Kathleen Lourenço Fernandes

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/5300182796058075
  • Última atualização do currículo em 04/12/2017


Graduada em Engenharia Agronômica, pela Universidade Estadual de Goiás. Estudante de Mestrado em Agronomia, Ciência do Solo, pela Universidade Estadual Paulista, Campus Jaboticabal-SP, Bolsista FAPESP. Tem experiencia em Gênese, Morfologia e Classificação dos Solos, Fertilidade do Solo e Física do Solo. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Kathleen Lourenço Fernandes
Nome em citações bibliográficas
FERNANDES, K. L.


Formação acadêmica/titulação


2017
Doutorado em andamento em Agronomia (Ciência do Solo).
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
Orientador: José Marques Júnior.
Coorientador: Angélica Santos Rabelo de Souza Bahia.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
2015 - 2017
Mestrado em Agronomia (Ciência do Solo).
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
Título: ESTIMATIVA DA CAULINITA E GIBBSITA POR TÉCNICAS DE DIFRAÇÃO DE RAIOS X E ESPECTROSCOPIA DE REFLECTÂNCIA DIFUSA DOS SOLOS DO PLANALTO OCIDENTAL PAULISTA,Ano de Obtenção: 2017.
Orientador: José Marques Junior.
Coorientador: Angélica Santos Rabelo de Souza Bahia.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
2010 - 2014
Graduação em Agronomia.
Universidade Estadual de Goiás, UEG, Brasil.
Título: CARACTERIZAÇÃO PEDOLOGICA E CLASSIFICAÇÃO DE SOLOS SOB DIFERENTES SISTEMAS DE MANEJO DE PASTAGENS E MATA NATIVA.
Orientador: Adriana Aparecida Ribon.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.




Formação Complementar


2013 - 2013
Estatística no Software R. (Carga horária: 4h).
Universidade Estadual de Goiás, UEG, Brasil.
2013 - 2013
Identificação de Perfil de Solos. (Carga horária: 4h).
Universidade Estadual de Goiás, UEG, Brasil.
2012 - 2012
GPS Básico. (Carga horária: 16h).
Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, SENAR, Brasil.
2012 - 2012
GPS Avançado. (Carga horária: 16h).
Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, SENAR, Brasil.
2012 - 2012
Tecnologia de Compostagem. (Carga horária: 36h).
Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, SBCS, Brasil.
2012 - 2012
Regulagem de Implementos Agrícolas. (Carga horária: 2h).
Universidade Estadual de Goiás, UEG, Brasil.
2012 - 2012
Cultivo de Plantas Ornamentais - Orquídeas. (Carga horária: 4h).
Universidade Estadual de Goiás, UEG, Brasil.
2012 - 2012
Curso de Ingles. (Carga horária: 40h).
Ms Souza-Aulas de Inglês, MS SOUZA, Brasil.
2011 - 2011
Recuperação da Mata Ciliar e Áreas Degradadas.
Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, SENAR, Brasil.
2010 - 2010
Extensão universitária em Programa do Empreendedor Rural.
Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, SENAR, Brasil.
2009 - 2009
Motivação e Antendimento com Sucesso. (Carga horária: 3h).
Gestão Consultoria e Treinamento, GCT, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estudante de Mestrado, Carga horária: 40


Universidade Estadual Paulista/FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E VETERINÁRIA, UNESP/FCAC, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2014
Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Estagiária Supervisionada, Carga horária: 40
Outras informações
Estágio realizado no laboratório de raio x e mineralogia do solo, juntamente com a equipe do grupo de pesquisa CSME, sob orientação do Professor José Marques Junior, no período de 13/01/2014 a 15/02/2014


Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2014
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista PIBIT, Carga horária: 20


Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, EMBRAPA, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Estagiário na Área de Pedologi, Enquadramento Funcional: Estagiário Supervisionado, Carga horária: 40


Universidade Estadual de Goiás, UEG, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2013
Vínculo: Bolsista- Graduante, Enquadramento Funcional: Bolsista PIBIC, Carga horária: 20



