Raissa Vitoria Vieira Leite

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/1685028304215700
  • Última atualização do currículo em 28/03/2018


Atualmente formada em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN. Foi bolsista do PIBID Interdisciplinar da mesma instituição e no período de 2012 a 2014 foi aluna voluntária do PIBIC, onde manteve vínculo como estagiária no Laboratório de Ictiologia da UERN e voluntária no Laboratório de Ecologia de Peixes & Pesca Continental da UFERSA. Tem experiência nas áreas de Ecologia e Zoologia, com ênfase em Ictiologia, atuando principalmente nos seguintes temas: Estrutura Trófica, Biologia Populacional e Biologia Reprodutiva. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Raissa Vitoria Vieira Leite
Nome em citações bibliográficas
LEITE, R. V. V.


Formação acadêmica/titulação


2018
Mestrado em andamento em Zootecnia.
Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil. Orientador: Antonio Ostrensky Neto.
2012 - 2016
Graduação em Ciências Biológicas.
Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, UERN, Brasil.
Título: O Despertar para as abelhas: Educação Ambiental e Contexto Escolar.
Orientador: Ms Priscilla Kelly da Silva Barros..
2008 - 2010
Ensino Médio (2º grau).
Colégio Mater Christi, CMC, Brasil.




Formação Complementar


2014
Inglês.
Instituto de Idiomas Yázigi, YÁZIGI, Brasil.
2014 - 2014
Curso Ecossistemas Costeiros e Zoologia Marinha. (Carga horária: 36h).
Naturaulas Cursos Ambientais, NCA, Brasil.
2013 - 2013
Biologia, conservação tecnicas de baleias francas. (Carga horária: 8h).
Associação Brasileira de Biologia Marinha, ABBM, Brasil.
2012 - 2013
Lingua Espanhola - NEEL. (Carga horária: 120h).
Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, UERN, Brasil.
2012 - 2012
Extensão universitária em Biologia Marinha e Oceonografia. (Carga horária: 40h).
Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, UERN, Brasil.
2012 - 2012
Métodos e Tecnicas de Estudos para Comportamento. (Carga horária: 8h).
Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, UERN, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, UERN, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2016
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Aluno de Iniciação a Docência, Carga horária: 12

Vínculo institucional

2013 - 2014
Vínculo: Voluntária, Enquadramento Funcional: Aluna de Iniciação Científica, Carga horária: 12

Vínculo institucional

2012 - 2013
Vínculo: Voluntária, Enquadramento Funcional: Aluna de Iniciação Científica, Carga horária: 12, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Aluna de Iniciação Científica, Carga horária: 12, Regime: Dedicação exclusiva.


Colégio Santa Maria Goretti, CSMG, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 22, Regime: Dedicação exclusiva.



