Tyelli dos Santos Ramos

Bolsista de Mestrado do CNPq

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/8844108899571921
  • Última atualização do currículo em 14/09/2018


Possui graduação em Ciências Biológicas - Bacharelado (2009) e Licenciatura (2010) pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Atualmente é bióloga responsável pelo Biotério de Micrurus do Instituto Vital Brazil. Tem experiência na área de Zoologia, com ênfase em história natural e manejo de serpentes neotropicais. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Tyelli dos Santos Ramos
Nome em citações bibliográficas
RAMOS, T. S.;RAMOS, TYELLI DOS SANTOS

Endereço


Endereço Profissional
Instituto Vital Brazil, Biotério de Micrurus.
Rua Maestro José Botelho
Vital Brasil
24230410 - Niterói, RJ - Brasil
Telefone: (21) 27119254
Ramal: 208
URL da Homepage: http://www.ivb.gov.br


Formação acadêmica/titulação


2018
Mestrado em andamento em Programa de Pós Graduação em Zoologia.
Museu Nacional do Rio de Janeiro, MNRJ, Brasil.
Título: Evolução das Estratégias Reprodutivas em Representantes do Gênero Micrurus (Serpentes, Elapidae): um Estudo de Caso a Partir de Populações do Estado do Rio de Janeiro,Orientador: Paulo Gustavo Homem Passos.
Coorientador: Selma Maria Almeida Santos.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: reprodução; rio de janeiro; Micrurus.
2012 interrompida
Especialização interrompida em 2013 em Inventariamento e Monitoramento de Fauna. (Carga Horária: 750h).
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
Ano de interrupção: 2013
2009 - 2010
Graduação em Ciências Biológicas - Licenciatura.
Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, PUCRS, Brasil.
2005 - 2009
Graduação em Ciências Biológicas - Bacharelado.
Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, PUCRS, Brasil.




Formação Complementar


2015 - 2015
Extensão universitária em Biologia Reprodutiva de Squamata (cobras, lagartos e anfisbenas). (Carga horária: 40h).
Instituto Butantan, IBU, Brasil.
2013 - 2013
Avaliação de Imapcto em Rodovias. (Carga horária: 20h).
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
2009 - 2009
Ciências Forenses. (Carga horária: 8h).
Renova Cursos, RC, Brasil.
2008 - 2008
Extensão universitária em Anfíbios: Biologia, Taxonomia e Venenos. (Carga horária: 15h).
Instituto Butantan, IBU, Brasil.
2008 - 2008
Extensão universitária em Bioquímica de venenos animais. (Carga horária: 16h).
Instituto Butantan, IBU, Brasil.
2006 - 2006
Mamiferos do Parque Estadual do Turvo. (Carga horária: 30h).
Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, PUCRS, Brasil.


Atuação Profissional



Instituto Vital Brazil, IVB, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Biólogo - Analista, Carga horária: 40


Instituto Municipal de Estratégia da Saúde da Família, IMESF, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2013
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Agente de Combate a Endemias, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.


Prefeitura Municipal de Porto Alegre, P/PORTO ALEGRE, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2009
Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Estágio remunerado, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Departamento de Esgotos Pluviais, Setor de Educação Ambiental.


Programa de Conservação e Manejo de Tartarugas Marinhas, TAMAR, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2008
Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Estágio voluntário, Carga horária: 48, Regime: Dedicação exclusiva.


Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul, FZB/RS, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: Voluntário, Enquadramento Funcional: Técnico, Carga horária: 20

Vínculo institucional

2009 - 2011
Vínculo: Estágio, Enquadramento Funcional: Bolsista Iniciação Científica, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: Monitor, Enquadramento Funcional: Monitor Sessão Ecofisiologia Vegetal
Outras informações
VI Jornada de Iniciação Científica - Meio Ambiente - FZB e FEPAM

Vínculo institucional

2006 - 2008
Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Estágio voluntário, Carga horária: 20


Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, PUCRS, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2006
Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Bolsista de Iniciação Científica, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Bolsista CNPq Orientação Profº Drº Marcos Di-Bernardo.

