Lara Erendira Almeida de Andrade

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/0094176578335437
  • Última atualização do currículo em 08/01/2019


Possui graduação em ciências sociais pela Universidade Federal de Pernambuco (2010), mestrado em Antropologia pela Universidade Federal da Paraíba (2014) e é doutoranda no Programa de Pós-graduação em Antropologia pela Universidade Federal de Pernambuco (2016). Pesquisa na área da identidade, território e organização sociopolítica. Membro do Núcleo de Estudos e Pesquisa sobre Etnicidade (NEPE/UFPE) e do Grupo de Estudos em Território e Identidade (GETI/UFPB). Tem experiência na demarcação de Terras Indígenas e Quilombolas; Atua na temática da gestão territorial e ambiental de Terras Indígenas no Nordeste; trabalha na assessoria e consultoria em programas/projetos de formação com professores/as, jovens, lideranças e mulheres indígenas. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Lara Erendira Almeida de Andrade
Nome em citações bibliográficas
ANDRADE, L. E. A.


Formação acadêmica/titulação


2016
Doutorado em andamento em Antropologia.
Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.
Título: Organização social, dinâmicas territoriais, processos identitários e tradição de conhecimento entre os Kapinawá,
Orientador: Renato Amram Athias.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
2012 - 2014
Mestrado em Antropologia.
Universidade Federal da Paraíba, UFPB, Brasil.
Título: ?Kapinawá é meu, já tomei, tá tomado?: organização social, dinâmicas territoriais e processos identitários entre os Kapinawá,Ano de Obtenção: 2014.
Orientador: Alexandra Barbosa da Silva.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
2013 interrompida
Especialização interrompida em 2014 em Pensamiento Social Latinoamericano y Caribeño. (Carga Horária: 400h).
Consejo Latino-Americano de Ciencias Sociales - Argentina, CLACSO, Argentina.
Ano de interrupção: 2014
2007 - 2010
Graduação em ciências sociais.
Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.
Título: ?Nem emergentes, nem ressurgentes, nós somos povos resistentes?: território e organização sócio-política entre os Pankará.
Orientador: Renato Monteiro Athias.




Formação Complementar


2013 - 2013
Estudios críticos del desarrollo rural. (Carga horária: 120h).
Consejo Latino-Americano de Ciencias Sociales - Argentina, CLACSO, Argentina.
2012 - 2012
Noções de aquisição e tratamento de imagens de sat. (Carga horária: 20h).
A NEW WAY, A NEW WAY, Brasil.
2010 - 2010
III Seminário Nacional de Formação do Cimi. (Carga horária: 24h).
Conselho Indigenista Missionário, CIMI, Brasil.
2007 - 2007
Sociologia do crime. (Carga horária: 18h).
Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal da Paraíba, UFPB, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professora Substituta, Carga horária: 20

Atividades

03/2018 - Atual
Ensino, Antropologia- Antropologia Social, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Estudos Etnográficos
Seminário de Pesquisa em Antropologia
Etnologia Indígena
Introdução a Sociologia
Organização Social e Parentesco

Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - 2017
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professora

Vínculo institucional

2014 - 2015
Vínculo: Pesquisadora, Enquadramento Funcional: Antropóloga
Outras informações
Desenvolvimento de atividades como pesquisadora/bolsista no projeto ?Do buraco ao mundo?: segredos, rituais e patrimônio de um quilombo-indígena

Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professora Colaboradora

Vínculo institucional

2010 - 2011
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Antropóloga
Outras informações
Desenvolvimento de atividades como coordenadora e pesquisadora no projeto ?Observatório de Direitos Indígenas em Pernambuco ? Odin?

Vínculo institucional

2009 - 2010
Vínculo: Livre, Enquadramento Funcional: Bolsista de Extensão, Carga horária: 12
Outras informações
Bolsista de Extensão UFPE. Área de atuação: Antropologia Indígena; Projeto: Povos Indígenas de Pernambuco - Saberes, Memória e Documentação: Saberes e Práticas Tradicionais de Cura; Coordenado pelo Prof. Dr. Renato Monteiro Athias - Núcleo de Estudos e Pesquisa sobre Etnicidade (NEPE).

Vínculo institucional

2008 - 2009
Vínculo: Livre, Enquadramento Funcional: Bolsista, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Bolsista do PIBIC UFPE/FACEPE. Área de atuação: Antropologia Indígena; Projeto:Povos Indígenas de Pernambuco - Imagem, Memória e Documentação; Coordenado pelo Prof. Dr. Renato Monteiro Athias - Núcleo de Estudos e Pesquisa sobre Etnicidade (NEPE). Desenvolvimento de atividades como facilitadora nas oficinas de treinamento em controle social para conselheiros de saúde indígena, nas etnias Fulni-ô, em Águas Belas/PE, no período de 16 a 17/08/2008, e Xucuru, em Pesqueira/PE, no período de 20 a 21/09/2008. Em parceria com a Fundação Nacional de Saúde - Funasa

Vínculo institucional

2008 - 2008
Vínculo: Livre, Enquadramento Funcional: Bolsista Voluntária PIBIC, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Bolsista PIBIC no projeto "Sexualidade e saúde no pátio e na sala de aula: infância e desigualdes de gênero e 'raça' no contexto escolar", sub a orientação da professora Dra. Liana Lewis

Atividades

11/2015 - 04/2017
Ensino, Intercultural Indígena, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Laboratório Intercultural V
Metodologia da Alternância (Tempo Comunidade)
08/2014 - 06/2015
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Filosofia e Ciências Humanas, .

05/2015 - 05/2015
Ensino, Temática das Culturas e História dos Povos Indígen, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Desconstruindo Preconceitos
2012 - 2012
Ensino, Intercultural Indígena, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Estágio Supervisionado III
2010 - 2011
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Filosofia e Ciências Humanas, .


Centro de Cultura Luiz Freire, CCLF, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - 2017
Vínculo: Consultora, Enquadramento Funcional: Antropóloga
Outras informações
Desenvolvimento de atividades como coordenadora e antropóloga no projeto de construção do Plano de Gestão Territorial e Ambiental da Terra Indígena Kapinawá. Este projeto se insere nas ações do Projeto BRA 13/019: Implementação da Política Nacional de Gestão Territorial e Ambiental de Terras Indígenas.

Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: Técnica, Enquadramento Funcional: Cientista Social/Consultora
Outras informações
Desenvolvimento de Atividades no Projeto "MULHERES INDÍGENAS EM PERNAMBUCO: AFIRMANDO TRADIÇÕES, IDENTIDADES E PROTAGONISMOS". Financiado pela ONU Mulheres o projeto teve o objetivo de promover e qualificar a participação e representação política das mulheres indígenas em Pernambuco no movimento indígena e nas esferas de elaboração e controle social das políticas públicas para esses povos. As metas do projeto foram: a articulação e organização das mulheres indígenas em Pernambuco; realização da formação política dessas mulheres; o fortalecimento do departamento de mulheres da Apoinme; e a incidência das mulheres indígenas em políticas públicas que atendam as suas especificidades. Para isso, foi realizado um diagnóstico participativo sobre a situação das mulheres indígenas em Pernambuco e encontros de formação política sobre direitos indígenas, direitos humanos, violência, alcoolismo, sustentabilidade e meio ambiente.

Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 20
Outras informações
Desenvolvimento de atividades de formação com professoras/es e lideranças do povo Truká sobre direitoa a educação, educação infantil específica e diferenciada no projeto "Crianças com Todos os seus Direitos"; Desenvolvimento de atividades da "Campanha Contra a Criminalização do Povo Xukuru"; acompanhamento como observadora das reuniões do Conselho Estadual de Educação Escolar Indígena - PE.


