Tamara Rangel Vieira

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/5287049867800257
  • Última atualização do currículo em 24/07/2018


Possuo graduação em História pela UFF (2004), com mestrado (2007) e doutorado (2012) em História das Ciências e da Saúde pela Casa de Oswaldo Cruz (COC)/ Fiocruz, período de bolsa sanduíche no Centro de Ciencias Humanas y Sociales do Consejo Superior de Investigaciones Cientificas (CCHS - CSIC) de Madri (2011) e pós-doutorado com bolsa PAPD da Faperj, pela Casa de Oswaldo Cruz (COC)/Fiocruz. Sou pesquisadora do Departamento de Pesquisa em História das Ciências e da Saúde (DEPES) da Casa de Oswaldo Cruz/Fiocruz e professora do Programa de Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde (PPGHCS - COC). Minhas áreas de ensino e pesquisa são: história da medicina e da saúde pública, institucionalização da ciência, relações nação-região e pensamento social brasileiro. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Tamara Rangel Vieira
Nome em citações bibliográficas
VIEIRA, Tamara Rangel;VIEIRA, TAMARA RANGEL

Endereço


Endereço Profissional
Fundação Oswaldo Cruz, Casa de Oswaldo Cruz.
Avenida Brasil - 4036, 4 andar, sala 404
Manguinhos
21040361 - Rio de Janeiro, RJ - Brasil
Telefone: (21) 38829083


Formação acadêmica/titulação


2008 - 2012
Doutorado em História das Ciências.
Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.
com período sanduíche em Consejo Superior de Investigaciones Científicas (Orientador: Ricardo González-Leandri).
Título: "Médicos do sertão": pesquisa clínica, patologias regionais e institucionalização da medicina em Goiás (1947-1960), Ano de obtenção: 2012.
Orientador: Nísia Trindade Lima.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Goiás; Medicina Goiana; sertão.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História das Ciências.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Pensamento Social Brasileiro.
2005 - 2007
Mestrado em História das Ciências e da Saúde.
Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.
Título: Uma clareira no sertão? Saúde, nação e região na construção de Brasília (1956-1960),Ano de Obtenção: 2007.
Orientador: Nísia Verônica Trindade Lima.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: História do Brasil República; História da Saúde Pública; Pensamento Sanitarista; Brasília.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil / Especialidade: História do Brasil República.
2000 - 2004
Graduação em História.
Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
Título: Revelando o Brasil aos brasileiros através de uma viagem ao Tocantins.
Orientador: André Luís Vieira de Campos.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
1993 - 1999
Ensino Médio (2º grau).
Colégio Pedro II, CP II, Brasil.


Pós-doutorado


2013 - 2014
Pós-Doutorado.
Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.
Bolsista do(a): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ, FAPERJ, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Ciências Sociais.


Atuação Profissional



Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 40

Vínculo institucional

2013 - 2014
Vínculo: Bolsista Pós-Doutorado PAPD, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2007 - 2008
Vínculo: Prestador de Serviço, Enquadramento Funcional: Assistente de Pesquisa

Vínculo institucional

2004 - 2005
Vínculo: Prestador de Serviço, Enquadramento Funcional: Assistente de pesquisa, Carga horária: 0

Vínculo institucional

2003 - 2004
Vínculo: Bolsista Iniciação Científica, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 20

Atividades

06/2015 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Casa de Oswaldo Cruz, .

Cargo ou função
Coordenadora do Programa de Iniciação Científica da Casa de Oswaldo Cruz.
03/2018 - 07/2018
Ensino, História das Ciências e da Saúde, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
História e Historiografia das Ciências
03/2016 - 07/2016
Ensino, História das Ciências e da Saúde, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
História e Historiografia da Ciência
03/2015 - 07/2015
Ensino, História das Ciências e da Saúde, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
História e Historiografia das Ciências
08/2014 - 05/2015
Conselhos, Comissões e Consultoria, Casa de Oswaldo Cruz, .

Cargo ou função
Coordenadora adjunta do Programa de Iniciação Científica da Casa de Oswaldo Cruz/ PIBIC - Fiocruz.
08/2014 - 12/2014
Ensino, História das Ciências, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
História das Ciências no Brasil - disciplina ministrada no Departamento de História da UFF por convênio com o PPGHCS/ COC - Fiocruz
02/2014 - 07/2014
Ensino, História das Ciências e da Saúde, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
História e Historiografia das Ciências
04/2013 - 08/2013
Ensino, História das Ciências, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
História das Ciências no Brasil (curso ministrado no Departamento de História da UFF por convênio com o PPGHCS/COC-Fiocruz)
08/2007 - 02/2008
Outras atividades técnico-científicas , Casa de Oswaldo Cruz, Casa de Oswaldo Cruz.

Atividade realizada
LEVANTAMENTO DOCUMENTAL E FICHAMENTOS DE OBRAS REFERENTES ÀS EXPEDIÇÕES CIENTÍFICAS DA COMISSÃO RONDON (RELATÓRIOS CIENTÍFICOS E RELATÓRIOS MÉDICOS) PESQUISADAS NO ARQUIVO HISTÓRICO DO MUSEU DO EXÉRCITO/FORTE DE COPACABANA E NO MUSEU DO ÍNDIO..
8/2004 - 3/2005
Outras atividades técnico-científicas , Casa de Oswaldo Cruz, Casa de Oswaldo Cruz.

Atividade realizada
Levantamento de fontes documentais, textuais e iconográficas, sobre a trajetória intelectual de Roquette-Pinto, a partir de pesquisa em periódicos entre os anos de 1910 e 1930 na ABL, Academia Brasileira de Ciências e Museu Nacional para exposição.

Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
Vínculo institucional

2001 - 2002
Vínculo: Bolsista Iniciação Científica, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 20