Atividades

8/2007 - 12/2007
Outras atividades técnico-científicas , Faculdade de Biociências, Faculdade de Biociências.

Atividade realizada
Monitoria na disciplina de Biodiversidade Viral e Procariótica para o curso de Ciências Biológicas..
8/2005 - 12/2005
Outras atividades técnico-científicas , Faculdade de Biociências, Faculdade de Biociências.

Atividade realizada
Monitoria na disciplina de Elementos de Anatomia Humana para o curso de Farmácia..


Projetos de pesquisa


2009 - 2011
Dieta e reprodução de Xenodon merremii (Wagler, 1824) no Estado do Rio Grande do Sul, Brasil (Serpentes, Dipsadidae).
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2006 - 2012
Diversidade de Répteis do Rio Grande do Sul.
Descrição: O conhecimento sobre a fauna de répteis do Rio Grande do Sul, com cerca de 110 espécies, ainda é carente de informações básicas em vários aspectos. Várias espécies registradas para o estado não possuem sequer testemunho em coleções e as informações sobre distribuição e história natural de comunidades são ainda mais pobres. Este projeto propõe a revisão taxonômica de alguns grupos de répteis terrestres, a revisão dos registros de várias espécies insuficientemente conhecidas, a realização de estudos sobre composição de comunidades terrestres (com ênfase em unidades de conservação) e aquáticas (água doce e marinhas), a informatização das coleções científicas e a formação de bancos de dados que integrem informações de diversas fonte e naturezas, visando aumentar o conhecimento atual sobre a diversidade do RS. A compilação de informações de várias coleções do Brasil e exterior é essencial para permitir que zonas mal amostradas sejam identificadas e estudos de inventariamento destas áreas sejam executados. Como produtos deste estudo serão produzidas revisões taxonômicas e/ou de distribuição geográfica para as espécies de répteis do RS, bem como publicações com finalidade de divulgação científica por meio impresso e através da INTERNET..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2006 - 2012
Biologia de serpentes: Dieta, Reprodução, Manutenção e Produção de Veneno (Serpentes:Viperidae, Elapidae,Colubridae)
Descrição: As toxinas presentes no veneno das serpentes têm sido empregadas na produção de fármacos (e.g.reguladores de pressão e colas biológicas). O grande número de acidentes ofídicos e a potencial gravidade dos mesmos também gera uma demanda grande por veneno para a produção de soro-antiofídico. O Núcleo Regional deOfiologia de Porto Alegre (NOPA/MCN/FZB) tem mantido regularmente nos últimos 21 anos um plantel de serpentes venenosas do RS, que tem fornecido veneno para institutos produtores de soro-antiofídico e também para a realização de pesquisas sobre a ação das toxinas. O objetivo deste projeto é gerar conhecimento sobre parâmetros importantes da história natural de serpentes venenosas em cativeiro, visando suprir as lacunas nestas informações na natureza. O conhecimento produzido será empregado para aprimorar as técnicas de manejo em cativeiro. A meta principal a ser alcançada é o aumento da expectativa de sobrevivência dos exemplares associada com a melhoria das condições de saúde do plantel. Estes dois fatores somados permitirão, além de um aumento na qualidade do veneno produzido, uma maior sustentabilidade do plantel, diminuindo consideravelmente a demanda por animais selvagens para reposição. O projeto prevê a avaliação de vários fatores que podem afetar a saúde e a conseqüente sobrevivência dos exemplares, tais como: técnicas de manuseio, de alimentação, de manejo para a reprodução, de assepsia, de manejo da quarentena, de seleção de animais, de manejo de filhotes e de diagnóstico, prevenção e tratamento de doenças. Os resultados obtidos poderão ser implementados para qualificar os criadouros de serpentes, atualmente existentes no RS e demais estados do Brasil..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2005 - 2007
História natural e ecologia das comunidades de Anura e Squamata do Escudo Sul-Rio-Grandense
Descrição: O projeto visa caracterizar atributos biológicos e ecológicos das comunidades de anfíbios anuros e répteis escamados de uma das áreas fisiográficas menos conhecidas do Rio Grande do Sul em termos herpetofaunísticos: o Escudo Sul-Rio-Grandense (ou "Serra do Sudeste"). Diversos estudos têm sido desenvolvidos com comunidades herpetológicas para melhor compreender as freqüências relativas de ocorrência e os padrões alimentares, reprodutivos e de utilização de hábitats e substratos das espécies que as compõem, em um esforço contínuo voltado ao estabelecimento de alguns modelos com poder de predição. No Brasil, estudos que abordam diversidade, ecologia e história natural de comunidades de répteis e anfíbios estão concentrados em regiões de clima tropical dominadas pela Floresta Amazônica, Caatinga, Cerrado e Mata Atlântica. Na região Neotropical, a escassez de dados sobre comunidades herpetológicas em áreas de clima temperado evidencia o potencial de geração de conhecimento nesta região. De fato, visitas regulares à área de estudo, localizada no município de São Jerônimo, demonstraram a existência de espécies novas e/ou endêmicas, cuja biologia é completamente ignorada..
Situação: Desativado; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Tyelli dos Santos Ramos - Integrante / Marcos Di-Bernardo - Coordenador / carolina zank - Integrante / Márcio Borges-Martins - Integrante / Rafael Luchessi Balestrin - Integrante / Gláucia Maria Funk Pontes - Integrante / Janaíne Melchiors - Integrante / Ana Carolina Anés - Integrante.
2000 - 2012
Monitoramento de Répteis no Parque COPESUL de Proteção Ambiental
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Projetos de desenvolvimento


