Suzane Bevilacqua Marcuzzo

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/6845109321284193
  • Última atualização do currículo em 05/12/2018


Professor (a) Adjunto (a) na Universidade Federal de Santa Maria - UFSM no curso superior de Gestão Ambiental, possui graduação em engenharia florestal pela Universidade Federal de Santa Maria (1998), mestrado em Ciências Biológicas pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (2006) e doutorado em Engenharia Florestal na Universidade Federal de Santa Maria (2012). Tem experiência na área de Ecologia e Conservação da Natureza, com ênfase em Áreas Protegidas e Unidades de Conservação, atuando principalmente nos temas: planejamento e gestão de unidades de conservação, uso público em áreas protegidas, manejo de exóticas invasoras em áreas protegidas e restauração de ecossistemas degradados. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Suzane Bevilacqua Marcuzzo
Nome em citações bibliográficas
MARCUZZO, S. B.;MARCUZZO, SUZANE BEVILACQUA

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal de Santa Maria, Colégio Politécnico da UFSM.
Universidade Federal de Santa Maria
Camobi
97105900 - Santa Maria, RS - Brasil - Caixa-postal: 5082
Telefone: (55) 32202000
URL da Homepage: www.ufsm.br


Formação acadêmica/titulação


2009 - 2012
Doutorado em Engenharia Florestal.
Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil.
Título: Recuperação de áreas degradadas em Unidades de Conservação, Ano de obtenção: 2012.
Orientador: Maristela Machado Araújo.
Grande área: Ciências Agrárias
2004 - 2006
Mestrado em Biologia.
Universidade do Vale do Rio dos Sinos, UNISINOS, Brasil.
Título: FATORES QUE INFLUENCIAM A RESTAURAÇÃO E EXPANSÃO DE UM FRAGMENTO FLORESTAL PERTURBADO,Ano de Obtenção: 2006.
Orientador: Gislene Maria Ganade.
Palavras-chave: área degradada; restauração; poleiro artificial.
Grande área: Ciências Biológicas
2001 - 2002
Especialização em ecoturismo e interpretação da natureza.
Universidade Federal de Lavras, UFLA, Brasil.
Título: trilhas ecológicas.
Orientador: Raquel.
1992 - 1998
Graduação em engenharia florestal.
Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil.
Título: paisagismo.
Orientador: Darci Gandalin.




Formação Complementar


2013 - 2013
Curso de Biodiversidade e Educação Ambiental. (Carga horária: 20h).
Secretaria Estadual do Meio Ambiente, SEMA, Brasil.
2012 - 2012
Curso gaúcho de gestão participativa. (Carga horária: 72h).
Secretaria Estadual do Meio Ambiente do RS, SEMA, Brasil.
2012 - 2012
Curso de Biodiversidade e Educação Ambiental. (Carga horária: 20h).
Secretaria Estadual do Meio Ambiente, SEMA, Brasil.
2010 - 2010
A vida dos insetos-aspectos reprodutivos.
Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil.
2010 - 2010
Interpretação de Análise de Solo.
Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil.
2007 - 2007
software SAS. (Carga horária: 30h).
Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil.
2007 - 2007
Nutrição e Adubação de eucalipto. (Carga horária: 24h).
R & R Agroflorestal, R & R AGROFL, Brasil.
2007 - 2007
Programa de Excelência da Gestão Empresarial. (Carga horária: 56h).
Instituto Eckart, IE, Brasil.
2007 - 2007
Elaboração de Documentos de Sistema de Gestão ISO. (Carga horária: 40h).
Rede Metrológica RS, RM, Brasil.
2006 - 2006
Manejo de nutrientes em cultivo protegido. (Carga horária: 53h).
Instituto Agronômico de Campinas, IAC, Brasil.
2005 - 2005
viveiros e produção de mudas. (Carga horária: 24h).
Empresa Brasileira de pesquisa agropecuária, EMBRAPA FLORESTA, Brasil.
2004 - 2004
A fitossociologia como ferramenta para a conservaç. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal de Viçosa, UFV, Brasil.
2003 - 2003
Planejamento e infra-estrutura em trilhas. (Carga horária: 40h).
Fundação O Boticário de Proteção à Natureza, FBPN, Brasil.
2002 - 2002
Planejamento e Manejo de áreas naturais protegidas. (Carga horária: 40h).
Fundação O Boticário de Proteção à Natureza, FBPN, Brasil.
1999 - 1999
Extensão universitária em Fitossociologia de Florestas. (Carga horária: 15h).
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
1998 - 1998
Extensão universitária em Relatório de Impacto Ambiental "EIA-RIMA". (Carga horária: 15h).
Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil.
1998 - 1998
Extensão universitária em Atualização em Biologia e Controle de formigas. (Carga horária: 20h).
Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil.
1992 - 1992
Extensão universitária em Adubação Verde. (Carga horária: 4h).
Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: professor adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Departamento Multidisciplinar do campus descentralizado da UFSM em Silveira MArtins (UDESSM)

Atividades

09/2015 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , unidade descentralizada de Silveira MArtins, .

07/2014 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, unidade descentralizada de Silveira MArtins, .

Cargo ou função
Comissão especial de integralização curricular.
11/2013 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Núcleo de Agroecologia da UFSM, .

11/2013 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, unidade descentralizada de Silveira MArtins, .

Cargo ou função
Núcleo Docente Estruturante do Curso de bacharelado interdisciplinar em ciências e humanidades, ênfase em gestão sustentável.
11/2013 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, unidade descentralizada de Silveira MArtins, .

Cargo ou função
Colegiado do Curso de Bacharelado Interdisciplinar em Ciências e Humanidades, ênfase em Gestão Sustentável.
10/2013 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, unidade descentralizada de Silveira MArtins, .

Cargo ou função
núcleo docente estruturante do curso superior de tecnologia em gestão ambiental.
09/2012 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Fundo Global do Meio Ambiente GEF, .

Linhas de pesquisa
Programa RS Biodiversidade
08/2014 - 12/2014
Ensino, Tecnologia em Gestão Ambiental, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Fundamentos de Ecologia e Biologia da Conservação 60 horas
08/2014 - 12/2014
Ensino, Tecnologia em Gestão Ambiental, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Planejamento e Gestão Ambiental de Unidades de Conservação 60 horas
04/2014 - 12/2014
Pesquisa e desenvolvimento , FIPE, .

04/2014 - 12/2014
Extensão universitária , FIEX, .

Atividade de extensão realizada
Programa "Sala Verde" no Parque Estadual Quarta Colônia.
07/2014 - 08/2014
Direção e administração, unidade descentralizada de Silveira MArtins, .

Cargo ou função
chefe de Departamento pró-tempore.
03/2014 - 07/2014
Ensino, Tecnologia em Gestão Ambiental, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Diversidade Biológica 75 horas
03/2014 - 07/2014
Ensino, Tecnologia em Gestão Ambiental, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Licenciamento, auditoria e certificação ambiental 75 horas
09/2013 - 12/2013
Ensino, Tecnologia em Gestão Ambiental, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Planejamento e Gestão Ambiental de Unidades de Conservação
09/2013 - 12/2013
Ensino, Tecnologia em Gestão Ambiental, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Projetos Ambientais 75 horas

Secretaria Estadual do Meio Ambiente do RS, SEMA, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: técnico ambiental, Carga horária: 40
Outras informações
Gestora do Parque Estadual Quarta Colônia Unidade de Conservação de proteção integral

Atividades

03/2013 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Secretaria Estadual do Meio Ambiente do RS, .

Cargo ou função
Membro da comissão resposável pela Lista de espécies exóticas invasoras do RS.
09/2009 - Atual
Direção e administração, Parque Estadual Quarta Colônia, .

Cargo ou função
Gestora do Parque Estadual Quarta Colônia.
09/2009 - Atual
Outras atividades técnico-científicas , Parque Estadual Quarta Colônia, Parque Estadual Quarta Colônia.

Atividade realizada
planejamento e manejo de restauração de áreas degradadas.

Departamento de Florestas e áreas protegidas, DEFAP, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: técnico ambiental, Carga horária: 40
Outras informações
Gestora do Parque Estadual da Quarta Colônia Divisão de Unidades de Conservação


Universidade do Oeste de Santa Catarina, UNOESC, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2011
Vínculo: contrato, Enquadramento Funcional: horista, Carga horária: 16
Outras informações
professora da disciplina de Silvicultura II no Campus de Xanxerê

Vínculo institucional

2008 - 2010
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 20
Outras informações
Orientação de relatórios de estágio

Atividades

08/2008 - 12/2010
Ensino, Engenharia Florestal, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
silvicultura I
Silvicultura II
Dendrologia
Sistemas Agroflorestais

Tecnoplanta Florestal Ltda, TECNOPLANTA, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2008
Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: coordenadora de viveiro, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

03/2006 - 08/2008
Pesquisa e desenvolvimento , tecnoplanta florestal, .

03/2006 - 08/2008
Treinamentos ministrados , tecnoplanta florestal, .

Treinamentos ministrados
Doenças e pragas em viveiro florestal
produção de mudas de eucalipto por semente
Certificações florestais
adubação de cobertura em mudas de Eucaliptus sp
manutenção de mini-jardim clonal
pomar de sementes de Pinus taeda
mini-jardim clonal de eucaliptus sp
crescimento e alternagem de mudas de pinus sp
03/2006 - 08/2008
Outras atividades técnico-científicas , tecnoplanta florestal, tecnoplanta florestal.

Atividade realizada
supervisão de estágio curricular de alunos universitários.

Secretaria Estadual do Meio Ambiente, SEMA, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2006
Vínculo: contrato, Enquadramento Funcional: consultora de elaboração de Planos de Manejo, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Elaboração do Plano de Manejo do Parque Estadual do Turvo-RS Participação na elaboração do Plano de Manejo da Reserva Biológica da Serra Geral Participação na elaboração do Plano de Manejo do Parque de Itapeva Elaboração e execução de projetos de recuperação de áreas degradadas em zonas de amortecimento de UCs

Atividades

03/2005 - 03/2006
Outras atividades técnico-científicas , Divisão de unidades de conservação - DUC, Divisão de unidades de conservação - DUC.

Atividade realizada
Elaboração de Planos de Manejo de Unidades de Conservação do RS.

Secretaria Municipal do Meio Ambiente, SMAM, Brasil.
Vínculo institucional

2000 - 2004
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: gerente técnica de parque, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
gerencia técnica da zonal sul (junho de 2001 a dezembro de 2004) Atividades de gestão de áreas verdes, arborização urbana de vias públicas e praças da zona sul de Porto Alegre; Implantação de trilhas ecológicas; Laudos técnicos e vistorias na região zonal sul/SMAM; Administração de equipes de execução de atividades de manejo de arborização urbana e conservação de praças.

Atividades

03/2000 - 12/2004
Direção e administração, Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Porto Alegre, .

Cargo ou função
avaliação e planejamento ambiental.

Ambiental projetos de engenharia e geologia, AMBIENTAL, Brasil.
Vínculo institucional

1999 - 1999
Vínculo: terceirizado, Enquadramento Funcional: terceiro, Carga horária: 20
Outras informações
Levantamento fitossociológico para exploração de saibreira no município de Encruzilhada do sul.

Atividades

01/2000 - 02/2000
Serviços técnicos especializados , Ambiental projetos de engenharia e geologia, .

Serviço realizado
Levantamento do meio biótico no Plano de Recuperação de Área Degradada - PRAD em área de extração de saibro na rodovia RS/350.