Projetos de pesquisa


2017 - Atual
Estado, sociedade e cidadania no pensamento social brasileiro
Descrição: A ideia principal do projeto é explorar o sentido teórico heurístico do pensamento social brasileiro para uma discussão contemporânea sobre a relação Estado e sociedade no Brasil. Partimos da constatação de que a fragmentação do conhecimento nas ciências sociais que vem acompanhando o seu notável desenvolvimento não tem favorecido a formulação de visões ao mesmo tempo abrangentes e integradas que deem conta do processo social em sua complexidade. Talvez por isso uma disciplina tão importante como a sociologia política, voltada justamente para a investigação das relações mais amplas entre Estado e sociedade, não parece mobilizar tanto as novas gerações de sociólogos. Assim, ainda que tenhamos desenvolvimentos extremamente importantes, por exemplo, nas áreas de pesquisas dos movimentos sociais, de um lado, e de políticas públicas, de outro, a própria visão de cidadania é fragmentada por essas especialidades que pouco tem se comunicado. O diálogo com o pensamento social poderá colaborar decisivamente para o enfrentamento desse desafio cognitivo central da cidadania democrática em duas direções. Primeiro, porque as interpretações do Brasil operam com uma noção de processo social crucial para pensarmos os movimentos temporais em média e longa duração da sociedade brasileira. Segundo, porque o próprio processo social, e as mudanças sociais, não se fazem dissociadas das interpretações de que são objeto. Desse modo caberá discutir uma nova inteligibilidade para as próprias intepretações do Brasil, não como meras descrições externas da sociedade, mas também como elementos que operam reflexivamente, desde dentro, como uma semântica histórica que participa da configuração de processos sociais mais amplos. Para operacionalizar a pesquisa, duas questões heurísticas cruciais interligadas serão investigadas como base dessas relações mais amplas entre Estado e sociedade: o rural e o urbano e o público e privado nas interpretações do Brasil..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2016 - Atual
A interiorização da medicina em São Paulo: a Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto e um novo modelo de atuação médica (1952-1964)
Descrição: O objetivo central desta pesquisa é analisar a constituição da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP), fundada no interior de São Paulo em 1952 como uma extensão da Universidade de São Paulo (USP). Para tanto toma-se por base a trajetória de três médicos que atuaram naquela unidade de ensino, quais sejam, Zeferino Vaz, José Lima Pedreira de Freitas e Fritz Köeberle, por considerá-las exemplares de alguns aspectos que se pretende destacar. Partindo da análise destas trajetórias, busca-se compreender os moldes em que se deu a organização e a consolidação da FMRP desde sua fundação até 1964 ? último ano de Zeferino Vaz como diretor da instituição. Em suma, tendo em vista o prestígio adquirido pela Universidade de São Paulo, pretende-se refletir sobre os significados implícitos na ideia de estender para esta região do interior do estado um de seus braços..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2013 - 2016
Biblioteca Virtual do Pensamento Social (BVPS): intérpretes do Brasil e divulgação científica
Descrição: Este projeto tem como objetivo fortalecer as atividades de divulgação científica em pensamento social, área interdisciplinar de pesquisa dedicada à análise das interpretações do Brasil. Para tal, é proposta a criação da Biblioteca Virtual do Pensamento Social (BVPS), portal online de acesso livre que, seguindo o reconhecido modelo das Bibliotecas Virtuais em Saúde (BVS), procura articular em rede os pesquisadores da área e organizar as informações disponíveis sobre pensamento social nas diferentes bases de dados. A exemplo do que ocorre na área da saúde, o objetivo fundamental da BVPS é, portanto, a integração e a articulação de pesquisadores para difusão pública da produção acadêmica na área de pensamento social , em particular dos arquivos documentais e dos textos clássicos de interpretação do Brasil. A BVPS busca ser, a um só tempo, um ambiente de pesquisa e aprendizagem que visa a atender tanto pesquisadores acadêmicos quanto jovens estudantes de graduação, ensino fundamental e médio, além de demais interessados. Sua atuação se delineia em quatro campos básicos inter- relacionados: (1) produção de conhecimento, (2) divulgação científica, (3) memória da ciência e das tradições intelectuais, (4) produção de material didático-pedagógico. Embora a BVPS, como portal online, já seja uma instância de divulgação científica, também está prevista a criação permanente de materiais novos e originais voltados para o público amplo a partir da BVPS.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2012 - 2015
Cartografias do rural no pensamento social brasileiro
Descrição: Este projeto propõe investigar as dimensões heurísticas do rural no pensamento social brasileiro, problemática praticamente inexplorada de uma perspectiva sociológica sistemática até o momento. A qualificação da dimensão relacional do rural no pensamento social é igualmente fundamental para a pesquisa. Nas interpretações do Brasil o rural aparece relacionado quase sempre ao urbano, mas também ao par tipológico região/nação. Se a questão do rural nas interpretações do Brasil não tem recebido a atenção merecida, pela sua relevância sociológica, na literatura das ciências sociais em geral, e nos estudos do pensamento social, em particular, estas últimas correlações permanecem praticamente inexploradas até o momento. Com esta proposta pretende-se contribuir para a formação de um novo campo problemático e de uma nova inteligibilidade sociológica a certas proposições centrais do pensamento social e ao mesmo tempo direcioná-las a algumas das grandes questões que marcaram e marcam o contexto histórico e social brasileiro..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2011 - Atual
A agenda do desenvolvimento na década de 1950: pensamento social, saúde e dinâmicas regionais

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Nísia Verônica Trindade Lima em 27/01/2013.
Descrição: Este projeto tem como objetivo geral analisar os significados atribuídos ao termo desenvolvimento no contexto da década de 1950 e suas implicações para as ideias e ações no campo da saúde, em sua interface com as ciências sociais. Pretende-se aprofundar a análise em torno de duas ordens de problemas: a) as tensões identificadas no processo de desenvolvimento, com ênfase na discussão realizada no âmbito das ciências sociais sobre o que se denominava, à época, resistências culturais à mudança, envolvendo o estudo de contextos rurais e urbanos; b) as relações entre saúde, desenvolvimento e dinâmicas regionais..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2011
Sob o signo do desenvolvimento: ciências sociais, educação sanitária e alimentação (1945-1964)

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Nísia Verônica Trindade Lima em 17/02/2013.
Descrição: Este projeto tem como objetivo analisar os significados atribuídos ao termo desenvolvimento e suas implicações para as idéias e ações no campo da saúde, em sua interface com as ciências sociais. Pretende-se analisar as propostas de cientistas sociais; as campanhas de erradicação de doenças transmissíveis identificadas com o atraso nacional, caso da bouba e do bócio endêmico; a proposição de um projeto de alimentação nacional e ações de educação sanitária com foco nas populações ?resistentes à mudança?, sobretudo as então denominadas comunidades rurais..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2006 - 2008
Brasil Imenso Hospital: Idéias e Políticas de Saúde na Invenção do País
Descrição: A metáfora do Brasil como imenso hospital é o mote deste projeto, cujo objetivo é analisar a repercussão desta idéia a partir do início do século XX, quando a frase foi proferida pelo médico Miguel Pereira, até os anos 60, com a construção de Brasília..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Tamara Rangel Vieira - Integrante / Dominichi Miranda de Sá - Integrante / Gilberto Hochman - Integrante / Simone Petraglia Kropf - Integrante / Nísia verônica Trindade Lima - Coordenador / Leonardo Lusitano - Integrante / Ingrid Casazza - Integrante / Julio Schweickardt - Integrante / Wanda Latman Weltman - Integrante / Renato da Silva - Integrante / Rômulo de Paula Andrade - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2003 - 2006
Saúde na construção material e simbólica da Nação
Descrição: Este é um projeto integrado cujo objetivo principal é perceber que as ações voltadas para a saúde pública tiveram um papel importante na consolidação do Estado e da Nação brasileiros..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Tamara Rangel Vieira - Integrante / André Luiz Vieira de Campos - Integrante / Cristina Maria Oliveira Fonseca - Integrante / Dominichi Miranda de Sá - Integrante / Gilberto Hochman - Integrante / Jair de Souza Ramos - Integrante / Marcos Chor Maio - Integrante / Paulo Roberto Elian dos Santos - Integrante / Priscila Moraes Varella Fraiz - Integrante / Robert Wegner - Integrante / Simone Petraglia Kropf - Integrante / Nísia verônica Trindade Lima - Coordenador / Maria Teresa Villela Bandeira de Mello - Integrante / Leonardo Lusitano - Integrante / Ingrid Casazza - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 3
2003 - 2005
Estudo da trajetória e contribuição de Roquette-Pinto ao pensamento social brasileiro
Descrição: O objetivo deste projeto é a análise do conjunto da obra do médico, antropólogo e educador Roquette-Pinto e a percepção da recorrência de um tema específico, qual seja, a preocupação com a identidade e integração nacionais. Considerando-se sua importância para o pensamento social brasileiro, Roquette-Pinto teria contribuído para a desconstrução da teoria do determinismo racial, a partir do momento em que percebeu que a origem dos problemas sociais do povo brasileiro não estava em sua composição biológica..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Tamara Rangel Vieira - Integrante / Nísia Trindade Lima - Coordenador / Dominichi Miranda de Sá - Integrante / Luísa Massarani - Integrante / Ildeu de Castro Moreira - Integrante / Jayme Aranha - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 3
2003 - 2004
Levantamento e análise relativos à repercussão do relatório de viagem de Belisário Penna e Arthur Neiva
Descrição: Esta atividade possui como objetivo a discussão dos processos de apropriação e reelaboração das idéias presentes no relato de viagem de Neiva e Penna, nas revistas de letras e ciências que se multiplicavam nas três primeiras décadas do século XX..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Tamara Rangel Vieira - Integrante / Nísia Trindade Lima - Integrante / Dominichi Miranda de Sá - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 2
2000 - 2003
A História da Poliomielite e de sua erradicação no Brasil
Descrição: O objetivo de trabalho neste ano de estudos foi analisar o impacto social das epidemias de poliomielite através do estudo de fontes como jornais da época, estudos médicos, revistas médicas e arquivos pessoais, refletindo sobre a construção social das doenças enquanto deflagradoras de políticas e ideologias públicas, que se tornam mais evidentes a partir de momentos de tensão, como no caso das epidemias..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Tamara Rangel Vieira - Integrante / Fernanda Lima Rabelo - Integrante / André Luís Vieira de Campos - Integrante / Ângela de Araújo Porto - Integrante / Anna Beatriz de Sá Almeida - Integrante / Dilene Raimundo do Nascimento - Coordenador / Laurinda Rosa Maciel - Integrante / Maria de Lourdes V da Silva - Integrante / Eduardo Ponce Maranhão - Integrante / Ives Mauro Júnior - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 3


