Ana Gretel Echazú Böschemeier

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/2727813198531300
  • Última atualização do currículo em 11/09/2018


Professora Adjunta no Departamento de Antropologia da Universidade Federal de Rio Grande do Norte. Possui graduação em Licenciatura en Antropología Social pela Universidad Nacional de Salta (2007), Mestrado em Antropologia pela Universidade Federal de Rio Grande do Norte (2010) e Doutorado em Antropologia pela Universidade de Brasília (2015). Possui formação de Pós-Doutorado no Programa de Saúde Coletiva da Universidade Federal de Rio Grande do Norte. Atuou como Professora Temporária do Departamento de Antropologia da Universidade Federal de Rio Grande do Norte. É membra do NEIP, Núcleo de Estudos Interdisciplinares em Psicoativos. Atuou como membra do Grupo de Estudos em Antropologia da Saúde da Universidade de Brasília. Tem experiência na área de Antropologia Social, com ênfase em saúde coletiva, antropologia do gênero, corpo e saúde, direitos humanos, metodologia antropológica, epistemologia das ciências humanas e das ciências da saúde. Atua principalmente nos seguintes temas: direitos humanos; pesquisa participativa; maternidade; políticas de saúde, saúde popular; interseções entre gênero, raça e classe; vulnerabilidade social; itinerários terapêuticos; cartografias; saberes sobre plantas medicinais; curandeirismo; violências; população de rua; autocuidado, reescrita do cânone. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Ana Gretel Echazú Böschemeier
Nome em citações bibliográficas
ECHAZÚ B., A. G.

Endereço


Endereço Profissional
Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da UFRN.
Av. Sen. Salgado Filho, 1787 (DOD - Departamento de Odontologia
Lagoa Nova
Natal, - Austrália
Telefone: (084) 33422338
Ramal: 0400
URL da Homepage: https://sigaa.ufrn.br/sigaa/public/programa/portal.jsf?id=5670


Formação acadêmica/titulação


2011
Doutorado em andamento em Doutorado em Antropologia - PPGAS/UnB.
Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
Título: Sondeando sentidos e experiências sociais com curas espirituais, reabilitação e ayahuasca,
Orientador: Soraya Resende Fleischer.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: poiticas publicas; discurso medico; curas espirituais; experiências; plantas maestras; rehabilitação.
2008 - 2010
Mestrado em Antropologia Social.
Universidade Federal do Rio Grande do Norte, UFRN, Brasil.
Título: Natureza de mulher, nome de mãe, marca de negra: Identidades em trânsito e políticas do corpo na comunidade quilombola de Boa Vista dos Negros,Ano de Obtenção: 2010.
Orientador: Julie Cavignac.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: experiências; gerações; gênero; políticas do corpo; etnicidade; politicas de saúde.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Teoria Antropológica.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia das Populações Afro-Brasileiras.
Setores de atividade: Saúde e Serviços Sociais.
2000 - 2007
Graduação em Licenciatura en Antropología.
Universidad Nacional de Salta, UNSA, Argentina.
Título: Lactancia-materna y políticas de salud: un estudio de caso en el Nuevo Hospital El Milagro.
Orientador: Norma Naharro.
Bolsista do(a): Ministerio de Educación de la Nación, MEN, Argentina.


Pós-doutorado


2015 - 2018
Pós-Doutorado.
Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da UFRN, PPGSC, Brasil.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas


Formação Complementar


2010 - 2010
Teorias Pós-Coloniais. (Carga horária: 15h).
Universidade Federal do Rio Grande do Norte, UFRN, Brasil.
2008 - 2008
Os Neo Índios. Etnogênese e ancestralização. (Carga horária: 15h).
Universidade Federal do Rio Grande do Norte, UFRN, Brasil.
2008 - 2008
Ateliê de Prática Somato Pedagógica. (Carga horária: 3h).
Universidade Federal do Rio Grande do Norte, UFRN, Brasil.
2007 - 2007
Participação da oficina 1: ?Alguns pressupostos pa. (Carga horária: 9h).
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
2007 - 2007
Foucault: poder, crítica y libertad. (Carga horária: 40h).
Universidad Nacional de Salta, UNSA, Argentina.
2006 - 2006
Salud Pública II. (Carga horária: 60h).
Universidad Nacional de Salta, UNSA, Argentina.
2005 - 2005
Extensão universitária em Promoción y mantenimiento de la lactancia materna. (Carga horária: 21h).
Universidad Nacional de Salta, UNSA, Argentina.
2005 - 2005
Promoción y mantenimiento de la lactancia materna. (Carga horária: 15h).
Universidad Nacional de Salta, UNSA, Argentina.
2005 - 2005
Cosmovisión, biodiversidad y agricultura campesina. (Carga horária: 9h).
Universidad Nacional de Salta, UNSA, Argentina.
2004 - 2004
Asistencia Beneficiarios Programa JJHD. (Carga horária: 60h).
Univiersidad Nacional Salta, UNSA, Argentina.
2002 - 2003
Idioma Alemão. (Carga horária: 240h).
Universidad Nacional de Salta, UNSA, Argentina.


Atuação Profissional



Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Estagiária docente, Enquadramento Funcional: Docente disciplina Introdução à Antropologia, Carga horária: 20
Outras informações
As aulas foram dadas para a turma de Ciência Política. Temas e conceitos: Cultura e sociedade; Construção da pesquisa etnográfica; Ética na pesquisa com seres humanos; Articulação entre gênero e raça; Diversidade cultural no Brasil; Exclusão social no Brasil; Construção de técnicas de pesquisa; O estudo de caso; A reflexividade; Normalidade e normalização social; O corpo nas pesquisas sociais. O trabalho final consistiu na escrita coletiva de um glossário orientado a condensar os conceitos da disciplina.


Universidade Federal do Rio Grande do Norte, UFRN, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2008
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Estagiária docente, Carga horária: 6
Outras informações
Monitoria disciplina Teoria Antropológica II para turma de Ciências Sociais


Consejo de Investigaciones de la UNSa, CIUNSA, Argentina.
Vínculo institucional

2007 - 2009
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Coleta de informações; Elaboração de escritos, Carga horária: 20
Outras informações
Colaboração no mapeamento da pobreza na cidade de Salta, focalizando nos seguintes aspectos: construção de políticas de exclusão, segregação urbana, políticas de invisibilização orientadas ao turismo e ao patrimônio, políticas de saúde orientadas a mulheres-mães em situação de vulnerabilidade e criminalização do uso de psicoativos vindos de plantas tradicionais locais (caso coca).


Fondo Nacional de las Artes, FNARTES, Argentina.
Vínculo institucional

2007 - 2008
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Asisente técnica


Universidad Nacional de Salta, UNSA, Argentina.
Vínculo institucional

2006 - 2008
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Colaboradora


Columbia University, COLUMBIA, Estados Unidos.
Vínculo institucional

2005 - 2006
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Colaboradora, Carga horária: 20
Outras informações
Coleta de dados nas gestões em Assistência Social de trinta municípios da província de Salta, a partir de uso de formulários semi-estructurados. Construção do mapa da distribuição de alimentos em programas do Estado, focalizando relações de clientelismo e contrastando as diretrizes federais com as práticas de apropriação local das políicas públicas. Objetivos paralelos: Construção de uma pesquisa de doutorado e de um documento descritivo com a análise dessa situação para ser entregue nos poderes públicos locais.


