Maurício Gonsalves Torres

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/3514108376561503
  • Última atualização do currículo em 22/08/2018


Mestre e Doutor em Geografia Humana pela Universidade de São Paulo, com pesquisas sobre conflitos territoriais envolvendo povos e comunidades tradicionais na Amazônia. Perito ad-hoc da Procuradoria da República em Santarém-PA, do Ministério Público Federal (MPF-PRPA), Professor colaborador do Programa de Pós-graduação em Recursos Naturais da Amazônia (PPGRNA), da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa). Professor visitante no Instituto de Estudos Socioambientais (IESA), da Universidade Federal de Goiás (UFG). (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Maurício Gonsalves Torres
Nome em citações bibliográficas
TORRES, M

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal de Goiás, Instituto de Estudos Sócio-Ambientais.
Avenida Esperança
Campus Samambaia
74001970 - Goiânia, GO - Brasil
Telefone: (62) 35211184


Formação acadêmica/titulação


2008 - 2012
Doutorado em Geografia (Geografia Humana).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Terra Privada, Vida Devoluta, Ano de obtenção: 2012.
Orientador: Ariovaldo Umbelino de Oliveira.
Palavras-chave: Amazônia; Questão agrária; Grilagem; Oeste do Pará; Unidades de conservação; Reforma agrária.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Sociologia Rural.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Antropologia.
2005 - 2008
Mestrado em Geografia (Geografia Humana).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: A beiradeira e o grilador: ocupação no oeste do Pará,Ano de Obtenção: 2008.
Orientador: Ariovaldo Umbelino de Oliveira.
Palavras-chave: Amazônia - Alto Tapajós; Populações tradicionais (Pará - região oeste); Grilagem (Pará - região oeste); Conflito fundiário (Pará - região oeste); Povos e comunidades tradicionais; Luta pela terra.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Antropologia.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Sociologia Rural.
1995 - 2003
Graduação em Letras - Português.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
1987 interrompida
Graduação interrompida em 1990 em Agronomia.
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
Ano de interrupção: 1990




Atuação Profissional



Lancaster University, LANCASTER, Inglaterra.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Dedicação exclusiva, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Instituto de Estudos Socioambientais - IESA


Universidade Federal do Oeste do Pará, UFOPA, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: Professor colaborador, Enquadramento Funcional: Professor Colaborador
Outras informações
Professor colaborador do Programa de Pós-graduação em Recursos Naturais na Amazônia da Universidade Federal do Oeste do Pará -- PPGRNA/Ufopa.


Ministério Público Federal (Procuradoria da República em Santarém/PA), MPF, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2018
Vínculo: Perito ad-hoc, Enquadramento Funcional: Perito ad-hoc

Vínculo institucional

2005 - 2007
Vínculo: Perito ad hoc, Enquadramento Funcional: Perito ad hoc


Ministério Público Federal (Procuradoria da República em Altamira/PA), MPF, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2009
Vínculo: Perito ad hoc, Enquadramento Funcional: Perito ad hoc


Ministério Público Federal (Procuradoria da República em Redenção/PA), MPF, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Perito ad hoc, Enquadramento Funcional: Perito ad hoc


CPT - Comissão Pastoral da Terra, CPT, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - 2017
Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Pesquisador
Outras informações
Programa RAICE ? Rede de Ação Integrada para Combater a Escravidão Participação e financiamento: Grupo de Articulação Interinstitucional para Erradicação do Trabalho Escravo ? Gaete PA; Ministério Público do Trabalho e Justiça do Trabalho da 8a região; Instituto Socioambiental ? ISA

Atividades

07/2015 - 04/2017
Pesquisa e desenvolvimento , Comissão Pastoral da Terra (CPT) ? TO, .

Linhas de pesquisa
Sociologia do Trabalho

Defensoria Pública do estado do Pará (Núcleo Regional do Xingu/Altamira-PA), -, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Perito ad hoc, Enquadramento Funcional: Perito ad hoc


Instituto Socioambiental, ISA, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2017
Vínculo: Consultor, Enquadramento Funcional: Pesquisador associado


Editora Casa Amarela, C, Brasil.
Vínculo institucional

2000 - 2003
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Diretor da Editoria de Livros, Carga horária: 40


Programas das Nações Unidas para o Desenvolvimento no Brasil, PNUD BRASIL, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2010
Vínculo: Consultor, Enquadramento Funcional: Consultor


Fundo Brasileiro para a Biodiversidade, FUNBIO, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2010
Vínculo: Consultor, Enquadramento Funcional: Consultor



Linhas de pesquisa


1.
Sociologia do Trabalho


Projetos de pesquisa


2016 - 2017
Análise de pressões e dinâmicas de resistência sobre a Terra Indígena Sawre Muybu, do povo Munduruku, no médio curso do Rio Tapajós
Descrição: Em seu escopo inicial, este projeto ater-se-ia exclusivamente aos apontamentos das contestações ao Relatório Circunstanciado de Identificação e Delimitação (RCID) no concernente ao tempo de ocupação dos Munduruku na TI Sawre Muybu. Entretanto, ao longo da leitura das contestações apresentadas, percebeu-se que, no intento de combater os direitos do povo Munduruku à TI mencionada, as alegações elaboradas a partir de suposto cunho histórico, antropológico e legal, tanto de ordem interpretativa, como na mera reprodução de elementos factuais, traziam elementos com os quais era importante dialogar. O foco da pesquisa foi ampliado, então, a fim de, além de discutir a ocupação Munduruku em Sawre Muybu em relação ao dito marco temporal, também, apresentar adicionais argumentações em resposta aos alegados nas peças de contestação. Assim, o resultado da pesquisa focou de modo amplo a ocupação de Sawre Muybu sob várias disciplinas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2016 - Atual
Co-creating climate-resilient agroecosystems with eastern Amazonia?s last forest peoples
Descrição: Este projeto pretende entender como os povos da floresta Amazônica mobilizam seus saberes como forma de enfrentar efeitos do cambio climático (secas, inundações, incêndios, aumentos de temperatura etc.). O projeto tem como foco explorar como esses grupos adaptam-se e mitigam seus sistemas de manejo de recursos naturais, bem como roca, pesca, caca e manejo de plantas e árvores, frente a tais mudanças..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2015 - 2017
Trabalho escravo e saqueio madeireiro, uma relação indissociável: estudo sobre a ocorrência do trabalho escravo nas relações criminosas de extração madeireira no Oeste do Pará
Descrição: Descrição: O trabalho escravo nunca prospera sozinho; ele não é o tipo de problema social que nasce por ?geração espontânea?. É preciso um terreno propício: um grupo social vulnerável ou um indivíduo sem alternativa, portanto disponível para qualquer serviço, desde que preencha suas necessidades imediatas. É preciso um explorador com perspectiva de lucro de tamanho tal que possa compensar os riscos que a ilegalidade implica. É preciso um modus operandi célere, que deixe o mínimo rastro e tenha aparência de perfeita normalidade. É preciso um conjunto de sujeitos que ajam em conluio e fiquem longe dos olhares indiscretos. A indústria do saqueio madeireiro nos apresenta um exemplo criativo deste modelo: quase um caso de escola. O crime é realizado em territórios protegidos do interior da Amazônia, aquelas áreas que se tornaram as últimas reservas de madeira preciosa; ele é operado a partir de comunidades rurais dependentes, instrumentalizadas por uma cadeia de intermediários cujos mandantes se beneficiam do auxílio de agentes do Estado dispostos a carimbar o delito e dele dividir os dividendos. No saqueio madeireiro, é necessário que a mão de obra utilizada, quer de origem local quer trazida de fora, seja explorada em condições no mínimo degradantes; uma situação que hoje caracteriza a condição análoga à de escravo. Essa é a premissa básica que aporta esse projeto de pesquisa demandada pelo Centro de Defesa da Vida e dos Direitos Humanos Carmen Bascarán (CDVDH/CB) e pela Comissão Pastoral da Terra (CPT ) e realizada no oeste paraense..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2015 - Atual
Comunidades tradicionais em unidades de conservação de proteção integral: estudo sobre a Estação Ecológica da Terra do Meio
Descrição: Face ao conflito territorial instaurado entre a comunidade tradicional do alto rio Iriri e a Estação Ecológica da Terra do Meio, criada em 2005, a pesquisa visa contemplar o perfil das comunidades ocupantes da unidade de conservação e avaliar sua relação com o território e seu respectivo impacto..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (2) .
Integrantes: Maurício Gonsalves Torres - Integrante / Natalia Ribas Guerrero - Integrante / Juan Doblas - Integrante / Ricardo Scoles - Integrante / Bruna Cigaran da Rocha - Integrante / Willian Balée - Integrante / Mauro William Barbosa deAlmeida - Coordenador / Ana de Francesco - Integrante / Augusto Postigo - Integrante / Manuela Carneiro da Cunha - Integrante / Raquel Rodrigues dos Santos - Integrante.Financiador(es): Environmental Defense Fund - Auxílio financeiro.
2013 - 2015
Luta pela terra e exclusão social nos assentamentos de reforma agrária da região da Transamazônica paraense
Descrição: A partir da imersão em campo, em um assentamento de reforma agrária no município de Uruará (PA), a pesquisa focou, a partir de diversos ângulos, as condições de vida em um dos projetos de assentamentos mais afastados do eixo da Transamazônica. Em especial, foi um importante ângulo de observação a relações de sociabilidade em luta para contornarem os obstáculos vindos com a privação de direitos praticada pelo Incra aos beneficiários da reforma agrária..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2009
Regularização fundiária e grilagem de terras no mosaico de áreas protegidas na Terra do Meio (PA)
Descrição: A Terra do Meio, no Pará, até 2006, principalmente, era alvo de intensa atividade de desmatamento e degradação ambiental, seja por desmatamento, seja por saqueio madeireiro. A criação de um grande mosaico de unidades de conservação altera o quadro da situação regional. Esta pesquisa se debruça a identificar e entender a lógica de apropriação de terras públicas nessa grande porção paraense, bem como entender as transformações geradas pela destinação fundiária de forma não compatível à apropriação privada da terra..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2007 - 2008
Ocupação tradicional e grilagem de terras no mosaico de áreas protegidas na Terra do Meio (PA)
Descrição: Um dos principais contingentes de comunidades tradicionais ribeirinhas se encontra na Terra do Meio, notadamente às margens dos rios Iriri e Riozinho do Anfrísio. Desde o final dos anos 1990, esses grupos começam a enfrentar forte pressão de grileiros vindos principalmente do centro-sul do país. Com a criação de duas reservas extrativistas -- Resex Riozinho do Anfrísio e Resex do Rio Iriri --, as terras tradicionalmente ocupadas tornam-se não passíveis de serem destacadas do patrimônio público e alienadas a terceiros, o que desestimula prontamente a grilagem na região. Essa pesquisa foca o tipo de ataques que a área seguiu sofrendo, em especial, o saqueio madeireiro, e a forma e os limites de o reconhecimento dos direitos territoriais da população tradicional vir por meio de uma unidade de conservação..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2005 - 2008
Dinâmicas de ocupação do Alto Rio Tapajós: a expropriação de povos e comunidades tradicionais
Descrição: Como outros extrativistas da Amazônia, as famílias de Montanha e Mangabal tiveram seu embrião no na explosão do mercado da borracha, a partir da segunda metade do século XIX, quando parte de seus ascendentes se instalou naquelas margens do Alto Tapajós. Desde então, eles resistiram à escravização por dívida na forma do aviamento; venceram as incertezas vindas com o fim dos tempos da seringa; encontraram soluções quando acabou o comércio das peles de gatos; sobreviveram à chegada e à derrocada dos garimpos, à malária, à contaminação por mercúrio e ao que mais foi preciso. Na década de 1970, muitos deles foram expulsos com requintes de truculência de parte de seu território com a criação do Parque Nacional da Amazônia. Mas a gente de Montanha e Mangabal persistiu também a isso e todos se reagruparam rio acima. Os anos 70 trouxeram ainda o acirramento da grilagem incentivada pelo garimpo e pelas obras da BR-163. Os beiradeiros concentraram-se na margem esquerda do rio Tapajós e, unidos, resistiram. Então apareceu a Indussolo, uma empresa paranaense autora da mais grandiosa e sofisticada fraude fundiária das tantas que a Amazônia é palco. Por meio de sentença judicial, obtiveram um Registro Torrens, uma espécie rara de título fundiário que, legitimado pelo Judiciário, torna a matrícula do imóvel incancelável e irretificável. Assim, a empresa engoliu a espantosa dimensão de 1.138.000 hectares e, dentro deles, quase todo o território de Montanha e Mangabal. Por anos eles vinham lutando contra a Indussolo, quando, em 2006, o Ministério Público Federal instaurou uma ação civil pública atacando a matrícula Torrens, a fim de tutelar a ocupação ancestral da população de Mangabal e Montanha. Esse trabalho nasceu desse momento, na intenção inicial de elaborar um levantamento fundiário que evidenciou o imenso ardil da empresa. Por outro lado, com base na viva fidelidade da tradição oral do grupo, pode-se retratar a outra face da ocupação daquelas terras: oito gerações daquelas pessoas, nascidas e enterradas, naquela terra..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Membro de corpo editorial


2014 - Atual
Periódico: Agrária (São Paulo. Online)


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Geografia / Subárea: Geografia Humana.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Geografia / Subárea: Geografia Humana/Especialidade: Geografia Agrária.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Sociologia Rural.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia Rural.
5.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia.
6.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia.