Revisor de periódico


2016 - Atual
Periódico: Saude em Debate
2014 - Atual
Periódico: Ciência e Saúde Coletiva (Impresso)


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História das Ciências.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História da medicina.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Pensamento Social Brasileiro.


Idiomas


Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2015
Aprovação em Concurso Público - Pesquisador em Saúde Pública/ Fundação Oswaldo Cruz, .
2013
Selecionada para concorrer ao Prêmio Capes de Teses 2013, Capes.
2013
Selecionada para concorrer ao Prêmio de Pesquisa Anpuh-Rio Eulália Maria Lahmeyer Lobo - 2014., ANPUH-Rio.
2011
Melhor trabalho - na categoria doutorando - apresentado à I Jornada de Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde, Casa de Oswaldo Cruz/ Fundação Oswaldo Cruz.
2005
Os dez melhores trabalhos de cursos de mestrado da Fundação Oswaldo Cruz em 2005, Fundação Oswaldo Cruz/ Fiocruz.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
VIEIRA, TAMARA RANGEL2017VIEIRA, TAMARA RANGEL; LIMA, Nísia Trindade . Uma vitrine para os médicos do sertão: a Revista Goiana de Medicina e a doença de Chagas em Goiás (1955-1962). REVISTA BRASILEIRA DE HISTÓRIA (IMPRESSO), v. 37, p. 163-186, 2017.

2.
VIEIRA, Tamara Rangel;VIEIRA, TAMARA RANGEL2015 VIEIRA, Tamara Rangel. Dos “sertões da farinha podre” para todo o Brasil: Os congressos médicos regionais e a institucionalização da medicina em Goiás (1947-1960). Varia Historia, v. 31, p. 479-510, 2015.

3.
VIEIRA, Tamara Rangel;VIEIRA, TAMARA RANGEL2015 VIEIRA, Tamara Rangel. Um médico sem fronteiras: a trajetória de Joffre Marcondes de Rezende e a definição de uma nova forma clínica da doença de Chagas. História Revista (UFG. Impresso), v. 20, p. 188-229, 2015.

4.
VIEIRA, Tamara Rangel;VIEIRA, TAMARA RANGEL2015 VIEIRA, Tamara Rangel. Médicos para o interior, endemias rurais e desenvolvimento: o projeto da Faculdade de Medicina de Goiás em foco a. História Unisinos, v. 19, p. 256-267, 2015.

5.
VIEIRA, Tamara Rangel;VIEIRA, TAMARA RANGEL2011 VIEIRA, Tamara Rangel; LIMA, Nísia Trindade . A capital federal nos altiplanos de Goiás - medicina, geografia e política nas comissões de estudos e localização das décadas de 40 e 50 do século XX. Estudos Historicos (Rio de Janeiro), v. 24, p. 29-48, 2011.

6.
LIMA, Nísia Trindade2011LIMA, Nísia Trindade ; VIEIRA, Tamara Rangel . Pensar os sertões, pensar o Brasil. Revista Coletiva, v. 6, p. 1-1, 2011.

7.
VIEIRA, Tamara Rangel;VIEIRA, TAMARA RANGEL2009 VIEIRA, Tamara Rangel. No coração do Brasil, uma capital saudável ? a participação dos médicos e sanitaristas na construção de Brasília (1956-1960).. História, Ciências, Saúde-Manguinhos (Impresso), v. 16, p. 289-312, 2009.

Capítulos de livros publicados
1.
VIEIRA, Tamara Rangel. "A união faz a força": a Associação Médica de Goiás e os desafios da medicina no sertão (1950-1960). In: Sônia Maria de Magalhães; Leicy Francisca da Silva; Roseli Martins Tristão Maciel. (Org.). Histórias de doenças:percepções, conhecimentos e práticas. 1ed.São Paulo: Alameda, 2018, v. 1, p. 363-384.

2.
LIMA, Nísia Trindade ; VIEIRA, Tamara Rangel . Brasilia - una ciudad modernista en el sertón. In: Adrián Gorelik, Fernanda Arêas Peixoto. (Org.). Ciudades sudamericanas como arenas culturales. 1ed.Buenos Aires: Siglo XXI Editores, 2016, v. 1, p. 248-263.

3.
VIEIRA, Tamara Rangel; LIMA, Nísia Trindade . A nova capital do Brasil: ciência e política nas comissões de estudos do Planalto Central das décadas de 1940 e 1950. In: Sandro Dutra e Silva; Dominichi Miranda de Sá; Magali Romero Sá. (Org.). Vastos sertões - História e Natureza na Ciência e na Literatura. 1ed.Rio de Janeiro: Mauad X, 2015, v. 1, p. 177-197.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
VIEIRA, Tamara Rangel. A participação dos médicos de Goiás na construção de Brasília. Medicina em Goiás, Goiânia, p. 20 - 21, 01 maio 2008.

2.
VIEIRA, Tamara Rangel. A participação dos médicos de Goiás na construção de Brasília. Revista da Academia Goiana de Medicina, Goiânia, p. 5 - 5, 30 mar. 2007.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
VIEIRA, Tamara Rangel. Médicos para o interior, endemias rurais e desenvolvimento: a fundação da Faculdade de Medicina de Goiás e a consolidação do processo de institucionalização da medicina no Estado. In: II Jornada de Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde, 2013, Rio de Janeiro. II Jornada de Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde. Rio de Janeiro: Casa de Oswaldo Cruz, 2013. v. 1. p. 01-08.

2.
VIEIRA, Tamara Rangel. No rastro da ciência, reinventaram o Brasil Central: os médicos do sertão e o processo de institucionalização da medicina em Goiás (1947-1960). In: VI Simpósio Internacional de História: Cultura e Identidades, 2013, Goiânia. Anais eletrônicos do VI Simpósio Internacional de História. Goiânia: ANPUH - GO, 2013. v. 1. p. 1-14.

