Danielle Souza Fialho da Silva

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/3161016920510193
  • Última atualização do currículo em 02/11/2016


É mestre em História das Ciências e da Saúde (PPGHCS-Fiocruz). Fez especialização lato sensu em Ensino de História e Ciências Sociais (UFF). Graduou-se em História (UFF). Atualmente é técnico em Assuntos Educacionais da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Participa da revista eletrônica Práticas em Gestão Pública Universitária (PGPU) da UFRJ, como editora adjunta. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em História. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Danielle Souza Fialho da Silva
Nome em citações bibliográficas
SILVA, D. S. F.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal do Rio de Janeiro, FACULDADE DE EDUCAÇÃO.
Avenida Pasteur - até 213/214
Botafogo
22290240 - Rio de Janeiro, RJ - Brasil
Telefone: (21) 22953246


Formação acadêmica/titulação


2012 - 2014
Mestrado em Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde (PPGCS) do CPqRR-FIOCRUZ.
Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.
Título: "O alarme que precisa ser regulado": os debates médicos sobre a fibromialgia na sociedade brasileira de reumatologia entre as décadas de 1990 e 2010,Ano de Obtenção: 2014.
Orientador: Dilene Raimundo do Nascimento.
Palavras-chave: História das Doenças; História da Medicina.
2006 - 2008
Especialização em Curso de Especialização em Ensino de História e Ciências Sociais.
Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
Título: História e Montessori : uma experiência de sala de aula.
Orientador: Arlette Gasparelo.
1999 - 2003
Graduação em História.
Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
Título: Os véus da nudez: corpo e gênero no Brasil.
Orientador: Ana Maria Mauad.




Formação Complementar


2015 - 2015
III CURSO DE FORMAÇÃO DE MEDIADORES. (Carga horária: 54h).
MUSEU DE ARTE DO RIO, MAR, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - Atual
Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Técnico em Assuntos Educacionais


ASSOCIAÇÃO EDUCACIONAL DE NITERÓI, AEN, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2010
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: PROFESSORA DE HISTÓRIA, Carga horária: 20


COLÉGIO GONÇALVES LÊDO, CGL, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2011
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: PROFESSORA DE SOCIOLOGIA E FILOSOFIA, Carga horária: 12, Regime: Dedicação exclusiva.


SECRETARIA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, SEEDUC, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2011
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: PROFESSOR II HISTÓRIA, Carga horária: 16


Secretaria de Educação do Estado do Rio de Janeiro - Santo Cristo, SEE/RJ, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2011
Vínculo: , Enquadramento Funcional: PROFESSOR II HISTÓRIA, Carga horária: 16


CASA DE OSWALDO CRUZ - FIORUZ, COC-FIOCRUZ, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: PARTICIPANTE EXTERNO, Enquadramento Funcional: PARTICIPANTE EXTERNO
Outras informações
História das doenças: sua representação, conhecimento científico e instituições Início: 2008 Resumo: Este projeto pretende analisar a doença do ponto de vista da conceituação científica, acompanhando em seguida sua repercussão e as soluções engendradas nos campos médico-científico, político e social. Está proposta uma reflexão sobre os tipos de resposta dados pela sociedade, quer em nível médico-científico, quer do poder público ou das organizações alternativas, bem como pelos indivíduos, a doenças percebidas como fenômenos sociais. Ou seja, pretende entender, discutir e comparar as formas como diferentes sociedades se defrontaram e se defrontam com as moléstias. A pesquisa adota, portanto, posicionamentos de uma história social da doença como pressupostos indispensáveis para a análise das relações da sociedade brasileira com as enfermidades. Objetivos: 1. Concebendo as doenças como fenômenos sociais, procurar-se-á analisar de que modo as visões coletivas determinaram e/ou determinam o debate e a formulação de políticas de combate a essas moléstias. 2. Analisar a relações entre o discurso médico-científico sobre as doenças e os valores sociais em xeque no contexto mais amplo da representação social delas. Isto é, detectar a produtividade de concepções morais, presentes no imaginário coletivo sobre as doenças na formulação do discurso médico-científico. 3. Examinar a possibilidade de contribuição de organizações filantrópicas e não-governamentais para transformações significativas tanto das abordagens médico-institucionais das doenças quanto de suas construções mentais, vale dizer, das representações decorrentes da experiência coletiva da doença como fenômenos sociais, e de que modo teriam afetado as próprias políticas públicas. 4. contribuir para o treinamento e formação de alunos de pós-graduação. Além das referências teóricas do campo de estudo da história das doenças, diversas são as fontes que podem ser trabalhadas: artigos de publicações especializ



Membro de corpo editorial


2015 - Atual
Periódico: PRÁTICAS EM GESTÃO PÚBLICA UNIVERSITÁRIA - PGPU


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação.


Idiomas


Francês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.
Inglês
Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
SILVA, D. S. F.2013 SILVA, D. S. F.. A dor e a delícia de ser o que é: a fibromialgia e a dor na história das doenças. Vozes, Pretérito & Devir, v. 1, p. 121-138, 2013.

2.
Alexandre Carlos Gugliotta2006 Alexandre Carlos Gugliotta ; SILVA, D. S. F. . A clara percepção de Lima Barreto: Gênero e Raça no romance Clara dos Anjos. Revista Acadêmica do Instituto de Humanidades, v. V, p. 1-9, 2006.

Artigos aceitos para publicação
1.
SILVA, D. S. F.. Gênero e Ciência: arbitrariedade, objetividade e saberes localizados. Revista Contemporânea, 2017.

Apresentações de Trabalho
1.
SILVA, D. S. F.. O enquadramento da fibromialgia: conhecimento médico, diagnóstico na Revista Brasileira de Reumatologia. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

2.
SILVA, D. S. F.. O alarme que precisa ser regulado: fibromialgia, representações e conhecimento médico. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Seminário de Integração dos Técnicos Administrativos em Educação (SINTAE).Patrimônio e Extensão. 2016. (Seminário).

2.
Seminário de Integração dos Técnicos Administrativos em Educação (SINTAE).Divulgação do Conhecimento em Publicações Eletrônicas Científico - Revista Práticas em Gestão Pública Universitária. 2016. (Seminário).

3.
Seminário de Integração dos Técnicos Administrativos em Educação (SINTAE) 2015.Divulgação do Conhecimento em Publicações Eletrônicas. 2015. (Seminário).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 20/11/2018 às 16:04:12