Consultoria Ambiental, BIOCONSULT, Brasil.
Vínculo institucional

2000 - 2000
Vínculo: terceirizado, Enquadramento Funcional: terceiro, Carga horária: 20
Outras informações
Recuperação de áreas degradadas de mineração, áreas de empréstimo, taludes de corte e aterro


Empresa de Projetos Florestais e Ambientais Ltda., EMPROFLORA, Brasil.
Vínculo institucional

1999 - 1999
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: consultora, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Levantamento de vegetação para implantação de linha de transmissão (LT) 525 Kv Garabi - Itá; Levantamento florístico e quantificação de medida compensatória da duplicação da Estrada Juca Batista no município de Porto Alegre; Levantamento florístico e quantificação de medida compensatória da duplicação da RS/405 Charqueadas - São Jerônimo;

Vínculo institucional

1999 - 1999
Vínculo: contrato, Enquadramento Funcional: consultoria, Carga horária: 40
Outras informações
Levantamento ambiental para licenciamento ambiental junto à SMAM para duplicação da Estrada Juca Batista

Atividades

09/1999 - 12/1999
Serviços técnicos especializados , EMPROFLORA- projetos e serviços ambientais Ltda, .

Serviço realizado
Elaboração de documentos ambientais de licenciamento de corte de vegetação arbórea para implantação da linha de transmissão 525 Kv Garabi-Itá.


Linhas de pesquisa


1.
Planos de Manejo em UC's

Objetivo: definição e execução de programas de gerenciamento ambiental.
2.
produção de mudas de espécies nativas
3.
recuperação de áreas degradadas

Objetivo: técnicas de nucleação; indicadores de monitoramentos; espécies-chave.
4.
Manejo de Unidades de Conservação

Objetivo: plano de manejo planejamento ambiental estratégias de conservação da biodiversidade manejo e erradicação de espécies exóticas invasoras.
5.
Restauração de Ecossistemas em Áreas Mineradas na Região Central do RS, Brasil
6.
Programa de manutenção do núcleo em agroecologia, agrobiodiversidade e sustentabilidade: construção e socialização de conhecimentos e prática no território de cidadania central, RS
7.
Programa RS Biodiversidade
8.
Monitoramento de indicadores de restauração ecológica no Parque Estadual Quarta Colônia, RS


Projetos de pesquisa


2018 - Atual
Programa de interpretação da biodiversidade para Uso Público no Parque Estadual do Turvo
Descrição: Tem por objetivo desenvolver uma temática interpretativa focada no ecossistema da Floresta Estacional Decidual íntegra e habitat da onça-pintada, espécie chave ameaçada de extinção, e integrar a biota rica local com o ambiente físico, representado pelo rio Uruguai e o Salto do Yucumã. Por sua vez, está temática será trabalhada com os visitantes do Parque, bem como a comunidade do entorno, incentivando o desenvolvimento regional sustentável baseado no ecoturismo..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Especialização: (1) .
Integrantes: Suzane Bevilacqua Marcuzzo - Coordenador / Marilise Mendonça Krugel - Integrante / Everton Rodolfo Behr - Integrante / Adriano Severo Figueiro - Integrante / Alberto Senra - Integrante.
2016 - Atual
Interações interespecíficas em sistemas agroflorestais
Descrição: Os sistemas agroflorestais constituem-se em alternativas sustentáveis para aumentar a diversificação e a eficiência produtiva em propriedades rurais. Por isso, o presente projeto propõe a avaliação das interações interespecíficas das espécies consorciadas em sistemas agroflorestais estabelecidos na região central do Rio Grande do Sul. Para isso, será determinado o índice de área foliar das espécies consorciadas, a radiação fotossinteticamente ativa, a umidade e condutividade do solo, os atributos químicos do solo, o crescimento aéreo e a ocupação do solo pelo sistema radicular das espécies consorciadas. A coleta dos dados será realizada em áreas com sistemas agroflorestais já estabelecidos, durante janeiro a dezembro de 2017. A execução deste projeto possibilitará na obtenção de dados que poderão indicar a interação interespecífica das espécies em cultivo consorciado, principalmente sobre a maior ou menor eficiência no uso da radiação solar, da água e dos nutrientes disponíveis no solo. Além disso, com base na análise dos sistemas agroflorestais espera-se obter conhecimento técnico-científico em relação às melhores combinações de espécies, aumentando o ganho ecológico, econômico e social do cultivo. Os resultados obtidos serão publicados como artigos científicos em períodos e eventos nacionais e/ou internacionais. Os equipamentos a serem adquiridos serão utilizados não apenas para o presente estudo, mas também para atividades de ensino, extensão e para outros projetos de pesquisa que serão realizados pelo proponente e outros professores do Colégio Politécnico..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Suzane Bevilacqua Marcuzzo - Integrante / Márcio Vieira - Coordenador / Mauro Valdir Schumacher - Integrante / Hamilton Munari Vogel - Integrante / Luciano Zucuni Pes - Integrante / Luis Antônio Rocha Barcellos - Integrante.
2015 - Atual
RESTAURAÇÃO DE ECOSSISTEMAS EM ÁREAS MINERADAS NA REGIÃO CENTRAL DO RIO GRANDE DO SUL, BRASIL

Projeto certificado pela empresa Dagoberto Barcellos em 19/01/2015.
Descrição: Este projeto visa identificar rapidamente os principais problemas das áreas antigas de mineração recuperadas, buscando encontrar soluções que visam reverter à estagnação do processo sucessional. Para tal, será identificada área de referência de ecossistema preservado na região para comparar com áreas recuperadas futuramente monitoradas, bem como testar novas maneiras de restaurar as futuras áreas..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (3) .
Integrantes: Suzane Bevilacqua Marcuzzo - Coordenador / Maristela Machado Araújo - Integrante / Marilise Mendonça Krugel - Integrante / Andressa Oliveira Silveira - Integrante.
2015 - Atual
AVALIAÇÃO DO COMPORTAMENTO INVASOR DE HoveniaDulcisThunb.NO PARQUE ESTADUAL QUARTA COLÔNIA, RS
Descrição: Em Unidades de Conservação, as espécies exóticas invasoras já são consideradas um dos principais problemas enfrentados pelos administradores, principalmente pela falta de estudos que indiquem possibilidades de controle dessas espécies. Neste contexto, o Parque Estadual Quarta Colônia, uma unidade de proteção integral de 1.847 hectares, localizada no município de Agudo e Ibarama, RS, apresenta grande parte de sua área invadida por espécies exóticas invasoras, principalmente pela espécie arbórea HoveniadulcisThunb. Isso ocorreem virtude de seu histórico de criação, onde parte do território do Parque é composto das áreas desapropriadas de pequenas propriedades localizadas junto ao rio Jacuí, na região da UHE Dona Francisca. Essas áreas são ambientes abertos e em processo de regeneração, anteriormente cultivados e com criação de gado, sendo assim, ecossistemas fortemente alterados.Diante dessas afirmativas e considerando o contexto atual de amplas áreas com invasão por espécies exóticas no Parque Estadual Quarta Colônia, e o efeito que as mesmas exercem sobre a estagnação da regeneração natural,é fundamental a obtenção de informações sobre a ecologia da espécie para melhor manejá-la,objetivando seu controle para que os objetivos da unidade de conservação possam ser cumpridos..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Suzane Bevilacqua Marcuzzo - Coordenador / DIONATAS HENRIQUE HONNEF - Integrante.
2014 - 2015
Monitoramento de indicadores de restauração ecológica no Parque Estadual Quarta Colônia
Descrição: Parque Estadual Quarta Colônia ? a referida unidade de conservação apresenta uma diversidade de áreas alteradas e degradadas em diferentes estágios sucessionais que devem ser monitoradas para avaliar seu progresso de restauração ecológica, uma vez que a categoria Parque tem por objetivo manter a integridade de habitats para garantir a sustentabilidade da biota..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Suzane Bevilacqua Marcuzzo - Coordenador / Maristela Machado Araújo - Integrante / Márcio Vieira - Integrante.
2014 - 2014
Programa Sala Verde do Parque Estadual Quarta Colônia
Descrição: , O Programa Sala Verde do Parque Estadual Quarta Colônia em parceria com o Ministério do Meio Ambiente (MMA), tem como objeto desenvolver atividades de Educação Ambiental, envolvendo as escolas do município, comunidade de Agudo e demais regiões da Quarta Colônia, visando sensibilizar e conscientizar sobre a importância das unidades de conservação e da preservação dos ecossistemas florestais presente no Bioma Mata Atlântica, bem como, todas as atividades sustentáveis que podem ser desenvolvidas na região..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Suzane Bevilacqua Marcuzzo - Coordenador / Suzimary Specht - Integrante.
2014 - Atual
Implantação de sistemas de trilhas ecológicas na região de Agudo, Cascata Raddatz
Descrição: A Cascata Raddatz está localizada no município de Agudo, região central do estado do Rio Grande do Sul, a qual é reconhecida por sua comunidade e região como principal atrativo turístico, mostrando-se essencialmente necessária a conservação e uso público. Além disto, sua área está inserida em um contexto regional de conservação, o Corredor Ecológico da Quarta Colônia, instrumento legal estadual de gestão territorial. Assim, atividades sustentáveis como trilhas ecológicas desenvolvidas na propriedade Raddatz exercerá uma das estratégias do Corredor, mantendo a conservação de fragmentos florestais e possibilitando a educação ambiental na região..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Suzane Bevilacqua Marcuzzo - Coordenador.
2013 - Atual
Programa de manutenção do núcleo em agroecologia, agrobiodiversidade e sustentabilidade: construção e socialização de conhecimentos e práticas no território de cidadania central -RS
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2012 - Atual
Qualidade de sementes e mudas de espécies florestais nativas destinadas ao reflorestamento de áreas alteradas na Reserva da Biosfera da Mata Atlântica
Descrição: O projeto propõe marcação de matrizes para coleta de sementes, garantindo base genética biodiversa para mudas destinadas a restauração de áreas degradadas e alteradas..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Suzane Bevilacqua Marcuzzo - Integrante / Maristela Machado Araújo - Coordenador / Daniele Guarienti Rorato - Integrante / Suelen Carpenedo Aimi - Integrante.Financiador(es): Universidade Federal de Santa Maria - Auxílio financeiro.
2011 - Atual
Estudo de tecnologias adequadas para produção de sementes e mudas florestais utilizadas na formação de povoamentos e recuperação de áreas

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Maristela Machado Araujo em 22/02/2017.
Descrição: A importância das florestas para o desenvolvimento econômico, social e ambiental, é de evidente interesse, sendo que qualquer ação depende do desenvolvimento de tecnologias capazes de obter um produto florestal com mínimo impacto no meio. Além disso, tal ação é possível somente diante do entendimento e demanda da sociedade, que associada à comunidade científica, busca técnicas adequadas para o desenvolvimento sustentável. A silvicultura tem como interesse o cultivo de florestas, estabelecendo seu êxito quando atua desde o conhecimento do ambiente original e atual da área foco de interesse, até a formação ou enriquecimento de florestas produtivas, de conservação ou de preservação. Assim, pesquisas enfocando áreas promissoras para coleta de sementes, seleção de material genético superior, técnicas adequadas para produção de mudas e condução de plantios, são estratégicas para o desenvolvimento florestal regional e, consequentemente, nacional. Nesse sentido, o objetivo desse projeto é identificar tecnologias adequadas à produção de sementes e mudas de diferentes espécies florestais, como forma de subsidiar material de qualidade para formação de povoamentos, enriquecimento de floresta, e recuperação de áreas, num trabalho amplo que reúne ensino, pesquisa e extensão..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (15) / Mestrado acadêmico: (5) / Doutorado: (5) .
Integrantes: Suzane Bevilacqua Marcuzzo - Integrante / Maristela Machado Araújo - Coordenador / Ezequiel Gasparin - Integrante / Daniele Guarienti Rorato - Integrante / Suelen Carpenedo Aimi - Integrante.