Projetos de pesquisa


2017 - Atual
Classificação Pedológica de solos do sudoeste Goiano para fins de manejo e conservação.
Descrição: Este Projeto tem como objetivo classificar e caracterizar a morfologia, química, física e mineralogia de solos do sudoeste goiano, avaliando suas potencialidades e limitações para uso agrícola.Serão selecionados quatro perfis de solo sob sistemas de manejo representativos da região: Perfil 1 sob integração-lavoura-pecuária-floresta; perfil 2 sob pecuária-floresta; perfil 3 sob lavoura pecuária; e perfil 4 sob pastagem degradada. Os solos foram classificados como Latossolos no primeiro nível, com variações a partir do segundo nível categórico. Os atributos pedológicos serão correlacionados com o manejo e conservação das áreas relacionadas...
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2017 - Atual
Atributos mineralógicos e cor em solos do sudoeste goiano.
Descrição: O presente Projeto apresenta a finalidade de avaliar seis Latossolos e um Cambissolo do Cerrado Goiano.Serão determinados os conteúdos de de Hematita e Goetita por DRX e ERD. A cor dos solos será obtida em campo e pela conversão dos espectros em tri-estímulos. Serão avaliados também a adsorção de fósforo (Pads), a suscetibilidade magnética (SM), valores de substituição isomórfica e o índice de avermelhamento..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2016 - Atual
LEVANTAMENTO PEDOLÓGICO, CLASSIFICAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DE SOLOS DA FAZENDA BOM SUCESSO PARA FINS DE MANEJO E CONSERVAÇÃO
Descrição: Os levantamentos pedológicos constituem um inventário das características morfológicas, físicas, químicas e mineralógicas dos solos, bem como apresentam a classificação taxonômica e interpretativa e a distribuição geográfica dos mesmos na área abrangida pelo estudo.Dessa forma, estudos focados no Levantamento, classificação e caracterização pedológica dos solos do cerrado pode estabelecer métodos e práticas de manejo adequadas ou adaptadas a esses tipos de solos e, minimizando os efeitos negativos da baixa fertilidade natural nos horizontes de solos cultivados nessa região e auxiliarão na avaliação de suas potencialidades e limitações para o uso agrícola, como também indicar elementos básicos não apenas para o entendimento da pedogênese, como também para os levantamentos de solos que futuramente vierem a ser feitos em regiões vizinhas, com paisagens semelhantes. Dessa forma o projeto visa realizar o levantamento pedológico detalhado de solos da Fazenda Bom Sucesso no bioma Cerrado e classificar e caracterizar os atributos morfológicos, químicos, físicos e mineralógicos para fins de uso, manejo e conservação...
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2015 - 2017
CARACTERIZAÇÃO DA CAULINITA E GIBBSITA DOS SOLOS NO PLANALTO OCIDENTAL PAULISTA
Descrição: O Planalto Ocidental Paulista é uma das principais áreas de cultivo de citros do país, representando cerca de 80% da produção nacional, tendo ainda participação na produção de açúcar e álcool. A caracterização e quantificação mineralógica dos solos desta região torna-se importante para melhor entendimento dos processos pedogênicos do solo e utilização de melhores práticas de manejo. Por meio de ferramentas como a geoestatística é possível entender a relação entre a mineralogia do solo e paisagem, indicando a variabilidade espacial dos dados e a dependência entre os atributos pedogênicos e os geomórficos da região. Assim, com o presente projeto pretende-se: a) caracterizar e quantificar os minerais caulinita e gibbsita por meio de práticas indiretas; b) avaliar a variabilidade espacial destes minerais com o mapa geomorfométrico; e c) avaliar a relação destes minerais com a estabilidade de agregados no Planalto Ocidental Paulista. Serão coletadas amostras de solo georreferenciadas para quantificação dos minerais caulinita e gibbsita e de seus dados cristalográficos. As amostras serão analisadas por difratometria de raios-X, análise termodiferencial, espectroscopia de reflectância difusa e fluorescência de raios-X. Posteriormente, será realizado o estudo da variabilidade espacial dos atributos mineralógicos, relacionando os dados mineralógicos com o mapa geomorfométrico, por meio de análise estatística e geoestatística, e com a estabilidade dos agregados. Espera-se que os resultados permitam indicar uma metodologia indireta e prática para quantificação e caracterização dos minerais caulinita e gibbsita, a fim de compreender os processos pedogenéticos dos solos do Planalto Ocidental Paulista..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (1) .
Integrantes: Kathleen Lourenço Fernandes - Integrante / José Marques Junior - Coordenador / Angélica Santos Rabelo de Souza Bahia - Integrante.
2015 - Atual
Indicadores fisicos de um solo cultivado com seringueira (Hevea brasiliensis) sob diferentes práticas de manejo no bioma cerrado.
Descrição: O estudo de indicadores físicos de solos em áreas cultivadas com seringueira ( Hevea brasiliensis ) sob diferentes praticas de manejo na região do cerrado são escassos. A utilização de adubos organominerais com cama de frango podem alterar os atributos físicos do solo, ocasionando a redução da compactação e melhorias das propriedades químicas e microbiológicas do solo e consequentemente o aumento da produtividade das culturas. Partindo desse pressuposto formulou­se a hipótese de que áreas cultivadas com seringueira sob organomineral e adubo verde perene apresentam maior qualidade físicaque áreas adubadas com adubo sintético sob o manejo convencional. O objetivo geral da presente proposta é identificar, quantitativamente indicadores físicos em latossolo cultivado com seringueira sob diferentes sistemas de manejo ( organomineral com cama de frango, adubo verde perene e manejo convencional.) Os resultados obtidos contribuirão com o entendimento das propriedades físicas do solo que governam a compactação contribuindo para a identificação das condições limitantes ao desenvolvimento da cultura da seringueira...
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Kathleen Lourenço Fernandes - Integrante / Adiana Aparecida Ribon - Coordenador / Amanda Romeiro Alves - Integrante / Samara Santos Viana - Integrante / Wísley Gomes Lima - Integrante / Paulo Sergio Nascimento Oliveira - Integrante.
2014 - 2015
NÚMERO IDEAL DE AMOSTRAS PARA AVALIAÇÃO DA RESISTÊNCIA DO SOLO À PENETRAÇÃO COM PENETRÔMETROS DE IMPACTO EM ÁREA SOB CULTIVO DE EUCALIPTO E MATA NATIVA
Descrição: A resistência do solo a penetração é um atributo físico muito utilizado para quantificar a compactação do solo. Entretanto o número de amostras pode influenciar na média representativa do atributo, induzindo a resultados errôneos. Neste contexto o presente estudo terá com o objetivo de avaliar a resistência do solo a penetração em Latossolo Vermelho distrófico sob mata nativa e sob eucalipto. Para análise do atributo foram realizadas amostras ao acaso em grupo de 2, 5, 10, 15, 20, 25, 30, 35, 40, 45, 50, 55, 60, 65, 70, 75, 80, 85, 90, 95, 100 para as camadas de 0,0-0,1 m; 0,1-0,2 m; 0,2-0,3 m; 0,3-0,4 m; 0,4-0,5 m e 0,5-0,6 m. Foram calculados dos valores médios de resistência do solo a penetração, o intervalo de confiança e a exatidão da estimativa (D) das médias, por meio da estatística clássica, levando em consideração o número de amostras (n) e o desvio padrão da amostra (s). O nível de significância foi de 0,05. Espera-se que na mata sejam necessários menos pontos para avaliação da resistência do solo a penetração..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) .
Integrantes: Kathleen Lourenço Fernandes - Integrante / Adiana Aparecida Ribon - Coordenador / Victor Talles Lourenceti Hermógenes - Integrante / Leonardo Rodrigues Barros - Integrante / Gustavo Diás Custódio - Integrante / Amanda Romeiro Alves - Integrante.
2014 - Atual
INDICADORES DE QUALIDADE FÍSICA DO SOLO APÓS A APLICAÇÃO DE ORGANOMINERAL COM CAMA DE FRANGO E ADUBAÇÃO QUÍMICA EM LATOSSOLO CULTIVADO COM MILHO NA REGIÃO DO CERRADO
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Kathleen Lourenço Fernandes - Integrante / Adiana Aparecida Ribon - Coordenador / Samara Santos Viana - Integrante / Wísley Gomes Lima - Integrante.
2013 - 2014
QUALIDADE FÍSICA E CARACTERIZAÇÃO PEDOLÓGICA DE UM LATOSSOLO SUBMETIDO A DIFERENTES SISTEMAS DE USO E MANEJO DE PASTAGENS E MATA NATIVA/2
Descrição: O presente projeto de pesquisa visa avaliar impactos do uso e manejo de pastagens, em dois anos de avaliação, sobre alguns indicadores físicos da qualidade de um Latossolo do cerrado. Os objetivos específicos serão quantificar alguns indicadores físicos relacionados a densidade do solo, densidade relativa, curva de retenção de água, porosidade, granulometria, resistência do solo à penetração. Nesse sentido, acredita-se que este estudo constitui uma oportunidade para que agricultores, técnicos, pesquisadores, professores, alunos e colaboradores e de outras instituições, possam consolidar os conhecimentos sobre a qualidade física de um Latossolo sob diferentes usos e manejo de pastagens e mata nativa.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) .
Integrantes: Kathleen Lourenço Fernandes - Integrante / Adiana Aparecida Ribon - Coordenador / Victor Talles Lourenceti Hermógenes - Integrante / Leonardo Rodrigues Barros - Integrante / Gustavo Diás Custódio - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
2012 - 2013
Impacto das mudanças climáticas na ocorrência de secas agrícolas para o Centro-Oeste do Brasil
Descrição: Uma das ferramentas que atualmente esta sendo maciçamente empregada para suprir a necessidade de aumento da produção agrícola, e o melhoramento genético de plantas. Apesar do avanço tecnológico, que pode e é controlado pelo ser humano, existem também as condições climáticas que influenciam na produção dos cultivos e que não pode ser controlada. Entretanto, o conhecimento prévio de certas condições climáticas pode minimizar os impactos climáticos na agricultura. Quando se analisa os possíveis impactos das mudanças climáticas, os relatórios do IPCC indicam que os países em desenvolvimento são, de modo geral, os mais vulneráveis. No Brasil, há muitos exemplos de impactos adversos da variabilidade natural do clima causadores de enormes prejuízos econômicos e sociais, causadas principalmente pelas secas, inundações e geadas. Nesse contexto, é importante analisar o comportamento das secas agrícolas para o futuro em cenários de mudanças climáticas para que a área de melhoramento vegetal possa desenvolver cultivares que melhor se adaptem a estresses hídricos que podem vir a ocorrem em regiões que hoje não sofrem tais estresses. Assim, o objetivo deste trabalho é analisar a ocorrência das secas agrícolas nos cenários climáticos do IPCC A2 e B2. O cenário A2 refere-se a um extremo de alta emissão dos compostos como CO2, CH4 e N2O, já o cenário B2 é uma representação otimista de baixa emissão desses compostos e por sua vez um menor grau de severidade das conseqüências climáticas. A seca será caracterizada pelo índice quantificador Z-index e os dados climáticos serão simulados pelo modelo regional RegCM3 para o período de 2070 a 2085. Após as análises, espera-se conhecer se as mudanças climáticas, baseadas nos dois cenários acima citados, irão produzir um aumento significativo no número de ocorrência, intensidade, freqüência, duração, probabilidade e área espacial das secas agrícolas para a região centro-oeste do Brasil. Alem, de construir mapas com o.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Kathleen Lourenço Fernandes - Integrante / Diego Simoes Fernandes - Coordenador.Financiador(es): Universidade Estadual de Goiás - Bolsa.
2012 - 2013
QUALIDADE FÍSICA E CARACTERIZAÇÃO PEDOLÓGICA DE UM LATOSSOLO SUBMETIDO A DIFERENTES SISTEMAS DE USO E MANEJO DE PASTAGENS E MATA NATIVA/1
Descrição: O presente projeto de pesquisa visa avaliar impactos do uso e manejo de pastagens sobre alguns indicadores físicos da qualidade de um Latossolo do cerrado. Os objetivos específicos serão quantificar alguns indicadores físicos relacionados a densidade do solo, densidade relativa, curva de retenção de água, porosidade, granulometria, resistência do solo à penetração. Nesse sentido, acredita-se que este estudo constitui uma oportunidade para que agricultores, técnicos, pesquisadores, professores, alunos e colaboradores e de outras instituições, possam consolidar os conhecimentos sobre a qualidade física de um Latossolo sob diferentes usos e manejo de pastagens e mata nativa..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Kathleen Lourenço Fernandes - Integrante / Adiana Aparecida Ribon - Coordenador / Victor Talles Lourenceti Hermógenes - Integrante / Leonardo Rodrigues Barros - Integrante / Gustavo Diás Custódio - Integrante / Luis Fernando Mota - Integrante.
2011 - 2012
Análise probabilística das características espaço-temporal das secas para o estado de Goiás
Descrição: A seca é um fenômeno climático que causa prejuízos entre os diferentes setores da atividade humana, principalmente o agrícola. Ocorre quando existe um déficit entre a precipitação pluvial e evapotranspiração potencial. O Estado de Goiás é um grande produtor agrícola, e a ocorrência de eventos de secas causa muitos prejuízos. Assim, é importante conhecer a probabilidade de ocorrência desses eventos nas diferentes regiões do Estado, a fim de tomar decisões previas e minimizar a redução na produção agrícola. Será aplicada a ferramenta quantificadora de secas Índice Padronizado de Precipitação (conhecido como SPI), para conhecer em que períodos ocorrem as secas. Esse índice requer apenas dados de precipitação que foram obtidos junto a Agencia Nacional de Águas (ANA) para 78 municípios, onde o pré-requisito foi de ter mais de 30 anos de dados de precipitação. Após serem quantificados os períodos secos, eles serão relacionados com eventos climáticos de grande escala como o El niño e La niña para verificar se existe alguma relação e ou influencia com as ocorrências de secas no Estado de Goiás. Por ultimo será analisado uma analise de agrupamento para determinar as regiões homogêneas de seca do Estado de Goiás..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: Kathleen Lourenço Fernandes - Integrante / Jessica Ferreira SIlva - Integrante / Douglas Silva Soares - Integrante / Maryllia Raquel Souza Jaime - Integrante / Diego Simoes Fernandes - Coordenador / Alexandre Bryan Heinemann - Integrante / Rosidalva Lopez Feitosa da Paz - Integrante.Financiador(es): Universidade Estadual de Goiás - Bolsa.


