Thaís Continentino Blank

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/6300403280471703
  • Última atualização do currículo em 11/12/2018


Thais Blank é Professora Adjunta 1 da Escola de Ciências Sociais da FGV e do Programa da Pós-graduação em História, Política e Bens Culturais CPDOC/FGV. É co-coordenadora do Núcleo de Audiovisual e Documentário do CPDOC. Em 2015, defendeu a tese de doutorado intitulada "Da tomada à retomada: origem e migração do cinema doméstico brasileiro (1920 -1965)", obtendo o título de Doutor com "mention très honorable avec félicitations du jury" pela Université Paris 1 Panthéon-Sorbonne e pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Desde 2012 co-coordena o grupo de trabalho "Outros Filmes" no âmbito do congresso internacional da Associação de Investigadores da Imagem em Movimento de Portugal. É co-organizadora do livro Arquivos em movimento: seminário internacional de cinema de arquivo (2017), publicado pela Editora FGV em português e inglês. Seus interesses de pesquisa se concentram sobre o cinema amador, cinema e educação, cinema e história e linguagem audiovisual. É realizadora, co-dirigiu os documentários CCPL: Favela Fabril (2012) e Memórias de um Rio Fabril (2016), além de ter atuado como montadora em diversos documentários. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Thaís Continentino Blank
Nome em citações bibliográficas
BLANK, T. C.;BLANK, THAIS CONTINENTINO


Formação acadêmica/titulação


2011 - 2015
Doutorado em COMUNICAÇÃO E CULTURA.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
com período co-tutela/sanduíche em (Orientador: ).
Título: Da tomada à retomada: origem e migração do cinema doméstico, Ano de obtenção: 2015.
Orientador: Consuelo da Luz Lins.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: cinema; história; Documentário; Arquivo.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História.
2008 - 2010
Mestrado em COMUNICAÇÃO E CULTURA.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: Imagens do Brasil nos cinema alemães: os cinejornais sobre o Brasil entre 1934 e 1941,Ano de Obtenção: 2010.
Orientador: Maurício Lissovsky.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: cinema; história.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
2002 - 2007
Graduação em Comunicação Social.
Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, PUC-Rio, Brasil.
Título: Filme de Estrada.
Orientador: Adréa França.




Atuação Profissional



Fundação Getúlio Vargas, FGV, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professora Adjunta 1, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Professora Adjunta 1 da Escola de Ciências Sociais da FGV e do Programa de Pós-graduação em História Política e Bens Culturais FGV/CPDOC. Coordenadora do Núcleo de Audiovisual e Documentário FGV/CPDOC.

Vínculo institucional

2010 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Colaborador
Outras informações
Professora de Montagem do MBA em Cinema Documentário da FGV

Vínculo institucional

2014 - 2016
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor Horista
Outras informações
Professora da Escola de Ciências Sociais da FGV, disciplinas: Imagem e Prática de Ensino da História, Documentário e Direitos Humanos e Didática.

Vínculo institucional

2009 - 2012
Vínculo: Bolsista DTI 2 CNPq, Enquadramento Funcional: Supervisora Núcleo Audiovisual e Documentário, Carga horária: 30

Atividades

03/2017 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , ESCOLA SUPERIOR DE CIÊNCIAS SOCIAIS, .

Linhas de pesquisa
Memória e Cultura
08/2013 - Atual
Outras atividades técnico-científicas , ESCOLA SUPERIOR DE CIÊNCIAS SOCIAIS, ESCOLA SUPERIOR DE CIÊNCIAS SOCIAIS.

Atividade realizada
Coordenação do Núcleo de Audiovisual e Documentário CPDOC/FGV.
07/2013 - Atual
Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Imagem e Prática de Ensino da História
Documentário e Direitos Humanos
Didática
Estágio III
2012 - Atual
Ensino, Cinema Documentário, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Montagem

Escola de Cinema Darcy Ribeiro, IBAV, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2011
Vínculo: Professor, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 3
Outras informações
Professora de prática de montagem e professora de teoria de montagem na Escola de Cinema Darcy Ribeiro.


Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Professor Substituto, Enquadramento Funcional: professor, Carga horária: 30
Outras informações
Professora substituta da Universidade Federal do Rio de Janeiro no curso de Comunicação de Social. Ministrou as disciplinas Linguagem Audiovisual 2 e Laboratório de Edição.


Escola Parque, ESCOLA PARQUE, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2009
Vínculo: Professor, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 3