Idiomas


Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.
Italiano
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
TORRES, M2016TORRES, M. Os assentamentos fantasmas e a metafísica da reforma agrária: análise da relação entre o Incra no oeste paraense e a extração ilegal de madeira e os números do II PNRA. GEOGRAPHIA (UFF), v. 18, p. 205-232, 2016.

2.
BRANFORD, S.2015BRANFORD, S. ; TORRES, M . Dambusters: after a 40 year battle, Brazil?s grandiose plan to tap the hydropower of the Amazon is coming to a head. NEW SCIENTIST, v. 553, p. 34-37, 2015.

3.
TORRES, M2014 TORRES, M. O escriba e o narrador: A memória e a luta pela terra dos ribeirinhos do Alto Tapajós. Tempo Social, v. 26, p. 233-257, 2014.

4.
SCHWARTZMAN, S.2013SCHWARTZMAN, S. ; BOAS, A. V. ; ONO, K. Y. ; FONSECA, M. G. ; DOBLAS, J. ; ZIMMERMAN, B. ; JUNQUEIRA, P. ; JEROZOLIMSKI, A. ; SALAZAR, M. ; JUNQUEIRA, R. P. ; TORRES, M . The natural and social history of the indigenous lands and protected areas corridor of the Xingu River basin. PHILOSOPHICAL TRANSACTIONS OF THE ROYAL SOCIETY B-BIOLOGICAL SCIENCES, v. 368, p. 20120164-20120164, 2013.

5.
TORRES, M2011 TORRES, M. A despensa viva: o banco de germoplasma dos roçados da floresta amazônica. GEOGRAFIA EM QUESTÃO (ONLINE), v. 4, p. 113-138, 2011.

6.
TORRES, M2008TORRES, M. O discurso ecotecnocrata. PÁGINA 22 (FGV), v. 17, p. 54, 2008.

7.
BARNETT, A2008BARNETT, A ; TORRES, M . At the heart of conflict. NEW SCIENTIST, v. 198, p. 46-47, 2008.

8.
TORRES, M2007TORRES, M. A Pedra Muiraquitã: o caso do rio Uruará no enfrentamento dos povos da floresta às madeireiras na Amazônia. Revista de Direito Agrário, v. 20, p. 89-119, 2007.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
TORRES, M; BRANFORD, S. . Amazon Under Siege: from dams, soya, agribusiness and landgrabbing [no prelo]. 1. ed. Londres: Latin America Bureau; Practical Action Publishing, 2018.

2.
MOTOKI, Carolina ; TORRES, M . Por debaixo da floresta: Amazônia paraense saqueada com trabalho escravo. 1. ed. São Paulo: CPT; Carmen Bascarán, 2017. v. 1. 92p .

3.
TORRES, M; DOBLAS, J. ; ALARCON, D. F. . ''Dono é quem desmata'': conexões entre grilagem e desmatamento no sudoeste paraense. 1. ed. São Paulo: Urutu Branco; Instituto Agronômico da Amazônia, 2017. v. 1. 290p .

4.
ALARCON, D. F. (Org.) ; MILLIKAN, B. (Org.) ; TORRES, M (Org.) . Ocekadi: hidrelétricas, conflitos socioambientais e resistência na Bacia do Tapajós. 1. ed. Brasília; Santarém: International Rivers; PAA/Universidade Federal do Oeste do Pará, 2016. v. 1. 589p .

5.
ALARCON, D. F. ; TORRES, M . ´´Não tem essa lei no mundo, rapaz!``: a Estação Ecológica da Terra do Meio e a resistência dos beiradeiros do alto Rio Iriri. 1. ed. São Paulo; Altamira: ISA ? Instituto Socioambiental; Amora ? Assoc. dos Moradores da Resex Riozinho do Anfrísio, 2014. v. 1. 118p .

6.
TORRES, M. Amazônia revelada: os descaminhos ao longo da BR-163. 1. ed. Brasília: CNPq, 2005. v. 1. 496p .

Capítulos de livros publicados
1.
TORRES, M. Grilagem para principiantes: guia de procedimentos básicos para o saqueio de terras públicas. In: Marta Inez Medeiros Marques. (Org.). Perspectivas de Natureza: geografia, formas de natureza e política. 1ed.Brasília; São Paulo: CNPq; Anna Blume, 2018, v. , p. 320-.

2.
TORRES, M. Terra Indígena Sawre Muybu: a incômoda existência. In: RICARDO, Fany; RICARDO, Beto. (Org.). Povos Indígenas no Brasil 2011/2016. 1ed.São Paulo: Instituto Socioambiental, 2017, v. 1, p. 434-436.

3.
LOURES, R. S. P. ; TORRES, M . Movimento Ipereg Ayu: habilidades de quem sabe se defender. In: RICARDO, Fany; RICARDO, Beto. (Org.). Povos Indígenas no Brasil 2011/2016. 1ed.São Paulo: Instituto Socioambiental, 2017, v. 1, p. 437-439.

4.
TORRES, M. Um rio de muita gente: a luta comum de vidas plurais no vale do Alto Tapajós. In: ALARCON, D.F.; MILLIKAN, B; TORRES, M.. (Org.). Ocekadi: hidrelétricas, conflitos socioambientais e resistência na Bacia do Tapajós. 1ed.Brasília; Santarém: International Rivers; PAA/Universidade Federal do Oeste do Pará, 2016, v. , p. 1-28.

5.
CAMARGO, M. L. ; TORRES, M . Redução na medida: a Medida Provisória nº 558/2012 e a arbitrariedade da desafetação de unidades de conservação na Amazônia. In: ALARCON, D.F.; MILLIKAN, B; TORRES, M. (orgs.). (Org.). Ocekadi: hidrelétricas, conflitos socioambientais e resistência na Bacia do Tapajós. 1ed.Brasília; Santarém: International Rivers; PAA/Universidade Federal do Oeste do Pará, 2016, v. , p. 371-394.

6.
PICA, P. ; RIBEIRO, S. ; MUNDURUKU, J. S. ; TORRES, M . Uma nota sobre a geometria e o sistema de aproximação numérica dos indígenas Munduruku e sua importância para o respeito à Convenção 169 da OIT. In: ALARCON, D.F.; TORRES, M.; MILLIKAN, B. (orgs.). (Org.). Ocekadi: violações e impactos do complexo hidrelétrico do tapajós. 1ed.Brasília; Santarém: International Rivers; PAA/Universidade Federal do Oeste do Pará, 2016, v. , p. 309-322.

7.
ALARCON, D. F. ; MILLIKAN, B. ; TORRES, M . Apresentação. In: ALARCON, D.F.; MILLIKAN, B; TORRES, M. (orgs.). (Org.). Ocekadi: Hidrelétricas, conflitos socioambientais e resistência na bacia do Tapajós.. 1ed.Brasília; Santarém: International Rivers; PAA/Universidade Federal do Oeste do Pará, 2016, v. 1, p. 13-15.

8.
ALARCON, D. F. ; GUERRERO, N. R. ; TORRES, M . ?Saída pelo norte?: a articulação de projetos de infraestrutura e rotas logísticas na bacia do Tapajós. In: ALARCON, D.F.; MILLIKAN, B; TORRES, M. (orgs.). (Org.). Ocekadi: Hidrelétricas, conflitos socioambientais e resistência na bacia do Tapajós. 1ed.Brasília; Santarém: International Rivers; PAA/Universidade Federal do Oeste do Pará, 2016, v. 1, p. 43-78.

9.
TORRES, M; SANTOS, K. ; DOBLAS, J. . Extrusão da Terra Indígena Cachoeira Seca: uma condicionante que não se fez. In: VILLAS-BÔAS, André; GARZÓN, Biviany Rojas; AMORIM, Leonardo; LEITE, Letícia. (Org.). Belo Monte: não há condições para a Licença de Operação. 1ed.São Paulo: Instituto Socioambiental, 2015, v. , p. 72-75.

10.
TORRES, M. De seringais, gateiros e garimpos: o Alto Tapajós e a resistência de suas gentes. In: SOUSA Jr. Wilson Cabral de. (Org.). Tapajós: hidrelétricas, infraestrutura e caos: elementos para a governança da sustentabilidade em uma região singular. 1ed.São José dos Campos: ITA/CTA, 2014, v. 1, p. 37-61.

11.
TORRES, M. Situação fundiária caótica. In: André VILLAS-BOAS. (Org.). De olho na Bacia do Xingu. 1ed.São Paulo: Instituto Socioambiental, 2012, v. , p. 32-39.

12.
TORRES, M; DOBLAS, J. . TI Cachoeira Seca, 25 anos de espera pela demarcação. In: RICARDO, Carlos Alberto; RICARDO, Fany. (Org.). Povos indígenas no Brasil: 2006-2010. 1ed.São Paulo: Instituto Socioambiental, 2011, v. , p. 481-484.

13.
TORRES, M. Fronteira, um eco sem fim: Considerações sobre a ausência do Estado e exclusão social nos municípios de paraenses do eixo da BR-163. In: Mauricio Torres. (Org.). Amazônia revelada: os descaminhos ao longo da BR-163. 1ed.Brasília: CNPq, 2005, v. , p. 271-319.

14.
TORRES, M; FIGUEIREDO, W. . Yellowstone Paroara: Uma discussão sobre o papel das unidades de conservação e o exemplo do Parque Nacional da Amazônia. In: Mauricio Torres. (Org.). Amazônia revelada: os descaminhos ao longo da BR-163. 1ed.Brasília: CNPq, 2005, v. , p. 321-395.

15.
TORRES, M. Levantes bárbaros. In: Heloisa Buarque de Hollanda. (Org.). Cultura e desenvolvimento. 1ed.Rio de Janeiro: Aeroplano, 2004, v. , p. 114-131.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
BORGES, T. ; TORRES, M . Ameaçado, casal resiste à milícia de madeireiros na Amazônia. Repórter Brasil, São Paulo, 11 ago. 2018.

2.
BORGES, T. ; TORRES, M . Death foretold? A courageous Amazon peasant couple resists illegal loggers. Mongabay, Estados Unidos, 10 ago. 2018.