Projetos de extensão


2013 - 2014
RECOMENDAçãO DE CAMA DE FRANGO EM áREAS DE PRODUçãO DE GRANDES CULTURAS NA REGIãO DE PALMEIRAS DE GOIáS
Descrição: O presente projeto de extensão será uma iniciativa que envolverá a Universidade Estadual de Goiás. Unidade Universitária de Palmeiras de Goiás, aos produtores rurais de Palmeiras e região, a Associação dos Avicultores de Palmeiras de Goiás e as empresas de prestação de Assistência Técnica do município e região. O projeto será fundamentado na prestação de serviços extensionistas dos acadêmicos do curso de agronomia aos pequenos produtores voltados para a agricultura familiar, buscando a substituição da adubação química pela adubação orgânica, fazendo uso da cama de frango, que devido a expansão da criação de aviários na região a oferta é muito grande. O objetivo deste e analisar os benefícios que a cama de frango proporciona as propriedades químicas e físicas do solo, a produtividade das lavouras. As análises químicas e algumas analises físicas serão realizadas em laboratórios terceirizados e algumas serão realizadas na Unidade, seguindo o Manual de Métodos de Analise de Solo, da Embrapa. As recomendações da cama de frango serão realizadas conforme o livro Recomendações De Corretivos E Fertilizantes Para Goiás 5ª Aproximação. Espera-se que a cama de frango melhore a qualidade física e química do solo, a produtividade das lavouras. Espera-se ainda que com a divulgação deste projeto, pelas palestras e reuniões mais produtores da região possam optar pelo uso da cama de frango..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) .
Integrantes: Kathleen Lourenço Fernandes - Integrante / Adiana Aparecida Ribon - Coordenador / Victor Talles Lourenceti Hermógenes - Integrante / Leonardo Rodrigues Barros - Integrante / Gustavo Diás Custódio - Integrante.
2011 - 2012
Sistema de suporte à decisão agrícola para produtores de Palmeiras de Goiás e região
Descrição: Esse projeto busca apresentar e descrever, aos produtores agrícolas, produtos meteorológicos e agrometeorológicos disponibilizados na homepage do Sistema de Meteorologia e Hidrologia do Estado de Goiás (SIMEHGO). Para isso, serão apresentados os seguintes produtos: evapotranspiração de referência, previsão do tempo, graus dia e balanço hídrico. Esse conteúdo será apresentado de forma clara e serão ilustradas as aplicabilidades desses produtos no campo. Assim, espera-se contribuir com a qualificação dos produtores agrícolas para o conhecimento de ferramentas meteorológicas e agrometeorologicas em que a partir desse conhecimento possam ser auxiliados nas decisões que possam tomar para reduzir as perdas provenientes de fenômenos meteorológicos..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) .
Integrantes: Kathleen Lourenço Fernandes - Integrante / Jessica Ferreira SIlva - Integrante / Douglas Silva Soares - Integrante / Maryllia Raquel Souza Jaime - Integrante / Diego Simoes Fernandes - Coordenador / Alexandre Bryan Heinemann - Integrante / Rosidalva Lopez Feitosa da Paz - Integrante / Carlos Arnaldo Alcântara Malaquias - Integrante.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Ciência do Solo/Especialidade: Gênese, Morfologia e Classificação dos Solos.
2.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Ciência do Solo/Especialidade: Física do Solo.
3.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geologia/Especialidade: Mineralogia.


Idiomas


Inglês
Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Prêmios e títulos


2013
Menção honrosa em reconhecimento ao brilhante trabalho: Impactos das mudanças climáticas na ocorrência de secas agrícolas para o Centro-Oeste do Brasil, Universidade Estadual de Goiás.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
ALVES, A. R.2017ALVES, A. R. ; RIBON, Adriana Aparecida ; BACKES, C. ; FERNANDES, K. L. ; Santos, A.J. M ; BARROS, L. R. . Indicadores físicos de um Latossolo Amarelo distrocoeso em sistemas de integração na região do cerrado. Espacios (Caracas), v. 38, p. 3, 2017.

2.
FERNANDES, K. L.2017FERNANDES, K. L.; RIBON, Adriana Aparecida ; MARQUES JUNIOR, J. ; BAHIA, A. S. R. S. ; TAVARES FILHO, João . Magnetic and spectral signatures of Cerrado soils in the state of Goiás, Brazil. PESQUISA AGROPECUARIA BRASILEIRA, v. 52, p. 923-932, 2017.

