Alexander Birbrair

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/5401157008587054
  • Última atualização do currículo em 30/01/2019


Membro Afiliado da Academia Brasileira de Ciências. É professor adjunto do Departamento de Patologia do Instituto de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Minas Gerais. Possui graduação em Biomedicina pela Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) (2005-2009), doutorado em Neurociência pela Wake Forest University, Carolina do Norte, Estados Unidos (2010-2014) e pós-doutorado em Biologia Celular no Albert Einstein School of Medicine em Nova York, Estados Unidos (2014-2016). Tem experiência na área de Biologia e Genética Molecular, Farmacologia, Fisiologia, Patologia, Biotecnologia e Biologia Celular. Atualmente, a palavra-chave no meu laboratório é microambiente tecidual. Tentamos desvendar a função de cada componente celular nos tecidos sob várias condições fisiológicas e patológicas.

(Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Alexander Birbrair
Nome em citações bibliográficas
BIRBRAIR, A.;BIRBRAIR, ALEXANDER;BIRBRAIR, A

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal de Minas Gerais, Instituto de Ciências Biológicas.
Universidade Federal de Minas Gerais
Pampulha
31270901 - Belo Horizonte, MG - Brasil
Telefone: (031) 983806886


Formação acadêmica/titulação


2010 - 2014
Doutorado em Neuroscience.
Wake Forest University, WFU, Estados Unidos.
Título: Pericyte subtypes at the intersection between tissue regeneration and pathology, Ano de obtenção: 2014.
Orientador: Osvaldo Delbono, PhD, MD.
Coorientador: Akiva Mintz, PhD, MD.
Bolsista do(a): American Federation of Aging Research, AFAR, Estados Unidos.
2005 - 2009
Graduação em Biomedicina.
Universidade Estadual de Santa Cruz, UESC, Brasil.
Orientador: Rachel Passos Rezende e Joao Carlos Teixeira Dias.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia, FAPESB, Brasil.


Pós-doutorado


2014 - 2016
Pós-Doutorado.
Albert Einstein College of Medicine, EINSTEIN, Estados Unidos.
Bolsista do(a): National Institute of Health, NIH, Estados Unidos.


Formação Complementar


2007 - 2007
BIOMARCADORES DE PROCESSOS OXIDATIVOS. (Carga horária: 6h).
Sociedade Brasileira de Bioquímica e Biologia Molecular, SBBQ, Brasil.
2007 - 2007
"ESTRATEGIAS DE INTERAÇAO FUNGO-CELULA". (Carga horária: 4h).
Sociedade Brasileira de Microbiologia, SBM, Brasil.
2007 - 2007
"Células-tronco: fatos, ficçao e futuro". (Carga horária: 3h).
Sociedade Brasileira de Genética, SBG, Brasil.
2006 - 2006
Controle de Qualidade Interno (Hemato-Bioquimica). (Carga horária: 8h).
Associação Brasileira de Biomedicina, ABBM, Brasil.
2006 - 2006
Resuscitação Cardiopulmonar. (Carga horária: 2h).
Universidade Estadual de Santa Cruz, UESC, Brasil.
2006 - 2006
Análise e Interpretação de Exames Laboratoriais. (Carga horária: 12h).
Faculdade de Tecnologia e Ciências, FTC, Brasil.
2006 - 2006
"Elementos de transposiçao em procariotos". (Carga horária: 3h).
Sociedade Brasileira de Genética, SBG, Brasil.
2006 - 2006
"Alteraçoes genéticas e epigenéticas em cancer". (Carga horária: 3h).
Sociedade Brasileira de Genética, SBG, Brasil.
2006 - 2006
Avaliaçao Laboratorial de auto-anticorpos. (Carga horária: 4h).
Associação Brasileira de Biomedicina, ABBM, Brasil.
2005 - 2005
MICOLOGIA - ASPECTOS CLÍNICOS E LABORATORIAIS. (Carga horária: 8h).
Universidade Estadual de Santa Cruz, UESC, Brasil.
2005 - 2005
MARCADORES DE DOENÇA RECENTE NA TOXOPLASMOSE. (Carga horária: 4h).
Universidade Estadual de Santa Cruz, UESC, Brasil.
2005 - 2005
CS1 Resistência bacteriana aos antibióticos. (Carga horária: 3h).
Sociedade Brasileira de Microbiologia, SBM, Brasil.
2005 - 2005
Biorremediação de poluentes por microorganismos. (Carga horária: 16h).
Universidade Estadual de Santa Cruz, UESC, Brasil.
2005 - 2005
CS2 Resistência bacteriana aos antibióticos. (Carga horária: 3h).
Sociedade Brasileira de Microbiologia, SBM, Brasil.
2005 - 2005
Biossegurança e Segurança Laboratorial. (Carga horária: 25h).
Universidade Estadual de Santa Cruz, UESC, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

09/2018 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto de Ciências Biológicas, .

Cargo ou função
Membro da Comissao Interna de Biosseguranca (CIBIO).
08/2018 - Atual
Ensino, Medicina, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Patologia Geral
08/2018 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto de Ciências Biológicas, .

Cargo ou função
Membro da Comissao de Acompanhamento de Projeto do Bioterio de Experimentacao do ICB.
05/2018 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Patologia Geral.

Cargo ou função
Vice-coordenador do Bioterio do Departamento de Patologia.
07/2017 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Faculdade de Farmácia da UFMG, Colegiado de Biomedicina.

Cargo ou função
Representante docente do ICB no órgão colegiado..
06/2017 - Atual
Ensino, Patologia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Topicos em Patologia
06/2017 - Atual
Ensino, Patologia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Uso de animais transgenicos em pesquisa
08/2016 - Atual
Ensino, Biomedicina, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Patologia Geral
08/2016 - Atual
Ensino, Farmácia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Patologia Geral
08/2016 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Reitoria, Pró-Reitoria de Pesquisa.

Cargo ou função
Membro do Comissão de Ética no Uso de Animais ? CEUA.

Albert Einstein College of Medicine, EINSTEIN, Estados Unidos.
Vínculo institucional

2014 - 2016
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pos-doutorando, Regime: Dedicação exclusiva.


Wake Forest School of Medicine, Wake Forest, Estados Unidos.
Vínculo institucional

2009 - 2014
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Doutorando, Regime: Dedicação exclusiva.


Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2009
Vínculo: Estágio curricular, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

1/2008 - 05/2009
Estágios , Departamento de Farmacologia, .

Estágio realizado
Estágio curricular.

Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Professor, Enquadramento Funcional: Professor
Outras informações
Professor credenciado no Programa de Pós-Graduação em Anatomia dos Animais Domésticos e Silvestres - FMVZ-USP.



Projetos de pesquisa


2018 - Atual
Análise de Pericitos em Diferentes Estágios da Infecção pelo fungo Paracoccidioides brasiliensis
Descrição: A paracoccidioidomicose (PCM) é uma micose sistêmica, provocada pelos fungos Paracoccidioides brasiliensis e P. lutzii, endêmica da América Latina. Cerca de 80% dos casos de PCM ocorrem no Brasil, sendo um importante problema de saúde pública. A infecção pelo fungo ocorre após a inalação de conídios, seguido de infecção do tecido pulmonar, onde ocorre a transformação para a forma de levedura. Dos tecidos pulmonares, as células do fungo podem disseminar-se para outros sítios anatômicos e lesões secundárias podem ser encontradas nas mucosas, pele, gânglios linfáticos, fígado, baço e glândulas adrenais. Duas formas clínicas da PCM são classicamente descritas, a forma aguda (ou juvenil) e a forma crônica (ou adulta). A forma aguda desenvolvendo-se após curto período de incubação e atinge indivíduos jovens, principalmente abaixo de 30 anos de idade, de ambos os sexos. A forma crônica, por sua vez, é a de maior prevalência, somando 90% de todos os casos de PCM e ocorre principalmente em indivíduos adultos do sexo masculino. O fato do tecido pulmonar ser altamente vascularizado contribui para a disseminação do fungo no hospedeiro. Os pericitos são células perivasculares multipotentes, que estabelecem íntimas conexões com as células endoteliais dos capilares adjacentes, através de suas longas projeções e estão presentes em vários órgãos e tecidos, incluindo os pulmões. Os pericitos são heterogêneo em sua morfologia, distribuição, origem e marcadores, sendo isso o que os define e diferencia. De maneira geral, eles contribuem para a geração e reparo de vários tecidos em resposta as mais diversas lesões, uma vez que, além de promover a estabilidade dos vasos, eles ainda regulam o fluxo sanguíneo, a ativação de linfócitos e a coagulação sanguínea; promovem a angiogênese; participam da manutenção da homeostase dos tecidos; e possuem atividade fagocítica, fibrogênica, adipogênica, neurogênica e miogênica. Estudos prévios mostraram o diverso potencial de diferenciação dos pericitos, ao identificar dois subtipos, tipo-1 e tipo-2, através de camundongos transgênicos Nestin-GFP/NG2-DsRed. Sobre condições específicas, pericitos tipo-1 (Nestin-GPF-/NG2-DsRed+) transformaram-se em adipócitos e fibroblastos após uma lesão ou estimulo, enquanto que os pericitos tipo-2 (Nestin-GFP+/NG2-DsRed+) transformaram-se em células musculares ou células neurais. Sabendo do alto potencial de diferenciação dos pericitos e suas diversas funções no organismo, é de grande interesse estudar seu papel na PCM devido ao alto potencial incapacitante e mortalidade que esta infecção provoca. Este projeto tem como objetivo analisar o comportamento celular e, principalmente, a plasticidade dos diferentes subtipos de pericitos em vários estágios após a infecção pelo fungo Paracoccidioides brasiliensis..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Alexander Birbrair - Coordenador / SILVA, WALISON N. - Integrante / Leda Maria de Castro Coimbra Campos - Integrante.
2018 - Atual
ESTUDO DAS ALTERAÇÕES NAS FIBRAS NERVOSAS SENSORIAIS NA LEISHMANIOSE CUTÂNEA
Descrição: As leishmanioses são doenças infecto-parasitárias que, de acordo com a espécie de parasito envolvida e com resposta imune do hospedeiro, pode apresentar diferentes formas clínicas, que vão desde lesões cutâneas ao acometimento de vísceras. A leishmaniose cutânea (LC) é a forma mais comum de leishmaniose em humanos e caracteriza-se por uma lesão papulosa, geralmente localizada em superfícies expostas do corpo, que evolui com crescimento e ulceração, com formação de úlcera típica, de fundo granuloso e bordas em moldura. Apesar do aspecto ulceroso típico das feridas características da LC em humanos, a maioria dos trabalhos descreve essas lesões como indolores, no entanto, um número crescente de estudos clínicos tem relatado sintomas relacionados à dor em indivíduos com as três formas de leishmaniose (cutânea, mucocutânea e visceral). Uma densa rede de nervos sensoriais inerva todos os tecidos periféricos do nosso corpo que estão frequentemente expostos a diversos patógenos. Os neurônios sensoriais nociceptores são células especializadas em detectar estímulos potencialmente danosos, protegendo o organismo por elicitar a sensação de dor e comportamentos defensivos. Essas células apresentam canais iônicos de sódio controlados por voltagem que são cruciais para a sua bioeletrogênese e atividade, sendo o Nav1.8, um canal específico para neurônios sensoriais. Termos relacionados à dor e hiperalgesia ainda não foram incluídos nas descrições clássicas da LC, uma vez que os mecanismos moleculares e celulares envolvidos nesse processo ainda não foram completamente elucidados além de a interação entre os neurônios periféricos e as células do sistema imune no desenvolvimento dessa doença também não ser completamente esclarecida..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Alexander Birbrair - Coordenador / Ricardo Gonçalves - Integrante / Flávia Carvalho Bitencourt de Oliveira - Integrante.
2018 - Atual
Análise de pericitos no tecido adiposo branco e marrom sob a influência do treinamento físico
Descrição: A vascularização apresenta um importante papel no desenvolvimento do tecido adiposo, pois a angiogênese envolvida na formação de novos vasos sanguíneos fornece condições para que as células progenitoras adipogênicas se diferenciem. Além disso, o treinamento físico é um potente estimulo no remodelamento da estrutura vascular, que eleva a angiogênese, com consequente aumento da vascularização em diversos tecidos. Considerando-se que os pericitos, são células perivasculares multipotentes, que estão em intima conexão com as células endoteliais dos capilares adjacentes, e que estes já demonstraram uma heterogeneidade, podendo se comprometer com diferentes linhagens celulares, o objetivo principal deste estudo é, investigar no microambiente do tecido adiposo branco e marrom alterações morfológicas e genéticas dos pericitos no desenvolvimento de adipócitos maduros sob a influência do treinamento físico..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .

Integrantes: Alexander Birbrair - Coordenador / BATISTA, MIGUEL LUIZ - Integrante / Caroline Picoli - Integrante.
2018 - Atual
Estudo dos nervos sensoriais na modulação da reação granulomatosa induzida pela infecção por Schistossoma Mansoni
Descrição: A esquistossomose é uma doença que leva a problemas de saúde crônica. A infecção é adquirida quando as pessoas entram em contato com água doce que está infectada com as formas larvais de parasitas da espécie Schistosoma. Os vermes adultos microscópicos vivem nas veias de drenagem do trato urinário e do intestino. Essa doença atinge principalmente regiões onde as condições de saneamento básico são mais precárias, acometendo milhares de vítimas anualmente. O presente estudo visa realizar uma análise morfológica e funcional acerca do papel dos nervos sensoriais na modulação da reação granulomatosa induzida pelo processo infeccioso. Para análises morfológicas será utilizado o camundongo Nav1.8CreTom, onde as fibras nervosas do tipo 1.8 são marcadas com fluorescência endógena vermelha, essa análise visa avaliar se a inervação sensorial se encontra alterada e a sua co-localização com o granuloma. Para análises funcionais, será realizado um procedimento de deleção genética utilizando camundongos transgênicos, afim de avaliar se a reação granulomatosa formada é alterada positivamente ou negativamente..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (1) .

Integrantes: Alexander Birbrair - Coordenador / AZEVEDO, PATRICK O. - Integrante / Leda Maria de Castro Coimbra Campos - Integrante / Vitor Hugo Simoes Miranda - Integrante.
2018 - Atual
Participação das células do músculo liso no desenvolvimento da fibrose pulmonar
Descrição: A fibrose pulmonar faz parte das pneumonias intersticiais, tendo como característica histológica o padrão usual do comprometimento desse microambiente. Essa patologia, é caracterizada por alterações do epitélio alveolar, ativação de miofibroblastos e aumento da deposição de matriz extracelular com distribuição temporal heterogênea, com áreas de pulmão preservadas ao lado de outras comprometidas por fibrose. Sabe-se que o músculo liso localizado no trato respiratório superior, inferior e no parênquima pulmonar é responsável pelo fluxo de ar dos pulmões, através do controle do diâmetro dos brônquios e bronquíolos além de ser responsável, pelas forças de sentido oposto pulmonar, e pelo suporte e a estabilidade do saco alveolar durante todo o ciclo respiratório. As alterações ocasionadas pelo excesso de tecido conectivo (fibrose), que causa o engrossamento das paredes dos tecidos pulmonares durante a fibrose pulmonar é o principal fator que contribui para a perda das forças de sentidos opostos do sistema respiratório durante o processo patológico. Desse modo, a alteração do diâmetro da membrana alvéolo-capilar ocasionada pela fibrose pulmonar, influencia a difusão dos gases como é descrito na lei de Fick, trazendo diversas alterações sistêmicas no organismo. Esse trabalho, busca analisar a participação das células do músculo liso no desenvolvimento da fibrose pulmonar induzida por Bleomicina e analisar as alterações que o microambiente pulmonar sofre perante a fibrose pulmonar. Para isso será utilizado o animal Myh11CreER que expressa CreER (recombinase fundida a uma forma modificada do receptor de estrogênio) associada ao gene codificante da cadeia pesada de miosina (proteína contrátil expressa em células do músculo liso). A Cre recombinase é uma tesoura específica de DNA que corta o DNA genômico em sequências específicas chamadas LoxP. Dessa forma, após a administração de tamoxifeno para o animal Myh11CreER, ocorre a translocação da Cre recombinase que antes estava fundida ao receptor de estrógeno na membrana das células do músculo liso para o núcleo, fazendo com que essas células expressem o fenótipo desejado..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .

Integrantes: Alexander Birbrair - Coordenador / PRAZERES, PEDRO H. D. M. - Integrante / SILVA, WALISON N. - Integrante.
2018 - Atual
ANÁLISE FUNCIONAL DA INERVAÇÃO SENSORIAL NA PLASTICIDADE E REGENERAÇÃO DA MUSCULATURA ESQUELÉTICA IN VIVO
Descrição: A musculatura esquelética é essencial para a produção de força e movimento, além de contribuir para a homeostase corporal. O processo de contração muscular, é totalmente dependente da conexão entre componentes musculares e nervosos. Pouco se sabe ainda, além das funções clássicas, sobre a relação da musculatura esquelética com outro importante componente do seu microambiente: a inervação sensorial. O feedback sensorial do músculo esquelético é crítico para o controle sensório-motor adequado. Esse feedback é fornecido por receptores sensoriais especializados no músculo. O fuso muscular, é o principal receptor sensorial da musculatura, se difere dos demais por ser inervado por componentes motores e sensoriais. O fuso muscular está associado a estímulos mecânicos e ataxia de marcha. A exacerbação da resposta sensorial após injúria muscular é associada a dor crônica, e provoca um retardo no processo de regeneração. As fibras sensoriais portadoras de canais de sódio Nav1.8, são descritas sendo amplamente expressas no sistema nervoso periférico como importantes nociceptores. O nocaute de Nav 1.8 reduz sensibilidade a estímulos mecânicos e térmicos. O presente trabalho propõe a investigação funcional da inervação sensorial na morfologia da musculatura esquelética, através do uso de animais transgênicos, nos quais as fibras sensoriais que expressam canais de sódio Nav 1.8 são depletadas. Também avaliamos a influência da depleção sensorial nos processos de plasticidade e regeneração muscular. O estudo de como a inervação sensorial afeta o microambiente muscular, é de grande interesse para o desenvolvimento de ferramentas terapêuticas, para o tratamento lesões musculares e de patologias que comprometem funções motoras, tais como doenças neurodegenerativas, diabetes e distrofia muscular de duchenne..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .

Integrantes: Alexander Birbrair - Coordenador / Alinne do Carmo Costa - Integrante.
2018 - Atual
Estudo do microambiente intrauterino
Descrição: A placenta é o órgão gestacional responsável pelas trocas gasosas, liberação hormonal, nutrição e que atua como barreia de proteção imunológica do feto. Apesar de sua importância durante o todo o desenvolvimento embrionário e a gestação, pouco tem sido explorado sobre sua formação e sua constituição celular. Até alguns anos, a placenta era reconhecida como um órgão ausente de inervação, porém, atualmente, esse fato tem sido questionado. Apesar disso, poucos estudos atuais exploram as inervações placentárias. Assim, esse projeto objetiva, primeiramente, avaliar a presença ou ausência de inervação sensorial durante o desenvolvimento embrionário na placenta de camundongos transgênicos nos quais todos os nervos sensoriais expressam fluorescência vermelha. Além disso, a placenta e o cordão umbilical são estruturas extremamente vascularizadas. Portanto, esse projeto busca também identificar a presença de pericitos do tipo 1 e tipo 2, sua importância durante o desenvolvimento embrionário e seu papel em condições patológicas, como na pré-eclâmpsia..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Alexander Birbrair - Coordenador / Maria Angélica Miglino - Integrante / ANDREOTTI, JULIA P. - Integrante / BARRETO, RODRIGO S. N. - Integrante.
2017 - Atual
Identificação dos Nervos Sensoriais na Tumorigênese da Mama
Descrição: De acordo com a Agência Internacional de Pesquisa sobre o Câncer, em 2012, havia 1,67 milhões de novos casos de câncer de mama no mundo, tornando-o segundo câncer mais comum na população e o câncer mais comum em mulheres. No Brasil, a Instituto Nacional de Câncer (INCA) estima cerca de 59.700 novos casos de câncer de mama no biênio 2018-1019. Diversos tipos celulares constituem o microambiente tumoral da mama, incluindo fibroblastos, pericitos, adipócitos, células endoteliais entre outras. Novos estudos têm demonstrado que o sistema nervoso também está presente no desenvolvimento do câncer, incluindo o de mama. No entanto pouco se sabe sobre os nervos sensoriais no desenvolvimento do câncer. A mama é um dos órgãos que é inervado por fibras sensitivas (mamilo e pele) e simpáticas (vaso sanguíneo e ductos). A presença de fibras nervosas está relacionada a um potencial metastático com maior taxa de invasão de linfonodos. Diante disso, torna-se necessário pesquisas para avaliar os nervos sensoriais no desenvolvimento tumoral da mama e sua interação com o microambiente tumoral..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (4) .

