Denivaldo Ferreira de Souza

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/8118557122506605
  • Última atualização do currículo em 18/09/2018


Doutorando em Geografia (2016-2019) com área de concentração em Análise Ambiental e Dinâmica Territorial pelo Instituto de Geociências da Fundação Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP. Mestrado em Geografia (2013-2015) pela Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - UFMS, com linha de pesquisa em Dinâmica Ambiental e Planejamento no caráter Stricto Sensu. Possui Graduação em Geografia (2008-2012) também pela UFMS, com pesquisas desenvolvidas e em andamento no Laboratório de Planejamento e Gestão de Recursos Hídricos. Ênfase de conhecimento específico em Recursos Hídricos, Geologia, Geomorfologia, Pedologia, Geoprocessamento e Sensoriamento Remoto. E, com práticas de pesquisas em campo, análises da qualidade da água, manuseio de equipamentos, uso de softwares e desenvolvimento de mapas, relatórios técnicos e afins. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Denivaldo Ferreira de Souza
Nome em citações bibliográficas
SOUZA, D. F.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.
Av. Ranulpho Marque Leal, 3484
Distrito Industrial
79620-080 - Tres Lagoas, MS - Brasil
Telefone: (67) 35093767


Formação acadêmica/titulação


2016
Doutorado em andamento em Geografia.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Título: PROCESSOS HIDROLÓGICOS, BALANÇO BIOGEOQUÍMICO E SIMULAÇÃO NA ESTIMATIVA DA VAZÃO E PRODUÇÃO DE SEDIMENTOS NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIBEIRÃO DAS CABRAS, CAMPINAS/SP,
Orientador: José Teixeira Filho.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Bonito; Rio Formoso; Uso e Ocupação; Qualidade da Água.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra
Grande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geografia Física / Especialidade: Hidrogeografia.
Grande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geografia Física / Especialidade: Geomorfologia.
2013 - 2015
Mestrado em Geografia.
Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, UFMS, Brasil.
Título: PERCEPÇÃO AMBIENTAL SOCIAL E MONITORAMENTO DA QUANTIDADE, QUALIDADE, ENQUADRAMENTO E LIMITAÇÕES DE USO DAS ÁGUAS SUPERFICIAIS DA LAGOA MAIOR URBANA, TRÊS LAGOAS/MS,Ano de Obtenção: 2015.
Orientador: André Luiz Pinto.
Coorientador: Ailton Luchiari.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Qualidade de água; Lagoa Maior; Três Lagoas; Mato Grosso do Sul.
Grande área: Ciências Humanas
Setores de atividade: Atividades ligadas ao patrimônio cultural e ambiental; Captação, tratamento e distribuição de água; Atividades de atenção à saúde humana.
2008 - 2012
Graduação em Geografia/Bacharelado.
Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, UFMS, Brasil.
Título: QUALIDADE, ENQUADRAMENTO E LIMITAÇÕES DE USO DAS ÁGUAS SUPERFICIAIS DA LAGOA MAIOR NO MUNICÍPIO DE TRÊS LAGOAS/MS.
Orientador: André Luiz Pinto.
Bolsista do(a): Pró-Reitoria de Extensão, Cultura e Assuntos Estudantis, PREAE, Brasil.
2003 - 2005
Ensino Médio (2º grau).
Escola Estadual Aracilda Cicero Correa da Costa, EEACCC, Brasil.
1993 - 2002
Ensino Fundamental (1º grau).
Escola Estadual Aracilda Cicero Correa da Costa, EEACCC, Brasil.




Formação Complementar


2016 - 2016
Governança da Água na América Latina. (Carga horária: 40h).
Agência Nacional de Águas, ANA, Brasil.
2016 - 2016
Água e Floresta: Uso Sustentável na Caatinga. (Carga horária: 10h).
Agência Nacional de Águas, ANA, Brasil.
2016 - 2016
Crianças e o consumo sustentável. (Carga horária: 20h).
Ministério do Meio Ambiente e da Amazonia Legal, MMA, Brasil.
2016 - 2016
Igualdade de Gênero e Desenvolvimento Sustentável. (Carga horária: 20h).
Ministério do Meio Ambiente e da Amazonia Legal, MMA, Brasil.
2016 - 2016
Estilos de vida sustentável. (Carga horária: 30h).
Ministério do Meio Ambiente e da Amazonia Legal, MMA, Brasil.
2016 - 2016
Práticas Mecânicas e Conservação de Água e Solo. (Carga horária: 50h).
Agência Nacional de Águas, ANA, Brasil.
2016 - 2016
Introdução à Gestão Participativa. (Carga horária: 40h).
Agência Nacional de Águas, ANA, Brasil.
2016 - 2016
Codificação de Bacias Hidrográficas pelo método de Otto Pfafstetter. (Carga horária: 20h).
Agência Nacional de Águas, ANA, Brasil.
2016 - 2016
Sistemas de Informação na gestão de águas: conhecer para decidir. (Carga horária: 20h).
Agência Nacional de Águas, ANA, Brasil.
2016 - 2016
Alternativas Organizacionais para Gestão dos Recursos Hídricos. (Carga horária: 20h).
Agência Nacional de Águas, ANA, Brasil.
2016 - 2016
Estruturação da Gestão Ambiental Municipal. (Carga horária: 40h).
Agência Nacional de Águas, ANA, Brasil.
2015 - 2015
Comitê de Bacias: Práticas e Procedimentos. (Carga horária: 20h).
Agência Nacional de Águas, ANA, Brasil.
2015 - 2015
Monitoramento da Qualidade da Água de Rios e Reservatórios. (Carga horária: 40h).
Agência Nacional de Águas, ANA, Brasil.
2015 - 2015
Medindo as Águas do Brasil: noções de plu e fluvio. (Carga horária: 10h).
Agência Nacional de Águas, ANA, Brasil.
2015 - 2015
Cuidando das Águas. (Carga horária: 40h).
Agência Nacional de Águas, ANA, Brasil.
2015 - 2015
Caminho das Águas. (Carga horária: 40h).
Agência Nacional de Águas, ANA, Brasil.
2015 - 2015
Água na Medida Certa. (Carga horária: 20h).
Agência Nacional de Águas, ANA, Brasil.
2015 - 2015
Lei das Águas. (Carga horária: 20h).
Agência Nacional de Águas, ANA, Brasil.
2012 - 2012
Autocad 2D. (Carga horária: 51h).
Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (MS), SENAC, Brasil.
2011 - 2011
Extensão universitária em Programa Bolsa Permanência. (Carga horária: 408h).
Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, UFMS, Brasil.
2011 - 2011
O GEÓGRAFO E A QUESTÃO PROFISSIONAL. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal da Grande Dourados, UFGD, Brasil.
2011 - 2011
CLIMATOLOGIA DA CAMADA LIMITE URBANA. (Carga horária: 4h).
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
2010 - 2010
Extensão universitária em Programa Bolsa Permanência. (Carga horária: 408h).
Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, UFMS, Brasil.
2010 - 2010
DADOS PROVENIENTES DE GEOTECNOLOGIAS. (Carga horária: 12h).
Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, UFMS, Brasil.
2009 - 2009
Extensão universitária em Programa Bolsa Permanência. (Carga horária: 408h).
Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, UFMS, Brasil.
2000 - 2004
Curso Linguístico em Inglês. (Carga horária: 460h).
Escola de Ensino Linguístico Rede Apoio, APOIO, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, UFMS, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2015
Vínculo: Aluno de Pós-Graduação, Enquadramento Funcional: Aluno de mestrado em geografia
Outras informações
Participou como aluno regular do Programa de Pós Graduação em Geografia pela Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul no caráter strictu sensu com linha de pesquisa em Dinâmica Ambiental e Planejamento do Território.