3.
VIEIRA, Tamara Rangel. A dimensão simbólica do processo de institucionalização da medicina em Goiás: o imaginário social sobre os sertões e a identidade regional goiana. In: XXVII Simpósio Nacional de História, 2013, Natal. Anais do XXVII Simpósio Nacional de História. Natal: ANPUH - RN, 2013. v. 1. p. 1-11.

4.
VIEIRA, Tamara Rangel. Médicos sem fronteiras: o intercâmbio internacional promovido pelos médicos goianos e a divulgação das pesquisas em torno da doença de Chagas (1950-1960). In: 13 Seminário Nacional de História da Ciência e Tecnologia, 2012, São Paulo. 13 Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia: anais. São Paulo: EACH/USP, 2012. p. 01-10.

5.
VIEIRA, Tamara Rangel. Centro ou periferia? Reflexões sobre a institucionalização da medicina em Goiás em meados do século XX. In: 1a Jornada de Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde, 2011, Rio de Janeiro. Anais eletrônicos da 1a Jornada de Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde, 2011. p. 1-9.

6.
VIEIRA, Tamara Rangel. Afirmação sócio-profissional e institucionalização da medicina em Goiás: os médicos sertanejos em foco (1947-1967). In: XIV Encontro Regional da ANPUH-Rio - Memória e Patrimônio, 2010, Rio de Janeiro. Anais do XIV Encontro Regional de História da ANPUH-Rio: Memória e Patrimônio. Rio de Janeiro: NUMEM, 2010. p. 01-09.

7.
VIEIRA, Tamara Rangel; LIMA, Nísia Trindade . ?Não, a futura capital do Brasil não vai ser, como pensam muitos, uma clareira aberta na mata?: as relações entre medicina, geografia e política na definição do melhor sítio para localização da nova capital brasileira. In: 12o Seminário de História da Ciência e da Tecnologia e 7o Congresso Latino-americano de História da Ciência e da Tecnologia, 2010, Salvador. Textos completos apresentados em Simpósios Temáticos, 2010.

8.
VIEIRA, Tamara Rangel. Os médicos de Goiás em perspectiva: trajetória intelectual e (re)invenção do Brasil Central (1917-1960). In: XXV Simpósio Nacional de História - História e Ética, 2009, Fortaleza. Anais do ... Simpósio Nacional de História, 2009. v. 1. p. 01-08.

9.
VIEIRA, Tamara Rangel. 'A cabeça do país precisa viver fresca...' - a importância do clima nos estudos de localização da nova capital federal (1894-1953). In: 11 Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia, 2008, Niterói. 11 Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia - textos completos. Rio de Janeiro: Sociedade Brasileira de História da Ciência, 2008. p. 01-17.

10.
VIEIRA, Tamara Rangel. Brasília: uma clareira aberta nos sertões - o papel dos médicos e higienistas na construção da nova capital (1956-1960). In: XXIII Simpósio Nacional de História - História: Guerra e Paz, 2005, Londrina. Anais do XXIII Simpósio Nacional de História - História: Guerra e Paz. Londrina: Editorial Mídia, 2005. p. 01-08.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
VIEIRA, Tamara Rangel. Afirmación socioprofesional e institucionalización de la medicina en Goiás: los médicos del interior en foco. In: XV Congreso da Sociedad Española de Historia de la Medicina, 2011, Ciudad Real. Transmisión del conocimiento médico e internacionalización de las prácticas sanitárias: una reflexión histórica. Ciudad Real: SEHM y Facultad de Medicina de Ciudad Real de la UCLM, 2011. p. 491-494.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
VIEIRA, Tamara Rangel. A interiorização da medicina em São Paulo: a Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto e um novo modelo de atuação médica (1952-1964). In: 15 Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia, 2016, Florianópolis. Caderno de resumos do 15 Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia. Florianópolis: SBHC, 2016. v. 1. p. 240-240.

2.
VIEIRA, Tamara Rangel. O associativismo médico goiano e o êxito do projeto de institucionalização da medicina no estado: trajetórias que (re)inventam os sertões do Brasil (1950-1960). In: XVI Encontro Regional de História da Anpuh-Rio - Saberes e Práticas Científicas, 2014, Rio de Janeiro. Caderno de resumos - XVI Encontro Regional de História da ANPUH-Rio: Saberes e Práticas Científicas. Rio de Janeiro: ANPUH - Rio, 2014. v. 1. p. 301-302.

3.
VIEIRA, Tamara Rangel. No rastro da ciência, reinventaram o Brasil Central: os médicos do sertão e o processo de institucionalização da medicina em Goiás (1947-1960). In: VI Simpósio Internacional de História: Cultura e Identidades, 2013, Goiânia. Anais eletrônicos do VI Simpósio Internacional de História. Goiânia: ANPUH - GO, 2013. v. 1. p. 1-1.

4.
VIEIRA, Tamara Rangel. A dimensão simbólica do processo de institucionalização da medicina em Goiás: o imaginário social sobre os sertões e a identidade regional goiana. In: XXVII Simpósio Nacional de História, 2013, Natal. Anais eletrônicos do XXVII Simpósio Nacional de História: conhecimento histórico e diálogo social. Natal: ANPUH - RN, 2013. v. 1. p. 130-130.

5.
VIEIRA, Tamara Rangel. Médicos sem fronteiras: o intercâmbio internacional promovido pelos médicos goianos e a divulgação das pesquisas em torno da doença de Chagas (1950-1960). In: 13 Seminário Nacional de História da Ciência e Tecnologia, 2012, São Paulo. 13 Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia: caderno de resumos. São Paulo: EACH/USP, 2012. v. 1. p. 76-76.

6.
VIEIRA, Tamara Rangel. Afirmação sócio-profissional e institucionalização da medicina em Goiás: os médicos sertanejos em foco (1947-1965). In: XIV Encontro Regional de História da Anpuh-Rio: Memória e Patrimônio, 2010, Rio de Janeiro. Resumos do XIV Encontro Regional de História da Anpuh-Rio: Memória e Patrimônio. Rio de Janeiro: NUMEM, 2010. v. 1. p. 34-34.

7.
VIEIRA, Tamara Rangel; LIMA, Nísia Trindade . ?Não, a futura capital do Brasil não vai ser, como pensam muitos, uma clareira aberta na mata?: as relações entre medicina, geografia e política na definição do melhor sítio para localização da nova capital brasileira. In: 12o Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia e 7o Congresso Latino-americano de História da Ciência e da Tecnologia, 2010, Salvador. Caderno de Resumos do 12o Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia e 7o Congresso Latino-americano de História da Ciência e da Tecnologia, 2010. p. 253-254.

8.
VIEIRA, Tamara Rangel. Os médicos de Goiás em perspectiva: trajetória intelectual e (re)invenção do Brasil Central (1917-1960). In: XXV Simpósio Nacional de História - História e Ética, 2009, Fortaleza. História e Ética: Simpósios Temáticos e Resumos do XXV Simpósio Nacional de História. Fortaleza, 2009. p. 57-57.

9.
VIEIRA, Tamara Rangel. 'A cabeça do país precisa viver fresca...' - a importância do clima nos estudos de localização da nova capital federal (1894-1953). In: 11° Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia, 2008, Niterói. 11° Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia. Rio de Janeiro: Sociedade Brasileira de História da Ciência, 2008. p. 141-142.