Integrantes: Alexander Birbrair - Coordenador / DIAS MOURA PRAZERES, PEDRO HENRIQUE - Integrante / Gabryella Pinheiro - Integrante / LEONEL, CAROLINE - Integrante / SENA, ISADORA F.G. - Integrante.
2016 - Atual
Participacao de diferentes pericitos na patogenese da lesao hepatica estéril
Descrição: O fígado desempenha funções indispensáveis à vida, como o controle metabólico, síntese de proteínas plasmáticas e detoxificação de compostos nocivos. O paracetamol (APAP), um analgésico de uso comum, é capaz de causar lesão hepática em altas doses, levando até mesmo à falência hepática aguda (FHA), um transtorno que provoca milhares de mortes anualmente e é responsável por 50% de todos os transplantes hepáticos no mundo (Kumar and Bhatia 2012). A lesão causada por sobredose de paracetamol é estéril (não envolve microrganismos) e faz parte de um grupo de doenças onde a resposta inflamatória tem papel importante, como no infarto do miocárdio, gota, silicose, doença de Alzheimer, aterosclerose, dentre outras. A inflamação estéril e a fibrose participam de formacentral no progresso do dano hepatico.No entanto, os processos celulares envolvidos na lesão, reparo e regeneração hepática permanecem não totalmente compreendidos.A regeneração incompleta que ocorre no figado após lesão tem sido atribuída a uma rápida resposta fibroproliferativa à injuria. Esta formação de cicatriz excessiva pode levar à falência do órgão. A formação de novos vasos, angiogênese, aumenta durante a fase de regeneração; e sua redução está envolvida na formação de fibrose. Células chamadas pericitos incorporadas na membrana basal dos capilares, estão presentes no figado, onde estabilizam os vasos sanguíneos. Estas células podem também funcionar como células-tronco, formando outros tipos de células como fibroblastos, células do muscúlo liso, adipocitos, fibras musculares, células neurais e vasos sanguíneos novos. Assim, os pericitos participam tanto da regeneração dos tecidos, como também da iniciação da resposta fibrogênica à patologias em vários orgãos (Birbrair et al., 2014). Além destes papéis, os pericitos também podem regular a ativação e o funcionamento de outros tipos celulares. Trabalhos recentes têm demonstrado a presença de células NK, NKT, macrófagos, neutrófilos, hepatocitos, pericitos, células do musculo liso, fibroblastos e celulas de Schwann no figado. A interação entre estes tipos de células pode resultar em danos adicionais ao tecido hepatico. Considerando isso, nosso objetivo é determinar os papéis exatos de cada um destes tipos de células na origem e progressão da falência hepática aguda..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Alexander Birbrair - Coordenador.
2016 - Atual
Estudo dos papéis das subpopulações de pericitos na cardiomiopatia chagásica.
Descrição: Atualmente, cerca de 13 milhões indivíduos encontram-se infectados pelo Trypanosoma cruzi nos países latino-americanos (W.H.O., 2005). O mais importante envolvimento visceral é do coração. Vários mecanismos têm sido implicados na patogênese da cardiomiopatia chagásica, tais como os de natureza imunológica, hipoxémica e neurogênica. A inflamação e a fibrose participam de forma central no progresso do dano miocárdico (Machado et al., 2012). No entanto, os processos celulares envolvidos na patogênese desta cardiomiopatia permanecem não totalmente compreendidos. A homeostasia normal do coração, sua regeneração e reparo após lesão dependem de células-tronco residentes. A regeneração incompleta que ocorre em mamíferos tem sido atribuída a número insuficiente ou disfunção das células-tronco e uma rápida resposta fibroproliferativa à injuria. Esta formação de cicatriz excessiva pode levar à falência do órgão. A formação de novos vasos, angiogênese, aumenta durante a fase de regeneração; e sua redução está envolvida na formação de fibrose. Células chamadas pericitos incorporadas na membrana basal dos capilares, estão presentes no coração, onde estabilizam os vasos sanguíneos. Estas células podem também funcionar como células-tronco, formando outros tipos de células como fibroblastos, células do muscúlo liso, adipocitos, fibras musculares, células neurais e vasos sanguíneos novos. Assim, os pericitos participam tanto da regeneração dos tecidos, como também da iniciação da resposta fibrogênica à patologias em vários organs, inclusive no coração isquemico (Birbrair et al., 2014). Além destes papéis, os pericitos também podem regular a ativação e o funcionamento de outras células. No entanto, se os pericitos desempenham funções importantes na patogênese da cardiomiopatia chagásica ainda deve ser determinado. O presente projeto foi elaborado para determinar os papéis das subpopulações de pericitos, que descobrimos recentemente (Birbrair et al., 2015), nesta cardiomiopatia..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .

Integrantes: Alexander Birbrair - Coordenador / Rosa Maria Esteves Arantes - Integrante / Ricardo Gonçalves - Integrante / Isabella Borges - Integrante.
Número de orientações: 1
2016 - Atual
Estudo das alterações nas fibras nervosas sensoriais e seu papel na patologia da esclerose múltipla
Descrição: A esclerose múltipla é uma disfunção crônica neurodegenerativa caracterizada pela degradação de mielina, o que acarreta em surtos de mal funcionamento do sistema nervoso. Nosso objetivo com este projeto é avaliar as alterações sofridas pelas fibras sensorias na doença com o uso de camundongos transgênicos Nav1.8-Cre/TdTomato, nos quais toda a inervação sensorial é marcada com fluorescência vermelha. Será também explorada a depleção dessas fibras nervosas, possibilitando, assim, observar seu papel durante o desenvolvimento e a progressão da doença..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .

Integrantes: Alexander Birbrair - Coordenador / Isadora Sena - Integrante / Júlia Andreotti - Integrante / Juliana Tavares - Integrante.
2016 - Atual
Avaliação dos nervos sensoriais e seu papel no desenvolvimento e progressão do câncer de próstata em camundongos Hi-Myc
Descrição: Avaliação do papel dos nervos sensoriais na progressão do câncer de próstata em diferentes estágios de desenvolvimento da doença. Camundongos transgênicos com câncer de próstata terão seus nervos sensoriais deletados e então, serão analisadas possíveis metástases no animal, recrutamento e trânsito de células inflamatórias e densidade dos vasos sanguíneos..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .

Integrantes: Alexander Birbrair - Coordenador / Isadora Sena - Integrante / Gabryella Pinheiro - Integrante.
2016 - Atual
Estudo das inervações sensoriais na placenta
Descrição: A placenta é um órgão gestacional que tem seu desenvolvimento simultâneo ao do embrião. É responsável pelas trocas gasosas, liberação hormonal, nutrição e atua como barreia de proteção imunológica do feto. Apesar de sua importância durante o desenvolvimento embrionário, pouco tem sido explorado sobre seus papéis e mecanismos durante a gestação. Até alguns anos, a placenta era reconhecida como um órgão ausente de inervação, porém, atualmente, esse fato tem sido questionado. Este projeto objetiva, com base nisso, avaliar a presença ou ausência de inervação sensorial durante o desenvolvimento embrionário na placenta de camundongos transgênicos Nav.18-Cre/TdTomato, nos quais todos os nervos sensoriais expressam fluorescência vermelha..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .

Integrantes: Alexander Birbrair - Coordenador / Isadora Sena - Integrante / Júlia Andreotti - Integrante.
2016 - Atual
Caracterização de Pericitos na Boca saudável e no Carcinoma de Células Escamosas de Boca
Descrição: Pericitos são células mesenquimais associadas a vasos sanguíneos de pequeno calibre. Além de atuarem como suporte, regulam a proliferação desses vasos, são angioreguladores e possuem uma alta plasticidade, podendo se diferenciar em fibroblastos, células de músculo liso, condrócitos ou Osteoblastos conforme a necessidade. O papel dos pericitos já foi descrito em vários órgãos, acometidos por diversas doenças, mas pouco se sabe do funcionamento dessas células na cavidade oral saudável ou do seu comportamento no Carcinoma de Células Escamosas de Boca (CCEB). O CCEB é a principal neoplasia que acomete a cavidade oral, além de possuir um alto grau de invasão local, apresenta altas taxas de metástase. A escassez de estudos focados no microambiente tumoral, biomarcadores e diagnóstico tardio, são responsáveis por esse panorama.Segundo o Instituto Nacional de Câncer 15.490 novos casos de CCEB foram estimados no ano de 2016, sendo 11.140 homens e 4.350 mulheres e o número de mortes registrados em 2013 foi de 5.401 pessoas. O objetivo desse estudo é caracterizar os pericitos e analisar sua heterogeneidade na boca saudável e no CCEB em um modelo experimental induzido por 4-nitroquinolina-1-óxido (4NQO). Para isso serão utilizados animais transgênicos NG2-DsRed/Nestin-GFP separados em quatro grupos. O primeiro grupo será eutanasiado e serão coletados língua, maxila, maxilar, mucosa jugal e linfonodos cervicais para a caracterização da população de pericitos presentes na boca saudável. Posteriormente, três de animais serão submetido ao tratamento com 4-NQO diluído semanalmente na água de beber dos animais em um período de 12, 20 e 28 semanas, respectivamente, para indução do carcinoma na cavidade oral. Após o período experimental, serão coletadosos órgãos/tecidos de interesse para que as populações de pericitos possam ser analisadas no Carcinoma de Células Escamosas de Boca. A análise do CCEB em três diferentes períodos experimentais permitirá observar a plasticidade dos pericitos por meio de imunofluorescência utilizando marcadores específicos..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .

Integrantes: Alexander Birbrair - Coordenador / Isadora Sena - Integrante / Luanny Souto - Integrante / Tarcilia Silva - Integrante.
2016 - Atual
Estudo do comportamento celular de pericitos frente a uma lesão de isquemia cerebral
Descrição: Os pericitos são células perivasculares multipotentes, que estabelecem íntimas conexões com as células endoteliais dos capilares adjacentes. Eles são heterogênicos em sua morfologia, distribuição, origem e marcadores, sendo isso o que os define e diferencia. Tais células estão presentes em vários órgãos e tecidos, incluindo pulmões, rins, coração, medula óssea e cérebro. Devido a essa heterogeneidade, os pericitos exibem diferenças funcionais de acordo com o tecido de onde foi isolado. De maneira geral, eles contribuem para a geração e reparo de vários tecidos em resposta as mais diversas lesões, participam da formação de ossos e possuem atividade fibrogênica, adipogênica, neurogênica e miogênica..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .

Integrantes: Alexander Birbrair - Coordenador / Isabella Borges - Integrante / Andre Massensini - Integrante.
2016 - Atual
Caracterização de Pericitos no Hipocampo
Descrição: O papel dos pericitos (células perivasculares precursoras mesenquimais) no hipocampo é pouco descrito na literatura. O objetivo do projeto é observar a presença e a quantidade dos tipos 1 e 2 de pericitos no hipocampo e a sobreposição dos mesmos com células progenitoras neurais. Observação que será realizada utilizando camundongos NG2CreTom/NestinGFP em várias faixas etárias, desde feto à jovem adulto. Com essa pesquisa 'in vivo', baseada em fluorescência celular, o conhecimento detalhado e verossímil da quantidade e do papel dessas células nessa região do sistema límbico terá importante papel no destrinchar das relações celulares no hipocampo..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .

Integrantes: Alexander Birbrair - Coordenador / Isabella Borges - Integrante / Luísa Lousado - Integrante.
2016 - Atual
Estudo dos Nervos Sensoriais na Doença de Huntington.
Descrição: A doença de Huntington é caracterizada principalmente como uma doença neurodegenerativa seletiva e de início tardio, tendo como principais sintomas os déficits cognitivos, motores e demência. Ainda existem várias incógnitas sobre os mecanismos da doença, além grande dificuldade em se caracterizar um tratamento eficaz. O estudo de Nervos sensoriais irá trazer um pouco mais de lucidez sobre o assunto ao identificar como são acometidos na doença, trazendo novas aberturas para diagnóstico precoce e tratamento..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .

Integrantes: Alexander Birbrair - Coordenador / Cristina Guatimosim - Integrante / Daniel Arthur de Paula Guerra - Integrante.
2016 - Atual
Comparação da expressão gênica entre pericitos de próstata normal e tumoral em modelo de camundongo Hi-Myc
Descrição: O trabalho visa investigar a função de células tronco vasculares (pericitos) no microambiente de um tumor de próstata. Este tumor é o mais incidente entre homens, sendo responsável por mais de 13 mil mortes no Brasil, em 2013. Para tanto, propõe-se comparar a expressão gênica entre pericitos de próstatas saudáveis e com câncer e, assim, enriquecer o conhecimento sobre o desenvolvimento dessa patologia, bem como aplicar esse conhecimento na busca de novos alvos e terapias inovadoras contra a doença..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .

Integrantes: Alexander Birbrair - Coordenador / Isadora Sena - Integrante / Pedro Dias - Integrante.
2016 - Atual
Influência de neurônios sensoriais na composição taxonômica da microbiota intestinal
Descrição: Atualmente compreende-se a existência de uma relação entre a microbiota intestinal e o sistema nervoso (SN). Onde o SN tem a capacidade de modular a microbiota, como também o inverso. Sabe-se que bactérias presentes no intestino podem interagir diretamente com neurônios nociceptivos, entretanto, são necessários estudos adicionais à cerca relação entre neurônios sensoriais e microbiota intestinal. Portanto, o objetivo deste projeto é avaliar se os neurônios sensoriais podem regular ou afetar a composição taxonômica da microbiota intestinal. A partir deste estudo será possível compreender do papel da associação entre nervos sensoriais e microbiota, além de estabelecer relações com patologias relacionadas a neurônios sensoriais..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .

Integrantes: Alexander Birbrair - Coordenador / Viviane Mendes - Integrante / Gabriel Fernandes - Integrante / Isadora Sena - Integrante.
Número de orientações: 1
2016 - Atual
Influência das células de Schwann no deselvolvimento e progessão do tumor de prostáta
Descrição: O câncer de prostata é uma neoplasia maligna que afeta homens, e também é uma das principais causas de morte por câncer no mundo. As células de Schwann já foram identificadas no microambiente em torno de tumores. O objetivo deste projeto é avaliar a influência dessas células na progressão e desenvolvimento de tumores prostáticos. Para isso, utilizaremos camundongos transgênicos que desenvolvem câncer de próstata espontaneamente em vários estágios de desenvolvimento tumoral. Assim, pretendemos esclarecer o papel das células de Schwann em diferentes etapas do progressão do tumor. Esta pesquisa irá expandir nosso conhecimento sobre o câncer e sua interação com o microambiente em torno dele. Além disso, pode revelar um novo alvo para tratamentos contra o câncer. Assim, este projeto é extremamente relevante..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .

Integrantes: Alexander Birbrair - Coordenador / Isadora Sena - Integrante / Ana Emília de Paiva - Integrante.
2016 - Atual
A influência de Lactobacillus delbrueckii e Lactococcus lactis no desenvolvimento do tumor da mama
Descrição: De acordo com a Agência Internacional de Pesquisa sobre o Câncer o câncer de mama é o tumor mais comum em mulheres, gerando 522.000 mortes em 2012. O objetivo desse projeto é identificar bactérias probióticas, usualmente utilizadas em indústrias alimentícias, e verificar se a sua instalação no organismo modifica o microambiente tumoral mamário. Sabe-se que algumas dessas bactérias, como os lactococos e lactobacilos, podem inibir a proliferação celular, dessa forma essa pesquisa permite relacionar como uma dieta rica em probióticos atua no desenvolvimento do câncer..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .

Integrantes: Alexander Birbrair - Coordenador / Isadora Sena - Integrante / Vasco Ariston de Carvalho Azevedo - Integrante.
2016 - Atual
Avaliação da função dos nervos sensoriais no microambiente tumoral da mama
Descrição: De acordo com a Agência Internacional de Pesquisa sobre o Câncer, em 2012, havia 1,67 milhões de novos casos de câncer de mama no mundo, tornando-o segundo câncer mais comum na população e o câncer mais comum em mulheres. Sabe-se algumas relações entre o sistema nervoso simpático e parassimpático com o câncer de mama. No entanto, pouco se entende sobre a influência dos nervos sensoriais no tumor de mama. Há trabalhos, em tumores mamários, com a inibição das fibras nervosas sensoriais sensíveis à capsaicina de pequeno diâmetro (CSFs) cuja principal função é liberar neuropeptídeos através dos nervos sensoriais, todavia a toxicidade da capsaicina pode promover danos teciduais que não estão correlacionados ao câncer. Desse modo o uso de animais transgênicos com melhores marcações para nervos sensoriais se torna extremamente útil nesses estudos. Por isso, este trabalho tem como proposta analisar a influência das fibras nervosas sensoriais durante a tumorigênese mamária em camundongos transgênicos que possuem esses nervos geneticamente depletados..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .

Integrantes: Alexander Birbrair - Coordenador / Isadora Sena - Integrante.
2016 - Atual
Avaliação da inervação sensorial renal na modulação da pressão arterial em camundongos submetidos à isquemia renal
Descrição: O sistema urinário tem como função retirar do sangue subprodutos tóxicos do metabolismo celular. Os rins também têm um papel na manutenção de sais, glicose, proteínas, água, assim como outros materiais essenciais para uma saúde adequada. Além disso, os rins possuem função endócrina, pois secretam renina, eritropoietina e prostaglandinas, ele também é capaz de converter um precursor circulante da vitamina D em sua forma ativa (GARTNER 2007). A inervação renal fornece uma ligação essencial entre o sistema cardiovascular e o rim, pois transtornos envolvendo a manutenção do volume plasmático podem gerar casos de hipertensão, aumentando o risco de desenvolvimento de insuficiência cardíaca. É sabido, que crises hipertensivas podem resultar em lesões renais, e essas lesões podem levar o paciente a desenvolver um quadro clinico de insuficiência renal crônica, fazendo-se necessário a realização de seções de hemodiálise, gerando altos custos ao Sistema Único de Saúde brasileiro (AbdullaandJohns 2017). Um quadro clínico que pode resultar em crises de hipertensão arterial é a presença de estenose hemodinamicamente significativa nas artérias renais, podendo produzir um quadro patológico chamado de nefropatia isquêmica. Elaé causa da redução progressiva do fluxo plasmático renal efetivo. Esta redução do fluxo repercute sobre a função excretora do rim, determinando o surgimento de insuficiência renal crônica. Tradicionalmente, os estudos clínicos sobre a doença obstrutiva das artérias renais ou doença renovascular se concentram em sua maioria na fisiopatologia e no manejo da resultante hipertensão arterial sistêmica, devido ao considerável interesse médico voltado para a cura da hipertensão arterial sistêmica de etiologia secundária. Por esses motivos, o estudo busca avaliar o papel dos neurônios sensoriais na modulação da função renal, se esses repercutem em crises hipertensivas e se esses neurônios são responsivos em situações de injúria renal..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .

Integrantes: Alexander Birbrair - Coordenador / Isadora Sena - Integrante / Carlos Alberto Tagliati - Integrante / Patrick Azevedo - Integrante.
2006 - 2007
Estudo da diversidade genética entre os isolados de Chromobacterium violaceum por DGGE
Descrição: Chromobacterium violaceum é uma bactéria saprofítica encontrada em solo e água de áreas tropicais. Apresenta capacidade de produzir um pigmento de cor escura com ação antibiótica, sendo eficaz também no combate ao Trypanosoma cruzi, causador do Mal de Chagas, e no tratamento da Leishmaniose, doença provocada por protozoários do gênero Leishmania. Casos esporádicos de infecção em humanos têm sido descritos, principalmente em crianças e indivíduos imuno-comprometidos. Em 2004, na cidade de Ilhéus, BA, ocorreram três casos de infecção por C. violaceum. Os pacientes, irmãos com 9, 12 e 14 anos, foram infectados após se banharem em um lago, formado por águas pluviais durante o verão, do lado sul da cidade, entre os quais dois evoluíram a óbito. A análise do genoma da linhagem C. violaceum ATCC 12472 possibilitou a detecção de uma variedade de genes com propriedades farmacológicas, biotecnológicas e industriais, além de regiões de patogenicidade e de outros genes de virulência, demonstrando ter esta bactéria um considerado potencial genético para patogenicidade. Entretanto, ainda são poucas as informações acerca das bases moleculares da virulência do microrganismo e praticamente não existem estudos da diversidade genética entre as linhagens. O objetivo deste trabalho é estudar a diversidade genética entre os isolados ambientais (solo e água do local onde houve a contaminação dos adolescentes) e o isolado clínico (da secreção do pulmão de um dos pacientes) através da técnica de DGGE (Eletroforese em Gel com Gradiente Desnaturante)..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) .

Integrantes: Alexander Birbrair - Integrante / Juliana Magalhães Teixeira - Coordenador / Rachel Passos Rezende - Integrante.


Membro de corpo editorial


2019 - Atual
Periódico: Stem Cell Reviews and Reports
2018 - Atual
Periódico: Frontiers in Cell and Developmental Biology
2018 - Atual
Periódico: Frontiers in Genetics
2018 - Atual
Periódico: Molecular Biotechnology


Revisor de periódico


2011 - Atual
Periódico: Plos One
2012 - Atual
Periódico: Experimental Neurology
2013 - Atual
Periódico: The American Journal of Pathology (Print)
2013 - Atual
Periódico: Journal of Cell Science
2014 - Atual
Periódico: Journal of Cellular Physiology (Print)
2014 - Atual
Periódico: Stem Cell Reviews
2014 - Atual
Periódico: Journal of Cellular and Molecular Medicine (Print)
2014 - Atual
Periódico: Pharmacology & Therapeutics
2015 - Atual
Periódico: Experimental Biology and Medicine (Maywood, N.J.: Print)
2016 - Atual
Periódico: Pathology, Research and Practice (Print)
2016 - Atual
Periódico: Experimental and Toxicologic Pathology (Print)
2013 - Atual
Periódico: Stem Cell Research (Amsterdam. Print)
2015 - Atual
Periódico: Stem Cell Reports
2017 - Atual
Periódico: International Journal of Biochemistry & Cell Biology
2018 - Atual
Periódico: Journal of Neuroimmunology
2018 - Atual
Periódico: The Journal of Pathology
2018 - Atual
Periódico: Neural Regeneration Research
2018 - Atual
Periódico: FRONTIERS IN MATERIALS
2018 - Atual
Periódico: MOLECULAR AND CELLULAR ENDOCRINOLOGY
2018 - Atual
Periódico: CURRENT EYE RESEARCH
2018 - Atual
Periódico: BIOTECHNOLOGY ADVANCES
2018 - Atual
Periódico: AJP: Cell Physiology
2018 - Atual
Periódico: Frontiers Cell and Developmental Biology
2018 - Atual
Periódico: BIOMEDICINE & PHARMACOTHERAPY
2018 - Atual
Periódico: CANCER INVESTIGATION
2018 - Atual
Periódico: JOURNAL OF NEUROIMMUNOLOGY
2018 - Atual
Periódico: Oncotarget
2018 - Atual
Periódico: JOURNAL OF CLINICAL INVESTIGATION
2018 - Atual
Periódico: Scientific Reports
2018 - Atual
Periódico: Current Bioinformatics
2018 - Atual
Periódico: Frontiers in Endocrinology
2018 - Atual
Periódico: Oxidative Medicine and Cellular Longevity (Online)
2018 - Atual
Periódico: Jove-Journal of Visualized Experiments
2018 - Atual
Periódico: Stem Cell Reviews and Reports
2019 - Atual
Periódico: COLLOIDS AND SURFACES A-PHYSICOCHEMICAL AND ENGINEERING ASPECTS
2019 - Atual
Periódico: Journal of Neurochemistry


Revisor de projeto de fomento


2018 - Atual
Agência de fomento: Czech Science Foundation


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Morfologia / Subárea: Citologia e Biologia Celular.
2.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Patologia.
3.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Farmacologia.
4.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Morfologia / Subárea: Histologia.
5.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Hematologia.
6.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Genética.


Idiomas


Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Hebraico
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Russo
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Prêmios e títulos


2018
Seed Grant na 1a chamada do Instituto Serrapilheira, Instituto Serrapilheira., Instituto Serrapilheira.
2018
Artigo de Capa - Journal of Cellular Physiology (August 2018), Journal of Cellular Physiology.
2018
Artigo de Capa - Journal of Molecular and Cellular Cardiology (March 2018), Journal of Molecular and Cellular Cardiology.
2018
Artigo de Capa - Experimental Dermatology (June 2018), Experimental Dermatology.
2017
Membro afiliado da Academia Brasileira de Ciências (2018-2022), Academia Brasileira de Ciências., Academia Brasileira de Ciências.
2016
Artigo de Capa - Science (08 Jan 2016), Science.
2015
Gordon A. Melson Outstanding Doctoral Student Award, Wake Forest School of Medicine.
2014
2014 Research Day Award Winner (3MT 1st Place Winner), Wake Forest University.
2014
Editor's choice in Journal of Gerontology Biological Sciences Volume 69 Issue 12 December 2014 for our manuscript, Journal of Gerontology Biological Sciences.
2013
2013 Glenn/AFAR Scholarship for Research in the Biology of Aging, AFAR (American Federation for Aging Research).
2012
Wake Forest University Graduate and Postdoctoral Students Research Day (Troponin T nuclear localization and its role in skeletal muscle aging) (12th annual competition) (First place) (Co-author), Wake Forest University.
2006
Melhor trabalho apresentado na área de Ciências Biológicas durante o XII Seminário de Iniciação Científica de Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC, Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

Web of Science
Total de trabalhos:63
Total de citações:1085
Fator H:17
Birbrair, Alexander  Data: 25/01/2019

SCOPUS
Total de trabalhos:25
Total de citações:430
Birbrair, Alexander  Data: 03/08/2017

Outras
Total de trabalhos:26
Total de citações:668
Alexander Birbrair  Data: 03/08/2017

Artigos completos publicados em periódicos

1.
ANDREOTTI, JULIA P.2019ANDREOTTI, JULIA P. ; SILVA, WALISON N. ; COSTA, ALINNE C. ; PICOLI, CAROLINE C. ; BITENCOURT, FLÁVIA C.O. ; COIMBRA-CAMPOS, LEDA M.C. ; RESENDE, RODRIGO R. ; MAGNO, LUIZ A.V. ; ROMANO-SILVA, MARCO A. ; Mintz, Akiva ; BIRBRAIR, ALEXANDER . Neural stem cell niche heterogeneity. SEMINARS IN CELL & DEVELOPMENTAL BIOLOGY, v. ?, p. ?, 2019.

2.
COSTA, MATHEUS A.2018COSTA, MATHEUS A. ; PAIVA, ANA E. ; ANDREOTTI, JULIA P. ; CARDOSO, MARCUS V. ; CARDOSO, CARLOS D. ; Mintz, Akiva ; BIRBRAIR, ALEXANDER . Pericytes constrict blood vessels after myocardial ischemia. JOURNAL OF MOLECULAR AND CELLULAR CARDIOLOGY, v. 116, p. 1-4, 2018.

3.
SENA, ISADORA F. G.2018SENA, ISADORA F. G. ; PAIVA, ANA E. ; PRAZERES, PEDRO H. D. M. ; AZEVEDO, PATRICK O. ; LOUSADO, LUIZA ; BHUTIA, SUJIT K. ; SALMINA, ALLA B. ; Mintz, Akiva ; BIRBRAIR, ALEXANDER . Glioblastoma-activated pericytes support tumor growth via immunosuppression. Cancer Medicine, v. ?, p. ?, 2018.

4.
SILVA, WALISON N.2018SILVA, WALISON N. ; PRAZERES, PEDRO H. D. M. ; PAIVA, ANA E. ; LOUSADO, LUIZA ; TURQUETTI, ANAELISE O. M. ; BARRETO, RODRIGO S. N. ; DE ALVARENGA, ERIKA COSTA ; MIGLINO, MARIA A. ; GONÇALVES, RICARDO ; Mintz, Akiva ; BIRBRAIR, ALEXANDER . Macrophage-derived GPNMB accelerates skin healing. EXPERIMENTAL DERMATOLOGY, v. ?, p. ?, 2018.

5.
ANDREOTTI, JULIA P.2018ANDREOTTI, JULIA P. ; PRAZERES, PEDRO H.D.M. ; MAGNO, LUIZ A.V. ; ROMANO-SILVA, MARCO A. ; Mintz, Akiva ; BIRBRAIR, ALEXANDER . Neurogenesis in the postnatal cerebellum after injury. INTERNATIONAL JOURNAL OF DEVELOPMENTAL NEUROSCIENCE, v. ?, p. ?, 2018.

6.
PRAZERES, PEDRO H.D.M.2018PRAZERES, PEDRO H.D.M. ; TURQUETTI, ANAELISE O.M. ; AZEVEDO, PATRICK O. ; BARRETO, RODRIGO S.N. ; MIGLINO, MARIA A. ; Mintz, Akiva ; Delbono, Osvaldo ; BIRBRAIR, ALEXANDER . Perivascular cell αv integrins as a target to treat skeletal muscle fibrosis. INTERNATIONAL JOURNAL OF BIOCHEMISTRY & CELL BIOLOGY, v. ?, p. ?, 2018.

7.
ANDREOTTI, JULIA P.2018ANDREOTTI, JULIA P. ; PAIVA, ANA E. ; PRAZERES, PEDRO H. D. M. ; GUERRA, DANIEL A. P. ; SILVA, WALISON N. ; VAZ, ROGERIO S. ; Mintz, Akiva ; BIRBRAIR, ALEXANDER . The role of natural killer cells in the uterine microenvironment during pregnancy. Cellular & Molecular Immunology, v. ?, p. ?, 2018.

8.
GUERRA, DANIEL A. P.2018GUERRA, DANIEL A. P. ; PAIVA, ANA E. ; SENA, ISADORA F. G. ; AZEVEDO, PATRICK O. ; SILVA, WALISON N. ; Mintz, Akiva ; BIRBRAIR, ALEXANDER . Targeting glioblastoma-derived pericytes improves chemotherapeutic outcome. ANGIOGENESIS, v. ?, p. ?, 2018.

9.
PAIVA, ANA E.2018PAIVA, ANA E. ; LOUSADO, LUIZA ; GUERRA, DANIEL A.P. ; AZEVEDO, PATRICK O. ; SENA, ISADORA F.G. ; ANDREOTTI, JULIA P. ; SANTOS, GABRYELLA S.P. ; GONÇALVES, RICARDO ; Mintz, Akiva ; BIRBRAIR, ALEXANDER . Pericytes in the Premetastatic Niche. CANCER RESEARCH, v. ?, p. ?, 2018.

10.
DE ALVARENGA, ERIKA COSTA2018DE ALVARENGA, ERIKA COSTA ; SILVA, WALISON N. ; VASCONCELLOS, REBECCA ; PAREDES-GAMERO, EDGAR J. ; Mintz, Akiva ; BIRBRAIR, ALEXANDER . Promyelocytic leukemia protein in mesenchymal stem cells is essential for leukemia progression. ANNALS OF HEMATOLOGY, v. ?, p. ?, 2018.

11.
SILVA, WALISON N.2018SILVA, WALISON N. ; LEONEL, CAROLINE ; PRAZERES, PEDRO H. D. M. ; SENA, ISADORA F. G. ; GUERRA, DANIEL A. P. ; HELLER, DEBORA ; DINIZ, IVANA M. A. ; FORTUNA, VITOR ; Mintz, Akiva ; BIRBRAIR, ALEXANDER . Role of Schwann cells in cutaneous wound healing. WOUND REPAIR AND REGENERATION, v. ?, p. ?, 2018.

12.
AZEVEDO, PATRICK O.2018AZEVEDO, PATRICK O. ; PAIVA, ANA E. ; SANTOS, GABRYELLA S. P. ; LOUSADO, LUIZA ; ANDREOTTI, JULIA P. ; SENA, ISADORA F. G. ; TAGLIATI, CARLOS A. ; Mintz, Akiva ; BIRBRAIR, ALEXANDER . Cross-talk between lung cancer and bones results in neutrophils that promote tumor progression. CANCER AND METASTASIS REVIEWS, v. ?, p. ?, 2018.

13.
NAIK, PRAJNA PARAMITA2018NAIK, PRAJNA PARAMITA ; BIRBRAIR, ALEXANDER ; BHUTIA, SUJIT KUMAR . Mitophagy-driven metabolic switch reprograms stem cell fate. CELLULAR AND MOLECULAR LIFE SCIENCES, v. ?, p. ?, 2018.

14.
RODRIGUES, ANNA C.ZAIA2018RODRIGUES, ANNA C.ZAIA ; Messi, Maria Laura ; Wang, Zhong-Min ; ABBA, MARTIN C. ; PEREYRA, ANDREA ; BIRBRAIR, ALEXANDER ; Zhang, Tan ; O'MEARA, MEAGHAN ; KWAN, PING ; LOPEZ, ELSA I. S. ; WILLIS, MONTE S. ; Mintz, Akiva ; FILES, D.CLARK ; FURDUI, CRISTINA ; OPPENHEIM, RONALD W. ; Delbono, Osvaldo . The Sympathetic Nervous System Regulates Skeletal Muscle Motor Innervation and Acetylcholine Receptor Stability. Acta Physiologica, v. ?, p. e13195, 2018.

15.
SANTOS, GABRYELLA S. P.2018SANTOS, GABRYELLA S. P. ; MAGNO, LUIZ A. V. ; ROMANO-SILVA, MARCO A. ; Mintz, Akiva ; BIRBRAIR, ALEXANDER . Pericyte Plasticity in the Brain. Neuroscience Bulletin, v. ?, p. ?, 2018.

16.
HENRIQUES, FELIPE2018HENRIQUES, FELIPE ; LOPES, MAGNO A. ; FRANCO, FELIPE O. ; KNOBL, PAMELA ; SANTOS, KALTINAITIS B. ; BUENO, LUANA L. ; CORREA, VICTOR A. ; BEDARD, ALEXANDER H. ; GUILHERME, ADILSON ; BIRBRAIR, ALEXANDER ; PERES, SIDNEY B. ; FARMER, STEPHEN R. ; BATISTA, MIGUEL L. . Toll-Like Receptor-4 Disruption Suppresses Adipose Tissue Remodeling and Increases Survival in Cancer Cachexia Syndrome. Scientific Reports, v. 8, p. 18024, 2018.

17.
ASADA, NOBORU2017ASADA, NOBORU ; KUNISAKI, YUYA ; PIERCE, HALLEY ; WANG, ZICHEN ; FERNANDEZ, NICOLAS F. ; BIRBRAIR, ALEXANDER ; MA?AYAN, AVI ; FRENETTE, PAUL S. . Differential cytokine contributions of perivascular haematopoietic stem cell niches. NATURE CELL BIOLOGY, v. 19, p. 214-223, 2017.

18.
ANDREOTTI, JULIA P.2017ANDREOTTI, JULIA P. ; LOUSADO, LUIZA ; MAGNO, LUIZ ALEXANDRE V. ; BIRBRAIR, ALEXANDER . Hypothalamic Neurons Take Center Stage in the Neural Stem Cell Niche. Cell Stem Cell, v. 21, p. 293-294, 2017.

19.
AZEVEDO, PATRICK O.2017AZEVEDO, PATRICK O. ; LOUSADO, LUIZA ; PAIVA, ANA E. ; ANDREOTTI, JULIA P. ; SANTOS, GABRYELLA S.P. ; SENA, ISADORA F.G. ; PRAZERES, PEDRO H.D.M. ; FILEV, RENATO ; Mintz, Akiva ; BIRBRAIR, ALEXANDER . Endothelial cells maintain neural stem cells quiescent in their niche. NEUROSCIENCE, v. ?, p. ?, 2017.

20.
PRAZERES, PEDRO H. D. M.2017PRAZERES, PEDRO H. D. M. ; ALMEIDA, VIVIANI M. ; LOUSADO, LUIZA ; ANDREOTTI, JULIA P. ; PAIVA, ANA E. ; SANTOS, GABRYELLA S. P. ; AZEVEDO, PATRICK O. ; SOUTO, LUANNY ; ALMEIDA, GREGÓRIO G. ; FILEV, RENATO ; Mintz, Akiva ; GONÇALVES, RICARDO ; BIRBRAIR, ALEXANDER . Macrophages Generate Pericytes in the Developing Brain. CELLULAR AND MOLECULAR NEUROBIOLOGY, v. ?, p. ?, 2017.

21.
ALMEIDA, VIVIANI M.2017ALMEIDA, VIVIANI M. ; PAIVA, ANA E. ; SENA, ISADORA F. G. ; Mintz, Akiva ; MAGNO, LUIZ ALEXANDRE V. ; BIRBRAIR, ALEXANDER . Pericytes Make Spinal Cord Breathless after Injury. NEUROSCIENTIST, v. ?, p. 107385841773152, 2017.

22.
BIRBRAIR, ALEXANDER2017BIRBRAIR, ALEXANDER; BORGES, ISABELLA DA TERRA ; GILSON SENA, ISADORA FERNANDES ; ALMEIDA, GREGÓRIO GUILHERME ; DA SILVA MEIRELLES, LINDOLFO ; GONÇALVES, RICARDO ; Mintz, Akiva ; Delbono, Osvaldo . How Plastic Are Pericytes?. STEM CELLS AND DEVELOPMENT, v. 26, p. 1013-1019, 2017.

23.
BORGES, ISABELLA2017BORGES, ISABELLA ; SENA, ISADORA ; AZEVEDO, PATRICK ; ANDREOTTI, JULIA ; ALMEIDA, VIVIANI ; PAIVA, ANA ; SANTOS, GABRYELLA ; GUERRA, DANIEL ; PRAZERES, PEDRO ; MESQUITA, LUIZA LOUSADO ; SILVA, LUANNY SOUTO DE BARROS ; LEONEL, CAROLINE ; Mintz, Akiva ; BIRBRAIR, ALEXANDER . Lung as a Niche for Hematopoietic Progenitors. Stem Cell Reviews and Reports, v. 13, p. 567-574, 2017.