3.
FERNANDES, K. L.2016FERNANDES, K. L.; RIBON, A. A. ; TAVARES FILHO, J. ; CUSTODIO, G. D. ; BARROS, L. R. . INFLUENCE OF TIME MANAGEMENT IN MODELING OF CURVE RESISTANCE TO THE PENETRATION OF A LATOSOL UNDER DIFFERENT USES AND MANAGEMENT OF PASTURES AND NATIVE WOODLAND. Revista Árvore (Online), v. 40, p. 519-527, 2016.

4.
ALVES, J. M.2016ALVES, J. M. ; Leandro, W.M ; ALVES, C. C. F. ; CARLOS, L. ; RIBON, Adriana Aparecida ; FERNANDES, K. L. . Crambe dry matter and yield under doses of phosphorus and base saturation in the Cerrado of Goiás.. Revista Brasileira de Engenharia Agricola e Ambiental, v. 20, p. 421-426, 2016.

5.
RIBON, Adriana Aparecida2016RIBON, Adriana Aparecida ; CENTURION, José Frederico ; FERNANDES, K. L. ; BARROS, L. R. ; ALVES, A. R. ; BACKES, C. ; Santos, A.J. M ; Severiano, E.C ; ALVES, J. M. ; CORRECHEL, V. . Soil green manure and physic-hydric attributes under rubber tree plantation in So Paulos western plateau, Brazil. African Journal of Agricultural Research, v. 11, p. 5215-5222, 2016.

6.
FERNANDES, K. L.2016FERNANDES, K. L.; RIBON, A. A. ; MARQUES JUNIOR, J. ; BAHIA, A. S. R. S. ; TAVARES FILHO, J. . Characterization, classification and analysis of the main properties of the Southwestern Goias soil. Semina. Ciências Agrárias (Online), v. 37, p. 1135-1154, 2016.

7.
HENDGES, J. A. R.2015HENDGES, J. A. R. ; SILVA, A. R. B. ; RIBON, A. A. ; FERNANDES, K. L. ; HERMÓGENES, V. T. L. . EFEITO DA ADUBAÇÃO VERDE NAS PROPRIEDADES QUÍMICAS DE UM NEOSSOLO QUATZARÊNICO DISTRÓFICO. Global Science and Technology, v. 08, p. 9-18, 2015.

8.
CUSTODIO, G. D.2015CUSTODIO, G. D. ; RIBON, A. A. ; FERNANDES, K. L. ; HERMÓGENES, V. T. L. ; BARROS, L. R. . DENSIDADE DO SOLO E DENSIDADE RELATIVA - INDICADORES DA QUALIDADE FÍSICA DE UM LATOSSOLO AMARELO SOB DIFERENTES MANEJOS DE PASTAGENS E MATA NATIVA. Campo Digit@l (Faculdade Integrado de Campo Mourão), v. 10, p. 50-62, 2015.

9.
SANTOS, M. H. F.2015SANTOS, M. H. F. ; RIBON, A. A. ; FERNANDES, K. L. ; SILVA, O. C. C. ; OLIVEIRA, L. C. ; SILVA, A. A. . ESTIMATIVA DA COMPACTAÇÃO ATRAVÉS DA RESISTÊNCIA DO SOLO A PENETRAÇÃO EM SOLO SOB DIFERENTES CULTURAS E MATA NATIVA. Revista Científica Eletrônica de Agronomia, v. 1, p. 49-62, 2015.

10.
SCHERER, A. L.2015SCHERER, A. L. ; RIBON, A. A. ; FERNANDES, K. L. ; HERMÓGENES, V. T. L. . Efeito de diferentes épocas e doses de aplicação de nitrogênio na cultura do feijoeiro cultivado em Campo Grande-MS. Revista Cultivando o Saber, v. 8, p. 162-171, 2015.

11.
SIMOES, G. L.2015SIMOES, G. L. ; RIBON, A. A. ; FERNANDES, K. L. . ADUBAÇÃO ORGÂNICA E MINERAL NOS ATRIBÚTOS FÍSICOS DE UM NEOSSOLO QUARTZARÊNICO CULTIVADO COM MILHO. Colloquium Agrariae (UNOESTE), v. 11, p. 01-10, 2015.

12.
FERNANDES, K. L.2014FERNANDES, K. L.; RIBON, A. A. ; HERMÓGENES, V. T. L. ; CUSTODIO, G. D. ; BARROS, L. R. . Atributos físicos de solo sob cerrado em diferentes sistemas de uso e manejo de pastagens e mata nativa. Revista Cultivando o Saber, v. 7, p. 33-48, 2014.

13.
RIBON, A. A.2014RIBON, A. A. ; TAVARES FILHO, J. ; FERNANDES, K. L. ; HERMÓGENES, V. T. L. . SELEÇÃO DE MÉTODO ESTATÍSTICO PARA MODELOS DE ESTIMATIVA DA QUALIDADE FÍSICA DE SOLOS ARGILOSOS. Revista de Agricultura (Piracicaba), v. 89, p. 29-40, 2014.

14.
GASPARETO, D.2014GASPARETO, D. ; RIBON, A. A. ; HERMÓGENES, V. T. L. ; FERNANDES, K. L. . EFEITO DE DOSES DE NITROGÊNIO E MOLIBDÊNIO NA PRODUTIVIDADE DO MILHO HÍBRIDO EM CAMPO GRANDE-MS. Campo Digit@l (Faculdade Integrado de Campo Mourão), v. 9, p. 37-48, 2014.

15.
RIBON, A. A.2014RIBON, A. A. ; CENTURION, J. F. ; CENTURION, M. A. P. C. ; FERNANDES, K. L. ; HERMÓGENES, V. T. L. . ALTERAÇÕES NA ESTABILIDADE DE AGREGADOS DE LATOSSOLO E ARGISSOLO EM FUNÇÃO DO MANEJO NA ENTRELINHA DA SERINGUEIRA (Hevea brasiliensis). Revista Árvore (Online), v. 38, p. 1065-1071, 2014.

16.
BESCOW, A. R.2014BESCOW, A. R. ; RIBON, A. A. ; FERNANDES, K. L. ; HERMÓGENES, V. T. L. . COMPETIÇÃO DE HIBRIDOS DE MILHO (Zea mays L.) SOB ESPAÇAMENTO REDUZIDO, NA REGIÃO DO CERRADO. Revista Agrotecnologia, v. 5, p. 17-32, 2014.

17.
BOTH, D. P.2013BOTH, D. P. ; RIBON, A. A. ; FERNANDES, K. L. ; HERMÓGENES, V. T. L. . Aplicação de fósforo antecipada e no momento da semeadura para cultura da soja na região de Mato Grosso. Revista Cultivando o Saber, v. 6, p. 134-143, 2013.

18.
RIBOM, A. A.2004RIBOM, A. A. ; TAVARES FILHO, J. ; FERNANDES, K. L. ; HERMOGENES, Victor T. L. . SELEÇÃO DE MÉTODO ESTATÍSTICO PARA MODELOS DE ESTIMATIVA DA QUALIDADE FÍSICA DE SOLOS ARGILOSOS. Revista de Agricultura (Piracicaba), v. 28, p. 29-40, 2004.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
FERNANDES, D. S. (Org.) ; PAZ. R. L. F. da (Org.) ; HEINEMANN, A. B. (Org.) ; AMORIM, A. O. (Org.) ; CARDOSO, A. S. (Org.) ; MALAQUIAS, C. A. A. (Org.) ; SOARES, D. S. (Org.) ; SILVA, J. F. (Org.) ; FERNANDES, K. L. (Org.) ; JAIME, M. R. S. (Org.) . Regionalização da Probabilidade de Ocorrência de Secas para a Estação Chuvosa no Estado de Goiás. 1. ed. Goiânia: Editora da PUC De Goiás, 2012. v. 1. 51p .