3.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Brazil?s political storm driving Amazon deforestation higher. Mongabay, Estados Unidos, 09 jul. 2018.

4.
TORRES, M; BRANFORD, S. . Ferrogrão ameaça grupos indígenas e a Floresta Amazônica. Mongabay: jornalismo ambiental independente, Estados Unidos, 12 jun. 2018.

5.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Ruralistas querem alterar regras ambientais através de emendas em projetos de lei. O Eco, Brasil, 06 jun. 2018.

6.
GUERRERO, N. R. ; TORRES, M . Um povo esquecido: vila ribeirinha amazônica tradicional luta por território. Mongabay: jornalismo ambiental independente, Brasil, 06 jun. 2018.

7.
TORRES, M; LOURES, R. S. P. ; BRANFORD, S. . Ofensiva não impede mineração de ouro e ameaças de morte no rio das Tropas na Amazônia. Mongabay: jornalismo ambiental independente, Brasil, 05 jun. 2018.

8.
LOURES, R. S. P. ; BRANFORD, S. ; TORRES, M . Raid fails to stop gold mining, death threats on Amazon?s Tropas River. Mongabay.com, Estados Unidos, 31 maio 2018.

9.
TORRES, M; BRANFORD, S. . Ataque de jabutis: ruralistas violam leis ambientais na Amazônia. Mongabay: jornalismo ambiental independente, 29 maio 2018.

10.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Brazilian Amazon oil palm deforestation under control, for now. Mongabay, 17 maio 2018.

11.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Attack of the turtles: ruralists assault environmental laws, Amazon. Mongabay, Estados Unidos, 15 maio 2018.

12.
GUERRERO, N. R. ; TORRES, M . A forgotten people: traditional Amazon hamlet fights for its territory. Mongabay: news and inspiration from nature's frontline, Estados Unidos, 09 maio 2018.

13.
TORRES, M; BRANFORD, S. . ONGs denunciam intimidação, violência e inércia do Brasil na bacia do Tapajós. Mongabay: jornalismo ambiental independente, 30 abr. 2018.

14.
TORRES, M; BRANFORD, S. . 2017 no Brasil: perdas para os indígenas e para o ambiente; violência crescente. Mongabay: jornalismo ambiental independente, Brasil, 16 abr. 2018.

15.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Brazil?s high court curbs executive power to dismember protected areas. Mongabay.com, Estados Unicos, 12 abr. 2018.

16.
TORRES, M; BRANFORD, S. . A decisão do Supremo Tribunal Federal protege por agora os direitos à terra dos Quilombola. Mongabay: jornalismo ambiental independente, 05 abr. 2018.

17.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . NGOs denounce Tapajós basin intimidation, violence, Brazil inaction. Mongabay.com, Estados Unidos, 04 abr. 2018.

18.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Analysis: the Brazilian Supreme Court?s New Forest Code ruling. Mongabay, Estados Unidos, 07 mar. 2018.

19.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Brazilian Supreme Court ruling protects Quilombola land rights for now. Mongabay, Estados Unidos, 13 fev. 2018.

20.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Brazil 2018: Amazon under attack, resistance grows, courts to act, elections. Mongabay, Estados Unidos, 09 jan. 2018.

21.
TORRES, M; BRANFORD, S. . Florestas das reservas indígenas podem ser fundamentais para evitar a catástrofe climática. Mongabay: Jornalismo Ambiental Independente, Brasil, 03 jan. 2018.

22.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Brazil 2017: environmental and indigenous rollbacks, rising violence. Mongabay, Estados Unidos, 27 dez. 2017.

23.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Ferrogrão grain railway threatens Amazon indigenous groups, forest. Mongabay, Estados Unidos, 04 dez. 2017.

24.
TORRES, M; BRANFORD, S. . Número recorde de incêndios na Amazônia choca cientistas: sinal de florestas degradadas e doentes. Mongabay: Jornalismo Ambiental Independente, Brasil, 01 dez. 2017.

25.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Indigenous forests could be a key to averting climate catastrophe. Mongabay.com, Estados Unidos, 06 nov. 2017.

26.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Temer offers amnesty, erasing up to $2.1 billion in environmental crime fines. Mongabay.com, Estados Unidos, 31 out. 2017.

27.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Temer guts Brazil´s slavery law, to the applause of elite ruralists. Mongabay.com, Estados Unidos, 23 out. 2017.

28.
TORRES, M; FATHEUER, T . Die wahren Akteure hinter der Entwaldung: interview mit dem in Santarém lebeden Geographen Mauricio Torres. Brasilicum KoBra, Freiburg, p. 14 - 15, 20 out. 2017.

29.
BRANFORD, S. ; MOREIRA, Fernanda Cristina ; TORRES, M . Munduruku standoff against Amazon dam builders potentially explosive. Mongabay, Estados Unidos, 17 out. 2017.

30.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Record Amazon fires stun scientists; sign of sick, degraded forests. Mongabay - New & Inspiration from nature's frontline, Estados Unidos, 11 out. 2017.

31.
BRANFORD, S. ; TORRES, M ; VEGA, A . Amazon community on Tapajós River invaded by wildcat miners. Mongabay, Estados Unidos, 02 out. 2017.

32.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Quilombolas? community land rights under attack by Brazilian ruralists. Mongabay: News & Inspiration from nature's frontline, Estados Unidos, 25 ago. 2017.

33.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Brazil's Temer revokes constitutional indigenous land rights. Mongabay.com, Estados Unidos, 01 ago. 2017.

34.
TORRES, M; BRANFORD, S. . Pressure builds on Brazil protected areas. EcoAmérica, Estados Unidos, p. 6 - 8, 29 jul. 2017.

35.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Brazil's indigenous Munduruku occupy dam site, halt construction. Mongabay, Estados Unidos, 19 jul. 2017.

36.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Temer signs law that could see millions of acres lost in the Amazon. Mongabay.com, Estados Unidos, 13 jul. 2017.

37.
TORRES, M; BRANFORD, S. . Se Brasil aprovar alterações do programa Terra Legal, grileiros vencem e a Amazônia perde, dizem ambientalistas. Mongabay: Jornalismo Ambiental Independente, Brasil, 04 jul. 2017.

38.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Brazil evicts 80 rural peasant families, awards land thieves parcel. Mongabay.com, Estados Unidos, 21 jun. 2017.

39.
TORRES, M; BRANFORD, S. . Justiça decide que agricultores devem deixar terras reclamadas por desmatadores. The Intercept Brasil, Brasil, 20 jun. 2017.

40.
TORRES, M; BRANFORD, S. . Governo está prestes a aprovar projetos a favor de grilagem e outros crimes ambientais. Mongabay: Jornalismo Ambiental Independente, Brasil, 20 jun. 2017.

41.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . If Brazil okays Terra Legal changes, land grabbers win, Amazon loses. Mongabay.com, Estados Unidos, 16 jun. 2017.

42.
BRANFORD, S. ; TORRES, M ; HARARI, Isabel . Brazil on verge of legitimizing Amazon land theft on a grand scale. Mongabay.com, Estados Unidos, 15 jun. 2017.

43.
TORRES, M; BRANFORD, S. . Governo está prestes a aprovar projetos a favor de grilagem e outros crimes ambientais. The Intercept Brasil, Brasil, 13 jun. 2017.

44.
TORRES, M; BRANFORD, S. . Temer tenta privatizar o programa de monitoramento remoto do desmatamento no Brasil. Mongabay: Jornalismo Ambiental Independente, Brasil, 02 jun. 2017.

45.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Brazil assaults indigenous rights, environment, social movements: The Temer administration and Congress, controlled by the bancada ruralista agricultural lobby, is provoking violence, while trashing environmental, indigenous and social rights.. Mongabay.com, Estados Unidos, 01 jun. 2017.

46.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Temer seeks to privatize Brazil?s deforestation remote sensing program. Mongabay.com, Estados Unidos, 26 maio 2017.

47.
TORRES, M; BRANFORD, S. . Índios fecham a Transamazônica e conquistam vitória com apoio de caminhoneiros. The Intercept Brasil, Brasil, 05 maio 2017.

48.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . 'We don't believe in words anymore': Indians stand against Temer govt.. Mongabay.com, Estados Unidos, 03 maio 2017.

49.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Amazon's fate hangs on outcome of war between opposing worldviews. Mongabay.com, Estados Unidos, 27 abr. 2017.

50.
TORRES, M; BRANFORD, S. . Amazônia, terra sem lei: grileiros comandam avanço da fronteira agropecuária sobre a floresta. The Intercept Brasil, Brasil, 24 abr. 2017.

51.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Deforestation has become big business in the Brazilian Amazon. Mongabay.com, Estados Unidos, 18 abr. 2017.

52.
TORRES, M; BRANFORD, S. . Ruralistas no poder: a serviço do agronegócio, governo Temer ataca terras e direitos indígenas. The Intercept, Brasil, 10 abr. 2017.

53.
TORRES, M; BRANFORD, S. . Amazônia ou Parque Dos Dinossauros? Grileiros sentem ?um ambiente bem mais positivo? em Brasília e avançam para novas conquistas. The Intercept Brasil, Brasil, 06 abr. 2017.

54.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Indigenous groups, Amazon?s best land stewards, under federal attack. Mongabay.com, Estados Unidos, 05 abr. 2017.

55.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Amazon land speculators poised to gain control of vast public lands. Mongabay, Estados Unidos, 27 mar. 2017.

56.
TORRES, M; BRANFORD, S. . A máfia do desmatamento: a saga da 'Famiglia' Vilela, os maiores pecuaristas e destruidores de florestas do Brasil. The Intercept Brasil, 22 mar. 2017.

57.
TORRES, M; BRANFORD, S. . O acordo - moratória da soja: solução contra o desmatamento ou marketing corporativo?. The Interecept Brasil, 16 mar. 2017.

58.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Crime and not enough punishment: Amazon thieves keep stolen public land. Mongabay, EUA, 15 mar. 2017.

59.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Amazon Soy Moratorium: defeating deforestation or greenwash diversion?. Mongabay, EUA, 08 mar. 2017.

60.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Soy invasion poses imminent threat to Amazon, say agricultural experts. Mongabay, 08 mar. 2017.

61.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . The changing face of Amazon development: from land grab to eco-lodge. Mongabay, 23 fev. 2017.

62.
TORRES, M; BRANFORD, S. . Desmatamento S/A: de Sorriso a Santarém, indústria da soja transforma Bacia do Tapajós em um tabuleiro de grandes obras. The Intercept Brasil, Rio de Janeiro, 20 fev. 2017.

63.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Getting there: The rush to turn the Amazon into a soy transport corridor. Mongabay, 15 fev. 2017.

64.
TORRES, M; BRANFORD, S. . A rainha da selva: soja destrói a Amazônia e ?chantageia o país?. The Interrcept Brasil, Rio de Janeiro, 14 fev. 2017.

65.
TORRES, M; BRANFORD, S. . A terra de oportunidades: desenvolvimento chega a Mato Grosso com bala e devastação. The Intercept Brasil, Rio de Janeiro, 08 fev. 2017.

66.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Battle for the Amazon: As Sinop grew, the Amazon rainforest faded away. Mongabay, 01 fev. 2017.

67.
TORRES, M; BRANFORD, S. . Maquiagem verde no Tapajós: empresas apresentam impacto destruidor de usina como se fosse exemplo de sustentabilidade. The Intercept Brasil, Rio de Janeiro, 20 jan. 2017.

68.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Is Brazil green washing hydropower? The case of the Teles Pires dam. Mongabay, 18 jan. 2017.

69.
TORRES, M; BRANFORD, S. . ?A gente vai morrer no espírito também?: hidrelétricas avançam sobre terras e vidas Munduruku. The Intercept Brasil, Rio de Janeiro, 16 jan. 2017.

