Aline Horodesky

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/7088705299476174
  • Última atualização do currículo em 07/01/2019


Graduou-se em Ciências Biológicas pela FAFI de União da Vitória/PR, fez mestrado e doutorado em Zoologia, na Universidade Federal do Paraná. Tem experiência nas áreas de Cultivo de Organismos Marinhos, Microbiologia, Histopatologia e Metagenômica. Atualmente é aluna de pós-doutorado e pesquisadora do GIA/UFPR. Atua nas áreas de avaliação de impactos ambientais, com ênfase em monitoramento da biota aquática pós-derramamentos de óleo e em áreas de construções de empreendimentos rodoviários. Além disso, atua no monitoramento de espécies invasoras em usinas hidrelétricas, principalmente do molusco Limnoperna fortunei. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Aline Horodesky
Nome em citações bibliográficas
HORODESKY, A.;HORODESKY, ALINE


Formação acadêmica/titulação


2013 - 2017
Doutorado em Zoologia.
Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
Título: Influência de fatores físicos, químicos e biológicos sobre a sobrevivência e sobre a qualidade sanitária de ostras (Crassostrea spp.) cultivadas e comercializadas no Brasil, Ano de obtenção: 2017.
Orientador: Antonio Ostrensky.
Coorientador: Gisela Geraldine Castilho Westphal.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
2010 - 2012
Mestrado em Zoologia.
Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
Título: Avaliação ictiofaunística em ambientes expostos ao acidente com óleo combustível na Serra do Mar, estado do Paraná,Ano de Obtenção: 2012.
Orientador: Antonio Ostrensky Neto.
Coorientador: Vinícius Abilhoa.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Grande área: Ciências Biológicas
2006 - 2009
Graduação em Ciências Biológicas.
Faculdade Estadual de Filosofia, Ciências e Letras de União da Vitória, FAFIUV, Brasil.
Título: Partilha por habitat do camarão Xiphopenaeus kroyeri (Heller, 1862) (Crustacea, Penaeoidea) em Caraguatatuba, litoral do Estado de São Paulo, Brasil.
Orientador: Antonio Leão Castilho.


Pós-doutorado


2017
Pós-Doutorado.
Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
Bolsista do(a): Companhia Paranaense de Energia, COPEL, Brasil.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Bioinvasão.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Genética / Subárea: DNA ambiental.


Formação Complementar


2016 - 2016
Utilização de técnicas moleculares para identificação de Perkinsus sp.. (Carga horária: 16h).
Centro de Estudos do Mar UFPR, CEM-UFPR, Brasil.
2012 - 2012
Gestão Ambiental de Empresas e ISO 14001. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
2012 - 2012
Ações para salvar animais em derrames de petróleo. (Carga horária: 20h).
Instituto Sea Shepherd, ISS, Brasil.
2011 - 2011
Aquicultura. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
2011 - 2011
Biologia e Conservação de Cetáceos. (Carga horária: 6h).
Instituto Baleia Franca, IBF, Brasil.
2010 - 2010
Escrita de Artigos Científicos. (Carga horária: 15h).
Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
2009 - 2009
Extensão universitária em CESB - Ciclo de Eventos da Semana do Biólogo. (Carga horária: 35h).
Faculdade Estadual de Filosofia, Ciências e Letras de União da Vitória, FAFIUV, Brasil.
2009 - 2009
Biologia Marinha. (Carga horária: 24h).
Faculdade Estadual de Filosofia, Ciências e Letras de União da Vitória, FAFIUV, Brasil.
2009 - 2009
Inglês.
CD Easy Informática, EASYCOMP, Brasil.
2008 - 2008
Extensão universitária em Semana da Cultura. (Carga horária: 40h).
Faculdade Estadual de Filosofia, Ciências e Letras de União da Vitória, FAFIUV, Brasil.
2008 - 2008
Extensão universitária em CESB - Ciclo de Eventos da Semana do Biólogo. (Carga horária: 30h).
Faculdade Estadual de Filosofia, Ciências e Letras de União da Vitória, FAFIUV, Brasil.
2008 - 2008
Visita Monitorada. (Carga horária: 3h).
Fundação Parque Zoológico de São Paulo, FPZSP, Brasil.
2007 - 2007
Extensão universitária em CESB - Ciclo de Eventos da Semana do Biólogo. (Carga horária: 40h).
Faculdade Estadual de Filosofia, Ciências e Letras de União da Vitória, FAFIUV, Brasil.
2007 - 2007
Práticas de Ecologia e Estatística. (Carga horária: 10h).
Faculdade Estadual de Filosofia, Ciências e Letras de União da Vitória, FAFIUV, Brasil.
2007 - 2007
Monitoria - Biologia Celular e Molecular. (Carga horária: 20h).
Faculdade Estadual de Filosofia, Ciências e Letras de União da Vitória, FAFIUV, Brasil.
2006 - 2006
Extensão universitária em CESB - Ciclo de Eventos da Semana do Biólogo. (Carga horária: 36h).
Faculdade Estadual de Filosofia, Ciências e Letras de União da Vitória, FAFIUV, Brasil.
2001 - 2001
T.E.I.A. - Informática Aplicada. (Carga horária: 65h).
Universidade do Contestado, UnC, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2017
Vínculo: Doutoranda, Enquadramento Funcional: Doutoranda, Carga horária: 40

Vínculo institucional

2010 - 2012
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: mestrando


Grupo Integrado de Aquicultura e Estudos Ambientais, GIA, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - Atual
Vínculo: Pesquisadora, Enquadramento Funcional: Pesquisadora


Colégio Estadual Lauro Muller Soares, C.E.L.M.S, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2009
Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Estagiária


Colégio Estadual Túlio de França, C.E.T.F, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2009
Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Estagiária


Faculdade Estadual de Filosofia, Ciências e Letras de União da Vitória, FAFIUV, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2007
Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 5
Outras informações
Estágio voluntário no Laboratório de Microscopia/Aulas de Biologia Celular e Molecular