Univiersidad Nacional Salta, UNSA, Argentina.
Vínculo institucional

2003 - 2003
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Estagiária docente, Carga horária: 8
Outras informações
Monitoria da disciplina Fundamentos de Antropologia Biológica


Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da UFRN, PPGSC, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professora Disciplina de Pós-Graduação, Carga horária: 20
Outras informações
Professora da disciplina Problemas Epistemológicos da Saúde Coletiva. Foco nas metodologias qualitativas, com ênfase na construção de pesquisas de campo etnográficas e cartográficas. Produção de conteúdos de escrita úteis para pesquisa-intervenção. Prática de trabalho de campo (reflexividade, formas de acesso) e construção de redes vivas e itinerários terapêuticos que ajudem a repensar modelos macro de apreender o social.

Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Professora Disciplina da Graduação, Carga horária: 20
Outras informações
Professora da disciplina "Saúde e Cultura" da carreira Gestão de Sistemas e Serviços de Saúde no Departamento de Saúde Coletiva da Universidade Federal de Rio Grande do Norte. Os conteúdos apresentados visam a adotar referenciais das ciências sociais para compreender a multidimensionalidade dos processos de saúde e doença na sociedade brasileira contemporânea, atentando à formação de professionais sensíveis à diferença e cientes da importância do reconhecimento e a luta contra as desigualdades sociais. Conteúdos: Cultura e saúde; Etnocentrismo; Sistemas terapêuticos oficial, folk e popular; Itinerários terapêuticos e redes vivas; Construção de casos; Direitos humanos e construção de cidadania; Preconceito; Racismo; Racismo Institucional; Violência(s); Poder e autoridade médica; Interseções de raça. classe e gênero na construção de vulnerabilidades e formas de exclusão; Políticas de saúde orientadas a populações específicas (Saúde da População Negra; População de Rua; População Cigana; População do Sistema Pisional; e o caso diferenciado das políticas inovadoras direcionadas à Saúde do Homem).

Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Professora Disciplina de Graduação, Carga horária: 20
Outras informações
Disciplina Saúde, Cultura e Sociedade junto com a profa. Elizabethe Fagundes de Souza. Carreira Gestão de Sistemas e Serviços de Saúde, Centro de Ciências da Saúde, Departamento de Saúde Coletiva, UFRN Os conteúdos apresentados visam a adotar referenciais das ciências sociais para compreender a multidimensionalidade dos processos de saúde e doença na sociedade brasileira contemporânea, atentando à formação de professionais sensíveis à diferença e cientes da importância do reconhecimento e a luta contra as desigualdades sociais. Conteúdos: Cultura e saúde; Etnocentrismo; Sistemas terapêuticos oficial, folk e popular; Itinerários terapêuticos e redes vivas; Construção de casos; Direitos humanos e construção de cidadania; Preconceito; Racismo; Racismo Institucional; Violência(s); Poder e autoridade médica; Interseções de raça. classe e gênero na construção de vulnerabilidades e formas de exclusão; Políticas de saúde orientadas a populações específicas (Saúde da População Negra; População de Rua; População Cigana; População do Sistema Pisional; e o caso diferenciado das políticas inovadoras direcionadas à Saúde do Homem).

Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Professora Disciplina de Pós Graduação, Carga horária: 3
Outras informações
Disciplina Tópicos Especiais em Saúde Coletiva III - Mestrado e Doutorado em Saúde Coletiva - Junto com Elizabethe Fagundes de Souza. Foco nas metodologias qualitativas, com ênfase na construção de pesquisas de campo etnográficas e cartográficas. Produção de conteúdos de escrita úteis para pesquisa-intervenção. Prática de trabalho de campo (reflexividade, formas de acesso) e construção de redes vivas e itinerários terapêuticos que ajudem a repensar modelos macro de apreender o social.

Atividades

06/2017 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Departamento de Saúde Coletiva - UFRN, .


Senac, SENAC-RN, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Instrutora Eventual, Carga horária: 40
Outras informações
Disciplina Técnicas e tecnologias do Espanhol


Programa de Pós Graduação em Antropologia Social, PPGAS-UFRN, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: Professora Temporária, Enquadramento Funcional: Professora de Antropologia da Imagem, Carga horária: 20


PPGAS, PPGAS-UFRN, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: Professora Temporária, Enquadramento Funcional: Professora Disciplina Antropologia e Turismo, Carga horária: 20


Departamento de Antropologia - UFRN, DAN - UFRN, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: Professora Temporária, Enquadramento Funcional: Professora Antropologia e o Estudo da Cultura, Carga horária: 20

Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Acompanhamento de ASF, Carga horária: 20
Outras informações
Acompanhamento de Agente de Saúde da Família da Comunidade Quilombola de Boa Vista dos Negros na sua rotina laboral: visitas domiciliares; avaliação de casos problemáticos; mapeamento das demandas e necessidades em saúde da comunidade.


Departamento de Saúde Coletiva, DCS, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Professora, Carga horária: 3
Outras informações
Professora da disciplina "Saúde e cultura"

Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Professora, Carga horária: 3
Outras informações
Professora disciplina "Saúde, cultura e sociedade"


Secretaria de Asistencia Social del Municipio Salta, SAS, Argentina.
Vínculo institucional

2004 - 2005
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Comunicação em tecnologia, Carga horária: 20
Outras informações
Projeto que visa ao ensino do uso de caixas eletrônicos entre população vulnerável e de baixa renda na cidade de Salta, Argentina. Parceria entre a Universidade Nacional de Salta, Argentina e a Secretaria de Assistência Social do Município.


TAKIWASI - Centro de rehabilitación y tratamiento de adicciones, TAKIWASI, Peru.
Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: Estágio e pesquisa participati, Enquadramento Funcional: Coordenação oficinas; Pesquisa participativa, Carga horária: 40
Outras informações
Elaboração de oficinas e pesquisa participativa com pessoas em tratamento em Centro de Reabilitação de Dependentes Químicos. O centro possui uma estrutura aberta e as internações são voluntárias. Lá é possível trabalhar redução de danos desde a perspectiva da medicina tradicional peruana, com a ingestão de plantas nativas medicinais e psicoativas (ayahuasca, chuchuhasi, toé etc.) O modelo de trabalho é integrativo, saúde e cultura são pensadas de forma complementar. A tríade drug, set and setting serve para compreender os contextos de consumo abusivo de psicoativos e os contextos de consumo controlado e socialmente integrado. O centro trabalha com rituais e dietas com plantas, psicoterapia individual, terapia de grupos e ergoterapia (terapia laboral).


Centro de Salud Parque Belgrano, CSPB, Argentina.
Vínculo institucional

2006 - 2006
Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Prática de Enfermagem em Saúde Pública, Carga horária: 20
Outras informações
Prática de enfermagem em saúde pública no Centro de Saúde Número 49 ? Parque Belgrano, Salta durante o cursado da disciplina ?Salud Pública II? da carreira de Enfermagem, Universidad Nacional de Salta. Práticas contempladas: Acompanhamento de triagens; Colocação de vacinas; Acompanhamento de pacientes em sala de espera; Coleta de dados sobre as condições do serviço; Observação e colaboração com profissionais da enfermagem na sua rotina de trabalho diária; Acompanhamento de casos específicos de mulheres-mães em situação de vulnerabilidade, atentando a soluções práticas para o restabelecimento do aleitamento materno e o fortalecimento dos vínculos familiares.