70.
TORRES, M; BRANFORD, S. . Terror na aldeia Teles Pires: Ministério Público pede indenização de R$ 10 milhões para vítimas da Operação Eldorado. The Intercept Brasil, 11 jan. 2017.

71.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . ''Day of Terror'': Munduruku village attacked by Brazil's Federal Police. Mongabay, 11 jan. 2017.

72.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . The end of a People: Amazon dam destroys sacred Munduruku ?Heaven?. Mongabay, 05 jan. 2017.

73.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Battle for the Amazon: Tapajós Basin threatened by massive development. Mongabay, 03 jan. 2017.

74.
TORRES, M; BRANFORD, S. . Os Donos da Terra: governo Temer atende bancada ruralista e pretende arrasar agenda socioambiental. The Intercept Brasil, Rio de Janeiro, 22 dez. 2016.

75.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Temer government set to overthrow Brazil?s environmental agenda. Mongabay, 21 dez. 2016.

76.
TORRES, M; BRANFORD, S. . Império da Soja: logística e tecnologia sustentam modelo colonialista de agronegócio na Amazônia. The Intercept Brasil, Rio de Janeiro, 10 jan. 2016.

77.
TORRES, M; MOTOKI, Carolina . Governo expulsa da floresta comunidades que mais preservam a floresta. Repórter Brasil, Brasil, 23 jul. 2015.

78.
GUERRERO, N. R. ; TORRES, M . Ribeirinhos têm conquista histórica em área de barragens do Tapajós. UOL Notícias, São Paulo, 31 out. 2013.

79.
TORRES, M. Fundamentalistas querem o poder nos Estados Unidos, em nome de Deus. Boletim Mundo ? Geografia e Política Internacional, São Paulo, p. 2 - 3, 01 mar. 2013.

80.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Under Brazil?s radar, illegal logging abounds. EcoAmericas, Estados Unidos, p. 6 - 8, 01 dez. 2012.

81.
TORRES, M. 'Eu vou mostrar pra vocês como se dança o baião'. Boletim Mundo ? Geografia e Política Internacional. História e Cultura. Ano 8. n. 6, São Paulo, p. 2, 01 out. 2012.

82.
TORRES, M. Sarau na periferia reinventa a vida. Boletim Mundo ? Geografia e Política Internacional. História e Cultura n° 3 Ano 7, São Paulo, p. 4, 01 maio 2011.

83.
TORRES, M; SANCHIS, I. . Se comieron al extranjero e incorporaron su conocimiento. La Vanguardia, Barcelona, p. 64, 25 nov. 2008.

84.
TORRES, M; CECILIO, F . Desenvolvimento em si não quer dizer nada, é um conceito vazio que gera sacrifício de parcelas imensas da população. Amigos da Terra, Brasil, 24 set. 2008.

85.
TORRES, M. A reforma agrária que virou plano de manejo. O Liberal, Belém-PA, p. 2, 05 dez. 2007.

86.
TORRES, M. A reforma agrária que virou plano de manejo. Jornal de Santarém e Baixo Amazonas, Santarém-PA, 01 dez. 2007.

87.
TORRES, M. Governo ajuda madeireiras a devastar a Amazônia. Caros Amigos, São Paulo, 01 nov. 2007.

88.
TORRES, M; KUDERA, R. . Distribution of Land in the Amazon Favors Timber Industry. Brazil Justice Net, Toronto, 12 set. 2007.

89.
TORRES, M; KUDERA, R. . Distribuir terra na Amazônia não é fazer reforma agrária. Brasil de Fato, São Paulo, p. 8, 30 ago. 2007.

90.
TORRES, M. R$ 10.800.000.000,00 contra a república e a democracia. Boletim Mundo ? Geografia e Política Internacional. História e Cultura. Ano 2, n. 5, São Paulo, p. HC-2 - HC-3, 01 set. 2006.

91.
TORRES, M. Fogos de artifício no céu do Pará. Caros Amigos, São Paulo, 01 mar. 2005.

92.
TORRES, M. A literatura da periferia ainda ameaça. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, p. B2, 24 nov. 2004.

93.
TORRES, M. Debaixo da lona preta. Brasil de Fato, São Paulo, p. 15, 06 maio 2004.

94.
TORRES, M. ​Os povos que lutam para não desaparecer. Caros Amigos, São Paulo, p. 10 - 11.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
NEPOMUCENO, I. ; AFFONSO, Hugo Gravina ; FRASER, James ; TORRES, M . Emancipatory rural politics against the green grab: Forest peoples' resistance and negotiation with industrial resource extraction in the Saracá-Taquera National Forest, Brazilian Amazonia. In: Emancipatory Rural Politics Interative (ERPI) International Conference: Authoritarian Populism and the Rural World, 2018, Hague (Haia). ERPI 2018: Authoritarian Populism and the Rural World. Hague (Haia): International Institute of Social Studies (ISS) in The Hague, Netherlands, 2018.

2.
LIMA, Paulo Henrique ; FRASER, James ; TORRES, M . The Agrarian Question in Brazilian Amazonia: Authoritarian Populism and Neo-Clientalism among Timber Companies and Riberinho Communities in Western Para State, Brazil. In: Emancipatory Rural Politics Iniciative (ERPI): International Conference Authoritarian Populism and the Rural World, 2018, Hague (Haia). ERPI 2018: International Conference Authoritarian Populism and the Rural World. Hague (Haia): International Institute of Social Studies (ISS) in The Hague, Netherlands, 2018.

3.
TORRES, M. A função ambiental da grilagem como fruto da coerência neoliberal: o Cadastro Ambiental Rural como instrumento de grilagem e de fomento ao desmatamento. In: II Seminário Internacional América Latina: Políticas e conflitos contemporâneos - Sialat, 2017, Belém. Anais do II Seminário Internacional América Latina: Políticas e conflitos contemporâneos - Sialat. Belém: UFPA, 2017. p. 4515-4528.

4.
CAMARGO, M. L. ; TORRES, M . A propriedade da terra e sua função social. In: VI Simpósio Internacional de Geografia Agrária, 2013, João Pessoa. Anais do VI Simpósio Internacional de Geografia Agrária, 2013.

5.
TORRES, M. A Hidra de Lerna e o hálito da hidrelétrica: o rastro dos grandes empreendimentos na bacia do Xingu.. In: 13ª Semana de Integração das Ciências Agrárias, UFPA., 2013, Altamira-PA. Anais da 13ª Semana de Integração das Ciências Agrárias., 2013.

6.
GUERRERO, N. R. ; TORRES, M ; CAMARGO, M. L. . Exclusão Participativa: conflitos em torno da gestão de unidades de conservação ambiental hoje. In: V Simpósio Internacional de Geografia Agrária e VI Simpósio Nacional de Geografia Agrária, 2011, Belém. Anais do V Simpósio Internacional de Geografia Agrária e VI Simpósio Nacional de Geografia Agrária, 2011.

7.
CUNHA, C. N. ; TORRES, M ; GUERRERO, N. R. . Ri melhor quem grila por último: a MP 458 e as últimas artimanhas da grilagem na Amazônia. In: V Simpósio Internacional de Geografia Agrária e VI Simpósio Nacional de Geografia Agrária, 2011, Belém. Anais do V Simpósio Internacional de Geografia Agrária e VI Simpósio Nacional de Geografia Agrária, 2011.

8.
CUNHA, C. N. ; TORRES, M ; GUERRERO, N. R. . Grilagem sob medida: a MP 458 e a política fundiária na Amazônia. In: XIV Encontro Nacional de Geógrafos, 2010, Porto Alegre. Anais do XIV Encontro Nacional de Geógrafos, 2010.

9.
GUERRERO, N. R. ; TORRES, M ; CAMARGO, M. L. . O intrépido e inusitado índio que usava relógio e outras histórias fantásticas da política ambiental brasileira. In: XVI Encontro Nacional de Geógrafos, 2010, Porto Alegre. Anais do XIV Encontro Nacional de Geógrafos, 2010.

10.
GUERRERO, N. R. ; FURUIE, V. ; TORRES, M . A camisa verde: compromisso social e produção científica em atividade de extensão universitária na Amazônia. In: XIX Encontro Nacional de Geografia Agrária, 2009, São Paulo. Anais do XIX Encontro Nacional de Geografia Agrária, 2009.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
TORRES, M; GUERRERO, N. R. . O quilombo virou Resex: conflitos em torno da gestão da Resex Quilombo do Frechal (MA). In: Workshop Políticas de reconhecimento e sobreposições territoriais, 2013, Campinas. Workshop Políticas de reconhecimento e sobreposições territoriais, 2013. p. 15.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
VEGA, Ailen. ; TORRES, M ; MOREIRA, Fernanda Cristina ; Garcia, Felipe ; FRASER, James . Auto-demarcation as the Praxis of Decolonial Autonomy: The Munduruku, Beiradeiros? and Borari struggles for land, education, health and recognition in Central Brazilian Amazonia. In: American Association of Geographers Annual Meeting, 2018, New Orleans. Engaging Southern Theory: Challenging Hierarchies of Knowledge & Place I. New Orleans: American Association of Geographers, 2018.

2.
TORRES, M. A questão fundiária e a luta pela terra no Brasil. In: 6. Encontro da Rede de Estudos Rurais: Desigualdade Exclusão e Conflitos nos Espaços Rurais, 2014, Campinas. 6. Encontro da Rede de Estudos Rurais: Caderno de Programação e Resumos. Campinas: Unicamp, 2014. p. 20-21.

3.
TORRES, M. Fato Consumado: o aparato jurídico e político criado sob demanda da apropriação das terras públicas na Amazônia. In: IV Simpósio Internacional de Geografia Agrária, 2009, Rio de Janeiro. Anais do IV Simpósio Internacional de Geografia Agrária, 2009.

Apresentações de Trabalho
1.
TORRES, M. Liberdade ao padre Amaro. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
TORRES, M. Sistema logístico e 'desenvolvimento': Arco Norte e transformações socioespaciais. 2018. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

3.
TORRES, M. Hidrelétricas, portos e hidrovias na Amazônia paraense: novos projetos e velhas dinâmicas?. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
TORRES, M. A função ambiental da grilagem como fruto da coerência neoliberal: o cadastro ambiental rural como instrumento de grilagem e de fomento ao desmatamento. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

5.
TORRES, M. Territorialidades e políticas fundiárias: a carência dos instrumentos formais de reconhecimento de direitos territoriais de comunidades tradicionais. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
TORRES, M. Transnationale Ressourcenkonflikte in Amazonien. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
TORRES, M. Dinâmicas do desmatamento no âmbito geográfico do PDRSX. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
TORRES, M. Grilagem para principiantes: guia de procedimentos básicos para o roubo de terras públicas. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
TORRES, M. Amazonien im Blick: aktuelle Tendenzen der Entwaldung. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

10.
TORRES, M. Conflitos territoriais e a resistência de povos e comunidades tradicionais. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

11.
TORRES, M. Seminário Hidrelétricas na Amazônia: conflitos socioambientais e caminhos alternativos. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

12.
TORRES, M. Direito à memória e à Verdade e Justiça de Transição na Amazônia. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

13.
TORRES, M. Grilagem, violência e resistência no alto Tapajós: a comunidade beiradeira de Montanha e Mangabal. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

14.
TORRES, M. A construção do aparato jurídico-político e a territorialização do capital. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

15.
TORRES, M. Grandes Empreendimentos e o modelo de desenvolvimento na Amazônia. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

16.
TORRES, M. Risiken und Konflikte um erneuerbare Energien am Beispiel der Staudammprojekte. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

17.
TORRES, M. Políticas fundiárias na Amazônia e a monopolização do território pelo capital. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

18.
TORRES, M. Der Kampf um das Land und den Wald in der Amazonasregion. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

19.
TORRES, M. Questão agrária e desenvolvimento regional: a construção do aparato jurídico-político e a territorialização do capital. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