Associação Nacional de Ação Indigenista Bahia, ANAI, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2015
Vínculo: Consultoria, Enquadramento Funcional: Antropóloga
Outras informações
Desenvolvimento de atividades como antropóloga no Projeto "Pensando gestão ambiental e territorial com povos indígenas na Caatinga", no âmbito das ações da Política Nacional de Gestão Ambiental e Territorial Indígena (Pngati). O projeto teve como objetivo apoiar os povos indígenas Xokó e Pankararu na realização, respectivamente, de diagnósticos participativos e etnomapeamentos das Terras Indígenas Caiçara - Ilha de São Pedro (Sergipe) e Entre-Serras Pankararu (Pernambuco), tendo em vista as elaborações dos seus respectivos Planos de Gestão Territorial e Ambiental (PGTA).


Projeto Memórias Indigenistas no Nordeste, MIN, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: Produção Executiva, Enquadramento Funcional: Coordenadora e antropóloga
Outras informações
? Desenvolvimento de atividades de coordenação e pesquisa Projeto Memórias Indigenistas. O projeto tem desenvolvidos ações para a organização, salvaguarda e disponibilização do acervo do Conselho Indigenista Missionário (Cimi), regional Nordeste. Ao longo dos últimos anos foi apoiado pelos editais da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco ? FUNDARPE através dos Editais FUNCULTURA INDEPENDENTE ? Projeto 1147/2012 (Edital FUNCULTURA 2011/2012) ? Projeto 2020/2014 (Edital FUNCULTURA 2013/2014) ? Projeto 1393/2014 (Edital FUNCULTURA 2013/2014) ? Projeto 1541/2015 (Edital FUNCULTURA 2014/2015). ? Projeto 1968/2015 (Edital FUNCULTURA 2014/2015).

Atividades

2013 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Edital FUNCULTURA independente, .


ECODIMENSÃO ? Meio Ambiente e Responsabilidade Social ltda, ECODIMENSÃO, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2014
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Antropóloga
Outras informações
Desenvolvimento de atividade no Grupo Técnico de caracterização histórica, econômica e sociocultural, que dará subsídios técnicos ao INCRA para o RTID do quilombo da Tiririca dos Crioulos, localizada no município de Carnaubeira da Penha/Pe


Conselho de Educação Escolar Indígena Kapinawá, CEEIK, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Antropóloga
Outras informações
? Projeto N° 1969/2015 ?MUSEU KAPINAWÁ: EDUCAÇÃO PATRIMONIAL FAZENDO ESCOLA?, (EDITAL FUNCULTURA 2014/2015) ? O projeto teve o objetivo de desenvolver ações de educação museológica e patrimonial junto ao povo indígena Kapinawá. Foi desenvolvido em parceria com o Museu Indígena Kapinawá e desenvolveu processos de formação técnica-prática e teórico-conceitual com a finalidade de potencializar as ações já existentes de salvaguarda, pesquisa e comunicação do patrimônio cultural (material e imaterial) e da memória social dos Kapinawá. Como resultado final do projeto destacamos que além das ações de formação, as atividades do projeto também gerou ações que não estavam previstas inicialmente, como a construção de dois novos espaços para abrigar outros núcleos do Museu Kapinawá. Para cada espaço desse foi elaborada uma exposição idealizada de forma colaborativa entre os oficineiros do projeto e os indígenas participantes.

Vínculo institucional

2015 - 2017
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Antropóloga
Outras informações
? Projeto N° 2019/14 ?MEU POVO CONTA: HISTÓRIA E CULTURA KAPINAWÁ NA SALA DE AULA?, (EDITAL FUNCULTURA 2013/2014) ? Desenvolvimento de atividade como coordenadora do projeto "Meu povo conta: história e cultura kapinawá na sala de aula". O projeto desenvolve atividades de formação com professores/as e lideranças e tem por objetivo elaborar um livro didático de autoria dos Kapinawá para ser utilizado nas escolas indígenas. Ele é coordenado em parceria com o CEEIK.

Vínculo institucional

2013 - 2015
Vínculo: Colaboradora, Enquadramento Funcional: Antropóloga
Outras informações
? Projeto N° 1146/12 ?KAPINAWÁ, MEU POVO CONTA e CANTA: memórias, samba de coco e furnas? (EDITAL FUNCULTURA 2011/2012) ? Desenvolvimento de atividade como coordenadora do projeto "Kapinawá, meu povo conta e canta: memórias, samba de coco e furnas". O projeto foi desenvolvido em etapas nas quais foram realizadas oficinas sobre direitos indígenas, patrimônio, história e arqueologia com os mais de 100 educadores, lideranças kapinawá. O projeto teve como um de seus resultados a exposição "Em Kapinawá tem...", que inaugurou o Museu Kapinawá. A mostra reuniu importante material produzido e organizado no processo do projeto: fotografias, vídeos, CDs, dissertações, artigos, recortes de jornal e parte do acervo digitalizado do Conselho Indigenista Missionário (Cimi) - relacionados a este povo e datados do início de 1980. Ele foi coordenado em parceria com o CEEIK.


Organização de Professoras Indígenas Truká, OPIT, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2015
Vínculo: Colaboradora, Enquadramento Funcional: Antropóloga
Outras informações
? Projeto N° 1530/13 ??Arte, Saberes e Memórias do Povo Truká??, (EDITAL FUNCULTURA 2012/2013) ? Desenvolvimento de atividades como coordenadora que realizou processos de formação com professores/as e lideranças indígenas com o intuito de ampliar e qualificar a discussão coletiva sobre o ensino da arte, saberes e memórias no currículo das escolas truká. O projeto foi coordenado em parceria com a Organização de Professoras Indígenas Truká (OPIT) e teve suas discussões sistematizadas no livro "Arte Viva Truká", disponível no link: http://cclf.org.br/noticias/publicacao-sobre-arte-indigena-truka-e-no-nosso-acervo-digital/ .


Organização de Educação Escolar Indígena Pankará, OEIP, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2013
Vínculo: Colaboradora, Enquadramento Funcional: Antropóloga
Outras informações
? Desenvolvimento de oficinas de formação com professores/as e lideranças dos povos Atikum, Pankará e com o quilombo indígena da Tiririca dos Crioulos nos projetos: ?Aqui é tudo casca do mesmo pau?: uma cartografia social do processo de territorialização e ocupação tradicional dos Atikum Umã e Pankará; Pacará Pacaratí: memória e saberes do nosso povo; e Tiririca dos Crioulos: cultura, identidade e história. Todos apoiados pelo Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura (FUNCULTURA Independente 2010/2011) da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (FUNDARPE). Os processos de formação tiveram seus resultados sistematizados no livro "Nossa Serra, Nossa Terra: identidade e território tradicional Atikum e Pankará", de autoria dos indígenas e organização da equipe.


Fundação Nacional do Índio, FUNAI, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2011
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Assistente de pesquisa
Outras informações
Trabalho referente as PORTARIAS publicadas no Diário Oficial da União, Nº 1314 (05/11/2009), N° 413 (26/03/2010), N° 7 (09/06/2010), N° 1160 (24/08/2010), seção 2, que trata da realização dos estudos de natureza antropológica e ambiental necessários à identificação e delimitação da Terra Indígena Pankará da Serra do Arapuá, de ocupação do povo indígena Pankará, situada no município de Carnaubeira da Penha, no estado de Pernambuco. O Grupo Técnico foi coordenado pela antropóloga Caroline Mendonça - Antropóloga coordenadora, a composto por Luis Bulcão - Ambientalista, Lara Erendira - Assistente de pesquia antropológica, colaboradora UFPE, Aline Miranda - Assistente de pesquisa amiental.

