Camilla Figueiredo de Castro

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/6515267887780336
  • Última atualização do currículo em 26/01/2017


Graduada em Farmácia Industrial (2010) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), possui Mestrado em Saúde Pública (2016) e Especialização em Vigilância Sanitária (2013) pela Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca (ENSP/Fiocruz). Atualmente é colaboradora do Centro Colaborador de Vigilância Sanitária (Cecovisa/ENSP/Fiocruz) e Farmacêutica da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PMERJ). Tem experiência em Saúde Pública, Vigilância Sanitária, Eventos de Massa, Farmácia Industrial e Farmácia Hospitalar. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Camilla Figueiredo de Castro
Nome em citações bibliográficas
CASTRO, C. F.;CASTRO, CAMILLA FIGUEIREDO DE


Formação acadêmica/titulação


2014 - 2016
Mestrado em Saúde Pública (ENSP).
Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.
Título: Planos de ação de Vigilância sanitária para eventos de massa: uma análise a partir da Copa do Mundo FIFA de 2014 na cidade-sede do Rio de Janeiro,Ano de Obtenção: 2016.
Orientador: Lenice Gnocchi da Costa Reis.
Coorientador: Vera Lúcia Edais Pepe.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
2012 - 2013
Especialização em Vigilância Sanitária. (Carga Horária: 480h).
Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.
Título: A Vigilância Sanitária nos Eventos de Massa Internacionais: Uma Revisão da Literatura.
Orientador: Drª Vera Lúcia Edais Pepe.
2008 - 2010
Especialização em Habilitação - Farmácia Industrial.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: Farmacêutico Industrial.
2005 - 2008
Graduação em Farmácia.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
2003 interrompida
Graduação interrompida em 2005 em Biologia Modalidade Médica.
Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UNIRIO, Brasil.
Ano de interrupção: 2005




Formação Complementar


2016 - 2016
GESTÃO DE CONTRATOS. (Carga horária: 16h).
ESCOLA DE CONTAS E GESTÃO DO TCE-RJ, ECG, Brasil.
2012 - 2012
Oficina de trabalho: Indicadores para VISA. (Carga horária: 8h).
Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.
2010 - 2010
Formação em Auditor Interno da Qualidade. (Carga horária: 8h).
Engenews Engenharia Farmacêutica, ENGENEWS, Brasil.
2010 - 2010
Projetos e Layouts para Indústrias Farmacêuticas. (Carga horária: 16h).
Engenews Engenharia Farmacêutica, ENGENEWS, Brasil.
2010 - 2010
Validação de Limpeza, Casos, Práticas e Soluções. (Carga horária: 16h).
YUGUE Acessores, YUGUE, Brasil.
2008 - 2008
Controle de Qualidade Microbiológico na Indústria. (Carga horária: 16h).
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
2007 - 2007
Operacional do Software Ezchrom Elite Versão 3.1.7. (Carga horária: 16h).
Merck S.A., MERCK S.A., Brasil.
2007 - 2007
Colorcon Coating School. (Carga horária: 8h).
Colorcon do Brasil, COLORCON, Brasil.
2005 - 2005
Introdução à Cosmetologia. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
2004 - 2004
Princípios Básicos de Biologia Celular e Molecular. (Carga horária: 30h).
Instituto Nacional de Câncer, INCA, Brasil.


Atuação Profissional



Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Especialista em Vigilância Sanitária
Outras informações
Colaboradora do Centro Colaborador de Vigilância Sanitária (Cecovisa/ENSP/Fiocruz).


Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, PMERJ, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Farmacêutico Industrial e Hospitalar
Outras informações
Farmacêutica Industrial e Hospitalar. Dispensação de medicamentos por dose individualizada; Avaliação de interações medicamentosas, avaliação e conferências das prescrições médicas; Requisição de medicamentos, armazenamento e gestão de estoques; Assistência Farmacêutica.


Instituto Estadual do Tórax Ary Parreiras, IETAP, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2014
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Farmacêutico - Servidor Estadual Temporário
Outras informações
Farmacêutica Hospitalar. Dispensação de medicamentos por dose individualizada; Avaliação de interações medicamentosas, avaliação e conferências das prescrições médicas; Requisição de medicamentos, gestão de estoque e SUS ? Programa de Tuberculose e HIV; Assistência farmacêutica.