Linhas de pesquisa


1.
Impacto das violências no campo da saúde


Projetos de pesquisa


2018 - Atual
Territorialidad y poder. Conflictos, exclusión y resistencia en la construcción de la territorialidad en Salta
Descrição: O projeto é orientado à compreensão das diferenças e das desigualdades regionais espacializadas na cidade de Salta, levando em consideração processos de racialização, vulnerabilização e construção de alteridade..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Especialização: (2) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Ana Gretel Echazú Böschemeier - Integrante / Sonia Álvarez Leguizamón - Coordenador / Flores Klarik, Mónica - Integrante.
2018 - Atual
Itinerários de mulheres e seu acesso ao Estado - Avaliação de práticas de intersetorialidade
Descrição: O presente projeto propõe a avaliação de práticas de intersetorialidade através de cartografias e itinerários de mulheres em situação de vulnerabilidade na cidade de Natal (RN).
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Ana Gretel Echazú Böschemeier - Coordenador.
2007 - 2007
Grupo Taller de Memoria de Misión La Paz
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2006 - 2006
"Choosing clientelism: political competition, poverty, and social welfare policy in Argentina"
Descrição: Pesquisa de caráter quantitativo. Focada na distribuição de programas nacionais alimentários no nível local..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Ana Gretel Echazú Böschemeier - Integrante / Rebecca Weitz - Shapiro - Coordenador / Ana Perez Declerq - Integrante / Maria Luna de la Cruz - Integrante / Mariana Macazaga - Integrante.Financiador(es): Columbia University - Bolsa.
2005 - 2009
Producción de la desigualdad, la diferencia y la pobreza en Salta
Descrição: A partir del año 2004 se conformó un grupo de trabajo local en temas relacionados con la constitución de lo social en Salta y su vínculo con las problematizaciones sociales, así como las modificaciones de su composición social. Se formó un grupo de alumnos y docentes interesados en esta línea de investigación que se presenta como un área de vacancia para la región. El actual proyecto, recientemente aprobado, tiene como objetivo general investigar las transformaciones en la composición social en Salta, en el siglo XX, y su vínculo con las representaciones sociales que condensan la construcción de identidades y clasificaciones significativas entre los grupos de los cuales las elites pretenden diferenciarse y que son visualizados como amenaza. Se trata de vincular dicha constitución, en tres períodos diferenciados del siglo XX, a) los procesos de gubernamentalidad tomando el concepto de tal de Foucault (sobre todo de la noción de biopolítica de este autor), b) la construcción de ciudadanía (políticas sociales, tecnologías de saber y poder sobre el otro); c) la construcción gubernamental y social de problemas sociales o problematizaciones ? siguiendo a Foucault, Lenoir, Bourdieu en esta línea de pensamiento- (surgimiento de campos de saber y áreas gubernamentales especializados) y d) la invención de sujetos sociales alterizados (a partir de la construcción social de subjetividades y las prácticas de los sujetos). Sus tematizaciones básicas son una continuación y profundización del proyecto ?Salta, composición social y problematizaciones sociales en el siglo XX?, sólo que incorpora dos elementos más en el análisis. Si bien se venían trabajando con anterioridad, esta vez están explícitamente formulados en el proyecto. Estos son: las formas de construcción de la alteridad, el proceso de conformación de subjetividades y la invención de sujetos sociales..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (7) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Ana Gretel Echazú Böschemeier - Integrante / Matias Llaó - Integrante / Sonia Álvarez Leguizamón - Coordenador / Andrea Flores - Integrante / Laura Navallo - Integrante / Marcelo Rodríguez - Integrante / Matías Aguilera - Integrante / Noemí Ligia - Integrante / Sebastián Muñoz - Integrante / Mónica Flores Klarik - Integrante.Financiador(es): Universidad Nacional de Salta - Auxílio financeiro.
2001 - 2001
Variabilidad genética poblacional en Salta: enfoque microevolutivo
Descrição: Se realizaron análisis genéticos, utilizando como marcador los grupos sanguíneos de diferentes poblaciones de la región andina de la provincia de Salta, Argentina. En forma complementar, y a través de la aproximación de la demografía histórica, se estudiaron los registros de bautismos y defunciones de varias instituciones eclesiásticas de la provincia..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Ana Gretel Echazú Böschemeier - Coordenador.


Projetos de extensão


2015 - 2015
Tronco, Ramos e Raizes
Situação: Desativado; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Ana Gretel Echazú Böschemeier - Coordenador / Julie Cavignac - Integrante.
2005 - 2006
Saberes y experiencias. Conocimiento y práctica de los derechos económicos, culturales y sociales en Comunidades Andinas de la Quebrada del Toro
Descrição: A partir de diversas etnografias realizadas em vários viagens à região andina da Quebrada del Toro (Provincia de Salta, Argentina) foram recolhidos fragmentos da história oral dos habitantes desses lugares em referencia a diversos tópicos: saúde, criação dos filhos, o sobrenatural, o ferrocarril, atividades pecuárias, migração..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (7) / Especialização: (1) .
Integrantes: Ana Gretel Echazú Böschemeier - Integrante / Mariana Ilarri - Integrante / Luz Pastrana - Integrante / Mario Raspa - Integrante / Paolo Sanguineti - Integrante / Florencia Soraire - Integrante / Daniel Yazlle - Integrante / Norma Naharro - Coordenador.Financiador(es): Universidad Nacional de Salta - Auxílio financeiro.


Projetos de desenvolvimento


2007 - 2008
"Recuperación de la memoria del pueblo Wichí"
Descrição: El proyecto propone materializar los medios para oprimizar las producciones del Taller de la Memoria, liderado por el escritor indígena Laureano Segovia. Hace más de diez años este taller se encuentra trabajando en la recopilación de aspectos históricos y culturales del pueblo wichi. Para tal fin, se prevé el apoyo de jóvenes wichí en el área del río Pilcomayo, y de un grupo de escritores y estudiantes de la Facultad de Humanidades de la Universidad Nacional de Salta. Los objetivos son tres: - Apoyar la tarea de recuperación cultural e histórica del pueblo wichi como un aporte al enriquecimiento multiétnico y pluricultural argentino. - Aportar a la difusión y al conocimiento de los wichi en el marco de una política cultural que reconoce y valora la diversidad. - Posibilitar el acceso a textos literarios escritos en wichi y castellano a los establecimientos educativos de la provincia de Salta que posean población estudiantil de la etnia wichi para favorecer la educación bilingüe e intercultural..
Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Especialização: (1) .
Integrantes: Ana Gretel Echazú Böschemeier - Integrante / Luz Pastrana - Integrante / Carlos Muller - Integrante / Sergio Rolando Vargas - Integrante / Flavio Ruiz Alemandi - Integrante / Aparicio Gómez - Integrante / Salomón Gómez - Integrante / Laureano Segovia - Coordenador.Financiador(es): Fondo Nacional de las Artes - Auxílio financeiro.


Outros Projetos


2011 - 2012
Grupo de Estudos de Antropologia da Saúde
Situação: Concluído; Natureza: Outra.
Alunos envolvidos: Graduação: (8) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Ana Gretel Echazú Böschemeier - Integrante / Soraya Fleischer - Coordenador.


Revisor de periódico


2015 - Atual
Periódico: Ciência e Saúde Coletiva (Impresso)
2015 - Atual
Periódico: Interface (Botucatu. Impresso)
2015 - Atual
Periódico: Interface (Botucatu. Impresso)
2009 - 2010
Periódico: Itinerários PPGAS UFRN
2016 - 2016
Periódico: Avá (Posadas)
2017 - Atual
Periódico: REVISTA EQUATORIAL - REVISTA DOS ALUNOS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ANT
2017 - Atual
Periódico: ANUÁRIO ANTROPOLÓGICO
2018 - 2018
Periódico: Revista Universidad y Salud
2018 - Atual
Periódico: INTERFACE (BOTUCATU. IMPRESSO)


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia de gênero, corpo e saúde.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Teoria Antropológica.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia das Populações Afro-Brasileiras.