Vínculo institucional

2008 - 2009
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Assistente de Pesquisa NEPE/PPGA-UFPE
Outras informações
Trabalho referente a PORTARIA MJ. N 14 DE 09 DE JANEIRO DE 1996 (FUNDAÇÃO NACIONAL DO ÍNDIO, PORTARIAS DE 29 DE OUTUBRO DE 2008), publicada no Diário Oficial da União, Nº 212, sexta-feira, 31 de outubro de 2008, seção 2, Parágrafo número 1299, que trata da realização dos estudos de fundamentação antropológica e ambiental, necessários a caracterização da ocupação indígena Pankaiuká, na região denominada Fazenda Cristo Rei, no município de Jatobá-PE. Este trabalho foi desenvolvido pela fundação Nacional do Índio FUNAI, juntamente com o Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Etnicidade - NEPE/PPGA - UFPE, tendo como colaboradores o professor Renato Athias e os bolsistas do NEPE. Para a realização deste laudo foi criado um Grupo Técnico composto por: Renato Monteiro Athias (professor orientador) como coordenador, colaborador da UFPE; os três bolsistas vinculados a esse projeto, Clarissa Calazans, Lara Erendira e Rafael e Oliveira de Rodrigues como assistentes de pesquisa, colaboradores(as) UFPE e Paola Londoño como bióloga, ambientalista, colaboradora UFPE.


Associação da Comunidade Indígena Xucuku, ASSOCIAÇÃOXUKURU, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Oficinas, Enquadramento Funcional: Cientista Social
Outras informações
Desenvolvimento de 104h de serviços de sitematização, compilação e arquivamento de informações e vídeos relativos ao Projeto de ATER Xukuru (Assistência Técnica e Extensão Rural Xukuru: Promovendo a sustentabilidade das atividades produtivas na perspectiva do fortalecimento da organização sócio-política e consolidação do projeto de futuro



Linhas de pesquisa


1.
Patrimônio, Museu
2.
Etnicidade, Quilombos, Povos Indígenas
3.
Educação Escolar Indígena
4.
Etnicidade, Povos Indígenas, Acervo
5.
memória
6.
acervo indigenista
7.
antropologia indígena


Projetos de pesquisa


2017 - Atual
LA JUSTICE ET LES DROITS DES PEUPLES AUTOCHTONES
Descrição: Le projet de GDRI, Justice et droits des peuples autochtones (JUSTIP), a pour ambition d?établir un lien solide entre plusieurs centres de recherche spécialisés sur ces questions en Europe, en Amérique du Nord et en Amérique du Sud, en Australie, et d?impliquer dans un réseau que les porteurs du projet souhaitent consolider les enseignants et les chercheurs qui développent d?importantes recherches sur les thématiques du projet dans différentes universités et départements, y compris à l?extérieur du périmètre du présent GDRI. Il vise ainsi à rapprocher des réseaux qui, depuis 2008, se sont structurés dans le domaine des recherches en sciences humaines et sociales sur les questions autochtones et il a pour objectif d?inscrire la France, et précisément le CNRS, l?EHESS et les universités partenaires, dans ces dynamiques de recherche internationale. Il est proposé à la suite d?une recherche financée par le Conseil européen de la recherche sur la gouvernance juridique et politique et les échelles (internationale, régionale, nationale) des questions autochtones. La réalisation de cette ambitieuse recherche comparatiste permit à la coordinatrice du projet de GDRI d?identifier les centres et les chercheurs susceptibles de s?engager dans une nouvelle recherche sur les questions de justice, celles-ci n?ayant pas été étudiées de manière intégrée, ni de manière comparative, jusqu?à présent. Au 21ème siècle, s?est engagée une nouvelle relation entre les Etats et les peuples autochtones, à la lumière de la reconnaissance par les Etats membres des Nations unies des droits de ces collectifs qui se distribuent dans 90 pays sur tous les continents. Les perspectives du droit international, lorsqu?elles se déclinent dans le domaine des droits humains et en regard de sujets qui ont été longtemps tenus à l?écart du droit par le fait de la colonisation comme par des phénomènes d?exclusion sociale ou de marginalisation économique et politique, stimulent de nouvelles recherches pour comprendre les effets sociaux du droit et les motifs pour lesquels la demande de justice se fait plus pressante dans le monde contemporain. L?enjeu du GDRI est de travailler simultanément quatre thématiques qui pourraient être l?objet chacune d?une spécialisation scientifique mais qui s?articulent de facto les unes aux autres : 1) l?institution du droit et les organisations sociales autochtones ; 2) les mobilisations autochtones pour la justice ; 3) le développement et la justice spatiale, environnementale, climatique ; 4) les politiques de reconnaissance et de connaissance et les enjeux de justice dans l?université, la ville et les institutions de la culture. Le fait d?intégrer ces thématiques et de les travailler dans une approche pluridisciplinaire et plurinationale témoigne d?une démarche innovante, et ambitieuse. Le GDRI regroupe des chercheurs de 3 pays européens (France, Espagne, Norvège) dont la politique à l?égard des peuples autochtones varie considérablement et de 5 pays, anciennes colonies européennes, caractérisés par une forte présence des populations autochtones et de leurs problématiques dans l?histoire, dans l?université ou dans la ville (Argentine, Australie, Brésil, Canada, Mexique). A partir de réunions régulières, de moyens techniques pour consolider un réseau de réseaux, de conférences thématiques, de la circulation de chercheurs et de doctorants entre les centres, de séminaires réguliers, les membres du GDRI, partenaires et associés, ont défini un projet de groupement international qui vise à partager un état des lieux, à définir de nouvelles recherches dans les secteurs que nous identifierons comme pertinents, et à rapprocher l?espace de la recherche et de l?enseignement des espaces sociaux et politiques dans lesquels évoluent les sujets « peuples autochtones »..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2014 - 2016
?Do buraco ao mundo?: segredos, rituais e patrimônio de um quilombo-indígena
Descrição: Projeto de pesquisa-ação que envolveu a comunidade Tiririca dos Crioulos, auto-proclamada um quilombo-indígena, localizada no sertão de Pernambuco. O projeto desenvolveu processo de formação em pesquisa com professores, jovens, lideranças e pessoas mais velhas da Tiririca. Essa formação teve a finalidade de elaborar um inventário dos seus bens de patrimônio cultural material e imaterial, associadas às suas práticas ritualísticas. Devido a sua distância da capital do Estado (Recife), bem como o histórico processo de marginalização e preconceito dessa população, a noção de buraco emerge do discurso de uma das lideranças, cuja frase intitula o projeto. Durante o projeto foram organizados um livro, um CD, vídeos, fotografias, bem como as informações foram disponibilizadas no site: http://culturadigital.br/tiriricadoscrioulos/. Eles foram distribuídos na escola quilombola, nas escolas do município de Carnaubeira da Penha e nas escolas indígenas do município, usadas, consequentemente, como material didático. Este projeto foi realizado através duas fontes de financiamento: do FUNCULTURA/FUNDARPE, e pelo ?Edital de Apoio Financeiro Para a Pesquisa - Ação de Acervos de Interesse Memorial para a Cultura Afro-brasileira? resultado de uma articulação entre o Ministério da Cultura (MinC), Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj) e a Rede Memorial, com vistas na criação da futura plataforma Acervo Digital Afro-Brasileiro. Esta iniciativa foi consagrada com o Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade, promovido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional na Categoria II: ?Iniciativas de excelência em promoção e gestão compartilhada do Patrimônio Cultural: visa valorizar e promover iniciativas referenciais que demonstrem o compromisso e a responsabilidade compartilhada para com a preservação do patrimônio cultural brasileiro?..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2013 - Atual
Projeto Memórias Indigenistas no Nordeste
Descrição: O projeto Memórias Indigenistas no Nordeste, iniciado em 2013, tem o intuito de recuperar e organizar acervos documentais a respeito das trajetórias do movimento indígena e do indigenismo nesta região do Brasil. Preservar e disponibilizar estes acervos possibilita sistematizações teóricas e políticas da memória indigenista a partir do conhecimento sobre os processos de resistência e mobilização dos povos indígenas do Nordeste. Tal empreitada é o desdobramento do trabalho de salvaguarda, pesquisa e disponibilização do acervo do Conselho Indigenista Missionário (Cimi) - Regional Nordeste, construído a partir da década de 1970. A articulação política associada aos trabalhos de tratamento técnico do acervo foi estabelecida através da coordenação do Núcleo de Estudos e Pesquisa sobre Etnicidade da Universidade Federal de Pernambuco (NEPE-UFPE), envolvendo grupos de estudos e pesquisas de universidades do Nordeste, organizações indigenistas e indígenas. Ao longo dos últimos anos foi apoiado pelos editais da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco ? FUNDARPE através dos Editais FUNCULTURA INDEPENDENTE.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2011
Observatório de Direitos Indígenas em Pernambuco
Descrição: O Observatório de Direitos Indígenas em Pernambuco teve o objetivo de produzir informações etnográficas, históricas e culturais sobre os povos indígenas em Pernambuco, e avaliação das políticas públicas em desenvolvimento no estado, disponibilizando-as em um banco de dados on-line, voltado especificamente para a rede das escolas de educação básica atendendo as exigências postas pela lei 11.645/2008, bem como a Resolução da UNESCO sobre o patrimônio cultural das populações indígenas. O projeto foi financiado pela Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco - FUNDARPE/FUNCULTURA, dentro da linha "pesquisa cultural". O projeto teve como produto final o site: www.ufpe.br/remdipe.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2009
Povos Indígenas de Pernambuco - Imagem, Memória e Documentação
Descrição: Subprojeto de iniciação científica: "Estudos sobre as Práticas Religiosas dos Povos Indígenas em Pernambuco", vinculado ao projeto "Povos Indígenas de Pernambuco - Imagem, Memória e Documentação"..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2008
"Sexualidade e saúde no pátio e na sala de aula: infância e desigualdes de gênero e 'raça' no contexto escolar"
Descrição: Subprojeto de iniciação científica: "Percepção de Professores e Reposáveis de Crianças de uma Escola Pública do Ensino Fundamental no Tocante a Desigualdades de Gênero, "Raça" e Sexualidade" , vinculado ao projeto "Sexualidade e saúde no pátio e na sala de aula: infância e desigualdes de gênero e 'raça' no contexto escolar".
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Projetos de extensão