Linhas de pesquisa


1.
Memória e Cultura


Projetos de pesquisa


2017 - Atual
Entre o político e o íntimo: o cinema doméstico sob a ditadura militar brasileira
Descrição: A pesquisa propõe realizar um estudo em torno de filmes domésticos filmados por diferentes famílias no período da ditadura militar brasileira (1964 -1985). O objetivo primordial do projeto é mapear, coletar e disponibilizar imagens em movimento realizadas no âmbito privado entre 1964 e 1985, em película, que estão dispersas em arquivos ou até mesmo em vias de desaparecimento. Articulando esses diferentes registros com os depoimentos recolhidos em entrevistas filmadas ao longo da pesquisa e com documentos dos arquivos pessoais e públicos que dizem respeito a origem, a trajetória e ao usos dessas imagens, desejamos revelar as condições de produção desses filmes familiares e amadores explorando o encontro entre a intimidade e a política. Busca-se compreender de que forma imagens realizadas dentro do espaço privado, que em grande parte não foram pensadas para serem difundidas, podem ganhar uma dimensão pública e acolher os dramas de sua época..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2016 - Atual
Pesquisa, ensino e inovação nas Ciências Sociais e na História.
Descrição: O objetivo geral deste projeto de pesquisa aplicada é identificar iniciativas inovadoras que articulem pesquisa e ensino nas Ciências Sociais e na História, desenvolver novas práticas a ser aplicadas na graduação do CPDOC e na educação básica e disseminá-las como bens públicos para a comunidade educacional brasileira. No primeiro ano do projeto, a equipe irá efetuar pesquisa sobre as práticas pedagógicas utilizadas na educação básica e nas graduações em Ciências Sociais e História no Brasil e no mundo. O objetivo específico é produzir um acervo de informações sobre o estado da arte dessa questão, além de elaborar um relatório inicial sobre práticas mais inovadoras. No segundo ano do projeto, iremos desenvolver novas estratégias de ensino de Ciências Sociais e História, valendo-nos tanto da pesquisa anterior como de iniciativas que já vêm sendo desenvolvidas de forma incipiente no CPDOC, em especial o projeto PIBID (pibid.cpdoc.fgv.br), as reflexões sobre educação do olhar desenvolvidas na disciplina de Seminário de Cultura e Sociedade e a utilização de ferramentas digitais e audiovisuais no âmbito do Núcleo de Audiovisual. Essas estratégias serão aplicadas em disciplinas eletivas no CPDOC. No terceiro ano, nossa meta será disseminar essas inovações para a comunidade escolar no Brasil através de oficina de capacitação e da produção de um E-BOOK gratuito..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2014 - 2017
Ampliação do Núcleo de Audiovisual e Documentário do CPDOC
Descrição: Projetar o CPDOC interna e externamente como centro de referência (a) no que diz respeito à reflexão sobre o audiovisual e sua incorporação às metodologias científicas; (b) na reflexão sobre a produção audiovisual contemporânea, em particular o cinema documentário, privilegiando seu olhar sobre a realidade, matéria de interesse do CPDOC desde a sua criação; (c) Ampliar a inserção das atividades do CPDOC/FGV ligadas ao audiovisual em parceria com as outras escolas da FGV; (d) ajudar a formar profissionais aptos a manejarem a linguagem audiovisual como ferramenta de produção e de difusão de saber; (e) inserir , assim, a FGV no circuito global de pesquisa, debate e produção de audiovisual, no âmbito acadêmico e institucional. (f) ampliar a demanda pela Pós em Cinema Documentário, atualmente na sua 13ª turma, e viabilizar a captação de novos projetos por leis de incentivo cultural..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2014 - 2017
Modernização do Núcleo de Audioviusal e Documentário do CPDOC
Descrição: O projeto tem como objetivo equipar e modernizar o Núcleo de Audiovisual e Documentário da Escola de Ciências Sociais da Fundação Getulio Vargas (FGV/CPDOC) com instrumentos próprios e atualizados para a captura e edição de material audiovisual. Desde 2006 o Núcleo vem desenvolvendo junto aos alunos, professores e pesquisadores do CPDOC, uma série de atividades centradas na experimentação e na utilização da linguagem audiovisual como ferramenta de produção e difusão do saber. A modernização de seus equipamentos e de seu espaço físico visa apurar a qualidade técnica e estética das pesquisas e ampliar o investimento na formação de alunos e professores capazes de incorporar a tecnologia digital em seus processos de trabalho..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2014 - 2017
Ruínas de um Rio fabril: Memórias de uma cidade esquecida
Descrição: Ruínas de um Rio fabril: memórias de uma cidade esquecida propõe realizar um amplo levantamento de imagens dos remanescentes industriais da zona norte do Rio de Janeiro (antigas fábricas, moradias operárias, estações ferroviárias, edifícios vinculados às organizações de empresários industriais e operárias, ruínas fabris, etc), bem como a gravação de depoimentos de atores sociais vinculados a este processo industrial (antigos e novos trabalhadores, empresários, moradores, agentes públicos, etc) no primeiro cinturão industrial da Zona Norte carioca, mais especificamente as regiões administrativas da Grande Tijuca (composta pelos bairros da Tijuca, Vila Isabel, Andaraí, Grajau, Maracanã, Borel e Salgueiro) e do Bairro Imperial (composta pelos bairros de São Cristovão, Benfica, Mangueira, Jacaré, Jacarezinho e Vasco da Gama). Essas regiões formaram grande parte do ?coração industrial? da cidade e ganharam grande impulso particularmente a partir da década de 1930, quando a instalação de unidades fabris passou a ser proibida na zona Sul carioca. A presença fabril influenciou decisivamente a sociabilidade local e a cultura popular nestes bairros. Os sambas de Noel Rosa evocando os ?apitos das fábricas de tecido? de Vila Isabel, o nome da favela da Mangueira (que remetia a denominação de uma fábrica de chapéus que existia na localidade), a peculiar arquitetura de vilas operárias e as conexões entre várias favelas da região e indústrias específicas, como no caso da relação entre o Borel e a fábrica de cigarros da Souza Cruz ou do Jacarezinho com a unidade da General Eletric são alguns dos numerosos exemplos da influência da industrialização na região. Também do ponto de vista das lutas sociais a região ocupa lugar de grande relevo na história carioca. Sede de várias associações e sindicatos (como o dos metalúrgicos, cujo edifício protagonizou alguns dos mais dramáticos episódios na conjuntura anterior ao golpe civil-militar de 1964), esses bairros foram palco de diversas demonstrações públicas, greves e mobilizações..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2012 - 2016
Ensaio fílmico, apropriacão de imagens e subjetividade: práticas e imagens documentais na cultura audiovisual contemporânea