Idiomas


Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Alemão
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Pouco, Escreve Pouco.
Francês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2013
Dissertação indicada pelo PPGAS-UFRN para ser publicada em parceria com a ABEU, PPGAS-UFRN.
2011
Dissertação indicada pelo PPGAS-UFRN para concorrer no Concurso Anpocs de Obras CIentíficas e Teses Universitárias em Ciências Sociais, ANPOCS.
2006
A excelência académica, Fundação CAPACIT-AR del NOA.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
ECHAZÚ B., A. G.2018ECHAZÚ B., A. G.; FLORES, E. . Derechos de las plantas en contexto: dos ontologías latinoamericanas. Cultura y Droga, v. 1, p. 137, 2018.

2.
1SILVA, A.2018SILVA, A. ; SOUZA, E. F. ; ECHAZÚ B., A. G. . Diagnosis of diabetes mellitus and living with a chronic condition: participatory study. BMC PUBLIC HEALTH, v. 18, p. 1, 2018.

3.
4BLANCO, L.2018BLANCO, L. ; FLORES, E. ; CABANILLAS, N. ; ECHAZÚ B., A. G. . A escrita feminina nos ?clássicos? antropológicos do Sul: Uma reflexão anticânone. Epistemologias do Sul, v. 1, p. 66-100, 2018.

4.
FLORES, E.2017FLORES, E. ; ECHAZÚ B., A. G. . ONTOLOGÍAS EN DESIGUALDAD: COCA, AYAHUASCA Y LA AGENCIA HISTÓRICA. AVÁ (POSADAS), v. 1, p. 1, 2017.

5.
FLORES, E.2017FLORES, E. ; ECHAZÚ B., A. G. . Entre el cielo y la tierra: el toque del rayo en el cuerpo de dos curanderos andinos. REVISTA ANTHROPOLÓGICAS, v. 1, p. 1, 2017.

6.
ECHAZÚ B., A. G.2017ECHAZÚ B., A. G.; REIS, I. M. L. ; CABANILLAS, N. ; RODRIGUEZ-SIERRA, O. ; VILLAS BOAS, M. J. V. B. ; Greco, Lucrecia . Feminizing the Canon: Classics in Anthropology from the Perspective of Female Authors. teaching anthropology, v. 1, p. 1, 2017.

7.
3FLORES, E.2016FLORES, E. ; ECHAZÚ B., A. G. . A coca e os direitos da Mãe Terra: uma ontologia latino-americana. ACENO - REVISTA DE ANTROPOLOGIA DO CENTRO-OESTE, v. 3, p. 280-297, 2016.

8.
2FLORES, E.2016FLORES, E. ; ECHAZÚ B., A. G. . Ontologías en desigualdad: coca, ayahuasca y la agencia histórica. AVA, v. 1, p. 155-174, 2016.

9.
5ECHAZÚ B., A. G.2014ECHAZÚ B., A. G.. Remédio caseiro, oráculo, droga, erva dos bruxos: aquém da legitimação da ayahuasca pela via terapêutico-espiritual. Pós (Brasília), v. 12, p. 39-65, 2014.

10.
6ECHAZÚ B., A. G.2013ECHAZÚ B., A. G.. Biossocialidades e o valor terapêutico da ayahuasca per se em dois centros da alta Amazônia peruana. Vivencia (UFRN), v. 1, p. 99-111, 2013.

11.
8ECHAZÚ B., A. G.2013ECHAZÚ B., A. G.. Tamshiyacu: turismo vivencial a orillas de la civilidad iluminista. kanatari, v. XXXI, p. 5, 2013.

12.
10ECHAZÚ B., A. G.2011ECHAZÚ B., A. G.; Greco, Lucrecia ; Espinosa, Cecilia . Negritud, identidades y proyecciones de la experiencia. Revista Latinoamericana PACARINA de Ciencias Sociales y Humanidades, v. 1, p. 210-212, 2011.

13.
9ECHAZÚ B., A. G.2011ECHAZÚ B., A. G.; GUTEL, Cécilia . Antropólogas gringas: deslocamentos e experiências de gênero e racialidade em contexto brasileiro.. R@U : Revista de Antropologia Social dos Alunos do PPGAS-UFSCAR, v. 3, p. 127-144, 2011.

14.
7MARTON, Bibiana2010 MARTON, Bibiana ; ECHAZÚ B., A. G. . La violencia simbólica de las representaciones en salud: El caso de la díada madre ? hijo y la lactancia materna. Sexualidad, Salud y Sociedad (Rio de Janeiro), v. 5, p. 119-143, 2010.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
ECHAZÚ B., A. G.. Elos de leite, elos de sangue. Notas etnográficas na comunidade quilombola de Boa Vista dos Negros 2008-2010. 1. ed. Natal: Edufrn, 2014. v. 1. 239p .

2.
NAHARRO, N. ; ECHAZÚ B., A. G. ; PASTRANA, L. ; YAZLLE, D. ; ILARRI, M. ; RASPA, M. ; SANGUINETI, P. ; SORAIRE, F. . Memorias de la Quebrada del Toro - San Bernardo de las Zorras y El Rosal. 1. ed. Salta, Argentina: EDUNSA - Editorial de la Universidad Nacional de Salta, 2008. v. 500. 114p .

Capítulos de livros publicados
1.
ECHAZÚ B., A. G.. Men, shaman and ayahuasca as overlapping clichés in Peruvian vegetalismo. In: Labate, Beatriz; Cavnar, Clancy. (Org.). The Expanding World Ayahuasca Diaspora: Appropriation, integration and legislation. 1ed.Oxford: Routledge, 2018, v. , p. 137-156.

2.
ECHAZÚ B., A. G.; SOUZA, E. F. . ?O itinerário chave de Marielle Franco ? Na intersecção entre violências, gênero e saúde?. In: Cúnico, Sabrina. (Org.). Violência, gênero e saúde. 1ed.Porto Alegre: EDIPUCRS, 2018, v. 1, p. 1-.

3.
ECHAZÚ B., A. G.; FLEISCHER, S. ; SAUTCHUK, C. . Introdução: Inspiração em forma de livro: notas sobre a vida e a obra de Martín Alberto Ibáñez-Novión. In: Soraya Fleischer;Carlos Emanuel Sautchuk,. (Org.). Anatomias populares : a antropologia médica de Martin Ibañez-Novion. 1ed.Brasília: Universidade de Brasília, 2012, v. 1, p. 1-296.

4.
ECHAZÚ B., A. G.. Lactancia-Materna y ´Polítcas de Salud: Un estudio de caso en el Nuevo Hospital el MIlagro. In: Àlvarez Leguizamón, Sonia. (Org.). Poder y salteñidad: saberes, política y representaciones sociales. 1ed.Salta: CEPIHA, 2010, v. 1, p. 183-196.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
ECHAZÚ B., A. G.. How feminine is ayahuasca?. Chacruna.Net, Sidney, Australia, p. 1 - 2, 21 nov. 2016.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
ECHAZÚ B., A. G.; CAREW, C. ; FLORES, E. . `Plantas sagradas´en el contexto del curanderismo popular: dos ejemplos latinoamericanos. In: I Jornadas Regionales y III Jornadas Internas de Antropologia del NOA, 2015, Salta, Argentina. 1ras Jornadas regionales de Antropología del NOA y 3ra Jorndas internas de la carrera de Antropología. Salta, Argentina: EUNSa, 2015. v. 1. p. 259-279.