2009 - 2010
Povos Indígenas de Pernambuco - Saberes, Memória e Documentação
Descrição: Bolsista de Extensão UFPE. Área de atuação: Antropologia Indígena; Projeto: Povos Indígenas de Pernambuco - Saberes, Memória e Documentação:Saberes e Práticas Tradicionais de Cura; Coordenado pelo Prof. Dr. Renato Monteiro Athias - Núcleo de Estudos e Pesquisa sobre Etnicidade (NEPE)..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.


Membro de corpo editorial


2016 - 2018
Periódico: REVISTA DE ESTUDOS E INVESTIGAÇÕES ANTROPOLÓGICAS


Idiomas


Espanhol
Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.
Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.
Francês
Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
ANDRADE, L. E. A.2017 ANDRADE, L. E. A.. Mapeando com Povos Indígenas: Reflexões a partir da prática antropológica. REVISTA DE ESTUDOS E INVESTIGAÇÕES ANTROPOLÓGICAS, v. EspecialII, p. 161-190, 2017.

2.
ANDRADE, L. E. A.2013ANDRADE, L. E. A.; Mendonça, Caroline ; CAVALCANTE, H. E. ; SCHILLACI, M. . Povos Indígenas e Conflitos Socioambientais: os Impactos das Grandes Obras em Pernambuco. REVISTA IDEAS (ONLINE), v. 7, p. 126-157, 2013.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
ANDRADE, L. E. A.; DANTAS, M. S. . O tempo e a terra: Mapeando o Território Indígena Kapinawá. 1. ed. Olinda: CCLF, 2017. 86p .

2.
Comunidade da Tiririca dos Crioulos (Org.) ; ANDRADE, L. E. A. (Org.) ; Mendonça, Caroline (Org.) ; ISIDORO, L. (Org.) ; LEO NETO, N. A. (Org.) . Tiririca dos crioulos: um quilombo-indígena. 01. ed. Carnaubeira da Penha: Associação dos Remanescentes do Quilombo Tiririca, 2016. v. 1000. 60p .

3.
ANDRADE, L. E. A.; DANTAS, M. S. . Etnomapeamento da Terra Indígena Entre Serras de Pankararu. 1. ed. Bahia: Anai, 2016. v. 500. 33p .

4.
Professores/as Indígenas Kapinawá (Org.) ; ANDRADE, L. E. A. (Org.) ; Mendonça, Caroline (Org.) . Kapinawá: território, memórias e saberes. 01. ed. Olinda: CCLF, 2016. v. 1000. 120p .

5.
ANDRADE, L. E. A.; Mendonça, Caroline (Org.) ; CAVALCANTE, H. E. (Org.) . Guerreiras ? a força da mulher indígena. 1. ed. Olinda: CCLF, 2012. v. 2000. 52p .

Capítulos de livros publicados
1.
ANDRADE, L. E. A.; SILVA, A. B. ; ARAUJO, M. Q. . Ecologia doméstica e tradição de conhecimento: formas de resistência entre os Potiguara da Paraíba e os Kapinawá de Pernambuco. In: Alexandra Barbosa da Silva, Baltazar Macaíba de Sousa, Fabio Mura e Ruth Henrique da Silva. (Org.). TERRITÓRIO, AMBIENTE, IDENTIDADE E PODER: Reflexões a partir de múltiplas perspectivas. 1ed.João Pessoa: Editora da UFPB, 2017, v. 1, p. 17-42.

2.
ANDRADE, L. E. A.; CAVALCANTE, H. E. ; Mendonça, Caroline . Guerreias - força da mulher indígena: algumas considerações sobre o vivido. In: Lara Erendira Andrade; Heloisa Eneida; Caroline Leal. (Org.). Guerreias - a força da mulher indígena. 1ed.Olinda: CCLF, 2012, v. 1, p. 6-29.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
ANDRADE, L. E. A.. Opinião | Pankararus terão que esperar mais para ter o território regularizado. Brasil de Fatp, Recife, 24 maio 2018.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
ANDRADE, L. E. A.; DANTAS, M. S. . Áreas protegidas e sociobiodiversidade no semiárido brasileiro: reflexões sobre os casos de Xokó (SE), Pankararu e Kapinawá (PE). In: 18º Congresso Mundial da International Union of Anthropological and Ethnological Sciences (IUAES), 2018, Florianópolis. Anais eletrônicos do Electronic records of / 18th IUAES World Congress;. Florianópolis: Tribo da Ilha, 2018. p. 609-609.

