Umberto Mignozzetti

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/7400918082067895
  • Última atualização do currículo em 17/07/2018


Tenho graduação em Ciências Sociais, Mestrado e Doutorado em Ciência Política pela Universidade de São Paulo. Curso doutorado em Ciência Política na New York University. Tenho graduação incompleta em Matemática Aplicada e Computacional pelo Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo. Minhas áreas de atuação são Economia Política Comparada, Economia Política Internacional e Política Comparada. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Umberto Mignozzetti
Nome em citações bibliográficas
MIGNOZZETTI, U. G.;Mignozzetti, Umberto G.;Mignozzetti, Umberto Guarnier;MIGNOZZETTI, UMBERTO;Mignozzetti, U. G.;Mignozetti, Umberto Guarnier;Mignozzetti, Umberto;Mignozzetti, U.

Endereço


Endereço Profissional
Fundação Getúlio Vargas, FGV São Paulo, CPDOC.
Edifício Barão de Cristina
Bela Vista
01311927 - São Paulo, SP - Brasil
Telefone: (11) 37993755
URL da Homepage: http://ri.fgv.br


Formação acadêmica/titulação


2012
Doutorado em andamento em POLITICAL SCIENCE.
New York University, NYU, Estados Unidos.
Título: Three Essays in International and Comparative Political Economy,
Orientador: Catherine Hafer.
Coorientador: Howard Rosenthal.
Bolsista do(a): MacCracken Fellowship - New York University, MACCRACKEN - NYU, Estados Unidos.
2010 - 2014
Doutorado em Ciência Política.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Relações Comerciais e alinhamento em votações na Assembléia Geral da ONU, Ano de obtenção: 2014.
Orientador: Prof. Dr. Amâncio Jorge Silva Nunes de Oliveira.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Palavras-chave: Comércio Internacional; Assembléia Geral da ONU; Relações Internacionais; Métodos Quantitativos em Ciência Política.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Política Internacional.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Política Internacional / Especialidade: Relações Internacionais, Bilaterais e Multilaterais.
2007 - 2009
Mestrado em Ciência Política.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: A apropriação de modelos estrangeiros pelo Pensamento Político Brasileiro: o uso do pensamento francês na experiência política de Bernardo Pereira de Vasconcelos, Marquês de São Vicente e Visconde do Uruguai.,Ano de Obtenção: 2009.
Orientador: Bernardo Ricupero.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Brasil Império; Modelos Estrangeiros; Visconde do Uruguai.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Teoria Política.
2008 interrompida
Graduação interrompida em 2011 em Matemática Aplicada e Computacional Com Habilitação em Ciências Biológicas.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Ano de interrupção: 2011
2002 - 2006
Graduação em Ciências Sociais.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Pensamento e Construção do Aparelho Estatal no Brasil Império: um estudo sobre as idéias saquarema e a centralização no governo Imperial..
Orientador: Prof. Dr. Bernardo Ricupero.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.




Formação Complementar


2016 - 2016
IRB.
COLLABORATIVE INSTITUTIONAL TRAINING INITIATIVE, CITI, Estados Unidos.
2012 - 2012
Behavioral Game Theory. (Carga horária: 60h).
International Political Science Association, IPSA, Canadá.
2011 - 2011
Advanced Topics in Maximum Likelihood Estimation. (Carga horária: 40h).
Inter-University Consortium for Political and Social Research, ICPSR, Estados Unidos.
2011 - 2011
Advanced Game Theory. (Carga horária: 40h).
Inter-University Consortium for Political and Social Research, ICPSR, Estados Unidos.
2011 - 2011
Experimental Design. (Carga horária: 60h).
International Political Science Association, IPSA, Canadá.
2011 - 2011
Advanced Multivariate Statistical Methods. (Carga horária: 40h).
Inter-University Consortium for Political and Social Research, ICPSR, Estados Unidos.
2010 - 2010
Mathematical Modeling. (Carga horária: 60h).
International Political Science Association, IPSA, Canadá.


Atuação Profissional



Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Colaborador em projeto, Enquadramento Funcional: Colaborador, Carga horária: 10
Outras informações
Colaborador em projeto de pesquisa


Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2009
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Fundação Getúlio Vargas, FGV, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

09/2016 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , FGV São Paulo, CPDOC.