Farmoquímica S.A., FQM, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Analista da Garantia da Qualidade
Outras informações
Analista de Garantia de Qualidade, setor GMP. Treinamentos em Boas Práticas de Fabricação (BPF), Garantia da Qualidade e 5S. Implementação de regras de BPFs, segundo RDC 17/2010. Auditorias de BPF, 5S e ISO 9001: Sistema de Garantia da Qualidade (DNV). Auxílio em implementação de ISO 14001: Sistema de Gestão Ambiental (DNV). ISO 31000 : Gestão de Riscos (DNV). Analista de Garantia de Qualidade, setor de Validação. Atividades relacionadas à Validação de Limpeza de Equipamentos: Elaboração de Análises de Risco e Pior Caso, POPs e treinamento de pessoal. Avaliação de Controles de Mudança, Elaboração de Protocolos e Relatórios de Validação. Plano Mestre de Validação (PMV), Análises em Controle de Qualidade para os testes de limpeza, incluindo HPLC, participação em auditorias de BPF, entre outros. Analista de Garantia da Qualidade, setor de Reconciliação. Controle e Reconciliação de Ordens de Produção. Liberação de lotes.

Vínculo institucional

2009 - 2010
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiário da Garantia da Qualidade
Outras informações
Estágio na área de Garantia da Qualidade, setor de Documentação técnica e Reconciliação. Elaboração, Controle e Distribuição de Procedimentos Operacionais Padrão (POP). Controle e Reconciliação de Ordens de Produção. Liberações de lotes.


Merck S.A., MERCK S.A., Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2008
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiário da Garantia da Qualidade
Outras informações
Estágio na área de Garantia de Qualidade, setor de Validação. Desenvolvimento de atividades relacionadas à Validação de Limpeza de equipamentos, Validação dos Processos de Fabricação e de Transporte de medicamentos, incluindo medicamentos de cadeia fria. Qualificação de embalagens térmicas. Distribuição e Armazenamento de medicamentos. Treinamento de pessoal em POPs da área. Qualificação de equipamentos e utilidades. Suporte na elaboração de Análises de Risco, POPs, avaliação de Controles de Mudança, elaboração de protocolos e relatórios de validação, incluindo Plano Mestre de Validação.


Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia, INTO, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2008
Vínculo: Estágio Supervisionado, Enquadramento Funcional: Farmacêutico Hospitalar
Outras informações
Estágio supervisionado nas seguintes atividades: Fracionamento de medicamentos sólidos e líquidos orais; Dispensação de medicamentos por dose individualizada por horário; Assistência farmacêutica aos pacientes em Programas de Osteoporose Grave e de Profilaxia de Trombose Venosa Profunda; Avaliação de interações medicamentosas no Micromedex, avaliação e conferências das prescrições médicas; Acompanhamento das rotinas no estoque da UFARM e do Centro Cirúrgico: armazenamento e organização.


Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2008
Vínculo: Estágio Supervisionado, Enquadramento Funcional: Farmacêutico
Outras informações
Estágio em manipulação de medicamentos líquidos, semi-sólidos e cápsulas. Dispensação de medicamentos e atenção farmacêutica.

Vínculo institucional

2003 - 2005
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Iniciação Científica
Outras informações
Iniciação científica, CNPq- PIBIC e FJB: Pesquisa em Avaliação do efeito adjuvante de bradicinina em modelos de vacinação experimental e inflamação induzida por Trypanosoma cruzi. Manipulação de animais (modelo murino, incluindo medição de edema e vacinação), técnicas de Biologia Celular e Molecular (incluindo ELISA e Citometria), cultura de células, preparo de cortes histológicos, isolamento de macrófagos peritoniais, contagem de parasitemia, entre outras.