24.
COATTI, GIULIANA CASTELLO2017COATTI, GIULIANA CASTELLO ; FRANGINI, MIRIAM ; VALADARES, MARCOS C. ; GOMES, JULIANA PLAT ; LIMA, NATALIA O. ; CAVAÇANA, NATALE ; ASSONI, AMANDA F. ; PELATTI, MAYRA V. ; BIRBRAIR, ALEXANDER ; DE LIMA, ANTONIO CARLOS PEDROSO ; SINGER, JULIO M. ; ROCHA, FRANCISCO MARCELO M. ; DA SILVA, GIOVANI LOIOLA ; MANTOVANI, MARIO SERGIO ; MACEDO-SOUZA, LUCIA INÊS ; FERRARI, MERARI F. R. ; ZATZ, MAYANA . Pericytes Extend Survival of ALS SOD1 Mice and Induce the Expression of Antioxidant Enzymes in the Murine Model and in IPSCs Derived Neuronal Cells from an ALS Patient. Stem Cell Reviews and Reports, v. 13, p. 686-698, 2017.

25.
PEREIRA, LUCIANA XAVIER2017PEREIRA, LUCIANA XAVIER ; VIANA, CELSO TARSO RODRIGUES ; ORELLANO, LAURA ALEJANDRA ARIZA ; DE ALMEIDA, SIMONE APARECIDA ; VASCONCELOS, ANILTON CESAR ; GOES, ALFREDO DE MIRANDA ; BIRBRAIR, ALEXANDER ; ANDRADE, SILVIA PASSOS ; CAMPOS, PAULA PEIXOTO . Synthetic matrix of polyether-polyurethane as a biological platform for pancreatic regeneration. LIFE SCIENCES, v. 176, p. 67-74, 2017.

26.
BIRBRAIR, ALEXANDER2017BIRBRAIR, ALEXANDER; SATTIRAJU, ANIRUDH ; ZHU, DONGQIN ; ZULATO, GILBERTO ; BATISTA, IZADORA ; NGUYEN, VAN T. ; Messi, Maria Laura ; SOLINGAPURAM SAI, KIRAN KUMAR ; MARINI, FRANK C. ; Delbono, Osvaldo ; Mintz, Akiva . Novel Peripherally Derived Neural-Like Stem Cells as Therapeutic Carriers for Treating Glioblastomas. Stem Cells Translational Medicine, v. 6, p. 471-481, 2017.

27.
DIAS MOURA PRAZERES, PEDRO HENRIQUE2017DIAS MOURA PRAZERES, PEDRO HENRIQUE ; SENA, ISADORA FERNANDES GILSON ; BORGES, ISABELLA DA TERRA ; DE AZEVEDO, PATRICK ORESTES ; ANDREOTTI, JULIA PERES ; DE PAIVA, ANA EMÍLIA ; DE ALMEIDA, VIVIANI MENDES ; DE PAULA GUERRA, DANIEL ARTHUR ; PINHEIRO DOS SANTOS, GABRYELLA SOARES ; Mintz, Akiva ; Delbono, Osvaldo ; BIRBRAIR, ALEXANDER . Pericytes are heterogeneous in their origin within the same tissue. DEVELOPMENTAL BIOLOGY, v. 427, p. 6-11, 2017.

28.
SENA, ISADORA F.G.2017SENA, ISADORA F.G. ; PRAZERES, PEDRO H.D.M. ; SANTOS, GABRYELLA S.P. ; BORGES, ISABELLA T. ; AZEVEDO, PATRICK O. ; ANDREOTTI, JULIA P. ; ALMEIDA, VIVIANI M. ; PAIVA, ANA E. ; GUERRA, DANIEL A.P. ; LOUSADO, LUIZA ; SOUTO, LUANNY ; Mintz, Akiva ; BIRBRAIR, ALEXANDER . Identity of Gli1 + cells in the bone marrow. EXPERIMENTAL HEMATOLOGY, v. 54, p. 12-16, 2017.

29.
PAIVA, ANA E.2017PAIVA, ANA E. ; LOUSADO, LUIZA ; ALMEIDA, VIVIANI M. ; ANDREOTTI, JULIA P. ; SANTOS, GABRYELLA S.P. ; AZEVEDO, PATRICK O. ; SENA, ISADORA F.G. ; PRAZERES, PEDRO H.D.M. ; BORGES, ISABELLA T. ; AZEVEDO, VASCO ; Mintz, Akiva ; BIRBRAIR, ALEXANDER . Endothelial Cells as Precursors for Osteoblasts in the Metastatic Prostate Cancer Bone. NEOPLASIA, v. 19, p. 928-931, 2017.

30.
SENA, ISADORA F. G.2017SENA, ISADORA F. G. ; BORGES, ISABELLA T. ; LOUSADO, LUIZA ; AZEVEDO, PATRICK O. ; ANDREOTTI, JULIA P. ; ALMEIDA, VIVIANI M. ; PAIVA, ANA E. ; SANTOS, GABRYELLA S. P. ; GUERRA, DANIEL A. P. ; PRAZERES, PEDRO H. D. M. ; SOUTO, LUANNY ; Mintz, Akiva ; BIRBRAIR, ALEXANDER . LepR+ cells dispute hegemony with Gli1+ cells in bone marrow fibrosis. CELL CYCLE, v. ?, p. 1-5, 2017.

31.
LOUSADO, LUIZA2017LOUSADO, LUIZA ; PRAZERES, PEDRO H D M ; ANDREOTTI, JULIA P ; PAIVA, ANA E ; AZEVEDO, PATRICK O ; SANTOS, GABRYELLA S P ; FILEV, RENATO ; Mintz, Akiva ; BIRBRAIR, ALEXANDER . Schwann cell precursors as a source for adrenal gland chromaffin cells. Cell Death & Disease, v. 8, p. e3072, 2017.

32.
SANTOS, G S P2017SANTOS, G S P ; PRAZERES, P H D M ; MINTZ, A ; BIRBRAIR, A . Role of pericytes in the retina. EYE, v. ?, p. ?, 2017.

33.
AZEVEDO, PATRICK O.2017AZEVEDO, PATRICK O. ; SENA, ISADORA F. G. ; ANDREOTTI, JULIA P. ; CARVALHO-TAVARES, JULIANA ; ALVES-FILHO, JOSÉ C. ; CUNHA, THIAGO M. ; CUNHA, FERNANDO Q. ; Mintz, Akiva ; BIRBRAIR, ALEXANDER . Pericytes modulate myelination in the central nervous system. JOURNAL OF CELLULAR PHYSIOLOGY, v. ?, p. ?, 2017.

34.
GUERRA, DANIEL A. P.2017GUERRA, DANIEL A. P. ; PAIVA, ANA E. ; SENA, ISADORA F. G. ; AZEVEDO, PATRICK O. ; BATISTA, MIGUEL LUIZ ; Mintz, Akiva ; BIRBRAIR, ALEXANDER . Adipocytes role in the bone marrow niche. CYTOMETRY PART A, v. ?, p. ?, 2017.

35.
KHAN, J. A.2016KHAN, J. A. ; MENDELSON, A. ; KUNISAKI, Y. ; BIRBRAIR, A. ; KOU, Y. ; ARNAL-ESTAPE, A. ; PINHO, S. ; CIERO, P. ; NAKAHARA, F. ; MAAYAN, A. ; BERGMAN, A. ; MERAD, M. ; FRENETTE, P. S. . Fetal liver hematopoietic stem cell niches associate with portal vessels. Science (New York, N.Y.: Online), v. 351, p. 176-180, 2016.

36.
BIRBRAIR, ALEXANDER2016BIRBRAIR, ALEXANDER. Learn new languages to get ahead. Nature Biotechnology (Print), v. 34, p. 1073-1074, 2016.

37.
Zhang, Tan2016Zhang, Tan ; PEREYRA, ANDREA S. ; Wang, Zhong-Min ; BIRBRAIR, ALEXANDER ; REISZ, JULIE A. ; FILES, DANIEL CLARK ; PURCELL, LINA ; FENG, XIN ; MESSI, MARIA L. ; FENG, HANZHONG ; CHALOVICH, JOSEPH ; JIN, JIAN-PING ; FURDUI, CRISTINA ; Delbono, Osvaldo . Calpain inhibition rescues troponin T3 fragmentation, increases Cav1.1 , and enhances skeletal muscle force in aging sedentary mice. AGING CELL, v. 15, p. n/a-n/a, 2016.

38.
BIRBRAIR, ALEXANDER2016BIRBRAIR, ALEXANDER; FRENETTE, PAUL S. . Niche heterogeneity in the bone marrow. Annals of the New York Academy of Sciences, v. 1370, p. n/a-n/a, 2016.

39.
BIRBRAIR, ALEXANDER2015BIRBRAIR, ALEXANDER; Zhang, Tan ; WANG, ZHONG'MIN ; MESSI, MARIA LAURA ; Mintz, Akiva ; Delbono, Osvaldo . Pericytes at the intersection between tissue regeneration and pathology. Clinical Science (1979), v. 128, p. 81-93, 2015.

40.
Zhang, Tan2015Zhang, Tan ; BIRBRAIR, ALEXANDER ; Wang, Zhong-Min ; MESSI, MARÍA L. ; MARSH, ANTHONY P. ; LENG, IRIS ; NICKLAS, BARBARA J. ; Delbono, Osvaldo . Improved knee extensor strength with resistance training associates with muscle specific miRNAs in older adults. EXPERIMENTAL GERONTOLOGY, v. 62, p. 7-13, 2015.

41.
BIRBRAIR, ALEXANDER2015BIRBRAIR, ALEXANDER; Delbono, Osvaldo . Pericytes are Essential for Skeletal Muscle Formation. Stem Cell Reviews, v. 11, p. 547-548, 2015.

42.
BIRBRAIR, ALEXANDER2014BIRBRAIR, ALEXANDER; Zhang, Tan ; Wang, Zhong-Min ; MESSI, MARIA L. ; Mintz, Akiva ; Delbono, Osvaldo . Pericytes: multitasking cells in the regeneration of injured, diseased, and aged skeletal muscle. Frontiers in Aging Neuroscience, v. 6, p. 245, 2014.

43.
BIRBRAIR, ALEXANDER2014 BIRBRAIR, ALEXANDER; Zhang, Tan ; FILES, DANIEL CLARK ; MANNAVA, SANDEEP ; SMITH, TOM ; Wang, Zhong-Min ; Messi, Maria Laura ; Mintz, Akiva ; Delbono, Osvaldo . Type-1 pericytes accumulate after tissue injury and produce collagen in an organ-dependent manner. Stem cell research & therapy, v. 5, p. 122, 2014.

44.
BIRBRAIR, A.2014 BIRBRAIR, A.; ZHANG, T. ; WANG, Z.-M. ; MESSI, M. L. ; OLSON, J. D. ; MINTZ, A. ; DELBONO, O. . Type-2 Pericytes Participate in Normal and Tumoral Angiogenesis. American Journal of Physiology. Cell Physiology, v. 307, p. C25-C38, 2014.

45.
3BIRBRAIR, ALEXANDER2013 BIRBRAIR, ALEXANDER; Zhang, Tan ; Wang, Zhong-Min ; Messi, Maria Laura ; Enikolopov, Grigori N. ; Mintz, Akiva ; Delbono, Osvaldo . Skeletal muscle pericyte subtypes differ in their differentiation potential. STEM CELL RES, v. 10, p. 67-84, 2013.

46.
4BIRBRAIR, ALEXANDER2013BIRBRAIR, ALEXANDER; Zhang, Tan ; Wang, Zhong-Min ; MESSI, MARÍA LAURA ; Enikolopov, Grigori N. ; Mintz, Akiva ; Delbono, Osvaldo . Skeletal muscle neural progenitor cells exhibit properties of NG2-glia. EXPERIMENTAL CELL RESEARCH, v. 319, p. 45-63, 2013.

47.
8Zhang, Tan2013Zhang, Tan ; BIRBRAIR, ALEXANDER ; Wang, Zhong-Min ; TAYLOR, JACKSON ; MESSI, MARÍA LAURA ; Delbono, Osvaldo . Troponin T nuclear localization and its role in aging skeletal muscle. Age, v. 35, p. 353-370, 2013.

48.
7Zhang, Tan2013Zhang, Tan ; BIRBRAIR, ALEXANDER ; Delbono, Osvaldo . Nonmyofilament-associated troponin T3 nuclear and nucleolar localization sequence and leucine zipper domain mediate muscle cell apoptosis. Cytoskeleton, v. 70, p. 134-147, 2013.

49.
ZHANG, T.2013ZHANG, T. ; CHOI, S. J. ; WANG, Z.-M. ; BIRBRAIR, A. ; MESSI, M. L. ; JIN, J.-P. ; MARSH, A. P. ; NICKLAS, B. ; DELBONO, O. . Human Slow Troponin T (TNNT1) Pre-mRNA Alternative Splicing Is an Indicator of Skeletal Muscle Response to Resistance Exercise in Older Adults. The Journals of Gerontology. Series A, Biological Sciences and Medical Sciences, v. 69, p. 1437-1447, 2013.

50.
BIRBRAIR, A.2013 BIRBRAIR, A.; ZHANG, T. ; WANG, Z.-M. ; MESSI, M. L. ; MINTZ, A. ; DELBONO, O. . Type-1 pericytes participate in fibrous tissue deposition in aged skeletal muscle. AJP: Cell Physiology, v. 305, p. C1098-C1113, 2013.

51.
5BIRBRAIR, A.2011BIRBRAIR, A.; Wang Z-M ; MESSI, M. L. ; ENIKOLOPOV, G. N. ; DELBONO, O. . Nestin-GFP Transgene Reveals Neural Precursor Cells in Adult Skeletal Muscle. Plos One, v. 6, p. 6(2): e16816, 2011.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Pericyte Biology in Different Organs. 1. ed. , 2019.

2.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Stem Cells Heterogeneity - Novel Concepts. 1. ed. , 2019.

3.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Stem Cells Heterogeneity in Cancer. 1. ed. , 2019.

4.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Pericyte Biology - Novel Concepts. 1. ed. Springer Nature, 2018.

5.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Stem Cell Microenvironments and Beyond. 1. ed. Springer Nature, 2017.

Capítulos de livros publicados
1.
BIRBRAIR, ALEXANDER; Prazeres, Pedro Henrique Dias Moura ; FILES, DANIEL CLARK ; Delbono, Osvaldo . Pericytes and T Cells in Lung Injury and Fibroproliferation. Molecular and Translational Medicine. ?ed.: Springer International Publishing, 2019, v. , p. 175-195.

2.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Pericyte Biology: Development, Homeostasis, and Disease. Advances in Experimental Medicine and Biology. 1ed.: Springer International Publishing, 2018, v. , p. 1-3.

3.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Stem Cell Microenvironments and Beyond. Advances in Experimental Medicine and Biology. 1ed.: Springer International Publishing, 2017, v. , p. 1-3.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
BIRBRAIR, A.; TALBOT, J. ; COSTA, G. N. O. ; SANTOS, A. C. F. ; TEIXEIRA, J. M. ; DIAS, J. C. T. ; REZENDE, R. P. . "ANLYSIS OF rDNA 16S DIVERSITY BETWEEN AMBIENT AND A CLINICAL ISOLATED STRAINS OF Chromobacterium violaceum". In: XXXVI Annual Meeting ofthe Brazilian Society for Biochemistry and Molecular Biology (SBBq) and 10th International Union of Biochemistry and Molecular Biology (IUBMB) Conference, 2007, Salvador. PROGRAM AND ABSTRACTS OF XXXVI Annual Meeting ofthe Brazilian Society for Biochemistry and Molecular Biology (SBBq) and 10th International Union of Biochemistry and Molecular Biology (IUBMB) Conference, 2007.

2.
BIRBRAIR, A.; CARDOSO, C. D. ; CARDOSO, M. V. M. ; VIANA, L. A. M. ; TALBOT, T. ; TALBOT, J. . "Toxic Effects from Violacein, Hemolysin-A (RTX Family) and Metalloproteases - Substances Codified by Chromobacterium violaceum". In: II Congresso Brasileiro de Toxicologia Clinica e I Congresso da ABRACIT, 2007, Vitoria, ES. Brazilian Journal of Toxicology, 2007. v. 20. p. 22-22.

3.
BIRBRAIR, A.; SANTOS, A. C. F. ; COSTA, G. N. O. ; REZENDE, R. P. ; DIAS, J. C. T. ; TEIXEIRA, J. M. . TRABALHO SOBRE DIVERSIDADE GENETICA ENTRE OS ISOLADOS DE Chromobacterium violaceum, UTILIZANDO TECNICAS DE BIOLOGIA MOLECULAR. In: 59 Reuniao Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, 2007, Belém, PA. Livro eletrônico com os Anais da 59ª Reunião Anual da SBPC, realizada de 08 a 13 de julho de 2007, na UFPA - Centro de Convenções da Amazônia, em Belém, PA, 2007.

4.
Silva, C.D.C.M. ; SANTOS, G. A. ; Bittencourt, R.F. ; TALBOT, J. ; BIRBRAIR, A. . "LEVANTAMENTO EPIDEMIOLOGICO DE ENTEROPARASITOSES UTILIZANDO O METODO DIAGNOSTICO MARIANO & CARVALHO". In: 41º Congresso Brasileiro de Patologia Clinica, 2007, Salvador, Bahia. Anais do 41º Congresso Brasileiro de Patologia Clinica, 2007.

5.
BIRBRAIR, A.; VIANA, M.R. ; CARDOSO, M.V. ; SILVA, C.D.C.M. ; VIANA, L. A. M. ; TALBOT, J. ; SANTOS, A. C. F. ; MAGALHAES, J. T. ; DIAS, J. C. T. ; REZENDE, R. P. . "Chromobacterium violaceum, Analise utilizando a técnica de DGGE para fragmento V3 do rDNA 16S". In: 53º CONGRESSO BRASILEIRO DE GENETICA, 2007, Aguas de Lindoia - SP. 53º CONGRESSO BRASILEIRO DE GENETICA, 2007.

6.
BIRBRAIR, A.; CARDOSO, M. V. M. ; CARDOSO, C. D. ; MAGNO, LAV ; TALBOT, J. ; SANTOS, A. C. F. ; MAGALHAES, J. T. ; DIAS, J. C. T. ; REZENDE, R. P. . "APPLICATION OF PCR-DGGE IN RESEARCH OF DIVERSITY IN Chromobacterium violaceum". In: 53º CONGRESSO BRASILEIRO DE GENETICA, 2007, Aguas de Lindoia - SP. 53º CONGRESSO BRASILEIRO DE GENETICA, 2007.

7.
BIRBRAIR, A.; ALELUIA, M.M. ; CARDOSO, M.V. ; SILVA, C.D.C.M. ; MAGNO, LAV ; TALBOT, J. ; SANTOS, A. C. F. ; MAGALHAES, J. T. ; DIAS, J. C. T. ; REZENDE, R. P. . "ANALYSIS OF sseD AND invB PRIMERS ANNEALING IN A TEMPERATURE GRADIENT - PATOGENICITY REGIONS IN Chromobacterium violaceum". In: 53º CONGRESSO BRASILEIRO DE GENETICA, 2007, Aguas de Lindoia - SP. 53º CONGRESSO BRASILEIRO DE GENETICA, 2007.

8.
FREITAS, W. R. ; MAGNO, LAV ; CARDOSO, M.L.G. ; BASTOS, R. G. ; LOPES, D. M. ; BIRBRAIR, A. . "ESTUDO COMPARATIVO IN VITRO ENTRE A ATIVIDADE VERMIFUGA DE SEMENTES DE MAMAO E OS MEDICAMENTOS MEBENDAZOL E ALBENDAZOL". In: XX Congresso Brasileiro de Parasitologia, 2007, Recife, PE. XX Congresso Brasileiro de Parasitologia, 2007.