Linhas de pesquisa
Economia Política Comparada


Linhas de pesquisa


1.
Economia Política Comparada


Projetos de pesquisa


2017 - Atual
Incentives for Preventive Health Care Provision: The Brazilian Case
Descrição: Mosquito-borne diseases are among the leading causes of death in humans. The recent Zika virus epidemics highlight the dangers of the Aedes Aegypti, especially for infants and pregnant woman. Since the efforts to combat the epidemic are usually driven by community-based health interventions, I propose a field experiment to measure how to optimally incentivize the community health care agents in Brazil. The experiment will consist of hired and trained subjects to visit houses and help residents to identify Aedes Aegypti breeding sites. I will randomly assign performance monetary rewards and pro-social incentives to subjects. Their performance will be monitored using cell phone data and position. After the intervention, I will apply a post-treatment survey, and during six months I will monitor the incidence of diseases transmitted by the Aedes Aegypti (mainly Dengue, Zika and Chikungunya). My goal is to measure the impact of the overall intervention, and also to find the optimal combination of incentives to maximize the benefits of these policies..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Umberto Mignozzetti - Integrante / Umberto Guarnier Mignozzetti - Coordenador / Márcio Grijó - Integrante.Financiador(es): Fundação Getúlio Vargas - Auxílio financeiro.
2017 - Atual
RELAÇÃO ENTRE QUANTIDADE DE LEGISLADORES E BEM-ESTAR SOCIAL
Descrição: What is the effect of legislature size on human development? While the effect might be positive in countries where institutions work well, adding politicians can be harmful in countries plagued by corruption, clientelism, and other institutional inefficiencies. Using evidence from population discontinuities for city council size in Brazil, preliminary results indicate that additional legislators improve education and health care outcomes, and lower requests for conditional cash transfers. By investigating the mechanism that drives the results, we find that larger legislatures tend to empower the mayors, making it easier for them to implement their agendas..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2009 - 2012
O Congresso Nacional no Contexto do Presidencialismo de Coalizão
Descrição: O projeto tem por objetivo analisar o desempenho do Congresso Nacional brasileiro considerando as suas funções constitucionais de legislar e fiscalizar o poder executivo e, ao mesmo tempo, representar a sociedade no sistema político. Com base na literatura especializada, o projeto testa - com base em dados sobre as iniciativas parlamentares em duas legislaturas: 1999-2002 e 2003-2006 - duas hipóteses concorrentes: uma que considera que o presidencialismo de coalizão leva o Congresso a um desempenho de natureza estritamente reativa; e outra que considera que, a depender da sua área de atuação (políticas públicas), o Congresso articula melhor a sua função de representação.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2005 - 2009
A Desconfiança dos Cidadãos das Instituições Democráticas no Brasil
Descrição: O projeto tem por objetivo analisar a questão da desconfiança dos cidadãos brasileiros em relação com as instituições democráticas. O Brasil vive um paradoxo: enquanto existe adesão majoritária da opinião pública ao regime democrático per se, mais de 2/3 dos brasileiros desconfiam de instituições como legislativo, judiciário, executivo e serviços públicos como educação, saude, segurança, etc, sem falar de governos e políticos. O projeto propõe-se a examinar esse paradoxo e, para isso, discute a relevância dos conceitos de apoio político e confiança política para o exame de dados empíricos decorrentes de várias pesquisas internacionais realizadas desde meados dos anos 80 que incluem o Brasil (trata-se dos bancos disponibilizados pelo Instituto Latinobarometro e World Values Survey). As principais hipóteses de trabalho partem do pressuposto segundo o qual o desempenho das instituições é fundamental para explicar o fenômeno da desconfiança: o desempenho eficaz e, ao mesmo tempo, imparcial, impessoal, probo, equânime e respeitador da natureza universalista das instituições gera confiança; o comportamento ineficaz, antirepublicano e que não respeito o princípio de equidade e de imparcialidade no tratamento dos cidadãos pelas instituições gera desconfiança. O projeto pretende, assim, consolidar um modelo de análise do fenômeno da confiança baseado no desempenho das instituições para o funcionamento do regime democrático e, para isso, considera tanto a sua significação normativa, como os seus resultados concretos - ambos capazes de influenciar a formação das atitudes e das opiniões dos cidadãos a respeito delas.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Membro de corpo editorial