Projetos de pesquisa


2014 - 2016
PIBID INTERDISCIPLINAR
Descrição: O projeto ?A educação ambiental na perspectiva da promoção da saúde como eixo articulador da formação interdisciplinar? traz como como objeto, o papel formativo da educação ambiental e da promoção da saúde, enquanto conhecimentos que se articulam em função de objetivos comuns. A problemática ambiental constitui-se em um dos temas mais relevantes da atualidade. O processo de desenvolvimento tem aprofundado os problemas ambientais e a Universidade, enquanto espaço de formação tem um compromisso com a sustentabilidade ambiental. Este compromisso ainda não representa uma realidade consolidada nos diversos curso da nossa IES. Constatando-se essa realidade propomos um subprojeto que amplie a formação docente inserindo a abordagem da temática proposta em cursos de licenciatura e nas escolas parceiras. Esse projeto interdisciplinar pretende identificar os nexos entre a formação específica de cada curso, descobrindo o que determina a proposta curricular em relação a educação ambiental e saúde, elaborando a partir do diagnóstico, estudos teóricos e experiências e proposições para essa abordagem pelos professores do ensino básico, bem como no âmbito das licenciaturas. Essa proposta não está restrita a dimensão ecológica, mas recupera o princípio de totalidade considerando o ser humanos como parte do meio ambiente e afetado com problemas que não sendo ecológicos são socioambientais, tais como o racismo, a homofobia, o machismo, dentre outros que impedem a sadia qualidade de vida..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2013 - 2014
Caracterização trófica da ictiofauna de dois reservatórios, Santa Cruz e Umari, no semiárido do Rio Grande do Norte.
Descrição: O regime pluviométrico irregular, característico do bioma Caatinga, aliado a práticas para minimizar os efeitos da seca, seja para o suprimento de água ou para a produção de alimento, através da prática da aquicultura, têm levado à perenização da rede hidrográfica, a qual contava com muitos rios intermitentes, e a alterações nas características dos sistemas aquáticos represados. A produção aquícola moderna depende de três condições de sustentabilidade: a econômica, a humana e a ambiental. Essa última demanda o emprego de tecnologias e procedimentos que diminuam os impactos negativos da atividade, conservando a estrutura e funcionamento dos ecossistemas ao redor, bem como sua biodiversidade, além de preservar outros usos do ambiente aquático (pesca, recreação, consumo de água, entre outros). Considerando a necessidade de conhecer a estrutura e a dinâmica dos sistemas aquáticos represados é que este projeto pretende contribuir com o esclarecimento dos aspectos relacionados à dinâmica trófica dos reservatórios de Santa Cruz e Umari - RN, onde já estão sendo desenvolvidas atividades de piscicultura em tanques rede. O papel do estudo da alimentação dos peixes de ambos os reservatórios é contribuir com a caracterização da estrutura trófica da comunidade de peixes e fornecer dados para a geração de um modelo de simulações na teia trófica, contribuindo para o futuro gerenciamento das atividades de pesca e aquicultura. Assim, a presente proposta tem como objetivos: i) conhecer a estrutura trófica do reservatório por meio da análise do conteúdo estomacal de peixes; ii) avaliar a contribuição dos recursos alimentares terrestres e aquáticos para as guildas presentes, e iii) verificar variações espaciais e sazonais da estrutura trófica. Para isto serão realizadas coletas trimestrais utilizando-se redes de espera de diferentes malhas, nos três compartimentos dos reservatórios ? fluvial, transição e lacustre. O material coletado será triado e identificado até o nível taxonômico de espécie por meio de literatura especializada. Após a identificação taxonômica os exemplares serão submetidos à análise biométrica e em seguida seccionados na região abdominal sendo, então, eviscerados. Serão coletados os estômagos (para família Curimatidae, o estômago químico) e para as espécies da família Loricariidae será retirado o intestino. As análises do conteúdo estomacal e intestinal serão realizadas no Laboratório de Ictiologia (LABIC) da UERN, para cada espécime, sob microscópios estereoscópico e óptico. Os itens alimentares serão identificados até o menor nível taxonômico possível, e terão sua origem verificada. Os itens, depois de identificados, terão o seu volume registrado e serão obtidas as frequências de ocorrência e volumétrica cuja associação dará origem ao cálculo de Índice Alimentar (IAi), apresentado em valores percentuais. Estes valores contribuirão para avaliar os itens preferenciais da alimentação e determinar o hábito alimentar das espécies permitindo que sejam enquadradas em categorias tróficas. A prevalência de cada categoria será avaliada de acordo com as variações espaciais e sazonais. Os agrupamentos das espécies em categorias tróficas serão confirmados através do método de aglomeração por ligação completa usando o coeficiente de Bray-Curtis, sendo o resultado exibido na forma de dendrograma..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Raissa Vitoria Vieira Leite - Integrante / Danielle Peretti - Coordenador / Jônnata Fernandes de Oliveira - Integrante.
