Talita de Souza Mota

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/2530734192259976
  • Última atualização do currículo em 29/10/2018


Graduada em Ciências Econômicas pela Universidade Federal de Sergipe (2016). Mestranda em População, Território e Estatísticas Públicas pela Escola Nacional de Ciências Estatísticas - ENCE, iniciado em março de 2017. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Talita de Souza Mota
Nome em citações bibliográficas
MOTA, T. S.


Formação acadêmica/titulação


2011 - 2015
Graduação em Ciências Econômicas.
Universidade Federal de Sergipe, UFS, Brasil.
Título: Trabalho Infantil e seus Determinantes em Sergipe.
Orientador: Christiane Senhorinha Soares Campos.




Formação Complementar


2016 - 2016
Curso a distância de autoinstrução - Introdução à Coleta de Dados do SNIS. (Carga horária: 25h).
Ministério das Cidades, MC, Brasil.
2016 - 2016
Programa de Acesso aos Recursos de Saneamento: Financiamento - PAC. (Carga horária: 40h).
Escola Nacional de Administração Pública, ENAP, Brasil.
2016 - 2016
Matemática Financeira para Avaliação Socioeconômica de Projetos. (Carga horária: 20h).
Escola Nacional de Administração Pública, ENAP, Brasil.
2016 - 2016
Estatística para Avaliação Socioeconômica de Projetos.. (Carga horária: 20h).
Escola Nacional de Administração Pública, ENAP, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal de Sergipe, UFS, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2013
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Secretaria do Planejamento, Orçamento e Gestão do Estado de Sergipe, SEPLAG, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2015
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estágio supervisionado em Economia, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Trabalho desenvolvido no Observatório de Sergipe, dentro da Diretora de Pesquisa, Estudos e Análises (DPEA).



Projetos de pesquisa


2015 - Atual
IMPACTOS SOCIOECONÔMICOS DO SANEAMENTO NA SAÚDE E NO AMBIENTE: O CASO DOS INVESTIMENTOS EM ÁGUA E ESGOTO NO ESTADO DE SERGIPE
Descrição: Ao longo dos anos, a saúde pública e o saneamento sofreram influências do desenvolvimento político e econômico da constituição do Estado Brasileiro. No período colonial até o início da república, a maior parte das ações de saneamento era realizada em nível individual, situação possível pela ausência de grandes aglomerações humanas, abundância de recursos hídricos, baixo potencial poluidor da produção de esgotos e boas condições de autodepuração dos cursos d?água (Rzende e Heller, 2002). As obras, entretanto, atendiam apenas a uma parte da população, caracterizando um quadro precário das condições sanitárias da época e determinando várias epidemias. A necessidade de melhorar as condições sanitárias levou o poder público a intervir no setor de saneamento. Apesar de importante, a literatura atual acerca do tema ainda não reflete totalmente a importância deste setor, que é carente em termos de pesquisas. De acordo com Berg (2010 apud OLIVEIRA ET AL,2012), existem 190 estudos publicados na área de saneamento básico no mundo e o despertar para os trabalhos nesta área surgiu com o estudo pioneiro realizado por Ford e Warford, em 1969, no qual foram estimadas funções de custos para a indústria de água na Inglaterra e no País de Gales. Após sua publicação, outras pesquisas foram direcionadas para esta área, considerando os mais diversos tipos de perspectivas. Neste sentido, levando-se em consideração os diferentes tipos de pesquisas realizadas nesta área, surgiu o interesse de se elaborar uma compilação desses estudos, em nível mundial, nacional e regional, com o escopo dos impactos dos investimentos feito pela - Companhia de Saneamento de Sergipe - DESO no saneamento, particularmente nos segmentos em que a empresa atua que são abastecimento de água e coleta e tratamento de esgotos, na saúde e no ambiente numa análise direcionada para o estado. Este trabalho tem como objetivo resolver a seguinte questão de pesquisa: quais são os impactos socioeconômicos do saneamento (água e esgotos) na saúde e no ambiente, a partir dos investimentos feitos pela DESO?..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Talita de Souza Mota - Coordenador / Fernanda Esperidião - Integrante.
Financiador(es): Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe - Auxílio financeiro.
2011 - 2013
Economia Política da Música em Sergipe: trabalho, tecnologia e mercado
Descrição: A pesquisa Economia Política da Música em Sergipe: trabalho, tecnologia e mercado integra as atividades do Observatório de Economia e Comunicação da Universidade Federal de Sergipe (OBSCOM/UFS) . A proposta atual retoma os resultados do estudo intitulado inicialmente Cadeia Produtiva da Música em Sergipe , inscrito no Programa de Iniciação Científica da Universidade Federal de Sergipe (PIBIC/UFS) 2010/2011 e renovado em segunda fase, no referido programa, para o período 2011/2012, e terceira, para 2012/2013, com a nova denominação. O mesmo projeto foi contemplado no Edital FAPITEC/SE/FUNTEC No. 13/2011, de Políticas Públicas. A abordagem analítica adotada considera, de um lado, o avanço do processo de mercantilização da cultura, as especificidades da produção de bens culturais e do chamado trabalho cultural, intelectual, criativo, e as taxonomias das indústrias culturais, na perspectiva da Economia Política da Comunicação e da Cultura, e em particular do desenvolvimento da indústria fonográfica; de outro, os impactos da revolução tecnológica , representada pelas tecnologias da informação e da comunicação (TIC), em especial a Internet...
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) .