9.
MAGNO, LAV ; FREITAS, L.M. ; FREITAS, W. R. ; TALBOT, J. ; SILVA, C.D.C.M. ; BIRBRAIR, A. ; CARDOSO, M.V.M.S. ; MELO, P.R.S. ; MARISCO, P.C. ; AZEVEDO, L.F. . "GIARDIASE E EOSINOFILIA EM MENORES DE 15 ANOS DE UMA REGIAO ENDEMICA EM ILHEUS, BAHIA". In: XX Congresso Brasileiro de Parasitologia, 2007, Recife, PE. XX Congresso Brasileiro de Parasitologia, 2007.

10.
FREITAS, W. R. ; MAGNO, LAV ; CARDOSO, M.L.G. ; BASTOS, R. G. ; LOPES, D. M. ; BIRBRAIR, A. . "EFICACIA IN VITRO DE MEBENDAZOL, ALBENDAZOL E TIABENDAZOL NA INIBIÇAO DO DESENVOLVIMENTO DE OVOS DE Ascaris lumbricoides". In: XX Congresso Brasileiro de Parasitologia, 2007, Recife, PE. XX Congresso Brasileiro de Parasitologia, 2007.

11.
BIRBRAIR, A.; TALBOT, J. ; VIANA, M.R. ; ALELUIA, M.M. ; MAGNO, LAV ; CARDOSO, M.V. ; SILVA, C.D.C.M. ; FREITAS, W. R. ; SANTOS, A. C. F. ; MAGALHAES, J. T. ; DIAS, J. C. T. ; REZENDE, R. P. . "PERFIL DE RESISTENCIA A ANTIBIOTICOS DE ISOLADOS AMBIENTAIS E CLINICOS DE Chromobacterium violaceum DO ESTADO DA BAHIA-BRASIL". In: 24ºCongresso Brasileiro de Microbiologia, II Encontro Latino-Americano de Micobacterias, XII Simposio Brasileiro de Micobacterias, II Simposio de Coleçoes de Cultura e IV Encontro de Ensino em Microbiologia, 2007, Brasilia. Anais do 24ºCongresso Brasileiro de Microbiologia, 2007.

12.
BIRBRAIR, A.; TALBOT, J. ; FREITAS, W. R. ; CARDOSO, M.V. ; SILVA, C.D.C.M. ; MAGNO, LAV ; SANTOS, A. C. F. ; MAGALHAES, J. T. ; DIAS, J. C. T. ; REZENDE, R. P. . "16S rDNA PCR AND DENATURING GRADIENT DEL ELETROFORESIS - A SINGLE GENERIC TEST FOR DETECTING AND DIFFERENTIATING OF Chromobacterium violaceum STRAINS". In: 24ºCongresso Brasileiro de Microbiologia, II Encontro Latino-Americano de Micobacterias, XII Simposio Brasileiro de Micobacterias, II Simposio de Coleçoes de Cultura e IV Encontro de Ensino em Microbiologia, 2007, Brasilia. Anais do 24ºCongresso Brasileiro de Microbiologia, 2007.

13.
TALBOT, J. ; SANTOS, E.O. ; BIRBRAIR, A. ; COSTA, F.M. ; FONTANA, R. . "BACTERIAS RESPONSAVEIS POR INFECÇOES EM ULCERAS DE PRESSAO EM PACIENTES HOSPITALIZADOS NA CIDADE DE ILHEUS-BA". In: 24ºCongresso Brasileiro de Microbiologia, II Encontro Latino-Americano de Micobacterias, XII Simposio Brasileiro de Micobacterias, II Simposio de Coleçoes de Cultura e IV Encontro de Ensino em Microbiologia, 2007, Brasilia. Anais do 24ºCongresso Brasileiro de Microbiologia, 2007.

14.
BIRBRAIR, A.; TALBOT, J. ; CARDOSO, M.V. ; MAGNO, LAV ; SILVA, C.D.C.M. ; FREITAS, W. R. ; SANTOS, A. C. F. ; MAGALHAES, J. T. ; DIAS, J. C. T. ; REZENDE, R. P. . "Chromobacterium violaceum: Um risco à populaçao ribeirinha?". In: XIII SEMINARIO DE INICIAÇAO CIENTIFICA E 9ª SEMANA D PESQUISA E POS-GRADUAÇAO DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUS - BAHIA, 2007, Ilhéus, Bahia. XIII SEMINARIO DE INICIAÇAO CIENTIFICA E 9ª SEMANA D PESQUISA E POS-GRADUAÇAO DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUS - BAHIA, 2007.

15.
Santos, N.N.J. ; CARDOSO, M.V.M.S. ; MAGNO, LAV ; TALBOT, J. ; BIRBRAIR, A. ; SILVA, C.D.C.M. ; SANTOS, M.V.D.L. ; SILVA, F.R.A. . "FATORES HEREDITARIOS E AMBIENTAIS CORRELACIONADOS COMA GENESE DA OBESIDADE: REVISAO E ATUALIZAÇAO". In: XIII SEMINARIO DE INICIAÇAO CIENTIFICA E 9ª SEMANA DE PESQUISA E POS-GRADUAÇAO DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUZ - BAHIA, 2007, Ilhéus, Bahia. XIII SEMINARIO DE INICIAÇAO CIENTIFICA E 9ª SEMANA DE PESQUISA E POS-GRADUAÇAO DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUZ - BAHIA, 2007.

16.
TALBOT, J. ; SANTOS, E.O. ; SILVA, C.D.C.M. ; MAGNO, LAV ; BIRBRAIR, A. ; CARDOSO, M.V.M.S. ; COSTA, F.M. ; FONTANA, R. . "INICIDENCIA DE INFECÇAO DAS ULCERAS DE PRESSAO EM PACIENTES INTERNADOS NO HOSPITAL REGIONAL DE ILHEUS-BA". In: XIII SEMINARIO DE INICIAÇAO CIENTIFICA E 9ª SEMANA DE PESQUISA E POS-GRADUAÇAO DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUZ - BAHIA, 2007, Ilhéus, Bahia. XIII SEMINARIO DE INICIAÇAO CIENTIFICA E 9ª SEMANA DE PESQUISA E POS-GRADUAÇAO DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUZ - BAHIA, 2007.

17.
BIRBRAIR, A.; COSTA, G. N. O. ; SANTOS, A. C. F. ; ARGOLO FILHO, R. C. ; TEIXEIRA, J. M. ; DIAS, J. C. T. ; REZENDE, R. P. . ESTUDO DA DIVERSIDADE GENÉTICA ENTRE OS ISOLADOS DE Chromobacterium violaceum POR DGGE. In: X CONGRESSO BRASILEIRO DE BIOMEDICINA, 2006, Goiânia - Goiás. ANAIS DO X CBBM. Goiânia - Goiás: UCG/Editora Vieira, 2006.

18.
BIRBRAIR, A.; COSTA, G. N. O. ; SANTOS, A. C. F. ; ARGOLO FILHO, R. C. ; TEIXEIRA, J. M. ; DIAS, J. C. T. ; REZENDE, R. P. . TRABALHO SOBRE DIVERSIDADE GENÉTICA ENTRE OS ISOLADOS DE Chromobacterium violaceum, UTILIZANDO TÉCNICAS DE BIOLOGIA MOLECULAR. In: XII Seminário de Iniciação Científica da Universidade Estadual de Santa cruz - UESC, 2006, Ilhéus - Bahia. XII Seminário de Iniciação Científica da Universidade Estadual de Santa cruz - UESC. Ilhéus - Bahia: Editora da Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC, 2006.

19.
BIRBRAIR, A.; COSTA, G. N. O. ; SANTOS, A. C. F. ; ARGOLO FILHO, R. C. ; TEIXEIRA, J. M. ; DIAS, J. C. T. ; REZENDE, R. P. . Estudo da Diversidade Genética Entre os Isolados Ambientais e um Isolado Clínico de Chromobacterium violaceum. In: X ENCONTRO NACIONAL DE MICROBIOLOGIA AMBIENTAL, 2006, Goiânia - Goiás. X ENCONTRO NACIONAL DE MICROBIOLOGIA AMBIENTAL. Goiânia - Goiás: UFG VIRTUAL, 2006.

Apresentações de Trabalho
1.
COSTA, A. C. ; OLIVEIRA, F. C. B. ; PICOLI, C. ; CAMPOS, L. M. C. C. ; BIRBRAIR, ALEXANDER . Nervos no câncer: inimigos ou aliados?. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
BIRBRAIR, ALEXANDER. A Novel Cellular Player in the Tumor Microenvironment. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
SATTIRAJU, A. ; BIRBRAIR, ALEXANDER ; ZHU, D. ; BATISTA, I. ; Delbono, Osvaldo ; Mintz, Akiva . Therapeutic Potential of a Newly Discovered Neural Like Stem Cell.. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
Zhang, Tan ; BIRBRAIR, ALEXANDER ; Wang Z-M ; MESSI, MARIA L. ; MARSH, A. P. ; NICKLAS, B. ; Delbono, Osvaldo . Improved Knee Extensor Strength with Resistance Training Associates with Muscle Specific miRNAs in Older Adults.. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
BIRBRAIR, ALEXANDER; Zhang, Tan ; Wang Z-M ; MESSI, MARIA L. ; Enikolopov, Grigori N. ; Mintz, Akiva ; Delbono, Osvaldo . Pericyte Heterogeneity in Tissue Repair. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Pericyte Heterogeneity in Tissue Repair with Aging.. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
HOUSTON, D. K. ; MESSI, M. L. ; BIRBRAIR, A. ; DEMONS, J. ; Kritchevsky, S.B. ; DELBONO, O. . Effects of vitamin D supplementation on human skeletal muscle composition and regeneration. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

8.
ZHANG, T. ; BIRBRAIR, A. ; Wang Z-M ; TAYLOR, J. ; MESSI, M. L. ; DELBONO, O. . TROPONIN T NUCLEAR LOCALIZATION AND ITS ROLE IN AGING SKELETAL MUSCLE.. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

9.
BIRBRAIR, A.. Mobilizing Newly Isolated Neuro-like Stem Cells against GBM. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

10.
BIRBRAIR, A.; DEBINSKI, W. . Are Glioma Stem Cells for Real?. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

11.
BIRBRAIR, A.. Isolation of neural progenitors derived from skeletal muscle cultures. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

12.
BIRBRAIR, A.; SANTOS, E.A. ; CHIAVEGATTI, T. ; LOPES, A. L. A. P. ; BERGANTIN, L. B. ; GODINHO, R. O. . Efeito agudo da pentoxifilina na concentração plasmática de AMP cíclico de ratos.. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

13.
SANTOS, E.A. ; BIRBRAIR, A. ; CHIAVEGATTI, T. ; LOPES, A. L. A. P. ; BERGANTIN, L. B. ; GODINHO, R. O. . Efeito agudo do agonista de adrenoceptor Beta 2 Fenoterol na concentração plasmática de AMP cíclico de ratos.. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

14.
BIRBRAIR, A.; TALBOT, J. ; COSTA, G. N. ; SANTOS, A. C. F. ; TEIXEIRA, J. M. ; DIAS, J. C. T. ; REZENDE, R. P. . 'ANLYSIS OF rDNA 16S DIVERSITY BETWEEN AMBIENT AND A CLINICAL ISOLATED STRAINS OF Chromobacterium violaceum'. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

15.
BIRBRAIR, A.; CARDOSO, C. D. ; CARDOSO, M. V. M. ; VIANA, L. A. M. ; TALBOT, T. ; TALBOT, J. . 'Toxic Effects from Violacein, Hemolysin-A (RTX Family) and Metalloproteases - Substances Codified by Chromobacterium violaceum'. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

16.
BIRBRAIR, A.; COSTA, G. N. O. ; SANTOS, A. C. F. ; DIAS, J. C. T. ; REZENDE, R. P. ; TEIXEIRA, J. M. . TRABALHO SOBRE DIVERSIDADE GENÉTICA ENTRE OS ISOLADOS DE Chromobacterium violaceum, UTILIZANDO TÉCNICAS DE BIOLOGIA MOLECULAR. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

17.
BIRBRAIR, A.; CARDOSO, M.V. ; SILVA, C.D.C.M. ; MAGNO, LAV ; TALBOT, J. ; SANTOS, A. C. F. ; MAGALHAES, J. T. ; DIAS, J. C. T. ; REZENDE, R. P. . 'APPLICATION OF PCR-DGGE IN RESEARCH OF DIVERSITY IN Chromobacterium violaceum'. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

18.
BIRBRAIR, A.; VIANA, M.R. ; CARDOSO, M.V. ; SILVA, C.D.C.M. ; MAGNO, LAV ; TALBOT, J. ; SANTOS, A. C. F. ; MAGALHAES, J. T. ; DIAS, J. C. T. ; REZENDE, R. P. . 'Chromobacterium violaceum, Analise utilizando a técnica de DGGE para fragmento V3 do rDNA 16S'. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

19.
BIRBRAIR, A.; ALELUIA, M.M. ; CARDOSO, M.V. ; SILVA, C.D.C.M. ; MAGNO, LAV ; TALBOT, J. ; SANTOS, A. C. F. ; MAGALHAES, J. T. ; DIAS, J. C. T. ; REZENDE, R. P. . 'ANALYSIS OF sseD AND invB PRIMERS ANNEALING IN A TEMPERATURE GRADIENT - PATOGENICITY REGIONS IN Chromobacterium violaceum'. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

20.
FREITAS, W. R. ; MAGNO, LAV ; CARDOSO, M.L.G. ; BASTOS, R. G. ; LOPES, D. M. ; BIRBRAIR, A. . 'EFICACIA IN VITRO DE MEBENDAZOL, ALBENDAZOL E TIABENDAZOL NA INIBIÇAO DO DESENVOLVIMENTO DE OVOS DE Ascaris lumbricoides'. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

21.
MAGNO, LAV ; Matias, L.F. ; FREITAS, W. R. ; TALBOT, J. ; SILVA, C.D.C.M. ; BIRBRAIR, A. ; CARDOSO, M.V.M.S. ; MELO, P.R.S. ; MARISCO, P.C. ; AZEVEDO, L.F. . 'GIARDIASE E EOSINOFILIA EM MENORES DE 15 ANOS DE UMA REGIAO ENDEMICA EM ILHEUS, BAHIA'. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

22.
FREITAS, W. R. ; MAGNO, LAV ; CARDOSO, M.L.G. ; BASTOS, R. G. ; LOPES, D. M. ; BIRBRAIR, A. . 'ESTUDO COMPARATIVO IN VITRO ENTRE A ATIVIDADE VERMIFUGA DE SEMENTES DE MAMAO E OS MEDICAMENTOS MEBENDAZOL E ALBENDAZOL'. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

23.
BIRBRAIR, A.; TALBOT, J. ; VIANA, M.R. ; ALELUIA, M.M. ; MAGNO, LAV ; CARDOSO, M.V. ; SILVA, C.D.C.M. ; FREITAS, W. R. ; SANTOS, A. C. F. ; MAGALHAES, J. T. ; DIAS, J. C. T. ; REZENDE, R. P. . 'PERFIL DE RESISTENCIA A ANTIBIOTICOS DE ISOLADOS AMBIENTAIS E CLINICOS DE Chromobacterium violaceum DO ESTADO DA BAHIA-BRASIL'. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

24.
BIRBRAIR, A.; TALBOT, J. ; FREITAS, W. R. ; CARDOSO, M.V. ; SILVA, C.D.C.M. ; MAGNO, LAV ; SANTOS, A. C. F. ; MAGALHAES, J. T. ; DIAS, J. C. T. ; REZENDE, R. P. . 16S rDNA PCR AND DENATURING GRADIENT GEL ELETROFORESIS - A SINGLE GENERIC TEST FOR DETECTING AND DIFFERENTIATING OF Chromobacterium violaceum STRAINS. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

25.
TALBOT, J. ; SANTOS, E.O. ; BIRBRAIR, A. ; COSTA, F.M. ; FONTANA, R. . 'BACTERIAS RESPONSAVEIS POR INFECÇOES EM ULCERAS DE PRESSAO EM PACIENTES HOSPITALIZADOS NA CIDADE DE ILHEUS-BA'. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

26.
Santos, N.N.J. ; CARDOSO, M.V.M.S. ; MAGNO, LAV ; TALBOT, J. ; BIRBRAIR, A. ; SILVA, C.D.C.M. ; SANTOS, M.V.D.L. ; SILVA, F.R.A. . 'FATORES HEREDITARIOS E AMBIENTAIS CORRELACIONADOS COMA GENESE DA OBESIDADE: REVISAO E ATUALIZAÇAO'. 2007. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

27.
TALBOT, J. ; SANTOS, E.O. ; SILVA, C.D.C.M. ; MAGNO, LAV ; BIRBRAIR, A. ; CARDOSO, M.V.M.S. ; COSTA, F.M. ; FONTANA, R. . 'INICIDENCIA DE INFECÇAO DAS ULCERAS DE PRESSAO EM PACIENTES INTERNADOS NO HOSPITAL REGIONAL DE ILHEUS-BA'. 2007. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

28.
BIRBRAIR, A.; TALBOT, J. ; CARDOSO, M.V. ; MAGNO, LAV ; SILVA, C.D.C.M. ; FREITAS, W. R. ; SANTOS, A. C. F. ; MAGALHAES, J. T. ; DIAS, J. C. T. ; REZENDE, R. P. . 'Chromobacterium violaceum: Um risco à populaçao ribeirinha?'. 2007. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

29.
BIRBRAIR, A.; COSTA, G. N. O. ; ARGOLO FILHO, R. C. ; SANTOS, A. C. F. ; DIAS, J. C. T. ; TEIXEIRA, J. M. ; REZENDE, R. P. . TRABALHO SOBRE DIVERSIDADE GENÉTICA ENTRE OS ISOLADOS DE Chromobacterium violaceum, UTILIZANDO TÉCNICAS DE BIOLOGIA MOLECULAR. 2006. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

30.
BIRBRAIR, A.; COSTA, G. N. O. ; SANTOS, A. C. F. ; ARGOLO FILHO, R. C. ; REZENDE, R. P. ; DIAS, J. C. T. ; TEIXEIRA, J. M. . ESTUDO DA DIVERSIDADE GENÉTICA ENTRE OS ISOLADOS DE CHROMOBACTERIUM VIOLACEUM POR DGGE. 2006. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

31.
BIRBRAIR, A.; COSTA, G. N. O. ; SANTOS, A. C. F. ; ARGOLO FILHO, R. C. ; TEIXEIRA, J. M. ; DIAS, J. C. T. ; REZENDE, R. P. . Estudo da Diversidade Genética entre os Isolados Ambientais e um Isolado Clínico de Chromobacterium violaceum. 2006. (Apresentação de Trabalho/Outra).