10.
VIEIRA, Tamara Rangel. Uma clareira no sertão? Saúde, nação e região na construção de Brasília (1956-1960). In: XIII Encontro de História Anpuh-Rio - Identidades, 2008, Seropédica. XIII Encontro de História Anpuh-Rio - Caderno de resumos e programação. Rio de Janeiro: Armazém das Letras Gráfica e Editora Ltda, 2008. p. 28-28.

11.
VIEIRA, Tamara Rangel. A construção de Brasília através da Revista Goiana de Medicina (1955-1960). In: XI Congresso Brasileiro de História da Medicina, 2006, Goiânia. Jornal Brasileiro de História da Medicina, 2006. v. 9. p. 50-51.

12.
VIEIRA, Tamara Rangel. Os médicos constroem Brasília: a Revista Goiana de Medicina em foco. In: XII Encontro Regional de História - Usos do Passado, 2006, Niterói. XII Encontro Regional de História - Programas e resumos, 2006. p. 137-137.

13.
VIEIRA, Tamara Rangel. Brasília: uma clareira aberta nos sertões do Brasil - o papel dos médicos e higienistas na construção da nova capital (1956-1960). In: IX Jornada Científica de Pós-Graduação, 2005, Rio de Janeiro. Anais da IX Jornada Científica de Pós-Graduação da Fundação Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro: Multimeios/ CICT/ Fiocruz, 2005. p. 401-402.

14.
VIEIRA, Tamara Rangel. Brasília: uma clareira aberta nos sertões - o papel dos médicos e higienistas na construção da nova capital (1956-1960). In: XXIII Simpósio Nacional de História - História: Guerra e Paz, 2005, Londrina. Programas e Resumos do XXIII Simpósio Nacional de História: guerra e paz. Londrina: Editorial Mídia, 2005. p. 439-439.

15.
VIEIRA, Tamara Rangel. Saúde na invenção e interpretação do Brasil (1910-1950). In: XI Encontro Regional de História, 2004, Rio de Janeiro. Livro de Resumos do XI Encontro Regional de História - 'Democracia e Conflito', 2004. v. 1. p. 179-180.

Apresentações de Trabalho
1.
VIEIRA, Tamara Rangel. A trajetória intelectual de Joffre Marcondes de Rezende e a definição de uma nova forma clínica da doença de Chagas (1950-1960). 2016. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

2.
VIEIRA, Tamara Rangel. A interiorização da medicina em São Paulo: a Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto e um novo modelo de atuação médica (1952-1964). 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

3.
VIEIRA, Tamara Rangel. Uma vitrine para os médicos e as doenças do sertão: os Congressos Médicos do Brasil Central e a Saúde Pública em Goiás (1947-1960). 2015. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

4.
VIEIRA, Tamara Rangel. A união faz a força! A Associação Médica de Goiás e os desafios da medicina no sertão. 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

5.
VIEIRA, Tamara Rangel. 'Megaesôfago por doença de Chagas', já diziam os médicos do interior: contribuição dos médicos do Brasil Central para a definição de uma nova forma clínica da tripanossomíase. 2015. (Apresentação de Trabalho/Outra).

6.
VIEIRA, Tamara Rangel. Histórias entrelaçadas: a trajetória do médico Joffre Marcondes de Rezende e o êxito de um periódico científico goiano que ultrapassou as fronteiras do sertão (1950-1960). 2015. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

7.
VIEIRA, Tamara Rangel. Entre consultórios e laboratórios: doença de Chagas, expertise clínica e a medicina goiana (1950-1960). 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

8.
VIEIRA, Tamara Rangel. Debatedora da mesa 'Saberes Científicos' na X Jornada de Estudos Históricos do PPGHIS 'Professor Manoel Salgado'. 2015. (Apresentação de Trabalho/Outra).

9.
VIEIRA, Tamara Rangel. O associativismo médico goiano e o êxito do projeto de institucionalização da medicina no estado: trajetórias que (re)inventam os sertões do Brasil (1950-1960). 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

10.
VIEIRA, Tamara Rangel. Entre o local e o nacional: medicina tropical, saúde pública e a constituição de uma comunidade médica regional em meados do século XX. 2014. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

11.
VIEIRA, Tamara Rangel. A dimensão simbólica do processo de institucionalização da medicina em Goiás: o imaginário social sobre os sertões e a identidade regional goiana. 2013. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

12.
VIEIRA, Tamara Rangel. Médicos para o interior, endemias rurais e desenvolvimento: a fundação da Faculdade de Medicina de Goiás e a consolidação do processo de institucionalização da medicina no Estado. 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).

13.
VIEIRA, Tamara Rangel. No rastro da ciência, reinventaram o Brasil Central: os médicos do sertão e o processo de institucionalização da medicina em Goiás (1947-1960). 2013. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

14.
VIEIRA, Tamara Rangel; BRASIL JR., A. ; SANTOS, Paula X. . Apresentação da Biblioteca Virtual do Pensamento Social (BVPS). 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

15.
VIEIRA, Tamara Rangel. Médicos sem fronteiras: o intercâmbio internacional promovido pelos médicos goianos e a divulgação das pesquisas em torno da doença de Chagas (1950-1960). 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

16.
VIEIRA, Tamara Rangel. As relações centro-periferia no âmbito da História das Ciências: o caso goiano em questão. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

17.
VIEIRA, Tamara Rangel. Afirmación socioprofesional e institucionalización de la medicina en Goiás: los médicos del interior en foco. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

18.
VIEIRA, Tamara Rangel. El sertón de otrora: la institucionalización de la medicina en el Brasil Central (1947-1967). 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

19.
VIEIRA, Tamara Rangel. Centro ou periferia? Reflexões sobre a institucionalização da medicina em Goiás em meados do século XX. 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).

20.
VIEIRA, Tamara Rangel. Sociólogos inconscientes - os médicos do sertão e a (re)invenção do Brasil Central (1947-1967). 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).

21.
VIEIRA, Tamara Rangel. Afirmação sócio-profissional e institucionalização da medicina em Goiás: os médicos sertanejos em foco (1947-1965). 2010. (Apresentação de Trabalho/Outra).

22.
VIEIRA, Tamara Rangel; LIMA, Nísia Trindade . 'Não, a futura capital do Brasil não vai ser, como pensam muitos, uma clareira na mata': as relações entre medicina, geografia e política na definição do melhor sítio para localização da nova capital brasileira. 2010. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

23.
VIEIRA, Tamara Rangel. Os médicos de Goiás em perspectiva: trajetória intelectual e (re)invenção do Brasil Central (1917-1960). 2009. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

24.
VIEIRA, Tamara Rangel. Os médicos do sertão: saúde e (re)invenção do Brasil Central (1917-1960). 2009. (Apresentação de Trabalho/Outra).

25.
VIEIRA, Tamara Rangel. Uma clareira no sertão? Saúde, nação e região na construção de Brasília (1956-1960). 2008. (Apresentação de Trabalho/Outra).

26.
VIEIRA, Tamara Rangel. Os médicos do sertão: saúde e (e)invenção do Brasil Central (1917-1960). 2008. (Apresentação de Trabalho/Outra).

27.
VIEIRA, Tamara Rangel. "A cabeça do país precisa viver fresca..." - a importância do clima nos estudos de localização da nova capital federal (1894-1953). 2008. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

28.
VIEIRA, Tamara Rangel. Uma clareira no sertão? Saúde, nação e região na construção de Brasília (1956-1960). 2007. (Apresentação de Trabalho/Outra).

29.
VIEIRA, Tamara Rangel. Os médicos constroem Brasília: a Revista Goiana de Medicina em foco. 2006. (Apresentação de Trabalho/Outra).