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Consuelo da Luz Lins em 15/07/2013.
Descrição: Em continuidade com uma das vertentes da pesquisa anterior, trata-se de problematizar noções e questões que envolvem o documentário ensaístico, no campo dos estudos do cinema e do audiovisual, a começar pelo próprio termo ensaio, mas também filme de montagem, found footage, filme de arquivo. Refletiremos também sobre as diferenças entre os gestos de apropriação, de retomada, de citação ou de reciclagem e tentaremos uma melhor definição do imenso território das imagens passíveis de serem reapropriadas hoje: imagens de família, imagens públicas, imagens de dispositivos de vigilância, imagens amadoras, imagens que circulam na internet, o cinema visto como imenso arquivo audiovisual. Desenvolveremos nossa argumentação a partir dos textos teóricos e críticos do cinema, analisando criticamente textos clássicos sobre o tema até chegar a uma revisão bibliográfica mais recente. Autores como Willian C. Wees, Patrik Sjoberg, Antonio Weinrichter, Eugeni Bonet, Bill Nichols, Eric Barnow, Patrícia Zimmermann, Allan Sekula, Nicole Brenez, entre outros. Além dos autores já citados, vamos dialogar com textos de teóricos e críticos do cinema que tem trabalhado particularmente com a questão do ensaio: Christa Blumingher, Michael Renov, José Moure, Nicole Brenez, François Niney, Philippe Dubois, Raymond Bellour....
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Thaís Continentino Blank - Integrante / Consuelo da Luz Lins - Coordenador.
2011 - 2015
Da tomada à retomada: origem e migração do cinema doméstico
Descrição: A pesquisa desenvolvida no âmbito do curso de doutorado em Comunicação e Cultura da UFRJ em regime de co-tutela com Université Paris 1, tem como objeto de estudo filmes domésticos realizados entre os anos 1920 e 1960. A pesquisa se divide em duas vertentes: na primeira trabalharemos com as fontes primárias, as imagens em estado ?bruto?, para resgatar o sentido e a trajetória dos filmes familiares depositados nos arquivos; na segunda nos deteremos sobre os processos de reapropriação e ressignificação dessas imagens em documentários contemporâneos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Thaís Continentino Blank - Integrante / Consuelo da Luz Lins - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
2011 - 2015
Memória do cinema documentário brasileiro: histórias de vida
Descrição: Criar, dentro do acervo de História Oral do CPDOC/FGV, hoje constituído por mais de 6000 horas de entrevistas sobre temas relevantes para a análise da realidade brasileira contemporânea, uma série de depoimentos sobre a história do cinema documentário no Brasil. Ajudar a estabelecer e a enriquecer, desse modo, a memória do cinema nacional, especificamente o documental, que será contada, inicialmente, pela geração oriunda do Cinema Novo. Facilitar o acesso à história do cinema nacional através da disponibilização na internet, na íntegra, dos resultados do projeto e, assim, estimular o interesse pelo assunto por leigos e o aprofundamento de estudos por parte de pesquisadores. Ajudar a identificar, por fim, a partir de depoimentos de documentaristas (que, assim como jornalistas, artistas, cientistas sociais e historiadores, souberam fazer da realidade matéria-prima de expressão, reflexão e provocação sobre o Brasil), questões relevantes para o entendimento do Brasil de hoje.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2011 - Atual
História audiovisual das Ciências Sociais no Brasil
Descrição: O projeto prevê a continuidade da constituição de uma História Audiovisual das Ciências Sociais no Brasil, envolvendo a realização de entrevistas filmadas com pesquisadores dessa área do conhecimento, e que terá seus resultados disponibilizados para um público mais amplo. Este projeto guarda continuidade com o projeto Cientistas Sociais dos Países de Língua Portuguesa: histórias de vida (Edital CNPq 018/2007), que instituiu as bases gerais de produção e divulgação do conhecimento dentro dos quais a presente pesquisa se insere. Os depoimentos que já foram registrados (ver www.fgv.br/cpdoc/cientistas sociais) têm permitido perceber cortes geracionais e temáticos, ao mesmo tempo em que cumprem uma função didática essencial...
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2012
Memórias da CCPL: uma favela fabril
Descrição: Este projeto visa documentar a história e registrar a demolição de uma antiga fábrica de leite virou cortiço conhecido como favela CCPL, na antiga zona industrial do norte do Rio de Janeiro. O local dará lugar a um projeto de habitação subsidiado pelo governo. O estudo visa reconstruir a história deste lugar através de pesquisa etnográfica e arquivamento, resultando em uma coleção de entrevistas de história oral filmada e em um documentário. Analiticamente, questiona a forma como o processp de desindustrialização e os investimentos sem precedentes em habitação de baixa renda, transformam a paisagem urbana, usos e apropriações do espaço e dos mercados imobiliários..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.


Projetos de extensão


2007 - Atual
Cineclube FGV
Descrição: Contando com sessões mensais desde 2007, o Cineclube FGV acontece regularmente promovendo sessões de filmes documentários sempre seguidas de debate com especialistas na temática abordada e com membros da equipe de realizadores. As sessões gratuitas e abertas ao público sem necessidade de inscrição prévia..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Thaís Continentino Blank - Coordenador / Adelina Novaes e Cruz - Integrante / João Paulo Pugin - Integrante / Luisa Maria Silva de Santana - Integrante / Beatriz Vencioneck - Integrante / Julia Chacur - Integrante / Lucas Pípolos - Integrante.


Membro de corpo editorial


2016 - 2016
Periódico: Aniki - Revista Portuguesa da Imagem em Movimento


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Comunicação.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Francês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2018
Festival O Cubo - Melhor filme, melhor direção e melhor roteiro na categoria documentário para p filme Memórias de um Rio Fabril, 5º Festival O Cubo de Cinema.
2011
Melhor Montagem para o filme Angeli 24h, Festivais RECINE e CINEMATO.
2010
LINCOLN INSTIUTE OF LAND POLICY: Program on Latin America and the Caribbean, Lincoln Institute.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
BLANK, THAIS CONTINENTINO2018BLANK, THAIS CONTINENTINO. Cavação e cinema doméstico: rupturas e continuidades em imagens de família. SIGNIFICAÇÃO: REVISTA DE CULTURA AUDIOVISUAL, v. 45, p. 159, 2018.