20.
TORRES, M. De pariwat (« étrangers/ennemis ») à wuy ḡuy bugum (« ceux qui pensent comme nous »): scissions et alliances de groupes sociaux distincts atteints par des menaces communes. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

21.
TORRES, M. Conflitos socioambientais: terra, água e floresta. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

22.
TORRES, M. Movimentos sociais rurais na Amazônia em tempos de governo PT. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

23.
TORRES, M. Discurso ambientalista, mineração e exploração madeireira: variantes nada exatas na equação da questão territorial na Amazônia. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

24.
TORRES, M. Grilagem e desmatamento, termos que se conjugam juntos. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

25.
TORRES, M. Na beira do Rio, à margem da Lei: a luta por reconhecimento de assentados, índios e ribeirinhos na Amazônia e os direitos além do território. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

26.
TORRES, M. A luta pela terra e por recursos naturais no oeste do Pará -- a institucionalização do saque os direitos humanos entre a organização criminosa da madeira e as políticas públicas do agro e do hidronegócio. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

27.
TORRES, M. A luta pela terra e por recursos naturais no oeste do Pará -- a institucionalização do saque os direitos humanos entre a organização criminosa da madeira e as políticas públicas do agro e do hidronegócio. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

28.
TORRES, M. Discurso ambiental, mineração e exploração madeireira: variantes nada exatas na equação da questão agrária na Amazônia. Participação na mesa redonda Questão agrária e políticas na Amazônia. I Simpósio de Geografia Agrária: Os ?nós? da questão agrária na Amazônia. UEPA/IFTA.. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

29.
TORRES, M. O papel dos povos e comunidades tradicionaisna manutenção das áreas protegidas. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

30.
TORRES, M. As contribuições da pesquisa em geografia para a compreensão do espaço amazônico.. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

31.
TORRES, M. A geografia dos camponeses e suas lutas por terra e território na Amazônia. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

32.
TORRES, M. Reserva Extrativista Quilombo do Frechal - MA. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

33.
TORRES, M. Ações e reflexos dos grandes empreendimentos no território da Transamazônica e Xingu. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

34.
TORRES, M. Desflorestamento e transformações socioambientais na Amazônia brasileira. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

35.
TORRES, M. Conflitos Socioambientais. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

36.
TORRES, M. O tempo da pesquisa e o tempo de conflito. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

37.
TORRES, M. A construção do aparato jurídico-político e a apropriação privada de territórios tradicionalmente ocupados. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

38.
TORRES, M. A geopolítica dos povos da floresta. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

39.
TORRES, M. A pluralidade da ocupação territorial na Terra do Meio. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

40.
TORRES, M. A reprodução midiática de estereótipos da Amazônia e as dificuldades do trabalho do jornalista ou de qualquer outro pesquisador em situações de conflitos. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

41.
TORRES, M. Pesquisa e extensão universitária na Amazônia. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

42.
TORRES, M. Grilagem e ocupação da terra na Amazônia. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

43.
TORRES, M. O Incra e sua polifonia institucional. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

44.
TORRES, M. Rellevància dels pobles en la conservació de la diversitat: los ribeirinhos de Mangabal e as florestas do alto Tapajós. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

45.
TORRES, M. Rellevància dels pobles en la conservació de la diversitat: quando o crime ambiental é também dano social. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

46.
TORRES, M. Relevancia de los pueblos en la conservación de la diversidad: a grilagem de terras e o desmatamento na Amazônia. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

47.
TORRES, M. Desmatamento e os povos da floresta amazônica. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

48.
TORRES, M. Dilemas da reforma agrária em meio à diversidade social e fundiária da Amazônia. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

49.
TORRES, M. Il ruolo del ricercatore sociale in situazioni di conflitto e di crimine socioambientale. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

50.
TORRES, M. Pobreza ou Abandono?. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

51.
TORRES, M. O trabalho de pesquisa em situação de conflito. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

52.
TORRES, M. La donna del fiume e il ladro di terra. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

53.
TORRES, M. Conflitti territoriali e ambientali in Amazzonia: um approccio sociologico. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

54.
TORRES, M. Oeste do Pará, terra pública, terra de ninguém. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

55.
TORRES, M. A Lei de gestão de florestas públicas, o distrito florestal da BR-163 e outras histórias macabras. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

56.
TORRES, M. Pesquisa social: compromisso de afetividade. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

57.
TORRES, M. A implantação do grande capital na Amazônia. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

58.
TORRES, M. Terras griladas na Amazônia e a origem dos produtos importados pela Comunidade Européia. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

59.
TORRES, M. A negligência do debate com os povos da floresta amazônica em prejuízo da defesa ambiental. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

60.
TORRES, M. O compromisso de classe na atividade de pesquisa na fronteira amazônica. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

61.
TORRES, M. O discurso fácil do desenvolvimento sustentável na Amazônia. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

62.
TORRES, M. A luta dos povos da floresta amazônica. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

63.
TORRES, M. Amazonia, quando l?ordine si capovolge. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

64.
TORRES, M. A Amazônia e o modernismo colonial do Agronegócio. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

65.
TORRES, M. A Amazônia e sua gente invisível. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

66.
TORRES, M. Ideologia e Desenvolvimento. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

67.
TORRES, M. Condições socioambientais do Alto Tapajós. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

68.
TORRES, M. Exploração madeireira no oeste do Pará: do desenvolvimento ao delito. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

69.
TORRES, M. Via da exclusão social. 2004. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

70.
TORRES, M. Interfaces sociais da BR-163. 2004. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

71.
TORRES, M. Editoração de Arte. 2001. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Outras produções bibliográficas
1.
TORRES, M. Orelhas. São Paulo, 2015. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

2.
TORRES, M. Amazonie: dans le sourir, une cicatrice. Paris: Association Xpath, 2008 (Texto de apresentação da exposição fotográfica Terre d'Amazonie).

3.
TORRES, M; FOLHES, R. . Uma cartografia da memória - Nova Olinda. Santarém, 2007. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

4.
TORRES, M; FOLHES, R. . Uma cartografia da memória - Quilombos. Santarém, 2007. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

5.
TORRES, M; FOLHES, R. . Uma cartografia da memória - Lago Grande. Santarém, 2007. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

6.
TORRES, M. Orelhas. São Paulo, 2004. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

7.
TORRES, M. Orelhas. São Paulo, 2002. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
ALMEIDA, M. W. B. ; GUERRERO, N. R. ; FRANCESCO, Ana ; AUGUSTO, Postigo ; DOBLAS, J. ; CUNHA, Manuela Carneiro da ; TORRES, M ; SANTOS, Raquel Rodrigues dos ; SCOLES, R. . Laudo pericial sobre a situação das famílias residentes no interior da Estação Ecológica da Terra do Meio. 2017.

2.
TORRES, M; SANTOS, K. . Povo de uma riqueza só: laudo técnico sobre ocupação tradicional ribeirinha sobreposta à Terra Indígena Cachoeira Seca, elaborado em atendimento à solicitação da Secretaria-Geral da Presidência da República.. 2016.

3.
BALÉE, Willian ; TORRES, M ; NEPOMUCENO, I. . Reconhecimento de povo e paisagens no interior da Estação Ecológica Terra do Meio, bacia do rio Iriri.. 2016.

4.
TORRES, M. Revisão técnica - IAA. Dinâmica do desmatamento: uma análise a partir dos municípios de Anapu, Brasil Novo, Pacajá e Senador José Porfírio. Altamira; São Paulo: IAA; Urutu Branco. 2016.

5.
TORRES, M; MARTINS, S. G. ; SANTOS, K. . Florestas, Pastos e ACPs: análise da situação fundiária do mosaico da Terra do Meio através do levantamento e monitoramento das ações judiciais impetradas contra detenções de terras públicas federais. 2016.

6.
TORRES, M; HONORATO, V. . Levantamento ocupacional, social e análise de uso do solo da área em sobreposição entre a Resex Riozinho do Anfrísio e o Projeto de Assentamento Campo Verde. 2016.

7.
TORRES, M; ROCHA, B. C. . Parecer acerca do processo de concessão florestal madeireira nas Florestas Nacionais de Itaituba I e II, em áreas de ocupação indígena, tradicional e de interesse arqueológico.. 2015.

8.
TORRES, M; ALARCON, D. F. . Dinâmicas de desmatamento no Sudoeste do Pará. 2015.

9.
AUGUSTO, Postigo ; SALAZAR, M. ; TORRES, M . Revisão técnica de DOBLAS, Juan. Rotas do saque: violações e ameaças à integridade territorial da terra do Meio. São Paulo: Instituto Socioambiental, 2015. 2015.

10.
GUERRERO, N. R. ; TORRES, M . Edição de DOBLAS, Juan. Rotas do saque: violações e ameaças à integridade territorial da terra do Meio. São Paulo: Instituto Socioambiental, 2015. 2015.

11.
TORRES, M. Usurpação de terras públicas e degradação ambiental nas unidades de conservação da região da Gleba Leite - PA. Laudo pericial no interesse do Inquérito Civil Público nº 1.23.002.000790/2011-14. 2013.

12.
ALARCON, D. F. ; TORRES, M . Não tem essa lei no mundo, rapaz! A Estação Ecológica da Terra do Meio e a resistência dos beiradeiros do alto rio Iriri. 2013.

13.
TORRES, M; JUSTO, M. G. ; GUERRERO, N. R. ; CAMARGO, M. L. ; ALMEIDA, V. C. ; CAMARGO, M. G. G. . Reserva Extrativista do Lago do Capanã Grande. Minuta do Plano de Manejo Participativo Fase 1. 2013.

14.
TORRES, M; GUERRERO, N. R. . Parecer acerca do conflito entre a comunidade São José, na APA Tapajós, e a Mineração Ouro Roxo. Parecer técnico encaminhado em atendimento ao OF.PRM/STM/GAB3/0455/2012, de 1º de fevereiro de 2012 e ao OF.PRM/ STM/GAB3/0051/2012, de 14 de junho de 2012, solicitados a fim de subsidiar o Inquérito Civil Público nº 1.23.002.0000013/2012-51, instaurado pela Procuradoria da República no mun. Santarém. 2012.

15.
TORRES, M; NEPOMUCENO, I. . Aqui a gente se cria no sistema do mato: a situação da população tradicional de Montanha e Mangabal em relação ao acesso à educação básica. Laudo pericial no interesse do PA nº 1.23.002.000080/2010-11.. 2011.

16.
DOBLAS, J. ; GUERRERO, N. R. ; TORRES, M . Inconsistências nos processos desapropriatórios conduzidos pela Norte Energia S. A. na região de Volta Grande do rio Xingu. Laudo pericial Cobra Choca A ação Civil Pública foi distribuída na 1ª Vara Cível da Comarca de Altamira - PA, sob o número 0003927-12.2011.814.0005. 2011.

17.
GUERRERO, N. R. ; DOBLAS, J. ; TORRES, M . Via de direito, via de favor. 2011.

18.
SALAZAR, M. ; TORRES, M ; ALARCON, D. F. ; ALMEIDA, V. C. ; CAMARGO, M. L. ; GUERRERO, N. R. . Plano de Manejo da Reserva Extrativista do Rio Jutaí. 2011.

19.
SOUZA JUNIOR, S. ; VIVEIROS, L. F. S. ; MENEGASSO, T. R. ; GUIMARAES, L. W. F. ; CANARY, A. C. C. M. ; FERREIRA, M. M. ; VIANA, L. N. ; LEITE, A. C. S. ; SIQUEIRA, C. T. ; CAMARGO, M. L. ; TORRES, M ; GUTIERREZ, R. ; CARNEIRO, C. C. ; VASCONCELOS, V. ; SILVA, V. S. . Plano de Manejo da Reserva Extrativista do Rio Iriri. 2011.