Capítulos de livros publicados
1.
FERNANDES, K. L.; RIBOM, A. A. ; BACKES, C. ; Santos, A.J. M ; ALVES, A. R. . LATOSSOLO AMARELO DISTROCOESO TÍPICO SOB PASTAGEM DEGRADADA. In: Adriana Aparecida Ribon, Clarice Backes, Alessandro José Marques Santos. (Org.). INDICADORES PEDOLÓGICOS PARA O MANEJO DA FERTILIDADE DE LATOSSOLOS DO CERRADO GOIANO. 1ed.Goiânia: Kelps, 2017, v. , p. 10-25.

2.
FERNANDES, K. L.; RIBOM, A. A. ; Santos, A.J. M ; BACKES, C. ; ALVES, A. R. . LATOSSOLO AMARELO DISTROCOESO TÍPICO SOB SISTEMA DE INTEGRAÇÃO LAVOURA PECUÁRIA. In: Adriana Aparecida Ribon, Clarice Backes, Alessandro José Marques Santos. (Org.). INDICADORES PEDOLÓGICOS PARA O MANEJO DA FERTILIDADE DE LATOSSOLOS DO CERRADO GOIANO. 1ed.Goiânia: Kelps, 2017, v. , p. 26-36.

3.
MARTINS, C. H. B. ; CABRAL, G. S. ; LIMA, K. F. ; ROSETTO, M. M. ; RIBOM, A. A. ; Santos, A.J. M ; BACKES, C. ; FERNANDES, K. L. ; ALVES, A. R. . LATOSSOLO VERMELHO EUTRÓFICO TÍPICO SOB CULTIVO DE MILHO. In: Adriana Aparecida Ribon, Clarice Backes, Alessandro José Marques Santos. (Org.). INDICADORES PEDOLÓGICOS PARA O MANEJO DA FERTILIDADE DE LATOSSOLOS DO CERRADO GOIANO. 1ed.Goiânia: Kelps, 2017, v. , p. 37-47.

4.
ALVES, A. R. ; CAMARA, K. C. N. O. ; TAVARES, F. A. ; ARAUJO, M. C. M. ; RIBON, A. A. ; Santos, A.J. M ; BACKES, C. ; FERNANDES, K. L. . LATOSSOLO VERMELHO EUTRÓFICO TÍPICO: LIMITAÇÕES E MANEJO DA FERTILIDADE PARA A IMPLANTAÇÃO DA CULTURA DA SERINGUEIRA. In: Adriana Aparecida Ribon, Clarice Backes, Alessandro José Marques Santos. (Org.). INDICADORES PEDOLÓGICOS PARA O MANEJO DA FERTILIDADE DE LATOSSOLOS DO CERRADO GOIANO. 1ed.Goiânia: Kelps, 2017, v. , p. 58-68.

5.
REZENDE, M. N. ; LAGARES, E. J. ; LEAL, T. C. ; ALVES, A. R. ; RIBON, A. A. ; BACKES, C. ; Santos, A.J. M ; FERNANDES, K. L. . LATOSSOLO VERMELHO-AMARELO SOB CULTIVO DE SORGO SAFRINHA. In: Adriana Aparecida Ribon, Clarice Backes, Alessandro José Marques Santos. (Org.). INDICADORES PEDOLÓGICOS PARA O MANEJO DA FERTILIDADE DE LATOSSOLOS DO CERRADO GOIANO. 1ed.Goiânia: Kelps, 2017, v. , p. 69-82.

6.
ASSUNCAO, V. H. M. ; BRITO, L. C. B. ; ALVES, A. R. ; RIBOM, A. A. ; BACKES, C. ; Santos, A.J. M ; FERNANDES, K. L. . LATOSSOLO VERMELHO AMARELO EUTRÓFICO CAMBISSÓLICO SOB CULTIVO DO MILHO. In: Adriana Aparecida Ribon, Clarice Backes, Alessandro José Marques Santos. (Org.). INDICADORES PEDOLÓGICOS PARA O MANEJO DA FERTILIDADE DE LATOSSOLOS DO CERRADO GOIANO. 1ed.Goiânia: Kelps, 2017, v. , p. 83-92.

7.
FONSECA, K. S. ; ALVES, A. R. ; RIBOM, A. A. ; BACKES, C. ; Santos, A.J. M ; FERNANDES, K. L. . LATOSSOLO VERMELHO AMARELO DISTRÓFICO TÍPICO SOB PASTAGEM. In: Adriana Aparecida Ribon, Clarice Backes, Alessandro José Marques Santos. (Org.). INDICADORES PEDOLÓGICOS PARA O MANEJO DA FERTILIDADE DE LATOSSOLOS DO CERRADO GOIANO. 1ed.Goiânia: Kelps, 2017, v. , p. 93-105.

8.
MONTEL, J. B. ; FERRO, L. A. ; BITTERCOURT, L. F. C. ; MELO, R. R. ; RIBON, Adriana Aparecida ; Santos, A.J. M ; BACKES, C. ; FERNANDES, K. L. ; ALVES, A. R. . LATOSSOLO VERMELHO EUTRÓFICO ARGISSÓLICO SOB SISTEMA DE PLANTIO DIRETO. In: Adriana Aparecida Ribon, Clarice Backes, Alessando José Marques Santos. (Org.). INDICADORES PEDOLÓGICOS PARA O MANEJO DA FERTILIDADE DE LATOSSOLOS DO CERRADO GOIANO. 1ed.Goiânia: Kelps, 2017, v. , p. 48-57.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
SILVA, L. G. M. ; FERNANDES, K. L. ; RIBON, A. A. . Aplicação do conceito de Volume Elementar Representativo (REV) na determinação do númro mínimo de amostras para resistência de um Latossolo Amarelo sob diferentes sistemas de pastagens e mata nativa.. In: II Congresso de Ensino, Pesquisa e Extensão., 2015, Pirenópolis. Interdisciplinaridade e currículo:uma construção coletiva. Anápolis: Universidade Estadual de Goiás, 2015.

2.
LIMA, W. G. ; RIBON, A. A. ; FERNANDES, K. L. ; ALVES, A. R. ; SILVA, L. G. M. ; VIANA, S. S. . Caracterização pedológica de solos após a aplicação de organomineral com cama de frango e adubação química em solo cultivado com milho na região do cerrado. In: II Congresso de Ensino, Pesquisa e Extensão, 2015, Pirenópolis. Interdisciplinaridade e currículo:uma construção coletiva.. Anápolis: Universidade Estadual de Goiás, 2015.

3.
SILVA, L. M. ; FERNANDES, K. L. ; RIBON, A. A. . Qualidade fisica de Latossolo Amarelo sob diferentes sistemas de manejo de pastagem no Sudoeste Goiano. In: II Congresso de Ensino, Pesquisa e Extensão,, 2015, Pirenópolis. Interdisciplinaridade e currículo: uma construção coletiva. Anápolis: Universidade Estadual de Goiás, 2015.

4.
LIMA, W. G. ; RIBON, A. A. ; FERNANDES, K. L. ; CUSTODIO, G. D. ; HERMÓGENES, V. T. L. . Classificação de solo sob sistema de integração no bioma Cerrado. In: XXXV CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 2015, Natal. O solo e suas múltiplas funções. Viçosa: SBCS, 2015.

5.
OLIVEIRA, P. S. N. ; RIBON, A. A. ; FERNANDES, K. L. ; CUSTODIO, G. D. ; VIANA, S. S. ; BARROS, L. R. . Classificação E Caracterização De Um Solo Cultivado Sob o Sistema de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta No Bioma Cerrado.. In: XXXV CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 2015, Natal. O solo e suas Múltiplas Funções. Viçosa: SBCS, 2015.

