José Antonio Ferreira da Silva Júnior

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/7678938529408028
  • Última atualização do currículo em 03/11/2018


Possuo graduação em História pela Universidade Estadual de Campinas (2010) e Mestrado em História pela Universidade Estadual de Campinas (2014). Tenho experiência na área de História, com ênfase em História Latino-Americana. Estou desenvolvendo uma pesquisa em nível de doutorado sobre México contemporâneo sob orientação do Prof. Dr. José Alves de Freitas Neto, na Universidade Estadual de Campinas, desde 2017, e na Rice University (Houston/EUA) sob supervisão da Prof. Dr. Moramay López-Alonso. Meus temas de pesquisa são: intelectuais, esquerdas, imaginário político, discursos e conceitos políticos, história intelectual. Bolsista da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP). (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
José Antonio Ferreira da Silva Júnior
Nome em citações bibliográficas
SILVA JÚNIOR, J. A. F.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas.
Rua Cora Coralina, s/n
Cidade Universitária
13081970 - Campinas, SP - Brasil


Formação acadêmica/titulação


2018
Doutorado em andamento em History.
Rice University, RICE, Estados Unidos.
Título: The Making of Post-National Mexico: Intellectuals, NAFTA and National Identity,
Orientador: Moramay López-Alonso.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Palavras-chave: méxico; Identidade nacional; NAFTA; Globalização.
2017
Doutorado em andamento em História.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Título: A construção do México pós-nacional: intelectuais, NAFTA e a questão da identidade nacional (1988-2000).,
Orientador: José Alves de Freitas Neto.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Palavras-chave: intelectuais; méxico; NAFTA; Identidade nacional.
Grande área: Ciências Humanas
2011 - 2014
Mestrado em História.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Título: Retórica Americana: temas e idéias político-culturais do modelo revolucionário cubano em Casa de las Américas.,Ano de Obtenção: 2014.
Orientador: Jose Alves de Freitas Neto.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Casa de las Américas; revoluçao cubana; literatura e revolução.
Grande área: Ciências Humanas
2006 - 2010
Graduação em História.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.




Atuação Profissional



Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, SEE/SP, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2017
Vínculo: , Enquadramento Funcional: PEB II


Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2009
Vínculo: Bolsista Iniciação Científica, Enquadramento Funcional: bolsista