2.
BLANK, T. C.;BLANK, THAIS CONTINENTINO2017BLANK, T. C.. Um cinegrafista amador na Cinemateca. Arquivo em Cartaz: Festival Internacional de Cinema de Arquivo, v. 3, p. 6-15, 2017.

3.
BLANK, T. C.;BLANK, THAIS CONTINENTINO2016BLANK, T. C.; SAMPAIO, S. ; SCHEFER, R. . Filmes utilitários, amadores, órfãos e efémeros: repensando o cinema a partir dos ?outros filmes?. Aniki - Revista Portuguesa da Imagem em Movimento, v. 3, p. 200-2013, 2016.

4.
BLANK, T. C.;BLANK, THAIS CONTINENTINO2016BLANK, T. C.; HEFFNER, H. . 'É trabalho de formiguinha': Hernani Heffner e a política dos arquivos. Aniki: Revista Portuguesa da Imagem em Movimento, v. 3, p. 334-355, 2016.

5.
MACHADO, P. F. M.2016MACHADO, P. F. M. ; BLANK, T. C. . A outra vida das imagens: elaborando memórias de uma Brasil invisível. Devires, v. 12, p. 68-93, 2016.

6.
BLANK, T. C.;BLANK, THAIS CONTINENTINO2015BLANK, T. C.; MACHADO, P. F. . A outra vida das imagens: elaborando memórias de um Brasil invisível. DEVIRES (UFMG), v. 12, p. 68-93, 2015.

7.
BLANK, T. C.;BLANK, THAIS CONTINENTINO2014BLANK, T. C.; MACHADO, P. F. . Eduardo Escorel e a política dos arquivos: notas sobre a trajetória de imagens de cortejo fúnebre no Brasi. Revista Brasileira de História da Mídia, v. 3, p. 193-197, 2014.

8.
BLANK, T. C.;BLANK, THAIS CONTINENTINO2014BLANK, T. C.. Políticas e estratégias de patrimonialização do cinema amador e familiar. Revista Laika, v. V.2, p. 1-20, 2014.

9.
BLANK, T. C.;BLANK, THAIS CONTINENTINO2013BLANK, T. C.; MACHADO, P. F. . Noite e Neblina: um livro sobre um filme na história. E-Compós (Brasília), v. 16, p. 1-4, 2013.

10.
BLANK, T. C.;BLANK, THAIS CONTINENTINO2012BLANK, T. C.; LINS, C. L. . Filmes de família, cinema amador e a memória do mundo. SIGNIFICAÇÃO: REVISTA DE CULTURA AUDIOVISUAL, v. 39, p. 52-74, 2012.

11.
BLANK, T. C.;BLANK, THAIS CONTINENTINO2012BLANK, T. C.. Do cinema ao arquivo: traçando o percurso migratório dos filmes de família. DOC ON-LINE: REVISTA DIGITAL DE CINEMA DOCUMENTARIO, v. 13, p. 5-20, 2012.

12.
BLANK, T. C.;BLANK, THAIS CONTINENTINO2010BLANK, T. C.; LISSOVSKY, M. . A catástrofe do sentido: o Brasil em três fotogramas dos anos 1930. DEVIRES (UFMG), v. 7, p. 151-165, 2010.

13.
BLANK, T. C.;BLANK, THAIS CONTINENTINO2008BLANK, T. C.. O colapso da 'imagem-movimento' nos cinejornais sobre o Brasil. Entre.Meios, v. V, p. 248-258, 2008.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
CRUZ, A. N. E. (Org.) ; GRINER, Arbel (Org.) ; BLANK, T. C. (Org.) ; MACHADO, P. F. M. (Org.) . Arquivos em movimento - Seminário Internacional de Cinema de Arquivo. 1. ed. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2017.

2.
BLANK, T. C.; MACHADO, P. F. M. (Org.) ; CRUZ, A. N. E. (Org.) ; GRINER, Arbel (Org.) . Archives in movement: International Seminar on Archive. 1. ed. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2017. v. 1. 201p .

Capítulos de livros publicados
1.
BLANK, T. C.. Imagens-outsiders: cinema, arquivo e desvio. In: Raquel Hallak d'Angelo; Fernanda Hallak d'Angelo. (Org.). CineOP 13ª Mostra de Cinema de Ouro Preto. 1ed.Belo Horizonte: Universo Produção, 2018, v. 1, p. 96-99.

2.
BLANK, T. C.. Entre o político e o íntimo: narrativas visuais em primeira pessoa. In: Jeanne Dosse; Tatiana Devos Gentile. (Org.). CineDocFr: mostra de cinema documentário francês. 1ed.Rio de Janeiro: Caixa Cultural, 2015, v. 1, p. 57-72.

3.
LISSOVSKY, M. ; BLANK, T. C. . Três fotogramas dos anos 1930. In: Maurício Lissovsky. (Org.). Pausas do Destino: Teoria, Arte e História da Fotografia. 1ed.Rio de Janeiro: MAUAD Editora Ltda, 2014, v. 1, p. 57-72.

4.
BLANK, T. C.; LINS, C. L. . Ruínas da intimidade: os objetos encontrados por Peter Forgacs. In: Patricia Rebello; Rafael Sampaio. (Org.). Péter Forgacs: Arquitetura da Memória. 1ed.São Paulo: , 2012, v. 1, p. 1-12.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
BLANK, T. C.; LINS, C. L. . Audiovisual remontado - História e Documentário. O Globo, Rio de Janeiro, p. 3 - 3, 01 dez. 2012.