Projetos de pesquisa


2018 - Atual
Desenvolvimento de métodos moleculares de última geração para identificação, quantificação e monitoramento da presença de espécies exóticas invasoras em reservatórios de usinas hidrelétricas
Descrição: A presença e a disseminação de organismos aquáticos invasores podem gerar graves problemas para a operação de UHE?s atualmente. A face mais conhecida desse problema está relacionada à presença do mexilhão-dourado, Limnoperna fortunei, que, uma vez presente em um reservatório, pode alojar-se nos sistemas de resfriamento das usinas, elevando, muitas vezes, a frequência de parada de máquinas para limpeza desse sistema, colocando em risco a própria operação e aumentando os custos operacionais. Mas, além do mexilhão-dourado, outros organismos invasores já são reportados em reservatórios de hidrelétricas do estado do Paraná, como é o caso do molusco Corbicula fluminea, da macrófita Hydrilla verticillata, do hidrozoário Cordylophora caspia, dentre outros. A proposta do presente projeto é promover um amplo levantamento das condições atuais de bioinvasão por organismos aquáticos nos reservatórios concessionados à COPEL no estado do Paraná, desenvolver e aplicar marcadores moleculares de última geração, que permitam um monitoramento amplo, altamente eficiente e de resultados extremamente rápidos, dos principais e mais problemáticos organismos invasores identificados. Uma vez bem-sucedido, os produtos desenvolvidos através do presente projeto poderão ser utilizados de forma bastante ampla em reservatórios de usinas hidrelétricas em todo o país, reduzindo custos de monitoramento ambiental e aumentando a segurança para a tomada de decisões em relação ao uso de ferramentas de mitigação e controle das espécies monitoradas..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2018 - Atual
Monitoramento da biodiversidade de peixes no canal de piracema utilizando sequenciamento de DNA de segunda geração
Descrição: A biologia encontra-se em meio de uma verdadeira revolução. O sequenciamento de DNA, outrora uma técnica cara e demorada, tem se tornado cada vez mais rápido, sensível, e capaz de produzir quantidades cada vez maiores de dados genéticos. Um dos atuais avanços envolve o estudo de DNA ambiental (environmental DNA ou eDNA), que está fundamentado na detecção de moléculas de DNA produzidas como subproduto das atividades de uma determinada espécie, como aquelas encontradas em fezes, muco, saliva ou outra fonte de células mortas. Métodos de laboratório podem ser empregados para detectar e quantificar estas moléculas, levando a diversos tipos de aplicações. O objetivo deste projeto é integrar os conhecimentos já gerados sobre a ictiofauna do reservatório de Itaipu e do Canal da Piracema com avanços recentes na tecnologia de sequenciamento de DNA ambiental, a partir do desenvolvimento de um método preciso e inovador de monitoramento da ictiofauna local..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2017 - Atual
Comparação entre o perfil microbiológico de ostras cultivadas e comercializadas no estado do Paraná e na região Nordeste do Brasil: situação atual e riscos potenciais para a segurança alimentar dos consumidores
Descrição: O avanço biotecnológico tem permitido o desenvolvimento de novas técnicas com a finalidade de diminuir o tempo de detecção, aumentar a sensibilidade e a especificidade de detecção, além de avaliar com mais acurácia a eficiência dos métodos de depuração de patógenos. Sendo assim, os métodos tradicionais têm sido gradativamente substituídos por kits enzimáticos de detecção rápida e ainda pelas técnicas moleculares baseadas na detecção do DNA bacteriano a partir de plataformas específicas em reações de hibridização molecular, precedidas pela amplificação gênica. A proposta do presente projeto é monitorar a qualidade microbiológica das ostras cultivadas no litoral paranaense e nordestino e fazer um amplo levantamento da qualidade microbiológica das ostras comercializadas em todas as microrregiões do estado do Paraná, sejam elas originadas de cultivos realizados no próprio estado ou provenientes de outros estados..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2015 - 2017
Projeto Siri Mole: ciência e tecnologia aplicada ao desenvolvimento de um novo produto para a aquicultura brasileira
Descrição: Com o objetivo de desenvolver e adaptar tecnologias ainda não empregadas no Brasil, o Projeto Siri Mole pretende criar um modelo ambiental e economicamente sustentável de produção de siris, agregando valor, aumentando a eficiência do processo e desenvolvendo um novo produto para ser explorado pela aquicultura brasileira.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2014 - 2017
Desenvolvimento de novas tecnologias para produção de ostras e camarões no litoral paranaense
Descrição: A maricultura paranaense é sustentada basicamente pelo cultivo de ostras (ostreicultura) e camarões (carcinicultura). Sendo que a atividade de carcinicultura atualmente sofre uma pressão dos órgãos ambientais, que caracterizam a atividade como altamente poluidora, principalmente devido aos efluentes provenientes dos viveiros, e a utilização de fósforo na ração, causando a eutrofização das áreas adjacentes, porém poucos são os estudos que comprovam tais impactos, e essa caracterização tem dificultado a relação dos empreendedores com os órgãos licenciadores e tem afastado novos investidores. A ostreicultura por sua vez, apesar de não utilizar ração, também apresenta problemas ambientais, já que a atividade é dependente da extração desordenada dos bancos naturais como fonte de formas jovens para o abastecimento dos cultivos. Assim, acredita-se que a obtenção de ostras de forma exploratória e sem o correto gerenciamento seja determinante para o declínio dos estoques naturais. Diante desse cenário é fundamental criar novos sistemas de produção, e a Produção Integrada apresenta-se como uma alternativa viável, essa ferramenta pode ser descrita como um sistema de exploração agrária que produz alimentos de alta qualidade mediante o uso de recursos naturais e de mecanismos reguladores para minimizar o uso de insumos e contaminantes pela integração de práticas de manejo. Baseado nesses princípios a presente proposta irá trabalhar com o cultivo consorciado de camarões com ostras, que apresenta grandes vantagens, uma vez que a ostra tem grande capacidade de absorver nutrientes da água, diminuindo os sólidos em suspensão da água. Apresentando assim um melhor aproveitamento dos nutrientes da água e diminuindo a carga de efluentes. Para que essas ações sejam realizadas com sucesso é fundamental estabelecer e testar as técnicas de cultivo mais adequadas e desenvolver protocolos de produção que atendam a esse sistema, o que vai de encontro com o objetivo do projeto. Para isso, ao longo do projeto pretende-se desenvolver e testar inúmeros protocolos divididos por etapa de produção, onde serão testadas e avaliadas as taxas de captação de sementes por coletores artificiais, sistemas de cultivo de ostras consorciados com camarões, protocolos alimentares e protocolos de povoamento. Também serão monitorados os efluentes da produção, a qualidade sanitária da ostra e os índices zootécnicos dos camarões e ostras, no intuito de avaliar os resultados dos protocolos. Após sua validação, os resultados serão disseminados para produtores, técnicos e pesquisadores a partir da elaboração de manuais, e de ferramentas digitais como o Portal da aquicultura, além de encontros presenciais. Por fim, os resultados do Projeto deverão trazer novas oportunidades para a maricultura, sugerindo um novo sistema de produção, mais sustentável baseado na Produção Integrada. Em 2012 o Grupo Integrado de Aquicultura (GIA), através do Projeto Cultimar de incentivo à maricultura, venceu o Prêmio Finep de Inovação da Região Sul na categoria de Tecnologias Sociais. Agora, com o presente projeto, o desenvolvimento de técnicas e tecnologias produtivas tende a fazer com que os maricultores paranaenses possam progredir ainda mais, gerando alimentos e renda de forma mais sustentável eficiente...
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2014 - 2016
Identificação molecular da patogenicidade de bactérias isoladas em ostras comercializadas no Paraná
Descrição: A ostreicultura vem se intensificando no Paraná, sendo imprescindível um acompanhamento da qualidade higiênico-sanitária deste produto, uma vez que seu consumo se dá, na maioria das vezes, cru ou levemente aquecida. O presente projeto tem por objetivo fazer um levantamento da presença de bactérias patogênicas em ostras produzidas e comercializadas em diversos pontos de venda no estado (sítios de cultivo, em pontos de comercialização informal, peixarias e supermercados). Pretende-se avaliar, a partir da reação em cadeia da polimerase (PCR), a presença dos genes de patogenicidade de Salmonella sp, Escherichia coli, Staphylococcus aureus e Vibrio parahemolyticus em ostras produzidas e comercializadas no estado do Paraná. A partir dos dados obtidos, será possível definir quais são os micro-organismos que representam maior perigo à saúde do consumidor, no que se refere ao consumo de ostras produzidas e comercializadas no Paraná..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2014 - 2016