Projetos de extensão


2018 - Atual
Projeto Nascentes da UFSM: ?Nascentes Vivas?
Descrição: A proposta de desenvolvimento deste projeto nasceu de discussões na comunidade universitária, em que os anseios por soluções aos problemas ambientais no Campus-sede foram enfatizados. Dentre esses, a situação das nascentes foi escolhida como a mais problemática, uma vez que se encontram degradadas e sem perspectiva atual de adequação de acordo com a Lei de proteção da vegetação nativa (Lei n° 12.651). A partir dessa problematização e considerando que a UFSM se utiliza da água de seus poços artesianos, surgiu à ideia de um projeto-piloto para recuperação das nascentes do Campus da UFSM, aliando-se a estratégias de educação ambiental e que pudesse oferecer subsídios para futuros projetos na região. Ao desenvolver pesquisas relativas à produção e manutenção de espécies nativas características de mata ciliar e capacitar os pequenos produtores da região busca-se ampliar a participação e a mobilização social dos produtores rurais, através da conscientização da importância da conservação das nascentes, para a qualidade da água das comunidades rurais..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (10) / Especialização: (5) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Suzane Bevilacqua Marcuzzo - Coordenador / Adriano Severo Figueiro - Integrante / Eliane Maria Foleto - Integrante / André Weissheimer de Borba - Integrante / ANA MARIA THIELEN MERCK - Integrante / ALESSANDRO CARVALHO MIOLA - Integrante / ISIS SAMARA RUSCHEL PASQUALI - Integrante / RENATO AQUINO ZACHIA - Integrante / VENICE TERESINHA GRINGS - Integrante.
2017 - Atual
POLÍTICAS PÚBLICAS PARA A GESTÃO DA BIODIVERSIDADE NO MUNICÍPIO DE SÃO JOÃO DO POLÊSINE, RS, BRASIL
Descrição: A compreensão do conceito de diversidade biológica nas políticas públicas no país permaneceu associada ao conceito de Patrimônio Natural/Ambiental, de interesse coletivo e difuso, até meados da década de 2000. Especificamente quanto à Constituição Federal de 1988, esta atribuiu aos municípios a responsabilidade pela gestão do seu território. Neste contexto, o presente trabalho tem por objetivo elaborar subsídios para elaboração de Plano Municipal de Estratégias e Ações Locais pela Biodiversidade, o qual busca criar instrumentos legais que visa estimular e facilitar a criação de Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs) Municipais, bem como iniciar o processo de criação do Plano Municipal de Mata Atlântica. Para tal, a metodologia aplicada será por Avaliação Ecológica Rápida ? AER (IUCN, 1980) e pelo método de GMS, Green Map System ? Sistema Mapa Verde..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (6) .
Integrantes: Suzane Bevilacqua Marcuzzo - Coordenador / Adriano Severo Figueiro - Integrante / Eliane Maria Foleto - Integrante / André Weissheimer de Borba - Integrante.
2016 - Atual
FORMAÇÃO DE REDE DE ÁREAS PROTEGIDAS NA REGIÃO CENTRAL DO RIO GRANDE DO SUL
Descrição: Na região central do Rio Grande do Sul, apesar de apresentar grandes remanescentes florestais, atualmente as florestas sobre as encostas do Planalto Meridional encontram-se fortemente ameaçadas pelo desenvolvimento urbano e rural. Neste contexto, o incentivo a criação de Reservas Particulares de Patrimônio Natural (RPPN), bem como Unidades de Conservação Municipais são iniciativas que fortalecem a conservação e desenvolvimento sustentável do território Corredor Ecológico estabelecido na região central do RS. Este projeto tem por objetivo promover a criação de Reservas Particular de Patrimônio Natural (RPPN) e de Unidades de Conservação Municipais no Corredor Ecológico da Quarta Colônia, bem como mobilizar a comunidade da região de forma a fortalecer iniciativas econômicas sustentáveis por meio de uma rede para o ecodesenvolvimento. A metodologia utilizada será baseada em ferramentas do DRP (Diagnóstico Rural Participativo) e Avaliação Ecológica Rápida (AER). O projeto tem início em 2017 e finaliza em março de 2019. Como resultados esperados a criação de uma unidade de conservação de proteção integral no município de Ivorá e cinco RPPN no Corredor Ecológico da Quarta Colônia, bem como a formação de rede de produtos da biodiversidade regional..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (6) .
Integrantes: Suzane Bevilacqua Marcuzzo - Coordenador / Adriano Severo Figueiro - Integrante / Eliane Maria Foleto - Integrante / André Weissheimer de Borba - Integrante.
2016 - Atual
DIAGNÓSTICO DAS AÇÕES AMBIENTAIS OCORRENTES NAS ESCOLAS PÚBLICAS DE ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO DO BAIRRO CAMOBI - SANTA MARIA - RS, NO ANO LETIVO DE 2016
Descrição: Este projeto tem como objetivos, apurar quais são as ações/projetos ambientais que estão sendo aplicados nas comunidades escolares das instituições de ensino público fundamental e médio, do Bairro Camobi - Santa Maria - RS; e analisar a incidência e as metodologias utilizadas nas práticas de educação ambiental que estão ocorrendo nas aulas, ao longo do ano letivo de 2016. A partir de cada diagnóstico será construído um fluxograma das ações ambientais realizadas nestas escolas; e um mapa conceitual das áreas temáticas e metodologias utilizadas nas práticas de educação ambiental em sala de aula..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: Suzane Bevilacqua Marcuzzo - Integrante / Suzimary Specht - Coordenador / Márcio Vieira - Integrante / Maria Silvia Pardi Lacruz - Integrante.
2016 - Atual
TRILHAS EM UNIDADES DE CONSERVAÇÃO MUNICIPAIS: O CASO DO MONTE GRAPA EM IVORÁ/RS
Descrição: Devido ao crescimento urbano e o consequente aumento da demanda por recursos, diversos países criaram áreas de proteção ambiental, que no Brasil são chamadas de unidades de conservação. As unidades de conservação são espaços territoriais onde a preservação de ecossistemas é aliada a visitação pública, estudos técnicos e, em alguns casos, uso sustentável de recursos. O modo como é administrada e permitida a interação humana com as áreas a serem protegidas deve ser avaliado de modo que não resulte em impactos ao meio ambiente. Dessa maneira é necessário que haja estudos a fim de avaliar a capacidade que o ambiente tem de suportar a interação antrópica. Um estudo proposto com este fim é o da capacidade de carga turística proposto por Cifuentes em 1992, que avalia quantas pessoas podem visitar uma área sem causar impactos no meio. Este trabalho pretende apresentar o cálculo da capacidade de carga turística para o Monte Grappa, localizado no município de Ivorá/RS, como subsídio para a criação de um Parque Natural Municipal no local..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) .
Integrantes: Suzane Bevilacqua Marcuzzo - Coordenador / Adriano Severo Figueiro - Integrante / Eliane Maria Foleto - Integrante / André Weissheimer de Borba - Integrante.
2016 - Atual
O Geoparque vai à Escola: a educação em Geociências como estratégia de divulgação e promoção do Geoparque Quarta Colônia
Descrição: O patrimônio natural de um dado território (o conjunto de elementos bióticos e abióticos da paisagem com expressivo valor científico, cultural, educativo e/ou turístico) representa um importante alicerce para alavancar iniciativas de desenvolvimento local sustentável, que sejam capazes de aliar a conservação da natureza com a promoção deste território. Baseado neste princípio, a Organização das Nações Unidas para a educação, a ciência e a cultura (UNESCO) vem, desde a década de 90, disseminando uma filosofia de desenvolvimento territorial baseada em Geoparques, os quais se definem como territórios com grande potencial geopatrimonial e com estratégias de gestão capaz de melhorar os níveis locais de desenvolvimento por meio da conservação, divulgação e exploração sustentável deste patrimônio. Esta ação possibilita uma potencialização da economia local/regional e o capital social da área, pautado na concepção de sustentabilidade, para que a atividade possa além de gerar benefícios econômicos, conservar a natureza e atuar na melhoria da qualidade de vida dos indivíduos que ali residem. No Brasil, em que pese a existência de um único Geoparque reconhecido pela UNESCO (Geoparque Araripe, no Ceará), diversos outros projetos de implantação de Geoparques estão em curso no país, dentre os quais o projeto do Geoparque Quarta Colônia, na região central do RS, sob a coordenação do Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Sustentável- CONDESUS Quarta Colônia. Este território teve o seu inventário geopatrimonial realizado pela Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais - CPRM em 2012 (SCHOBBENHAUS e SILVA, 2012), com uma revisão do inventário em 2015 (ZIEMANN, 2016), onde foram identificados e mapeados 43 geossítios (locais de relevante interesse geopatrimonial, como grutas, cascatas, paisagens de excepcional valor cênico, depósitos fossilíferos, etc.), sendo que 24 deles já apresentam plenas condições de exploração turística e/ou didática. Neste contexto, a identificação da comunidade local com o seu patrimônio natural é um dos principais elementos capazes de garantir a sua conservação e exploração sustentável, sendo que a educação geocientífica e a educação ambiental têm um importante papel a desempenhar dentro desse processo. A educação em geociências aplicada ao geopatrimônio local permite aos alunos e à comunidade compreenderem a origem e os processos naturais de transformação que produziram as paisagens atuais do seu território. Já a educação ambiental representa a incorporação de critérios socioambientais, ecológicos, éticos e estéticos na avaliação e transformação das condições que controlam a qualidade ambiental e a qualidade de vida das comunidades que fazem parte do território em questão. A partir disso, o projeto pretende fornecer elementos e possibilidades para a construção de novas formas de pensar o lugar em que se vive, incluindo a compreensão da complexidade, das emergências e inter-relações entre os diversos subsistemas que compõe a sua realidade territorial, especialmente envolvendo a questão do seu patrimônio natural. Todavia, esta aproximação pedagógica entre a sociedade e o seu patrimônio natural esbarra, quase sempre, na dificuldade de acesso a conteúdos e materiais capazes de estabelecer esta necessária mediação entre a sociedade e o conhecimento científico local. Daí que entendemos que a principal tarefa extensionista da universidade dentro deste campo temático e que se coloca como objeto central deste projeto, refere-se, de um lado, à produção e disponibilização de materiais e instrumentos pedagógicos capazes de aproximar as escolas e o público em geral do entendimento da sua realidade paisagística e territorial e, de outro lado, à formação de recursos humanos locais capazes de manejar, adaptar e produzir novos instrumentos de compreensão e divulgação do geopatrimônio local..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Suzane Bevilacqua Marcuzzo - Integrante / Adriano Severo Figueiro - Coordenador / Eliane Maria Foleto - Integrante / André Weissheimer de Borba - Integrante.
2016 - Atual
AÇÕES CONTINUADAS DE VALORIZAÇÃO DA GEODIVERSIDADE E DO PATRIMÔNIO GEOLÓGICO DO MUNICÍPIO DE CAÇAPAVA DO SUL (RS, BRASIL) NAEDUCAÇÃO FORMAL E NÃO FORMAL - "caçapava geo.escola fase 2"
Descrição: O projeto pretende levar três tipos principais de ações e produtos de geoeducação (ou educação geopatrimonial) ao município gaúcho de Caçapava do Sul. Através de uma parceria já consolidada entre a UFSM, a Unipampa e a Secretaria Municipal de Educação daquele município, o projeto pretende continuar a oferecer, anualmente: (1) oficinas e cursos de formação e atualização dos professores locais em tópicos relacionados à geodiversidade; (2) material didático complementar ao livro didático com exemplos locais; e (3) ações educativas no ambiente não formal, no formato "geo.dia" ou "dia da geodiversidade", uma jornada de difusão do conhecimento geocientífico e de valorização das características locais. Reúne uma equipe com experiência prévia, adquirida em projeto similar durante o período de 2013 a 2016, e busca uma inserção maior do conhecimento geocientífico na vida das comunidades residentes em áreas pedregosas, como Caçapava do Sul..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Suzane Bevilacqua Marcuzzo - Coordenador / Adriano Severo Figueiro - Integrante / Eliane Maria Foleto - Integrante / André Weissheimer de Borba - Integrante.