Vínculo institucional

2009 - 2015
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador
Outras informações
Atuou como pesquisador desenvolvendo atividades de gabinete individuais e em grupo como planejamento de pesquisas, criação de mapas e desenvolvimento de relatórios e artigos. Em campo participou de coletas, análises e desenvolvimento de métodos e metodologias.

Vínculo institucional

2014 - 2014
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor Extensionista Voluntário
Outras informações
Ministrou docência com vínculo extencionista voluntário pela Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul atuando nas disciplinas de Hidrologia e Geomorfologia

Atividades

2008 - 2015
Pesquisa e desenvolvimento , UFMS - Campus de Três Lagoas, .


Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2015
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista Pesquisador, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.


Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul, IFMS, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2015
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Tutor Voluntário, Carga horária: 4
Outras informações
Ministrou aulas no município de Paranaíba no estado de Mato Grosso do Sul como professor tutor voluntário no curso técnico de Agente Comunitário de Saúde para a formação de agentes de saúde.


Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor auxiliar, Carga horária: 8
Outras informações
Atuando em sala de aula pelo Programa de Estágio Docente (PED) na disciplina Hidrologia e Oceanografia (GF403) sobre orientação do professor Dr. José Teixeira Filho. Realizando prática a docência e auxiliando em atividades concentradas em sala de aula.

Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Aluno do programa de doutorado, Carga horária: 20
Outras informações
Aluno do programa de doutorado em geografia pelo Instituto de Geociências.

Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor auxiliar, Carga horária: 8
Outras informações
Atuando em sala de aula pelo Programa de Estágio Docente (PED) na disciplina Trabalho de Campo (GN304) sobre orientação do professor Dr. Roberto Greco. A disciplina consiste de uma etapa de preparação em sala de aula, que inclui discussões sobre metodologia de trabalho de campo, o exame de fotografias aéreas/imagens de satélite e consulta bibliográfica sobre a área visitada; uma etapa de prática de campo; e uma etapa final de elaboração e apresentação de relatório. Sendo assim, a ementa busca um o treinamento em campo para entendimento das feições do terreno, dentro de uma visão holística, observando as interações de rocha x solo x clima x relevo x hidrografia x ocupação humana.


MBF Engenharia e Consultoria, MBF, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - 2016
Vínculo: Terceirizado, Enquadramento Funcional: Analista de Geoprocessamento, Carga horária: 20
Outras informações
Prestou consultoria em serviços ambientais e SIGs auxiliando no mapeamento rural, produção do CAR (Cadastro Ambiental Rural) e elaboração de relatórios.