Integrantes: Talita de Souza Mota - Coordenador / Verlane Aragão Santos - Integrante / Demetrio Rodrigues Varjao - Integrante / Bruna Tavora de Sousa Martins - Integrante / Allan Jonnes de Souza Araujo - Integrante.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Economia Social.
2.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Economia da Cultura.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.
Francês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2017
2° Lugar Saúde e Abastecimento, 3° Congresso Internacional RESAG.
2016
Melhor poster na modalidade de prospecção tecnológica, 7th International Symposium on Technological Innovation.
2013
2º Lugar do Prêmio Destaque da Iniciação Científica, Universidade Federal de Sergipe.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
MOTA, T. S.2016MOTA, T. S.; JORGE, M. A. ; CAMPOS, C. S. S. . Uma Análise dos Determinantes do Trabalho Infantil no estado de Santa Catarina. Revista NECAT, v. 5, p. 97-124-124, 2016.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
MOTA, T. S.; PIRES, N. R. S. . Trabalho Precoce Legal e Ilegal no Brasil: uma análise sobre o perfil dos trabalhadores de 10 a 17 anos. In: XXI Encontro Nacional de Estudos Populacionais, 2018, Poços de Caldas. XXI Encontro Nacional de Estudos Populacionais, 2018.

2.
MOTA, T. S.; JORGE, M. A. ; CAMPOS, C. S. S. . UMA ANÁLISE DOS DETERMINANTES DO TRABALHO INFANTIL NO ESTADO DE SANTA CATARINA. In: X Encontro de Economia Catarinense, 2016, Blumenau. X Encontro de Economia Catarinense: Migrações Conteporâneas., 2016.

3.
MOTA, T. S.; JORGE, M. A. ; CAMPOS, C. S. S. . UMA ANÁLISE DOS DETERMINANTES DO TRABALHO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES NOS ESTADOS DE SERGIPE E SANTA CATARINA. In: XIV ENABER - Encontro Nacional da Associação Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos, 2016, Aracaju. Encontro Nacional da Associação Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos, 2016.

4.
SANTOS, J. C. N. ; ESPERIDIAO, F. ; JORGE, M. A. ; RIBEIRO, L. C. S. ; REIS, D. A. ; MOTA, T. S. ; SILVA, A. T. . INVESTIMENTOS EM ABASTECIMENTO DE ÁGUA E ESGOTAMENTO SANITÁRIO E SUA RELAÇÃO COM A SAÚDE NOS MUNICÍPIOS DE SERGIPE. In: XIV ENABER - Encontro Nacional da Associação Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos, 2016, Aracaju. Encontro Nacional da Associação Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos, 2016.