2012 - 2013
Estudo da atividade alimentar da assembléia de peixes de dois reservatórios no semiárido do Rio Grande do Norte.
Descrição: Como forma de minimizar os impactos socioeconômicos causados pela seca em regiões semiáridas, é comum o estoque da água superficial em reservatórios. O represamento dos rios transforma um ecossistema lótico em um novo ecossistema lêntico ou semi-lêntico, implica em grandes alterações nas características abióticas, as quais se refletem sobre os componentes ictiofaunísticos. Essa transformação na dinâmica da água leva a alterações nas interações bióticas e nas proporções dos recursos alimentares. Assim, estudos sobre ecologia de peixes são necessários para uma melhor compreensão da estrutura e funcionamento de ecossistemas represados e entre os aspectos considerados está o estudo da atividade alimentar, onde uma das formas de realiza-lo é através do índice de estômagos vazios e com alimento. Desse modo, a presente proposta visa caracterizar os padrões de atividade alimentar para a assembleia de peixes de dois reservatórios no semiárido potiguar, Santa Cruz, em Apodi e Pau dos Ferros, em Pau dos Ferros, ambos localizados na bacia hidrográfica do rio Apodi/Mossoró, procurando contribuir para a elucidação do comportamento alimentar das espécies e do funcionamento deste ecossistema. Para isto, são realizadas amostragens trimestrais e para fins de padronização da análise dos dados, será considerado o período amostral de fevereiro de 2011 a novembro de 2012 e os pontos serão agrupados em montante e barragem. Os indivíduos, capturados com redes de espera de diversas malhagens, são colocados em sacos plásticos, devidamente etiquetados, acondicionados em caixas isotérmicas e transportados para o laboratório. Em seguida são identificados e submetidos à análise biométrica. A seguir, os peixes são abertos e eviscerados e aos estômagos atribuídos os graus de repleção estomacal, seguindo a descrição de Braga (1999). Para a avaliação da atividade alimentar serão calculados o grau de repleção médio (GRm) (SANTOS, 1978) e o índice de vacuidade (I. V.) (ALBERTINI-BERHAUT, 1974)..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Raissa Vitoria Vieira Leite - Coordenador / Danielle Peretti - Integrante / Jônnata Fernandes de Oliveira - Integrante.
2011 - 2012
Viabilidade técnica e econômica do cultivo da carapeba Eugerres brasilianus (Cuvier, 1830)
Descrição: Descrição: Nosso crescente conhecimento dos oceanos mostra que a sua utilização como fonte de alimento precisa estar equilibrada, pois os recursos marinhos são limitados. A crescente procura por produtos pesqueiros torna a aquicultura fundamental para compensar essa demanda, visto que os estoques naturais são cada vez menores. No Brasil, o cultivo de peixes marinhos se encontra em uma fase inicial de desenvolvimento. O cultivo da carapeba (Eugerres brasilianus) torna-se bastante promissor à medida que esta espécie tem boa aceitação no mercado, uma incontestável redução dos seus estoques e possui um hábito alimentar bastante diversificado, favorecendo a utilização de varias fontes de alimentos. Alguns estudos sobre o seu cultivo indicam se tratar de uma espécie que facilmente se adaptaria ao cativeiro. Desta forma, o objetivo principal da presente proposta é determinar a viabilidade técnica e econômica da carapeba como produto aquicola. Os seguintes projetos serão desenvolvidos nesta sub-rede: (i) ?Avaliação da biologia reprodutiva de indivíduos selvagens de carapeba como base para a reprodução em cativeiro?, (ii) ?Estudo comparativo do hábito alimentar da carapeba no ambiente natural e em cativeiro?, (iii) ?Viabilidade técnica da produção de formas jovens da carapeba?, (iv) ?Desempenho e viabilidade econômica no cultivo da carapeba? e (v) ?Estudo de mercado da carapeba em Recife ? Pernambuco?. Estudos sobre a biologia reprodutiva e o entendimento da estratégia de reprodução constituem a base para a administração pesqueira, a preservação das espécies e, principalmente, a atividade de piscicultura. Os resultados do estudo de hábito alimentar servirão com base para a dieta alimentar dos reprodutores que se encontrarem em confinamento e como orientação na formulação de rações para o crescimento em cativeiro com a melhor taxa de conversão alimentar. O projeto de cultivo envolve as fases de captura de reprodutores, indução hormonal, larvicultura e crescimento em viveiros escavados..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Raissa Vitoria Vieira Leite - Integrante / Maisa Clari Farias Barbalho de Mendonça - Coordenador.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia.
2.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia.
3.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Parasitologia / Subárea: Ictiologia.