Linhas de pesquisa


1.
Recursos Hídricos
2.
Qualidade de Água
3.
Geoprocessamento


Projetos de pesquisa


2011 - 2015
Projeto de Pesquisa da Lagoa Maior
Descrição: A Lagoa Maior situada no município de Três Lagoas, Mato Grosso do Sul, pertence ao complexo lacustre composto por três lagoas (Lagoa Menor, Lagoa do Meio e Lagoa Maior), sendo o principal atrativo turístico urbano. A sua rede de drenagem superficial pertence ao alto curso da Bacia Hidrográfica do Córrego da Onça, inseridos na grande Bacia Hidrográfica do Rio Paraná. O ambiente que está locada a Lagoa Maior vem sofrendo progressivamente com alterações antrópicas, para comprovar o grau de dano que essa ocupação está causando buscou a realização de análises técnicas, físicas e químicas no local. A quantificação dos sedimentos superficiais transportados pelas precipitações e resíduos antrópicos foi gerada utilizando por base a metodologia desenvolvida por Colby (1957), utilizada por Carvalho (2008), e adaptado pelo autor para um sistema lêntico urbano. Os resultados mostraram altíssimo índice de transporte de sedimentos, resultando em um depósito anual de 2168,1 toneladas de sedimentos em seu leito, e, a agravante deposição ficou caracterizada com a realização de uma batimetria motorizada que mostrou a profundidade atual da Lagoa Maior, obtivendo como local mais profundo a região da fonte luminosa com 1,80m. Outra análise realizada foi à qualidade físico-quimico da água, abordando 8 parâmetros: Oxigênio Dissolvido (OD), Potencial Hidrogeniônico (pH), Condutividade Elétrica (CE), Potencial de Oxidação e Redução (ORP), Totais de Sólidos Dissolvidos (TDS), Turbidez, Salinidade e Temperatura. O principal parâmetro indicativo de qualidade baseou-se no OD, posteriormente, seguiu as normas de classificação de acordo ao CONAMA em sua resolução 357 de 2005. Os resultados colocaram a Lagoa Maior na Classe II, onde o grau de poluição é médio, entretanto, mostrou uma divisão da qualidade das águas aonde o lado que recebe maior influência das águas residuárias tende a ser mais degradado. Por fim, sugestões para ajudar a minimizar foram feitas, incluindo a cobrança dos meios responsáveis pela fiscalização e manutenção do bem turístico e de lazer mais importante da cidade de Três Lagoas, a Lagoa Maior..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Denivaldo Ferreira de Souza - Integrante / André Luiz Pinto - Coordenador / Rony Carlos Barcelos Blini - Integrante.Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.
2011 - 2012
Projeto de Pesquisa da Bacia do Ribeirão do Pombo
Descrição: A Bacia Hidrográfica do Ribeirão do Pombo localizada no município de Três Lagoas, Mato Grosso do Sul, é destinada para a criação de uma Reserva Legal por aquisição financeira e deveres da Prefeitura Municipal de Três Lagoas. A Bacia é caracterizada por predomínio de pastagem que está destinado ao reflorestamento nativo. O local já se presencia grande presença da mata de cerrado e a variedade faunística. O projeto de pesquisa na mesma desenvolveu saídas de campo para o conhecimento empírico e técnico do local, para assim realizar a elaboração de um relatório detalhado para conseguir o aval jurídico de criação da Reserva Legal Municipal do Pombo..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2011 - Atual
Projeto de Pesquisa da Bacia do Córrego Moeda
Descrição: A Bacia Hidrográfica do Córrego Moeda localizada no município de Três Lagoas, Mato Grosso do Sul, é caracterizada em seu passada pela ação agropecuária, principalmente destinada para o cultivo de pastagem. A instalação do complexo de celulose FIBRIA / VOTORANTIM / INTERNATIONAL PAPER alterou o panorama local, produzindo uma composição do cultivo de silvicultura, tendo grande parte da bacia atual ocupada por plantio de eucalipto. Para a realização do projeto de pesquisa, na mesma, foram desenvolvidas várias saídas em campo em períodos diferentes (seco e úmido) e obtenção de dados digitais pluviométricos e imagens de satélites, para assim realizar a produção de mapas, artigos científicos, monografias acadêmicas e dissertações de mestrado em gabinete do ambiente de estudo..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Denivaldo Ferreira de Souza - Integrante / Rafael Brugnoli Medeiros - Integrante / André Luiz Pinto - Coordenador / Luzilene de Oliveira Souza - Integrante.Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.
2009 - 2014
Projeto de Pesquisa da Bacia do Córrego Bom Jardim
Descrição: A Bacia Hidrográfica do Córrego Bom Jardim localizada no município de Brasilândia, Mato Grosso do Sul, é destinada ao cultivo variado de economia agrícola e preservação. A nascente da bacia, bem preservada, está inserida em uma Reserva Indígena Ofaiés. O médio curso tem um amplo predomínio de pastagem, pois, a pecuária era historicamente a principal economia das propriedades privadas da região. Atualmente, a paisagem econômica do lugar ganhou o cultivo crescente da silvicultura do eucalipto e seringueira, e em alguns pontos a cana de açúcar. É também no médio curso os principais dados ambientais verificados, como diversas ravinas e vossorocas, assoreamento acelerado do córrego Bom Jardim e seus afluentes, presença de degetos de esgoto, falta de mata galeria básica de proteção, entre outros. A foz do córrego Bom Jardim encontra-se na Reserva Particular de Patrimônio Natural - RPPN Cisalpina de propriedade da CESP. A Reserva tem grande riqueza de fauna e flora preservada e desempenha um papel fundamental de proteção e recuperação do córrego Bom Jardim até seu encontro com o Rio Paraná. O projeto de pesquisa desenvolveu diversas saídas em campo que propiciaram conhecimentos técnicos local e em gabinete gerou a elaboração de artigos, relatórios, monografias e dissertações de mestrado..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Denivaldo Ferreira de Souza - Integrante / André Luiz Pinto - Coordenador / Gustavo Henrique de Oliveira - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Geografia.
2.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geografia Física.
3.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geografia Física/Especialidade: Geomorfologia.
4.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geografia Física/Especialidade: Hidrogeografia.
5.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geografia Física/Especialidade: Pedologia.
6.
Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Civil / Subárea: Engenharia Hidráulica/Especialidade: Hidrologia.


Idiomas


Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Russo
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

Outras
Total de trabalhos:3
Total de citações:6
Denivaldo Ferreira de Souza  Data: 29/01/2018

Artigos completos publicados em periódicos

1.
SOUZA, D. F.2014SOUZA, D. F.. CONCEITO DE SISTEMAS HIDROLÓGICOS LÊNTICOS NATURAIS E SUAS ESCASSAZ DIFERENCIAÇÕES NA LITERATURA BRASILEIRA. Fórum Ambiental da Alta Paulista, v. 10, p. 483-489, 2014.