2010 - 2012
Periódico: Leviathan (São Paulo)


Revisor de periódico


2010 - 2012
Periódico: Leviathan (São Paulo)
2013 - Atual
Periódico: Revista de Sociologia e Política (UFPR. Impresso)
2016 - Atual
Periódico: Colombia Internacional
2017 - Atual
Periódico: REVISTA BRASILEIRA DE CIÊNCIAS SOCIAIS (IMPRESSO)
2017 - Atual
Periódico: WORLD DEVELOPMENT
2018 - Atual
Periódico: POLITICA HOJE (UFPE. IMPRESSO)
2018 - Atual
Periódico: THIRD WORLD QUARTERLY
2018 - Atual
Periódico: BIB REVISTA BRASILEIRA DE INFORMACAO BIBLIOGRAFICA EM CIENCIAS SOCIAIS


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Economia Política Comparada.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Economia Política Internacional.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Economia Política.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Política Comparada.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Prêmios e títulos


2011
Menção Honrosa para o Prêmio Marcus Figueiredo ? Jovem Pesquisador em Opinião Pública, IV Congresso Latino Americano da WAPOR.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
VASSELAI, F.2014VASSELAI, F. ; MIGNOZZETTI, U. G. . O Efeito das Emendas ao Orçamento no Comportamento Parlamentar e a Dimensão Temporal: Velhas Teses, Novos Testes. Dados (Rio de Janeiro. Impresso), v. 53, p. 817-853, 2014.

2.
BECK, N. L.2014BECK, N. L. ; KATZ, J. N. ; MIGNOZZETTI, U. G. . Of Nickell Bias and its Cures: Comment on Gaibulloev, Sandler, and Sul. Political Analysis, v. 22, p. 274-278, 2014.

3.
MIGNOZZETTI, U. G.2012MIGNOZZETTI, U. G. ; GALDINO, M. ; BERNABEL, R. T. . Um Modelo para Explicar as Coligações Eleitorais para a Câmara Federal Brasileira (1998-2006). Politica Hoje (UFPE. Impresso), v. 20, p. 741-788, 2012.

4.
BERNABEL, R. T.2012BERNABEL, R. T. ; MIGNOZZETTI, U. G. . Grupos de interesse, preferências dos parlamentares e pressão midiática: um modelo formal para o Legislativo sob a influência de grupos de interesse e da mídia. Paraná Eleitoral, v. 1, p. 147-160, 2012.

5.
MIGNOZZETTI, UMBERTO2012MIGNOZZETTI, UMBERTO ; GALDINO, MANOEL ; FELIX, ALEXANDRE LANDIM ; CEZAR, IRINA ; SANCHES, MAITÊ ; BERNABEL, RODOLPHO . Ensino superior e voto: análise do comportamento eleitoral da comunidade uspiana em 2010. Opinião Pública (UNICAMP. Impresso), v. 18, p. 513-535, 2012.

6.
MIGNOZZETTI, U. G.2011MIGNOZZETTI, U. G. . O impacto da corrupção sobre a qualidade do governo democrático. Plural (São Paulo. Online), v. 18, p. 111-133, 2011.

7.
CARNEIRO, L. P.2011CARNEIRO, L. P. ; MIGNOZZETTI, U. G. ; MOREIRA, R. . O Poder Ausente: O Congresso Nacional e Segurança Pública no Brasil. Cadernos ADENAUER (São Paulo), v. XII, p. 69-82, 2011.

8.
MIGNOZZETTI, U. G.2006MIGNOZZETTI, U. G. . Pensamento, Aparelho Estatal Imperial e Influências Estrangeiras: Um estudo sobre as influências francesas no pensamento de Visconde do Uruguai. Revista Três [...] Pontos (UFMG), v. 3, p. 71-78, 2006.

Capítulos de livros publicados
1.
Mignozzetti, Umberto G. . Impacto da Corrupção sobre a Qualidade do Governo Democrático. In: José Álvaro Moisés; Rachel Meneguello. (Org.). A Desconfiança Política e seus Impactos na Qualidade da Democracia. 1ed.São Paulo: EdUSP, 2013, v. , p. 259-280.