2016 - Atual
CENTRO DE EDUCAÇÃO E PESQUISAS AMBIENTAIS CEPA/RPPN ESTADUAL MO´Ã.
Descrição: O modelo de ocupação e de exploração dos recursos naturais desencadeou a necessidade de elaboração de Políticas Públicas de Conservação, impondo restrições para a proteção dos espaços naturais, neste sentido da região central do estado do Rio Grande do Sul, pertencente a Reserva da Biosfera da Mata Atlântica, se destaca como uma área prioritária para instituir estas unidades de conservação, segundo a Política de Estado "RS Biodiversidade", materializada pela proposta do Corredor Ecológico da Quarta Colônia,com abrangência de nove municípios da quarta colônia de colonização Italiana mais Itaara e Santa Maria. Neste contexto, a Reserva Particular do Patrimônio Natural Estadual da Fundação Mo´ã, localiza-se no município de Itaara, como unidade de conservação de proteção integral, de domínio privado, têm por objetivo preservar e conservar a Geodiversidade, promover a educação ambiental, a pesquisa científica e o turismo ecológico, gravada com perpetuidade, por intermédio de termo de compromisso averbado à margem da inscrição no Registro Público de Imóveis. O Objetivo do proprietário, no caso a Fundação Mo´ã, por decisão do Conselho Administrativo é transformar essa área em um Centro Permanente de Educação e Pesquisas Ambientais - CEPA da RPPN Estadual Mo´ã. Para isso, torna-se necessário a implantação de Conselho Gestor e a Elaboração do Plano de Manejo, que deverá através de um diagnóstico propor as zonas para o desenvolvimento das ações necessárias a conservação, preservação e possíveis usos da área, seguindo a metodologia para elaboração de Plano de manejo proposta pelo ICMbio (2015). A questão que envolve a implantação de Unidades de Conservação é a sua efetiva consolidação, historicamente o Brasil foi instituindo Unidades no país inteiro para atender aos índices definidos nas convenções internacionais, o que levou o Brasil a ser o país que mais instituía unidades na década de 80 e 90, mas que de fato não se consolidaram, isso pode ser comprovado pelos indicadores do Cadastro Nacional e o Estadual de Unidades de conservação onde uma minoria de Unidades têm seu principal instrumento de Planejamento que é o plano de Manejo implantado. Para a efetiva consolidação há necessidade de divulgar e informar a sociedade da importância das UCs, instituir o conselho gestor com representantes do entorno da área, que definirá as diretrizes e objetivos para a elaboração do Plano de Manejo, principal instrumento de planejamento da Unidade.. Para a implantação dos Planos de manejo torna-se necessário informar e implantar os Conselhos Gestores, estes deverão garantir a participação e controle social na gestão. Os Conselhos podem ser consultivos ou deliberativos e dentre as atribuições dos Conselhos Gestores estão: Acompanhar a elaboração, implementação do Plano de Manejo; buscar a integração da unidade de conservação com as demais unidades e espaços territoriais especialmente protegidos e com o seu entorno (mosaicos); analisar se o orçamento destinado a UC esta de acordo com o previsto ;manifestar-se quando da consulta publica, sobre obra ou atividade potencialmente causadora de impacto no interior da unidade de conservação, ou na zona de amortecimento; e propor ações para compatibilizar, integrar e otimizar a relação com a população do entorno ou do interior da unidade. O grande desafio para consolidar as áreas protegidas, está na capacidade do Poder Público informar a sociedade, seus representantes, para que compreendam a importância destas Áreas para proteger os ecossistemas, que ainda apresentam características naturais. A resistência da sociedade deve-se a restrição de uso de parte das propriedades privadas, sem o entendimento do serviço ambiental prestado por ecossistemas naturais. As ações serão desenvolvidas para Transformar a área da Reserva Particular do Patrimônio Natural Estadual Mo´ã, em um Centro de Educação e Pesquisas Ambientais RP.
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) .
Integrantes: Suzane Bevilacqua Marcuzzo - Integrante / Adriano Severo Figueiro - Integrante / Eliane Maria Foleto - Coordenador / André Weissheimer de Borba - Integrante.
2016 - Atual
PLANEJAMENTO E GESTÃO DE RESERVAS PARTICULARES DO PATRIMÔNIO NATURAL NO CORREDOR ECOLÓGICO DA QUARTA COLÔNIA, SUL DO BRASIL
Descrição: A participação da iniciativa privada na conservação da natureza é uma prática comum em muitos países.Por sua vez, são os inúmeros fatores relevantes sobre o papel das RPPNs para a conservação da biodiversidade, tais como serem aliadas na proteção do entorno das UCs públicas entre outros. Entretanto, na região central do Rio Grande do Sul, em virtude do Corredor Ecológico da Quarta Colônia, o aspecto de maior importância da RPPN baseia-se em buscar garantir a funcionalidade da paisagem, conectando áreas reduzidas de pequenos fragmentos, as RPPNs tem o papel de atuar como stepping stones, tornando a paisagem mais permeável e diminuindo o isolamento de grupos e populações de diversos táxons. este programa tem por objetivo mobilizar a construção participativa da comunidade dos municípios de Itaara, Silveira Martins, Agudo e São João do Polesine inseridos no Corredor Ecológico da Quarta Colônia, na elaboração de subsídios para criação e implantação de RPPNs em seu território..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) .
Integrantes: Suzane Bevilacqua Marcuzzo - Coordenador / Adriano Severo Figueiro - Integrante / Eliane Maria Foleto - Integrante / André Weissheimer de Borba - Integrante.
2015 - Atual
Estratégias de Conservação na região do Corredor Ecológico da Quarta Colônia
Descrição: Avaliar o potencial e monitorar ações sustentáveis no Corredor Ecológico da Quarta Colônia, bem como trilhas interpretatívas e uso público nas propriedádes rurais do território..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: Suzane Bevilacqua Marcuzzo - Coordenador.Financiador(es): Universidade Federal de Santa Maria - Bolsa.
2014 - Atual
Implantação do Centro Vocacional Tecnológico em Agroecologia, Agrobiodiversidade e Sustentabilidade
Descrição: A proposta deimplantação de um Centro Vocacional Tecnológico em Agroecologia, Agrobiodiversidade e Sustentabilidade, na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM),objetiva, por meio da articulação de esforços com diversas instituições parceiras (Instituto Federal Farroupilha - Campus Jaguari, EMATER/RS-ASCAR, Centro de Apoio ao Pequeno Agricultor - Santa Cruz do Sul, Secretarias de Estado de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo e de Agricultura, Pecuária e Agronegóciodo Rio Grande do Sul, e SecretariasMunicipais de Educação e de Proteção Ambiental de Santa Maria), sensibilizar e capacitar agricultores familiares e gestores públicos, bem como qualificar a formação de recursos humanos capazes de aumentar a competência tecnológica e científica, de maneira a ampliar a sustentabilidade e a competitividade dos sistemas de produção de base ecológica no Território da Cidadania Central do RS. A proposta está comprometida com o desenvolvimento regional e, simultaneamente, com a conservação e manejosustentáveldos biomas Mata Atlântica e Pampa em área do território gaúcho ocupada por 13 municípios, 10 dos quais integram, simultaneamente, a Quarta Colônia da Imigração Italiana.Adicionalmente, 11 dos municípios fazem parte do bioma Mata Atlântica, enquanto, outros dois, integram o bioma Pampa. A temática integradora das ações previstas - dotadas de caráter multi e interdisciplinar, com abordagem participativa e orientadas pelo enfoque agroecológico - será a contaminação ambiental por resíduos de compostos químicos de origem agrícola e industrial, problemática amplamente registrada na literatura científica e, igualmente, em nível regional, por estudos anteriores realizados pela equipe executora da presente proposta. A aplicação de praguicidas na agricultura contamina o solo, o ar, a água, bem como as flores das quais as abelhas - organismos que percorrem diariamente uma área considerável em torno de suas colmeias - coletam o néctar para a produção de mel. Adicionalmente, resíduos de agrotóxicos podem ser agentes etiológicos de doenças registradas em seres humanos, como câncer de mama e próstata, má-formação fetal, cáries, entre outros. Consequentemente, mel, grãos de feijão e milho, e água, provenientes de unidades de produção agrícola familiar, localizadas nos municípios alvo serão utilizados como bioindicadorespara avaliar a contaminação ambiental, no presente projeto. Em decorrência dessa contaminação ambiental, as práticas de agricultura de base ecológica não podem garantir a ausência total de resíduos desses compostos químicos, uma vez que a atual legislação brasileirapermite, até mesmo, a produção paralela nas unidades de produção e estabelecimentos onde haja cultivo, criação ou processamento de produtos orgânicos durante o período de conversão. Período, inclusive, variável, de acordo com o tipo de exploração e a utilização anterior da unidade, considerada a situação socioambiental atual. Essa condição é extremamente preocupante, dada a persistência de alguns tipos de resíduos, como é o caso de compostos clorados, alguns dos quais foram proibidos há mais de 25 anos (heptacloro e endrin), e cuja presença foi detectada em amostras de mel produzidos na região central do RS, em 2013,por membros da equipe da presente proposta. Da mesma maneira, serão investigadas eventuais correlações entre a composição química e a presença de resíduos de compostos químicos de origem agrícola e industrial em grãos de cultivares crioulas de feijão e milho. São solicitados,na presente proposta,R$ 599.999,00 para a realização,simultânea às ações de pesquisa já mencionadas, de atividades de formação, qualificação e socialização de conhecimento baseadas em uma ação pedagógica coerente com o público alvo envolvido, que inclui desde acadêmicos, professores, agricultores, agricultoras e jovens agricultores, agentes de assistência técnica, pesquisadores..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (15) / Mestrado acadêmico: (5) / Doutorado: (5) .
Integrantes: Suzane Bevilacqua Marcuzzo - Integrante / Marlove Brião Muniz - Coordenador / Lia Rejane Reiniger - Integrante.
2014 - Atual
Programa de Manutenção do Núcleo em Agroecologia, Agrobiodiversidade e Sustentabilidade: construção e socialização de conhecimentos e práticas no Território de Cidadania Central - RS
Descrição: No contexto atual a agricultura brasileira, embora tenha se mostrado produtiva e cada vez mais inserida no mercado de commodities agrícolas, no entanto também tem sido altamente consumidora de insumos agroquímicos, sementes geneticamente modificadas, mecanização agrícola de grande porte, e, acima de tudo dependente dos recursos naturais não renováveis. As consequências deste modelo de agricultura são nefastas, tanto do ponto de vista social, cultural, como ambiental e econômico, atingindo especialmente os agricultores familiares menos capitalizados, que são majoritariamente a população rural do Brasil. Este projeto tem como objetivo geral a manutenção e o fortalecimento do Núcleo de Agroecologia, Agrobiodiversidade e Sustentabilidade (NEA), antes denominado "Rede de Agroecologia Terra Sul" que fora implementado mediante o deferimento do edital MDA/SAD/CNPQ - N 58/2010 visando o fortalecimento de núcleos de pesquisa, extensão e ensino em Agroecologia. Assim, este projeto busca fortalecer as parcerias entre as instituições públicas de ensino com as organizações de assistência técnica e extensão rural, promovendo a extensão, a pesquisa e o monitoramento de sustentabilidade em propriedades rurais familiares de forma participativa. Como objetivos específicos o projeto busca: 1) consolidar as parcerias entre a Universidade Federal de Santa Maria, Instituto Federal Farroupilha, Empresa EMATER-RS/ASCAR, Centro de Apoio ao Pequeno Agricultor e Grupos de agricultores familiares ecologistas; 2) constituir um fórum permanente de Agroecologia..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (15) / Mestrado acadêmico: (5) / Doutorado: (5) .
Integrantes: Suzane Bevilacqua Marcuzzo - Integrante / Marlove Brião Muniz - Integrante / Lia Rejane Reiniger - Coordenador.