Biologia e desenvolvimento de tecnologia para o cultivo de siris de interesse comercial no litoral paranaense
Descrição: Uma das alternativas a se considerar, quando se pensa na sustentabilidade da exploração de espécies marinhas, é a substituição gradual do extrativismo pelo cultivo comercial dessas espécies. Nesse contexto, um crustáceo que desponta com grande potencial para a maricultura é o siri. Os crustáceos decápodes da família Portunidae, infraordem Brachyura (popularmente conhecidos como siris) habitam regiões costeiras e são considerados importantes recursos pesqueiros em diversos países. A pesca extrativista é ainda o principal meio de obtenção dessas espécies. Porém, enquanto em outros países, notadamente da Asia, as técnicas de cultivo de espécies nativas estão relativamente bem dominadas, no Brasil praticamente inexistem experiências consolidadas neste sentido. O objetivo geral deste projeto é estudar a biologia reprodutiva e alimentar de espécies de siris de interesse comercial do litoral paranaense e desenvolver tecnologias que permitam a manutenção e a engorda desses animais em condições de cultivo em larga escala. Para se chegar a isso, os objetivos específicos envolvem: 1) Identificar as espécies de siris do litoral paranaense com maior potencial biológico e de interesse econômico; 2) Avaliar a rusticidade (sobrevivência, agressividade, alimentação) dessas espécies em cativeiro; 3) Estudar o ciclo reprodutivo da(s) espécie(s) do litoral paranaense que demonstrar(em) maior potencial para o cultivo; 4) Estudar a alimentação dessas espécies em ambiente natural; 5) Identificar e descrever sinais indicativos da pré-muda nas espécies estudadas; 6) Comparar as taxas de crescimento e as frequências de muda em cativeiro de diferentes espécies de siris comercialmente exploradas, em condições individuais e coletivas. Caso todas essas etapas saiam como previsto, esses resultados serão compilados na forma de um conjunto de tecnologias que terão sido testadas e validadas para cultivo de uma ou mais espécie de siris em larga escala. O projeto abre caminho para o desenvolvimento, por exemplo, da tecnologia de produção de siris-moles (siris em período de muda), que apresentam elevado valor de mercado, tanto no Brasil quanto em outros países. Abre também caminho para se promover a maturação e a reprodução desses animais em cativeiro, que são pré-requisitos indispensáveis para se fechar o ciclo de uma espécie em condições controladas. Os trabalhos de campo serão realizados nas duas principais baías do litoral paranaense (baía de Guaratuba e de Paranaguá) e em dois laboratórios pertencentes ao GIA (Grupo Integrado de Aquicultura e Estudos Ambientais). Eles envolvem diretamente uma tese de doutorado (vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Zoologia) e envolverão diretamente acadêmicos dos cursos de Zootecnia e de formação de Tecnólogos em Aquicultura da Universidade Federal do Paraná. A importância deste estudo não se limitará aos aspectos meramente científicos ou acadêmicos da proposta, mas também aos desdobramentos tecnológicos, ambientais, econômicos que o sucesso deste projeto poderá gerar.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2014 - Atual
Centro de Análise e Informação Estratégica da Aquicultura ? INFOAQ
Descrição: Objetivo Geral Criar um portal virtual - Centro de Análise e Informação Estratégica da Aquicultura (INFOAQ) -, utilizando a tecnologia da gestão da informação como ferramenta, buscando promover a comunicação em rede entre os diferentes elos envolvidos na cadeia produtiva da aquicultura e principalmente, fornecendo informações qualificadas em linguagem simples e direta aos aquicultores familiares do estado do Paraná e do país. Objetivos específicos: ? Construir e implantar um portal virtual Centro de Análise e Informação Estratégica da Aquicultura, para livre acesso aos interessados na produção de organismos aquáticos. ? Pesquisar, estruturar e elaborar conteúdos para o abastecimento constante do INFOAQ. ? Possibilitar aos usuários a colaboração direta e produção de conteúdos para o INFOAQ. ? Divulgar notícias e informações técnicas, legais e ambientais que contribuam para o fortalecimento da cadeia produtiva da aquicultura familiar com foco no estado do Paraná. ? Facilitar o acesso à informação a partir da concentração de materiais referentes à produção de organismos aquáticos, contribuindo para os processos de gestão do empreendimento aquícola e de comercialização da produção. ? Servir como um banco de dados que facilite a busca e a troca de informações referente à aquicultura. ? Divulgar oportunidades de estágios para acadêmicos, de emprego ofertados pelos setores comerciais e de serviços e de oportunidades junto ao setor produtivo. ? Criar meios para promover a comunicação direta entre professores, alunos, empresas, ONG s, órgãos governamentais, associações, cooperativas, produtores independentes, fornecedores e clientes da área. ? Estimular o exercício da cidadania para a execução de ações individuais e coletivas que contribuam com a atividade aquícola e com o desenvolvimento rural no estado do Paraná.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2013
Caracterização reprodutiva de peixes ornamentais da Serra do Mar paranaense
Descrição: O projeto tem por objetivo caracterizar a reprodução de diversas espécies com potencial ornamental, encontradas na Serra do Mar paranaense, realizando estudos de comportamento, reprodução em laboratório e avaliação reprodutiva por meio de métodos histotécnicos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2012
Diagnóstico de ambientes aquáticos afetados por vazamento de óleo na Serra do Mar - Paraná (OLAPA)
Descrição: Realizar inventário ictiofaunístico nos ambientes aquáticos afetados pelo acidente ocorrido com o poliduto OLAPA (02/2001); realizar estudos populacionais e analisar o nível de patologias encontradas em peixes locais, para verificar o grau de recuperação das populações presentes na região afetada pelo respectivo acidente, seguindo a mesma metodologia utilizada pelo GIA nos estudos originais..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Aline Horodesky - Integrante / Antonio Ostrensky Neto - Coordenador / Gisela Geraldine Castilho-Westphal - Integrante / Vinicius Abilhoa - Integrante / Lineu Brito - Integrante / Thaysi Zeni - Integrante / Walter Boeger - Integrante / Adriano Hauer - Integrante / Diego Rafael Wojcik - Integrante / Diogo Barbalho Hungria - Integrante / Aline Gumiela - Integrante / Priscila Brudzinski - Integrante.Financiador(es): Universidade Federal do Paraná - Cooperação / PETROBRAS - Auxílio financeiro.
2010 - 2012
Elaboração de estudos para implantação dos parques aquícolas nos reservatórios do rio Paranapanema
Descrição: O projeto tem como um dos objetivos estimar a carga de nutrientes nos dejetos aportada aos ambientes aquáticos a partir do arraçoamento de tilápias do Nilo (Oreochromis niloticus) cultivadas em gaiolas instaladas em reservatórios artificiais. Além disso, objetivou avaliar o conteúdo e composição nutricional de rações comercializadas no Brasil destinadas a tilápia sob o ponto de vista de potencial poluente dos cultivos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2012
Diagnóstico de ambientes aquáticos afetados por vazamento de óleo na Bacia do Alto Iguaçu - Paraná (OSPAR)
Descrição: Realizar inventário ictiofaunístico nos ambientes aquáticos afetados pelo acidente ocorrido com o poliduto OSPAR (07/2000); realizar estudos populacionais e analisar o nível de patologias encontradas em peixes locais, para verificar o grau de recuperação das populações presentes na região afetada pelo respectivo acidente, seguindo a mesma metodologia utilizada pelo GIA nos estudos originais..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2011
Avaliação da presença, colonização e impactos da tilápia no reservatório de Itaipu e na Bacia do rio Uruguai
Descrição: Aplicar métodos tradicionais de pesca científica e comercial, aliados à aplicação de métodos moleculares de ponta e estudos de reprodução e alimentação, para avaliar o estado do estoque da tilápia, Oreochromis niloticus e sua posição na comunidade ictiológica, tanto do reservatório do Lago de Itaipu quanto na Bacia do Rio Uruguai...
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Projetos de extensão