2.
ALMEIDA, M. H. T. ; PEREIRA, A. B. ; MIGNOZZETTI, U. G. . Brasil: las capas medias en las elecciones presidenciales de 2010. In: Ludolfo Paramio. (Org.). Clases medias y procesos electorales en América Latina. 1ed.Madrid: Los Libros de la Catarata, 2012, v. , p. 208-225.

3.
CARNEIRO, L. P. ; MIGNOZZETTI, U. G. ; MUCINHATO, R. . O Poder Ausente: o Congresso Nacional e a Segurança Pública no Brasil. In: José Alvaro Moisés. (Org.). O Papel do Congresso Nacional No Presidencialismo de Coalizão. : , 2011, v. , p. 60-74.

4.
MIGNOZZETTI, U. G. ; BERNABEL, R. T. ; GALDINO, M. . Faz alguma diferença corrigir as distorções de representação no Brasil? Um estudo sobre a interação entre a arena eleitoral e a arena legislativa.. In: José Alvaro Moisés. (Org.). O Papel do Congresso Nacional No Presidencialismo de Coalizão. : , 2011, v. , p. 98-110.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
Mignozzetti, U. ; CEPALUNI, G. . When does Clientelism Pay off? Legislature size and welfare in Brazil. In: Annual Meeting of Midwest Political Science Association, 2017, Chicago. Annual Meeting of Midwest Political Science Association, 2017.

2.
CEPALUNI, G. ; Mignozzetti, U. . Bias and Fairness in International Courts: WTO DSM Before and After 9/11 Attacks. In: Annual Meeting International Studies Association, 2017, Baltimore. Annual Meeting International Studies Association, 2017.

3.
Mignozzetti, U. . Incentives for Preventive Health Care Provision: pre-analysis plan. In: AnnuaL Meeting of Midwest Political Science Association, 2017, Chicago. Annual Meeting of Midwest Political Science Association, 2017.

4.
HAFER, C. ; Mignozzetti, U. . International Institutions and Rogue States Deterrence. In: Annual Meeting American Political Science Association, 2016, Philadelphia. Annual Meeting American Political Science Association, 2016.

5.
CEPALUNI, G. ; Mignozzetti, U. . Politics Matter: Legislature Size and Welfare with Evidence from Brazil. In: Annual Meeting Southern Political Science Association, 2016, Puerto Rico. Annual Meeting Southern Political Science Association, 2016.

6.
BERNABEL, R. T. ; GALDINO, M. ; MIGNOZZETTI, U. G. ; VASSELAI, F. . Um modelo para explicar as Coligações Eleitorais para a Câmara Federal Brasileira (1998-2006). In: Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política, 2010, Recife. Anais 7º Encontro ABCP, 2010.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
MIGNOZZETTI, U. G. . Pensamento e Construção do Aparelho Estatal no Brasil Império. In: Pensamento e Construção do Aparelho Estatal no Brasil Império, 2006, Belo Horizonte. Anais ABCP, 2006.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
VASSELAI, F. ; MIGNOZZETTI, U. G. . A influência das Emendas Parlamentares ao Orçamento no apoio parlamentar ao Executivo no Brasil. In: V CONGRESO LATINOAMERICANO DE CIENCIA POLÍTICA, 2010, Buenos Aires. Integración, Diversidad y Democracia en tiempos del Bicentenario, 2010.

2.
VASSELAI, F. ; MIGNOZZETTI, U. G. . Emendas individuais ao orçamento ou partidos fortes no Legislativo: efeitos sobre a disciplina parlamentar considerando o fator tempo. In: 34º Encontro Nacional da ANPOCS, 2010, Caxambu. Programa e Resumos - 34º Encontro Nacional da ANPOCS, 2010.

3.
MIGNOZZETTI, U. G. . Relações Comerciais e Alinhamento nas decisões em organizações multilaterais: um estudo dos padrões de votação na Assembléia Geral da ONU. In: 34º Encontro Nacional da ANPOCS, 2010, Caxambu. Programa e Resumos - 34º Encontro Nacional da ANPOCS, 2010.