Projetos de pesquisa


2017 - Atual
A construção do México pós-nacional: intelectuais, NAFTA e a questão da identidade nacional (1988-2000).
Descrição: Em 2000, o PRI (Partido Revolucionário Institucional) perdia a primeira eleição presidencial no México desde 1929. A ascensão do PAN (Partido da Ação Nacional), com a vitória do candidato Vicente Fox, nesta eleição quebrou não só longas décadas de hegemonia do partido que se colocava como continuador da Revolução Mexicana do início do século XX, mas também uma continuidade política que era associada, cada vez mais nos últimos anos, com autoritarismo, atraso econômico e um obstáculo à democracia no país. No entanto, a derrota do PRI em 2000 deve ser analisada sob a luz das transformações econômicas, políticas, sociais e culturais que tiveram lugar no México desde os anos 1980, pelo menos. Os intelectuais mexicanos, literatos ou acadêmicos, nos permitem uma abordagem diferenciada deste cenário político nacional já que se utilizaram de seus inúmeros locais de enunciação para se posicionarem, analisarem e comentarem as transformações postas em marcha. Nosso objetivo aqui é propor uma pesquisa que dê conta de investigar os variados discursos que diferentes grupos intelectuais produziram no período. A aproximação de um modelo neoliberal, que vai culminar com a assinatura do NAFTA (Tratado Norte-Americano de Livre Comércio, traduzindo do inglês), em 1994, gera uma crescente produção e circulação de noções, ideias e concepções em torno de temas como nacionalismo, soberania, globalização, modernização, democracia, entre outros. Baseando-nos em uma metodologia da história política e intelectual e lançando mão de conceitos sociológicos, o estudo propõe-se a mapear práticas intelectuais em torno ao discurso político bem como refletir sobre o papel destes sujeitos históricos na política nacional mexicana do período..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: José Antonio Ferreira da Silva Júnior - Coordenador.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa.
2011 - 2014
Retórica Americana: temas e ideias político-culturais do modelo revolucionário cubano em Casa de las Américas.
Descrição: O presente projeto visa estudar a revista cubana Casa de las Américas no período de 1968 a 1976. A revista tem clara associação com a política oficial do regime revolucionário cubano apesar do caráter autônomo da instituição homônima que a sustenta. Pensamos aqui na existência de duas esferas para as quais a revista direciona a construção e a difusão de discursos com o objetivo de legitimar as políticas desenvolvidas pelo governo: uma nacional, de dinâmica voltada à tradição cultural, e outra internacional, que coloca o regime em relação com as políticas externas de outros governos e com a intelectualidade estrangeira que se aproxima de Cuba como triunfo da Revolução em 1959. Aspiramos inserir esta análise no contexto da institucionalização do modelo soviético em Cuba entre os anos de 1968 e 1976. O conceito de rede de relações entre os intelectuais latinoamericanos nos auxilia no sentido de compreender a revista como a expressão de um conjunto de pensadores que estão de acordo com determinada ideologia e que vêem sua atuação profissional subordinada a um fim determinado..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2009 - 2010
América letrada: intelectuais, reflexões, revoluções
Descrição: Este projeto baseia-se em questionamentos suscitados pelo projeto ?O reino deste mundo: revolução e religiosidade escrava entre representações e construções de memória?, financiado pelo PIBIC, executado durante os meses de agosto de 2008 até julho de 2009. Tais questões referem-se à situação do intelectual na América Latina durante as décadas de 1960 e 1970, suas idéias e reflexões sobre o âmbito sócio-cultural, bem como sobre processos políticos e seus desdobramentos no continente latino-americano. A análise tratará especificamente a influência da Revolução Cubana (1959) sobre as obras dos intelectuais e seus pensamentos. Centrar-nos-emos na produção literária e ensaística de Alejo Carpentier (o intelectual estudado anteriormente) e Julio Cortázar, tendo em mente que são dois literatos que possuem produção significativa também na área da crítica literária, além de serem militantes socialistas e com simpatias inegáveis pelo movimento revolucionário cubano. Entendendo a obra destes ?homens das letras? como representações, a história cultural nos auxiliará a compreender o espaço de reflexão e problematização que a literatura permite..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2009
O reino deste mundo: Revolução e religiosidade escrava entre representações e construção de memória
Descrição: Percorrendo os caminhos que aproximam história e literatura pretendemos realizar uma leitura de O reino deste mundo (1949), escrita pelo autor cubano Alejo Carpentier (1904-1980). A representação dos processos revolucionários que resultaram na independência do Haiti (1789-1804) será analisada a partir da ênfase nos aspectos cultural-religiosos por meio da personagem Mackandal. A partir das referências da historiografia sobre este processo histórico e analisando a produção literária de Carpentier buscaremos analisar as interfaces entre a História e a Literatura e seus significados dentro do contexto latino-americano, sobretudo após a definição de ?real maravilhoso? - feita pelo próprio autor ? e que, indiscutivelmente, marcou profundamente a produção literária latino-americana da segunda metade do século XX. Partindo dos referenciais da História Cultural este trabalho pretende identificar os elementos da narrativa de Carpentier e suas contribuições para a produção de uma determinada memória sobre o Haiti, na qual aspectos políticos e religiosos são vinculados e apresentados como um modo específico de compreensão daquele processo histórico de independência..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História da América/Especialidade: História Latino-Americana.


Idiomas


Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Francês
Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
SILVA JÚNIOR, J. A. F.2013 SILVA JÚNIOR, J. A. F.; SCHMIEDECKE, N. A. . Esquerdas latino-americanas e discursos identitários nos anos 1960/70: os casos da revista Casa de las Américas e da Nova Canção Chilena. Fronteiras, v. 1, p. 118-143, 2013.

2.
SILVA JÚNIOR, J. A. F.2013SILVA JÚNIOR, J. A. F.. Casa de las Américas: tercer mundo e identidad revolucionaria. TEMAS DE NUESTRA AMÉRICA, v. 29, p. 119-130, 2013.

3.
SILVA JÚNIOR, J. A. F.2012 SILVA JÚNIOR, J. A. F.. O herói revivido: Martí e o discurso revolucionário cubano. Temporalidades, v. 4, p. 63-76, 2012.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
SILVA JÚNIOR, J. A. F.; FREITAS NETO, J. A. . Aprendizagem de História no Ensino Médio e TDIC. 1a. ed. Brasília: MEC, 2014. v. 1.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
SILVA JÚNIOR, J. A. F.. Literatura y Revolución: Casa de las Américas en los diez años de la Revolución Cubana. In: CUARTO CONGRESO INTERNACIONAL CELEHIS DE LITERATURA, 2013, Mar del Plata. ACTAS DEL CUARTO CONGRESO INTERNACIONAL CELEHIS DE LITERATURA, 2013. p. 1-7.

2.
SILVA JÚNIOR, J. A. F.. Casa de las Américas e a questão da revista como fonte histórica. In: X Encontro Internacional da ANPHLAC, 2012, São Paulo. Anais Eletrônicos do X Encontro Internacional da ANPHLAC, 2012.