2009 - 2013
Cultimar - a maricultura como instrumento para a melhoria das condições de vida das comunidades tradicionais do litoral paranaense
Descrição: O cultimar tem por objetivo: Produzir produtos marinhos de qualidade certificada; Conjugar produção com sustentabilidade ambiental; Conscientizar, para que as comunidades litorâneas tradicionais possam conquistar a verdadeira liberdade para decidir o rumo de seus próprios destinos..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia.


Idiomas


Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
OSTRENSKY, ANTONIO2018OSTRENSKY, ANTONIO ; HORODESKY, ALINE ; FAORO, HELISSON ; BALSANELLI, EDUARDO ; SFEIR, MICHELLE ZIBETTI TADRA ; COZER, NATHIELI ; PIE, MARCIO ROBERTO ; DAL PONT, GIORGI ; CASTILHO-WESTPHAL, GISELA GERALDINE . Metagenomic evaluation of the effects of storage conditions on the bacterial microbiota of oysters Crassostrea gasar (Adanson, 1757). JOURNAL OF APPLIED MICROBIOLOGY, v. 1, p. 1, 2018.

2.
AGOSTINIS, A. O.2017 AGOSTINIS, A. O. ; DAL PONT, G. ; HORODESKY, A. ; PIE, M. ; OSTRENSKY, A. . Is There Detectable Long-term Depletion of Genetic Variation in Freshwater Fish Species Affected by an Oil Spill?. WATER, AIR AND SOIL POLLUTION (DORDRECHT. ONLINE), v. 228, p. 228-256, 2017.

3.
ZENI, THAYZI DE OLIVEIRA2016ZENI, THAYZI DE OLIVEIRA ; VICENTE, A. L. ; CASTILHO-WESTPHAL, GISELA G. ; MONTANHINI NETO, ROBERTO ; HORODESKY, ALINE ; OSTRENSKY, A. . Effects of iodized salt on the histopathology of the gills and liver in Rhamdia quelen and Metynnis maculatus. Aquaculture Research (Print), p. 1-11, 2016.

4.
HORODESKY, ALINE2015 HORODESKY, ALINE; ABILHOA, VINÍCIUS ; ZENI, THAYZI DE OLIVEIRA ; MONTANHINI NETO, ROBERTO ; CASTILHO-WESTPHAL, GISELA G. ; OSTRENSKY, ANTONIO . Ecological analysis of the ichthyofaunal community ten years after a diesel oil spill at Serra do Mar, Paraná state, Brazil. Global Ecology and Conservation, v. 4, p. 311-320, 2015.

5.
OSTRENSKY, ANTONIO2015OSTRENSKY, ANTONIO ; MONTANHINI NETO, ROBERTO ; CASTILHO-WESTPHAL, GISELA G. ; ZENI, T.O. ; ABILHOA, V. ; HORODESKY, A. . Population structure of fish from the Serra do Mar, Paraná, Brazil: a comparative analysis of environments affected and by oil spills and unaffected areas. Journal of Ecology and The Natural Environment (JENE), v. 1(4), p. 054-062, 2015.

6.
ZENI, T.O.2015ZENI, T.O. ; HORODESKY, A. ; CASTILHO-WESTPHAL, GISELA G. ; OSTRENSKY, A. . Analysis of Tissue Alterations and Quantitative Histopathological Indices in Rhamdia quelen (Quoy & Gaimard, 1824) and Metynnis maculatus (Kner, 1858) During Treatment of Ichthyophthiriasis. Annual Research & Review in Biology, v. 8, p. 13, 2015.