Revisor de periódico


2009 - Atual
Periódico: Ciência Florestal (UFSM. Impresso)
2013 - 2013
Periódico: revista Floresta - UFPR
2013 - Atual
Periódico: revista Hoehnea


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia.
2.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Florestais e Engenharia Florestal.
3.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Ecologia Aplicada/Especialidade: recuperação de áreas degradadas.
4.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Manejo e conservação de áreas protegidas.


Idiomas


Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2014
Patronesse da Turma 2014/1 do curso superior de Tecnologia em Gestão Ambiental, Universidade Federal de Santa Maria.
2013
Paraninfa da turma 2013/2 do curso superior de Tecnologia em Gestão Ambiental, Universidade Federal de Santa Maria.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
TURCHETTO, F.2018TURCHETTO, F. ; ARAÚJO, MARISTELA MACHADO ; MARCUZZO, S. B. ; BERGAETTI, A. L. ; RORATO, D. G. ; GRIEBELER, A. M. ; BARBOSA, F. M. . Impact of seedling removal on natural regeneration in southern atlantic forest remnant. Cerne, v. 24, p. 98-105, 2018.

2.
MARCUZZO, S. B.2015MARCUZZO, S. B.; SILVEIRA, V. ; LOPES, E. ; MINUZZI, T. . Trilhas interpretativas, uma ferramenta eficiente para educação ambiental. Educação Ambiental em Ação, v. 13, p. 1-9, 2015.

3.
MARCUZZO, S. B.2015MARCUZZO, S. B.; ARAUJO, M. M. ; GASPARIN, E. . Plantio de espécies nativas para restauração de áres em unidades de conservação: um estudo de caso no sul do Brasil. Floresta (UFPR. Impresso), v. 45, p. 129-140, 2015.

4.
MARCUZZO, SUZANE BEVILACQUA2014MARCUZZO, SUZANE BEVILACQUA; ARAÚJO, MARISTELA MACHADO ; RORATO, DANIELE GUARIENTI ; MACHADO, JESSICA . Comparação entre áreas em restauração e área de referência no Rio Grande do Sul, Brasil. Revista Árvore (Impresso), v. 38, p. 961-972, 2014.

5.
MARCUZZO, S. B.;MARCUZZO, SUZANE BEVILACQUA2013MARCUZZO, S. B.; GANADE, G. ; ARAUJO, M. M. ; Muniz, B.M . Comparação da eficácia de técnicas de nucleação para restauração de área degradada no sul do Brasil. Floresta (Online) (Curitiba), v. 43, p. 39-48, 2013.

6.
MARCUZZO, SUZANE BEVILACQUA2013MARCUZZO, SUZANE BEVILACQUA; ARAÚJO, MARISTELA MACHADO ; LONGHI, SOLON JONAS . Estrutura e relações ambientais de grupos florísticos em fragmento de floresta estacional subtropical. Revista Árvore (Impresso), v. 37, p. 275-287, 2013.

7.
Walker, C2011Walker, C ; ARAUJO, M. M. ; MACIEL, C. G. ; MARCUZZO, S. B. . Viveiro Florestal: evolução tecnológica e legalização. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, v. 5, p. 08, 2011.

Capítulos de livros publicados
1.
JASKULSKI, L. ; HOPPE, M. ; MARCUZZO, S. B. . Subsídios para criação de Reserva Particular de Patrimônio Natural (RPPN) no Sul do Brasil. In: Patricia Michele da Luz. (Org.). Ecologia, evolução e diversidade. 1ed.Ponta Grossa: Atena, 2018, v. 1, p. 208-219.

2.
MARCUZZO, S. B.; VIEIRA, M. . Biodiversidade e restauração de áreas degradadas. In: Lorenzi Júnior, D.; Bobsin, D.; Sonza, I. B.; Traverso, L. D.. (Org.). Desafios da gestão:interfaces do turismo, agronegócio e meio ambiente. 1ed.Santa Maria: CESMA, 2015, v. 2, p. 273-288.

3.
MARCUZZO, S. B.; VIEIRA, M. . Ecological Restoration in Conservation Units. In: Yueh- Hsin Lo; Juan A. Blanco; Schovonlal. (Org.). Biodiversity in Ecosystems - Linking Structure and Function. 1ed.Rijeka: InTech - Open Access Publisher, 2015, v. , p. 511-527.

4.
MARCUZZO, S. B.; ARAUJO, M. M. . As trilhas ecológicas como alternativa para o ecoturismo. In: Rovedder, A.; Osório Filho, B.; Canto-Silva, C.; Duarte, T. S. (Org.). Suporte tecnológico para o desenvolvimento regional: registros de uma experiência em extensão universitária. 1ed.Santa Maria: Pallotti, 2011, v. 1, p. 28-39.

5.
MARCUZZO, S. B.; ARAUJO, M. M. . Importância e manejo da arborização urbana na qualidade de vida. In: Rovedder, A.; Osório Filho, B.; Canto-Silva, C.; Duarte, T. S. (Org.). Suporte Tecnológico para o desenvolvimento regional: registros de uma experiência em extensão universitária. 1ed.Santa Maria: Pallotti, 2011, v. 1, p. 135-147.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
MARCUZZO, S. B.; AVILA, M. D. ; MAZUI, M. ; LOPES, E. . Ferramentas participativas para a investigação, planejamento, monitoramento e avaliação do uso público em trilhas interpretativas, Brasil. In: X Convención Internacional sobre Medio Ambiente y Desarrollo e IX Congresso de Áreas Protegidas, 2015, Havana - Cuba. X Convención Internacional sobre Medio Ambiente y Desarrollo. Havana: AMA, 2015. v. 1. p. 1-826.

2.
Redin,C ; MARCUZZO, S. B. ; Rorato, D . Análise do padrão de distribuição de Cupania vernalis Camb. em regeneração natural de Floresta Est. Decidual. In: II Simpósio de Ciência e Tecnologia da Madeira, 2010, Rio de Janeiro. II Simpósio de Ciência e Tecnologia da Madeira, 2010.

3.
Magistrali,P ; ARAUJO, M. M. ; MARCUZZO, S. B. . Desenvolvimento de mudas de Enterolobium contortisiquum em diferentes proporções de casca de arroz carbonizada. In: II Simpósio de Ciência e Tecnologia da Madeira, 2010, Rio de Janeiro. II Simpósio de Ciência e Tecnologia da Madeira, 2010.

4.
MARCUZZO, S. B.; GANADE, G. ; MAHLER JR., J. K. F. ; ARAUJO, M. M. ; Sccoti, Marta . Uso de Poleiros artificiais na restauração de área degradada no município de Porto Alegre, RS.. In: Congresso Iberoamericano e do Caribe sobre Restauração Ecológica, 2009, Curitiba. Congresso Iberoamericano e do Caribe sobre Restauração Ecológica, 2009.

5.
MARCUZZO, S. B.; C.PAZ, I. . Avaliação do tratamento de água de irrigação em viveiro florestal mediante parâmetros físico-quimicos e microbiológicos. In: 10° Congresso Florestal Estadual I° Seminário Meercosul da Cadeia Madeira Florestas, Silvicultura e Mudanças Climáticas, 2008, Nova Prata/RS. 10° Congresso Florestal Estadual I° Seminário Meercosul da Cadeia Madeira Florestas, Silvicultura e Mudanças Climáticas, 2008.

6.
MARCUZZO, S. B.. Embalagem biodegradável para produção de mudas florestais. In: 10° Congresso Florestal Estadual I° Seminário Meercosul da Cadeia Madeira Florestas, Silvicultura e Mudanças Climáticas, 2008, Nova Prata/RS. 10° Congresso Florestal Estadual I° Seminário Meercosul da Cadeia Madeira Florestas, Silvicultura e Mudanças Climáticas, 2008.

7.
ARAUJO, M. M. ; LONGHI, S. J. ; MARCUZZO, S. B. . Aspectos Fitossociológicos de três sub-formações florísticas encontradas em fragmento de Floresta Estacional Decidual Ripária, Cachoeira do Sul, RS, Brasil. In: 3° Simpósio Latino Americano sobre Manejo Florestal, 2004, Santa Maria. 3° Simpósio Latino Americano sobre Manejo Florestal. Santa Maria: Editora da UFSM, 2004. v. 1.

8.
ARAUJO, M. M. ; A.OLIVEIRA, F. ; MARCUZZO, S. B. . Acondicionamento alternativo para sementes de Mogno (Swietenia macrophylla KING). In: Ciclo de Atualização Florestal do Cone-Sul, 1999, Santa Maria. Ciclo de Atualização Florestal do Cone-Sul. Santa Maria: Editora da UFSM, 1999. v. 1. p. 281-289.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
ALVES, A. F. ; GIULIANI, C. S. ; PISSININ, D. ; MARCUZZO, S. B. ; ROSA, V. P. ; CIROLINI, A. . Linguiça toscana com adição de pimenta-rosa e redução de sódio. In: XXI Simpósio de Ensino e Extensão, 2017, Santa Maria. XXI Simpósio de Ensino e Extensão, 2017.

2.
ALVES, A. F. ; GIULIANI, C. S. ; MARCUZZO, S. B. ; ROSA, V. P. ; CIROLINI, A. . Elaboração de polpa e doce cremoso de uvaia e butiá. In: XXI Simpósio de Ensino e Extensão SEPE, 2017, Santa Maria. XXI Simpósio de Ensino e Extensão SEPE, 2017.

3.
MARCUZZO, S. B.; LOPES, E. ; MAZUI, M. . Planejamento e adequação de trilhas no Corredor Ecológico da Quarta Colônia, RS. In: I Simpósio de Geografia Del Cono Sur, 2015, Montevideo - Uruguai. I Simpósio de Geografia Del Cono Sur. Montevideo, 2015. v. 1. p. 1-300.