Apresentações de Trabalho
1.
ARAUJO, V. ; IZUMI, M. ; LIMONGI, F. ; Mignozzetti, U. . Incumbency Disadvantage and Electoral Campaigning in Developing Countries: Theory and Evidence from Brazil. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
Mignozzetti, U. ; SEXTON, R. . The Art of Not Being Coerced: How Outside Options Shape Elections in Weakly Institutionalized Democracies. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
Mignozzetti, U. . Electoral Systems, Competition, and Incentives for Corruption. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
ARIAS, E. ; CEPALUNI, G. ; Mignozzetti, Umberto G. . Bias and Fairness in International Courts: WTO DSM Before and After 9/11 Attacks. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

5.
Mignozzetti, U. ; CEPALUNI, G. . When does Clientelism pay off? Legislature Size and Welfare in Brazil. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

6.
Mignozzetti, U. . When does clientelism pay off? Legislature size and welfare in Brazil. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

7.
Mignozzetti, U. . Mesa Redonda sobre Interdisciplinaridade em Contabilidade Pública. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
Mignozzetti, U. . Incentives in Preventive Health Care Provision: a Research Design. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

9.
Mignozzetti, Umberto . When does Clientelism pay off? Legislature size and welfare in Brazil. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

10.
Mignozzetti, U. . Electoral Systems, Competition, and Incentives for Corruption. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

11.
Mignozzetti, U. G. . When does clientelism pay off? Legislature Size and Welfare in Brazil. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

12.
Mignozzetti, U. G. . Incentives for Preventive Health Care Provision: The Brazilian Case. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

13.
MIGNOZZETTI, U. G. ; CEPALUNI, G. . When does Clientelism Pay-off? Legislature Size and Welfare in Brazil. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

14.
CEPALUNI, G. ; Mignozzetti, U. G. . Politics Matter: Legislature Size and Welfare with Evidence from Brazil. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

15.
CEPALUNI, G. ; Mignozzetti, U. G. . Bias and Fairness in International Courts: WTO DSM Before and After 9/11 Attacks. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

16.
HAFER, C. ; MIGNOZZETTI, U. G. . International Institutions and Rogue States Deterrence. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

17.
CEPALUNI, G. ; MIGNOZZETTI, U. G. . Politics Matter: Legislature Size and Welfare with Evidence from Brazil. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

18.
MIGNOZZETTI, U. G. . Electoral systems, competition, and incentives for corruption. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

19.
MIGNOZZETTI, U. G. . Relações Comerciais e Alinhamento na Assembléia Geral da ONU. 2011. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

20.
MIGNOZZETTI, U. G. . Does International Trade Contribute to Cooperation in Multilateral Arenas? Trade and Voting Patterns in UN General Assembly. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

21.
MIGNOZZETTI, U. G. ; GALDINO, M. . The budgetary game: a game theoretical approach to public budget in Brazil. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

22.
MIGNOZZETTI, U. G. ; BERNABEL, R. T. ; GALDINO, M. . A cooperative model to pre-electoral coalition formation. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

23.
MIGNOZZETTI, U. G. . O Impacto da Corrupção sobre a Qualidade da Democracia. 2008. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

24.
MIGNOZZETTI, U. G. ; BERNABEL, R. T. . Um modelo formal para compreender o impacto da ação de Grupos de Interesse na política Brasileira. 2008. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

25.
MIGNOZZETTI, U. G. . Visconde do Uruguai e o "Idealismo Orgânico". 2008. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

26.
MIGNOZZETTI, U. G. . Pensamento e Construção do Aparelho Estatal no Brasil Império. 2006. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

Outras produções bibliográficas
1.
MIGNOZZETTI, U. G. . Introdução ao R Commander 2009 (Apostila).


Demais tipos de produção técnica
1.
Mignozzetti, U. . Crush Course in Game Theory for Political Scientists. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
Mignozzetti, U. . Introduction to Game Theory. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

3.
Mignozzetti, U. . Introdução à Teoria dos Jogos. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

4.
Mignozzetti, U. . Análise de Risco Político. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

5.
MIGNOZZETTI, U. G. . Teoria dos Jogos. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

6.
MIGNOZZETTI, U. G. . Introdução ao pacote estatístico R. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

7.
LANDIM, A. ; GALDINO, M. ; MIGNOZZETTI, U. G. ; SANCHES, M. ; CEZAR, I. F. . Intenção de Voto na USP, 2010 ? 2º turno. 2010. (Banco de dados).

8.
MIGNOZZETTI, U. G. . Banco de dados de coligações e partidos para o Legislativo Federal 1998-2006. 2010. (Banco de dados).