Produção técnica
Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Pesquisa desvenda sinais químicos envolvidos na reprodução de células-tronco hematopoiéticas. 2017. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

2.
BIRBRAIR, A. Alexander Birbrair é eleito para a Academia Brasileira de Ciências. 2017. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

3.
BIRBRAIR, A. Cientistas da UFMG são contemplados em edital de fomento à pesquisa. 2017. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

4.
BIRBRAIR, A. Membros afiliados ganham edital Serrapilheira. 2017. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

5.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Estudo de pesquisador brasileiro é capa da revista Science. 2016. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

6.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Alexander Birbrair, 29 anos, cumpre um percurso inspirador da Universidade de Santa Cruz, em Ilheus, Bahia, a capa da Science. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

7.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Pesquisador radicado no Ceará é capa da revista nova-iorquina Science. 2016. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

8.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Brasileiro é destaque na ?Science? por estudo com células-tronco. 2016. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

9.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Esperança contra a leucemia. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

10.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Célula infectada com HIV age contra tumor em camundongos. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

11.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Cientistas conseguem combater tumor cerebral com o HIV neutralizado. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

12.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Pesquisador da UFMG utiliza HIV modificado contra câncer. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

13.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Logística para vencer o câncer. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

14.
BIRBRAIR, ALEXANDER. HIV pode ser a esperança para quem tem câncer no cérebro. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

15.
BIRBRAIR, A.. Cearense recebe prêmio nos EUA. 2015. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

16.
BIRBRAIR, A.. Biomédico brasileiro é premiado nos EUA por trabalho de doutorado. 2015. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

17.
BIRBRAIR, ALEXANDER. 3MT 1st Place Winner. 2014. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

18.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Concurso prevê apresentação de tese de doutorado em até 3 minutos. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

19.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Israeli Explains Thesis in Under 3 Minutes, Wins US Contest. 2014. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

20.
BIRBRAIR, A.. Biomédico Alexander Birbrair vence competição nos Estados Unidos. 2014. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

21.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Identification of Stem Cells? Two Separate Roles Raises Possibility of Therapies That Could Inhibit Fat Formation, Promote Muscle Repair. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

22.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Cientista brasileiro revela mecanismo que faz músculo acumular gordura. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

23.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Pesquisa revela mecanismo que faz músculo acumular gordura. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

24.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Descubren curas potenciales para la diabetes 2, obesidad o atrofia muscular. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

25.
BIRBRAIR, A.. Stem cells from muscle tissue 'may help cure neurodegenerative diseases'. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

26.
BIRBRAIR, A.. Create neuro simil cellule per il trattamento della degenerazione cerebrale. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

27.
BIRBRAIR, A.. Neural progenitor cells from muscles shows promise in treatment for neuro degenerative disorders. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

28.
BIRBRAIR, A.. Stem cells from muscle tissue 'may help cure neurodegenerative diseases'. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

29.
BIRBRAIR, A.. Neural-like stem cells from muscle tissue may hold key to cell therapies for neurodegenerative diseases. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

30.
BIRBRAIR, A.. Neural Stem Cell Found in Skeletal Muscle. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

31.
BIRBRAIR, A.. Criação de células-tronco neurais esperança para terapias contra doenças degenerativas. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

32.
BIRBRAIR, A.. Neural-like Stem Cells Made from Muscle. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

33.
BIRBRAIR, A.. 05/11/2012 - Criação de células-tronco neurais a partir de tecido muscular traz esperança para terapias contra doenças degenerativas. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

34.
BIRBRAIR, A.. Neural-Like Stem Cells from Muscle Tissue May Hold Key to Cell Therapies for Neurodegenerative Diseases. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

35.
BIRBRAIR, A.. Stem cells from muscle tissue 'may help cure neurodegenerative diseases'. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

36.
BIRBRAIR, A.. Israeli Doctor Creates Stem-Cells from Animals. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

37.
BIRBRAIR, A.. Stem cells from muscle tissue may hold key to cell therapies for neurodegenerative diseases. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

38.
BIRBRAIR, A.. Potential Cell Therapies For Neurodegenerative Diseases Using Stem Cells From Muscle Tissue. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

39.
BIRBRAIR, A.. Skeletal Muscle Tissue: An Alternative Source Of Neural-Like Cells. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

40.
BIRBRAIR, A.. Stem cells from muscle tissue 'may help cure neurodegenerative diseases'. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

41.
BIRBRAIR, A.. Stem cells from muscle tissue 'may help cure neurodegenerative diseases'. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Demais tipos de produção técnica
1.
BIRBRAIR, A.. "Técnicas para Diagnosticos das Parasitoses Intestinais". 2007. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
SILVA, M. A. R.; MAGNO, LUIZ ALEXANDRE V.; BIRBRAIR, ALEXANDER; PAULA, J. J.. Participação em banca de Eduardo de Souza Nicolau. Um modelo experimental de estimulação transcraniana por corrente continua em camundongos. 2018. Dissertação (Mestrado em Medicina Molecular) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Teses de doutorado
1.
BIRBRAIR, ALEXANDER; LUIZ EUGENIO ARAUJO DE MORAES MELLO ,; CARLOS FREDERICO MARTINS MENCK,; ENRIQUE MARIO BOCCARDO PIERULIVO ,; PATRICIA CRISTINA BALEEIRO BELTRAO BRAGA,. Participação em banca de FERNANDA  RODRIGUES  CUGOLA. Análise  fenótipo‐patogênica  da  infecção  pelo  vírus  Zika  em  células  humanas  neurais in vitro. 2018. Tese (Doutorado em Anatomia dos Animais Domésticos e Silvestres) - Universidade de São Paulo.

2.
BIRBRAIR, ALEXANDER; MIGLINO, M. A.; FRATINI, P.; XAVIER, J. G.; PEARSON, P. L.. Participação em banca de César Vinicius Gil Braz do Prado. Associaçãao de células-tronco de polpa de dente decíduo e eletroacupuntura em cães com lesão medular crônica. 2016. Tese (Doutorado em Anatomia dos Animais Domésticos e Silvestres) - Universidade de São Paulo.

Qualificações de Doutorado
1.
SA, M. A.; CORREA JUNIOR, J. D.; BIRBRAIR, ALEXANDER. Participação em banca de Rebecca Vasconcellos. Efeitos mecânicos e biológicos de scaffolds de colágeno e matriz extracelular descelularizada enriquecidos com nanomateriais na diferenciação de células-tronco em hepatócitos. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Biologia Celular) - Universidade Federal de Minas Gerais.

2.
GOMEZ, M. V.; SILVA, M. A. R.; MARCO, L. A. C.; BIRBRAIR, A.. Participação em banca de Helia Tenza Ferrer. Envolvimento de células da glia na ação antinociceptiva da toxina Phα1β e da ω-conotoxina na dor inflamatória.. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-Graduação em Medicina Molecular) - Universidade Federal de Minas Gerais.

3.
BIRBRAIR, ALEXANDER; PINHO, V.; FUJIWARA, R.. Participação em banca de Denise Silva Nogueira. Avaliação dos mecanismos de proteção mediados pela resposta imune na ascaridíase larval após infecção primária e múltiplas exposições ao parasito.. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Parasitologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

4.
BIRBRAIR, ALEXANDER; GOMES, D. A.; DUTRA, W. O.. Participação em banca de Vítor Silva Barbosa. ESTUDO DO PAPEL DOS MONÓCITOS INFLAMATÓRIOS NA PATOGÊNESE DAS LESÕES TECIDUAIS EM CAMUNDONGOS INFECTADOS POR Leishmania major.. 2016.

Qualificações de Mestrado
1.
BIRBRAIR, ALEXANDER; OLIVEIRA, F. D.; SASAHARA, T. H. C.. Participação em banca de Ana Clara Bastos Rodrigues. Alterações morfológicas que acometem o bulbo do olho de cães infectados naturalmente por Leishmania chagasi/infantum. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Anatomia dos Animais Domésticos e Silvestres) - Universidade de São Paulo.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Outras participações
1.
BIRBRAIR, ALEXANDER; LOBATO, Z. I. P.; FIGUEIREDO, H. C. P.. Comissão de Seleção do Programa de Doutorado Sanduíche no Exterior ? PDSE/CAPES 2017/2018 do Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal da Escola de Veterinária - UFMG. 2018. Universidade Federal de Minas Gerais.

2.
BIRBRAIR, ALEXANDER; BERNARDES, V. F.; FERREIRA, M. A. N. D.. Banca para selecao de professor substituto no Departamento de Patologia Geral da UFMG. 2017. Universidade Federal de Minas Gerais.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
7° Ciclo de Seminários de Pesquisa Científica do Instituto de Biologia (IB) da Universidade Estadual de Campinas (IB/UNICAMP).Heterogeneidade de pericitos. 2018. (Seminário).

2.
Fourth International Symposium on Inflammatory Diseases - INFLAMMA IV.Pericytes at the crossroads between tissue regeneration and disease.. 2018. (Simpósio).

3.
I Encontro Nacional do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia ? Teranóstica e Nanobiotecnologia (INCT ? TeraNano); III Simpósio Nacional de Nanotecnologia e Nanomedicina (NANOMED) e III Simpósio Nacional de Aplicações Biotecnológicas (SINABIOTEC). "Pericitos na encruzilhada entre regeneração tecidual e doença". 2018. (Congresso).

4.
II Encontro em Morfofisiologia na UFSJ.PALESTRA: ÁREA DE Materiais e suas aplicações biológicas. 2018. (Encontro).

5.
Primeiro Encontro Serrapilheira.Regulacao do cancer pelo sistema nervoso periferico. 2018. (Encontro).

6.
Seminario do Programa de Pós-graduação em Imunologia do Instituto de Ciências Biomédicas ICB-USP."Pericitos na encruzilhada entre doenca e regeneracao tecidual". 2018. (Seminário).

7.
Seminario no INSTITUTO D'OR DE PESQUISA.Pericitos na encruzilhada entre doença e regeneração tecidual. 2018. (Seminário).

8.
VI Animal Lab ? Encontro ISCB/UECE de Ciência de Animais de Laboratório.Uso de animais transgênicos no entendimento dos componentes celulares nos microambientes teciduais. 2018. (Encontro).

9.
XIX Congresso Brasileiro de Biologia Celular. Pericytes at the crossroads between tissue regeneration and pathology. 2018. (Congresso).

10.
XVI Congresso Brasileiro de Biomedicina e IV Congresso Internacional de Biomedicina. BIOMEDICINA - A PROFISSÃO E GERAÇÃO DO SUCESSO. 2018. (Congresso).

11.
Curso ministrado na prograduacao da FMVZ na USP."Scientific work in an international context". 2017. (Outra).

12.
Curso ministrado na USP.O trabalho científico num contexto internacional. 2017. (Oficina).

13.
Encontro Nacional de Biomedicina.Celulas-tronco na encruzilhada entre doenca e regeneracao tecidual. 2017. (Encontro).

14.
Evento do Centro de Pesquisa em Doenças Inflamatórias (CRID) da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo."Pericytes: Multitasking cells in tissue regeneration and disease". 2017. (Seminário).

15.
Evento do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade Federal do Rio de Janeiro.Pericitos na Encruzilhada entre Doenca e Regeneracao Tecidual. 2017. (Seminário).

16.
Evento no Departamento de Bioquimica da Unifesp.Papeis dos pericitos no microembiente tecidual. 2017. (Seminário).

17.
Evento no Programa de Pós-graduação em Imunologia do Instituto de Ciências Biomédicas.Avaliador do Programa de Pós-graduação em Imunologia do Instituto de Ciências Biomédicas. 2017. (Encontro).

18.
III Simposio do Programa de Biologia Celular e Molecular da UFPR.?O papel das células tronco dos vasos sanguíneos em processos patológicos?. 2017. (Simpósio).

19.
Seminário para a Pós-graduação em Biologia Molecular da Unifesp.Pericitos - Novos conceitos. 2017. (Seminário).

20.
Simpósio de Biociências e Microbiologia (SBM) do Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas ? IBILCE/UNESP.?Utilização de Células Tronco no Tratamento de HIV e Câncer?. 2017. (Encontro).

21.
Evento do Centro de Genoma Humano e Celulas-tronco da USP."Pericytes: Multitask cells in tissue regeneration and disease". 2016. (Seminário).

22.
Evento do Programa de Pós-Graduação em Anatomia dos Animais Domesticos e Silvestres do Departamento de Cirurgia da FMVZ/USP do.Celulas-tronco na encruzilhada entre doenca e regeneracao tecidual. 2016. (Seminário).

23.
Evento do Programa de Pós-Graduação em Odontologia e Saúde da Universidade Federal da Bahia.?CÉLULAS TRONCO NA ENCRUZILHADA ENTRE DOENÇA E REGENERAÇÃO TECIDUAL?. 2016. (Seminário).

24.
IV Simpósio Acadêmico de Biomedicina da UFMG.Celulas-tronco na encruzilhada entre doenca e regeneracao tecidual. 2016. (Simpósio).

25.
Seminar ?Placental transport mechanisms including vertical transmission of viruses such as Zika disease?.?Cellular components of the Placenta and how to study their roles?. 2016. (Simpósio).

26.
24ºCongresso Brasileiro de Microbiologia, II Encontro Latino-Americano de Micobacterias, XII Simposio Brasileiro de Micobacterias, II Simposio de Coleçoes de Cultura e IV Encontro de Ensino em Microbiologia. 16S rDNA PCR AND DENATURING GRADIENT DEL ELETROFORESIS - A SINGLE GENERIC TEST FOR DETECTING AND DIFFERENTIATING OF Chromobacterium violaceum STRAINS. 2007. (Congresso).

27.
53º CONGRESSO BRASILEIRO DE GENETICA. "APPLICATION OF PCR-DGGE IN RESEARCH OF DIVERSITY IN Chromobacterium violaceum". 2007. (Congresso).

28.
XIII SEMINARIO DE INICIAÇAO CIENTIFICA E 9ª SEMANA D PESQUISA E POS-GRADUAÇAO DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUS - BAHIA."Chromobacterium violaceum: Um risco à populaçao ribeirinha?". 2007. (Seminário).

29.
XXXVI Annual Meeting ofthe Brazilian Society for Biochemistry and Molecular Biology (SBBq) and 10th International Union of Biochemistry and Molecular Biology (IUBMB) Conference "Infectious Diseases: Biochemistry of Parasites, Vectors and Hosts". "ANLYSIS OF rDNA 16S DIVERSITY BETWEEN AMBIENT AND A CLINICAL ISOLATED STRAINS OF Chromobacterium violaceum". 2007. (Congresso).

30.
12° CONGRESO DE LA ASOCIACIÓN LATINOAMERICANA DE GENÉTICA. 12° CONGRESO DE LA ASOCIACIÓN LATINOAMERICANA DE GENÉTICA. 2006. (Congresso).

31.
52° CONGRESSO BRASILEIRO DE GENÉTICA. 52° CONGRESSO BRASILEIRO DE GENÉTICA. 2006. (Congresso).

32.
Análise e Interpretação de Exames Laboratoriais (Hemograma).Curso. 2006. (Outra).

33.
CURSO: Alterações genéticas e epigenéticas em câncer, realizado durante o 52° CONGRESSO BRASILEIRO DE GENÉTICA.Curso. 2006. (Outra).

34.
CURSO: Avaliação Laboratorial de auto-anticorpos, realizado durante o X CONGRESSO BRASILEIRO DE BIOMEDICINA. 2006. (Congresso).

35.
CURSO: Controle de Qualidade Interno (Hematologia e Bioquímica), realizado durante o X CONGRESSO BRASILEIRO DE BIOMEDICINA. 2006. (Congresso).

36.
CURSO: Elementos de transposição como instrumentos de análise genética e molecular em procariotos, realizado durante o 52° CONGRESSO BRASILEIRO DE GENÉTICA.Curso. 2006. (Outra).

37.
I ENCONTRO BAIANO DE BIOMEDICINA. 2006. (Encontro).

38.
I ENEBiomed - I ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDANTES DE BIOMEDICINA.Integrante da Mesa Redonda: Debate Acadêmico. 2006. (Encontro).

39.
I ENEBiomed - I ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDANTES DE BIOMEDICINA. 2006. (Encontro).

40.
I Jornada do Trauma - Suporte Básico de Vida.I Jornada do Trauma - Suporte Básico de Vida. 2006. (Outra).

41.
I SIMPÓSIO INTERNACIONAL SOBRE CÉLULAS TRONCO. 2006. (Simpósio).

42.
I WORKSHOP DE FERIDAS. 2006. (Outra).

43.
Mini-Curso: Resuscitação Cardiopulmonar, realizado durante a I Jornada do Trauma.Mini-Curso Resuscitação Cardiopulmonar. 2006. (Outra).

44.
VIII CURSO DE PATOLOGIA CLÍNICA E III SEMINÁRIO DE BIOLOGIA MOLECULAR.VII CURSO DE PATOLOGIA CLÍNICA E III SEMINÁRIO DE BIOLOGIA MOLECULAR. 2006. (Seminário).

45.
X CONGRESSO BRASILEIRO DE BIOMEDICINA. 2006. (Congresso).

46.
X CONGRESSO BRASILEIRO DE BIOMEDICINA. ESTUDO DA DIVERSIDADE GENÉTICA ENTRE OS ISOLADOS DE CHROMOBACTERIUM VIOLACEUM POR DGGE. 2006. (Congresso).

47.
X Encontro Nacional de Microbiologia Ambiental.Estudo da Diversidade Genética entre os Isolados Ambientais e um Isolado Clínico de Chromobacterium violaceum. 2006. (Encontro).

48.
X Encontro Nacional de Microbiologia Ambiental. 2006. (Encontro).

49.
XII Seminario de Iniciaçao Cientifica da Universidade Estadual de Santa Cruz - Bahia.TRABALHO SOBRE DIVERSIDADE GENÉTICA ENTRE OS ISOLADOS DE Chromobacterium violaceum, UTILIZANDO TÉCNICAS DE BIOLOGIA MOLECULAR. 2006. (Seminário).

50.
1° Seminário de Psicologia, sobre Genética: da ciência à vivência e Psicologia: conhecer para incluir, promovido realizado por alunos do 2° semestre do Curso de Psicologia da Faculdade do Sul.1º Seminário de Psicologia da FacSul; Genética: da ciência à vivência e Psicologia: conhecer para incluir.. 2005. (Simpósio).

51.
11° Seminário de Iniciação Científica e 8ª Semana de Pesquisa e Pós-Graduação.XI Seminário de Iniciação Científica. 2005. (Seminário).

52.
2° CONGRESSO BAIANO DE ANÁLISES CLÍNICAS E 1° CONGRESSO BAIANO DE BIOMEDICINA. 2° CONGRESSO BAIANO DE ANÁLISES CLÍNICAS E 1° CONGRESSO BAIANO DE BIOMEDICINA. 2005. (Congresso).

53.
2º Congresso Baiano de Análises Clínicas e 1º Congresso Baiano de Biomedicina. Comissão Organizadora - Monitor - Conferência. 2005. (Congresso).

54.
2º Congresso Baiano de Análises Clínicas e 1º Congresso Baiano de Biomedicina. Comissão Organizadora - 2º Congresso Baiano de Análises Clínicas e 1º Congresso Baiano de Biomedicina. 2005. (Congresso).

55.
CURSO: MARCADORES DE DOENÇA RECENTE NA TOXOPLASMOSE realizado durante o 2° Congresso Baiano de Análises Clínicas e 1° Congresso Baiano de Biomedicina. CURSO MARCADORES DE DOENÇA RECENTE NA TOXOPLASMOSE durante o 2° Congresso Baiano de Análises Clínicas e 1° Congresso Baiano de Biomedicina. 2005. (Congresso).

56.
CURSO: MICOLOGIA - ASPECTOS CLÍNICAS E LABORATORIAIS, realizado durante o 2° Congresso Baiano de Análises Clínicas e 1° Congresso Baiano de Biomedicina. CURSO MICOLOGIA - ASPECTOS CLÍNICOS E LABORATORIAIS durante o 2° Congresso Baiano de Análises Clínicas e 1° Congresso Baiano de Biomedicina. 2005. (Congresso).

57.
CURSO: Resistência bacteriana aos antibióticos e como detectá-la no laboratório clínica - 2ª Parte, ministrado durante o XXIII Congresso Brasileiro de Microbiologia.CURSO Resistência bacteriana aos antibióticos e como detectá-la no laboratório clínico - 2ª parte ministrado durante o XXIII Congresso Brasileiro de Microbiologia. 2005. (Outra).