30.
VIEIRA, Tamara Rangel. A construção de Brasília através da Revista Goiana de Medicina (1955-1960). 2006. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

31.
VIEIRA, Tamara Rangel. Brasília: uma clareira aberta nos sertões do Brasil - o papel dos médicos e higienistas na construção da nova capital (1956-1960). 2005. (Apresentação de Trabalho/Outra).

32.
VIEIRA, Tamara Rangel. Brasília: uma clareira aberta nos sertões - o papel dos médicos e higienistas na construção da nova capital. 2005. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

33.
VIEIRA, Tamara Rangel. Saúde na invenção e na interpretação do Brasil (1910-1950). 2004. (Apresentação de Trabalho/Outra).

34.
VIEIRA, Tamara Rangel. Saúde na Construção Material e Simbólica da Nação (1910-1960). 2004. (Apresentação de Trabalho/Outra).

35.
VIEIRA, Tamara Rangel; RABELO, Fernanda Lima . A poliomielite no Brasil antes da vacina: epidemias e dilemas (1939-1953). 2002. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

Outras produções bibliográficas
1.
LIMA, Nísia Trindade ; VIEIRA, Tamara Rangel . Euclides da Cunha. Verbete elaborado para a Biblioteca Virtual do Pensamento Social (https://bvps.fiocruz.br/) 2016 (Verbete).


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
VIEIRA, Tamara Rangel. Parecer ad hoc para Revista História, Ciências, Saúde - Manguinhos. 2017.

2.
VIEIRA, Tamara Rangel. Parecer ad-hoc para História Revista (UFG). 2017.

3.
VIEIRA, Tamara Rangel. Parecer ad-hoc para Revista Ciência e Saúde Coletiva. 2016.

4.
VIEIRA, Tamara Rangel. Parecer ad-hoc para História Revista (UFG). 2016.

5.
VIEIRA, Tamara Rangel. Parecer ad-hoc para a revista Saúde em Debate. 2016.

6.
VIEIRA, Tamara Rangel. Parecerista do GT Saúde, emoções e formas de conhecimento - XVII Jornada do PPGSA/ UFRJ. 2016.

7.
VIEIRA, Tamara Rangel. Parecer ad-hoc para Revista História, Ciências, Saúde - Manguinhos. 2015.

8.
VIEIRA, Tamara Rangel. Parecer ad-hoc para Revista História, Ciências, Saúde - Manguinhos. 2014.

9.
VIEIRA, Tamara Rangel. Parecer ad-hoc para Revista História, Ciências, Saúde - Manguinhos. 2012.

10.
VIEIRA, Tamara Rangel. Parecer ad-hoc para edição n° 2 da revista Temporalidades. 2009.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
VIEIRA, Tamara Rangel. Dissertação avalia a construção de Brasília do ponto de vista de médicos e sanitaristas. 2007. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Demais tipos de produção técnica
1.
VIEIRA, Tamara Rangel; CAVALCANTI, J. M. . História das Ciências no Brasil. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
LIMA, Nísia Trindade ; CARDOSO, José Leandro R. ; SÁ, Dominichi Miranda de ; VIEIRA, Tamara Rangel ; BIZZO, Maria Letícia G. ; MUNIZ, Érico Silva A. . "História da Saúde no Brasil: idéias, políticas e atores sociais". 2008. (Curso de curta duração ministrado/Outra).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
HOCHMAN, Gilberto; SÁ, Dominichi Miranda de; CARVALHO, Keila Auxiliadora; VIEIRA, Tamara Rangel; GOODWIN JUNIOR, J. W.. Participação em banca de Ramon Feliphe Souza. O Sertão nos trilhos: ferrovia, ambiente e saúde no debate sobre a integração do Norte de Minas Gerais (Diamantina, 1902-1922). 2018. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde) - Casa de Oswaldo Cruz.

2.
Teixeira, Luiz Antônio; Barboza, Christina H. M.; KROPF, Simone Petraglia; VIEIRA, Tamara Rangel; Heizer, Alda Lúcia. Participação em banca de Luiz Alves de Araújo Neto. O problema do câncer no Ceará: controle, cancerologia e a atividade coletiva da medicina (1940-1960) membro suplente. 2016. Dissertação (Mestrado em Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde) - Casa de Oswaldo Cruz.

3.
FONSECA, M. R. G. F.; ABREU, Jean L. N.; PIMENTA, T. S.; VARELA, Alex Gonçalves; VIEIRA, Tamara Rangel. Participação em banca de Fernanda Ribeiro Rocha Fagundes. Boticas, funcionários do ultramar e intermediários do tráfico a serviço da cura: América Portuguesa e Angola (século XVIII/XIX) (membro suplente). 2016. Dissertação (Mestrado em Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde) - Casa de Oswaldo Cruz.

4.
HOCHMAN, Gilberto; FERREIRA, Luiz Otávio; Viscardi, Claudia M. R.; VIEIRA, Tamara Rangel; ALBUQUERQUE, Daniel Cavalcanti de.. Participação em banca de Anderson José de Almeida Narciso. A medicina vai à escola: ideias e práticas de saúde nos grupos escolares de Juiz de Fora, Minas Gerais (1906-1929) (membro suplente). 2016. Dissertação (Mestrado em Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde) - Casa de Oswaldo Cruz.

5.
VIEIRA, Tamara Rangel; Sanglard, Gisele; Heizer, Alda Lúcia; Lacerda, Aline. Participação em banca de Maria Cecília Neves de Azevedo. Um olhar sobre o sertão: as fotografias do relatório da Expedição Científica de Arthur Neiva e Belisário Penna.. 2016. Dissertação (Mestrado em Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde) - Casa de Oswaldo Cruz.

6.
Teixeira, Luiz Antônio; Paiva, Carlos Henrique A.; Lana, Vanessa; VIEIRA, Tamara Rangel; CAVALCANTI, J. M.. Participação em banca de Priscila dos Anjos Moraes. A trajetória do câncer de mama no Brasil: uma análise do jornal O Globo (1925-1999) (membro suplente). 2015. Dissertação (Mestrado em Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde) - Casa de Oswaldo Cruz.

7.
BOTELHO, André Pereira; LOPES, Aline Marinho; FERREIRA, Gabriela Nunes; VIEIRA, Tamara Rangel; GAHYVA, Helga da Cunha. Participação em banca de Fernando de Azevedo Lopes. O "Conservadorismo progressista" de Sílvio Romero - naturalismo e política na Primeira República Brasileira (membro suplente). 2015. Dissertação (Mestrado em Programa de pós-graduação em sociologia e antropologia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

8.
LIMA, Nísia Trindade; MAIA, João Marcelo Ehlert; HEYMANN, Luciana Quillet; OLIVEIRA, Lucia Lippi; VIEIRA, Tamara Rangel. Participação em banca de Maria Eduarda Capanema Guerra Galvão. A Expedição Roncador-Xingu e a tarefa de ocupar, civilizar e urbanizar o Brasil (membro suplente). 2014. Dissertação (Mestrado em História, Política e Bens Culturais) - Fundação Getúlio Vargas.

9.
SÁ, Dominichi Miranda de; MARINHO, Pedro Eduardo Mesquita de Monteiro.; WEGNER, Robert; CARDOSO, Luciene Pereira Carris.; VIEIRA, Tamara Rangel. Participação em banca de Erika Marques de Carvalho. A expansão da República: a integração do território brasileiro nos projetos do Clube de Engenharia (1890-1922) (membro suplente). 2014. Dissertação (Mestrado em História das Ciências e da Saúde) - Fundação Oswaldo Cruz.