2.
LINS, C. L. ; BLANK, T. C. . Vidas que se confundem com uma época. O Globo, Rio de Janeiro, p. 2 - 2, 31 jan. 2012.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
BLANK, T. C.; MACHADO, P. F. M. . Em busca de um método: entre a estética e a história de imagens domésticas da ditadura militar. In: XXVII Encontro Anual da Compós, 2018, Belo Horizonte. XXVII COMPÓS: BELO HORIZONTE/MG, 2018. p. 1-22.

2.
BLANK, T. C.. ; Imagens em trânsito: cinema doméstico e travelogue.. In: V Encontro Anual da AIM, 2016, Lisboa. Atas do V Encontro Anual da AIM. Lisboa: AIM ? Associação de Investigadores da Imagem em Movimento, 2015. v. 1. p. 569-578.

3.
BLANK, T. C.; MACHADO, P. F. . O gesto e os vestígios da tomada de um cortejo fúnebre no Brasil de 68. In: XVIII Encontro Socine, 2014, Florianópolis. Anais de Textos Completos do XVII Encontro SOCINE. São Paulo: Socine Brasileira, 2013. p. 534-541.

4.
BLANK, T. C.; LINS, C. L. . Filmes de família, cinema amador e a memoria do mundo. In: Compós, 2012, Juiz de Fora. XXI Encontro Anual da Compós, 2012. v. 1. p. 1-16.

5.
BLANK, T. C.. Jornada à origem: os percursos migratórios das imagens de arquivo. In: Intercom - XVII Congresso de Ciências da Comunicação na Região Sudeste, 2012, Ouro Preto. XVII Congresso de Ciências da Comunicação na Região Sudeste, 2012. p. 1-12.

6.
BLANK, T. C.. Experiência modernidade e tradição nos filmes de família de 1920 e 1930. In: XXXIV CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO - INTERCOM, 2011, Recife. XXXIV CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO - INTERCOM, 2011.

7.
BLANK, T. C.. O Papel dos Cinejornais Alemães sobre o Brasil na ?Comunidade Imaginada? Nazista. In: XXXI Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, 2008, Natal. Anais do XXXI Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação: mídia, ecologia e sociedade. São Paulo: Intercom, 2008. p. 1-13.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
BLANK, T. C.. Experiência, narrativa e modernidade nos filmes de família de 1920-30. In: 15º Encontro Socine, 2011, Rio de Janeiro. Imaginários Invisíveis - 15º Encontro Socine, 2011.

2.
BLANK, T. C.. Imagens do Brasil nos cinemas alemães, os cinejornais de 1934 a 1941. In: 14º Encontro Socine, 2010, Pernambuco (UFPE). Anais 14º Encontro do Socine, 2010.

3.
BLANK, T. C.. A catástrofe do sentido: o Brasil em três fotogramas dos anos 1930. In: 13º Encontro do Socine, 2009, São Paulo. Anais 13º Encontro do Socine, 2009.

4.
BLANK, T. C.. Representação e ideologia em cinejornais americanos e alemães realizados no Brasil entre 1934 e 1941. In: 12º Encontro do Socine, 2008, Brasília. Anais 12º Encontro do Socine, 2008.

Apresentações de Trabalho
1.
BLANK, T. C.. 'Engajamento e militância nas décadas 1979/1980 nos filmes de Helena Solberg'. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
BLANK, T. C.; MACHADO, P. F. M. . Em busca de um método: entre a estética e a história de imagens domésticas da ditadura militar. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
BLANK, T. C.. Novos olhares sobre velhas imagens: experiências de realização nas oficinas do CPDOC. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
SCHEFER, R. ; SAMPAIO, S. ; BLANK, T. C. . Coordenação e Moderação GT Outros Filmes. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

5.
BLANK, T. C.. Entre Malditos e Olvidados. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
BLANK, T. C.; FONSECA, V. . Coordenação e Moderação do ST Da História Oral. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
BLANK, THAIS CONTINENTINO; MACHADO, P. F. M. . Arquivos cruzados: visualidade, historicidade e circulação de filmes domésticos da ditadura militar brasileira. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

8.
BLANK, T. C.. Desvios no arquivo: a retomada de imagens nas oficinas de produção audiovisual do CPDOC. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

9.
BLANK, T. C.; MACHADO, P. F. . A domesticação de imagens públicas em No intenso agora.. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

10.
MACHADO, P. F. M. ; BLANK, T. C. . Between politics and intimacy : home movies under the Brazilian dictatorship.. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

11.
BLANK, T. C.; MACHADO, P. F. M. . Imagens de um casamento: o cinema doméstico sob a ditadura militar. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

12.
BLANK, T. C.. Um cinegrafista amador na Cinemateca. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

13.
BLANK, T. C.; MACHADO, P. F. M. . Quando o doméstico invade o político: imagens familiares e o testemunho da ditadura militar brasileira. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

14.
BLANK, T. C.. Da tomada à retomada: origem e migração do cinema doméstico brasileiro. O processo de pesquisa. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

15.
BLANK, T. C.. Moderador do VI Encontro Anual da AIM - GT Outros Filmes. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

16.
BLANK, T. C.. Entre o político e o íntimo: narrativas visuais em primeira pessoa. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

17.
BLANK, T. C.. Imagens em trânsito: cinema doméstico e travelogue. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

18.
BLANK, T. C.. Imagens do Estado Novo: cinema doméstico em um filme inacabado. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

19.
BLANK, T. C.. Da tomada à retomada: origem e migração do cinema doméstico. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