2.
ANDRADE, L. E. A.. Rituais, festas e música entre os Kapinawá: fluxos culturais, redes sociais e processos políticos. In: 31° RBA - Reunião Brasileira de Antropologia, 2018, Brasília. Direitos Humanos e Antropologa em Ação, 2018.

3.
ANDRADE, L. E. A.. Mapeando com Povos Indígenas: reflexões a partir da prática antropológica no semiárido brasileiro. In: XII Reunión de Antropología del Mercosur, 2017, Posadas, Misiones, Argentina. Experiencias etnográficas, desafíos y accionas para el siglo 21. Posadas: RAM, 2017. v. I. p. 1020-1040.

4.
ANDRADE, L. E. A.; SCHILLACI, M. . Memória indígena e indigenista: refletindo sobre o procecesso de organização, salvaguarda e disponibilização do acervo do Cimi/Nordeste. In: 29ª Reunião Brasileira de Antropologia, 2014, Natal. Diálogos antropológicos expandindo fronteiras, 2014.

5.
ANDRADE, L. E. A.. Kapinawá: o processo de construção de um grupo étnico. In: IV REA/ XIII ABANNE, 2013, Fortaleza. Saberes Locais e Experiências Transnacionais: interfaces do fazer antropológico. Fortalza, 2013. v. 1.

6.
ANDRADE, L. E. A.; Mendonça, Caroline . Política de aliança entre indígenas e quilombolas no sertão pernambucano. In: XXVIII Congrasso Internacional da Associação Latino-Americana de Sociologia, 2011, Recife. Fronteira Abertas da América Latina, 2011.

7.
ANDRADE, L. E. A.. Do Alto do Zé Onça a Fazenda Cristo Rei: de Pankararu Canafístula a Pankaiuká. In: 14° Encontro de Ciências Sociais do Norte e Nordeste, 2009, Recife. Resumos do ... Encontro de Ciências Sociais do Norte e Nordeste, 2009.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
ANDRADE, L. E. A.; SCHILLACI, M. ; CAVALCANTI, P. . ?O corte dos arames: (res)significando o passado a partir de fotografias?.. In: IV Semana de Antropologia do PPGA/UFPB, 2018, João PEssoa. Criminalizações e insurgências: antropologia e debate sobre direitos, 2018.

2.
ANDRADE, L. E. A.. Organização social e política entre os Pankará ? uma breve etnografia. In: II Semana de Antropologia do PPGA∕UFPB, 2012, João Pessoa. Ética Antropológica em Debate: Práticas e Narrativas. João Pessoa:: Ed. Universitária da UFPB, 2012.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
ANDRADE, L. E. A.. mapeando com Povos indígenas: reflexões a partir da prática antropológica no semiárido brasileiro. In: 14° SEMINÁRIO DO GETI, 2017, Rio Tinto. PERCURSOS, PRÁTICAS E DESAFIOS ETNOGRÁFICOS., 2017.

2.
ANDRADE, L. E. A.; SCHILLACI, M. . Memória indígena e indigenista: refletindo sobre o processo de organização, salvaguarda e disponibilização do acervo do Cimi/Nordeste. In: 29ª Reunião Brasileira de Antropologia, 2014, Natal. Diálogos antropológicos expandindo fronteiras, 2014.

3.
ANDRADE, L. E. A.. Kapinawá: o processo de construção de um grupo étnico. In: IV REA/ XIII ABANNE, 2013, Fortaleza. ?Saberes locais e experiências transnacionais: interfaces do fazer antropológico?, 2013.

4.
ANDRADE, L. E. A.. "Nós somos povos resistentes?: território e organização sócio-política entre os Pankará. In: IX Reunião de Antropologia do Mercosul, 2011, Curitiba. Cultura, Encontros e Desigualdades, 2011.

5.
ANDRADE, L. E. A.. Do Alto do Zé Onça a Fazenda Cristo Rei: de Pankararu Canafístula a Pankaiuká. In: 14° Encontro de Ciências Sociais do Norte e Nordeste, 2009, Recife. Resumos do ... Encontro de Ciências Sociais do Norte e Nordeste, 2009.

6.
ANDRADE, L. E. A.. Migrações no Sertão do São Francisco: caminhos da territorialização e da identidade étnica Pankaiwká. In: III Jornada de Etnicidade em Pernambuco, 2009, Recife. Identidade Etnicidade e Relações Interétnicas, 2009.

Artigos aceitos para publicação
1.
ANDRADE, L. E. A.; DANTAS, M. S. . Povos indígenas, mapeamentos participativos e política de gestão territorial: o caso do semiárido brasileiro. VIVÊNCIA: REVISTA DE ANTROPOLOGIA, 2018.

Apresentações de Trabalho
1.
ANDRADE, L. E. A.; MACHADO, G. . Memórias Revisitadas: trabalhando imagens e ação indigenista. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
ANDRADE, L. E. A.; SCHILLACI, M. ; CAVALCANTI, P. . ?O corte dos arames: (res)significando o passado a partir de fotografias?.. 2018. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

3.
ANDRADE, L. E. A.; DANTAS, M. S. . Áreas protegidas e sociobiodiversidade no semiárido brasileiro: reflexões sobre os casos de Xokó (SE), Pankararu e Kapinawá (PE). 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

4.
ANDRADE, L. E. A.. Aires protégées et sociobiodiversité dans le semi-aride brésilien. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
ANDRADE, L. E. A.; DANTAS, M. S. . Áreas protegidas e sociobiodiversidade no semiárido brasileiro: reflexões sobre os casos de Xokó (SE), Pankararu e Kapinawá (PE). 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
ANDRADE, L. E. A.. Rituais, festas e música entre os Kapinawá: fluxos culturais, redes sociais e processos políticos. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

7.
ANDRADE, L. E. A.. Mapeando com Povos Indígenas: reflexões a partir da prática antropológica. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

8.
ANDRADE, L. E. A.; LOBO, S. ; FIALHO, V. . Direitos territoriais indígenas: o Caso Xukuru vs. Brasil na Corte Interamericana de Direitos Humanos. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
ANDRADE, L. E. A.. Lançamento do livro: 'Kapinawá: território, memórias e saberes'. 2017. (Apresentação de Trabalho/Outra).