6.
OLIVEIRA, L. C. ; SILVA, O. C. C. ; FERNANDES, K. L. ; SANTOS, M. H. F. ; RIBON, A. A. . Estimativa da compactação através da resistência a penetração em solo sob diferentes tipos de culturas e mata nativa no cerrado Goiano. In: XXXV CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 2015, Natal. O solo e suas múltiplas funções. Viçosa: SBCS, 2015.

7.
SILVA, O. C. C. ; RIBON, A. A. ; HERMÓGENES, V. T. L. ; OLIVEIRA, L. C. ; FERNANDES, K. L. . TEORES DE CÁLCIO, MAGNÉSIO E POTÁSSIO EM FUNÇÃO DO MANEJO DE ADUBAÇÃO NO BIOMA CERRADO. In: XXXV CONGRESSO BRASILEIRO DE CIENCIA DO SOLO, 2015, Natal. O solo e suas múltiplas funções. Viçosa: SBCS, 2015.

8.
RIBON, A. A. ; FERNANDES, K. L. ; MARQUES JUNIOR, J. ; BAHIA, A. S. R. S. . Caracterização de hematita e goethita em solos do cerrado. In: XXXV CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 2015, Natal. O Solo e suas múltiplas funções. Viçosa: SBCS, 2015.

9.
RIBON, A. A. ; NOGUEIRA, L. M. B. ; FERNANDES, K. L. ; BAHIA, A. S. R. S. ; MARQUES JUNIOR, J. . Caracterização de caulinita e gibsita em solos do bioma cerrado. In: XXXV CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 2015, Natal. O Solo e suas múltiplas funções. Viçosa: SBCS, 2015.

10.
FERNANDES, K. L.; RIBON, A. A. ; MARQUES JUNIOR, J. ; BAHIA, A. S. R. S. ; CAMARGO, L. A. . Espectroscopia De Reflectância Difusa E Difração De Raio-X Na Quantificação De Óxidos De Ferro Em Solos Do Bioma Cerrado. In: XXXV CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 2015, Natal. O solo e suas múltiplas funções. VIçosa: SBCS, 2015.

11.
VIANA, S. S. ; RIBON, A. A. ; BARROS, L. R. ; FERNANDES, K. L. ; CUSTODIO, G. D. ; HERMÓGENES, V. T. L. . Atributos físico hídricos de um Latossolo Amarelo sob diferentes manejos no Cerrado. In: XXXV CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 2015, Natal. O solo e suas múltiplas funções. Viçosa: SBCS, 2015.

12.
ALVES, A. R. ; RIBON, A. A. ; OLIVEIRA, P. S. N. ; LIMA, W. G. ; VIANA, S. S. ; FERNANDES, K. L. . Densidade relativa de um Latossolo Amarelo sob diferentes manejos de pastagens nativas. In: XXXV CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 2015, Natal. O solo e suas múltiplas funções. Viçosa: SBCS, 2015.

13.
VIANA, S. S. ; RIBON, A. A. ; MACHADO, W. D. ; FERNANDES, K. L. ; MACHADO, M. ; ALVES, A. R. . Parâmetros de desenvolvimento da soja pelo uso de fertilizante organomineral e químico. In: XXXV CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 2015, Natal. O solo e suas múltiplas funções. Viçosa: SBCS, 2015.

14.
FERNANDES, K. L.; RIBON, A. A. ; MARQUES JUNIOR, J. ; BAHIA, A. S. R. S. ; CAMARGO, L. A. ; SILVA, L. M. . Coloração em solos do Bioma Cerrado. In: XXXV CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 2015, Natal. O solo e suas múltiplas funções. Viçosa: SBCS, 2015.

15.
HERMÓGENES, V. T. L. ; FERNANDES, K. L. ; BARROS, L. R. ; CUSTODIO, G. D. ; RIBON, A. A. . Caracterização pedológica de Latossolos em áreas sob sistemas de uso e manejo de pastagens e mata nativa. In: I Congresso de Ensino, Pesquisa e Extensão da UEG, 2014, Pirenópolis - GO. Anais. Anápolis -GO: UEG, 2014.

16.
CUSTODIO, G. D. ; FERNANDES, K. L. ; BARROS, L. R. ; HERMÓGENES, V. T. L. ; RIBON, A. A. . Influência do tempo de manejo na densidade relativa de um Latossolo sob diferentes usos e manejo de pastagens e mata nativa. In: I Congresso de Ensino, Pesquisa e Extensão da UEG, 2014, Pirenópolis - GO. Anais. Anápolis -GO: UEG, 2014.

17.
FERNANDES, K. L.; HERMÓGENES, V. T. L. ; BARROS, L. R. ; CUSTODIO, G. D. ; RIBON, A. A. . Influência do tempo de manejo na modelagem da curva de resistência à penetração de um Latossolo sob diferentes usos e manejos de pastagens e mata nativa. In: I Congresso de Ensino, Pesquisa e Extensão da UEG, 2014, Pirenópolis - GO. Anais. Anápolis -GO: UEG, 2014.

18.
BARROS, L. R. ; CUSTODIO, G. D. ; FERNANDES, K. L. ; HERMÓGENES, V. T. L. ; RIBON, A. A. . Influência do tempo de manejo na capacidade de retenção de água de um Latossolo sob diferentes usos e manejo de pastagens e mata nativa. In: I Congresso de Ensino, Pesquisa e Extensão da UEG, 2014, Pirenópolis - GO. Anais. Anápolis -GO: UEG, 2014.

19.
FERNANDES, K. L.; HERMÓGENES, V. T. L. ; BARROS, L. R. ; CUSTODIO, G. D. ; MACHADO, M. ; RIBON, A. A. . Classificação e Caracterização Química de um Perfil de Solo sob Mata Nativa no Município de Campestre-Go. In: XXXIV Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2013, Florianópolis-SC. Ciência do Solo: Para que e para quem? Programa & Resumos. Florianópolis-SC: Epagri e SBCS, 2013. v. 2.

20.
BARROS, L. R. ; FERNANDES, K. L. ; HERMÓGENES, V. T. L. ; CUSTODIO, G. D. ; ALVES, A. R. ; RIBON, A. A. . População Amostral Para Análise da Resistência do Solo à Penetração em Latossolo Vermelho sob Mata Nativa e Plantio de Eucalipto. In: XXXIV Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2013, Florianópolis-SC. Ciência do Solo: Para que e para quem? Programa & Resumos. Florianópolis-SC: Epagri e SBCS, 2013. v. 3.

21.
CUSTODIO, G. D. ; FERNANDES, K. L. ; BARROS, L. R. ; HERMÓGENES, V. T. L. ; SILVA, L. M. ; RIBON, A. A. . Qualidade Física de um Latossolo Amarelo Típico sob Diferentes Sistemas de Uso e Manejo de Pastagens e Mata Nativa. In: XXXIV Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2013, Florianópolis-SC. Ciência do Solo: Para que e para quem? Programa & Resumos. Florianópolis-SC: Epagri e SBCS, 2013. v. 3.

22.
HERMÓGENES, V. T. L. ; FERNANDES, K. L. ; BARROS, L. R. ; CUSTODIO, G. D. ; MACHADO, W. D. ; RIBON, A. A. . Uso de Composto Organo-mineral com Cama de Frango em Atributos de um Latossolo Vermelho Distrofico Cultivado com Soja na Região de Palmeiras de Goiás-GO. In: XXXIV Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2013, Florianópolis-SC. Ciência do Solo: Para que e para quem? Programa & Resumos. Florianópolis-SC: Epagri e SBCS, 2013. v. 3.

23.
FERNANDES, K. L.; FERNANDES, D. S. ; PAZ. R. L. F. da . Caracterização de eventos de seca em ambientes homogêneos e cenários futuros. In: Congresso Brasileiro de Agrometereologia, 2013, Belém-PA. Anais do Congresso Brasileiro de Agrometereologia. Belém: SBAGRO, 2013. v. 1. p. 1-4.