2.
SOUZA, D. F.2014SOUZA, D. F.. BALANÇO HÍDRICO CLIMATOLÓGICO 1961-1990 E INDICE DE ANOMALIA DE CHUVAS (IAC) APLICADO AO PERÍODO DE 2011, 2012 E 2013 PARA COMPREENSÃO DA SECA DE 2014 NO MUNICÍPIO DE PARANAÍBA/MS. Fórum Ambiental da Alta Paulista, v. 10, p. 471-482, 2014.

3.
SOUZA, D. F.2012 SOUZA, D. F.; PINTO, André Luiz . QUALIDADE E LIMITAÇÕES DE USO DA ÁGUA SUPERFICIAL DA LAGOA MAIOR, TRÊS LAGOAS/MS. Fórum Ambiental da Alta Paulista, v. 7, p. 225-235, 2012.

4.
SOUZA, D. F.2012SOUZA, D. F.; PINTO, André Luiz ; RICARDO, C. A. ; ARANHA-SILVA, E. . A EVOLUÇÃO DA INCIDÊNCIA DE ACIDENTES DE TRÂNSITO NA DINÂMICA URBANA DE 2009 PARA 2010 NO MUNICÍPIO DE TRÊS LAGOAS ? MS. Revista GeoNorte, v. 1, p. 331-339, 2012.

5.
SOUZA, D. F.2012 SOUZA, D. F.; PINTO, André Luiz ; MENDES, A. M. S. . CLASSIFICAÇÃO CONAMA DAS LIMITAÇÕES DE USO DA ÁGUA SUPERFICIAL DA LAGOA MAIOR, TRÊS LAGOAS/MS. Revista GeoNorte, v. 3, p. 771-780, 2012.

6.
2012PINTO, André Luiz ; SOUZA, D. F. . A PRECIPITAÇÂO E SUA INFLUÊNCIA NA QUANTIDADE E QUALIDADE DA ÁGUA DA BACIA DO CÓRREGO BOM JARDIM, BRASILÂNDIA/MS.. Fórum Ambiental da Alta Paulista, v. 8, p. 321-337, 2012.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
SOUZA, D. F.; PINTO, André Luiz . A LAGOA MAIOR: ANÁLISE AMBIENTAL DE UM PATRIMÔNIO 'NATURAL' URBANO. 1. ed. Saarbrücken: Novas Edições Acadêmicas, 2016. v. 1. 132p .

Capítulos de livros publicados
1.
PINTO, André Luiz ; SOUZA, D. F. . ASSENTAMENTO SÃO JOAQUIM E A QUALIDADE FÍSICO-QUÍMICA DE SUAS ÁGUAS SUPERFICIAIS, SELVÍRIA/MS. In: Norma Regina Truppel Constantino; Jeane Aparecida Rombi de Godoy Rosin; Sandra Medina Benini. (Org.). Paisagem: natureza, cultura e o imaginário. 1ed.Tupã: ANAP - Associação Amigos da Natureza da Alta Paulista, 2017, v. 1, p. 59-72.

2.
PINTO, André Luiz ; SOUZA, D. F. . UNIDADE DE CONSERVAÇÃO URBANA E O ESQUECIMENTO PATRIMÔNIO NATURAL, HISTÓRICO E CULTURAL DA LAGOA MAIOR, TRÊS LAGOAS/MS. In: Vanessa Cristina Lourenço Casotti Ferreira de Palma; Willian Diego de Almeida; Fernando Rodrigues Teodoro dos Santos. (Org.). UMI - Universidade da Melhor Idade. 2ed.Campo Grande: UFMS, 2013, v. 2, p. 203-224.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
SPANGHERO, P. E. S. F. ; SOUZA, D. F. ; CHARLES, R. ; OLIVEIRA, R. C. . ANÁLISE TEMPORAL DA EVOLUÇÃO DA LINHA DE COSTA DO SETOR URBANO DO MUNICÍPIO DE ALCOBAÇA/BA. In: XII SINAGEO - Simpósio Nacional de Geomorfologia, 2018, Crato. PAISAGEM E GEODIVERSIDADE: A VALORIZAÇÃO DO PATRIMÔNIO GEOMORFOLÓGICO BRASILEIRO, 2018.

2.
CONCEICAO, A. F. ; SOUZA, D. F. ; SPANGHERO, P. E. S. F. ; MATIAS, L. F. . Análise da temperatura de brilho por meio de imagens termais do Landsat-8 na Área de Proteção Ambiental Tietê - Estado de São Paulo. In: XVIII Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, 2017, Santos/SP. XVIII Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, 2017.

3.
SOUZA, D. F.; CONCEICAO, A. F. ; SPANGHERO, P. E. S. F. ; MATIAS, L. F. . Caracterização da fragilidade potencial na bacia hidrográfica do Rio Santana no município de Paranaíba/MS. In: XVIII Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, 2017, Santos/SP. XVIII Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, 2017.

4.
SPANGHERO, P. E. S. F. ; MATIAS, L. F. ; CONCEICAO, A. F. ; SOUZA, D. F. . Aplicação de técnicas de geoprocrocessamento para a adequação da delimitação espacial dos setores censitários, caso da cidade de Alcobaça, BA. In: XVIII Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, 2017, Santos/SP. XVIII Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, 2017.

5.
SOUZA, D. F.; CONCEICAO, A. F. ; PINTO, André Luiz . MENSURAÇÃO DA DISTRIBUIÇÃO E QUANTIFICAÇÃO DOS SEDIMENTOS EM SUSPENSÃO EM UM ANO NA LAGOA MAIOR EM TRÊS LAGOAS/MS. In: II Congresso Internacional de Hidrossedimentologia, 2017, Foz do Iguaçu/PR. ANAIS do II Congresso Internacional de Hidrossedimentologia. Rio de Janeiro: Interciência Ltda, 2017. v. 1.