Projetos de pesquisa


2014 - Atual
A proteção da saúde nos eventos de massa e os Planos de Ação de Vigilância Sanitária
Descrição: Descrição: O Brasil tem sido sede de eventos de massa (EM) de diferentes naturezas e uma série de eventos esportivos mundiais está programada para o país até o ano de 2016. Os seus participantes estão sujeitos a diferentes riscos sanitários. Questões-chave relativas à Saúde Pública devem ser consideradas pelos organizadores e autoridades antes, durante e após a realização dos eventos de massa, em especial no tocante às ações de promoção e proteção da saúde e minimização dos riscos sanitários desempenhadas pela área de Vigilância Sanitária. O Sistema Nacional de Vigilância Sanitária (SNVS) está presente nas três esferas de governo e é constituído por diversas unidades de trabalho, com destaque no plano federal para a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e aos órgãos das Secretarias Estaduais e Municipais de vigilância sanitária. Entender o processo de elaboração e o teor dos Planos de Ação de VISA bem como a capacidade operacional para realizar as ações neles propostas pode revelar estratégias interessantes, auxiliar o planejamento das ações de vigilância sanitária e fornecer subsídios para a gestão dessa área para eventos futuros. O Objetivo geral do estudo é analisar o processo de preparação e os planos de ação da Vigilância Sanitária para Copa do Mundo FIFA de 2014, verificando as suas capacidades organizacionais de implementação e monitoramento das ações de proteção da saúde previstas nesses planos. Trata-se de um estudo de casos múltiplos e além da ANVISA serão selecionadas cinco dentre as cidades-sede (Belo Horizonte, Brasília, Cuiabá, Curitiba, Fortaleza, Manaus, Porto Alegre, Natal, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo) para o estudo. Para tanto, são etapas metodológicas propostas: (1) realização de revisão de literatura científica e técnica; (2) Seleção das cidades-sede participantes do estudo; (3) Identificação de normas brasileiras; (4) Elaboração da Matriz de Análise; (5) Elaboração do Roteiro de Entrevista. Os resultados esperados para esse estudo são: (a) identificação e síntese da informação disponível sobre os eixos principais de trabalho relacionados à VISA durante o planejamento e gestão dos eventos de massa; (b) síntese da informação disponível sobre os principais recursos e articulações necessários para a implementação integral e monitoramento das ações previstas nos planos; (c) identificação das fortalezas e fragilidades dos serviços de VISA para atuar nos eventos de massa; (d) elaboração de relatório final com os resultados da pesquisa. OBJETIVO Geral Analisar o processo de preparação e os planos de ação da Vigilância Sanitária para Copa do Mundo FIFA de 2014, verificando as suas capacidades organizacionais de implementação e monitoramento das ações de proteção da saúde previstas nesses planos. Específicos 1. Realizar uma revisão da literatura com os objetivos de: (a) identificar e sintetizar os pontos-chave para o planejamento e gestão de eventos de massa na área da Saúde Pública e Vigilância Sanitária na literatura científica e técnica; (b) selecionar variáveis e elaborar matriz de análise dos planos de ação de visa para grandes eventos; (c) embasar a construção do roteiro de entrevista com os gestores. 2. Identificar e analisar de normas brasileiras relativas à realização dos eventos de massa no país; 3. Descrever o processo de preparação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e das cidades-sede selecionadas no âmbito da VISA; 4. Analisar os planos de ação da VISA para eventos de massa utilizando a matriz de análise; 5. Identificar as fortalezas e fragilidades apontadas pelos serviços de VISA das esferas federal e municipal para a execução dos planos de ação necessários à prevenção do risco sanitário e na resposta a eventos ocorridos na Copa do Mundo FIFA de 2014..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2013 - 2015
Difusão da vigilância sanitária e popularização do tema nos eventos de massa
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Saúde Coletiva / Subárea: Saúde Pública.
2.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Saúde Coletiva / Subárea: Vigilância Sanitária.
3.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Farmácia / Subárea: Farmácia Hospitalar.
4.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Farmácia / Subárea: Farmácia Industrial.
5.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Farmácia / Subárea: Garantia e controle de qualidade farmacêuticos.
6.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Farmácia / Subárea: Imunologia Aplicada.


Idiomas


Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.
Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Bem.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
CASTRO, CAMILLA FIGUEIREDO DE2014 CASTRO, CAMILLA FIGUEIREDO DE; SIMÕES, DAYANE CARLA MENEZES ; DELAMARQUE, ELIZABETE VIANNA ; PEPE, VERA LUCIA EDAIS . Eventos de massa, desastres e Saúde Pública. Ciência e Saúde Coletiva (Impresso), v. 19, p. 3717-3730, 2014.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
MONTEIRO, A. C. S. M. ; SCHMITZ, V ; OLIVEIRA, D. L. ; CASTRO, C. F. ; ARRUDA-HINDS, L. B. ; BONOMO, A. ; SCHARFSTEIN, J. . Bradykinin adjuvant converts epimastigote extracts into protective immunogens by driving effector-memory Tcell differentiation via IL-12 pathway. In: XXI Annual Meeting of the Brazilian Society of Protozoology XXXII Annual Meeting on Basic Research in Chagas´Disease International Symposium on Vesicle Trafficking in Parasitic Protozoa, 2005, 2005, Caxambú - MG. Abstracts, 2005. v. 0. p. 151-152.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
CASTRO, C. F.; SIMOES, D. C. M. ; DELAMARQUE, E. V. ; PEPE, V. L. E. . A VIGILÂNCIA SANITÁRIA NOS EVENTOS DE MASSA INTERNACIONAIS: UMA REVISÃO DE LITERATURA. In: VI Simpósio Brasileiro de Vigilância Sanitária / II Simpósio Pan-americano de Vigilância Sanitária, 2013, 2013, Porto Alegre, RS. A VIGILÂNCIA SANITÁRIA NOS EVENTOS DE MASSA INTERNACIONAIS: UMA REVISÃO DE LITERATURA.