24.
FERNANDES, K. L.; FERNANDES, D. S. . Impacto das mudanças climáticas na ocorrência de secas agrícolas para o Centro-Oeste do Brasil. In: XI Seminário de Iniciação Científica, 2013, Anápolis. XI Seminário de Iniciação Científica VIII Jornada de Pesquisa e Pós Graduação, 2013. v. XI.

25.
BARROS, L. R. ; CUSTODIO, G. D. ; FERNANDES, K. L. ; HERMÓGENES, V. T. L. ; RIBON, A. A. . CAPACIDADE DE RETENÇÃO DE ÁGUA DA CAMADA SUPERFICIAL DE UM LATOSSOLO SOB DIFERENTES USOS E MANEJO DE PASTAGENS E MATA NATIVA. In: XI Seminário de Iniciação Científica, 2013, Anápolis GO. XI Seminário de Iniciação Científica VIII Jornada de Pesquisa e Pós Graduação, 2013.

26.
MOTA, L. F. ; CUSTODIO, G. D. ; FERNANDES, K. L. ; BARROS, L. R. ; HERMÓGENES, V. T. L. ; RIBON, A. A. . MODELOS PARA ESTIMATIVA DA RESISTÊNCIA DO SOLO À PENETRAÇÃO DE UM LATOSSOLO SOB DIFERENTES USOS DE PASTAGENS E MATA NATIVA. In: XI Seminário de Iniciação Científica, 2013, Anápolis GO. XI Seminário de Iniciação Científica VIII Jornada de Pesquisa e Pós Graduação, 2013.

27.
CUSTODIO, G. D. ; FERNANDES, K. L. ; BARROS, L. R. ; HERMÓGENES, V. T. L. ; RIBON, A. A. . Densidade Do Solo E Densidade Relativa - Indicadores Da Qualidade Física De Um Latossolo Sob Diferentes Usos E Manejo De Pastagens E Mata Nativa. In: XI Seminário de Iniciação Científica, 2013, Anápolis GO. XI Seminário de Iniciação Científica VIII Jornada de Pesquisa e Pós Graduação, 2013.

28.
HERMÓGENES, V. T. L. ; FERNANDES, K. L. ; BARROS, L. R. ; CUSTODIO, G. D. ; RIBON, A. A. . Caracterização Pedológica De Latossolos Em Área Sob Sistemas De Uso E Manejo De Pastagens E Mata Nativa. In: XI Seminário de Iniciação Científica, 2013, Anápolis GO. XI Seminário de Iniciação Científica VIII Jornada de Pesquisa e Pós Graduação, 2013.

29.
FERNANDES, K. L.; FERNANDES, D. S. ; HEINEMANN, A. B. . Variação da Produtividade do Arroz de Terras Altas Influenciados Pela Seca Metereorológica em Goias. In: XVII Congresso Brasileiro de Meteorologia, 2012, Gramado-RS. Incertezas e Desafios Para a Sustentabilidade Planetária: O Papel da Ciência Meteorológica, 2012.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
MENDONCA, N. G. ; NOVAIS, A. L. ; MENDONCA, N. G. ; CUSTODIO, G. D. ; FERNANDES, K. L. ; HERMÓGENES, V. T. L. ; FALEIRO, L. F. ; RIBON, A. A. . Alteração na Capacidade de Troca de Cátions e Saturação Por Bases em Neossolo Quartzarênico com Composto Orgânico em Campo Grande, MS'. In: FERTBIO, 2012, Maceió-AL. A Responsabilidade Socioambiental da Pesquisa Agrícola, 2012.

2.
NOVAIS, A. L. ; MENDONCA, N. G. ; MENDONCA, N. G. ; BARROS, L. R. ; FERNANDES, K. L. ; HERMÓGENES, V. T. L. ; FALEIRO, L. F. ; RIBON, A. A. . Mancha de Liberação de Fósforo e pH de Solo com Adição de Composto Orgânico e Calagem em Campo Grande, MS. In: FERTBIO, 2012, Maceió-AL. A Responsabilidade Socioambiental da Pesquisa Agrícola, 2012.

3.
ANACHE, M. ; FERREIRA, E. V. ; SANTOS, A. C. ; CLEMENTE, A. C. D. ; FERNANDES, K. L. ; HERMÓGENES, V. T. L. ; ASSIS, E. ; RIBON, A. A. . Alteração nos Parâmetros de Acidez de um Latossolo Vermelho Submetido a Diferentes Doses de Gesso Agrícola em Lavouras de Soja. In: FERTBIO, 2012, Maceió-AL. A Responsabilidade Socioambiental da Pesquisa Agrícola, 2012.

4.
MARQUES, R. A. ; HERMÓGENES, V. T. L. ; FERNANDES, K. L. ; MENDONCA, N. G. ; MENDONCA, N. G. ; ASSIS, E. ; SANTOS, A. C. ; RIBON, A. A. . Produtividade da Cultura da Soja (Glycine max L. Merril). In: FERTBIO, 2012, Maceió-AL. A Responsabilidade Socioambiental da Pesquisa Agrícola, 2012.

5.
ANACHE, M. ; ASSIS, E. ; SANTOS, A. C. ; CLEMENTE, A. C. D. ; FERNANDES, K. L. ; HERMÓGENES, V. T. L. ; FERREIRA, E. V. ; RIBON, A. A. . Alteração Nas Propriedades Quimicas de um Latossolo vermelho Submetido a Diferentes Aplicações de Gesso Agrícola em Mato Grosso do Sul. In: FERTBIO, 2012, Maceió-AL. A Responsabilidade Socioambiental da Pesquisa Agrícola, 2012.

6.
FERNANDES, K. L.; FERNANDES, D. S. . Probabilidade de Ocorrência de Faixas de Seca Para Região Central do Estado de Goiás. In: X Seminário de Iniciação Científica, 2012, Anápolis-GO. Anais X Seminário de Iniciação Científica, 2012.

7.
FERNANDES, K. L.; HERMÓGENES, V. T. L. ; RIBON, A. A. . Caracterização dos Atributos Químicos de um Perfil de Solo no Município de Palmeiras de Goiás. In: FERTBIO, 2012, Maceió-AL. A Responsabilidade Socioambiental da Pesquisa Agrícola, 2012.

8.
FERNANDES, K. L.; HERMÓGENES, V. T. L. ; RIBON, A. A. . Caraceterização Pedológicaa de um Latossolo em área sob Integração Pecuária-Floresta, VIsando o Manejo da Fertilidade do Solo. In: FERTBIO, 2012, Maceió-AL. A Responsabilidade Socioambiental da Pesquisa Agrícola, 2012.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
VIANA, S. S. ; RIBON, A. A. ; ALVES, A. R. ; SILVA, L. G. M. ; FONSECA, K. S. ; FERNANDES, K. L. . Teores de Zinco em Latossolo Vermelho Amarelo sob Plantio Direto com Diferentes Adubações Minerais e Organomineral. In: FertBio 2016, 2016, Goiânia. Anais, 2016.

2.
ALVES, A. R. ; HERMÓGENES, V. T. L. ; FERNANDES, K. L. ; LIMA, W. G. ; OLIVEIRA, P. S. N. ; VIANA, S. S. ; RIBON, A. A. ; FONSECA, K. S. ; SILVA, P. A. . Teores de fósforo em um Latossolo Vermelho-Amarelo sob plantio de milho após aplicação de adubo organomineral. In: FertBio, 2016, Goiânia. Anais, 2016.

3.
FONSECA, K. S. ; RIBON, A. A. ; ALVES, A. R. ; MATA, C. R. ; FERNANDES, K. L. ; FONSECA, K. S. ; VIANA, S. S. . Atributos pedológicos como indicadores da fertilidade de um Latossolo do sudoeste goiano. In: FertBio, 2016, Goiânia. Anais, 2016.