2011 - Atual
Desenvolvimento de um biotério experimental para a criação de espécies do gênero Micrurus (cobra-coral) em cativeiro
Descrição: A partir de um intercâmbio técnico-científico entre o ICP e o IVB foram introduzidos no IVB procedimentos realizados pelo grupo da Costa Rica no manejo das espécies de Micrurus. No entanto, foi constatado que as espécies do sudeste e sul do Brasil não se adaptam a esse manejo e a sobrevida dessas espécies ainda é muito baixa, onde atualmente há apenas oito exemplares de Micrurus no plantel de serpentes do IVB. O insucesso em criar essas espécies parece estar muito mais relacionado à falta de um ambiente favorável para mantê-las com umidade e temperatura controladas. No entanto, não há no mercado de suporte para biotérios recipientes projetados para criar esses animais em laboratório. As variações térmicas no Rio de Janeiro são muito altas quando comparadas com as da Costa Rica que quase em todo ano se mantem próximo a 37º C e esse parece ser um ponto chave para a criação dessas espécies em cativeiro. O desenvolvimento de uma área apropriada (um biotério para Micrurus) permitiria estudar questões biológicas dessas espécies e representaria um primeiro esforço para sua criação e reprodução em cativeiro, no Estado do Rio de Janeiro. Os objetivos gerais desse projeto consistem em produzir um ambiente favorável para a criação de espécies do gênero Micrurus. A metodologia será dividida em 3 partes: desenho da caixa de contenção de Micrurus, instalação das estantes para contenção de Micrurus e monitoramento da sobrevida do gênero Micrurus. As serpentes deverão ser monitoradas em relação a adaptação em cativeiro. Os espécimes, uma vez acomodados em seu biotério experimental serão avaliados quanto ao crescimento, ganho de peso, produção de veneno e comportamento reprodutivo. Os resultados esperados são a produção de um plantel de serpentes do gênero Micrurus representativo da região sudeste do Brasil...
Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia.
2.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia.
3.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Morfologia.
4.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Biologia Geral / Subárea: Biologia Geral.
5.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Saúde Coletiva / Subárea: Saúde Coletiva.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
STRAUCH, MARCELO ABRAHÃO2018STRAUCH, MARCELO ABRAHÃO ; SOUZA, GUILHERME JONES ; PEREIRA, JORDANA NAHAR ; RAMOS, TYELLI DOS SANTOS ; CESAR, MARCELO OLIVEIRA ; TOMAZ, MARCELO AMORIM ; MONTEIRO-MACHADO, MARCOS ; PATRÃO-NETO, FERNANDO CHAGAS ; MELO, PAULO A. . True or false coral snake: is it worth the risk? A Micrurus corallinus case report. JOURNAL OF VENOMOUS ANIMALS AND TOXINS INCLUDING TROPICAL DISEASES, v. 24, p. 10, 2018.