20.
SOUZA JUNIOR, S. ; VIVEIROS, L. F. S. ; MENEGASSO, T. R. ; GUIMARAES, L. W. F. ; CANARY, A. C. C. M. ; FERREIRA, M. M. ; VIANA, L. N. ; LEITE, A. C. S. ; SIQUEIRA, C. T. ; CAMARGO, M. L. ; TORRES, M ; GUTIERREZ, R. ; CARNEIRO, C. C. ; VASCONCELOS, V. ; SILVA, V. S. . Plano de Manejo Participativo da Reserva Extrativista Riozinho do Anfrísio. 2010.

21.
FOLHES, R. ; BARRETO, A. M. ; MARTINS, P. S. V. ; TORRES, M . Levantamento e caracterização da situação fundiária da área proposta para criação da reserva extrativista em Bequimão/MA. 2009.

22.
TORRES, M. SR-30: reforma agrária sem assentados. 2007.

23.
TORRES, M. Revisão Técnica de: ROCHA, Jan. Haximu: o massacre dos Yanomami e as suas conseqüências. São Paulo: Casa Amarela. 2007.

24.
TORRES, M. O Conflito do rio Uruará, Prainha. 2006.

25.
TORRES, M. Relatório pericial de apuração de conflitos sociais envolvendo a população tradicional do Alto Tapajós e o descumprimento de medida liminar proferida dos autos do processo n.º 2006.39.02.000512-0. 2006.

26.
TORRES, M; FIGUEIREDO, W. . Caracterização da ocupação, por população ribeirinha, da porção da margem esquerda do Rio Tapajós compreendida entre os igarapés Montanha e José Rodrigues, Alto Tapajós, Itaituba, Pará. 2006.

27.
TORRES, M; FIGUEIREDO, W. . Laudo pericial - Caracterização da ocupação, por população ribeirinha, da porção da margem esquerda do Rio Tapajós compreendida entre os igarapés Montanha e José Rodrigues, Alto Tapajós, Itaituba, Pará. 2006.

28.
TORRES, M. Editor de: BRANFORD, Sue; ROCHA, Jan. Rompendo a cerca: a história do MST. São Paulo, Casa Amarela. 2004.

29.
TORRES, M. Editor de: OLIVEIRA, Ariovaldo Umbelino de; MARQUES, Marta Inez Medeiros (orgs.). O campo no século XXI: território de vida, de luta e de construção de justiça social. São Paulo, Casa Amarela; Paz e Terra. 2004.

30.
TORRES, M. Editor de: SOUZA, Vinícius; SÁ, Maria Eugênia. Angola, a esperança de um povo. São Paulo: Casa Amarela. 2004.

31.
TORRES, M. Editor de: ARBEX Jr., José. Jornalismo canalha: a promiscua relação entre a mídia e o poder. São Paulo: Casa Amarela. 2004.

32.
TORRES, M. Editor de: BETTO, Frei; MENESES, Adélia Bezerra de; JENSEN, Thomaz (orgs.). Utopia urgente: escritos em homenagem a frei Carlos Josaphat nos seus 80 anos. São Paulo: Educ; Casa Amarela. 2002.

33.
TORRES, M. Editor de: PIRES, Yolanda. Exílio: testemunho de vida. São Paulo: Casa Amarela. 2002.

34.
TORRES, M. Editor de: ARBEX Jr., José. Showrnalismo: a notícia como espetáculo. São Paulo: Casa Amarela. 2001.

35.
TORRES, M. Editor de: REBELO, A.; TORRES, S. CBF-NIKE. Sao Paulo: Casa Amarela. 2001.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
TORRES, M. Amazonia Amenazada. 2011. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

2.
TORRES, M. Rural Notícias. 2010. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

3.
TORRES, M; COTON, J. ; KOLANDJIAN, F. . Amazônia Grilada (versão 1). 2008. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

4.
TORRES, M; COTON, J. ; KOLANDJIAN, F. . Amazônia Grilada. 2008. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

5.
TORRES, M; CECILIO, F. . Desenvolvimento em si não quer dizer nada, é um conceito vazio que gera sacrifício de parcelas imensas da população. 2008. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

6.
TORRES, M; FORTUNATO, S. . A basófia da reforma agrária na Amazônia. Entrevista concedida a Sânia Fortunato. 2007. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

7.
TORRES, M; LACERDA, F. . O hidronegócio e os povos da floresta na Amazônia. Entrevista concedida a Felipa Lacerda. 2007. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

8.
TORRES, M. A beiradeira e o grilador: la donna del fiume e il ladro di terra. 2007. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

9.
TORRES, M; COTON, J. ; KOLANDJIAN, F. . Comment vivent les Mangabal? Ce peuple est il menacé?. 2007. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

10.
TORRES, M. Especial Mangabal 1. 2007. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

11.
TORRES, M. Especial Mangabal 2. 2007. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

12.
TORRES, M. Especial Mangabal 3. 2007. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

13.
TORRES, M. Crime in the Amazon. 2006. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Demais tipos de produção técnica
1.
TORRES, M; ROCHA, B. C. ; MOREIRA, Fernanda Cristina ; SILVA, L. S. C. E. ; MOLINA, Luísa ; PICA, P. ; LOURES, R. S. P. ; HONORATO, V. . Análise das contestações ao Relatório Circunstanciado de Identificação e Delimitação da Terra Indígena Sawre Muybu ? Itaituba ? PA. 2017. (Relatório de pesquisa).

2.
TORRES, M; MASSUDA, A. ; CAMARGO, M. L. ; MACHADO, E. ; HONORATO, V. . Trabalho escravo e saqueio madeireiro: uma relação indissociável.. 2016. (Relatório de pesquisa).

3.
TORRES, M. Grilagem, expropriação e trabalho escravo: articulações perversas do agronegócio da madeireira na Amazônia. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

4.
DOBLAS, J. ; TORRES, M . Curso de mapeamento e georreferenciamento (monitoria). 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

5.
TORRES, M. Questão territorial, degradação ambiental e exploração do trabalho escravo no oeste paraense. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

6.
TORRES, M; NEPOMUCENO, I. ; CUNHA, C. N. ; SANTOS, K. ; COSTA, G. S. ; SILVA, E.A . A luta por reconhecimento em um assentamento da Amazônia. 2015. (Relatório de pesquisa).

7.
TORRES, M. Terra, água e território: disputa por recursos e luta por acesso a direitos no Oeste do Pará. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

8.
TORRES, M; GUERRERO, N. R. ; DOBLAS, J. . Floresta Nacional do Crepori: Análise, revisão e complementação do plano de manejo e do censo da Floresta Nacional do Crepori, bem como de georreferenciamento dos assentamentos rurais nela existentes, visando suprir lacunas relativas à caracterização da ocupação humana em seu interior, particularmente na identificação de beneficiários da unidade de conservação. 2013. (Relatório de pesquisa).

9.
TORRES, M. Acontece que tem gente!: povos e comunidades tradicionais em Unidades de Conservação na Amazônia no 2. Curso de Formação em Gestão da Biodiversidade e Unidades de Conservação. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

10.
TORRES, M. III Curso de Formação em Gestão da Biodiversidade e Unidades de Conservação. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

11.
TORRES, M; GUERRERO, N. R. . Territórios tradicionalmente ocupados e a questão agrária no Brasil. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

12.
TORRES, M. Povos e comunidades tradicionais e gestão ambiental. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

13.
TORRES, M. Ressourcenkonflikte in Brasilien ? Methodische und empirische Impulse für die Analyse sozial-ökologischer Konflikte. [Conflitos por recursos naturais no Brasil: Implicações metodológicas e empíricas para análise de conflitos socioambientais]. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

14.
TORRES, M. II Curso de Formação em Gestão da Biodiversidade e Unidades de Conservação. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

15.
TORRES, M. Povos e comunidades tradicionais e gestão ambiental, no 1. Curso de Formação em Gestão da Biodiversidade. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

16.
TORRES, M. I Curso de Formação em Gestão da Biodiversidade e Unidades de Conservação. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

17.
TORRES, M; CAMARGO, M. G. G. ; SALAZAR, M. ; SOUZA, G . A polifonia da terra: conflitos de uso e ocupação da terra na Estação Ecológica Terra do Meio. 2009. (Relatório de pesquisa).

18.
TORRES, M. O conto da Lei 11.284/2006 e outras políticas públicas para a Amazônia. Aula na disciplina do Prof. José Arbex, Departamento de Jornalismo, PUC São Paulo. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

19.
TORRES, M. Quando a ordem se desarranja. Aula na disciplina do Prof. José Arbex, Departamento de Jornalismo, PUC São Paulo. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

20.
TORRES, M; PRADO, G ; SALAZAR, M. . O boi que não leu o Snuc: grilagem e degradação ambiental na Resex do Rio Iriri e região de entorno. 2008. (Relatório de pesquisa).

21.
TORRES, M. O pico e o marco: levantamento fundiário das glebas Pacoval, Tutuí, Penetecaua e Curuá-Uma, nos municípios de Placas, Rurópolis, Uruará e Santarém - PA. 2007. (Cartas, mapas ou similares/Outra).

22.
TORRES, M. Conflitti ambientali in Amazzonia: um approccio sociologico. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

23.
TORRES, M. Amazônia: desinformação e deformação. Aula na disciplina do Prof. José Arbex, Departamento de Jornalismo, PUC São Paulo. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

24.
TORRES, M. Os povos da floresta e o desmatamento da Amazônia. 2007. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Artigo).

25.
TORRES, M; FIGUEIREDO, W. . Caracterização da ocupação, por população ribeirinha, da porção da margem esquerda do Rio Tapajós compreendida entre os igarapés Montanha e José Rodrigues, Alto Tapajós, Itaituba, Pará. 2006. (Relatório de pesquisa).

26.
TORRES, M. Análise crítica às propostas do Governo Federal para a criação de Unidades de Conservação na área de influência da BR-163. 2004. (Relatório de pesquisa).

27.
TORRES, M. Unidades de conservação ambiental na área de influência da BR-163: O exemplo do Parque Nacional da Amazônia. 2004. (Relatório de pesquisa).

28.
TORRES, M. Da expropriação institucionalizada à barbárie: dinâmicas da estrutura fundiária na área de influência da BR-163. 2004. (Relatório de pesquisa).

29.
TORRES, M. Mandos e desmandos: considerações sobre o projeto de colonização da região atravessada pela BR-163, com relevância para se pensar o asfaltamento dessa rodovia. 2004. (Relatório de pesquisa).

30.
TORRES, M. Relatório de expedição à BR-163: reconhecimento dos problemas prioritários nos municípios da área de influência da rodovia. 2004. (Relatório de pesquisa).


Produção artística/cultural
Artes Visuais
1.
FERNANDEZ, N ; TORRES, M ; BRANFORD, S. . Índios Munduruku: tecendo a resistência. 2014. Filme.

2.
COTON, J. ; KOLANDJIAN, F. ; TORRES, M . Amazônia Grilada. 2008. Vídeo.

3.
COTON, J. ; KOLANDJIAN, F. ; TORRES, M . Terres d?Amazonie: um olhar ao longo do rio Tapajós. Réalisateur Jerome Coton et Florent Kolandjian. 2008. Fotografia.

4.
COTON, J. ; KOLANDJIAN, F. ; TORRES, M . Amazônia Grilada (versão 1). 2008. Vídeo.

5.
COTON, J. ; KOLANDJIAN, F. ; TORRES, M . Terres d?Amazonie. Réalisateur Jerome Coton et Florent Kolandjian. 2008. Fotografia.

6.
AMICO, R. ; APOSTOLO, C. ; MARCHETTO, D. ; TORRES, M . A beiradeira e o grilador: la donna del fiume e il ladro di terra. Direção de Roberto Amico; Claudia Apostolo e Daniela Marchetto, Italia: M.A.I.S.; Associazione Culturale Puntodoc: 2007, 1 filme (51 min): son., color., DVD.. 2007. Vídeo.