6.
SOUZA, D. F.; SPANGHERO, P. E. S. F. ; PINTO, André Luiz . LEVANTAMENTO BATIMÉTRICO EM AMBIENTE LACUSTRE COM O USO DO SOFTWARE SURFER: O ESTUDO DE CASO DA LAGOA MAIOR EM TRÊS LAGOAS/MS. In: II Congresso Internacional de Hidrossedimentologia, 2017, Foz do Iguaçu/PR. ANAIS do II Congresso Internacional de Hidrossedimentologia. Rio de Janeiro: Interciência Ltda, 2017. v. 1.

7.
SILVA, D. F. S. ; CONCEICAO, A. F. ; SOUZA, D. F. ; NERY, J. T. . ESPACIALIZAÇÃO DA PRECIPITAÇÃO PLUVIOMÉTRICA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CAMPINAS NO PERÍODO DE 1976 A 2012. In: XVII Simpósio Brasileiro de Geografia Física Aplicada e I Congresso Nacional de Geografia Física, 2017, Campinas. Os Desafios da Geografia Física na Fronteira do Conhecimento, 2017.

8.
SOUZA, D. F.. CONCEITO DE SISTEMAS HIDROLÓGICOS LÊNTICOS NATURAIS E SUAS ESCASSAS DIFERENCIAÇÕES NA LITERATURA BRASILEIRA. In: X Fórum Ambiental da Alta Paulista, 2014, Tupã. X Fórum Ambiental da Alta Paulista, 2014.

9.
SOUZA, D. F.. BALANÇO HÍDRICO CLIMATOLÓGICO 1961-1990 E ÍNDICE DE ANOMALIA DE CHUVAS (IAC) APLICADO AO PERÍODO DE 2011, 2012 E 2013 PARA COMPREENSÃO DA SECA DE 2014 NO MUNICÍPIO DE PARANAÍBA/MS. In: X Fórum Ambiental da Alta Paulista, 2014, Tupã. X Fórum Ambiental da Alta Paulista, 2014.

10.
SOUZA, D. F.; PINTO, André Luiz ; MENDES, A. M. S. . QUALIDADE, ENQUADRAMENTO E LIMITAÇÕES DE USO DAS ÁGUAS SUPERFICIAS DA LAGOA MAIOR 2011 E 2012 EM TRÊS LAGOAS-MS. In: VIII Fórum Ambiental da Alta Paulista, 2012, Tupã. VIII Fórum Ambiental da Alta Paulista, 2012.

11.
SOUZA, D. F.; MEDEIROS, Rafael Brugnoli ; PINTO, André Luiz . ENQUADRAMENTO E LIMITAÇÕES DA QUALIDADE DAS ÁGUAS DA LAGOA MAIOR URBANA DE TRÊS LAGOAS, MS. In: XIV SIMPÓSIO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA FÍSICA APLICADA, 2011, Dourados. DINÂMICAS SOCIOAMBIENTAIS, DAS INTER-RELAÇÕES ÀS INTERDEPENDÊNCIAS, 2011.

12.
SOUZA, D. F.; PINTO, André Luiz . QUALIDADE E LIMITAÇÕES DE USO DA ÁGUA SUPERFICIAL DA LAGOA MAIOR, TRÊS LAGOAS/MS. In: VII FÓRUM AMBIENTAL DA ALTA PAULISTA, 2011, Tupã. Fórum Ambiental da Alta Paulista, 2011. v. VII. p. 225-235.

13.
SOUZA, D. F.; RICARDO, C. A. . A INCIDÊNCIA DE ACIDENTES DE TRÂNSITO NA DINÂMICA URBANA EM 2010 NO MUNICÍPIO DE TRÊS LAGOAS - MS. In: XIX Encontro Sul-Mato-Grossense de Geógrafos - III Seminário de Estudos Fronteiriços, 2011, Corumbá. III SEMINÁRIO DE ESTUDOS FRONTEIRIÇOS FRONTEIRAS EM FOCO, 2011. v. XIX.

14.
SOUZA, D. F.; SILVA, Adriana Ferreira . DIAGNÓSTICO SANITÁRIO DOMICILIAR DOS CONDOMÍNIOS DO BAIXO CURSO DO RIO SUCURIÚ, NO MUNICÍPIO DE TRÊS LAGOAS/MS. In: XVIII Encontro Sul-Mato-Grossense de Geográfos "Novas Idéias e Perspectivas em Geografia", 2010, Três Lagoas. Novas Idéias e Perspectivas em Geografia, 2010. v. XVIII. p. 528-535.

15.
SILVA, Adriana Ferreira ; PINTO, André Luiz ; SOUZA, D. F. . METODOLOGIAS DE RECOMPOSIÇÃO DAS MATAS CILIARES: A BACIA DO CÓRREGO BOM JARDIM, BRASILÂNDIA/MS. In: XVIII Encontro Sul-Mato-Grossense de Geográfos "Novas Idéias e Perspectivas em Geografia", 2010, Três Lagoas. Novas Idéias e Perspectivas em Geografia, 2010. v. XVIII. p. 559-567.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
SOUZA, D. F.; SPANGHERO, P. E. S. F. . Delimitação automática de microbacias e distribuição das chuvas no município de Paranaíba/MS. In: 5º Simpósio Internacional de Microbacias Hidrográficas, 2017, Botucatu/SP. Biomas Brasileiros: conservação da biodiversidade, solo, floresta e água, 2017. p. 212.

2.
SPANGHERO, P. E. S. F. ; OLIVEIRA, R. C. ; SOUZA, D. F. . Mapeamento do uso e ocupação da terra temporal da microbacia córrego do Vista Alegre, Alcobaça/BA. In: 5º Simpósio Internacional de Microbacias Hidrográficas, 2017, Botucatu/SP. Biomas Brasileiros: conservação da biodiversidade, solo, floresta e água, 2017. p. 140.