3.
SILVA JÚNIOR, J. A. F.. A cultura vai à política: noções e conceitos acerca da revolução na obra de Alejo Carpentier e Julio Cortázar. In: XXVI Simpósio Nacional de História, 2011, São Paulo. Anais Eletrônicos da Anpuh, 2011.

Apresentações de Trabalho
1.
SILVA JÚNIOR, J. A. F.. Mulheres e feminismo: as políticas da ?modernização? e as questões de gênero nos anos 1980 e 1990.. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

2.
SILVA JÚNIOR, J. A. F.. Globalização e discursos de modernização no México (1988-2000): revistas e intelectuais no contexto do NAFTA. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
SILVA JÚNIOR, J. A. F.. La conformación del México posnacional: intelectuales, NAFTA y la identidad nacional (1988-2000). 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

4.
SILVA JÚNIOR, J. A. F.. A Construção do México pós-nacional: intelectuais, NAFTA e a questão da identidade nacional (1988-2000). 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

5.
SILVA JÚNIOR, J. A. F.; SCHMIEDECKE, N. A. . Entre a Revolução Cubana e a Via Chilena: intelectuais, cultura e política nas páginas de Casa de las Américas e La Quinta Rueda (1971-1973). 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
SILVA JÚNIOR, J. A. F.; SCHMIEDECKE, N. A. . Casa de las Américas e Nova Canção Chilena: circulação de ideias e engajamento político no imaginário das esquerdas latino-americanas nos anos 1960/70. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
SILVA JÚNIOR, J. A. F.. Casa de las Américas: terceiro mundo e identidade. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

8.
SILVA JÚNIOR, J. A. F.. Casa de las Américas e a questão da revista como fonte histórica. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

9.
SILVA JÚNIOR, J. A. F.. A cultura vai à política: noções e conceitos acerca da revolução na obra de Alejo Carpentier e Julio Cortázar.. 2011. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

10.
SILVA JÚNIOR, J. A. F.. Literatura y Revolución: Casa de las Américas en los Diez Años de la Revolución Cubana. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

11.
SILVA JÚNIOR, J. A. F.. América letrada: intelectuais, reflexões, revoluções. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

12.
SILVA JÚNIOR, J. A. F.. O REINO DESTE MUNDO: Revolução e Religiosidade Escrava Entre Representações e Construções de Memória. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

13.
SILVA JÚNIOR, J. A. F.. O REINO DESTE MUNDO: Revolução e Religiosidade Escrava Entre Representações e Construções de Memória. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
VI Seminario Interinstitucional Rice-Unicamp-Mora.Mulheres e feminismo no México: as políticas da 'modernização' e as questões de gênero nos anos 1980 e 1990. 2018. (Seminário).

2.
I Jornada de Dissertações e Teses.A Construção do México pós-nacional: intelectuais, NAFTA e a questão da identidade nacional (1988-2000). 2017. (Encontro).

3.
V Seminário Rice-Unicamp.La conformación del México posnacional: intelectuales, NAFTA y la identidad nacional (1988-2000). 2017. (Seminário).

4.
XXXIV Congresso Internacional da Associação de Estudos Latino-Americanos. Entre a Revolução Cubana e a Via Chilena: intelectuais, cultura e política nas páginas de Casa de las Américas e La Quinta Rueda (1971-1973). 2016. (Congresso).

5.
XVII CONGRESO INTERNACIONAL DE AHILA. Casa de las Américas e Nova Canção Chilena: circulação de ideias e engajamento político no imaginário das esquerdas latino-americanas nos anos 1960/70. 2014. (Congresso).

6.
Coloquio Internacional La Revista Política.Casa de las Américas: Tercer mundo y revolucionar la Identidad. 2012. (Outra).

7.
X Encontro Internacional da ANPHLAC.Casa de las Américas e a questão da revista como fonte histórica. 2012. (Encontro).

8.
IV Congreso Internacional Celehis de Literatura. Literatura y Revolución: Casa de las Américas en los Diez Años de la Revolución Cubana. 2011. (Congresso).

9.
XXVI Simpósio Nacional de História.A cultura vai à política: noções e conceitos acerca da revolução na obra de Alejo Carpentier e Julio Cortázar.. 2011. (Simpósio).

10.
XVIII Congresso Interno de Iniciação Científica da Unicamp. América Letrada: Intelectuais, Reflexões, Revoluções. 2010. (Congresso).

11.
XVII Congresso Interno de Iniciação Científica da Unicamp. O reino deste mundo: Revolução e religiosidade escrava entre representações e construção de memória. 2009. (Congresso).

12.
I Encontro de Pesquisa de Graduação em História.O reino deste mundo: revolução e religiosidade escrava entre representações e construções de memória. 2008. (Encontro).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 18/11/2018 às 14:00:03