10.
ANDRADE, L. E. A.. Mapeando com Povos indígenas: reflexões a partir da prática antropológica no semiárido brasileiro. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

11.
ANDRADE, L. E. A.. Mapeando com Povos Indígenas: reflexões a partir da prática antropológica no semiárido brasileiro. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

12.
ANDRADE, L. E. A.. Antropólogos(as) pela democracia: Cirkulando informações e reflexões sobre o atual momento político do Brasil. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

13.
ANDRADE, L. E. A.. ORGANIZAÇÃO SOCIAL, DINÂMICAS TERRITORIAIS, PROCESSOS IDENTITÁRIOS E TRADIÇÃO DE CONHECIMENTO ENTRE OS KAPINAWÁ. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

14.
ANDRADE, L. E. A.. Organização Social Kapinawá: famílias, grupos domésticos e comunidades políticas locais. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

15.
ANDRADE, L. E. A.. ORGANIZAÇÃO SOCIAL KAPINAWÁ: FAMÍLIAS, GRUPOS DOMÉSTICOS E COMUNIDADES POLÍTICAS LOCAIS. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

16.
ANDRADE, L. E. A.. ?Desconstruindo preconceitos: informações gerais sobre povos indígenas em Pernambuco?. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

17.
Mendonça, Caroline ; ANDRADE, L. E. A. . Estudos e Processos de regularização de territórios quilombolas em Pernambuco e Alagoas. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

18.
Mendonça, Caroline ; ANDRADE, L. E. A. . COMO EFETIVAR O DIREITO TERRITORIAL DE INDÍGENAS E QUILOMBOLAS QUE COMPARTILHAM UM TERRITÓRIO COMUM? ANALISE DE UM ESTUDO DE CASO NO SERTÃO DO SÃO FRANCISCO/PE. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

19.
ANDRADE, L. E. A.. A Pesquisa e a Gestão Territorial Compartilhada. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

20.
ANDRADE, L. E. A.; SCHILLACI, M. . Memória indígena e indigenista: refletindo sobre o procecesso de organização, salvaguarda e disponibilização do acervo do Cimi/Nordeste. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

21.
ANDRADE, L. E. A.. Kapinawá: o processo de construção de um grupo étnico. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

22.
ANDRADE, L. E. A.. A organização social e política dos povos indígenas em Pernambuco: disputas territoriais e processos de regularização fundiária. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

23.
ANDRADE, L. E. A.. Organização social e política entre os Pankará ? uma breve etnografia. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

24.
ANDRADE, L. E. A.; Mendonça, Caroline . Política de Aliança entre indígenas e quilombolas no sertão pernambucano. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

25.
Mendonça, Caroline ; ANDRADE, L. E. A. . A Tiririca é dos crioulos e a Serra é do caboclos. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

26.
ANDRADE, L. E. A.. ?É tudo casca do mesmo pau?: território, organização social e política entre os Pankará. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

27.
ANDRADE, L. E. A.; ATHIAS, R. . DO ALTO DO ZÉ ONÇA À FAZENDA CRISTO REI: DE PANKARARU CANAFÍSTULA A PANKAIUKÁ. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

28.
ANDRADE, L. E. A.; SANTANA, C. ; ROSAS, Júlia . "Não Derrubamos Sangue de Ninguém, Tivemos nosso Sangue Derramado": uma análise do processo de criminalização do Povo Xukuru do Ororubá. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

29.
ANDRADE, L. E. A.. ?PRÁTICAS RELIGIOSAS DOS POVOS INDÍGENAS DE PERNAMBUCO?. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

30.
ANDRADE, L. E. A.. Migrações no Sertão do São Francisco: caminhos da territorialização e da identidade étnica Pankaiwká. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

31.
ANDRADE, L. E. A.. DELIMITANDO O ESPAÇO DOS SUJEITOS: AS DESIGUALDADES SOCIAIS NO ÂMBITO ESCOLAR. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Outras produções bibliográficas
1.
ANDRADE, L. E. A.; SANTOS, J. C. . Revista de Estudos e Investigações Antropológicas. Dossiê 20 anos do NEPE. Recife: PPGA/UFPE, 2017 (Organização de Periódico Acadêmico, Ano 4, Edição Especial II).

2.
Professores/as Indígenas Truká ; ANDRADE, L. E. A. ; ALMEIDA, E. A. ; Mendonça, Caroline . Arte Viva Truká. Recife 2015 (Organização de Livro).

3.
ANDRADE, L. E. A.. Tiririca dos Crioulos: Benditos, Linhas de Toré e Gira 2015 (Encarte de CD).

4.
Professores/as indígenas Atikum e Pankará ; ANDRADE, L. E. A. ; Mendonça, Caroline . Nossa Serra, Nossa Terra: identidade e território tradicional Atikum e Pankará. Recife 2013 (Organização de Livro).


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
ANDRADE, L. E. A.. Parecer de Artigo Científico Revista Equatorial UFRN, artigo código 1791. 2018.

2.
ANDRADE, L. E. A.. Parecer de Artigo Científico Revista Áltera UFPB. 2018.

3.
ANDRADE, L. E. A.. Parecer de Artigo Científico Revista de Estudos e Investigações Antropológicas. Ref. 2018.2. 2018.

4.
ANDRADE, L. E. A.; DANTAS, M. S. . Mapeamento do Território Kapinawá. 2016.

5.
ANDRADE, L. E. A.; DANTAS, M. S. ; NILSSON, M. T. . Etnomapeamento da Terra Indígena Entre Serras Pankararu. 2015.

6.
ANDRADE, L. E. A.; Mendonça, Caroline . Comunidade Quilombola Tiririca dos Crioulos: Relatório Antropológico de Caracterização Histórica, Econômica, Ambiental e Sociocultural. 2014.

7.
Mendonça, Caroline ; ANDRADE, L. E. A. . Parecer Antropológico sobre a Comunidade do Massapê ? PE; Análise do processo de ocupação tradicional da Comunidade do Massapê no contexto dos estudos para identificação e delimitação da Terra Indígena Pankará. 2012.

8.
Mendonça, Caroline ; ANDRADE, L. E. A. . Documento Técnico Final para compor diagnóstico necessário à identificação e delimitação da TI Pankará da Serra do Arapuá. 2012.

9.
Mendonça, Caroline ; ANDRADE, L. E. A. . ?Qualificação de reivindicação? do grupo Pankará que habita no município de Itacuruba. 2010.

10.
ATHIAS, R. ; CASTANEDA, P. A. L. ; ANDRADE, L. E. A. ; CALAZANS, C. C. ; RODRIGUES, R. O. . Relatório Circunstanciado de Identificação e Delimitação da Terra Indígena Cristo Rei. 2009.

Redes sociais, websites e blogs
1.
Comunidade da Tiririca dos Crioulos ; FIORASO, C. ; ROCHA, D. N. ; ANDRADE, L. E. A. ; ISIDORO, L. ; LEO NETO, N. A. . Tiririca dos Crioulos. 2015; Tema: Inventário do Patrimônio da comunidade quilombola da Tiririca dos Crioulos. (Site).

2.
ANDRADE, L. E. A.; ATHIAS, R. . Rede de Monitoramento dos Direitos Indígenas em Pernambuco / REMDIPE. 2011. (Site).


Demais tipos de produção técnica

Produção artística/cultural
Música
1.
ANDRADE, L. E. A.; Comunidade da Tiririca dos Crioulos ; ISIDORO, L. ; LEO NETO, N. A. . Lançamento da etnografia sonora - Tiririca dos Crioulos: Benditos, Linhas de Toré e Gira. 2015. Registro Fonográfico.

Artes Visuais
1.
ANDRADE, L. E. A.; CAVALCANTI, P. . O Corte dos Arames. 2017. Filme.

2.
ANDRADE, L. E. A.. ?Kapinawá é meu, já tomei, tá tomado?. 2016. Fotografia.

3.
ANDRADE, L. E. A.; DANTAS, M. S. ; PANKARARU, X. . Mapeamento Pankararu. 2015. Filme.

4.
ANDRADE, L. E. A.; ISIDORO, L. . A Roda. 2013. Filme.

5.
ANDRADE, L. E. A.; SANTANA, C. . Abril Indígena Pernambuco. 2013. Fotografia.

6.
ANDRADE, L. E. A.; LEAL, E. . Mulheres Indígenas em Movimento. 2012. Fotografia.

7.
ANDRADE, L. E. A.; ISIDORO, L. . TIRIRICA DOS CRIOULOS ? UM QUILOMBO INDÍGENA. 2012. Filme.

8.
ANDRADE, L. E. A.; ISIDORO, L. ; Mendonça, Caroline . TIRIRICA DOS CRIOULOS um quilombo indígena. 2012. Filme.

Outras produções artísticas/culturais
1.
ANDRADE, L. E. A.; Professores/as Indígenas Kapinawá . Em Kapinawá tem. 2015 (Curadoria de Exposição).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização
1.
ANDRADE, L. E. A.; GOMES, A. O.. Participação em banca de Meire Jane dos Santos. O ensino de história indígena na Escola Pankararu. 2016. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Temática das Culturas e História dos Povos Indígen) - Universidade Federal de Pernambuco.