3.
CONCEICAO, A. F. ; SILVA, D. F. S. ; SOUZA, D. F. ; ANDRADE, R. G. . Aplicação do Índice de Anomalia de Chuva na Região Metropolitana de Campinas no período de 1976 a 2012. In: IX Simpósio do Meio Ambiente, 2016, Viçosa/MG. IX Simpósio do Meio Ambiente, 2016.

4.
SOUZA, D. F.; PINTO, André Luiz . QUANTIFICAÇÃO DOS SEDIMENTOS SUPERFICIAIS TRANSPORTADOS PARA O PERÍODO DE UM ANO NA LAGOA MAIOR, TRÊS LAGOAS/MS. In: Encontro Internacional de Vulnerabilidades e Riscos Socioambientais, 2014, Rio Claro. Encontro Internacional de Vulnerabilidades e Riscos Socioambientais, 2014.

5.
MENDES, A. M. S. ; BORGES, V. H. M. ; SOUZA, D. F. ; PINTO, André Luiz . A INFLUENCIA DO USO E OCUPAÇÃO DA TERRA NA QUALIDADE DAS ÁGUAS SUPERFICIAIS DA BACIA DO CÓRREGO BOM JARDIM BRASILÂNDIA/MS. In: VIII Fórum Ambiental da Alta Paulista, 2012, Tupã. VIII Fórum Ambiental da Alta Paulista, 2012.

6.
SOUZA, D. F.; PINTO, André Luiz ; MEDEIROS, Rafael Brugnoli . QUALIDADE, ENQUADRAMENTO E LIMITAÇÕES DE USO DAS ÁGUAS SUPERFICIAIS DA LAGOA MAIOR NO DECORRER DE UM ANO EM TRÊS LAGOAS/MS. In: I Congresso Brasileiro de Áreas Úmidas, 2012, Cuiabá. I Congresso Brasileiro de Áreas Úmidas, 2012. p. 137-138.

7.
PINTO, André Luiz ; SOUZA, D. F. . O MONITORAMENTO DE TRANSPORTES DE SEDIMENTOS EM SUSPENSÃO DA BACIA DO CÓRREGO BOM JARDIM QUE ASSOREAM A RPPN CISALPINA EM BRASILÂNDIA/MS. In: I Congresso Brasileiro de Áreas Úmidas, 2012, Cuiabá. I Congresso Brasileiro de Áreas Úmidas, 2012. p. 138-139.

Apresentações de Trabalho
1.
SPANGHERO, P. E. S. F. ; OLIVEIRA, R. C. ; SOUZA, D. F. . Mapeamento do uso e ocupação da terra temporal da microbacia córrego do Vista Alegre, Alcobaça/BA. 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

2.
SOUZA, D. F.; SPANGHERO, P. E. S. F. . Delimitação automática de microbacias e distribuição das chuvas no município de Paranaíba/MS. 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

3.
SOUZA, D. F.; PINTO, André Luiz ; CONCEICAO, A. F. . MENSURAÇÃO DA DISTRIBUIÇÃO E QUANTIFICAÇÃO DOS SEDIMENTOS EM SUSPENSÃO EM UM ANO NA LAGOA MAIOR EM TRÊS LAGOAS/MS. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
SOUZA, D. F.; SPANGHERO, P. E. S. F. ; PINTO, André Luiz . LEVANTAMENTO BATIMÉTRICO EM AMBIENTE LACUSTRE COM O USO DO SOFTWARE SURFER: O ESTUDO DE CASO DA LAGOA MAIOR EM TRÊS LAGOAS/MS. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

5.
SILVA, D. F. S. ; CONCEICAO, A. F. ; SOUZA, D. F. . ESPACIALIZAÇÃO DA PRECIPITAÇÃO PLUVIOMÉTRICA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CAMPINAS NO PERÍODO DE 1976 A 2012. 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

6.
SOUZA, D. F.. CONCEITO DE SISTEMAS HIDROLÓGICOS LÊNTICOS NATURAIS E SUAS ESCASSAS DIFERENCIAÇÕES NA LITERATURA BRASILEIRA. 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

7.
SOUZA, D. F.. BALANÇO HÍDRICO CLIMATOLÓGICO 1961-1990 E ÍNDICE DE ANOMALIA DE CHUVAS (IAC) APLICADO AO PERÍODO DE 2011, 2012 E 2013 PARA COMPREENSÃO DA SECA DE 2014 NO MUNICÍPIO DE PARANAÍBA/MS. 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

8.
SOUZA, D. F.; PINTO, André Luiz . QUANTIFICAÇÃO DOS SEDIMENTOS SUPERFICIAIS TRANSPORTADOS PARA O PERÍODO DE UM ANO NA LAGOA MAIOR, TRÊS LAGOAS/MS. 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

9.
SOUZA, D. F.; PINTO, André Luiz ; MENDES, A. M. S. . CLASSIFICAÇÃO CONAMA DAS LIMITAÇÕES DE USO DA ÁGUA SUPERFICIAL DA LAGOA MAIOR, TRÊS LAGOAS/MS. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

10.
SOUZA, D. F.; PINTO, André Luiz ; MEDEIROS, Rafael Brugnoli . QUALIDADE, ENQUADRAMENTO E LIMITAÇÕES DE USO DAS ÁGUAS SUPERFICIAIS DA LAGOA MAIOR NO DECORRER DE UM ANO EM TRÊS LAGOAS/MS. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

11.
PINTO, André Luiz ; SOUZA, D. F. . O MONITORAMENTO DO TRANSPORTE DE SEDIMENTOS EM SUSPENSÃO DA BACIA DO CÓRREGO BOM JARDIM QUE ASSOREAM A RPPN CISALPINA EM BRASILÂNDIA/MS. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