4.
Sccoti, Marta ; ARAUJO, M. M. ; LONGHI, S. J. ; MARCUZZO, S. B. . Regeneração natural de um remanescente de floresta estacional decidual. In: III Congresso Latino Americano de Ecologia, 2009, São Lourenço. III Congresso Latino Americano de Ecologia, 2009.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
FAGUNDES, M. B. ; WAGNER, R. ; MARCUZZO, S. B. ; FACCHI, M. M. X. ; VENDRUSCULO, R. G. ; FALK, R. B. . Determinação de compostos terpênicos do óleo essencial da Schinus terebinthifolius RADDI. In: 32° Jornada Acadêmica Integrada - JAI, 2017, Santa Maria. 32° Jornada Acadêmica Integrada - JAI, 2017.

2.
HOPPE, M. ; PRUNZEL, T. S. ; MARCUZZO, S. B. . DIAGNÓSTICO PARTICIPATIVO PARA CRIAÇÃO DE RPPNS NO CORREDOR ECOLÓGICO DA QUARTA COLÔNIA, RS. In: 32° Jornada Acadêmica Integrada - UFSM, 2017, Santa Maria. 32° Jornada Acadêmica Integrada, 2017.

3.
JASKULSKI, L. ; HOPPE, M. ; LOURENCO, M. H. ; RANGEL, T. ; MARCUZZO, S. B. . SUBSÍDIOS PARA CRIAÇÃO DE RESERVA PARTICULAR DE PATRIMÔNIO NATURAL (RPPN) NO SUL DO BRASIL. In: XIII Congresso de Ecologia do Brasil III International Symposium of Ecology and Evolution, 2017, Viçosa. XIII Congresso de Ecologia do Brasil III International Symposium of Ecology and Evolution, 2017.

4.
JASKULSKI, L. ; HOPPE, M. ; LOURENCO, M. H. ; RANGEL, T. ; MARCUZZO, S. B. . ESPÉCIES DE AVES E DE FLORA ARBÓREA COMO SUBSÍDIOS PARA CRIAÇÃO DE RPPN NO DISTRITO DE VALE VÊNETO EM SÃO JOÃO DO POLÊSINE, RS. In: 32° Jornada Acadêmica Integrada JAI/UFSM, 2017, Santa Maria. 32° Jornada Acadêmica Integrada JAI/UFSM, 2017.

5.
FACCHI, M. M. X. ; WAGNER, R. ; VENDRUSCOLO, R. G. ; FAGUNDES, M. B. ; MARCUZZO, S. B. . Caracterização da fração lipídica da pimenta rosa (Schinus terebinthifolius Raddi). In: 32° Jornada Acadêmica Integrada JAI, 2017, Santa Maria. 32° Jornada Acadêmica Integrada JAI, 2017.

6.
AVILA, M. D. ; MARCUZZO, S. B. ; MINUZZI, T. D. ; LOPES, E. ; SPECHT, S. . Trilhas interpretativas no Parque Estadual Quarta Colônia. In: Jornada Acadêmica Integrada, 2014, Santa Maria. Jornada Acadêmica Integrada - JAI, 2014.

7.
MARCUZZO, S. B.; THOMAS, R. . Substratos para produção de mudas de Eucalyptus sp. In: XI Congresso Brasileiro de Fisiologia, 2007, Gramado/RS. XI Congresso Brasileiro de Fisiologia, 2007.

8.
MARCUZZO, S. B.; GANADE, G. . Diversidade, regeneração e efeito de borda em um fragmento de floresta no município de Porto Alegre, RS, Brasil. In: 55° Congresso de Botânica, 2004, Viçosa/MG. 55° Congresso de Botânica, 2004.

9.
ARAUJO, M. M. ; LONGHI, S. J. ; MARCUZZO, S. B. . Fenologia de espécies arbóreas em fragmento de floresta estacional decidual ripária, Cachoeira do Sul, RS, Brasil.. In: 54° Congresso de Botânica, 2003, Belém/PA. 54° Congresso de Botânica, 2003.

10.
MARCUZZO, S. B.. Trilhas interpretativas em fragmentos florestais no minucípio de Porto Alegre. In: VII Congresso Brasileiro de Arborização Urbana, 2003, Belém. VII Congresso Brasileiro de Arborização Urbana, 2003.

11.
ARAUJO, M. M. ; LONGHI, S. J. ; MARCUZZO, S. B. . Aspectos estrutural e fitossociológico de fragmentos de mata ciliar, Cachoeira do Sul, RS. In: V Congresso de Ecologia do Brasil, 2001, Porto Alegre. V Congresso de Ecologia do Brasil, 2001.

Apresentações de Trabalho
1.
MARCUZZO, S. B.. Unidades de Conservação e Serviços Ambientais. 2018. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

2.
MARCUZZO, S. B.. Biomas e Florestas do Brasil. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
MARCUZZO, S. B.. Unidades de Conservação do Brasil. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
MARCUZZO, S. B.. Efetividade de Unidades de Conservação. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
MARCUZZO, S. B.. Unidades de Conservação particulares: estudo de caso de RPPNs na região central do RS. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
MARCUZZO, S. B.; AMARAL, G. M. ; STROJAKI, T. V. ; LIBERALESSO, T. ; CECONI, D. E. ; SILVEIRA, A. O. . AVALIAÇÃO DO PROCESSO DE RESTAURAÇÃO DE UM FRAGMENTO DE MATA CILIAR NA REGIÃO DE SANTA MARIA-RS. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
MARCUZZO, S. B.; BRIAO, A. ; HOPPE, M. ; LOURENCO, M. H. ; JASKULSKI, L. ; RANGEL, T. . PLANEJAMENTO DE TRILHAS EM UNIDADES DE CONSERVAÇÃO MUNICIPAIS NO RS. 2017. (Apresentação de Trabalho/Outra).

8.
MARCUZZO, S. B.; LOPES, E. ; MAZUI, M. . PLANEJAMENTO E ADEQUAÇÃO DE TRILHAS NO CORREDOR ECOLÓGICO DA QUARTA COLÔNIA, RS. 2015. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

9.
MARCUZZO, S. B.. Trilhas ecológicas e turismo rural em pequenas propriedades. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

10.
MARCUZZO, S. B.. Frutíferas nativas do RS, usos e benefícios. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

11.
MARCUZZO, S. B.; ARAUJO, M. M. ; KRUGEL, M. M. ; SILVEIRA, A. O . Fauna epiedáfica em áreas com diferentes estágios de recuperação. 2014. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

12.
MARCUZZO, S. B.. Princípios técnicos para restauração de matas ciliares. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

13.
MARCUZZO, S. B.. Legislação Florestal - Lei da Mata Atlântica. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

14.
MARCUZZO, S. B.. Usos e benefícios de espécies nativas da flora do RS. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

15.
MARCUZZO, S. B.. Sistemas Agroflorestais na Biodiversidade. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

16.
MARCUZZO, S. B.. Legislação Florestal aplicada a restauração de áreas degradadas, reserva legal e áreas de preservação permanente. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

17.
MARCUZZO, S. B.. Planejamento de áreas protegidas. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

18.
MARCUZZO, S. B.. Contextualização da Biodiversidade. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

19.
MARCUZZO, S. B.. Sistemas Agroflorestais na Biodiversidade. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

20.
MARCUZZO, S. B.. Implantação de unidades de conservação. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

21.
MARCUZZO, S. B.. Recuperação de áreas degradadas: técnicas e métodos. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

22.
MARCUZZO, S. B.; GANADE, G. ; MAHLER JR., J. K. F. ; ARAUJO, M. M. ; Sccoti, Marta . Congresso Iberoamericano e do Caribe sobre Restauração Ecológica. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

23.
MARCUZZO, S. B.. Plano de Manejo de Unidades de Conservação. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

24.
MARCUZZO, S. B.. Unidades de Conservação. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

25.
MARCUZZO, S. B.. O significado da arborização urbana para a qualidade de vida nas cidades. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

26.
MARCUZZO, S. B.. Uma nova alternativa de renda a partir de trilhas ecológicas. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

27.
MARCUZZO, S. B.; ROSA, O. P. . Embalagem biodegradável na produção de mudas florestais. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

28.
MARCUZZO, S. B.. Produção de mudas clonais de Eucalyptus sp. 2007. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

29.
MARCUZZO, S. B.. Viveiro florestal. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

30.
MARCUZZO, S. B.; THOMAS, R. . Substratos para produção de mudas de eucalytus sp. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

31.
MARCUZZO, S. B.. Plano de Manejo do Parque Estadual do Turvo/RS. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

32.
MARCUZZO, S. B.. Identificação de espécies florestais do Rio Grande do Sul. 2004. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

33.
MARCUZZO, S. B.; GANADE, G. ; JARENKOW, J. A. . Diversidade, regeneração e efeito de borda em um fragmento de floresta na área urbana do município de Porto Alegre. 2004. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

34.
MARCUZZO, S. B.. Proteção ao Meio Ambiente. 1992. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
MARCUZZO, S. B.; MAHLER JR., J. K. F. ; FERREIRA, S. B. ; VASCONCELLOS, J. M. . Plano de Manejo do Parque Estadual do Turvo. 2005.

Trabalhos técnicos
1.
MARCUZZO, S. B.. Levantamento de fauna e flora e Capacidade de Carga de trilha para criação do Parque Municipal Monte Grappa. 2016.


Demais tipos de produção técnica
1.
MARCUZZO, S. B.. Interpretação Ambiental e Visitação Pública em Unidades de Conservação. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
MARCUZZO, S. B.. Biodiversidade e desenvolvimento sustentável. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

3.
MARCUZZO, S. B.. Temas de Biodiversidade. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

4.
MARCUZZO, S. B.. Sistemas agroflorestais e desenvolvimento sustentável. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

5.
MARCUZZO, S. B.. Crescimento e Alternagem na produção de mudas de Pinus sp e Eucalyptus sp. 2008. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - apresentação em powerpoint).

6.
MARCUZZO, S. B.. Pomar de sementes de Pinus taeda. 2008. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - apresentação em powerpoint).

7.
MARCUZZO, S. B.. Manutenção de Mini-Jardim Clonal de Eucalyptus sp. 2008. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - apresentação em powerpoint).

8.
MARCUZZO, S. B.. Doenças e pragas em viveiros florestais. 2008. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - apresentação em powerpoint).

9.
MARCUZZO, S. B.. Trilhas Interpretativas. 2008. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - apresentação em powerpoint).

10.
MARCUZZO, S. B.. Adubação de cobertura em mudas de Eucalyptus sp. 2007. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - apresentação em powerpoint).

11.
MARCUZZO, S. B.. Certificações florestais. 2007. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - apresentação em powerpoint).

12.
MARCUZZO, S. B.. Mini Jardim clonal de Eucalypus sp. 2007. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - apresentação em powerpoint).

13.
MARCUZZO, S. B.. Produção de mudas de Eucalyptus sp por semente. 2007. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - apresentação em powerpoint).

14.
FERREIRA, S. B. ; MARCUZZO, S. B. . Plano de Manejo de Itapeva. 2007. (Plano de Manejo de Unidades de Conservação).

15.
MARCUZZO, S. B.. Identificação de espécies florestais. 2006. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - apresentação em powerpoint).

16.
FERREIRA, S. B. ; MARCUZZO, S. B. ; MAHLER JR., J. K. F. ; VASCONCELLOS, J. M. . Plano de Manejo do Parque Estadual do Turvo. 2005. (Plano de Manejo de Unidades de Conservação).

17.
MARCUZZO, S. B.. Arborização Urbana. 2004. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

18.
MARCUZZO, S. B.; PUENTE, A. D. ; OLIVEIRA, F. B. ; CONCLI, G. ; PICCOLI, L. A. ; SANCHOTENE, M. C. ; STOLZENBERG, V. . Coletânea de Arborização Urbana. 2004. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - apostila).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
KAISER, D. R.; MARCUZZO, S. B.; VIEIRA, R. C. B.. Participação em banca de Caren Daiana Perius Webler. Estabelecimento de plântulas e atributos do solo em diferentes técnicas de restauração florestal. 2018. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Ambiente e Tecnologias Sustentáveis) - Universidade Federal da Fronteira Sul.