58.
CURSO: Resistência bacteriana aos antibióticos e como detectá-la no laboratório clínico - 1ª Parte, ministrado durante o XXIII Congresso Brasileiro de Microbiologia. CURSO Resistência bacteriana aos antibióticos e como detectá-la no laboratório clínico - 1ª parte ministrado durante o XXIII Congresso Brasileiro de Microbiologia. 2005. (Congresso).

59.
Curso de Biossegurança e Segurança Laboratorial.Curso de Biossegurança e Segurança Laboratorial. 2005. (Outra).

60.
JORNADA DE ATUALIZAÇÃO EM DIABETES E HIPERTENSÂO ARTERIAL.JORNADA DE ATUALIZAÇÃO EM DIABETES E HIPERTENSÃO ARTERIAL. 2005. (Outra).

61.
Mini-curso: Biorremediação de poluentes por microorganismos, ministrado durante o VIII Simpósio de Biologia do Sul da Bahia.Mini-curso. 2005. (Outra).

62.
VIII SIMBIO (Simpósio de Biologia do Sul da Bahia).VIII SIMBIO (Simpósio de Biologia do Sul da Bahia). 2005. (Simpósio).

63.
XXIII CONGRESSO BRASILEIRO DE MICROBIOLOGIA. XXIII CONGRESSO BRASILEIRO DE MICROBIOLOGIA. 2005. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
BIRBRAIR, A.. I ENCONTRO BAIANO DE BIOMEDICINA. 2006. (Congresso).

2.
BIRBRAIR, A.; FONTANA, R. ; Cunha, N. S. ; Scartezzini, M. ; Mendonça, C. R. L. ; Naoum, P. C. ; Mariano, A. P. M. ; Lanza, H. ; Malagueño, E. ; Filho, A. M. L. ; Andriolli, J. L. ; Santana, J. V. ; Carvalho, S. M. S. ; Mariano, M. L. M. . Comissão Organizadora - 2º Congresso Baiano de Análises Clínicas e 1º Congresso Baiano de Biomedicina. 2005. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Ana Emilia de Paiva. Influência das células de schwann no desenvolvimento e progressão do câncer de próstata. Início: 2018. Dissertação (Mestrado profissional em Patologia) - Universidade Federal de Minas Gerais. (Orientador).

2.
Isadora Fernandes Gilson Sena. Análise dos nervos sensoriais no desenvolvimento do câncer de mama. Início: 2018. Dissertação (Mestrado profissional em Patologia) - Universidade Federal de Minas Gerais. (Orientador).

3.
Caroline Leonel Vasconcelos de Campos. Influência de neurônios sensoriais na composição da microbiota intestinal e no desenvolvimento de Doenças Inflamatórias Intestinais. Início: 2018. Dissertação (Mestrado profissional em Patologia) - Universidade Federal de Minas Gerais. (Orientador).

4.
Pedro Henrique Dias Moura Prazeres. Comparação entre pericitos de próstata normal e tumoral em modelo de camundongo Hi-Myc. Início: 2018. Dissertação (Mestrado profissional em Patologia) - Universidade Federal de Minas Gerais. (Orientador).

5.
Anaelise Turquetti. Avaliação Morfológica, Histológica e Imunohistoquímica da musculatura do bulbo ocular de Cães Distróficos GRMD (Golden Retriever Muscular Dystrophy). Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Anatomia dos Animais Domésticos e Silvestres) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

Tese de doutorado
1.
Caroline de Carvalho Picoli. Análise de pericitos no tecido adiposo branco e marrom sob a influência do treinamento físico. Início: 2018. Tese (Doutorado em Biologia Celular) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

2.
Marcela Takahashi. Regeneração hepática após cirrose utilizando matriz polimérica de poliéter-poliuretano em modelo murino. Início: 2018. Tese (Doutorado em Patologia) - Universidade Federal de Minas Gerais. (Coorientador).

3.
Alinne do Carmo Costa. ANÁLISE FUNCIONAL DA INERVAÇÃO SENSORIAL NA PLASTICIDADE E REGENERAÇÃO DA MUSCULATURA ESQUELÉTICA IN VIVO. Início: 2018. Tese (Doutorado em Biologia Celular) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

Supervisão de pós-doutorado
1.
Leda Maria de Castro Coimbra Campos. Início: 2018. Universidade Federal de Minas Gerais.

2.
Flávia Carvalho Bitencourt de Oliveira. Início: 2018. Universidade Federal de Minas Gerais.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Beatriz Gonçalves Silva Rocha. Caracterização de Pericitos no ouvido interno. Início: 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Universidade Federal de Alfenas. (Orientador).

2.
Patrick Orestes de Azevedo. Estudo dos neurônios sensoriais na modulação da função renal em situações fisiológicas e de injúria renal.. Início: 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Universidade Federal de Minas Gerais. (Orientador).

Iniciação científica
1.
Luiza Elias Coutinho. Avaliação do papel da inervação sensorial na regeneração axonal após lesão no nervo óptico. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Abi - Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais. (Orientador).

2.
Walison Nunes da Silva. O papel dos pericitos na fibrose pulmonar. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Fisioterapia) - Universidade Federal de Minas Gerais. (Orientador).

3.
Daniel Arthur de Paula Guerra. Estudo dos Nervos Sensoriais na Doença de Huntington. Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em Biomedicina) - Universidade FUMEC. (Orientador).

4.
Luiza Lousado Mesquita. Caracterização de Pericitos no Hipocampo. Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em Biomedicina) - Universidade Federal de Minas Gerais. (Orientador).

5.
Luanny Souto de Barros Silva. Caracterização de Pericitos na Boca saudável e no Carcinoma de Células Escamosas de Boca. Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em Abi - Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais. (Orientador).

6.
Julia Peres Andreotti. Estudo das alterações nas fibras nervosas sensoriais e seu papel na patologia da esclerose múltipla. Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em Biomedicina) - Universidade Federal de Minas Gerais. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Gabryella Soares Pinheiro dos Santos. Avaliacao dos nervos sensoriais e seu papel no desenvolvimento e progressao do cancer de prostata em camundongos Hi-myc. 2018. Dissertação (Mestrado em Patologia) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Alexander Birbrair.

2.
Marcela Takahashi. Avaliação da influência do background genético no desenvolvimento da obesidade e suas implicações no reparo tecidual interno em camundongos. 2016. Dissertação (Mestrado em Patologia) - Universidade Federal de Minas Gerais, . Coorientador: Alexander Birbrair.

3.
Anirudh Sattiraju. THERAPEUTIC POTENTIAL OF A NEWLY DISCOVERED NEURAL LIKE STEM CELL. 2014. Dissertação (Mestrado em Cancer Biology) - Wake Forest School of Medicine, . Coorientador: Alexander Birbrair.

Tese de doutorado
1.
Anirudh Sattiraju. NOVEL PERIPHERALLY DERIVED NEURAL LIKE STEM CELLS AS THERAPEUTIC CARRIERS FOR TREATING GLIOBLASTOMAS. 2014. Tese (Doutorado em Cancer Biology) - Wake Forest School of Medicine, National Institute of Health. Coorientador: Alexander Birbrair.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Viviani Mendes de Almeida. Influência de neurônios sensoriais na composição taxonômica da microbiota intestinal.. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Abi - Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Alexander Birbrair.

2.
Gabryella Soares Pinheiro dos Santos. Avaliação dos nervos sensoriais e seu papel no desenvolvimento e progressão do câncer de próstata. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Abi - Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Alexander Birbrair.

Iniciação científica
1.
Ana Emilia de Paiva. Avaliação da influência das Células de Schwann na progressão do cancer de prostata em camundongos Hi-Myc. 2017. Iniciação Científica - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Alexander Birbrair.

2.
Pedro Henrique Dias Moura Prazeres. Comparação da expressão gênica entre pericitos de próstata normal e tumoral em modelo de camundongo Hi-Myc. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Farmácia) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Alexander Birbrair.

3.
Matheus Araujo Costa. Caracterização das subpopulações de pericitos em modelo de câncer de mama endógeno. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Biomedicina) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Alexander Birbrair.

4.
Lucas Minto. Cellular processes and metabolic changes during Tripanosoma cruzi infection. 2016. Iniciação Científica - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Alexander Birbrair.

5.
Isadora Fernandes Gilson Sena. Avaliacao da funcao dos neuronios sensisitivos no microembiente tumoral de mama. 2016. Iniciação Científica - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Alexander Birbrair.

6.
Isabella da Terra Borges. Estudo dos papeis dos progenitores de oligodendrocitos durante a patogenese do Alzheimer. 2016. Iniciação Científica - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Alexander Birbrair.

7.
Fernando Ospedal Batista. Avaliacao do papel dos neuronios sensistivos no SNC e durante a progressao do Alzheimer. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Biomedicina) - Hospital Infantil Pequeno Príncipe. Orientador: Alexander Birbrair.

8.
Maurício Kleinberg. Single cell isolation of pericyte subtypes by FACS. 2014. Iniciação Científica - Wake Forest School of Medicine. Orientador: Alexander Birbrair.

9.
Gilberto Zulato. Role of pericyte subtypes in glioma development. 2013. Iniciação Científica - Wake Forest School of Medicine. Orientador: Alexander Birbrair.



Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
5BIRBRAIR, A.2011BIRBRAIR, A.; Wang Z-M ; MESSI, M. L. ; ENIKOLOPOV, G. N. ; DELBONO, O. . Nestin-GFP Transgene Reveals Neural Precursor Cells in Adult Skeletal Muscle. Plos One, v. 6, p. 6(2): e16816, 2011.

2.
3BIRBRAIR, ALEXANDER2013 BIRBRAIR, ALEXANDER; Zhang, Tan ; Wang, Zhong-Min ; Messi, Maria Laura ; Enikolopov, Grigori N. ; Mintz, Akiva ; Delbono, Osvaldo . Skeletal muscle pericyte subtypes differ in their differentiation potential. STEM CELL RES, v. 10, p. 67-84, 2013.

3.
4BIRBRAIR, ALEXANDER2013BIRBRAIR, ALEXANDER; Zhang, Tan ; Wang, Zhong-Min ; MESSI, MARÍA LAURA ; Enikolopov, Grigori N. ; Mintz, Akiva ; Delbono, Osvaldo . Skeletal muscle neural progenitor cells exhibit properties of NG2-glia. EXPERIMENTAL CELL RESEARCH, v. 319, p. 45-63, 2013.

4.
8Zhang, Tan2013Zhang, Tan ; BIRBRAIR, ALEXANDER ; Wang, Zhong-Min ; TAYLOR, JACKSON ; MESSI, MARÍA LAURA ; Delbono, Osvaldo . Troponin T nuclear localization and its role in aging skeletal muscle. Age, v. 35, p. 353-370, 2013.

5.
7Zhang, Tan2013Zhang, Tan ; BIRBRAIR, ALEXANDER ; Delbono, Osvaldo . Nonmyofilament-associated troponin T3 nuclear and nucleolar localization sequence and leucine zipper domain mediate muscle cell apoptosis. Cytoskeleton, v. 70, p. 134-147, 2013.

6.
BIRBRAIR, ALEXANDER2014BIRBRAIR, ALEXANDER; Zhang, Tan ; Wang, Zhong-Min ; MESSI, MARIA L. ; Mintz, Akiva ; Delbono, Osvaldo . Pericytes: multitasking cells in the regeneration of injured, diseased, and aged skeletal muscle. Frontiers in Aging Neuroscience, v. 6, p. 245, 2014.

7.
BIRBRAIR, ALEXANDER2015BIRBRAIR, ALEXANDER; Zhang, Tan ; WANG, ZHONG'MIN ; MESSI, MARIA LAURA ; Mintz, Akiva ; Delbono, Osvaldo . Pericytes at the intersection between tissue regeneration and pathology. Clinical Science (1979), v. 128, p. 81-93, 2015.

8.
BIRBRAIR, ALEXANDER2014 BIRBRAIR, ALEXANDER; Zhang, Tan ; FILES, DANIEL CLARK ; MANNAVA, SANDEEP ; SMITH, TOM ; Wang, Zhong-Min ; Messi, Maria Laura ; Mintz, Akiva ; Delbono, Osvaldo . Type-1 pericytes accumulate after tissue injury and produce collagen in an organ-dependent manner. Stem cell research & therapy, v. 5, p. 122, 2014.

9.
Zhang, Tan2015Zhang, Tan ; BIRBRAIR, ALEXANDER ; Wang, Zhong-Min ; MESSI, MARÍA L. ; MARSH, ANTHONY P. ; LENG, IRIS ; NICKLAS, BARBARA J. ; Delbono, Osvaldo . Improved knee extensor strength with resistance training associates with muscle specific miRNAs in older adults. EXPERIMENTAL GERONTOLOGY, v. 62, p. 7-13, 2015.

10.
ZHANG, T.2013ZHANG, T. ; CHOI, S. J. ; WANG, Z.-M. ; BIRBRAIR, A. ; MESSI, M. L. ; JIN, J.-P. ; MARSH, A. P. ; NICKLAS, B. ; DELBONO, O. . Human Slow Troponin T (TNNT1) Pre-mRNA Alternative Splicing Is an Indicator of Skeletal Muscle Response to Resistance Exercise in Older Adults. The Journals of Gerontology. Series A, Biological Sciences and Medical Sciences, v. 69, p. 1437-1447, 2013.

11.
BIRBRAIR, ALEXANDER2015BIRBRAIR, ALEXANDER; Delbono, Osvaldo . Pericytes are Essential for Skeletal Muscle Formation. Stem Cell Reviews, v. 11, p. 547-548, 2015.

12.
KHAN, J. A.2016KHAN, J. A. ; MENDELSON, A. ; KUNISAKI, Y. ; BIRBRAIR, A. ; KOU, Y. ; ARNAL-ESTAPE, A. ; PINHO, S. ; CIERO, P. ; NAKAHARA, F. ; MAAYAN, A. ; BERGMAN, A. ; MERAD, M. ; FRENETTE, P. S. . Fetal liver hematopoietic stem cell niches associate with portal vessels. Science (New York, N.Y.: Online), v. 351, p. 176-180, 2016.

13.
BIRBRAIR, ALEXANDER2016BIRBRAIR, ALEXANDER. Learn new languages to get ahead. Nature Biotechnology (Print), v. 34, p. 1073-1074, 2016.

14.
AZEVEDO, PATRICK O.2017AZEVEDO, PATRICK O. ; LOUSADO, LUIZA ; PAIVA, ANA E. ; ANDREOTTI, JULIA P. ; SANTOS, GABRYELLA S.P. ; SENA, ISADORA F.G. ; PRAZERES, PEDRO H.D.M. ; FILEV, RENATO ; Mintz, Akiva ; BIRBRAIR, ALEXANDER . Endothelial cells maintain neural stem cells quiescent in their niche. NEUROSCIENCE, v. ?, p. ?, 2017.

15.
PRAZERES, PEDRO H. D. M.2017PRAZERES, PEDRO H. D. M. ; ALMEIDA, VIVIANI M. ; LOUSADO, LUIZA ; ANDREOTTI, JULIA P. ; PAIVA, ANA E. ; SANTOS, GABRYELLA S. P. ; AZEVEDO, PATRICK O. ; SOUTO, LUANNY ; ALMEIDA, GREGÓRIO G. ; FILEV, RENATO ; Mintz, Akiva ; GONÇALVES, RICARDO ; BIRBRAIR, ALEXANDER . Macrophages Generate Pericytes in the Developing Brain. CELLULAR AND MOLECULAR NEUROBIOLOGY, v. ?, p. ?, 2017.

16.
ALMEIDA, VIVIANI M.2017ALMEIDA, VIVIANI M. ; PAIVA, ANA E. ; SENA, ISADORA F. G. ; Mintz, Akiva ; MAGNO, LUIZ ALEXANDRE V. ; BIRBRAIR, ALEXANDER . Pericytes Make Spinal Cord Breathless after Injury. NEUROSCIENTIST, v. ?, p. 107385841773152, 2017.

17.
BIRBRAIR, ALEXANDER2017BIRBRAIR, ALEXANDER; BORGES, ISABELLA DA TERRA ; GILSON SENA, ISADORA FERNANDES ; ALMEIDA, GREGÓRIO GUILHERME ; DA SILVA MEIRELLES, LINDOLFO ; GONÇALVES, RICARDO ; Mintz, Akiva ; Delbono, Osvaldo . How Plastic Are Pericytes?. STEM CELLS AND DEVELOPMENT, v. 26, p. 1013-1019, 2017.

18.
BORGES, ISABELLA2017BORGES, ISABELLA ; SENA, ISADORA ; AZEVEDO, PATRICK ; ANDREOTTI, JULIA ; ALMEIDA, VIVIANI ; PAIVA, ANA ; SANTOS, GABRYELLA ; GUERRA, DANIEL ; PRAZERES, PEDRO ; MESQUITA, LUIZA LOUSADO ; SILVA, LUANNY SOUTO DE BARROS ; LEONEL, CAROLINE ; Mintz, Akiva ; BIRBRAIR, ALEXANDER . Lung as a Niche for Hematopoietic Progenitors. Stem Cell Reviews and Reports, v. 13, p. 567-574, 2017.

19.
SENA, ISADORA F.G.2017SENA, ISADORA F.G. ; PRAZERES, PEDRO H.D.M. ; SANTOS, GABRYELLA S.P. ; BORGES, ISABELLA T. ; AZEVEDO, PATRICK O. ; ANDREOTTI, JULIA P. ; ALMEIDA, VIVIANI M. ; PAIVA, ANA E. ; GUERRA, DANIEL A.P. ; LOUSADO, LUIZA ; SOUTO, LUANNY ; Mintz, Akiva ; BIRBRAIR, ALEXANDER . Identity of Gli1 + cells in the bone marrow. EXPERIMENTAL HEMATOLOGY, v. 54, p. 12-16, 2017.

20.
PAIVA, ANA E.2017PAIVA, ANA E. ; LOUSADO, LUIZA ; ALMEIDA, VIVIANI M. ; ANDREOTTI, JULIA P. ; SANTOS, GABRYELLA S.P. ; AZEVEDO, PATRICK O. ; SENA, ISADORA F.G. ; PRAZERES, PEDRO H.D.M. ; BORGES, ISABELLA T. ; AZEVEDO, VASCO ; Mintz, Akiva ; BIRBRAIR, ALEXANDER . Endothelial Cells as Precursors for Osteoblasts in the Metastatic Prostate Cancer Bone. NEOPLASIA, v. 19, p. 928-931, 2017.

21.
SENA, ISADORA F. G.2017SENA, ISADORA F. G. ; BORGES, ISABELLA T. ; LOUSADO, LUIZA ; AZEVEDO, PATRICK O. ; ANDREOTTI, JULIA P. ; ALMEIDA, VIVIANI M. ; PAIVA, ANA E. ; SANTOS, GABRYELLA S. P. ; GUERRA, DANIEL A. P. ; PRAZERES, PEDRO H. D. M. ; SOUTO, LUANNY ; Mintz, Akiva ; BIRBRAIR, ALEXANDER . LepR+ cells dispute hegemony with Gli1+ cells in bone marrow fibrosis. CELL CYCLE, v. ?, p. 1-5, 2017.

22.
LOUSADO, LUIZA2017LOUSADO, LUIZA ; PRAZERES, PEDRO H D M ; ANDREOTTI, JULIA P ; PAIVA, ANA E ; AZEVEDO, PATRICK O ; SANTOS, GABRYELLA S P ; FILEV, RENATO ; Mintz, Akiva ; BIRBRAIR, ALEXANDER . Schwann cell precursors as a source for adrenal gland chromaffin cells. Cell Death & Disease, v. 8, p. e3072, 2017.