Idiomas


Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Pouco.


Prêmios e títulos


2014
Melhor Trabalho da Grande Aréa CIÊNCIAS DA VIDA, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, UERN.


Produções



Produção bibliográfica
Capítulos de livros publicados
1.
FRANCA, J. S. ; LEITE, R. V. V. ; MENDONCA, M. C. F. B. ; COSTA, R. F. G. . HISTOLOGIA GONADAL DO ARIÓCO, Lutjanus synagris LINNAEUS, 1758 (ACTINOPTERYGII: LUTJANIDAE), PRESENTE NA COSTA BRANCA-RN. -. http://propeg.uern.br/downloads/SIC/VIII_SIC/Anais/Anais_VIII_SIC_CV.pdf. 1ed.Mossoró: Edições UERN, 2012, v. 1, p. 2-546.

2.
LEITE, R. V. V.; MENDONCA, M. C. F. B. ; FRANCA, J. S. . CARACTERIZAÇÃO HISTOLÓGICO DAS GÔNADAS DA CARAPEBA LISTRADA, Eugerres brasilianus (CUVIER, 1830) DO LITORAL DE PERNAMBUCO. In: IRON MARCEDO DANTAS. (Org.). VIII SALÃO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA & I ENCONTRO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO DA UERN. 1ed.Mossoró: Edições UERN, 2012, v. 1, p. 4-5.

3.
LEITE, R. V. V.; MENDONCA, M. C. F. B. ; COSTA, R. F. G. ; FRANCA, J. S. . ASPECTOS REPRODUTIVOS DO Lutjanus synagris Linnaeus, 1758, DA REGIÃO DA COSTA BRANCA, RN.. ASPECTOS REPRODUTIVOS DO Lutjanus synagris Linnaeus, 1758, DA REGIÃO DA COSTA BRANCA, RN.. 1ed.Mossoró: Edições UERN, 2012, v. 1, p. 1-546.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
LEITE, R. V. V.. O Conhecimento dos Alunos do Ensino Médio Mediante o Tema Drogas. In: III CONEDU - Congresso Nacional de Educação, 2016, Natal - RN. Anais III CONEDU, 2016. v. 1.

2.
LEITE, R. V. V.. O Despertar Para as Abelhas: Educação Ambiental e Contexto Escolar. In: III CONEDU - Congresso Nacional de Educação, 2016, Natal - RN. Anais III CONEDU, 2016. v. 1.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
LEITE, R. V. V.; Peretti, D. ; SEGUNDO, A. L. N. M. . ALIMENTAÇÃO DE TRÊS ESPÉCIES DE PEIXES (Parauchenipteritus galeatus, Plagioscion squamosissimus e Triportheus signatus) PRESENTE NO RESERVATÓRIO DE SANTA CRUZ. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ZOOLOGIA, 2012, SALVADOR. ANAIS DO XXIX CONGRESSO BRASILEIRO DE ZOOLOGIA, 2012.

2.
LEITE, R. V. V.; MENDONCA, M. C. F. B. ; MENDONCA, V. A. . DINÂMICA POPULACIONAL DO CAMURIM,Centropomus undecimalis(PERCIFORMES: CENTROPOMIDAE), EM GALINHOS, NO NRDESTE DO BRASIL. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ZOOLOGIA, 2012, SALVADOR. ANAIS DO XXIX CONGRESSO BRASILEIRO DE ZOOLOGIA, 2012.