20.
BLANK, T. C.. Moderador do V Encontro Anual da AIM - GT Outros Filmes. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

21.
BLANK, T. C.. Políticas e estratégias de patrimonialização do cinema amador e familiar. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

22.
CASTRO, Celso ; BLANK, T. C. . A Revolucao de Abril e as Ciencias Sociais em Portugal». 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

23.
BLANK, T. C.. De Ford a Ainouz: o movimento migratório de imagens de 'segunda-mão'. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

24.
BLANK, T. C.. Passagens e migrações: o cinema familiar face a história. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

25.
BLANK, T. C.; MACHADO, P. F. . O GESTO E OS VESTIGIOS DA TOMADA de um cortejo fúnebre no Brasil de 68. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

26.
BLANK, T. C.; MACHADO, P. F. . O GESTO E OS VESTIGIOS DA TOMADA de um cortejo fúnebre no Brasil de 68. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

27.
BLANK, T. C.. Ruínas da intimidade: os "objetos encontrados" por Péter Forgács. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

28.
BLANK, T. C.; LINS, C. L. . Filmes de família, cinema amador e a memoria do mundo. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

29.
BLANK, T. C.. Experiência modernidade e tradição nos filmes de família de 1920 e 1930. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

30.
BLANK, T. C.. Experiência, narrativa e modernidade nos filmes de família de 1920 e 1930. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

31.
BLANK, T. C.. Imagens do Brasil nos Cinemas Alemães. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

32.
BLANK, T. C.; LISSOVSKY, M. . A catástrofe do sentido e urgência da montagem: o Brasil em três fotogramas alemães dos anos 1930. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

33.
BLANK, T. C.. Representação e ideologia em cinejornais americanos e alemães realizados no Brasil entre 1934 e 1941. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

34.
BLANK, T. C.. O Papel dos Cinejornais Alemães sobre o Brasil na Comunidade Imaginada Nazista. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

35.
BLANK, T. C.. O colapso da ?imagem-movimento? nos cinejornais alemães sobre o Brasil. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Outras produções bibliográficas
1.
GRINER, Arbel ; CRUZ, A. N. E. ; BLANK, T. C. ; MACHADO, P. F. M. . Arquivos em movimento - Introdução. Rio de Janeiro, 2017. (Prefácio, Pósfacio/Introdução)>.

2.
BLANK, T. C.. Um Brasil Germanizado. RIO DE JANEIRO: ASA, 2009 (Artigo).


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
BLANK, T. C.. Revista Devires. 2017.

2.
BLANK, T. C.. II Colóquio Internacional de Cinema e História. 2017.

3.
BLANK, T. C.. Significação: Revista de Cultura e Audiovisual. 2017.

4.
BLANK, T. C.. Revista História Oral. 2016.

5.
BLANK, T. C.. Significação: Revista de Cultura e Audiovisual. 2016.

6.
BLANK, T. C.. Revista Discentes Ars Histórica. 2016.

7.
BLANK, T. C.. 8º Coneco + XII PósCom. 2015.

Redes sociais, websites e blogs
1.
BLANK, T. C.; SAMPAIO, S. ; SCHEFER, R. ; MACHADO, P. F. . outros filmes. 2017; Tema: Este é o blogue do GT Outros Filmes ? Grupo de Trabalho Outros Filmes, da Associação de Investigadores da Imagem em Movimento (AIM).. (Blog).

2.
BLANK, T. C.. Cineclube FGV. 2015; Tema: Cinema Documentário. (Rede social).

3.
BLANK, T. C.. Cineclube FGV. 2014; Tema: Cinema Documentário. (Rede social).

4.
BLANK, T. C.. Cineclube FGV. 2013; Tema: Cinema Documentário. (Rede social).


Demais tipos de produção técnica
1.
CRUZ, A. N. E. ; GRINER, Arbel ; BLANK, T. C. . Oficina Cinema, estética e política. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
BLANK, T. C.. Curso de Verão CPDOC/FGV - Cinema no Brasil Republicano. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

3.
BLANK, T. C.; MACHADO, P. F. M. ; CRUZ, A. N. E. ; GRINER, Arbel . Oficina de Produção Audiovisual. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

4.
BLANK, T. C.; SCHEFER, R. ; SAMPAIO, S. . Aniki: Revista Portuguesa da Imagem em Movimento. Dossier 'Outros Filmes'. 2016. (Editoração/Periódico).

5.
CRUZ, A. N. E. ; GRINER, Arbel ; BLANK, T. C. . Oficina de Produção Audiovisual. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

6.
BLANK, T. C.; CRUZ, A. N. E. ; GRINER, Arbel . Oficina de Produção Audiovisual. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Outra).


Produção artística/cultural
Artes Visuais
1.
FONTES P. ; BLANK, T. C. ; Isabel Joffily . Memórias de um Rio Fabril. 2017. Vídeo.

2.
CAVALCANTI, M. ; FONTES P. ; BLANK, T. C. . Favela Fabril. 2012. Vídeo.

3.
BLANK, T. C.; SERFATTY, Juliana . O caminho do confete (montadora). 2011. Vídeo.

4.
BLANK, T. C.; Eduardo Escorel . Os Golpes do Estado Novo (montadora). 2011. Vídeo.

5.
BLANK, T. C.; FORMAGGINI, E. . Angeli 24h (montadora). 2010. Vídeo.

6.
BLANK, T. C.; Eduardo Escorel . Deixa que eu falo (assistente de direção e montagem). 2007. Vídeo.

7.
BLANK, T. C.; Eduardo Escorel . O Tempo e o Lugar (assistente de direção). 2007. Vídeo.

8.
BLANK, T. C.; Felipe Camara ; Larissa Salomé ; Lucas Andrade ; Fernanda Miranda . Quinto. 2006. Vídeo.

9.
BLANK, T. C.. Diário de um documentário. 2005. Vídeo.

10.
BLANK, T. C.; Eduardo Escorel ; José Joffily . Vocação do Poder (assistente de direção). 2004. Filme.

11.
BLANK, T. C.. Revelar-se. 2003. Vídeo.



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
MIGLIORIN, C. A.; SILVA, A. C. A.; BLANK, T. C.. Participação em banca de Laís Ferreira Oliveira. Viver, filmar, montar: o cinema na invenção da memória. 2017. Dissertação (Mestrado em Comunicação) - Universidade Federal Fluminense.