7.
CASTILHO-WESTPHAL, G. G.2014CASTILHO-WESTPHAL, G. G. ; DAL PONT, G. ; HORODESKY, A. ; OSTRENSKY, A. . Comunidades ribeirinhas extrativistas e a exploração de bancos de ostras do mangue Crassostrea sp., na baía de Guaratuba - Paraná, litoral sul do Brasil. Bioscience Journal (Online), v. 30, p. 912-923, 2014.

8.
MONTANHINI NETO, r.2013MONTANHINI NETO, r. ; ZENI, T.O. ; LUDWIG, S. ; HORODESKY, A. ; GIROTTO, M. F. ; CASTILHO-WESTPHAL, G. G. ; OSTRENSKY, A. . Influence of environmental variables on the growth and reproductive cycle of Crassostrea (Mollusca, Bivalvia) in Guaratuba Bay, Brazil. Invertebrate Reproduction & Development, v. 57, p. 208-218, 2013.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
OSTRENSKY, ANTONIO ; CASTILHO-WESTPHAL, GISELA G. ; GIROTTO, M. F. ; HORODESKY, A. ; HUNGRIA, D. B. . Manual de Boas Práticas: Qualidade e Segurança para Bons Negócios. 1. ed. Brasília: Sebrae, 2015. v. 1. 33p .

2.
OSTRENSKY, ANTONIO ; CASTILHO-WESTPHAL, GISELA G. ; ZENI, THAYZI DE OLIVEIRA ; HORODESKY, A. ; GIROTTO, M. F. ; HUNGRIA, D. B. ; PESTANA, D. . Fichas técnicas - Organismos identificados nas ostras cultivadas no Nordeste do Brasil. 1. ed. Brasília: Sebrae, 2015. v. 1. 31p .

Resumos publicados em anais de congressos
1.
HORODESKY, ALINE; CASTILHO-WESTPHAL, GISELA G. ; COZER, N. ; OSTRENSKY, ANTONIO . Efeitos da salinidade sobre a sobrevivência e sobre o tecido de ostras Crassostrea gasar (Adanson, 1757). In: III Encontro de Malacologia do Paraná, 2017, Curitiba. III Encontro de Malacologia do Paraná, 2017.

2.
HORODESKY, ALINE; CASTILHO-WESTPHAL, GISELA G. ; COZER, N. ; DAL PONT, G. ; OSTRENSKY, ANTONIO . Avaliação de métodos para redução de epibiontes na ostra Crassostrea gasar (Adanson, 1757), durante cultivo. In: III Encontro de Malacologia do Paraná, 2017, Curitiba. III Encontro de Malacologia do Paraná, 2017.

3.
HORODESKY, ALINE; CASTILHO-WESTPHAL, GISELA G. ; COZER, N. ; PIE, M. ; FAORO, H. ; BALSANELLI, E. ; SFEIR, M. T. ; OSTRENSKY, ANTONIO . Análise metagenômica da microbiota bacteriana de ostras cultivadas (Crassostrea sp.) na região Nordeste do Brasil. In: III Encontro de Malacologia do Paraná, 2017, Curitiba. III Encontro de Malacologia do Paraná, 2017.

4.
CASTILHO-WESTPHAL, G. G. ; HORODESKY, ALINE ; OSTRENSKY, ANTONIO . Histopatologia de ostras nativas (Crassostrea gasar) cultivadas na região Nordeste do Brasil. In: Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2016, Florianópolis. Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos, 2016.

5.
HORODESKY, A.; CASTILHO-WESTPHAL, G. G. ; ZENI, T.O. ; DAL PONT, G. ; OSTRENSKY, A. . Comparação entre os métodos de preparo de amostras para identificação de organismos epibiontes associados ao cultivo da ostra do mangue Crassostrea gasar (Adanson, 1757). In: II Encontro Paranaense de Malacologia, 2015, Curitiba. II Encontro Paranaense de Malacologia, 2015.

6.
ZENI, T.O. ; HORODESKY, A. ; CASTILHO-WESTPHAL, G. G. ; DAL PONT, G. ; OSTRENSKY, A. . Avaliação das taxas de filtração de ostras do mangue Crassostrea brasiliana (Bivalvia, Ostreidae) expostas a diferentes salinidades e temperaturas. In: II Encontro Paranaense de Malacologia, 2015, Curitiba. II Encontro Paranaense de Malacologia, 2015.

7.
CASTILHO-WESTPHAL, G. G. ; HORODESKY, A. ; ZENI, T.O. ; OSTRENSKY, A. . Monitoramento microbiológico de ostras Crassostrea brasiliana (Lamarck, 1819) produzidas e comercializadas no litoral paranaense. In: II Encontro Paranaense de Malacologia, 2015, Curitiba. II Encontro Paranaense de Malacologia, 2015.

8.
VARGAS, P. R. ; HORODESKY, A. ; CASTILHO-WESTPHAL, G. G. ; OSTRENSKY, A. . Identificação de organismos epibiontes associados às ostras do mangue Crassostrea brasiliana (Lamarck, 1819), cultivadas na baía de Guaratuba/PR. In: 23° Evento de Iniciação Científica, 2015, Curitiba. 23° Evento de Iniciação Científica, 2015.

9.
VARGAS, P. R. ; HORODESKY, A. ; ZENI, T.O. ; OSTRENSKY, A. . Características microbiológicas da ostra do mangue (Crassostrea sp.) comercializadas no litoral paranaense. In: 22º Evento de Iniciação Científica, 2014, Curitiba. 22º Evento de Iniciação Científica, 2014.

10.
ZENI, T.O. ; DAL PONT, G. ; CASTILHO-WESTPHAL, G. G. ; HORODESKY, A. ; NAKANO, V. ; OSTRENSKY, A. . A histologia como ferramenta de análise em estudos de alterações branquiais em peixes. In: XIII Congresso Brasileiro de Ecotoxicologia, 2014, Guarapari. XIII Congresso Brasileiro de Ecotoxicologia, 2014.

11.
PEREIRA, M. S. ; HORODESKY, A. ; ZENI, T.O. ; OSTRENSKY, A. . Avaliação das taxas de sobrevivência de ostras do mangue (Crassostrea sp.) expostas a diferentes salinidades da água. In: 22º Evento de Iniciação Científica, 2014, Curitiba. 22º Evento de Iniciação Científica, 2014.