2.
SILVEIRA, A. O.; SILVA, D. M.; MARCUZZO, S. B.. Participação em banca de Gilnéia Mello do Amaral. Monitoramento da recuperação em um fragmento de mata ciliar no município de Santa Maria-RS. 2017. Dissertação (Mestrado em Engenharia Ambiental) - Universidade Federal de Santa Maria.

3.
FIGUEIRO, A. S.; RODRIGUES, K. A.; MARCUZZO, S. B.. Participação em banca de Djulia Regina Ziemann. Proposta geoparque Quarta Colônia/RS: Estratégias de geoconservação para o desenvolvimento local. 2016. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal de Santa Maria.

4.
SILVEIRA, G. L.; PERELLO, L. F.; MARCUZZO, S. B.. Participação em banca de Karla Campagnolo. Área de preservação permanente de um rio e análise do código florestal brasileiro. 2013. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) - Universidade Federal de Santa Maria.

Teses de doutorado
1.
LONGHI, S. J.; SILVEIRA, B. D.; CECONI, D.; FLOSS, P. A.; MARCUZZO, S. B.. Participação em banca de Ana Claudia Bentancor Araujo. Mecanismos de regeneração natural, padrões ecológicos e fitossociológicos de um remanescente de mata ciliar no Bioma Pampa, Rio Grande do Sul. 2016. Tese (Doutorado em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Santa Maria.

2.
LONGHI, S. J.; PEDRON, F. A.; JARENKOW, J. A.; VACCARO, S.; MARCUZZO, S. B.. Participação em banca de Ricardo de Vargas Kilca. A sucessão secundária na Floresta Estacional Subtropical do Rio Grande do Sul, Brasil. 2014. Tese (Doutorado em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Santa Maria.

Qualificações de Doutorado
1.
LONGHI, S. J.; BOLIGON, A. A.; Sccoti, Marta; FORTES, F. O.; MARCUZZO, S. B.. Participação em banca de Francieli de Fatima Missio. Estrutura fitossociológica e análise funcional de um fragmento de floresta estacional decidual secundário no sul do Brasil. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Santa Maria.

2.
SCHUMACHER, M. V.; BRUN, E. J.; VOGEL, H. L. M.; VIEIRA, M.; MARCUZZO, S. B.. Participação em banca de Grasiele Dick. Ciclagem biogeoquímica de nutrientes em povoamento de eucalyptus Dunnii Maiden submetido a diferentes quantidades de fertilizante. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Santa Maria.

3.
FOLETO, E. M.; PIPPI, L. G. A.; CRUZ, R. C.; CRISTO, S. S. V.; MARCUZZO, S. B.. Participação em banca de Fernanda Maria Follmann. Áreas Prioritárias a conservação ambiental em Santa Maria/RS: estratégias para efetivação da sustentabilidade ambiental. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Santa Maria.

4.
FIGUEIRO, A. S.; BORBA, A. W.; BECKER, E. L. S.; NASCIMENTO, M. A. L.; MARCUZZO, S. B.. Participação em banca de Simone Marafiga Degrandi. Patrimônio e desenvolvimento territorial endógeno:desafios e perspectivas para a criação do Geoparque Caçapava do Sul, RS. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Geografia) - Universidade Federal de Santa Maria.

5.
ARAUJO, M. M.; SALDANHA, C. W.; BRONDANI, G. E.; Muniz, B.M; MARCUZZO, S. B.. Participação em banca de Daniele Rodrigues Gomes. Qualidade ecofisiológica de unidade-semente múltipla, produção de mudas e desenvolvimento inicial de Balfourodendron riedelianum. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Santa Maria.

Qualificações de Mestrado
1.
FOLETO, E. M.; FIGUEIRO, A. S.; MARCUZZO, S. B.; COSTA, F. S.. Participação em banca de Letícia Ramires Corrêa. Proposta de um programa interpretativo para Reserva Particular do Patrimônio Natural Estadual MOÃ. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Geografia) - Universidade Federal de Santa Maria.

2.
MARCUZZO, S. B.; SILVEIRA, A. B.; HOFMANN, G. S.; BORDIGNON, S. A. L.. Participação em banca de Marilaine Silva de Lima. Estratégias de Manejo da Espécie exótica invasora Hovenia dulcis Thunb, na Reserva Biológica Mata Paludosa. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Avaliação de Impactos Ambientais em Mineração) - Universidade La Salle - Canoas.

3.
SILVEIRA, A. O.; MARCUZZO, S. B.; CECONI, D.. Participação em banca de Gilnéia Mello do Amaral. Monitoramento da restauração em um fragmento da mata ciliar na Sanga Lagoão do Ouro, Santa Maria. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Engenharia Ambiental) - Universidade Federal de Santa Maria.

Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização
1.
PEREIRA FILHO, W.; PRADO, D. A.; SANTOS, F. C.; MARCUZZO, S. B.. Participação em banca de Caroline Lorenci Mallmann. Aplicação do índice de vegetação por diferença normalizada (NVDI) para caracterização e quantificação da cobertura florestal ocorrente no Parque Estadual Quarta Colônia, RS. 2014. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em geomática) - Universidade Federal de Santa Maria.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
ZARNOTT, A. V.; MARCUZZO, SUZANE BEVILACQUA; BELLE, A. R.. Participação em banca de Marcelo Bonilla Coracini.Sistemas agroflorestais: uma abordagem conceitual, ecológica e socioeconômica no Rio Grande do Sul. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Santa Maria.

2.
FIGUEIRO, A. S.; FOLETO, E. M.; MARCUZZO, S. B.. Participação em banca de Luciane Schneider.Uso e ocupação do solo na zona de amortecimento do Parque Estadual de Itapuã. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal de Santa Maria.

3.
MARCUZZO, S. B.; FREIBERGER JUNIOR, J.; LOVATO, T.. Participação em banca de Marjana Fernanda Hendges Lourenço.Adequação ambiental e criação de RPPN no município de Itaara, RS. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Santa Maria.

4.
MARCUZZO, S. B.; FOLETO, E. M.; BASTOS, M. C. S.. Participação em banca de Thani da Silva Prunzel.A efetividade dos conselhos gestores de unidades de conservação: o caso do Parque Natural Morro do Osso, Porto Alegre, RS. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Santa Maria.

5.
MARCUZZO, S. B.; FELKER, R. M.; DENARDI, L.. Participação em banca de Lutero Lerner.Levantamento preliminar do Monte Grappa, Ivorá - RS. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Santa Maria.

6.
MARCUZZO, S. B.; CECONI, D.; KRUGEL, M. M.. Participação em banca de Alice Briao Bastos.Estudo da erosão no Refúgio de Vida Silvestre São Pedro, Porto Alegre, RS. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Ambiental e Sanitária) - Universidade Federal de Santa Maria.

7.
BEHR, E. R.; WEBER, L. S.; MARCUZZO, S. B.. Participação em banca de Maria Erciria Flores Da Silva.Acompanhamento de atividades realizadas na Fundação MOÃ, estudos e pesquisas para proteção e o desenvolvimento ambiental, Santa Maria, RS. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Santa Maria.

8.
MARCUZZO, S. B.; Krugel, M.M; CECONI, D. E.. Participação em banca de Alice Brião Bastos.Trilhas em unidades de conservação municipais: o caso do Monte Grappa, Ivorrá, RS. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Ambiental e Sanitária) - Universidade Federal de Santa Maria.

9.
MARCUZZO, S. B.; FIGUEIRO, A. S.; FOLETO, E. M.. Participação em banca de Letícia Ramires Corrêa.Proposta de leitura de Reserva Particular do Patrimônio Natural Estadual Moã por meio de uma trilha interpretativa, Itaara, RS. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal de Santa Maria.

10.
MARCUZZO, S. B.; SUTILI, F. J.; PEDRAZZI, C.. Participação em banca de Thani da Silva Prunzel.Reservas Particulares do Patrimônio Natural no Corredor Ecológico da Quarta Colônia. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Santa Maria.

11.
MARCUZZO, S. B.; KRUGEL, M. M.; CECONI, D.. Participação em banca de Alice Briao Bastos.Trilhas em unidades de conservação municipais: o caso do Monte Grappa, Ivorá, RS. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Ambiental e Sanitária) - Universidade Federal de Santa Maria.

12.
BRESSAN, D. A.; MARCUZZO, S. B.; SANTOS, J. C.. Participação em banca de Andressa De Oliveira Becker.Avaliação do Parque Municipal da Pedra do Segredo como Unidade de Conservação no Município de Caçapava do Sul, RS. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Santa Maria.

13.
Krugel, M.M; EISINGER, S. M.; MARCUZZO, S. B.. Participação em banca de Fabrício Schneider Colusso.Avaliação do banco de sementes em área de recuperação no Parque Estadual da Quarta Colônia, Agudo , RS. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Ambiental e Sanitária) - Universidade Federal de Santa Maria.

14.
ARAUJO, M. M.; MARCUZZO, S. B.; AIMI, S. C.. Participação em banca de Viviane Ferraz Da Silveira.Capacidade de carga turística e avaliação de impacto ambiental na trilha caminho das águas, Parque Estadual Quarta Colônia, RS. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Santa Maria.

15.
BRESSAN, D. A.; SILVA, E. L.; MARCUZZO, S. B.. Participação em banca de Tiago Damian Minuzzi.Trilhas interpretativas: uma ferramenta eficiente para educação ambiental. 2013.

16.
BRESSAN, D. A.; SILVA, E. L.; MARCUZZO, S. B.. Participação em banca de Guilherme De Avila Camara.Determinação da superfície do território brasileiro mantida sob diferentes regimes de proteção. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Santa Maria.

17.
ARAUJO, M. M.; RORATO, D. G.; MARCUZZO, S. B.. Participação em banca de Daniele Barbosa Da Costa.Estudo da Fitossociologia e autoecologia de espécies para proposição de recuperação de mata ciliar: um estudo de caso. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Santa Maria.

18.
ARAUJO, M. M.; MARCUZZO, S. B.; Garcia, S. Participação em banca de Gisele Gomez de Oliveira.Produção de mudas e licenciamento florestal na região de Erechim, RS. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em engenharia florestal) - Universidade Federal de Santa Maria.

19.
ARAUJO, M. M.; MARCUZZO, S. B.; Sccoti, Marta. Participação em banca de Paulo Roberto Magistrali.Caracterização morfométrica de frutos e sementes de Solanum mauritianum e análise de sementes. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em engenharia florestal) - Universidade Federal de Santa Maria.

20.
ARAUJO, M. M.; MARCUZZO, S. B.. Participação em banca de Gisele Gomes de Oliveira.Aspectos gerais sobre produção de mudas, implantação e licenciamento para plantio de florestas. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em engenharia florestal) - Universidade Federal de Santa Maria.

21.
ARAUJO, M. M.; MARCUZZO, S. B.; Gasparin,E. Participação em banca de Daniele Rorato.Germinação de sementes e crescimento inicial de mudas de Matayba eleagnoides. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em engenharia florestal) - Universidade Federal de Santa Maria.

22.
MARCUZZO, S. B.. Participação em banca de Cássio Rodrigues Maria.Atividades desenvolvidas na prefeitura de Ipuaçu-SC, em recuperação de mata ciliar. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em engenharia florestal) - Universidade do Oeste de Santa Catarina.