2.
ECHAZÚ B., A. G.. Prácticas ayahuasqueiras na Amazônia do Peru: reflexões etnográficas sobre terapeutas populares e a grade colonial. In: I Reunião de Antropologia da Saúde, 2015, João Pessoa, PB. Anais da RAS. João Pessoa: Edufpb, 2015. v. 1.

3.
ECHAZÚ B., A. G.. QUANDO NÃO SOMOS O QUE NOSSOS CORPOS REPRESENTAM. Militâncias e pesquisas ?cruzadas? nos campos de gênero e raça. In: ANPOCS, 2011, Caxambu. Anais 35° Encontro Anual da ANPOCS, 2011. v. 11. p. 1-1.

4.
ECHAZÚ B., A. G.. As histórias de Tereza: negra, mulher, ?retirante?. Documentos históricos, ancestralidade e militância feminina na comunidade quilombola da Boa Vista dos Negros. In: I Simpósio Internacional de Estudos sobre a Escravidão Africana no Brasil, 2010, Natal. Revista do IEEE América Latina, 2010. v. 1.

5.
ECHAZÚ B., A. G.; VILLAGRAN, A. . Gauchos e sertanejos: uma aproximação histórico - antropológica à comparação entre tipos sociais de regiões periféricas a dois estados nacionais (Noroeste argentino - Nordeste brasileiro. In: II Reunião Equatorial de Antropologia, 2009, Natal. Anais da II Reunião Equatorial de Antropologia. Natal: Edufrn, 2009. v. 1.

6.
ECHAZÚ B., A. G.. Localizando maternidades: configurações de gênero nas diferentes noções de "mãe" na comunidade quilombola da Boa Vista dos Negros. In: VIII Reunión de Antropologia del Mercosur, 2009, Buenos Aires. Revista do IEEE América Latina. Buenos Aires: UNSam, 2009. v. 1.

7.
ECHAZÚ B., A. G.. O leite e o cabelo: o lugar do corpo na construção de identidades femininas numa comunidade quilombola do sertão nordestino. In: II Seminário Nacional Gênero e Práticas Culturais, 2009, João Pessoa. Anais do II Seminário Nacional Gênero e Práticas Culturais. João Pessoa: UFPB, 2009. v. 1.

8.
ECHAZÚ B., A. G.. Lactancia-materna y políticas de salud: el caso del Nuevo Hospital del Milagro. In: VII Reunião de Antropologia do Mercosul, 2007, Porto Alegre. Anais da VII Reunião de Antropologia do Mercosul, 2007. v. 1.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
ECHAZÚ B., A. G.. Ayahuasca, droga o medicina? En torno de los sentidos sociales del Banipsteriosis caapi en contexto de turismo psiconáutico.. In: VI Congreso Nacional de Investigaciones en Antropología del Perú, 2012, Puno, Peru. Anais do VI Congreso Nacional de Investigaciones en Antropología del Perú. Puno: Universidad de Puno, 2012. v. 1. p. 355-355.

2.
ECHAZÚ B., A. G.. Entre ?moléculas espirituales? y ?plantas maestras?. DMT, Ayahuasca y la significación contextual de la experiencia psicoactiva.. In: VIII Congreso Mundial de Medicina Tradicional, Alternativa, Complementaria y Cuántica, 2012, Lima. Anais do VIII Congreso Mundial de Medicina Tradicional, Alternativa, Complementaria y Cuántica. Lima: Editora da Associação Peruana de Medicina Tradicional, 2012. v. 1. p. 1-11.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
ECHAZÚ B., A. G.. Um percurso etnográfico com "plantas maestras", "curanderos" e "pacientes" na alta Amazonia peruana. In: XXVIII Reunião Brasileira de Antropologia, 2012, São Paulo. Anais da XXVIII Reunião Brasileira de Antropologia. São Paulo, 2012.

2.
Espinosa, Cecilia ; Greco, Lucrecia ; OSSOLA, M. ; ECHAZÚ B., A. G. . Transmitiendo contenidos/Construyendo sentidos sobre afro-descendencia y afro-influencia a partir de la experiencia corporal. In: 1er ENCUENTRO LATINOAMERICANO de INVESTIGADORES SOBRE CUERPOS Y CORPORALIDADES EN LAS CULTURAS, 2012, Rosario. Revista do IEEE América Latina. Rosario: Rosario, 2012. v. 1. p. 1-1.

3.
ECHAZÚ B., A. G.. Corpo, gênero, 'caminho espiritual' e charlatanismo. Notas metodológicas sobre um campo amazônico. In: XV CISO, 2012, Teresina. Revista do IEEE América Latina. Teresina: UFPI, 2012. v. 1. p. 1-10.

4.
ECHAZÚ B., A. G.; GUTEL, Cécilia . Antropólogas gringas: deslocamentos e experiências de gênero e racialidade em contexto brasileiro. In: Reunião de Antropologia do Mercosul, 2011, Curitiba. Anais da RAM. Curitiba, 2011. v. 1. p. 1-1.

Apresentações de Trabalho
1.
ECHAZÚ B., A. G.; CAREW, C. ; FLORES, E. . ?Plantas sagradas? en el contexto del curanderismo popular: dos ejemplos latinoamericanos?. 2014. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

2.
ECHAZÚ B., A. G.; GUTEL, Cécilia . Antropólogas gringas: deslocamentos e experiências de gênero e racialidade em contexto brasileiro. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
ECHAZÚ B., A. G.. QUANDO NÃO SOMOS O QUE NOSSOS CORPOS REPRESENTAM. Militâncias e pesquisas ?cruzadas? nos campos de gênero e raça. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
ECHAZÚ B., A. G.. As histórias de Tereza: negra, mulher, ?retirante?. Documentos históricos, ancestralidade e militância feminina na comunidade quilombola da Boa Vista dos Negros. 2010. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

5.
ECHAZÚ B., A. G.. O corpo da mulher ? negra em disputa, ou de como a pesquisa etnográfica pode colocar em questão as políticas de Estado. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
ECHAZÚ B., A. G.. "Memórias das experiências de alimentação infantil em três gerações de mulheres". 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
ECHAZÚ B., A. G.; VILLAGRAN, A. . Gauchos e sertanejos: uma aproximação histórico - antropológica à comparação entre tipos sociais de regiões periféricas a dois estados nacionais (Noroeste argentino - Nordeste brasileiro). 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

8.
ECHAZÚ B., A. G.. Localizando maternidades: configurações de gênero nas diferentes noções de "mãe" na comunidade quilobmola da Boa Vista dos Negros. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

9.
ECHAZÚ B., A. G.. O leite e o cabelo: o lugar do corpo na construção de identidades femininas numa comunidade quilombola do sertão nordestino. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

10.
ECHAZÚ B., A. G.. Escapando à vida; em torno das experiências de maternidade na comunidade quilombola de Boa Vista. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

11.
ECHAZÚ B., A. G.. Maternidade, saúde, gênero e etnicidade: em torno da construção de um ?campo? de pesquisa. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

12.
ECHAZÚ B., A. G.. Reflexiones en torno a la idea de quilombo en Brasil y Argentina. 2008. (Apresentação de Trabalho/Outra).