12.
VARGAS, P. R. ; HORODESKY, A. ; ZENI, T.O. ; MASSANTI, T. B. ; OSTRENSKY, A. . Avaliação reprodutiva da ictiofauna de ambientes expostos e não expostos a óleo combustível. In: 21° Evento de Iniciação Científica, 2013, Curitiba. 21° Evento de Iniciação Científica, 2013.

13.
MASSANTI, T. B. ; ZENI, T.O. ; DAL PONT, G. ; PEDRAZZANI, A. S. ; HORODESKY, A. ; OSTRENSKY, A. . Avaliação de metodologias histopatológicas utilizadas no diagnóstico de alterações hepáticas em peixes. In: 21° Evento de Iniciação Científica, 2013, Curitiba. 21° Evento de Iniciação Científica, 2013.

14.
BRUDZINSKI, P. ; HORODESKY, A. ; ZENI, T. ; BECKER, A. G. ; MAGNANI, F. P. ; OSTRENSKY, A. . Diversidade da ictiofauna do rio do Pinto no município de Morretes, Paraná. In: 19° Evento Anual de Iniciação Científica da UFPR, 2011, Curitiba. Evento Anual de Iniciação Científica da UFPR, 2011.

15.
MAGNANI, F. P. ; BECKER, A. G. ; HORODESKY, A. ; Huy, A.H. ; GARCIA, D. R. ; OSTRENSKY, A. . Avaliação do potencial de inserção de peixes da serra do mar paranaense no mercado de peixes ornamentais de Curitiba/PR. In: 4° Encontro de Iniciação Tecnológica da UFPR, 2011, Curitiba. 4° Encontro de Iniciação Tecnológica da UFPR, 2011.

16.
SANTOS, N. O. ; HORODESKY, A. ; ZENI, T. ; MAGNANI, F. P. ; BECKER, A. G. ; OSTRENSKY, A. . Proporção sexual de Mimagoniates microlepis em diferentes rios da região de Morretes-PR. In: 19° Evento Anual de Iniciação Científica da UFPR, 2011, Curitiba. 19° Evento Anual de Iniciação Científica da UFPR, 2011.

17.
JARAS, L. I. ; HORODESKY, A. ; MAGNANI, F. P. ; OSTRENSKY, A. ; ZENI, T. ; BECKER, A. G. . Comprimento total de Mimagoniates microlepis em diferentes rios da região de Morretes-PR. In: 19° Evento Anual de Iniciação Científica da UFPR, 2011, Curitiba. 19° Evento Anual de Iniciação Científica da UFPR, 2011.

18.
FUGIMURA, E. ; DAL PONT, G. ; CASTILHO-WESTPHAL, G. G. ; HORODESKY, A. ; ZENI, T. ; OSTRENSKY, A. . Histopatologia branquial de lambari, Astyanax sp., coletado na bacia do Alto Iguaçu. In: 19° Evento Anual de Iniciação Científica da UFPR, 2011, Curitiba. 19° Evento Anual de Iniciação Científica da UFPR, 2011.

19.
HORODESKY, A.. Partilha por Habitat do Camarão Xiphopenaeus kroyeri (Heller, 1862) (Crustacea, Penaeoidea) em Caraguatatuba, litoral do Estado de São Paulo. In: 9ª Semana de Iniciação Científica e 9ª Mostra de Pós-Graduação, 2009, União da Vitória. 9ª Semana de Iniciação Científica e 9ª Mostra de Pós-Graduação, 2009.

Artigos aceitos para publicação
1.
COZER, N. ; HORODESKY, ALINE ; ROSSI, V. G. ; DAL PONT, G.. ; OSTRENSKY, A. . Challenges and potentialities of the integrated production regime implementation in the Brazilian marine shrimp farming: a systematic review. AQUACULTURE INTERNATIONAL, 2019.

2.
HORODESKY, ALINE; CASTILHO-WESTPHAL, G. G. ; COZER, N. ; ROSSI, V. G. ; OSTRENSKY, ANTONIO . Effects of salinity on the survival and histology of oysters Crassostrea gasar (Adanson, 1757). Bioscience Journal, 2018.

3.
HORODESKY, A.; CASTILHO-WESTPHAL, GISELA G. ; FAORO, H. ; BALSANELLI, E. ; SFEIR, M. T. ; COZER, N. ; PIE, M. ; OSTRENSKY, ANTONIO . Metagenomic of the bacterial microbiota associated with cultured oysters (Crassostrea sp.) in estuarine environments. ANAIS DA ACADEMIA BRASILEIRA DE CIÊNCIAS (ONLINE), 2018.

Apresentações de Trabalho
1.
HORODESKY, ALINE. Sobrevivência, patologia e microbiota de ostras-do-mangue (Crassostrea spp.) cultivadas e comercializadas em diferentes regiões do Brasil. 2016. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

2.
HORODESKY, A.. Influência das condições ambientais na sobrevivência e nas características microbiológicas da ostra do mangue Crassostrea brasiliana (Lamarck, 1819) (Bivalvia, Ostreidae). 2015. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

3.
MASSANTI, T. B. ; ZENI, T.O. ; DAL PONT, G. ; HORODESKY, A. ; PEDRAZZANI, A. S. ; OSTRENSKY, A. . Utilização de peixes do gênero Rineloricaria (Siluriformes, Loricariidae) como organismos bioindicadores para a comparação de duas metodologias de análise histológica. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
ZENI, T.O. ; DAL PONT, G. ; CASTILHO-WESTPHAL, G. G. ; HORODESKY, A. ; NAKANO, V. ; OSTRENSKY, A. . A histologia como ferramenta de análise em estudos de alterações branquiais em peixes. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

5.
HORODESKY, A.. Partilha por habitat do camarão Xiphopenaeus kroyeri (Heller, 1862) (Crustacea, Penaeoidea) em Caraguatatuba, litoral do Estado de São Paulo, Brasil. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Outras produções bibliográficas
1.
CASTILHO-WESTPHAL, GISELA G. ; ZENI, T.O. ; HORODESKY, A. ; GIROTTO, M. F. ; OSTRENSKY, A. . Ostra cultivada - Manual de coleta e de procedimentos preparatórios para análises laboratoriais. Brasília: Sebrae, 2015 (Cartilha).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
HORODESKY, ALINE; CASTILHO-WESTPHAL, G. G. ; DAL PONT, G. . Monitoramento da possível permanência da contaminação, especialmente de metais pesados, na biota do rio São João, em decorrência do acidente ocorrido em 06/04/2018. 2019.