2.
ANDRADE, L. E. A.; GOMES, A. O.. Participação em banca de Célio Manoel da Silva. Os índios espoliados da Serra Negra: Povo Kambiwá e a luta pelo seu reconhecimento. 2016. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Temática das Culturas e História dos Povos Indígen) - Universidade Federal de Pernambuco.

3.
ANDRADE, L. E. A.; GOMES, A. O.. Participação em banca de Maria Cherla de Moura Silva de Araújo. O ensino da temática indígena em uma escola não indígena e a Lei 11.645/68. 2016. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Temática das Culturas e História dos Povos Indígen) - Universidade Federal de Pernambuco.

4.
ANDRADE, L. E. A.; GOMES, A. O.. Participação em banca de Berenice Pereira da Silva. As marcas identitárias do Povo Kambiwá depois do Massacre dos Coronéis. 2016. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Temática das Culturas e História dos Povos Indígen) - Universidade Federal de Pernambuco.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
ANDRADE, L. E. A.; PALITOT, E. M.. Participação em banca de Lidevania Ribeiro de Souza."A festa dos pequenos": um estudo sobre a Romaria da Terra na Arquidiocese da Paraíba. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Antropologia- Antropologia Social) - Universidade Federal da Paraíba.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
15° Université nomade du Réseau Dialog - SAVOIRS AUTOCHTONES ET POLITIQUES PUBLIQUES : EXPERIENCES INTERNATIONALES.Aires protégées et sociobiodiversité dans le semi-aride brésilien. 2018. (Seminário).

2.
18ºCongresso Mundial da International Union of Anthropological and Ethnological Sciences IUAESS)S. Áreas protegidas e sociobiodiversidade no semiárido brasileiro: reflexões sobre os casos de Xokó (SE), Pankararu e Kapinawá (PE). 2018. (Congresso).

3.
31° RBA - Reunião Brasileira de Antropologia. Rituais, festas e música entre os Kapinawá: fluxos culturais, redes sociais e processos políticos. 2018. (Congresso).

4.
ÁREAS PROTEGIDAS: POVOS, TERRAS E ÁGUAS. 2018. (Seminário).

5.
I LAPA Convida ? Antropologia, Imagem e Ação Indigenista.Memórias Revisitadas: trabalhando imagens e ação indigenista. 2018. (Seminário).

6.
IV Semana de Antropologia do PPGA/UFPB.?O corte dos arames: (res)significando o passado a partir de fotografias?.. 2018. (Seminário).

7.
IV CICLO DE ESTUDOS E DEBATES EM ETNOLOGIA INDÍGENA DA UFRN.Mapeando com Povos Indígenas: reflexões a partir da prática antropológica. 2017. (Simpósio).

8.
UPE na Mobilização Nacional Indígena. Lançamento do livro "Kapinawá: território, memórias e saberes". 2017. (Exposição).

9.
UPE na Mobilização Nacional Indígena.Direitos Territoriais: o Caso Xukuru na Corte Interamericana de Direitos Humanos. 2017. (Outra).

10.
?Construindo a Nação ?por baixo? na África: O exemplo de Guiné Bissaú?. 2016. (Outra).

11.
13º SEMINÁRIO DO GETI: Território, Meio Ambiente, Etnicidade e Relações de Poder.ORGANIZAÇÃO SOCIAL KAPINAWÁ: FAMÍLIAS, GRUPOS DOMÉSTICOS E COMUNIDADES POLÍTICAS LOCAIS. 2016. (Seminário).

12.
30ª Reunião Brasileira de Antropologia. Organização Social Kapinawá: famílias, grupos domésticos e comunidades políticas locais. 2016. (Congresso).

13.
Cirkula: Insiders e Outsiders - Antropologia em Movimento.ORGANIZAÇÃO SOCIAL, DINÂMICAS TERRITORIAIS, PROCESSOS IDENTITÁRIOS E TRADIÇÃO DE CONHECIMENTO ENTRE OS KAPINAWÁ. 2016. (Encontro).

14.
Gênero no Meio do Mundo: interseccionalidades e políticas públicas. 2016. (Seminário).

15.
Congresso Preparatório da RELAJU em Pernambuco. 2015. (Congresso).

16.
Pensando Gestão Ambiental e Territorial com Povos Indígenas no Nordeste.Etnomapeamento da Terra Indígena Entre Serras Pankararu. 2015. (Seminário).

17.
SEMINÁRIO QUILOMBOS, ESTUDOS ANTROPOLÓGICOS E REGULARIZAÇÃO TERRITORIAL.Estudos e Processos de regularização de territórios quilombolas em Pernambuco e Alagoas. 2015. (Seminário).

18.
VI Jornada de Estudos do sobre Etnicidade do NEPE.A Pesquisa e a Gestão Territorial Compartilhada. 2015. (Seminário).

19.
29ª Reunião Brasileira de Antropologia. Memória indígena e indigenista: refletindo sobre o procecesso de organização, salvaguarda e disponibilização do acervo do Cimi/Nordeste. 2014. (Congresso).

20.
II Seminário de Antropologia Indígena em Pernambuco: Pesquisas e Perspectivas Contemporâneaseas. 2014. (Seminário).

21.
6º Seminário do Laboratório de Estudos em Movimentos Étnicos.A Roda. 2013. (Seminário).

22.
IV REA/ XIII ABANNE. Kapinawá: o processo de construção de um grupo étnico. 2013. (Congresso).

23.
II Semana de Antropologia do PPGA∕UFPB.Organização social e política entre os Pankará ? uma breve etnografia. 2012. (Seminário).

24.
Seminário Outros Mapas - Cartografia e Pesquisa Social. 2012. (Seminário).

25.
V SEMINÁRIO DO LEME. 2012. (Seminário).

26.
XXVIII Congresso Internacional da Associação Latino-Americana. Política de Aliança entre Indígenas e Quilombolas no sertão Pernambucano. 2011. (Congresso).

27.
XXVIII Congresso Internacional da Associação Latino-Americana de Sociologia. Política de Aliança entre indígenas e quilombolas no sertão pernambucano. 2011. (Congresso).

28.
1° Conferência do Desenvolvimento(Code/Ipea). 2010. (Outra).

29.
Fórum Social Mundial 10 anos depois. 2010. (Outra).

30.
III Seminário de Formação Nacional do Cimi: "o sonho, a realidade do bem viver frente ao modelo de desenvolvimento". 2010. (Seminário).

31.
XII Encontro de Ciências Sociais da UFPE.?É tudo casca do mesmo pau?: território, organização social e política entre os Pankará. 2010. (Encontro).

32.
14° Encontro de Ciências Sociais do Norte e Nordeste.DO ALTO DO ZÉ ONÇA À FAZENDA CRISTO REI: DE PANKARARU CANAFÍSTULA A PANKAIUKÁ. 2009. (Encontro).