5.
REIS, D. A. ; ESPERIDIAO, F. ; JORGE, M. A. ; RIBEIRO, L. C. S. ; MOTA, T. S. ; SANTOS, J. C. N. ; SILVA, A. T. . ESTUDO BIBLIOMÉTRICO DA PRODUÇÃO CIENTÍFICA NACIONAL E INTERNACIONAL NO SETOR DE SANEAMENTO. In: 7th International Symposium on Technological Innovation, 2016, Aracaju. International Symposium on Technological Innovation, 2016.

6.
MOTA, T. S.; JORGE, M. A. ; CAMPOS, C. S. S. . Uma Análise do Determinantes do Trablaho Infantil no Estado de Sergipe. In: I Econtro de Economia Aplicada de Sergipe, 2015, Aracaju. I Econtro de Economia Aplicada de Sergipe, 2015.

7.
NÓBREGA, W. ; MOTA, T. S. ; GONÇALVES, Y. A. . Renda ou preço: qual deles mais pode afetar a aquisição de alimentos no meio rural brasileiro? Uma análise exploratória de dados, com base no governo Lula. In: Encontro Nacional dos Estudantes de Economia, 2014, Fortaleza. Economia Brasileira: A política econômica de um governo de frente popular, 2014.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Os Dilemas da Democracia Brasileira: Homenagem a Paul Singer. 2018. (Seminário).

2.
XXI Encontro Nacional de Estudos Populacionais.Trabalho Precoce Legal e Ilegal no Brasil: uma análise sobre o perfil dos trabalhadores de 10 a 17 anos. 2018. (Encontro).

3.
6º Seminário de Metodologia do IBGE. 2017. (Seminário).

4.
Transformações e tendências no campo religioso no Brasil. 2017. (Seminário).

5.
2º Seminário Nacional de Saneamento. 2016. (Seminário).

6.
Desafios do desenvolvimento brasileiro: a armadilha da renda média. 2016. (Seminário).

7.
Gestão Urbana de Regiões Metropolitanas. 2016. (Seminário).

8.
Perspectiva histórica e análise de percepções da desigualdade. 2016. (Seminário).

9.
Plano Metropolitano de São Paulo. 2016. (Seminário).

10.
Workshop Cidades Inteligentes: Como São Paulo Pode se Tornar uma Delas?. 2016. (Outra).

11.
XXII Encontro Regional dos Estudantes de Economia. 2016. (Encontro).

12.
I Econtro de Economia Aplicada de Sergipe.Uma análise dos determinantes do trabalho infantil no estado de Sergipe. 2015. (Encontro).

13.
II Congresso Internacional RESAG 2015 - Gestão da Água e Monitoramento Ambiental. 2015. (Congresso).

14.
Introdução à Econometria Espacial Com Uso do GEODA. 2015. (Oficina).

15.
Workshop em Econometria: Aspectos Introdutórios. 2014. (Oficina).

16.
XL Encontro Nacional de Estudantes de Economia.Renda ou preço: qual deles mais pode afetar a aquisição de alimentos no meio rural brasileiro? Uma análise exploratória de dados, com base no governo Lula. 2014. (Encontro).

17.
XXI Encontro Regional dos Estudantes de Economia do Nordeste. 2014. (Encontro).

18.
23º Encontro de Iniciação Científica da Universidade Federal de Sergipede.Uso e apropriação das tecnologias digitais no campo da música. 2013. (Encontro).

19.
A questão rural na América Latina. Subdesenvolvimento ou dependência cultural? Reflexões a partir da obra de Celso Furtado.. 2013. (Seminário).

20.
Aula Magna do Mestrado em Desenvolvimento Regional e Gestão de Empreendimentos Locais. 2013. (Outra).

21.
Fórum Paulo Rocha de Novaes. 2013. (Seminário).

22.
III Seminário Economia Política da Música. 2013. (Seminário).

23.
1° Conferência Estadual do Desenvolvimento Regional. 2012. (Outra).

24.
IV Agosto do Economista.Por que o Nordeste cresce e ainda continua pobre?re?. 2011. (Outra).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 24/01/2019 às 6:51:16