12.
MENDES, A. M. S. ; PINTO, André Luiz ; SOUZA, D. F. . A INFLUENCIA DO USO E OCUPAÇÃO DA TERRA NA QUALIDADE DAS ÁGUAS SUPERFICIAIS DA BACIA DO CÓRREGO BOM JARDIM BRASILÂNDIA/MS. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

13.
SOUZA, D. F.; PINTO, André Luiz ; MENDES, A. M. S. . QUALIDADE, ENQUADRAMENTO E LIMITAÇÕES DE USO DAS ÁGUAS SUPERFICIAS DA LAGOA MAIOR 2011 E 2012 EM TRÊS LAGOAS-MS. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

14.
MENDES, A. M. S. ; PINTO, André Luiz ; BORGES, V. H. M. ; SOUZA, D. F. . A INFLUENCIA DO USO E OCUPAÇÃO DA TERRA NA QUALIDADE DAS ÁGUAS SUPERFICIAIS DA BACIA DO CÓRREGO BOM JARDIM BRASILÂNDIA/MS. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

15.
SOUZA, D. F.; MEDEIROS, Rafael Brugnoli . ENQUADRAMENTO E LIMITAÇÕES DA QUALIDADE DAS ÁGUAS DA LAGOA MAIOR URBANA DE TRÊS LAGOAS, MS. 2011. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

16.
SOUZA, D. F.; PINTO, André Luiz . QUALIDADE E LIMITAÇÕES DE USO DA ÁGUA SUPERFICIAL DA LAGOA MAIOR, TRÊS LAGOAS /MS. 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).

17.
SOUZA, D. F.; SILVA, Adriana Ferreira . DIAGNÓSTICO SANITÁRIO DOMICÍLIAR DOS CONDOMÍNIOS DO BAIXO CURSO DO RIO SUCURIÚ, NO MUNICÍPIO DE TRÊS LAGOAS/MS. 2010. (Apresentação de Trabalho/Outra).


Demais tipos de produção técnica
1.
SOUZA, D. F.; CONCEICAO, A. F. ; SILVA, D. F. S. . Métodos de correção e interpolação espacial de dados pluviométricos: Teoria e Prática. 2017. .

2.
SOUZA, D. F.; PINTO, André Luiz . Mapa caracterizando a distribuição da sedimentação na Lagoa Maior no período de 1 ano. 2015. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).

3.
SOUZA, D. F.. Mapa batimétrico resultante da batimetria realizada em janeiro de 2015. 2015. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).

4.
SOUZA, D. F.. Mapa batimétrico e perfis longitudinal e transversais resultantes da batimetria realizada em janeiro de 2015. 2015. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).

5.
SOUZA, D. F.; PINTO, André Luiz . Mapa caracterizando a qualidade das águas superficiais com base ao CONAMA na Lagoa Maior em 1 ano, 2013/2014. 2015. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).

6.
SOUZA, D. F.. Modelo 3D batimétrico resultante da batimetria realizada em janeiro de 2015. 2015. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).

7.
SOUZA, D. F.. Água: a origem, a importância e a degradação. 2015. (Palestra).

8.
SOUZA, D. F.; PINTO, André Luiz . Mapa da drenagem superficial da Bacia Hidrográfica do Córrego da Onça e Rede de Drenagem da Lagoa Maior. 2014. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).

9.
SOUZA, D. F.; PINTO, André Luiz . Mapa da topografia presente na Bacia Hidrográfica do Córrego da Onça e Rede de Drenagem da Lagoa Maior. 2014. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).

10.
SOUZA, D. F.; PINTO, André Luiz . Mapa da pedologia presente na Bacia Hidrográfica do Córrego da Onça e Rede de Drenagem da Lagoa Maior. 2014. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).

11.
SOUZA, D. F.. Água: a origem, a importância e a degradação. 2014. (Palestra).

12.
SOUZA, D. F.. Introdução Teórica e Prática com o SIG ArcGis. 2012. .

13.
SOUZA, D. F.. Introdução Teórica e Prática ao ambiente CAD com o software AutoCAD. 2011. .

14.
VILELA, M. J. A. ; SILVA, J. L. L. ; PINTO, André Luiz ; SOUZA, D. F. . DIAGNÓSTICO BIOFÍSICO DA LAGOA MAIOR, TRÊS LAGOAS, MS. 2011. (Relatório de pesquisa).



Bancas




Participação em bancas de comissões julgadoras
Outras participações
1.
SOUZA, D. F.. XXV Congresso de Iniciação Científica da UNICAMP. 2017. Universidade Estadual de Campinas.

2.
SOUZA, D. F.. XXIV Congresso de Iniciação Científica da Unicamp. 2016. Universidade Estadual de Campinas.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
5º Simpósio Internacional de Microbacias Hidrográficas.Delimitação automática de microbacias e distribuição das chuvas no município de Paranaíba/MS. 2017. (Simpósio).

2.
II Congresso Internacional de Hidrossedimentologia. LEVANTAMENTO BATIMÉTRICO EM AMBIENTE LACUSTRE COM O USO DO SOFTWARE SURFER: O ESTUDO DE CASO DA LAGOA MAIOR EM TRÊS LAGOAS/MS. 2017. (Congresso).

3.
Introdução ao Sensoriamento Remoto por Radar. 2017. (Outra).

4.
XVII Simpósio Brasileiro de Geografia Física Aplicada e I Congresso Nacional de Geografia Física.ESPACIALIZAÇÃO DA PRECIPITAÇÃO PLUVIOMÉTRICA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CAMPINAS NO PERÍODO DE 1976 A 2012. 2017. (Simpósio).