23.
SANTOS, G S P2017SANTOS, G S P ; PRAZERES, P H D M ; MINTZ, A ; BIRBRAIR, A . Role of pericytes in the retina. EYE, v. ?, p. ?, 2017.

24.
GUERRA, DANIEL A. P.2017GUERRA, DANIEL A. P. ; PAIVA, ANA E. ; SENA, ISADORA F. G. ; AZEVEDO, PATRICK O. ; BATISTA, MIGUEL LUIZ ; Mintz, Akiva ; BIRBRAIR, ALEXANDER . Adipocytes role in the bone marrow niche. CYTOMETRY PART A, v. ?, p. ?, 2017.

25.
GUERRA, DANIEL A. P.2018GUERRA, DANIEL A. P. ; PAIVA, ANA E. ; SENA, ISADORA F. G. ; AZEVEDO, PATRICK O. ; SILVA, WALISON N. ; Mintz, Akiva ; BIRBRAIR, ALEXANDER . Targeting glioblastoma-derived pericytes improves chemotherapeutic outcome. ANGIOGENESIS, v. ?, p. ?, 2018.

26.
PAIVA, ANA E.2018PAIVA, ANA E. ; LOUSADO, LUIZA ; GUERRA, DANIEL A.P. ; AZEVEDO, PATRICK O. ; SENA, ISADORA F.G. ; ANDREOTTI, JULIA P. ; SANTOS, GABRYELLA S.P. ; GONÇALVES, RICARDO ; Mintz, Akiva ; BIRBRAIR, ALEXANDER . Pericytes in the Premetastatic Niche. CANCER RESEARCH, v. ?, p. ?, 2018.

27.
SILVA, WALISON N.2018SILVA, WALISON N. ; LEONEL, CAROLINE ; PRAZERES, PEDRO H. D. M. ; SENA, ISADORA F. G. ; GUERRA, DANIEL A. P. ; HELLER, DEBORA ; DINIZ, IVANA M. A. ; FORTUNA, VITOR ; Mintz, Akiva ; BIRBRAIR, ALEXANDER . Role of Schwann cells in cutaneous wound healing. WOUND REPAIR AND REGENERATION, v. ?, p. ?, 2018.

28.
AZEVEDO, PATRICK O.2018AZEVEDO, PATRICK O. ; PAIVA, ANA E. ; SANTOS, GABRYELLA S. P. ; LOUSADO, LUIZA ; ANDREOTTI, JULIA P. ; SENA, ISADORA F. G. ; TAGLIATI, CARLOS A. ; Mintz, Akiva ; BIRBRAIR, ALEXANDER . Cross-talk between lung cancer and bones results in neutrophils that promote tumor progression. CANCER AND METASTASIS REVIEWS, v. ?, p. ?, 2018.

29.
RODRIGUES, ANNA C.ZAIA2018RODRIGUES, ANNA C.ZAIA ; Messi, Maria Laura ; Wang, Zhong-Min ; ABBA, MARTIN C. ; PEREYRA, ANDREA ; BIRBRAIR, ALEXANDER ; Zhang, Tan ; O'MEARA, MEAGHAN ; KWAN, PING ; LOPEZ, ELSA I. S. ; WILLIS, MONTE S. ; Mintz, Akiva ; FILES, D.CLARK ; FURDUI, CRISTINA ; OPPENHEIM, RONALD W. ; Delbono, Osvaldo . The Sympathetic Nervous System Regulates Skeletal Muscle Motor Innervation and Acetylcholine Receptor Stability. Acta Physiologica, v. ?, p. e13195, 2018.


Livros e capítulos
1.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Pericyte Biology - Novel Concepts. 1. ed. Springer Nature, 2018.

2.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Pericyte Biology in Different Organs. 1. ed. , 2019.

3.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Stem Cells Heterogeneity - Novel Concepts. 1. ed. , 2019.

4.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Stem Cells Heterogeneity in Cancer. 1. ed. , 2019.

5.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Stem Cell Microenvironments and Beyond. 1. ed. Springer Nature, 2017.


Apresentações de Trabalho
1.
BIRBRAIR, A.; COSTA, G. N. O. ; ARGOLO FILHO, R. C. ; SANTOS, A. C. F. ; DIAS, J. C. T. ; TEIXEIRA, J. M. ; REZENDE, R. P. . TRABALHO SOBRE DIVERSIDADE GENÉTICA ENTRE OS ISOLADOS DE Chromobacterium violaceum, UTILIZANDO TÉCNICAS DE BIOLOGIA MOLECULAR. 2006. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

2.
BIRBRAIR, A.; COSTA, G. N. O. ; SANTOS, A. C. F. ; ARGOLO FILHO, R. C. ; REZENDE, R. P. ; DIAS, J. C. T. ; TEIXEIRA, J. M. . ESTUDO DA DIVERSIDADE GENÉTICA ENTRE OS ISOLADOS DE CHROMOBACTERIUM VIOLACEUM POR DGGE. 2006. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
BIRBRAIR, A.; COSTA, G. N. O. ; SANTOS, A. C. F. ; ARGOLO FILHO, R. C. ; TEIXEIRA, J. M. ; DIAS, J. C. T. ; REZENDE, R. P. . Estudo da Diversidade Genética entre os Isolados Ambientais e um Isolado Clínico de Chromobacterium violaceum. 2006. (Apresentação de Trabalho/Outra).

4.
BIRBRAIR, A.; TALBOT, J. ; COSTA, G. N. ; SANTOS, A. C. F. ; TEIXEIRA, J. M. ; DIAS, J. C. T. ; REZENDE, R. P. . 'ANLYSIS OF rDNA 16S DIVERSITY BETWEEN AMBIENT AND A CLINICAL ISOLATED STRAINS OF Chromobacterium violaceum'. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

5.
BIRBRAIR, A.; CARDOSO, C. D. ; CARDOSO, M. V. M. ; VIANA, L. A. M. ; TALBOT, T. ; TALBOT, J. . 'Toxic Effects from Violacein, Hemolysin-A (RTX Family) and Metalloproteases - Substances Codified by Chromobacterium violaceum'. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
BIRBRAIR, A.; COSTA, G. N. O. ; SANTOS, A. C. F. ; DIAS, J. C. T. ; REZENDE, R. P. ; TEIXEIRA, J. M. . TRABALHO SOBRE DIVERSIDADE GENÉTICA ENTRE OS ISOLADOS DE Chromobacterium violaceum, UTILIZANDO TÉCNICAS DE BIOLOGIA MOLECULAR. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
BIRBRAIR, A.; CARDOSO, M.V. ; SILVA, C.D.C.M. ; MAGNO, LAV ; TALBOT, J. ; SANTOS, A. C. F. ; MAGALHAES, J. T. ; DIAS, J. C. T. ; REZENDE, R. P. . 'APPLICATION OF PCR-DGGE IN RESEARCH OF DIVERSITY IN Chromobacterium violaceum'. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

8.
BIRBRAIR, A.; VIANA, M.R. ; CARDOSO, M.V. ; SILVA, C.D.C.M. ; MAGNO, LAV ; TALBOT, J. ; SANTOS, A. C. F. ; MAGALHAES, J. T. ; DIAS, J. C. T. ; REZENDE, R. P. . 'Chromobacterium violaceum, Analise utilizando a técnica de DGGE para fragmento V3 do rDNA 16S'. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

9.
BIRBRAIR, A.; ALELUIA, M.M. ; CARDOSO, M.V. ; SILVA, C.D.C.M. ; MAGNO, LAV ; TALBOT, J. ; SANTOS, A. C. F. ; MAGALHAES, J. T. ; DIAS, J. C. T. ; REZENDE, R. P. . 'ANALYSIS OF sseD AND invB PRIMERS ANNEALING IN A TEMPERATURE GRADIENT - PATOGENICITY REGIONS IN Chromobacterium violaceum'. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

10.
FREITAS, W. R. ; MAGNO, LAV ; CARDOSO, M.L.G. ; BASTOS, R. G. ; LOPES, D. M. ; BIRBRAIR, A. . 'EFICACIA IN VITRO DE MEBENDAZOL, ALBENDAZOL E TIABENDAZOL NA INIBIÇAO DO DESENVOLVIMENTO DE OVOS DE Ascaris lumbricoides'. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

11.
MAGNO, LAV ; Matias, L.F. ; FREITAS, W. R. ; TALBOT, J. ; SILVA, C.D.C.M. ; BIRBRAIR, A. ; CARDOSO, M.V.M.S. ; MELO, P.R.S. ; MARISCO, P.C. ; AZEVEDO, L.F. . 'GIARDIASE E EOSINOFILIA EM MENORES DE 15 ANOS DE UMA REGIAO ENDEMICA EM ILHEUS, BAHIA'. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

12.
FREITAS, W. R. ; MAGNO, LAV ; CARDOSO, M.L.G. ; BASTOS, R. G. ; LOPES, D. M. ; BIRBRAIR, A. . 'ESTUDO COMPARATIVO IN VITRO ENTRE A ATIVIDADE VERMIFUGA DE SEMENTES DE MAMAO E OS MEDICAMENTOS MEBENDAZOL E ALBENDAZOL'. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

13.
BIRBRAIR, A.; TALBOT, J. ; VIANA, M.R. ; ALELUIA, M.M. ; MAGNO, LAV ; CARDOSO, M.V. ; SILVA, C.D.C.M. ; FREITAS, W. R. ; SANTOS, A. C. F. ; MAGALHAES, J. T. ; DIAS, J. C. T. ; REZENDE, R. P. . 'PERFIL DE RESISTENCIA A ANTIBIOTICOS DE ISOLADOS AMBIENTAIS E CLINICOS DE Chromobacterium violaceum DO ESTADO DA BAHIA-BRASIL'. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

14.
BIRBRAIR, A.; TALBOT, J. ; FREITAS, W. R. ; CARDOSO, M.V. ; SILVA, C.D.C.M. ; MAGNO, LAV ; SANTOS, A. C. F. ; MAGALHAES, J. T. ; DIAS, J. C. T. ; REZENDE, R. P. . 16S rDNA PCR AND DENATURING GRADIENT GEL ELETROFORESIS - A SINGLE GENERIC TEST FOR DETECTING AND DIFFERENTIATING OF Chromobacterium violaceum STRAINS. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

15.
TALBOT, J. ; SANTOS, E.O. ; BIRBRAIR, A. ; COSTA, F.M. ; FONTANA, R. . 'BACTERIAS RESPONSAVEIS POR INFECÇOES EM ULCERAS DE PRESSAO EM PACIENTES HOSPITALIZADOS NA CIDADE DE ILHEUS-BA'. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

16.
Santos, N.N.J. ; CARDOSO, M.V.M.S. ; MAGNO, LAV ; TALBOT, J. ; BIRBRAIR, A. ; SILVA, C.D.C.M. ; SANTOS, M.V.D.L. ; SILVA, F.R.A. . 'FATORES HEREDITARIOS E AMBIENTAIS CORRELACIONADOS COMA GENESE DA OBESIDADE: REVISAO E ATUALIZAÇAO'. 2007. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

17.
TALBOT, J. ; SANTOS, E.O. ; SILVA, C.D.C.M. ; MAGNO, LAV ; BIRBRAIR, A. ; CARDOSO, M.V.M.S. ; COSTA, F.M. ; FONTANA, R. . 'INICIDENCIA DE INFECÇAO DAS ULCERAS DE PRESSAO EM PACIENTES INTERNADOS NO HOSPITAL REGIONAL DE ILHEUS-BA'. 2007. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

18.
BIRBRAIR, A.; TALBOT, J. ; CARDOSO, M.V. ; MAGNO, LAV ; SILVA, C.D.C.M. ; FREITAS, W. R. ; SANTOS, A. C. F. ; MAGALHAES, J. T. ; DIAS, J. C. T. ; REZENDE, R. P. . 'Chromobacterium violaceum: Um risco à populaçao ribeirinha?'. 2007. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

19.
BIRBRAIR, A.; SANTOS, E.A. ; CHIAVEGATTI, T. ; LOPES, A. L. A. P. ; BERGANTIN, L. B. ; GODINHO, R. O. . Efeito agudo da pentoxifilina na concentração plasmática de AMP cíclico de ratos.. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

20.
SANTOS, E.A. ; BIRBRAIR, A. ; CHIAVEGATTI, T. ; LOPES, A. L. A. P. ; BERGANTIN, L. B. ; GODINHO, R. O. . Efeito agudo do agonista de adrenoceptor Beta 2 Fenoterol na concentração plasmática de AMP cíclico de ratos.. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

21.
BIRBRAIR, A.. Isolation of neural progenitors derived from skeletal muscle cultures. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

22.
HOUSTON, D. K. ; MESSI, M. L. ; BIRBRAIR, A. ; DEMONS, J. ; Kritchevsky, S.B. ; DELBONO, O. . Effects of vitamin D supplementation on human skeletal muscle composition and regeneration. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

23.
ZHANG, T. ; BIRBRAIR, A. ; Wang Z-M ; TAYLOR, J. ; MESSI, M. L. ; DELBONO, O. . TROPONIN T NUCLEAR LOCALIZATION AND ITS ROLE IN AGING SKELETAL MUSCLE.. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

24.
BIRBRAIR, A.. Mobilizing Newly Isolated Neuro-like Stem Cells against GBM. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

25.
BIRBRAIR, A.; DEBINSKI, W. . Are Glioma Stem Cells for Real?. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

26.
BIRBRAIR, ALEXANDER; Zhang, Tan ; Wang Z-M ; MESSI, MARIA L. ; Enikolopov, Grigori N. ; Mintz, Akiva ; Delbono, Osvaldo . Pericyte Heterogeneity in Tissue Repair. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

27.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Pericyte Heterogeneity in Tissue Repair with Aging.. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

28.
SATTIRAJU, A. ; BIRBRAIR, ALEXANDER ; ZHU, D. ; BATISTA, I. ; Delbono, Osvaldo ; Mintz, Akiva . Therapeutic Potential of a Newly Discovered Neural Like Stem Cell.. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

29.
Zhang, Tan ; BIRBRAIR, ALEXANDER ; Wang Z-M ; MESSI, MARIA L. ; MARSH, A. P. ; NICKLAS, B. ; Delbono, Osvaldo . Improved Knee Extensor Strength with Resistance Training Associates with Muscle Specific miRNAs in Older Adults.. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

30.
BIRBRAIR, ALEXANDER. A Novel Cellular Player in the Tumor Microenvironment. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
BIRBRAIR, A.. Stem cells from muscle tissue 'may help cure neurodegenerative diseases'. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

2.
BIRBRAIR, A.. Create neuro simil cellule per il trattamento della degenerazione cerebrale. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

3.
BIRBRAIR, A.. Neural progenitor cells from muscles shows promise in treatment for neuro degenerative disorders. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

4.
BIRBRAIR, A.. Stem cells from muscle tissue 'may help cure neurodegenerative diseases'. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

5.
BIRBRAIR, A.. Neural-like stem cells from muscle tissue may hold key to cell therapies for neurodegenerative diseases. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

6.
BIRBRAIR, A.. Neural Stem Cell Found in Skeletal Muscle. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

7.
BIRBRAIR, A.. Criação de células-tronco neurais esperança para terapias contra doenças degenerativas. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

8.
BIRBRAIR, A.. Neural-like Stem Cells Made from Muscle. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

9.
BIRBRAIR, A.. 05/11/2012 - Criação de células-tronco neurais a partir de tecido muscular traz esperança para terapias contra doenças degenerativas. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

10.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Identification of Stem Cells? Two Separate Roles Raises Possibility of Therapies That Could Inhibit Fat Formation, Promote Muscle Repair. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

11.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Cientista brasileiro revela mecanismo que faz músculo acumular gordura. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

12.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Pesquisa revela mecanismo que faz músculo acumular gordura. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

13.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Descubren curas potenciales para la diabetes 2, obesidad o atrofia muscular. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

14.
BIRBRAIR, ALEXANDER. 3MT 1st Place Winner. 2014. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

15.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Concurso prevê apresentação de tese de doutorado em até 3 minutos. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

16.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Israeli Explains Thesis in Under 3 Minutes, Wins US Contest. 2014. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

17.
BIRBRAIR, A.. Cearense recebe prêmio nos EUA. 2015. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

18.
BIRBRAIR, A.. Biomédico brasileiro é premiado nos EUA por trabalho de doutorado. 2015. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

19.
BIRBRAIR, A.. Biomédico Alexander Birbrair vence competição nos Estados Unidos. 2014. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

20.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Estudo de pesquisador brasileiro é capa da revista Science. 2016. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

21.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Alexander Birbrair, 29 anos, cumpre um percurso inspirador da Universidade de Santa Cruz, em Ilheus, Bahia, a capa da Science. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

22.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Pesquisador radicado no Ceará é capa da revista nova-iorquina Science. 2016. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

23.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Brasileiro é destaque na ?Science? por estudo com células-tronco. 2016. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

24.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Esperança contra a leucemia. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

25.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Célula infectada com HIV age contra tumor em camundongos. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

26.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Cientistas conseguem combater tumor cerebral com o HIV neutralizado. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

27.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Pesquisador da UFMG utiliza HIV modificado contra câncer. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

28.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Logística para vencer o câncer. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

29.
BIRBRAIR, ALEXANDER. Pesquisa desvenda sinais químicos envolvidos na reprodução de células-tronco hematopoiéticas. 2017. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

30.
BIRBRAIR, A. Alexander Birbrair é eleito para a Academia Brasileira de Ciências. 2017. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

31.
BIRBRAIR, A. Cientistas da UFMG são contemplados em edital de fomento à pesquisa. 2017. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

32.
BIRBRAIR, A. Membros afiliados ganham edital Serrapilheira. 2017. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

33.
BIRBRAIR, A.. Neural-Like Stem Cells from Muscle Tissue May Hold Key to Cell Therapies for Neurodegenerative Diseases. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

34.
BIRBRAIR, A.. Stem cells from muscle tissue 'may help cure neurodegenerative diseases'. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

35.
BIRBRAIR, A.. Israeli Doctor Creates Stem-Cells from Animals. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

36.
BIRBRAIR, A.. Stem cells from muscle tissue may hold key to cell therapies for neurodegenerative diseases. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

37.
BIRBRAIR, A.. Potential Cell Therapies For Neurodegenerative Diseases Using Stem Cells From Muscle Tissue. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

38.
BIRBRAIR, A.. Skeletal Muscle Tissue: An Alternative Source Of Neural-Like Cells. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

39.
BIRBRAIR, A.. Stem cells from muscle tissue 'may help cure neurodegenerative diseases'. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

40.
BIRBRAIR, A.. Stem cells from muscle tissue 'may help cure neurodegenerative diseases'. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

41.
BIRBRAIR, ALEXANDER. HIV pode ser a esperança para quem tem câncer no cérebro. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).



Outras informações relevantes


Monitor de Bioquimica Basica para os cursos de Biologia, Enfermagem, Veterinaria e Agronomia, UESC, BA, Brasil, 2006 (carga horaria 160 horas) (2 semestres, para 40 alunos em cada semestre) (2006)

Monitor de Biologia Celular para o curso de Biologia, UESC, BA, Brasil, 2007 (carga horaria 30 horas) (1 semestre, para 20 alunos) (2007)

Monitor de Bacteriologia Medica para o curso de Biomedicina, UESC, BA, Brasil, 2007 (carga horaria 30 horas) (1 semestre, para 20 alunos) (2007)

Monitor de Bioquimica Basica para os cursos de Biologia, Enfermagem, Veterinaria e Agronomia, UESC, BA, Brasil, 2007 (carga horaria 160 horas) (2 semestres, para 40 alunos em cada semestre) (2007)

*Artigo de Capa - Science (2016)



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 17/02/2019 às 5:22:36