2.
HORODESKY, A.; OSTRENSKY, ANTONIO ; PESTANA, D. . Avaliação dos efeitos de epibiontes sobre a geomembrana polimérica utilizada na UHE de Mauá. 2017.

3.
HORODESKY, A.; OSTRENSKY, A. . Obras de implantação e pavimentação da BR135/ BA/MG, trecho de Barreiras/BA a Manga/MG. 2015.

4.
HORODESKY, A.; PESTANA, D. ; OSTRENSKY, ANTONIO . Programa de Prevenção, Monitoramento e Controle de Espécies Exóticas Invasoras do AHE Serra do Facão. 2015.

5.
HORODESKY, A.; OSTRENSKY, A. ; PESTANA, D. . Monitoramento qualitativo e quantitativo de Limnoperna fortunei (mexilhão dourado) e do hidrozoário Cordylophora capia. 2015.

6.
HORODESKY, A.. Monitoramento das comunidades bentônicas e ictiofaunísticas durante a construção da ponte sobre o rio Paraná entre os municípios de Três Lagoas/MS e Castilho/SP. 2013.

7.
OSTRENSKY, A. ; RATTON, E. ; HORODESKY, A. . Elaboração do Estudo de Impacto Ambiental referente a construção da ponte sobre o rio Corrente, na rodovia BR-135, município de Correntina/BA. 2013.

8.
OSTRENSKY, ANTONIO ; HORODESKY, A. ; CASTILHO-WESTPHAL, GISELA G. . Coleta de zooplancton para a determinação da presença de larvas da ostra do mangue Crassostrea brasiliana (Lamarck, 1819), na baía de Guaratuba-PR, litoral Sul do Brasil. 2012.

9.
HORODESKY, A.. Diagnóstico ictiofaunístico pós-derramamento de óleo nos rios Barigui, Iguaçu e rios da Serra do Mar paranaense (OLAPA/OSPAR). 2011.

10.
OSTRENSKY, A. ; PINTO, F. ; HORODESKY, A. ; RATTON, E. . Levantamento de biota aquática ? Dragagem na região do Passo do Jacaré (MS). 2011.

Trabalhos técnicos
1.
HORODESKY, A.; STEVANATO, D. ; COZER, N. . Licença Ambiental de Operação da Fazenda Borges Cultivos Marinhos. 2015.

2.
HORODESKY, A.; GIROTTO, M. F. ; STEVANATO, D. ; NAKANO, V. . Licença Ambiental de Operação da Fazenda Borges Cultivos Marinhos. 2014.

3.
RATTON, E. ; OSTRENSKY, A. ; HORODESKY, A. . G-Pontes - Construção de ponte sobre o rio Paraná, MS/SP. 2012.

4.
BOEGER, W. ; BRITO, L. ; BRUDZINSKI, P. ; CASTILHO-WESTPHAL, G. G. ; FUGIMURA, E. ; GUMIELA, A. ; HAUER, A. ; HORODESKY, A. ; HUNGRIA, D. B. ; OSTRENSKY, A. ; WOJCIK, D. R. ; ZENI, T.O. . Diagnóstico de ambientes aquáticos afetados por vazamento de óleo na Bacia do Alto Iguaçu - Paraná. 2011.

5.
ABILHOA, V. ; BOEGER, W. ; BRITO, L. ; BRUDZINSKI, P. ; CASTILHO-WESTPHAL, G. G. ; FUGIMURA, E. ; GUMIELA, A. ; HAUER, A. ; HORODESKY, A. ; HUNGRIA, D. B. ; OSTRENSKY, A. ; WOJCIK, D. R. ; ZENI, T.O. . Diagnóstico de ambientes aquáticos afetados por vazamento de óleo na Serra do Mar - Paraná. 2011.

Redes sociais, websites e blogs
1.
HORODESKY, ALINE; COZER, N. ; TAVARES, C. . Cultivo orgânico de camarões e ostras no Nordeste brasileiro. 2018; Tema: Produção. (Site).

2.
HORODESKY, ALINE. Métodos para reduzir o número de organismos sobre as conchas de ostras. 2018; Tema: Produção. (Site).

3.
HORODESKY, ALINE. Armazenamento de ostras para comercialização. 2017. (Site).

4.
HORODESKY, ALINE. Metagenômica de ostras cultivadas em ambientes estuarinos. 2017. (Site).

5.
HORODESKY, ALINE. Segurança alimentar para consumidores de ostras. 2017. (Site).

6.
HORODESKY, ALINE. Influência da salinidade da água sobre o cultivo de ostras nativas. 2016; Tema: Ostreicultura. (Site).

7.
HORODESKY, ALINE. Procedimentos realizados durante a despesca de camarões cultivados em viveiros. 2016; Tema: Carcinicultura. (Site).

8.
HORODESKY, ALINE. Técnicas de castigo para redução de organismos epibiontes (fouling) em cultivos de ostras. 2016; Tema: Ostreicultura. (Site).

9.
HORODESKY, ALINE. Balanço de nutrientes e qualidade da água em pisciculturas de tanque-rede com regime intensivo de produção. 2015; Tema: Produção. (Site).

10.
HORODESKY, ALINE. Segurança Alimentar: Contaminação de ostras por Salmonella sp.. 2015; Tema: Ostreicultura. (Site).

11.
HORODESKY, ALINE. Exploração de ostras no litoral paranaense. 2015; Tema: Ostreicultura. (Site).

12.
HORODESKY, ALINE. Monitoramento da qualidade de ostras no litoral paranaense.. 2014; Tema: Ostreicultura. (Site).

13.
HORODESKY, ALINE. Legislação para produção e comercialização de ostras no litoral paranaense. 2014; Tema: Ostreicultura. (Site).

14.
HORODESKY, ALINE. Cuidados com a qualidade das ostras. 2014; Tema: Ostreicultura. (Site).

15.
HORODESKY, ALINE. Sequenciamento de nova geração. 2014; Tema: Sequenciamento. (Site).

16.
HORODESKY, ALINE. Extrativismo x cultivo comercial do siri azul. 2014; Tema: Siri. (Site).


Demais tipos de produção técnica
1.
CASTILHO-WESTPHAL, GISELA G. ; PESTANA, D. ; OSTRENSKY, ANTONIO ; HORODESKY, A. . Manual de Ostreicultura com Espécies Nativas da Região Nordeste do Brasil - Volume II - Sanidade e Profilaxia. 2016. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Livro).

