dos saberes indígenas às psicoterapias. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em INTERDISCIPLINAR EM ESTUDOS LATINO-AMERICANOS) - Universidade Federal da Integração Latino-Americana.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
MERCANTE, M. S.. Participação em banca de Priscila de Azevedo Souza Mesquita.Em buca de um teatro cósmico: um estudo sobre estados de consciência e o teatro. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Teatro) - Universidade do Estado de Santa Catarina.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Outras participações
1.
Mercante, Marcelo S.. Processo Seletivo de Mestrado. 2015. Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

2.
MERCANTE, MARCELO S.; Gonçalves, Tonantizin R.; Pattussi, Marcos P.. Processo Seletivo de Doutorado. 2014. Universidade do Vale do Rio dos Sinos.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Encontro Ayahuasca e o Tratamento da Dependência.A ayahuasca e o tratamento da dependência: limites e possibilidades. 2011. (Encontro).

2.
Encontro Ayahuasca e o Tratamento da Dependência.A legalidade do uso da ayahuasca no tratamento da dependência e as políticas públicas relacionadas a esse tema. 2011. (Encontro).

3.
Encontro Ayahuasca e o Tratamento da Dependência.O papel da experiência e do corpo no trataemento com ayahuasca. 2011. (Encontro).

4.
Encontro Ayahuasca e o Tratamento da Dependência.As (des)fronteiras entre a terapia e o ritual. 2011. (Encontro).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Marcelo S. Mercante. Segundo Encontro Científico de Estudantes de Pós-Graduação em Saúde Coletiva. 2016. (Congresso).

2.
Marcelo S. Mercante. Primeiro Encontro Científico de Estudantes de Pós-Graduação em Saúde Coletiva. 2015. (Congresso).

3.
MERCANTE, M. S.; Magnani, J. G. C. ; MacRae, E. ; Labate, B.C. . Encontro: Ayahuasca e o Tratamento da Dependência. 2011. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Francisco Bernal Trindade. Artes Marciais e Saúde Mental - Pontes Possíveis. 2015. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos, . Orientador: Marcelo Simão Mercante.

2.
Paola Lazzaroto. Com a palavra, os usuários: saúde, protagonismo e inserção social em sujeitos que fazem uso de crack e cocaína. 2015. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Marcelo Simão Mercante.

3.
Maiton Bernadelli. Espiritualidade e recuperação da dependência. 2015. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Marcelo Simão Mercante.

4.
Raqueli Borsoi. A percepção do alcoólatra do sexo masculino e dos profissionais da área da saúde acerca de mulheres alcoólatras. 2015. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos, . Orientador: Marcelo Simão Mercante.

Tese de doutorado
1.
Marisângela Spolaôr Lena. Da Índia aos Índios: Ayurveda e Ayuahuasca para apenados atendidos por uma Associação Cultural e de Desenvolvimento do Apenado e Egresso da Região Norte do Brasil. 2015. Tese (Doutorado em Saúde Coletiva) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Coorientador: Marcelo Simão Mercante.



Inovação



Projetos de pesquisa


Educação e Popularização de C & T



Apresentações de Trabalho
1.
Mercante, Marcelo S.. Experiência, Espiritualidade e o Sagrado no uso da Ayahuasca no Tratamento da Dependência. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 20/11/2018 às 15:42:01