Qualificações de Mestrado
1.
Heizer, Alda Lúcia; ANDRADE, Rômulo de Paula; VIEIRA, Tamara Rangel. Participação em banca de Laila Pedrosa da Silva. "Somos parte integrante da nação": o Piauí nas exposições do início do século XX e os debates sobre modernização e integração da região. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde) - Casa de Oswaldo Cruz.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Outras participações
1.
VIEIRA, Tamara Rangel; CAVALCANTI, J. M.; ANDRADE, Rômulo de Paula. Banca Avaliadora na XXIII Semana do Programa de Vocação Científica. 2018. Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio.

2.
SÁ, Dominichi Miranda de; Teixeira, Luiz Antônio; Kury, Lorelai Brilhante; Paiva, Carlos Henrique A.; VIEIRA, Tamara Rangel. Banca de Seleção de Mestrado do PPGHCS. 2016. Programa de Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde.

3.
FERREIRA, Luiz Otávio; FONSECA, M. R. G. F.; KROPF, Simone Petraglia; FACCHINETTI, C.; VIEIRA, Tamara Rangel. Banca de Seleção do Mestrado do PPGHCS. 2015. Programa de Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
15 Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia.A interiorização da medicina em São Paulo: a Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto e um novo modelo de atuação médica (1952-1964). 2016. (Seminário).

2.
II Colóquio História da Saúde e das Doenças.Médicos, Medicina e políticas públicas. 2016. (Seminário).

3.
2 Congresso Luso-brasileiro de História da Medicina Tropical. Medicina Tropical e Ambiente. 2015. (Congresso).

4.
2 Congresso Luso-brasileiro de História da Medicina Tropical. Entre consultórios e laboratórios: doença de Chagas, expertise clínica e a medicina goiana (1950-1960). 2015. (Congresso).

5.
3 Jornada de Pós-Graduação da Casa de Oswaldo Cruz.Pensamento social, raça e nação. 2015. (Outra).

6.
Semana Interdisciplinar de Cultura e Meio Ambiente (SICMA).A união faz a força! A Associação Médica de Goiás e os desafios da medicina no sertão. 2015. (Seminário).

7.
Workshop doenças tropicais na América Latina e no Caribe: uma perspectiva histórica."Megaesôfago por doença de Chagas", já diziam os médicos do interior: contribuição dos médicos do Brasil Central para a definição de uma nova forma clínica da tripanossomíase. 2015. (Outra).

8.
XI Encontro Regional de História ANPUH - GO.Uma vitrine para os médicos e as doenças do sertão: os Congressos Médicos do Brasil Central e a Saúde Pública em Goiás (1947-1960). 2015. (Simpósio).

9.
X Jornada de Estudos Históricos do PPGHIS.Saberes Científicos. 2015. (Encontro).

10.
XXVIII Simpósio Nacional de História.Histórias entrelaçadas: a trajetória do médico Joffre Marcondes de Rezende e o êxito de um periódico científico goiano que ultrapassou as fronteiras do sertão (1950-1960). 2015. (Simpósio).

11.
14 Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia.Entre o local e o nacional: medicina tropical, saúde pública e a constituição de uma comunidade médica regional em meados do século XX. 2014. (Seminário).

12.
Curso de Extensão História da Medicina - PPGHCS/COC - Fiocruz. 2014. (Outra).

13.
XVI Encontro Regional de História da Anpuh-Rio - Saberes e Práticas Científicas.O associativismo médico goiano e o êxito do projeto de institucionalização da medicina no estado: trajetórias que (re)inventam os sertões do Brasil (1950-1960). 2014. (Encontro).

14.
2° Seminário de Pensamento Social em Instituições do Rio de Janeiro.Coordenadora da sessão de comunicação 3 - A internacionalização do pensamento social no Brasil. 2013. (Seminário).

15.
2° Seminário de Pensamento Social em Instituições do Rio de Janeiro.Apresentação da Biblioteca Virtual do Pensamento Social (BVPS). 2013. (Seminário).

16.
37 Encontro Anual da ANPOCS. 2013. (Encontro).

17.
II Jornada de Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde.Médicos para o interior, endemias rurais e desenvolvimento: a fundação da Faculdade de Medicina de Goiás e a consolidação do processo de institucionalização da medicina no Estado. 2013. (Outra).

18.
II Jornada de Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde.Coordenadora da mesa temática Pensamento Social, raça e nação. 2013. (Outra).

19.
VI Simpósio Internacional de História: Cultura e Identidades.No rastro da ciência, reinventaram o Brasil Central: os médicos do sertão e o processo de institucionalização da medicina em Goiás (1947-1960). 2013. (Simpósio).

20.
XXVII Simpósio Nacional de História.A dimensão simbólica do processo de institucionalização da medicina em Goiás: o imaginário social sobre os sertões e a identidade regional goiana. 2013. (Simpósio).

21.
13 Seminário Nacional de História da Ciência e Tecnologia.Médicos sem fronteiras: o intercâmbio internacional promovido pelos médicos goianos e a divulgação das pesquisas em torno da doença de Chagas (1950-1960). 2012. (Seminário).

22.
Seminário de Pesquisa Pensamento Social em Instituições do Rio de Janeiro.As relações centro-periferia no âmbito da História das Ciências: o caso goiano em questão. 2012. (Seminário).

23.
Seminário Saúde Internacional/ Saúde Global: perspectivas históricas da América Latina e Caribe. 2012. (Seminário).

24.
1a Jornada de Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde.Centro ou periferia? Reflexões sobre a institucionalização da medicina em Goiás em meados do século XX. 2011. (Outra).

25.
4 Encontro de Pesquisa Linhagens do Pensamento Político-Social Brasileiro.Sociólogos inconscientes - os médicos do sertão e a (re)invenção do Brasil Central (1947-1967). 2011. (Encontro).

26.
Seminario de Jóvenes Americanistas.El sertón de otrora: la institucionalización de la medicina en el Brasil Central (1947-1967). 2011. (Seminário).

27.
XV Congreso da Sociedad Española de Historia de la Medicina. Afirmación socioprofesional e institucionalización de la medicina en Goiás: los médicos del interior en foco. 2011. (Congresso).

28.
12 Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia."Não, a futura capital do Brasil não vai ser, como pensam muitos, uma clareira na mata": as relações entre medicina, geografia e política na definição do melhor sítio para localização da nova capital brasileira. 2010. (Seminário).

29.
XIV Encontro Regional de História da Anpuh-Rio: Memória e Patrimônio.Afirmação sócio-profissional e institucionalização da medicina em Goiás: os médicos sertanejos em foco (1947-1965). 2010. (Encontro).

30.
Oficina "Civilizar o Brasil:ciência, povo e nação em perspectiva histórica".Os médicos do sertão: saúde e (re)invenção do Brasil Central (1917-1960). 2009. (Oficina).

31.
Oficina "Civilizar o Brasil:ciência, povo e nação em perspectiva histórica".Debatedora da mesa-redonda "Ciência e território". 2009. (Oficina).

32.
XXV Simpósio Nacional de História - História e Ética.Os médicos de Goiás em perspectiva: trajetória intelectual e (re)invenção do Brasil Central (1917-1960). 2009. (Simpósio).

33.
11° Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia." cabeça do país precisa viver fresca..." - a importância do clima nos estudos de localização da nova capital federal (1894-1953). 2008. (Simpósio).