Apresentações de Trabalho
1.
LEITE, R. V. V.. O Conhecimento dos Alunos do Ensino Médio Mediante o Tema Droga. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
LEITE, R. V. V.. O Despertar Para as Abelhas: Educação Ambiental e Contexto Escolar. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
LEITE, R. V. V.; Peretti, D. . Caracterização trófica da ictiofauna de dois reservatórios, Santa Cruz e Umari, no Semiiárido do Rio Grande do Norte.. 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

4.
FRANCA, J. S. ; LEITE, R. V. V. ; MENDONCA, M. C. F. B. . Gametogêneses do Lutjanus synagris LINNAEUS, 1758 (Actinopiterygii: LUTJANIDAE) presente na Costa Branca - RN. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

5.
LEITE, R. V. V.; MENDONCA, M. C. F. B. . Ocorrência de Rocinela Signata Schioedte & Meinert (Isopoda,Aegidae),parasitos de Lutjanus synagris (Linnaeus,1758) no RN. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
LEITE, R. V. V.; FRANCA, J. S. ; MENDONCA, M. C. F. B. ; MENDONCA, V. A. . Estrutura populacional do ariocó Lutijanus Synagris Lennaeus,1758, da Costa Branca, RN.. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
LEITE, R. V. V.; MENDONCA, M. C. F. B. ; MENDONCA, V. A. . DINÂMICA POPULACIONAL DO CAMURIM,Centropomus undecimalis(PERCIFORMES: CENTROPOMIDAE), EM GALINHOS, NO NRDESTE DO BRASIL. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

8.
LEITE, R. V. V.; MENDONCA, M. C. F. B. . CARACTERIZAÇÃO HISTOLÓGICA DAS GÔNADAS DA CARAPEBA, Eugerres brasilianus (Cuvier, 1830) DO LITORAL DE PERNAMBUCO. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

9.
SEGUNDO, A. L. N. M. ; LEITE, R. V. V. ; Peretti, D. . Alimentação de três espécie de peixes(PARAUCHENIPTERUS GALEATUS, PLAGIOSCION SQUAMOSISSIMUS E TRIPORTHEUS SIGNATUS) presentes no Reservatório de Santa Cruz,Apodi RN.. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).


Demais tipos de produção técnica
1.
LEITE, R. V. V.. Cartilha Biológica. 2014. (Curso de Curta Duração).

2.
LEITE, R. V. V.. Tabuleiro Humano Interdisciplinar. 2013. (Curso de Curta Duração).

3.
LEITE, R. V. V.. A versatilidaade da planta: O uso do abacaxi como amaciante natural de carne.. 2013. (Curso de Curta Duração).

4.
LEITE, R. V. V.. Escola Ecológica. 2013. (Curso de Curta Duração).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
III CONEDU - Congresso Nacional de Educação. O Despertar para as abelhas: Educação Ambiental e Contexto Escolar. 2016. (Congresso).

2.
II Semana de Ciência, Tecnologia e Inovação da UERN.Caracterização trófica da ictiofauna de dois reservátorios, Santa Cruz e Umari, no Semiárido do Rio Grande do Norte. 2014. (Outra).

3.
IX ENCONTRO DE PRÁTICAS EDUCATIVAS DO CURSO DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS.Cartilha Biológica. 2014. (Outra).

4.
4° Congresso Brasileiro de Biologia Marinha. - Estrutura populacional do ariocó Lutjanus synagris Linnaeus, 1758, da costa Branca, RN.. 2013. (Congresso).

5.
II Encontro do PIBID/UERN e do IV Seminário de Avaliação do PIBID/UERN. 2013. (Encontro).

6.
II Semana de Biologia da UERN.II Semana de Biologia da UERN. 2013. (Simpósio).

7.
VII Encontro de Práticas Educativas do Curso de Licenciatura em em Ciências Biológicas.Escola Ecológica. 2013. (Outra).