33.
DA SUJEIÇAO DAS MULHERES: DESNATURALIZANDO A VIOLENCIA. 2009. (Seminário).

34.
Fórum Social Mundial. 2009. (Outra).

35.
III Jornada de Estudos sobre Etnicidade.MIGRAÇÕES NO SERTÃO DO SÃO FRANCISCO: CAMINHOS DA "TERRITORIALIZAÇÃO" E DA IDENTIDADE PANKAIUKÁ. 2009. (Outra).

36.
VI Semana Nacional de Ciencia e Tecnologia em Pernambuco.Quiosque Ariano Suassuna. 2009. (Outra).

37.
XIV Encontro Regional dos Estudantes de Ciências Sociais Norte/Nordeste. 2009. (Encontro).

38.
XVII Congresso de Iniciação Científica da Universidade Federal de Pernambuco (CONIC). ?PRÁTICAS RELIGIOSAS DOS POVOS INDÍGENAS DE PERNAMBUCO?. 2009. (Congresso).

39.
XXIV ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDANTES DE CIÊNCIAS SOCIAIS."Não Derrubamos Sangue de Ninguém, Tivemos nosso Sangue Derramado": uma análise do processo de criminalização do Povo Xukuru do Ororubá. 2009. (Encontro).

40.
II Jornada de Estudos sobre Etnicidade ? Novas Cartografias: os desafios das configurações sociais contemporâneas. 2008. (Outra).

41.
ISA Conferência internaciaonal de educação, globalização e cidadania: novas pespectivas da sociologia da educação. 2008. (Congresso).

42.
XVI Congresso de Iniciação Científica da Universidade Federal de Pernambuco. DELIMITANDO O ESPAÇO DOS SUJEITOS: AS DESIGUALDADES SOCIAIS NO ÂMBITO ESCOLAR. 2008. (Congresso).

43.
XVIII EREB, encontro regional dos estudantes de biologia do nordeste. 2008. (Encontro).

44.
XXIII Encontro Nacional dos Estudantes de Ciências Sociais. 2008. (Encontro).

45.
Encontro de Ciências Sociais do Norte Nordeste e II Encontro de Antropologia Visual. 2007. (Encontro).

46.
X Encontro de Ciências Sociais. 2007. (Encontro).

47.
XIII Congresso Brasileiro de sociologia. 2007. (Congresso).

48.
XIX Seminário do CENEPES, diferentes modelos de universidade: a educação para além do capital. 2007. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
ANDRADE, L. E. A.. 1º Giro Antropológico: antropologia e espacialidades. 2018. (Congresso).

2.
ANDRADE, L. E. A.; SILVA, J. A. A. E. ; ALVES, E. C. M. . 14° SEMINÁRIO DO GETI: PERCURSOS, PRÁTICAS E DESAFIOS ETNOGRÁFICOS.. 2017. (Congresso).

3.
ANDRADE, L. E. A.; GOMES, A. O. ; SCHILLACI, M. ; CAVALCANTI, P. ; ATHIAS, R. ; FIALHO, V. . VII Jornada de estudos sobre etnicidade | 20 anos do NEPE | Memórias Indigenistas. 2017. (Congresso).

4.
ANDRADE, L. E. A.; FIALHO, V. . Coordenadora do GT - Etnicidade e Território | VII Jornada de estudos sobre etnicidade. 2017. (Congresso).

5.
ANDRADE, L. E. A.; Mendonça, Caroline ; ATHIAS, R. . Seminário: QUILOMBOS, ESTUDOS ANTROPOLOGICOS E REGULARIZAÇAO TERRITORIAL. 2015. (Congresso).

6.
ANDRADE, L. E. A.. Seminário: Pensando Gestão Ambiental e Territorial com Povos Indígenas no Nordeste. 2015. (Outro).

7.
ANDRADE, L. E. A.; FRANCA, J. R. . Em Kapinawá tem.... 2015. (Exposição).

8.
ANDRADE, L. E. A.; Mendonça, Caroline ; ATHIAS, R. ; Fialho, Vânia ; GOMES, A. O. . 6° Jornada de Estudos Sobre Etnicidade do NEPE - Estudos Antropológicos e Direitos Territoriais. 2015. (Congresso).

9.
ANDRADE, L. E. A.; Mendonça, Caroline . Coordenadora do GT - Interculturalidade, Educação e Etnicidade | 6° Jornada de Estudos Sobre Etnicidade do NEPE. 2015. (Congresso).

10.
ANDRADE, L. E. A.; SOUZA, V. ; Mendonça, Caroline . Congresso Preparatório da RELAJU em Pernambuco. 2015. (Congresso).

11.
ANDRADE, L. E. A.. Quiosque Ariano Suassuna. 2009. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões concluídas
Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Eliane Gomes da Silva Pereira. História da luta pela terra Kapinawá e as novas reivindicações da Área Nova. 2016. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Temática das Culturas e História dos Povos Indígen) - Universidade Federal de Pernambuco. Orientador: Lara Erendira Almeida de Andrade.

2.
Joseane Maria Beserra da Silva. Sítios Arqueológicos e a Educação Escolar Indígena Kapiawá. 2016. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Temática das Culturas e História dos Povos Indígen) - Universidade Federal de Pernambuco. Orientador: Lara Erendira Almeida de Andrade.

3.
Leonildo Gomes do Nascimento. Lutas Kapinawá: conquistas a partir dos anos 1980. 2016. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Temática das Culturas e História dos Povos Indígen) - Universidade Federal de Pernambuco. Orientador: Lara Erendira Almeida de Andrade.

4.
Sidneia dos Santos Silva. A prática pedagógica dos professores de história dos anos finais do Povo Kapinawá. 2016. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Temática das Culturas e História dos Povos Indígen) - Universidade Federal de Pernambuco. Orientador: Lara Erendira Almeida de Andrade.

5.
Rita de Siqueira Santos. A arte de ?botar gente no mundo?: a prática das parteiras no Povo Kapinawá. 2016. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Temática das Culturas e História dos Povos Indígen) - Universidade Federal de Pernambuco. Orientador: Lara Erendira Almeida de Andrade.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Ana Cristina Beserra da Silva Gomes. UM RETALO DA PRODUÇÃO E USO DO LIVRO ? KAPINAWÁ: TERRITÓRIO, MEMÓRIAS E SABERES?. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Licenciatura Intercultural Indígena) - Universidade Federal de Pernambuco. Orientador: Lara Erendira Almeida de Andrade.

2.
Sidnéia dos Santos Silva e Maria Cherla de Moura Silva. História e Memória do Povo Kapinawá. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Licenciatura Intercultural Indígena) - Universidade Federal de Pernambuco. Orientador: Lara Erendira Almeida de Andrade.

3.
Leonildo Gomes do Nascimento e Adnalda Barbosa. A História de Luta do povo Kapinawá. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Licenciatura Intercultural Indígena) - Universidade Federal de Pernambuco. Orientador: Lara Erendira Almeida de Andrade.

4.
Maria da Conceição Bezerra da Silva e Rita de Siqueira Santo. Uso das Plantas Medicinais no Povo Kapinawá. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Licenciatura Intercultural Indígena) - Universidade Federal de Pernambuco. Orientador: Lara Erendira Almeida de Andrade.

5.
José Ilton Bezerra da Silva e Joseane Maria da Silva. Sítios Arqueológicos do povo Kapinawá: preservar para fortalecer a identidade étnica. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Licenciatura Intercultural Indígena) - Universidade Federal de Pernambuco. Orientador: Lara Erendira Almeida de Andrade.




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 16/01/2019 às 19:59:28