9.
MIGNOZZETTI, U. G. . SPSS Aplicado em Ciências Sociais e Relações Internacionais. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

10.
MIGNOZZETTI, U. G. . Análise de Regressão Aplicada às Ciências Sociais. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

11.
BERNABEL, R. T. ; MIGNOZZETTI, U. G. . Estatistica em R. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

12.
MIGNOZZETTI, U. G. . Estatística Básica para Relações Internacionais. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Teses de doutorado
1.
BERNABEL, RODOLPHO; MIGNOZZETTI, U. G.; OLIVEIRA, A. J. S. N.; PINHEIRO, F.; RIBEIRO, P. F.. Participação em banca de Robert Myles McDonnell. Explaining the Determinants of Foreign Policy Voting Behaviour in the Brazilian Houses of Legislature, with a Focus on the Senate.. 2016. Tese (Doutorado em Relações Internacionais) - Universidade de São Paulo.

2.
LIMONGI, F.; RICCI, P.; TAROUCO, G.; SILVA, G.; MIGNOZZETTI, U. G.. Participação em banca de Davi Cordeiro Moreira. Com a palavra os nobres deputados: frequencia e enfase temática dos discursos dos parlamentares brasileiros. 2016. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade de São Paulo.

Qualificações de Doutorado
1.
ONUKI, J.; OLIVEIRA, A. J. S. N.; Mignozzetti, U.. Participação em banca de Matheus Soldi Hardt. Partidos Políticos, Política Externa, e Opinião Pública. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Relações Internacionais) - Universidade de São Paulo.

Qualificações de Mestrado
1.
LIMA, R.; MIGNOZZETTI, UMBERTO; PERERA, L. C.; SAVIOIA, J.. Participação em banca de Fabiano Shimabuku. Causas e consequências da operação lava-jato: um estudo econômico e socioambiental da Petrobras. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Economia, Administracao e Contabilidade) - Universidade Presbiteriana Mackenzie.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
EGAP 22.Information and Accountability. 2018. (Seminário).

2.
Information and Electoral Accountability: Brazil in Comparative Perspective.information and Electoral Accountability: Brazil in Comparative Perspective. 2017. (Seminário).

3.
MPSA. Incentives in Preventive Health Care Provision: Zika in Brazil. 2017. (Congresso).

4.
V Simpósio dos Pós-Graduandos em Ciência Política da USP.O impacto da corrupção sobre a qualidade da democracia. 2008. (Simpósio).

5.
Pensamento e Construção do Aparelho Estatal no Brasil Império.Encontro da Assiciação Brasieira de Ciência Política. 2006. (Encontro).

6.
II Congresso Agulhas Negras. II Congresso Agulhas Negras. 2005. (Congresso).

7.
XXVIII Encontro da Associação Nacional de Pós Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais.XXVIII Encontro da Associação Nacional de Pós Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais. 2004. (Encontro).

8.
XXVII Encontro da Associação Nacional de Pós Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais.XXVII Encontro da Associação Nacional de Pós Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais. 2003. (Encontro).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
MIGNOZZETTI, U. G. . II Fórum Brasileiro de Pós-Graduação em Ciência Politica. 2011. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Monografias de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Desemparats Bernal Ortega. Riscos na formação de consórcios e consórcios privados internacionais. Início: 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em MBA em Relações Internacionais) - Fundação Getúlio Vargas. (Orientador).



Inovação



Projetos de pesquisa


Educação e Popularização de C & T



Apresentações de Trabalho
1.
Mignozzetti, U. . When does clientelism pay off? Legislature size and welfare in Brazil. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).


Cursos de curta duração ministrados
1.
Mignozzetti, U. . Introduction to Game Theory. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
Mignozzetti, U. . Introdução à Teoria dos Jogos. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

3.
Mignozzetti, U. . Análise de Risco Político. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).



Outras informações relevantes


Sou filiado às seguintes Associação Acadêmicas: APSA; ABCP; ABRI; ANPOCS; ISA; MPSA; PCS; SPSA.

A partir de Fevereiro de 2018 me tornei Fellow da EGAP (Evidence in Governance and Politics), uma das mais importantes redes de pesquisadores em Ciências Sociais no mundo, que investiga quais políticas públicas impactam em governança e desenvolvimento.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 09/12/2018 às 21:39:24