13.
ECHAZÚ B., A. G.. Maternidade e relatos de mulheres de três gerações. Uma análise crítica das relações entre os níveis micro e macro. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

14.
ECHAZÚ B., A. G.. "Lactancia-materna y políticas de salud: el caso del Nuevo Hospital del Milagro". 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

15.
ECHAZÚ B., A. G.. "Lactancia-materna y violencia: entre discursos y prácticas". 2006. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Outras produções bibliográficas
1.
ECHAZÚ B., A. G.. ?Diagnosis of diabetes mellitus and living with a chronic condition: participatory study?. London: BMC, 2017. (Tradução/Artigo).

2.
ECHAZÚ B., A. G.. Encuentro de Saberes - Bases para un Diálogo Interepistémico, 2016. (Tradução/Artigo).

3.
ECHAZÚ B., A. G.. Tecnoestética y Tecnomagia: iniciación técnica, metarreciclaje y radios libres. Buenos Aires: Gedisa, 2015. (Tradução/Artigo).

4.
CABANILLAS, N. ; ECHAZÚ B., A. G. . En diálogo. Metodologías Horizontales en Ciencias Sociales y Culturales?. Sarah Corona Berkin e Olaf Kaltmeier (orgs.) Barcelona: GEDISA. Primeira Edição, 2012. Brasília: Universidade de Brasília, 2014 (Resenha).

5.
ECHAZÚ B., A. G.. Resenha do livro de MERCANTE, Marcelo S. 2012. Imagens de Cura: Ayahuasca, imaginação, saúde e doença na Barquinha. Brasilia: DAN-UNB, 2013 (Resenha).

6.
ECHAZÚ B., A. G.. Prática funerária na Puna argentina: Cholacor. Brasília: Universidade de Brasília, 2012. (Tradução/Artigo).

7.
ECHAZÚ B., A. G.. O uso da coca na região andina. Brasília: Universidade de Brasília, 2012. (Tradução/Artigo).

8.
ECHAZÚ B., A. G.. A síndrome frio-quente. Brasília: Universidade de Brasília, 2012. (Tradução/Artigo).

9.
ECHAZÚ B., A. G.. O conceito de farmácia doméstica e suas implicações no estudo de Sistemas de Cuidados de Saúde. Brasília: Universidade de Brasília, 2012. (Tradução/Artigo).

10.
ECHAZÚ B., A. G.. Transplante de órgãos: notas para o estudo de uma nova convivência entre vivos e mortos no Brasil. Brasília: Universidade de Brasília, 2012. (Tradução/Artigo).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
ECHAZÚ B., A. G.. Comissão de avaliação dos resumos dos trabalhos do 7mo Congresso ABRASCO - 2016.. 2016.

Trabalhos técnicos

Demais tipos de produção técnica
1.
ECHAZÚ B., A. G.; TEJERINA, M. ; SORAIRE, F. ; VIETA, M. E. . Curso de Doutorado: 'El campo de la salud colectiva. Herramientas de sensibilizacion'. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
ECHAZÚ B., A. G.; FLORES, E. . Seminário de Doutorado 'O campo da saúde coletiva: ferramentas de sensibilização e trabalho interdisciplinar'. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

3.
ECHAZÚ B., A. G.; SOUZA, E. F. . DESAFIOS PARA A PESQUISA SOCIAL COMO ATO INTERSUBJETIVO: IMERSÃO NO CAMPO, CRIATIVIDADE E ESCRITA. 2016. .

4.
SANTOS, T. Y. ; DEUTSCH, S. ; ECHAZÚ B., A. G. . Práticas corporais integrativas: um olhar sobre a antiginástica de Thérèse Bertherat. 2016. (Elaboração de Parecer sobre Livro).

5.
ECHAZÚ B., A. G.; CAREW, C. . Módulo I - Ayahuasca, culture and society. 2015. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Webinar).

6.
ECHAZÚ B., A. G.; CAREW, C. . Módulo II - Ayahuasca, culture and society. 2015. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Webinar).

7.
ECHAZÚ B., A. G.; CAREW, C. . Módulo III - Ayahuasca, culture and society. 2015. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Webinar).

8.
ECHAZÚ B., A. G.. Fig. 5.1 Pasaje Paquito Market. Stand with typical Amazonian remedies used in urban mestizo shamanism: Iquitos, Peru.. 2014. (Cartas, mapas ou similares/Outra).

9.
ECHAZÚ B., A. G.; VILLAGRAN, A. ; Espinosa, Cecilia ; Greco, Lucrecia . "Negritud a la brasilera. Debates desde la noción de raza y el racismo en la antropología de Brasil". 2010. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).


Produção artística/cultural
Artes Visuais
1.
ECHAZÚ B., A. G.; TORINO, M. . Panfleto Porque uma política de saúde para as mulheres negras. 2015. Outra.

2.
ECHAZÚ B., A. G.; TORINO, M. . Panfleto O que é a famosa Anemia de Células Falciformes. 2015. Outra.

3.
ECHAZÚ B., A. G.. Panfleto O que significa saude da população negra. 2015. Outra.

4.
TORINO, M. ; ECHAZÚ B., A. G. . Capa do livro Elos de leite, elos de sangue. Notas etnográficas na comunidade quilombola de Boa Vista dos Negros, 2008-2010.. 2014. Outra.

Outras produções artísticas/culturais
1.
ECHAZÚ B., A. G.. Amostra de fotos ?Dom de afetar?. 2011 (Amostra fotográfica).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Aula de História Turma 8 vo ano - Casa Escola.Populações quilombolas hoje e o direito à memória. 2017. (Outra).

2.
Aula para a turma da disciplina Métodos Qualitativos em Pesquisa - Mestrado em Saúde de Coletiva - PPGSCOL, UFRN.O que há onde não há médico? Desafios, limitações e perplexidades da pesquisa qualitativa em saúde. 2017. (Outra).

3.
III Congresso Brasileiro de Políticas, planejamento e gestão. Mediadora em duas sessões de pôsteres; Coordenadora de comunicação coordenada. 2017. (Congresso).

4.
Pré-Conferência Distrital da Saúde da Mulher.Itinerários de mulheres em tempos de Zika: interseções e vulnerabilidades. 2017. (Outra).

5.
I ENCONTRO INTERNACIONAL DA REDE NORDESTINA DE PSICOLOGIA TRANSPESSOAL(RETRANS).Plantas que fazem: epistemologias ayahuasqueras na vivência dos/as curandeiros/as da Amazônia peruana. 2016. (Encontro).

6.
Apresentação do livro Elos de Leite, Elos de Sangue.Uma homenagem as mulheres negras. 2015. (Outra).

7.
Exibição do Filme Negros do Rosário.Exibição do Filme Negros do Rosário. 2015. (Outra).

8.
RAS. Práticas ayahuasqueiras na Amazônia do Peru: reflexões etnográficas sobre terapeutas populares e a grade colonial. 2015. (Congresso).

9.
Seminário HIstória e Memória. 2015. (Seminário).

10.
Seminário HIstória e Memória. 2015. (Seminário).

11.
Primeras Jornadas Regionales y Terceras Jornadas Internas de Antropología.Comentario do trabalho de Pablo Cosso, "Sanaciones y experiencias carismáticas en el catolicismo contemporáneo. La corporización del Espíritu Santo en la renovación carismática salteña". 2014. (Simpósio).

12.
Primeras Jornadas Regionales y Terceras Jornadas Internas de Antropología.?Plantas sagradas? en el contexto del curanderismo popular: dos ejemplos latinoamericanos. 2014. (Simpósio).