8.
I Semana de Biologia da UERN - Reflexões Epistemológicas Acerca da Vida.I Semana de Biologia da UERN - Reflexões Epistemológicas Acerca da Vida. 2012. (Simpósio).

9.
VIII Salão de Iniciação Científica da UERN.CARACTERIZAÇÃO HISTOLÓGICA DAS GÔNODAS DA CARAPEBA LISTRADA, Eugerres brasilianos Cuvier, 1830, do litoral de pernambuco. 2012. (Simpósio).

10.
XXIX Congresso Brasileiro de Zoologia. DINÂMICA POPULACIONAL DO CAMURIM, CENTROPOMS UNDECIMALIS PERCIFORMES: CENTROPOMIDAE, EM GALINHOS, NO NORDESTE DO BRASIL. 2012. (Congresso).

11.
1º Seminário Avaliativo do PIBID UERN. 2011. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
LEITE, R. V. V.. XXI SEMANA DE CONHECIMENTO CIENTÍFICO - SECOCI. 2015. (Outro).

2.
LEITE, R. V. V.. I Congresso de Agroecologia do Semiárido e VII Simpósio Brasileiro de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do Semiárido. 2015. (Congresso).

3.
LEITE, R. V. V.. V Feira de Ciências do Semiárido Potiguar. 2015. .

4.
LEITE, R. V. V.. Feira de Ciências no Semiárido Potiguar. 2013. .



Educação e Popularização de C & T



Livros e capítulos
1.
FRANCA, J. S. ; LEITE, R. V. V. ; MENDONCA, M. C. F. B. ; COSTA, R. F. G. . HISTOLOGIA GONADAL DO ARIÓCO, Lutjanus synagris LINNAEUS, 1758 (ACTINOPTERYGII: LUTJANIDAE), PRESENTE NA COSTA BRANCA-RN. -. http://propeg.uern.br/downloads/SIC/VIII_SIC/Anais/Anais_VIII_SIC_CV.pdf. 1ed.Mossoró: Edições UERN, 2012, v. 1, p. 2-546.

2.
LEITE, R. V. V.; MENDONCA, M. C. F. B. ; COSTA, R. F. G. ; FRANCA, J. S. . ASPECTOS REPRODUTIVOS DO Lutjanus synagris Linnaeus, 1758, DA REGIÃO DA COSTA BRANCA, RN.. ASPECTOS REPRODUTIVOS DO Lutjanus synagris Linnaeus, 1758, DA REGIÃO DA COSTA BRANCA, RN.. 1ed.Mossoró: Edições UERN, 2012, v. 1, p. 1-546.


Apresentações de Trabalho
1.
LEITE, R. V. V.; MENDONCA, M. C. F. B. ; MENDONCA, V. A. . DINÂMICA POPULACIONAL DO CAMURIM,Centropomus undecimalis(PERCIFORMES: CENTROPOMIDAE), EM GALINHOS, NO NRDESTE DO BRASIL. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
FRANCA, J. S. ; LEITE, R. V. V. ; MENDONCA, M. C. F. B. . Gametogêneses do Lutjanus synagris LINNAEUS, 1758 (Actinopiterygii: LUTJANIDAE) presente na Costa Branca - RN. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
LEITE, R. V. V.; MENDONCA, M. C. F. B. . Ocorrência de Rocinela Signata Schioedte & Meinert (Isopoda,Aegidae),parasitos de Lutjanus synagris (Linnaeus,1758) no RN. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
LEITE, R. V. V.; Peretti, D. . Caracterização trófica da ictiofauna de dois reservatórios, Santa Cruz e Umari, no Semiiárido do Rio Grande do Norte.. 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

5.
LEITE, R. V. V.. O Conhecimento dos Alunos do Ensino Médio Mediante o Tema Droga. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
LEITE, R. V. V.. O Despertar Para as Abelhas: Educação Ambiental e Contexto Escolar. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
LEITE, R. V. V.. V Feira de Ciências do Semiárido Potiguar. 2015. .




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 16/01/2019 às 4:33:32