2.
OSTRENSKY, ANTONIO ; CASTILHO-WESTPHAL, GISELA G. ; PESTANA, D. ; HORODESKY, A. . Cartilha de Rastreabilidade - Ostras Cultivadas. 2016. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Livro).

3.
HORODESKY, A.. Aulas práticas de Histologia e Microbiologia para alunos de Medicina Veterinária. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

4.
HORODESKY, A.; ALMEIDA, F. . Qualidade de Água. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Outra).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Qualificações de Mestrado
1.
OSTRENSKY, ANTONIO; ROSSI JUNIOR, P.; HORODESKY, A.. Participação em banca de Vitor Gomes Rossi. Toxicidade de produtos utilizados no controle de Limnoperna fortunei em usinas hidrelétricas para larvas e juvenis de Astyanax altiparanae. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
HORODESKY, A.; BASILIO, S.. Participação em banca de Leticia Romanovicz Moreira.Levantamento de lepidópteros no Sítio Cedro Grande em São João do Triunfo, PR. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Faculdade Estadual de Filosofia, Ciências e Letras de União da Vitória.

2.
HORODESKY, A.; BASILIO, S.; GRUCHOWSKI, F. C.. Participação em banca de Patrícia Iatskiu.Diagnóstico das fontes de abastecimento hídrico no distrito rural de Pinhalzinho no município de Pinhão, PR. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Faculdade Estadual de Filosofia, Ciências e Letras de União da Vitória.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
XIV Feira Nacional do Camarão (XIV Fenacam), XIV Simpósio Internacional de Carcinicultura e XI Simpósio Internacional de Aquicultura. 2017. (Feira).

2.
II Encontro Paranaense de Malacologia.Comparação entre os métodos de preparo de amostras para identificação de organismos epibiontes associados ao cultivo da ostra do mangue Crassostrea gasar (Adanson, 1757). 2015. (Encontro).

3.
I Simpósio de Zoologia.Influência das condições ambientais na sobrevivência e nas características microbiológicas da ostra do mangue Crassostrea brasiliana (Lamarck, 1819) (Bivalvia, Ostreidae). 2015. (Simpósio).

4.
24ª Semana do doutorando da Zoologia. 2012. (Encontro).

5.
Ciclo de Eventos da Semana do Biólogo - 12ºCESB/2012. 2012. (Encontro).

6.
II Semana Integrada de Ciências Agrárias. 2011. (Encontro).

7.
Ciclo de Eventos da Semana do Biólogo - 10ºCESB/2010. 2010. (Encontro).

8.
9º Encontro de Iniciação Científica, 9ª Mostra de Pós-Graduação.Partilha por habitat do camarão Xiphopenaeus kroyeri (Heller, 1862) (Crustacea, Penaeoidea) em Caraguatatuba, litoral do Estado de São Paulo, Brasil. 2009. (Encontro).

9.
Ciclo de Eventos da Semana do Biólogo - 9º CESB/2009. 2009. (Encontro).

10.
I Seminário de Pesquisas da Floresta Nacional de Três Barras-Uso Múltiplo Sustentável de Conservação dos Recursos Naturais. 2009. (Seminário).

11.
Ciclo de Eventos da Semana do Biólogo - 8º CESB/2008. 2008. (Encontro).

12.
Semana da Cultura. 2008. (Seminário).

13.
VIII Encontro de Iniciação Científica, VIII Amostra de Pós-Graduação. 2008. (Encontro).

14.
Ciclo de Eventos da Semana do Biólogo - 7º CESB/2007. 2007. (Encontro).

15.
Ciclo de Eventos da Semana do Biólogo - 6º CESB/2006. 2006. (Encontro).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
HORODESKY, A.. XXVI Semana do Doutorando. 2014. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões concluídas
Iniciação científica
1.
Patricia Ramos de Vargas. Identificação de organismos epibiontes associados às ostras do mangue Crassostrea brasiliana (Lamarck, 1819), cultivadas na baía de Guaratuba/PR. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Aline Horodesky.

2.
Patricia Ramos de Vargas. Características microbiológicas da ostra do mangue (Crassostrea sp.) comercializadas no litoral paranaense. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Aline Horodesky.

3.
Marcelo Pereira de Suza. Avaliação das taxas de sobrevivência de ostras do mangue (Crassostrea sp.) expostas a diferentes salinidades da água. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Agronomia) - Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Aline Horodesky.

4.
Patricia Ramos de Vargas. Avaliação reprodutiva da ictiofauna de ambientes expostos e não expostos a óleo combustível. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Aline Horodesky.

Orientações de outra natureza
1.
Priscila Cristine Brudzinski. Diversidade da ictiofauna do rio do Pinto no município de Morretes, Paraná. 2011. Orientação de outra natureza. (Zootecnia) - Universidade Federal do Paraná. Orientador: Aline Horodesky.



Educação e Popularização de C & T



Redes sociais, websites e blogs
1.
HORODESKY, ALINE. Monitoramento da qualidade de ostras no litoral paranaense.. 2014; Tema: Ostreicultura. (Site).

2.
HORODESKY, ALINE. Legislação para produção e comercialização de ostras no litoral paranaense. 2014; Tema: Ostreicultura. (Site).

3.
HORODESKY, ALINE. Cuidados com a qualidade das ostras. 2014; Tema: Ostreicultura. (Site).

4.
HORODESKY, ALINE. Sequenciamento de nova geração. 2014; Tema: Sequenciamento. (Site).

5.
HORODESKY, ALINE. Balanço de nutrientes e qualidade da água em pisciculturas de tanque-rede com regime intensivo de produção. 2015; Tema: Produção. (Site).

6.
HORODESKY, ALINE. Segurança Alimentar: Contaminação de ostras por Salmonella sp.. 2015; Tema: Ostreicultura. (Site).

7.
HORODESKY, ALINE. Exploração de ostras no litoral paranaense. 2015; Tema: Ostreicultura. (Site).

8.
HORODESKY, ALINE. Influência da salinidade da água sobre o cultivo de ostras nativas. 2016; Tema: Ostreicultura. (Site).

9.
HORODESKY, ALINE. Procedimentos realizados durante a despesca de camarões cultivados em viveiros. 2016; Tema: Carcinicultura. (Site).

10.
HORODESKY, ALINE. Técnicas de castigo para redução de organismos epibiontes (fouling) em cultivos de ostras. 2016; Tema: Ostreicultura. (Site).

11.
HORODESKY, ALINE. Extrativismo x cultivo comercial do siri azul. 2014; Tema: Siri. (Site).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 16/01/2019 às 3:44:03