7.
TORRES, M; et alii . Pesquisa para: Crime in the Amazon. Réalisateur Sotiris Danezis, Atenas (Grécia): MEGA Channel, 1 filme (55 min): son., color., Digital Beta. 2006. Filme.

8.
TORRES, M; et alii . Amazônia revelada: os descaminhos ao longo da BR-163. Dirigido por Thieres Mesquita, Brasília: Videolar: CNPq, 2005, 90 min., 1 filme; DVD.. 2005. Filme.



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
TORRES, M; SCOLES, R.; ARENZ, K.H.; ARRUDA, L.C. Participação em banca de Luiz Felipe dos Santos Pinto Garcia. A luta Borari e Arapium por um território encantado no rio Maró: autodemarcação e retomadas. 2018. Dissertação (Mestrado em RECURSOS NATURAIS DA AMAZÔNIA) - Universidade Federal do Oeste do Pará.

2.
TORRES, M; ARENZ, K.H.; CARRASCO, S. C.; ARRUDA, L.C. Participação em banca de Hugo Gravina Affonso. Reserva de capital: a disputa das unidades de conservação como territórios tradicionalmente ocupados e espaços destinados a concessões minerais e madeireiras. Estudo de caso a partir dos conflitos da Floresta Nacional de Saracá-Taquera, Oriximiná-PA. 2018. Dissertação (Mestrado em RECURSOS NATURAIS DA AMAZÔNIA) - Universidade Federal do Oeste do Pará.

3.
ESTEVÃO, Ivan Ramos; BROIDE, Emilia Estivalet; TORRES, M; MOUNTIAN, Ilana. Participação em banca de Pedro Oliveira Obliziner. O sujeito entre o ser e o não-ser: uma teoria do reconhecimento em psicanálise. 2018. Dissertação (Mestrado em Psicologia Social) - Universidade de São Paulo.

4.
TORRES, M; ZHOURI, Andrea; FRASER, James; OLIVEIRA, João Pacheco de. Participação em banca de Kerlley Diane Silva dos Santos. Eu não quero o lugar dos outros": conflitos e direitos na Terra Indígena Cachoeira Seca. 2017. Dissertação (Mestrado em RECURSOS NATURAIS DA AMAZÔNIA) - Universidade Federal do Oeste do Pará.

5.
TORRES, M; OLIVEIRA, João Pacheco de; ZHOURI, Andrea; FRASER, James. Participação em banca de Rosamaria Santana Paes Loures. Governo Karodaybi: o movimento Ipereg Ayu e a resistência Munduruku. 2017. Dissertação (Mestrado em RECURSOS NATURAIS DA AMAZÔNIA) - Universidade Federal do Oeste do Pará.

6.
CARRASCO, S. C.; TORRES, M; ANDRE, T. J. C.; FADINI, R. F.. Participação em banca de Mendell de Sales Souza. Focos de queimadas na APA Alter do Chão: a emergência de um sistema complexo. 2016. Dissertação (Mestrado em RECURSOS NATURAIS DA AMAZÔNIA) - Universidade Federal do Oeste do Pará.

7.
SCOLES, R.; RIBEIRO, M.B.N.; TORRES, M; LEAL, P.F.. Participação em banca de Mateus Feitosa Siqueira Lobo. Impactos socioambientais da coleta de Castanha-do-Pará na Reserva Biológica do Rio Trombetas e entorno, Oriximiná, PA. 2016. Dissertação (Mestrado em RECURSOS NATURAIS DA AMAZÔNIA) - Universidade Federal do Oeste do Pará.

8.
SCHROTH, G.; CARRASCO, S. C.; TORRES, M. Participação em banca de Diogo Borges Carneiro. Como vivo me sustento: formas indígenas do uso de recursos naturais. 2015. Dissertação (Mestrado em RECURSOS NATURAIS DA AMAZÔNIA) - Universidade Federal do Oeste do Pará.

Teses de doutorado
1.
TERENCE, M. F.; OLIVEIRA, A. U.; TRECCANI, G. D.; BOMBARDI, L. M.; TORRES, M. Participação em banca de Marcelo Fernando Terence. A acumulação capitalista entre o sangue e a imundice: processos de privatização de terras públicas federais no Sudeste do Pará. 2018. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Geografia Humana) - Universidade de São Paulo.

Qualificações de Doutorado
1.
DE MARCOS, V.; OLIVEIRA, A. U.; TORRES, M. Participação em banca de Marcelo FErnando Terence. A formação da propriedade capitalista da terra no sudeste paraense: Programa Terra Legal e resistência camponesa. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Doutorado em Ciências) - Universidade de São Paulo.

Qualificações de Mestrado
1.
TORRES, M; FRASER, James; SILVA, D.W.. Participação em banca de Hugo Gravina Affonso. Disputas territoriais entre comunidades ribeirinhas e concessões florestais: um estudo de caso a partir da Floresta nacional de Saracá-Taquera, Oriximiná-Pará.. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em RECURSOS NATURAIS DA AMAZÔNIA) - Universidade Federal do Oeste do Pará.

2.
TORRES, M; FRASER, James; ARRUDA, L.C. Participação em banca de Luiz Felipe dos Santos Pinto Garcia. Conflitos territoriais e autodemarcação: a Terra Indígena Maró. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em RECURSOS NATURAIS DA AMAZÔNIA) - Universidade Federal do Oeste do Pará.

3.
TORRES, M; ARENZ, K.H.; SILVA, D.W.. Participação em banca de Pedro Lealci Eleuterio de Jesus. Conflitos econômicos e territoriais no oeste do Pará: o exemplo da Terra Indígena Maró. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em RECURSOS NATURAIS DA AMAZÔNIA) - Universidade Federal do Oeste do Pará.

4.
TORRES, M; ODWYER, E. C.; CARVALHO, L.G.. Participação em banca de Kerlley Ciane Silva dos Santos. Sobre as cascas do céu: conflitos e direitos na Terra Indígena Cachoeira Seca. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em RECURSOS NATURAIS DA AMAZÔNIA) - Universidade Federal do Oeste do Pará.

5.
TORRES, M; ODWYER, E. C.; SILVA, D.W.. Participação em banca de Rosamaria Santana Paes Loures. O (r)existir no rio Tapajós: o movimento Munduruku Ipereg Ayu e a luta pelo território. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em RECURSOS NATURAIS DA AMAZÔNIA) - Universidade Federal do Oeste do Pará.

6.
CARRASCO, S. C.; OLIVEIRA, Patrícia Chaves de; TORRES, M. Participação em banca de Mendell de Sales Souza. Focos de queimadas na APA Alter do Cão^a emergência de um sistema complexo. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em RECURSOS NATURAIS DA AMAZÔNIA) - Universidade Federal do Oeste do Pará.

7.
SCOLES, R.; MOURÃO, R.H.V.; TORRES, M. Participação em banca de Caio Barros Matos. Etnoecologia de quintais agroflorestais na Comunidade de São Domingos, Floresta Nacional do Tapajós.. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em RECURSOS NATURAIS DA AMAZÔNIA) - Universidade Federal do Oeste do Pará.

Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização
1.
TORRES, M; NOVAES, T. C.; Amadeu Cavalcante. Participação em banca de Daniela Silva Salgado. Trabalho escravo no Pará e o desrespeito à Declaração de Direitos Humanos. 2014. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Pós-Graduação em Direitos Humanos e Políticas Públ) - Universidade Federal do Oeste do Pará.

2.
COSTA, G. S.; TORRES, M; GALLO, J.. Participação em banca de Moacir Henrique Lima. De Balaio a Acará-Açu: o processo de criação e implementação dos Projetos de Assentamentos Agroextrativistas (PAEs) nas várzeas do Baixo Amazonas. 2012. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Pós-Graduação em Direitos Humanos e Políticas Públ) - Universidade Federal do Oeste do Pará.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
GUEDES, Eneias Barbosa; TORRES, M; CUNHA, C. N.. Participação em banca de Luiz Antonio Melo Viegas.O camponês, a terra e a reforma agrária na fronteira do oeste paraense. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal do Oeste do Pará.

2.
TORRES, M; CUNHA, C. N.; ARNOUD, M. J. C.. Participação em banca de Bárbara Eleonora Santos Teixeira.As dinâmicas territoriaisdo capital agrícola e resistência campesina: os diferentes usos do território na Comunidade Indígena de Açaizal em Santarém-Pará. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal do Oeste do Pará.

3.
MILEO, B. A.; NOVAES, T. C.; TORRES, M. Participação em banca de Kerlley Diane Silva dos Santos.No morada da terra: potenciais beneficiários da reforma agrária no Projeto de Assentamento Rio Trairão - Uruará/PA. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito) - Universidade Federal do Oeste do Pará.

4.
DE MARCOS, V.; TORRES, M; OLIVEIRA, A. U.. Participação em banca de Teresa Paris Buarque de Hollanda.Violência e destruição na Amazônia: o processo de (des)ocupação de Rondônia. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade de São Paulo.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
TORRES, M; OLIVEIRA, J. M. G. C.; LOPES, L. O. C.. Concurso de docente para magistério superior de Geografia Humana - Universidade Federal do Oeste do Pará. 2014. Universidade Federal do Oeste do Pará.

2.
TORRES, M. I Prêmio de Direito Agrário. Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA); Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra); Núcleo de Estudos Agrários e Desenvolvimento Rural (Nead); Associação Brasileira de Direito Agrário (ABDA). 2007. Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Colóquio Laboter: geografia, lutas sociais e ciências na contemporaneidade. 2018. (Outra).

2.
III Café Filosófico Comunidade (CFI/UFOPA)."Repressão versus movimentos populares". 2014. (Oficina).

3.
2° Encontro de Geografia do Sudoeste do Pará.Desflorestamento e transformações socioambientais na Amazônia brasileira. 2012. (Encontro).

4.
I Seminário Como realizar justiça ambiental na Amazônia? Linhas de Pesquisa e Cooperação.A construção do aparato jurídico-político e a apropriação privada de territórios tradicionalmente ocupados. 2011. (Seminário).

5.
Seminário de Pesquisa Multidisciplinar e Estratégia de Sustentabilidade para Áreas Protegidas da Terra do Meio.O tempo da pesquisa e o tempo de conflito. 2011. (Seminário).

6.
X Semana de Integração da UFPA.Conflitos Socioambientais. 2011. (Encontro).

7.
Oficina para definição de Formulário de Cadastro de Usuários de Unidades de Conservação Federais.Contribuições e debate a convite do Macroprocesso de Populações Tradicionais / Coordenação Geral de Florestas Nacionais. Diretoria de Unidades de Conservação de Uso Sustentável e Populações Tradicionais do ICMBio. 2010. (Oficina).

8.
X Semana Integrada de Ciências Agrárias: Políticas Públicas para uma Amazônia Sustentável: desafios e alternativas para o desenvolvimento rural.Grilagem e ocupação da terra na Amazônia. 2010. (Encontro).

9.
Seminário Nacional dos Servidores do Incra.O Incra e sua polifonia institucional. 2009. (Seminário).

10.
Amazònia ferida: És possible un desenvolupament sostenible?.Rellevància dels pobles en la conservació de la diversitat: quando o crime ambiental é também dano social. 2008. (Outra).

11.
Amazonia herida: És posible un desarrollo sostenible?.Relevancia de los pueblos en la conservación de la diversidad: a grilagem de terras e o desmatamento na Amazônia. 2008. (Simpósio).

12.
Els Vespres de la Ciencia.Rellevància dels pobles en la conservació de la diversitat: los ribeirinhos de Mangabal e as florestas do alto Tapajós. 2008. (Outra).