4.
ALVES, A. R. ; CAMARA, K. C. N. O. ; TAVARES, F. A. ; SILVA, L. G. M. ; FERNANDES, K. L. ; VIANA, S. S. ; ROCHA, B. A. ; ARAUJO, M. C. M. ; RIBON, A. A. . Caracterização química e pedológica de um solo visando o manejo da seringueira no sudoeste goiano. In: FertBio, 2016, Goiânia. Anais, 2016.

5.
RIBON, A. A. ; ALVES, A. R. ; LEAL, T. C. ; JESUS, E. L. ; FREITAS, K. R. ; VIANA, S. S. ; SILVA, L. G. M. ; FONSECA, K. S. ; FERNANDES, K. L. . Caracterização química e pedológica de um Latossolo visando o manejo da fertilidade no sudoeste goiano. In: FertBio, 2016, Goiânia. Anais, 2016.

6.
NOGUEIRA, L. M. B. ; MACHADO, M. ; MACHADO, W. D. ; FERNANDES, K. L. ; HERMÓGENES, V. T. L. ; SILVA, L. M. ; VIANA, S. S. ; RIBON, A. A. . Influência dos fertilizantes organomineral e químico nos teores de K, P e MO de um Latossolo vermelho distrófico cultivado com soja na região do Cerrado. In: FERTBIO 2014, 2014, Araxá-MG. Anais do FERTBIO 2014. Viçosa-MG: SBCS, 2014.

7.
NOGUEIRA, L. M. B. ; MACHADO, M. ; MACHADO, W. D. ; FERNANDES, K. L. ; HERMÓGENES, V. T. L. ; SILVA, L. M. ; VIANA, S. S. ; RIBON, A. A. . Uso de fertilizantes organomineral e químico em Latossolo Vermelho cultivado com soja no Cerrado. In: FERTBIO 2014, 2014, Araxá-MG. Anais do FERTBIO 2014. Viçosa-MG: SBCS, 2014.

8.
VIANA, S. S. ; MACHADO, W. D. ; MACHADO, M. ; FERNANDES, K. L. ; HERMÓGENES, V. T. L. ; NOGUEIRA, L. M. B. ; SILVA, L. M. ; RIBON, A. A. . Influência do fertilizante organomineral com cama de frango e químico na produtividade e custos da soja na região do Cerrado. In: FERTBIO 2014, 2014, Araxá-MG. Anais do FERTBIO 2014. Viçosa-MG: SBCS, 2014.

9.
SILVA, L. M. ; MACHADO, M. ; MACHADO, W. D. ; FERNANDES, K. L. ; HERMÓGENES, V. T. L. ; NOGUEIRA, L. M. B. ; VIANA, S. S. ; RIBON, A. A. . Uso de fertilizantes organomineral e químico nos teores de cálcio magnésio e enxofre de um Latossolo Vermelho cultivado com soja no Cerrado. In: FERTBIO 2014, 2014, Araxá-MG. Anais do FERTBIO 2014. Viçosa-MG: SBCS, 2014.

Artigos aceitos para publicação
1.
FERNANDES, K. L.; RIBOM, A. A. ; MARQUES JUNIOR, J. ; BAHIA, A. S. R. S. ; TAVARES FILHO, J. . Assinaturas magnéticas e espectrais de solos do Cerrado. Pesquisa Agropecuária Brasileira (Online), 2017.

Apresentações de Trabalho
1.
FERNANDES, K. L.; FERNANDES, D. S. . Impacto das mudanças climáticas na ocorrência de secas agrícolas para o Centro-Oeste do Brasil. 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

2.
FERNANDES, K. L.; FERNANDES, D. S. . Ocorrência de Eventos de Seca em Função de Diferentes Concentrações de Gases do Aquecimento Global. 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

3.
FERNANDES, K. L.; HERMÓGENES, V. T. L. ; BARROS, L. R. ; CUSTODIO, G. D. ; MACHADO, M. ; RIBON, A. A. . Classificação e Caracterização Química de um Perfil de Solo sob Mata Nativa no Município de Campestre-Go. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
FERNANDES, K. L.; HERMÓGENES, V. T. L. ; RIBON, A. A. . Caracterização Dos Atributos Químicos De Um Perfil De Solo No Município de Palmeiras de Goiás. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

5.
FERNANDES, K. L.; HERMÓGENES, V. T. L. ; RIBON, A. A. . Caracterização Pedológica De Um LATOSSOLO Em Área Sob Integração Pecuária-Floresta, Visando o Manejo Da Fertilidade Do Solo. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
FERNANDES, K. L.; FERNANDES, D. S. . Análise das Condições de Seca Agrícola Para a Região de Palmeiras de Goiás Baseados nos Cenários Climáticos A2 e B2 do IPCC. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

7.
FERNANDES, K. L.; FERNANDES, D. S. . Probabilidade de Ocorrência de Faixas de Seca Para Região Central do Estado de Goiás. 2012. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
II Encontro Paulista de Ciência do Solo e I Encontro Brasileiro de Pedometria. 2016. (Encontro).

2.
Geoestatística Aplicada em Ciências Agrárias. 2013. (Seminário).

3.
III Semana acadêmica do curso de Agronomia.Ocorrência de Eventos de Seca em Função de Diferentes Concentrações de Gases do Aquecimento Global. 2013. (Seminário).

4.
III Semana Acadêmica do Curso de Ciências Biológicas e Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. 2013. (Encontro).

5.
II Semana acadêmica do curso de Agronomia. 2013. (Seminário).

6.
II Seminário de Pesquisa e Extensão dos Cursos de Agronomia e Ciências Biológicas.Ocorrência de Eventos de Seca em Função de Diferentes Concentrações e Gases do Aquecimento Global. 2013. (Seminário).

7.
Palestra: Produção de Sementes Na Pequena Propriedade. 2013. (Feira).

8.
XI Seminário de Iniciação Científica.Impacto das mudanças climáticas na ocorrência de secas agrícolas para o Centro-Oeste do Brasil. 2013. (Seminário).

9.
XXXIV Congresso Brasileiro de Ciência do Solo. Classificação e Caracterização Química de um Perfil de Solo sob Mata Nativa no Município de Campestre-Go. 2013. (Congresso).

10.
FERTBIO. Caracterização Pedologica de um Latossolo em Área Sob Integração Pecuária-Floresta, visando o manejo da Fertilidade Do Solo. 2012. (Congresso).

11.
II Semana Acadêmica do Curso de Agronomia; 1º Seminário de Pesquisa e Iniciação Científica; 1º Seminário de Extensão , Cultura e Assuntos Estudanntis.Análise das Condições de Seca Agrícola Para a Região de Palmeiras de Goiás Baseados nos Cenários Climáticos A2 e B2 do IPCC. 2012. (Seminário).

12.
X Seminário de Iniciação Científica.Probabilidade de Ocorrência de faixas de Seca Para a Região Central do Estado de Goiás. 2012. (Seminário).

13.
I Workshop Sobre Produção Sustentavel. 2011. (Encontro).

14.
Palestra "Ética e Legislação Profissional". 2011. (Encontro).

15.
Projeto de Formação da Syngenta. 2011. (Encontro).

16.
Semana Nacional de Tecnologia. 2011. (Encontro).

17.
Introdução a Arqueologia. 2010. (Encontro).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
RIBON, A. A. ; HERMÓGENES, V. T. L. ; FERNANDES, K. L. . II Semana Acadêmica do Curso de Agronomia; 1º Seminário de Pesquisa e Iniciação Científica; 1º Seminário de Extensão, Cultura e Assuntos Estudantis. 2012. (Outro).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 14/11/2018 às 22:35:44