Washington Inácio de Souza Soares

Bolsista de Desenvolvimento Tecnológico em TICs do CNPq - Nível F

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/0292258302747652
  • Última atualização do currículo em 04/09/2018


Doutorando em Física pelo Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF). Atua como voluntário (não-remunerado) no PVNC (Pré-Vestibular para Negros e Carentes) http://www.pvnc.com.br/ . Tem experiência na área de Física com Computação Algébrica, Matemática Aplicada, Ensino de Física, Física de Partículas e Campos, Simulação e criação de conteúdos interativos nas áreas de Matemática, Física e Química. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Washington Inácio de Souza Soares
Nome em citações bibliográficas
Soares, I.


Formação acadêmica/titulação


2015 - 2018
Mestrado em Física.
Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas, CBPF, Brasil.
Título: Um Modelo de Eletromagnetismo Não-Linear com Quadruplete de Bósons Vetoriais,Ano de Obtenção: 2018.
Orientador: José Abdalla Helayël-Neto.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Eletromagnetismo Não-Linear; Fótons Auto-Interagentes.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra
2003 - 2014
Graduação em Bacharelado em Física.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.




Atuação Profissional



Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas, CBPF, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - 2018
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Mestrado


Movimento PVNC-Pré-Vestibular para Negros e Carentes, PVNC, Brasil.
Vínculo institucional

2004 - 2018
Vínculo: Voluntário, Enquadramento Funcional: Professor



Projetos de desenvolvimento


2016 - Atual
Engenharia Fotônica
Descrição: O século 20 foi o dos elétrons. Diversas inovações aconteceram, a partir das propriedades dos elétrons. Entretanto, apesar dessas inúmeras inovações acontecidas devido a propriedades eletromagnéticas do elétron, o século 21 será o do fóton. Espera-se o advento de uma nova geração de inovações oriundas de propriedades eletromagnéticas do fóton. Neste século se prevê uma substituição gradual da eletrônica e mecânica pela fotônica; as comunicações ópticas e as memórias ópticas são apenas alguns exemplos. Desafios fundamentais como o aumento de capacidade de sistemas de transmissão de dados por fibra óptica, aplicações de lasers em medicina e biologia dependem dos avanços científicos em ciência básica na física atômica e molecular de novos materiais. A nossa proposta origina-se num primeiro momento de uma nova interpretação do eletromagnetismo. O status quo são as Equações de Maxwell. A partir delas a origem do fenômeno eletromagnético está na oscilação de cargas elétricas, isto é, o fóton é apenas um transmissor de energia eletromagnética. Na linha de pesquisa 'Física da Luz' desenvolve-se um novo eletromagnetismo onde a luz se torna uma causa. Estaria nela a origem do fenômeno eletromagnético. Em consequência, as equações de Maxwell são estendidas para uma chamada 'Física da Luz'. Novos termos conceituais surgem e novas propriedades eletromagnéticas são obtidas teoricamente. Desta forma a proposta desse projeto consiste em explorar essas novas propriedades eletromagnéticas desenvolvidas pela Física da Luz e utilizá-las como fontes de inovação. Isto é, simulá-las em computador. No lugar de experimento, a época atual permite que antes de irmos para a fabricação de um produto possamos testar suas possibilidades através de simulações na tela de um computador. O projeto 'Engenharia Fotônica' é uma junção entre a linha de pesquisa 'Física da Luz' com o software MapleSim (www.maplesoft.com). A sua proposta está em criar inovações voltadas à fotônica e às telecomunicações, no contexto de desenvolvimento de métodos matemáticos e sua simulação simbólica utilizando para isso a tecnologia MapleSim e outras..
Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento.
2014 - 2017
Professor Global
Descrição: Cursos STEM criam desafios específicos para sistemas de materiais didáticos. O sistema deve fornecer o uso de notação matemática; conteúdos interativos, contendo gráficos, animações; geração de questões para avaliações e testes; correção automática e feedback, e muito mais. Uma plataforma realmente efetiva de materiais de curso, como o Mobius da Maplesoft, permite um duplo e direto aprendizado. Estudantes são capazes de interagir com os materiais e com instrutores no seu próprio ritmo, para confirmar um nível suficiente de desentendimento para seguir para novos conceitos. Isto cria um ambiente personalizado de aprendizagem onde estudantes de diversos níveis de conhecimento e com diferentes experiências educacionais podem trabalhar através dos mesmos materiais em uma progressão que é confortável para eles para assegurar que o nível requerido de compreensão seja alcançado. O conteúdo pode ser revisado quantas vezes for necessário e os estudantes podem completar inúmeras tarefas e testes de revisão até que estejam seguros do conteúdo sendo ensinado..
Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Física / Subárea: LICENCIATURA EM FÍSICA.
2.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Física / Subárea: Física das Partículas Elementares e Campos.
3.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Física / Subárea: Computação Científica.


Idiomas


Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Produções



Produção bibliográfica

Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
Soares, I.. Conteúdos interativos na área das Exatas. 2016.



Inovação



Projeto de desenvolvimento tecnológico



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 14/12/2018 às 22:54:28