2.
MUSSE, C. F.; BLANK, T. C.; THOME, C. A.. Participação em banca de Ana Clara Campos dos Santos. Memória e encenação no filme de família. 2016. Dissertação (Mestrado em Comunicação) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Qualificações de Doutorado
1.
BLANK, T. C.; OLIVEIRA, E. F.; SILVA, P. R.. Participação em banca de GABRIEL GESUALDI MALINOVSKY. O PUBLICO E O PRIVADO NO FILME DE ARQUIVO: MEMORIA, FICAÇAO E MONTAGEM DA HISTORIA. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Comunicação) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Qualificações de Mestrado
1.
FERREIRA, L. C. M.; BLANK, T. C.; OLIVEIRA FILHO, W.. Participação em banca de Angela Regina Andrade Bittencourt Silva. A Arte da Perfomance em Plataforma Digital: Estudo de Caso da Obra Movimentos Detenidos Sob a Ótica da Interação e da Interatividade. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em História, Política e Bens Culturais) - Fundação Getúlio Vargas.

2.
BLANK, T. C.; MEDERIOS, J.; BAHIA, L.. Participação em banca de Bárbara Malta Rebello. Representação das protagonistas femininas nos filmes brasileiros contemporâneos de grande audiência. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em História, Política e Bens Culturais) - Fundação Getúlio Vargas.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
13ª Mostra de Cinema de Ouro Preto.Entre Malditos e Olvidados. 2018. (Seminário).

2.
Cocaal ? Colóquio de Cinema e Arte da América Latina/II Cocaf ? Colóquio de Cinema de Autoria Feminina. Arquivos cruzados: visualidade, historicidade e circulação de filmes domésticos da ditadura militar brasileira. 2018. (Congresso).

3.
PAPeando: Arquivos Pessoais de Mulheres no acervo da FGV CPDOC.Desvios no arquivo: a retomada de imagens nas oficinas de produção audiovisual do CPDOC. 2018. (Seminário).

4.
Retrospectiva Helena Solberg.Militância e engajamento nos filmes de Helena Solberg. 2018. (Outra).

5.
VIII Encontro da AIM- Associação dos investigadores da imagem em movimento. Novos olhares sobre velhas imagens: experiências de realização nas oficinas do CPDOC. 2018. (Congresso).

6.
VIII Encontro da AIM- Associação dos investigadores da imagem em movimento. Grupo de Trabalho Outros Filmes. 2018. (Congresso).

7.
XIV Encontro Nacional de História Oral. Da História Oral ao Filme. 2018. (Congresso).

8.
XXII Encontro SOCINE. A domesticação de imagens públicas em No intenso agora.. 2018. (Congresso).

9.
XXVII Encontro Anual da Compós. Em busca de um método: entre a estética e a história de imagens domésticas da ditadura militar. 2018. (Congresso).

10.
VI Encontro Anual da AIM. Da tomada à retomada: origem e migração do cinema doméstico brasileiro. O processo de pesquisa. 2016. (Congresso).

11.
VI Encontro Anual da AIM. GT "Outros Filmes". 2016. (Congresso).

12.
Arquivo em Cartaz: Festival Internacional de Cinema de Arqurquivo.materiais de arquivo nas produções audiovisuais. 2015. (Encontro).

13.
CineDocFR mostra de cinema documentário francês contemporâneo.Entre o político e o íntimo: narrativas visuais em primeira pessoa. 2015. (Seminário).

14.
Laboratório de Estudos Audiovisuais (LEAV).Da tomada à retomada: origem e migração do cinema doméstico. 2015. (Seminário).

15.
V enncontro anual da AIM. Moderador do V Encontro Anual da AIM - GT Outros Filmes. 2015. (Congresso).

16.
V enncontro anual da AIM. Imagens em trânsito: cinema doméstico e travelogue. 2015. (Congresso).

17.
XIX Encontro da Socine. Imagens do Estado Novo: cinema doméstico em um filme inacabado. 2015. (Congresso).

18.
Congresso Internacional "A Revolução de Abril. 1974-75. "A Revolucao de Abril e as Ciencias Sociais em Portugal". 2014. (Congresso).

19.
IV Encontro Anual da AIM. Políticas e estratégias de patrimonialização do cinema amador e familiar. 2014. (Congresso).

20.
IV Encontro Anual da AIM - Coordenação GT. GT Outros Filmes - Coordenação. 2014. (Congresso).

21.
III Encontro Anual da AIM. Passagens e migrações: o cinema familiar face à história. 2013. (Congresso).

22.
Seminário do Laboratório de Estudos Audiovisuais.O gesto e os vestígios da tomada. 2013. (Seminário).

23.
XVII Socine 2013. O GESTO E OS VESTIGIOS DA TOMADA de um cortejo fúnebre no Brasil de 68. 2013. (Congresso).

24.
Péter Forgács: Arquitetura da Memória.Ruinas da initmidade: Os objetos encontrados por Peter Forgcas, debate da mostra. 2012. (Outra).