13.
1er ENCUENTRO LATINOAMERICANO de INVESTIGADORES SOBRE CUERPOS Y CORPORALIDADES EN LAS CULTURAS.Transmitiendo contenidos/Construyendo sentidos sobre afro-descendencia y afro-influencia a partir de la experiencia corporal. 2012. (Encontro).

14.
International Conference and Exhibition on Addiction Research & Therapy. Will to choose, catholic religiosity and ethical aspects on Takiwasi, a center of drug dependence recovery via ayahuasca in the Peruvian Amazonia. 2012. (Congresso).

15.
VI Congreso Nacional de Investigaciones en Antropología del Perú. Ayahuasca, droga o medicina? En torno de los sentidos sociales del Banipsteriosis caapi en contexto de turismo psiconáutico. 2012. (Congresso).

16.
VIII Congreso Mundial de Medicina Tradicional, Alternativa, Complementaria y Cuántica. Entre ?moléculas espirituales? y ?plantas maestras?. DMT, Ayahuasca y la significación contextual de la experiencia psicoactiva. 2012. (Congresso).

17.
VIII CONGRESO MUNDIAL DE MEDICINA TRADICIONAL, ALTERNATIVA, COMPLEMENTARIA Y CUÁNTICA. "Entre moléculas espirituales y plantas maestras. DMT, ayahuasca y la significación contextual de la experiencia psicoactiva". 2012. (Congresso).

18.
XXVIII Reunião Brasileira de Antropologia. Um percurso etnográfico com "plantas maestras", "curanderos" e "pacientes" na alta Amazônia peruana. 2012. (Congresso).

19.
35° Encontro Anual da ANPOCS. QUANDO NÃO SOMOS O QUE NOSSOS CORPOS REPRESENTAM. Militâncias e pesquisas ?cruzadas? nos campos de gênero e raça. 2011. (Congresso).

20.
IX RAM. Antropólogas gringas: deslocamentos e experiências de gênero e racialidade em contexto brasileiro. 2011. (Congresso).

21.
XI Congresso Luso-Afro-Brasileiro de Ciências Sociais - Diversidades e (Des)Igualdades. Negritude à brasileira. Reflexões de um curso na Argentina.. 2011. (Congresso).

22.
Iro Simpósio Internacional de Estudos sobre a Escravidão Africana no Brasil.Vários mitos de Tereza: Militância feminina e uso estratégico da ancestralidade na comunidade quilombola da Boa Vista dos Negros. 2010. (Simpósio).

23.
IX Semana de Antropologia.O corpo da mulher ? negra em disputa, ou de como a pesquisa etnográfica pode colocar em questão as políticas de Estado. 2010. (Encontro).

24.
II REA - XI ABANNE. Gauchos e sertanejos: uma aproximação histórico - antropológica à comparação entre tipos sociais de regiões periféricas a dois estados nacionais (Noroeste argentino - Nordeste brasileiro). 2009. (Congresso).

25.
II Seminário Nacional de Gênero e Práticas Culturais. "O leite e o cabelo: o lugar do corpo na construção das identidades femininas numa comunidade quilombola do sertão nordestino". 2009. (Congresso).

26.
LASA 2009. "Memórias das experiências de alimentação infantil em três gerações de mulheres". 2009. (Congresso).

27.
Semana da Antropologia.Maternidade, saúde, gênero e etnicidade: em torno da construção de um "campo" de pesquisa.. 2009. (Simpósio).

28.
VIII Reunión de Antropologia del Mercosur. "Localizando maternidades: configurações de gênero através do uso do termo "mãe" na comunidade quilombola da Boa Vista dos Negros. 2009. (Congresso).

29.
XVII Semana de Humanidades.Escapando à vida; em torno das experiências de maternidade na comunidade quilombola de Boa Vista. 2009. (Outra).

30.
1º Congresso de História das Ciências e das Técnicas e Epistemologia ? UFRJ / HCTE. Uma leitura do livro O Crisântemo e a Espada a partir da construção de alteridades nacionais durante a Segunda Guerra Mundial.. 2008. (Congresso).

31.
III CIPA - III Congresso Internacional de Pesquisa Auto - Biográfica. ?Maternidade e relatos de mulheres de três gerações. Uma análise crítica das relações entre os níveis micro e macro?.. 2008. (Congresso).

32.
IV Colóquio Nacional de Representações de Gênero e Sexualidades. 2008. (Outra).

33.
Primer taller ?Problemáticas sociales y producciones culturales. Abordaje comparativo entre Noroeste Argentino y Nordeste Brasilero.Reflexiones en torno a la idea de quilombo en Brasil y Argentina. 2008. (Oficina).

34.
VII RAM. "Lactancia-materna y políticas de salud: el caso del Nuevo Hospital del Milagro". 2007. (Congresso).

35.
VIII CAAS. "Lactancia-materna y violencia: entre discursos y prácticas". 2006. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
ECHAZÚ B., A. G.. Abrasco - III Congresso Brasileiro de Política, Planejamento e Gestão em Saúde. 2017. (Congresso).

2.
ECHAZÚ B., A. G.. ABRASCO - III Congresso Brasileiro de Política, Planejamento e Gestão em Saúde. 2017. (Congresso).

3.
ECHAZÚ B., A. G.. ABRASCO - III Congresso Brasileiro de Política, Planejamento e Gestão em Saúde. 2017. (Congresso).

4.
ECHAZÚ B., A. G.. Acolhimento da Liga Cannábica da Paraíba. 2017. (Outro).

5.
ECHAZÚ B., A. G.; CAREW, C. . Aromaterapia paliativa com rizomas: saberes das plantas em tempos de resistência. 2017. (Outro).

6.
ECHAZÚ B., A. G.. Acompanhamento de Lideranças, I. 2017. (Outro).

7.
SOUZA, E. F. ; ECHAZÚ B., A. G. . Desafios para a pesquisa social como ato intersubjetivo: imersão em campo, criatividade e escrita. 2016. (Outro).

8.
ECHAZÚ B., A. G.. Avaliadora de GT. 2016. (Congresso).

9.
ECHAZÚ B., A. G.. Encontro Regional da População Negra e Quilombola da IV Região de Saúde. 2015. (Outro).

10.
ECHAZÚ B., A. G.. Oficina "A representação do corpo em três diferentes culturas do mundo: chinesa, andina e amazônica". 2012. (Outro).

11.
ECHAZÚ B., A. G.. Negritud a la brasilera. Debates desde la noción de raza y el racismo en la antropología de Brasil. 2010. (Outro).

12.
ECHAZÚ B., A. G.. Acompanhamento de Lideranças, II. 2010. (Outro).

13.
ECHAZÚ B., A. G.. Sessão Coordenada de Pesquisa 1 - VIII Semana de Antropologia. 2009. (Outro).

14.
ECHAZÚ B., A. G.. Sessão Coordenada de Pesquisa 2 - VIII Semana de Antropologia. 2009. (Outro).

15.
ECHAZÚ B., A. G.. Reunião Equatorial de Antropologia. 2009. (Congresso).

16.
ECHAZÚ B., A. G.. Acompanhamento de lideranças, III. 2009. (Outro).

17.
ECHAZÚ B., A. G.. Acompanhamento de lideranças, IV. 2009. (Outro).

18.
ECHAZÚ B., A. G.. Comissao Publicacao Anais II REA - XI ABANNE. 2009. (Congresso).

19.
VILLAGRAN, A. ; ECHAZÚ B., A. G. . "Problemáticas Comparativas NOA argentino - Nordeste brasilero". 2008. (Outro).

20.
CAVIGNAC, J. ; ECHAZÚ B., A. G. . GT "Culturas Identitarias" - XVII Semana de Humanidades. 2008. (Outro).

21.
ECHAZÚ B., A. G.; MARTON, Bibiana . Grupo Horizontal de Apoio ao Aleitamento Materno e Criação Saudável. 2005. (Outro).