34.
Oficina Patologias da Pátria: Saúde, Doença e identidade Nacional em Perspectiva Comparada.Os médicos do sertão: saúde e (re)invenção do Brasil Central (1917-1960). 2008. (Oficina).

35.
XIII Encontro de História Anpuh-Rio - Identidades.Uma clareira no sertão? Saúde, nação e região na construção de Brasília (1956-1960). 2008. (Encontro).

36.
X Jornada Científica de Pós-Graduação.Uma clareira no sertão? Saúde, nação e região na construção de Brasília (1956-1960). 2007. (Encontro).

37.
XI Congresso Brasileiro de História da Medicina. A construção de Brasília através da Revista Goiana de Medicina. 2006. (Congresso).

38.
XII Encontro Regional de História - Usos do Passado.Os médicos constroem Brasília: a Revista Goiana de Medicina em foco. 2006. (Encontro).

39.
IV Science Centre World Congress. 2005. (Congresso).

40.
IX Jornada Científica de Pós-Graduação.Brasília: uma clareira aberta nos sertões do Brasil - o papel de médicos e sanitaristas na construção da nova capital (1956-1960). 2005. (Encontro).

41.
Seminário 'História da Poliomielite e de sua erradicação'. 2005. (Seminário).

42.
XXIII Simpósio Nacional de História - História: Guerra e Paz.Brasília: uma clareira aberta nos sertões - o papel dos médicos e higienistas na construção da nova capital. 2005. (Simpósio).

43.
Ensaios Brasilianos: ciência e educação na obra de Roquette-Pinto. 2004. (Seminário).

44.
Jornada de Iniciação Científica da Casa de Oswaldo Cruz.Saúde na construção material e simbólica da nação (1910-1960). 2004. (Encontro).

45.
XI Encontro Regional de História.Saúde na invenção e interpretação do Brasil (1910-1950). 2004. (Encontro).

46.
Seminário 'As doenças têm História'. 2003. (Seminário).

47.
XI Reunião Anual de Iniciação Científica. 2003. (Encontro).

48.
12° Seminário de Iniciação Científica e Prêmio UFF Vasconcellos Torres de Ciência e Tecnologia.A poliomielite no Brasil antes da vacina: epidemias e dilemas (1939-1953). 2002. (Seminário).

49.
Curso de Introdução ao Restauro e Patrimônio Histórico e Arquitetônico (CIRPHA). 2002. (Oficina).

50.
História da poliomielite: 40 anos da Vacina Sabin no Brasil. 2001. (Encontro).

51.
Primeira Jornada de História Social da Medicina e da Saúde Pública da UERJ. 2001. (Seminário).

52.
XXI Simpósio nacional - História no Novo Milênio: entre o individual e o coletivo. 2001. (Simpósio).

53.
Curso 'Sentidos da Documentação Colonial'. 2000. (Oficina).

54.
IX Simpósio Regional de História - História, Memória e Comemorações. 2000. (Simpósio).

55.
Mini-curso 'As artes visuais como instrumento de memória e comemoração'. 2000. (Oficina).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
VIEIRA, Tamara Rangel; SCHWEICKARDT, Julio . ST História das Ciências e da Saúde no Brasil: as relações nação-região nos processos de institucionalização das ciências/ SBHC. 2016. (Outro).

2.
FERREIRA, Luiz Otávio ; FONSECA, M. R. G. F. ; VIEIRA, Tamara Rangel ; ANDRADE, Rômulo de Paula . 3°Jornada de Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde. 2015. (Outro).

3.
SÁ, Dominichi Miranda de ; FONSECA, M. R. G. F. ; PIMENTA, T. S. ; NASCIMENTO, D. R. ; VIEIRA, Tamara Rangel . 2°Jornada de Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde. 2013. (Outro).

4.
VIEIRA, Tamara Rangel; KROPF, Simone Petraglia ; SÁ, Dominichi Miranda de . Workshop Estado, Intelectuais e Modernização no Brasil. 2013. (Outro).

5.
LIMA, Nísia Trindade ; VIEIRA, Tamara Rangel ; BRASIL JR., A. ; BOTELHO, A. P. ; BITTENCOURT, A. ; MAIA, J. M. E. . 2° Seminário de Pensamento Social em Instituições do Rio de Janeiro. 2013. (Outro).

6.
LIMA, Nísia Trindade ; SÁ, Dominichi Miranda de ; MOREIRA, Ildeu de Castro ; MASSARANI, Luísa ; SANTOS, Ricardo Ventura ; PENIDO, Stella ; VIEIRA, Tamara Rangel . Roquette-Pinto - um brasiliano. 2005. (Exposição).

7.
LIMA, Nísia Trindade ; SÁ, Dominichi Miranda de ; MOREIRA, Ildeu de Castro ; MASSARANI, Luísa ; SANTOS, Ricardo Ventura ; PENIDO, Stella ; VIEIRA, Tamara Rangel . Edgar Roquette-Pinto - um mestre brasiliano. 2004. (Exposição).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Tese de doutorado
1.
Janille Campos Maia. O cortejo das moléstias: imigração, epidemia e seca no Ceará oitocentista. Início: 2018. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde) - Casa de Oswaldo Cruz. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Romão Moura de Araújo. Saúde, uma das nossas reais necessidades! O processo de institucionalização da saúde pública no Piauí (1910 a 1930). 2018. Dissertação (Mestrado em Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde) - Casa de Oswaldo Cruz, . Orientador: Tamara Rangel Vieira.

Iniciação científica
1.
Caroline da Silva Botelho. O BRASIL CENTRAL EM VIAS DE MODERNIZAÇÃO: A ATUAÇÃO DE MÉDICOS E CIENTISTAS SOCIAIS NA RECONFIGURAÇÃO DOS SERTÕES DO PAÍS (1950-1970). 2016. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade Federal Fluminense, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Tamara Rangel Vieira.

2.
Alexandre Pinto de Souza e Silva. O BRASIL CENTRAL EM VIAS DE MODERNIZAÇÃO: A ATUAÇÃO DE MÉDICOS E CIENTISTAS SOCIAIS NA RECONFIGURAÇÃO DOS SERTÕES DO PAÍS (1950-1970) (co-orientação). 2015. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ. Orientador: Tamara Rangel Vieira.

3.
Renan Barbosa Pinto. Favelas urbanas e favelas rurais: uma análise sobre os Cadernos do CERU (co-orientação). 2014. Iniciação Científica. (Graduando em História das Ciências) - Fundação Oswaldo Cruz, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Tamara Rangel Vieira.

4.
Cian Spangenberg. Saúde e desenvolvimento regional: Uma análise sobre o papel de agências estatais, instituições e atores de uma agenda do desenvolvimento da década de 1950 (co-orientação). 2014. Iniciação Científica. (Graduando em História das Ciências) - Fundação Oswaldo Cruz, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Tamara Rangel Vieira.



Educação e Popularização de C & T



Apresentações de Trabalho
1.
VIEIRA, Tamara Rangel. Uma vitrine para os médicos e as doenças do sertão: os Congressos Médicos do Brasil Central e a Saúde Pública em Goiás (1947-1960). 2015. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

2.
VIEIRA, Tamara Rangel. A união faz a força! A Associação Médica de Goiás e os desafios da medicina no sertão. 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).


Cursos de curta duração ministrados
1.
VIEIRA, Tamara Rangel; CAVALCANTI, J. M. . História das Ciências no Brasil. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Outra).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 17/10/2018 às 2:08:10