2.
SIMOES, D. C. M. ; CASTRO, C. F. ; DELAMARQUE, E. V. ; PEPE, V. L. E. . VIGILÂNCIA SANITÁRIA: COMUNICAÇÃO E PROTEÇÃO DA SAÚDE NOS GRANDES EVENTOS. In: VI Simpósio Brasileiro de Vigilância Sanitária / II Simpósio Pan-americano de Vigilância Sanitária, 2013, Porto Alegre, RS. VIGILÂNCIA SANITÁRIA: COMUNICAÇÃO E PROTEÇÃO DA SAÚDE NOS GRANDES EVENTOS, 2013.

3.
MONTEIRO, A. C. S. M. ; SCHMITZ, V ; OLIVEIRA, D. L. ; CASTRO, C. F. ; ARRUDA-HINDS, L. B. ; BONOMO, A. ; RODRIGUES JR., J. M. ; SILVA, C. L. ; SCHARFSTEIN, J. . Bradykinin-Driven Activation of Dendritic Cells: New Strategies for Adjuvant Development and Vaccine Production. In: XXIX Meeting of the Brazilian Society of Immunology, 2004, Ouro Preto. Abstracts, 2004. p. 164-164.

Apresentações de Trabalho
1.
PEPE, V. L. E. ; REIS, L. G. C. ; LASSANCE CUNHA, A. L. ; CASTRO, C. F. ; SIMOES, D. C. M. ; DELAMARQUE, E. V. ; OLIVEIRA, F. A. M. ; SANTOS, H. ; RAMOS, M. M. ; TERNES, N. M. ; BONADIMAN, S. F. ; NUNES, S. T. . Vigilância Sanitária nos Eventos de Massa. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

2.
PEPE, V. L. E. ; REIS, L. G. C. ; LASSANCE CUNHA, A. L. ; CASTRO, C. F. ; SIMOES, D. C. M. ; DELAMARQUE, E. V. ; OLIVEIRA, F. A. M. ; SANTOS, H. ; RAMOS, M. M. ; TERNES, N. M. ; BONADIMAN, S. F. ; NUNES, S. T. . Vigilância Sanitária nos Eventos de Massa. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

3.
OLIVEIRA, D. L. ; CASTRO, C. F. . Ativação da Via de Cininas pelo Trypanosoma cruzi: Possíveis Implicações na modulação da resposta Imune Adaptativa. 2005. (Apresentação de Trabalho/Outra).

4.
CASTRO, C. F.; OLIVEIRA, D. L. . Ativação de Células Dendríticas pela Bradicinina: Novas Estratégias para o Desenvolvimento de Adjuvantes e Produção de Vacinas. 2005. (Apresentação de Trabalho/Outra).


Produção técnica
Programas de computador sem registro
1.
PEPE, V. L. E. ; REIS, L. G. C. ; DELAMARQUE, E. V. ; CASTRO, C. F. ; SIMOES, D. C. M. . Vigilância sanitária nos eventos de massa.. 2014.


Demais tipos de produção técnica
1.
PEPE, V. L. E. ; REIS, L. G. C. ; DELAMARQUE, E. V. ; CASTRO, C. F. ; SIMOES, D. C. M. . Relatorio de Pesquisa Difusão da vigilância sanitária e popularização do tema nos eventos de massa.. 2015. (Relatório de pesquisa).



Inovação



Programa de computador sem registro
1.
PEPE, V. L. E. ; REIS, L. G. C. ; DELAMARQUE, E. V. ; CASTRO, C. F. ; SIMOES, D. C. M. . Vigilância sanitária nos eventos de massa.. 2014.



Educação e Popularização de C & T



Programa de Computador sem registro de patente
1.
PEPE, V. L. E. ; REIS, L. G. C. ; DELAMARQUE, E. V. ; CASTRO, C. F. ; SIMOES, D. C. M. . Vigilância sanitária nos eventos de massa.. 2014.



Outras informações relevantes


Aprovada em 8° lugar para Farmacêutico em 2012 para Prefeitura de Buzios; em 2° lugar para Farmacêutica Industrial em 2010 para PMERJ; em 4° lugar para Farmacêutico / Programa de Biofarmácia e Farmacometria em 2009 para UFRJ, entre outros.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 19/10/2018 às 14:28:27