22.
ECHAZÚ B., A. G.. Campaña Provincial de Castración de Animales Domésticos. 2001. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
David Hidrobo. El Hospital en los Barrios: Potencialidades y Desafíos en el acercamiento a la equidad en salud desde el trabajo territorial en redes en la ciudad de Salta, Argentina. Início: 2018. Dissertação (Mestrado profissional em Mestrado em Desenvolvimento Humano) - Facultad Latinoamericana de Ciencias Sociales - Argentina. (Orientador).

Monografias de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Bibiana Dorina Marton. Violencia obstétrica e itinerarios. Início: 2018. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialización en Género) - Consejo de Investigaciones de la UNSa. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Tese de doutorado
1.
Márcia Cavalcante Vinhas Lucas. AS EXPERIÊNCIAS DE PESSOAS QUE VIVEM E CONVIVEM COM HIV/AIDS FRENTE AO DISCURSO OFICIAL SOBRE A EPIDEMIA. 2018. Tese (Doutorado em Doutorado em Saúde Coletiva) - Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva - UFRN, . Coorientador: Ana Gretel Echazú Böschemeier.

2.
José Adailton da Silva. Grupo Estratégico de Promoção da Saúde: uma pesquisa participativa sobre a autonomia de pessoas vivendo com diabetes mellitus. 2018. Tese (Doutorado em Doutorado em Saúde Coletiva) - Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva - UFRN, . Coorientador: Ana Gretel Echazú Böschemeier.

3.
Maria Eugenia Flores. Agencia de la coca, planta sagrada, en Salta (Argentina). 2017. Tese (Doutorado em Doutorado em Antropologia) - Universidad de Buenos Aires, . Coorientador: Ana Gretel Echazú Böschemeier.

Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Elizama Evangelista Barbosa. AVANÇOS E RETROCESSOS: uma análise social das mães usuárias de substâncias psicoativas em situação de perda da guarda dos filhos. 2017. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Atenção ao Consumo e aos Consumidores de Substâncias Psicoativas) - Universidade Federal da Bahia. Orientador: Ana Gretel Echazú Böschemeier.

2.
Janícia Maria de Lima. A VISIBILIDADE DO NEGRO EM ESPAÇOS PÚBLICOS: os negros do riacho na feira livre de Currais Novos. 2015. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Lit Afrobrasileira e Africana) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Orientador: Ana Gretel Echazú Böschemeier.

3.
Ivanilda Leonise de Oliveira Quirino. As dificudades de representar positividades relativas a negritude na literatura infantil. 2015. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Lit Afrobrasileira e Africana) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Orientador: Ana Gretel Echazú Böschemeier.

4.
Marcos Fernandes de Oliveira. Negros Saltadores Perturbadores da Ordem, a Irmandade do Rosário de Caicó. 2015. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Lit Afrobrasileira e Africana) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Orientador: Ana Gretel Echazú Böschemeier.



Educação e Popularização de C & T



Livros e capítulos
1.
ECHAZÚ B., A. G.. Elos de leite, elos de sangue. Notas etnográficas na comunidade quilombola de Boa Vista dos Negros 2008-2010. 1. ed. Natal: Edufrn, 2014. v. 1. 239p .

1.
ECHAZÚ B., A. G.; FLEISCHER, S. ; SAUTCHUK, C. . Introdução: Inspiração em forma de livro: notas sobre a vida e a obra de Martín Alberto Ibáñez-Novión. In: Soraya Fleischer;Carlos Emanuel Sautchuk,. (Org.). Anatomias populares : a antropologia médica de Martin Ibañez-Novion. 1ed.Brasília: Universidade de Brasília, 2012, v. 1, p. 1-296.


Cursos de curta duração ministrados
1.
ECHAZÚ B., A. G.; SOUZA, E. F. . DESAFIOS PARA A PESQUISA SOCIAL COMO ATO INTERSUBJETIVO: IMERSÃO NO CAMPO, CRIATIVIDADE E ESCRITA. 2016. .


Desenvolvimento de material didático ou instrucional
1.
ECHAZÚ B., A. G.; CAREW, C. . Módulo I - Ayahuasca, culture and society. 2015. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Webinar).

2.
ECHAZÚ B., A. G.; CAREW, C. . Módulo II - Ayahuasca, culture and society. 2015. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Webinar).

3.
ECHAZÚ B., A. G.; CAREW, C. . Módulo III - Ayahuasca, culture and society. 2015. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Webinar).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
ECHAZÚ B., A. G.. Avaliadora de GT. 2016. (Congresso).

2.
ECHAZÚ B., A. G.. Acompanhamento de Lideranças, I. 2017. (Outro).

3.
ECHAZÚ B., A. G.. Acompanhamento de Lideranças, II. 2010. (Outro).

4.
ECHAZÚ B., A. G.. Acompanhamento de lideranças, III. 2009. (Outro).

5.
ECHAZÚ B., A. G.. Acompanhamento de lideranças, IV. 2009. (Outro).

6.
ECHAZÚ B., A. G.. Campaña Provincial de Castración de Animales Domésticos. 2001. (Outro).


Artes Visuais
1.
ECHAZÚ B., A. G.; TORINO, M. . Panfleto Porque uma política de saúde para as mulheres negras. 2015. Outra.

1.
ECHAZÚ B., A. G.; TORINO, M. . Panfleto O que é a famosa Anemia de Células Falciformes. 2015. Outra.

1.
ECHAZÚ B., A. G.. Panfleto O que significa saude da população negra. 2015. Outra.



Outras informações relevantes


Informática e Ambientes Web
________________________________________
Bom conhecimento de programas do pacote Office (Word, Excel, Powerpoint), de Adobe (Acrobat, Photoshop, Illustrator) e de Open Source Software (Open Office, Free Office).
Bom conhecimento para realização de banners, infográficos, revistas, certificados e flyers. 
Criação de sites web, blogs e v-logs a partir de templates.
Criação e manutenção de canais e contas (Facebook, Instagram, Youtube).
Experiência em on-line streaming e vídeos com conteúdo educativo.
Conhecimento de recursos web como Prezi, Web Cloud, Picasa e Canva.
Experiência em análise de dados web (Google Analytics).
Experiência de navegação e pesquisa na internet. Buscas extensivas em português, inglês e espanhol.


--------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Revisora de conteúdo de livro - Editora da UNESP - Abril 2016.
Exame CELPE ? BRAS (Certificado de Proficiência do Português como Língua Estrangeira) realizado em abril 2010. Nível: Intermediário superior. 
Artigo ´Políticas do corpo e a desagregação dos laços de parentesco´, capítulo aceito no livro organizado por Luiz Fernando Dias Duarte y Carlos Guilherme do Vale, ´Questões de família, gênero, sexualidade e corpo´, Editorial Annablume, SP. Publicação prevista para 2016.

Bolsista CAPES PNPD - agosto 2015 até a presente data
Bolsista CAPES PEC-PG março 2012 - março 2015
Bolsista CAPES abril 2008 - março 2010
Bolsista do Programa Nacional de Becas Universitarias, 2004 - 2005.
Bolsista da Fundação CAPACIT-AR del NOA, viagem de intercâmbio cultural ao Kibbutz Ramat Hashofet, Israel. 1999.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 23/10/2018 às 20:34:28