5.
10 processos no Global Mapper 18. 2016. (Outra).

6.
Como escolher um VANT ou Drone. 2016. (Outra).

7.
Conhecendo o Basecamp da Garmin. 2016. (Outra).

8.
Georreferenciamentodo Bentley topoGRAPH. 2016. (Seminário).

9.
Introdução ao Georreferenciamento de Imóvel Rural. 2016. (Outra).

10.
MundoGEO: Inovações para Educação com a Plataforma ArcGIS. 2016. (Seminário).

11.
Restitución 3D y digitalización de vuelo de Drone. 2016. (Outra).

12.
Soluções GEO X MEMOCAD. 2016. (Seminário).

13.
XXIV Congresso de Iniciação Científica da UNICAMP. Avaliador de trabalhos escritos na área de Exatas. 2016. (Congresso).

14.
Google Earth Pro grátis: como tirar o máximo de proveito?. 2015. (Seminário).

15.
Mapas de Kernel: Conceitos e Aplicações. 2015. (Seminário).

16.
Noções e Procedimentos Importantes para Modelagem Ambiental em SIG. 2015. (Seminário).

17.
PCI Geomática - Principais e novas funções de processamento digital de imagens. 2015. (Seminário).

18.
Projeto de Mapeamento Aéreo com Drones. 2015. (Seminário).

19.
Sensoriamento Remoto e PDI: sim, você pode!. 2015. (Seminário).

20.
Topografia no AutoCAD Civil 3D e Novos Padrões para Projetos de Infraestrutura. 2015. (Seminário).

21.
Big Data Geoespacial: criar mapas incríveis com milhões de pontos pode ser simples. 2014. (Seminário).

22.
Cartografia Histórica e Toponímia. 2014. (Seminário).

23.
Encontro Internacional de Vulnerabilidades e Riscos Socioambientais.QUANTIFICAÇÃO DOS SEDIMENTOS SUPERFICIAIS TRANSPORTADOS PARA O PERÍODO DE UM ANO NA LAGOA MAIOR, TRÊS LAGOAS/MS. 2014. (Encontro).

24.
Mapas, Gráficos e Redes: A Representação Gráfica Total. 2014. (Seminário).

25.
Mapeamento colaborativo: aplicações e tendências. 2014. (Seminário).

26.
X FÓRUM AMBIENTAL DA ALTA PAULISTA.CONCEITO DE SISTEMAS HIDROLÓGICOS LÊNTICOS NATURAIS E SUAS ESCASSAZ DIFERENCIAÇÕES NA LITERATURA BRASILEIRA. 2014. (Outra).

27.
I Congresso Brasileiro de Áreas Úmidas. QUALIDADE, ENQUADRAMENTO E LIMITAÇÕES DE USO DAS ÁGUAS SUPERFICIAIS DA LAGOA MAIOR NO DECORRER DE UM ANO EM TRÊS LAGOAS/MS. 2012. (Congresso).

28.
III Seminário Ibero-Americano de Geografia Física.CLASSIFICAÇÃO CONAMA DAS LIMITAÇÕES DE USO DA ÁGUA SUPERFICIAL DA LAGOA MAIOR, TRÊS LAGOAS/MS. 2012. (Seminário).

29.
VIII Fórum Ambiental da Alta Paulista.QUALIDADE, ENQUADRAMENTO E LIMITAÇÕES DE USO DAS ÁGUAS SUPERFICIAS DA LAGOA MAIOR 2011 E 2012 EM TRÊS LAGOAS-MS. 2012. (Outra).

30.
VII Seminário Latino-Americano de Geografia Física.CLASSIFICAÇÃO CONAMA DAS LIMITAÇÕES DE USO DA ÁGUA SUPERFICIAL DA LAGOA MAIOR, TRÊS LAGOAS/MS. 2012. (Seminário).

31.
I SIMPÓSIO SOBRE A FORMAÇÃO DO COMPLEXO CELULOSE - PAPEL EM MATO GROSSO DO SUL: LIMITES E PERSPECTIVAS. 2011. (Simpósio).

32.
VII FÓRUM AMBIENTAL DA ALTA PAULISTA.QUALIDADE E LIMITAÇÕES DE USO DA ÁGUA SUPERFICIAL DA LAGOA MAIOR, TRÊS LAGOAS/MS. 2011. (Outra).

33.
XIV SIMPÓSIO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA FÍSICA APLICADA.ENQUADRAMENTO E LIMITAÇÕES DA QUALIDADE DAS ÁGUAS DA LAGOA MAIOR URBANA DE TRÊS LAGOAS, MS. 2011. (Simpósio).

34.
XVIII Encontro Sul-Mato-Grossense "Novas Idéias e Perspectivas em Geografia".DIAGNÓSTICO SANITÁRIO DOMICILIAR DOS CONDOMÍNIOS DO BAIXO CURSO DO RIO SUCURIÚ, NO MUNICÍPIO DE TRÊS LAGOAS/MS. 2010. (Encontro).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
SOUZA, D. F.. XVII Simpósio Brasileiro de Geografia Física Aplicada e I Congresso Nacional de Geografia Física. 2017. (Congresso).

2.
SOUZA, D. F.. XX Encontro Sul-Matogrossense de Geógrafos - XX ENSUL/I CONGEOMS. 2012. (Outro).

3.
SOUZA, D. F.. XVIII Encontro Sul-Mato-Grossense de Geógrafo "Novas Idéias e Perspectivas em Geografia". 2010. (Outro).



Educação e Popularização de C & T



Cursos de curta duração ministrados
1.
SOUZA, D. F.; CONCEICAO, A. F. ; SILVA, D. F. S. . Métodos de correção e interpolação espacial de dados pluviométricos: Teoria e Prática. 2017. .




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 17/01/2019 às 10:51:44