23.
MARCUZZO, S. B.. Participação em banca de Liane Welter.Zoneamento ambiental de dois fragmentos de cerrado, no município de Parnarama-MA. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em engenharia florestal) - Universidade do Oeste de Santa Catarina.

24.
MARCUZZO, S. B.. Participação em banca de Daniela Demarco.Atividades desenvolvidas na Secretaria da Agricultura e Meio Ambiente de Abelardo Luz/SC. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em engenharia florestal) - Universidade do Oeste de Santa Catarina.

25.
MARCUZZO, S. B.. Participação em banca de Josiane Paula Baccin.Atividades desenvolvidas em recuperação de mata ciliar. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em engenharia florestal) - Universidade do Oeste de Santa Catarina.

26.
MARCUZZO, S. B.. Participação em banca de Pablo Pisetta Bona.Avaliação de cepas e acompanhamento de colheita florestal naempresa Remasa Florestadora. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em engenharia florestal) - Universidade do Oeste de Santa Catarina.

27.
ARAUJO, M. M.; MARCUZZO, S. B.; Sccoti, Marta. Participação em banca de Mônica Pissatto.Atividades no âmbito do projeto Tipitamba e raízes da terra na região Bragantina-PA. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em engenharia florestal) - Universidade Federal de Santa Maria.

28.
ARAUJO, M. M.; MARCUZZO, S. B.. Participação em banca de Clair Walker.Viveiro florestal:evolução tecnológica e legislação. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em engenharia florestal) - Universidade Federal de Santa Maria.

29.
ARAUJO, M. M.; MARCUZZO, S. B.; Sccoti, Marta. Participação em banca de Clair Walker.Eco Empreendimentos Ambientais: proodução de mudas clonais. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em engenharia florestal) - Universidade Federal de Santa Maria.

30.
MARCUZZO, S. B.. Participação em banca de Mateus Tomazelli Matté.Prática profissional na prefeitura de Nova Itaberaba-SC. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em engenharia florestal) - Universidade do Oeste de Santa Catarina.

31.
MARCUZZO, S. B.. Participação em banca de Helen Kristyne Zambiasi Debastiani.Relatório de estágio na empresa MHW, Prudentópolis, PR. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em engenharia florestal) - Universidade do Oeste de Santa Catarina.

32.
MARCUZZO, S. B.. Participação em banca de Cassio Rodrigues Maria.Relatório de estágio na área de topografia. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em engenharia florestal) - Universidade do Oeste de Santa Catarina.

33.
MARCUZZO, S. B.. Participação em banca de Alessandro de Oliveira Santos.Estágio supervisionado na empresa Adami S/A Madeiras. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em engenharia florestal) - Universidade do Oeste de Santa Catarina.

34.
ARAUJO, M. M.; MARCUZZO, S. B.; Andrade,C. Participação em banca de Adriana Lisboa Krampe.Monitoramento e controle de qualidade florestal - Votarantin Celulose e Papel. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em engenharia florestal) - Universidade Federal de Santa Maria.

35.
ARAUJO, M. M.; MARCUZZO, S. B.; De Avila, A. Participação em banca de Alcimeli Comin.Desenvolvimento de mudas de Calophyllum brasileiensi sob adubação em viveiro e campo. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em engenharia florestal) - Universidade Federal de Santa Maria.

36.
Pimentel, M; Marchiori,N; MARCUZZO, S. B.. Participação em banca de Enéas Ricardo Konzen.Diversidade genética em populações de Euterpe edulis através de marcadores moleculares. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em engenharia florestal) - Universidade Federal de Santa Maria.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
SPECHT, S.; MARCUZZO, S. B.; MACHADO, E. L.. Resíduos Sólidos, domésticos e industriais/controle da poluição. 2014. Universidade Federal de Santa Maria.

2.
SPECHT, S.; MARCUZZO, S. B.; ELESBAO, I.; BLUME, R.; GREGORI, R.. área de ciências biológicas/ecologia, geociências/geografia física e recursos florestais/conservação da natureza. 2014. Universidade Federal de Santa Maria.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
curso: ecologia e conservação de carnívoros do Parque Estadual do Turvo - RS. 2017. (Outra).

2.
IX Seminário Latino Americano e V Seminário Ibero americano de Geografia Física.Construção Participativa de Sistemas Agroflorestais no Corredor Ecológico da Quarta Colônia, sul do Brasil. 2016. (Seminário).

3.
1° Simposio de Geografia del Cono Sur.Planejamento e Adequação de trilhas no Corredor Ecológico da Quarta Colônia. 2015. (Simpósio).

4.
10° SINRAD - Simpósio Nacional de Recuperação de Áreas Degradadas. 2014. (Simpósio).

5.
III Simpósio Nacional de Áreas Protegidas. 2014. (Simpósio).

6.
Seminário Internacional de Engenharia Natural. 2014. (Seminário).

7.
Seminário Técnico "Agroflorestas e Extrativismo Sustentável". 2013. (Seminário).

8.
Congresso Iberoamericano e do Caribe sobre Restauração Ecológica. Uso de Poleiros artificiais na restauração de área degradada no municipio de Porto Alegre,RS. 2010. (Congresso).

9.
10° Congresso Florestal Estadual. embalagem biodegradável para produção de mudas florestais. 2008. (Congresso).

10.
XI Congresso Brasileiro de Fisiologia. Substratos para produção de mudas de Eucalyptus sp. 2007. (Congresso).

11.
VI Simpósio Nacional e Congresso Latino-Americano sobre Recuperação de Áreas Degradadas. 2005. (Congresso).

12.
55° Congresso Nacional - 26° Encontro Regiional de Botânicos de MG, BA e ES. Estudo da Dinâmica e Estrutura de um Fragmento florestal degradado em uma área urbana no município de Porto Alegre, RS, Brasil. 2004. (Congresso).

13.
2° Simpósio de Áreas Protegidas. 2003. (Simpósio).

14.
Seminário sobre restauração florestal: fundamentos e estudo de caso. 2003. (Seminário).

15.
I Encontro de Arborização Urbana. 1999. (Encontro).

16.
5° Encontro Gaúcho de Engenheiros Florestais. 1998. (Encontro).

17.
Seminário de atualização em licenciamento ambienal. 1998. (Seminário).

18.
V Simpósio Florestal do Rio Grande do Sul. 1998. (Simpósio).

19.
V Semana Acadêmica da Engenharia Florestal. 1997. (Seminário).

20.
7° Congresso Florestal Estadual. 1992. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
WIZNIEWSKY, C. R. F. ; FOLETO, E. M. ; NUMMER, A. V. ; SANDOVAL, A. E. ; DAVID, C. ; MEDEIROS, R. M. V. ; CECHIN, S. T. Z. ; MARCUZZO, S. B. . I Congresso Internacional do Pampa e III Seminário de Sustentabilidade da região da campanha. 2016. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Fabricio Schneider Colusso. Comparação da regeneração natural em diferentes áreas de uso do solo. Início: 2017. Dissertação (Mestrado profissional em Engenharia Ambiental) - Universidade Federal de Santa Maria. (Coorientador).

Tese de doutorado
1.
Greice Maria Perske. Sistema de Pagamento por Serviços Ambientais no Corredor Ecológico da Quarta Colônia. Início: 2017. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal de Santa Maria, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Coorientador).


Orientações e supervisões concluídas
Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Alice Briao Bastos. Proposta de controle da erosão em trecho da trilha principal do Refúgio da vida Silvestre São Pedro, POA, RS. 2017. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Engenharia Sanitária e Ambiental) - Universidade Federal de Santa Maria. Orientador: Suzane Bevilacqua Marcuzzo.

2.
Marjana Fernanda Hendges Lourenço. Adequação ambiental e criação de RPPN no município de Itaara, RS. 2017. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em engenharia florestal) - Universidade Federal de Santa Maria. Orientador: Suzane Bevilacqua Marcuzzo.

3.
Thani da Silva Prunzel. Reservas Particulares do Patrimônio Natural no Corredor Ecológico da Quarta Colônia. 2016. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em engenharia florestal) - Universidade Federal de Santa Maria. Orientador: Suzane Bevilacqua Marcuzzo.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Lutero Lerner. Levantamento preliminar do Monte Grappa, Ivorá - RS. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Santa Maria. Orientador: Suzane Bevilacqua Marcuzzo.

2.
Thani da Silva Prunzel. A efetividade dos conselhos gestores de unidades de conservação: o caso do Parque Natural Morro do Osso, Porto Alegre, RS. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Santa Maria. Orientador: Suzane Bevilacqua Marcuzzo.

3.
Thani da Silva Prunzel. Reservas Particulares do Patrimônio Natural no Corredor Ecológico da Quarta Colônia, RS. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Santa Maria. Orientador: Suzane Bevilacqua Marcuzzo.

4.
Alice Brião Bastos. Trilhas em unidades de conservação municipais: o caso do Monte Grappa, Ivorá, RS. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Ambiental e Sanitária) - Universidade Federal de Santa Maria. Orientador: Suzane Bevilacqua Marcuzzo.

5.
Juliano de Sordi. Avaliação de diferentes tamanhos de miniestaca no enraizamento de clones de Eucalyptus urograndis em viveiro comercial. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em engenharia florestal) - Universidade do Oeste de Santa Catarina. Orientador: Suzane Bevilacqua Marcuzzo.

6.
Daniele Guarienti Rorato. Características populacionais de três espécies florestais de ocorrência natural no Parque Estadual da Quarta Colônia. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em engenharia florestal) - Universidade Federal de Santa Maria. Orientador: Suzane Bevilacqua Marcuzzo.

7.
Vitor Osvaldo Vitalis. Manejo em Unidades de Conservação: Parque Estadual da Quarta Colônia. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em engenharia florestal) - Universidade Federal de Santa Maria. Orientador: Suzane Bevilacqua Marcuzzo.

8.
Poliana Aparecida Tavares. Produção de mudas nativas no Horto-Botânico da UHE Itá/SC. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em engenharia florestal) - Universidade do Oeste de Santa Catarina. Orientador: Suzane Bevilacqua Marcuzzo.

9.
Fernanda Oliveira. Fatores causadores de deformidades em mudas de Eucalyptus saligna em viveiro florestal. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em engenharia florestal) - Universidade Federal de Santa Maria. Orientador: Suzane Bevilacqua Marcuzzo.

Orientações de outra natureza
1.
Rodrigo Tubino. Produção de mudas em viveiro florestal. 2008. Orientação de outra natureza. (agronomia) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Orientador: Suzane Bevilacqua Marcuzzo.



Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
MARCUZZO, SUZANE BEVILACQUA2013MARCUZZO, SUZANE BEVILACQUA; ARAÚJO, MARISTELA MACHADO ; LONGHI, SOLON JONAS . Estrutura e relações ambientais de grupos florísticos em fragmento de floresta estacional subtropical. Revista Árvore (Impresso), v. 37, p. 275-287, 2013.



Outras informações relevantes


Monitoria na disciplina CFL 503 Parques e Arborização Urbana, curso de Engenharia florestal, UFSM; 1996 a 1998; 20 horas semanais
Aprovação em concurso público da Escola Politécnica da UFSM, ano de 2010.
Membro do Grupo de Trabalho e Comissão de discussão de Unidades de Conservação Municipais.
Elaboração de Termo de Anuência de empreendimentos no entorno do Parque Estadual da Quarta Colônia.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 17/01/2019 às 5:33:25