25.
XXI encontro anual da associação nacional dos programas de pós-graduação em comunicação. Filmes de família, cinema amador e a memoria do mundo. 2012. (Congresso).

26.
XV Encontro SOCINE. Experiência, narrativa e modernidade nos filmes de família de 1920-30. 2011. (Congresso).

27.
XXXIV Congresso Brasileiros de Ciências da Comunicação. Experiência modernidade e tradição nos filmes de família de 1920 e 1930. 2011. (Congresso).

28.
Socine. A catastrofe do sentido: o Brasil em três fotogramas dos anos 30. 2009. (Congresso).

29.
XIII Socine. Catástrofe do sentido e urgência da montagem: o Brasil em três fotogramas alemães dos anos 1930. 2009. (Congresso).

30.
Socine. Representação e ideologia nos cinejornais americanos e alemães sobre o Brasil entre 1934 e 41. 2008. (Congresso).

31.
V POSCOM. O colapso da "imagem-movimento" nos cinejornais alemães sobre o Brasil. 2008. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
CRUZ, A. N. E. ; BLANK, T. C. . Cineclube FGV. 2018. (Outro).

2.
BLANK, T. C.; SANTOS, Y. L. ; KORNIS, M. A. ; MAIA, J. M. E. ; FERREIRA, L. . Como você ensina? Novos desafios e estratégias no ensino de Ciências Sociais e História. 2017. (Congresso).

3.
CRUZ, A. N. E. ; BLANK, T. C. . Cineclube FGV. 2017. (Outro).

4.
BLANK, T. C.; FONSECA, V. . "Pensando a Educação, a História e o Cinema", ciclo de debates. 2017. (Outro).

5.
BLANK, T. C.; CRUZ, A. N. E. ; GRINER, Arbel . Cineclube FGV. 2016. (Outro).

6.
CRUZ, A. N. E. ; GRINER, Arbel ; BLANK, T. C. ; MACHADO, P. F. M. . Arquivos em movimento - Seminário Internacional de Cinema de Arquivo. 2016. (Congresso).

7.
CRUZ, A. N. E. ; GRINER, Arbel ; MACHADO, P. F. M. ; BLANK, T. C. . 3ª Oficina de Produção Audiovisual do CPDOC. 2016. (Outro).

8.
CRUZ, A. N. E. ; GRINER, Arbel ; BLANK, T. C. . Cineclube FGV. 2015. (Outro).

9.
CRUZ, A. N. E. ; GRINER, Arbel ; BLANK, T. C. . 2ª Oficina de Produção Audiovisual do CPDOC. 2015. (Outro).

10.
CRUZ, A. N. E. ; GRINER, Arbel ; BLANK, T. C. . Cineclube FGV. 2014. (Outro).

11.
CRUZ, A. N. E. ; GRINER, Arbel ; BLANK, T. C. . 1ª Oficina de Produção Audiovisual do CPDOC. 2014. (Outro).

12.
CRUZ, A. N. E. ; GRINER, Arbel ; BLANK, T. C. . Cineclube FGV. 2013. (Outro).

13.
BLANK, T. C.; Rita Toledo ; Isabel Joffily . "Abbas Kisrostami e Amos Gitai: o cinema além muros". 2009. (Festival).

14.
BLANK, T. C.. "Eduardo Escorel, filmes de autor". 2008. (Festival).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Thiago Simão Gomides. A contribuição digital de acervos anônimos para a construção coletiva da imagem histórica da cidade do Rio de Janeiro. Início: 2018. Dissertação (Mestrado profissional em História, Política e Bens Culturais) - Fundação Getúlio Vargas. (Orientador).

2.
Marco Aurélio Fiochi. Catálogos de arte do Instituto Moreira Salles: representações da modernidade. Início: 2018. Dissertação (Mestrado em História, Política e Bens Culturais) - Fundação Getúlio Vargas. (Orientador).

3.
Flavia Santos de Oliveira. Ô Brasil, abre a cortina do passado, tira a mãe preta do cerrado e a coloque no cinema brasileiro: a invisibilidade da atriz negra no protagonismo das grandes produções cinematográficas brasileiras nos anos de 2014/2015. Início: 2018. Dissertação (Mestrado em História, Política e Bens Culturais) - Fundação Getúlio Vargas. (Orientador).

4.
Bárbara Malta Rabello. A representação das protagonistas femininas no cinema brasileiro de grande audiência a partir da Retomada (1995-2015). Início: 2017. Dissertação (Mestrado em História, Política e Bens Culturais) - Fundação Getúlio Vargas. (Orientador).

Iniciação científica
1.
Suzane Julia Correa. Entre o político e o íntimo o cinema doméstico sob a ditadura militar brasileira. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Ciências Sociais) - Fundação Getúlio Vargas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Iniciação científica
1.
Débora Vieira. Entre o político e o íntimo o cinema doméstico sob a ditadura militar brasileira. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Fundação Getúlio Vargas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Thaís Continentino Blank.



Inovação



Projetos de pesquisa


Outras informações relevantes


Em 2010 Thais Blank ganhou junto com os pesquisadores Mariana Cavalcanti e Paulo Fontes com o projeto "Memórias da CCPL, uma favela fabril" o edital para pesquisa da instituição americana Lincoln Institute. Além da pesquisa, está sendo realizado um documentário. No ano de 2010, Thais atuou como montadora no filme de Elizabeth Formaggini, "Angeli 24h" e deu aulas de prática de montagem na Pós-Graduação de Cinema Documentário da Fundação Getulio Vargas. Desde 2004 Thais vem atuando como assistente de direção e montagem do documentarista Eduardo Escorel.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 13/12/2018 às 4:03:59