2.
Hamdan, B.2015Hamdan, B. ; Citeli, N. ; FERREIRA, V. ; RAMOS, T. S. ; MACHADO, C. . Convivência entre homens e cobras no Rio de Janeiro: área prioritárias para ações ambientais. Educação Ambiental em Ação, v. 54, p. 1-15, 2015.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
RAMOS, T. S.. Desenvolvimento de um biotério experimental para criação de espécies do gênero Micrurus (cobra-coral) em cativeiro.. In: XXX Congresso Brasileiro de Zoologia, 2014, Porto Alegre. Anais do XXX Congresso Brasileiro de Zoologia, 2014.

2.
RAMOS, T. S.; CUNHA, L. E. R. ; CORRÊA-NETTO, C. . Descrição da rotina de manejo e manutenção implantadas no biotério especializado em Micrurus do Instituto Vital Brazil.. In: Encontro Nacional sobre Coleções Biológicas e suas Interfaces, 2014, Rio de Janeiro. Encontro Nacional sobre Coleções Biológicas e suas Interfaces, 2014.

3.
RAMOS, T. S.; CUNHA, L. E. R. ; MACHADO, C. . Acidentes por serpentes do gênero Micrurus (Serpentes, Elapidae) no Brasil - período de 2007 a 2012.. In: X Congreso Latinoamericano de Herpetología, 2014, Cartagena. X Congreso Latinoamericano de Herpetología, 2014.

4.
RAMOS, T. S.; CUNHA, L. E. R. ; CORRÊA-NETTO, C. . Survival estimate of Micrurus after installation of the experimental vivarium in Vital Brazil Institute.. In: II International Meeting Vital para o Brasil, 2014, Campanha. II International Meeting Vital para o Brasil, 2014.

5.
RAMOS, T. S.; CUNHA, L. E. R. ; CORRÊA-NETTO, C. . Development of an experimental vivarium for creation of species genus Micrurus (coral snake) in captivity.. In: I International Meeting Vital para o Brasil, 2013, Niteroi. Vital para o Brasil. Niteroi: Rede Vital Para o Brasil, 2013. v. 1. p. 7-88.

6.
RAMOS, T. S.; LEITAO-DE-ARAUJO, M. . Reprodução de Xenodon merremii (Wagler, 1824) no Estado do Rio Grande do Sul, Brasil (Serpentes, Dipsadidae).. In: VI Jornada de Iniciação Científica - Meio Ambiente, 2010, Porto Alegre. VI Jornada de Iniciação Científica FZB/ FEPAM - Meio Ambiente, 2010.

7.
RAMOS, T. S.; LEITAO-DE-ARAUJO, M. . Incidência sazonal e razão sexual de Bothrops alternatus (Serpentes, Viperidae) no Estado do Rio Grande do Sul, Brasil.. In: Congresso Brasileiro de Zoologia, 2008, Pinhais, PR. Anais do Congresso Brasileiro de Zoologia, 2008.

Apresentações de Trabalho
1.
RAMOS, T. S.; CUNHA, L. E. R. ; CORRÊA-NETTO, C. . Development of an experimental vivarium for creation of species genus Micrurus (coral snake) in captivity.. 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).

2.
RAMOS, T. S.. Biologia ao alcance das mãos - O fantástico mundo das serpentes. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
RAMOS, T. S.. Serpentes Peçonhentas. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
RAMOS, T. S.. As Serpentes do RS. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
RAMOS, T. S.. Animais Peçonhentos. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
RAMOS, T. S.; LEITAO-DE-ARAUJO, M. . Reprodução de Xenodon merremii (Wagler, 1824) no Estado do Rio Grande do Sul, Brasil (Serpentes, Dipsadidae).. 2010. (Apresentação de Trabalho/Outra).

7.
RAMOS, T. S.. Serpentes do RS. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
RAMOS, T. S.. Serpentes do RS. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
RAMOS, T. S.. Animais Peçonhentos. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Demais tipos de produção técnica
1.
RAMOS, T. S.; LEITAO-DE-ARAUJO, M. ; ALVES, M. L. M. . Identificação e Manejo de Serpentes do Rio Grande do Sul. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
RAMOS, T. S.. Instrução de Sobrevivência. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Outra).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Encontro Nacional sobre Coleções Biológicas e suas Interfaceces.Descrição da rotina de manejo e manutenção implantadas no biotério especializado em Micrurus do Instituto Vital Brazil.. 2014. (Encontro).

2.
II International Meeting Vital para o Brasil.Survival estimate of Micrurus after installation of the experimental vivarium in Vital Brazil Institute.. 2014. (Encontro).

3.
X Congreso Latinoamericano de Herpetología. Acidentes por serpentes do gênero Micrurus (Serpentes, Elapidae) no Brasil - período de 2007 a 2012.. 2014. (Congresso).

4.
XXX Congresso Brasileiro de Zoologia. Desenvolvimento de um biotério experimental para criação de espécies do gênero Micrurus (cobra-coral) em cativeiro.. 2014. (Congresso).

5.
I International Meeting Vital para o Brasil.Development of an experimental vivarium for creation of species genus Micrurus (coral snake) in captivity.. 2013. (Encontro).

6.
Ciência na Praça.Educação Ambiental. 2012. (Oficina).

7.
Trilhas da Natureza.Educação Ambiental. 2011. (Outra).

8.
VI Jornada de Iniciação Científica FZBRS/ FEPAM - Meio Ambiente.Reprodução de Xenodon merremii (Wagler, 1824) no Estado do Rio Grande Sul, Brasil (Serpentes, Dipsadidae).. 2010. (Outra).

9.
Ciclo de Seminários PET-Biologia: Desenvolvimento Sustentável. 2009. (Seminário).

10.
Ecologia de Ambientes Litorâneos com ênfase em gerenciamento costeiro. 2009. (Outra).

11.
IX Congresso de Ecologia do Brasil. 2009. (Congresso).

12.
Simpósio - O Futuro dos Campos: Conservação e Uso Sustentável. 2009. (Simpósio).

13.
24ª Semana do Meio Ambiente de Porto Alegre. 2008. (Outra).

14.
XXVII Congresso Brasileiro de Zoologia. Incidência sazonal e razão sexual de Bothrops alternatus (Serpentes, Viperidae) no Estado do Rio Grande do Sul, Brasil.. 2008. (Congresso).

15.
Ciclo de Seminários PET-Biologia: Diversidade Biológica. 2007. (Seminário).

16.
Projeto Trilhas Interpretativas (Trilha Estação Ecológico do Taim). 2007. (Oficina).

17.
XIX Semana Nacional de Oceanografia. 2007. (Simpósio).

18.
II Semana Acadêmica Interdisciplinar - Faculdade de Biociências, Farmácia, Química, Medicina, Fisioterapia, Enfermagem e Nutrilçao.. 2006. (Encontro).

19.
XXVI Congresso Brasileiro de Zoologia. 2006. (Congresso).

20.
Ciclo de Seminários Sobre Epistemologia Ciência e Evolução. 2005. (Seminário).

21.
I Semana Acadêmica Interdisciplinar - Faculdade de Biociências, Farmácia e Química. 2005. (Encontro).



Inovação



Projeto de desenvolvimento tecnológico


Educação e Popularização de C & T



Apresentações de Trabalho
1.
RAMOS, T. S.. Animais Peçonhentos. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
RAMOS, T. S.. Serpentes do RS. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
RAMOS, T. S.. Serpentes do RS. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
RAMOS, T. S.. As Serpentes do RS. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
RAMOS, T. S.. Animais Peçonhentos. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
RAMOS, T. S.. Biologia ao alcance das mãos - O fantástico mundo das serpentes. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
RAMOS, T. S.. Serpentes Peçonhentas. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 17/12/2018 às 12:39:49