13.
Semana de Ecologia. UNESP, Rio Claro.Desmatamento e os povos da floresta amazônica. 2008. (Outra).

14.
Seminário Quando l?ordine si capovolge: uma reflessione criminologica su paesaggi, comunità e relazioni sociali conflittuali.Il ruolo del ricercatore sociale in situazioni di conflitto e di crimine socioambientale. 2008. (Seminário).

15.
Laboratório per la Preparazione della Tesi di Laurea. Facoltà di Economia e Commercio dell?Università degli Studi di Torino.Conflitti territoriali e ambientali in Amazzonia: um approccio sociologico. 2007. (Outra).

16.
XIV Encontro Nacional de Geógrafos.Na morada de Mnemosine: a memória e o beiradão do Alto Tapajós. 2006. (Encontro).

17.
Bienal do Livro de Petrópolis.Debate com editores de cultura do Jornal do Brasil, Revista Cultura Vozes e O Globo.. 2001. (Outra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
TORRES, M. Amazònia ferida: És possible un desenvolupament sostenible?. 2008. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Paulo Henrique Lima. Conflitos territoriais no alto rio Arapiuns: madeireiras e comunidades. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em RECURSOS NATURAIS DA AMAZÔNIA) - Universidade Federal do Oeste do Pará, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Luiz Felipe dos Santos Pinto Garcia. A luta Borari e Arapium por um território encantado no rio Maró: autodemarcação e retomadas. 2018. Dissertação (Mestrado em RECURSOS NATURAIS DA AMAZÔNIA) - Universidade Federal do Oeste do Pará, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Maurício Gonsalves Torres.

2.
Hugo Gravina Affonso. Reserva de capital: a disputa das unidades de conservação como territórios tradicionalmente ocupados e espaços destinados a concessões minerais e madeireiras. Estudo de caso a partir dos conflitos da Floresta Nacional de Saracá-Taquera, Oriximiná-PA. 2018. Dissertação (Mestrado em RECURSOS NATURAIS DA AMAZÔNIA) - Universidade Federal do Oeste do Pará, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Maurício Gonsalves Torres.

3.
Rosamaria Santana Paes Loures. Governo Karodaybi: o movimento Ipereg Ayu e a resistência Munduruku. 2017. Dissertação (Mestrado em RECURSOS NATURAIS DA AMAZÔNIA) - Universidade Federal do Oeste do Pará, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Maurício Gonsalves Torres.

4.
Kerlley Diane Silva dos Santos. Sobre as cascas do céu: conflitos e direitos na Terra Indígena Cachoeira Seca. 2017. Dissertação (Mestrado em RECURSOS NATURAIS DA AMAZÔNIA) - Universidade Federal do Oeste do Pará, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Maurício Gonsalves Torres.

5.
Lorenza Sganzetta. Attività mineraria nel bacino del Rio Tapajos: lotta per la terra e conflitti socio-ambientali. 2014. Dissertação (Mestrado em Culture, Politica e Società) - Università degli Studi di Torino PRINCIPALE, . Coorientador: Maurício Gonsalves Torres.



Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
TORRES, M2011 TORRES, M. A despensa viva: o banco de germoplasma dos roçados da floresta amazônica. GEOGRAFIA EM QUESTÃO (ONLINE), v. 4, p. 113-138, 2011.

2.
TORRES, M2008TORRES, M. O discurso ecotecnocrata. PÁGINA 22 (FGV), v. 17, p. 54, 2008.

3.
BARNETT, A2008BARNETT, A ; TORRES, M . At the heart of conflict. NEW SCIENTIST, v. 198, p. 46-47, 2008.

4.
SCHWARTZMAN, S.2013SCHWARTZMAN, S. ; BOAS, A. V. ; ONO, K. Y. ; FONSECA, M. G. ; DOBLAS, J. ; ZIMMERMAN, B. ; JUNQUEIRA, P. ; JEROZOLIMSKI, A. ; SALAZAR, M. ; JUNQUEIRA, R. P. ; TORRES, M . The natural and social history of the indigenous lands and protected areas corridor of the Xingu River basin. PHILOSOPHICAL TRANSACTIONS OF THE ROYAL SOCIETY B-BIOLOGICAL SCIENCES, v. 368, p. 20120164-20120164, 2013.

5.
TORRES, M2007TORRES, M. A Pedra Muiraquitã: o caso do rio Uruará no enfrentamento dos povos da floresta às madeireiras na Amazônia. Revista de Direito Agrário, v. 20, p. 89-119, 2007.

6.
TORRES, M2014 TORRES, M. O escriba e o narrador: A memória e a luta pela terra dos ribeirinhos do Alto Tapajós. Tempo Social, v. 26, p. 233-257, 2014.

7.
TORRES, M2016TORRES, M. Os assentamentos fantasmas e a metafísica da reforma agrária: análise da relação entre o Incra no oeste paraense e a extração ilegal de madeira e os números do II PNRA. GEOGRAPHIA (UFF), v. 18, p. 205-232, 2016.

8.
BRANFORD, S.2015BRANFORD, S. ; TORRES, M . Dambusters: after a 40 year battle, Brazil?s grandiose plan to tap the hydropower of the Amazon is coming to a head. NEW SCIENTIST, v. 553, p. 34-37, 2015.


Livros e capítulos
1.
TORRES, M. Amazônia revelada: os descaminhos ao longo da BR-163. 1. ed. Brasília: CNPq, 2005. v. 1. 496p .

2.
ALARCON, D. F. ; TORRES, M . ´´Não tem essa lei no mundo, rapaz!``: a Estação Ecológica da Terra do Meio e a resistência dos beiradeiros do alto Rio Iriri. 1. ed. São Paulo; Altamira: ISA ? Instituto Socioambiental; Amora ? Assoc. dos Moradores da Resex Riozinho do Anfrísio, 2014. v. 1. 118p .

3.
ALARCON, D. F. (Org.) ; MILLIKAN, B. (Org.) ; TORRES, M (Org.) . Ocekadi: hidrelétricas, conflitos socioambientais e resistência na Bacia do Tapajós. 1. ed. Brasília; Santarém: International Rivers; PAA/Universidade Federal do Oeste do Pará, 2016. v. 1. 589p .

4.
MOTOKI, Carolina ; TORRES, M . Por debaixo da floresta: Amazônia paraense saqueada com trabalho escravo. 1. ed. São Paulo: CPT; Carmen Bascarán, 2017. v. 1. 92p .

5.
TORRES, M; BRANFORD, S. . Amazon Under Siege: from dams, soya, agribusiness and landgrabbing [no prelo]. 1. ed. Londres: Latin America Bureau; Practical Action Publishing, 2018.

6.
TORRES, M; DOBLAS, J. ; ALARCON, D. F. . ''Dono é quem desmata'': conexões entre grilagem e desmatamento no sudoeste paraense. 1. ed. São Paulo: Urutu Branco; Instituto Agronômico da Amazônia, 2017. v. 1. 290p .

1.
TORRES, M. Situação fundiária caótica. In: André VILLAS-BOAS. (Org.). De olho na Bacia do Xingu. 1ed.São Paulo: Instituto Socioambiental, 2012, v. , p. 32-39.

2.
TORRES, M; DOBLAS, J. . TI Cachoeira Seca, 25 anos de espera pela demarcação. In: RICARDO, Carlos Alberto; RICARDO, Fany. (Org.). Povos indígenas no Brasil: 2006-2010. 1ed.São Paulo: Instituto Socioambiental, 2011, v. , p. 481-484.

3.
TORRES, M. Fronteira, um eco sem fim: Considerações sobre a ausência do Estado e exclusão social nos municípios de paraenses do eixo da BR-163. In: Mauricio Torres. (Org.). Amazônia revelada: os descaminhos ao longo da BR-163. 1ed.Brasília: CNPq, 2005, v. , p. 271-319.

4.
TORRES, M; FIGUEIREDO, W. . Yellowstone Paroara: Uma discussão sobre o papel das unidades de conservação e o exemplo do Parque Nacional da Amazônia. In: Mauricio Torres. (Org.). Amazônia revelada: os descaminhos ao longo da BR-163. 1ed.Brasília: CNPq, 2005, v. , p. 321-395.

5.
TORRES, M. Levantes bárbaros. In: Heloisa Buarque de Hollanda. (Org.). Cultura e desenvolvimento. 1ed.Rio de Janeiro: Aeroplano, 2004, v. , p. 114-131.

6.
TORRES, M. De seringais, gateiros e garimpos: o Alto Tapajós e a resistência de suas gentes. In: SOUSA Jr. Wilson Cabral de. (Org.). Tapajós: hidrelétricas, infraestrutura e caos: elementos para a governança da sustentabilidade em uma região singular. 1ed.São José dos Campos: ITA/CTA, 2014, v. 1, p. 37-61.

7.
TORRES, M; SANTOS, K. ; DOBLAS, J. . Extrusão da Terra Indígena Cachoeira Seca: uma condicionante que não se fez. In: VILLAS-BÔAS, André; GARZÓN, Biviany Rojas; AMORIM, Leonardo; LEITE, Letícia. (Org.). Belo Monte: não há condições para a Licença de Operação. 1ed.São Paulo: Instituto Socioambiental, 2015, v. , p. 72-75.

8.
TORRES, M. Um rio de muita gente: a luta comum de vidas plurais no vale do Alto Tapajós. In: ALARCON, D.F.; MILLIKAN, B; TORRES, M.. (Org.). Ocekadi: hidrelétricas, conflitos socioambientais e resistência na Bacia do Tapajós. 1ed.Brasília; Santarém: International Rivers; PAA/Universidade Federal do Oeste do Pará, 2016, v. , p. 1-28.

9.
CAMARGO, M. L. ; TORRES, M . Redução na medida: a Medida Provisória nº 558/2012 e a arbitrariedade da desafetação de unidades de conservação na Amazônia. In: ALARCON, D.F.; MILLIKAN, B; TORRES, M. (orgs.). (Org.). Ocekadi: hidrelétricas, conflitos socioambientais e resistência na Bacia do Tapajós. 1ed.Brasília; Santarém: International Rivers; PAA/Universidade Federal do Oeste do Pará, 2016, v. , p. 371-394.

10.
PICA, P. ; RIBEIRO, S. ; MUNDURUKU, J. S. ; TORRES, M . Uma nota sobre a geometria e o sistema de aproximação numérica dos indígenas Munduruku e sua importância para o respeito à Convenção 169 da OIT. In: ALARCON, D.F.; TORRES, M.; MILLIKAN, B. (orgs.). (Org.). Ocekadi: violações e impactos do complexo hidrelétrico do tapajós. 1ed.Brasília; Santarém: International Rivers; PAA/Universidade Federal do Oeste do Pará, 2016, v. , p. 309-322.

11.
TORRES, M. Terra Indígena Sawre Muybu: a incômoda existência. In: RICARDO, Fany; RICARDO, Beto. (Org.). Povos Indígenas no Brasil 2011/2016. 1ed.São Paulo: Instituto Socioambiental, 2017, v. 1, p. 434-436.

12.
LOURES, R. S. P. ; TORRES, M . Movimento Ipereg Ayu: habilidades de quem sabe se defender. In: RICARDO, Fany; RICARDO, Beto. (Org.). Povos Indígenas no Brasil 2011/2016. 1ed.São Paulo: Instituto Socioambiental, 2017, v. 1, p. 437-439.

13.
ALARCON, D. F. ; GUERRERO, N. R. ; TORRES, M . ?Saída pelo norte?: a articulação de projetos de infraestrutura e rotas logísticas na bacia do Tapajós. In: ALARCON, D.F.; MILLIKAN, B; TORRES, M. (orgs.). (Org.). Ocekadi: Hidrelétricas, conflitos socioambientais e resistência na bacia do Tapajós. 1ed.Brasília; Santarém: International Rivers; PAA/Universidade Federal do Oeste do Pará, 2016, v. 1, p. 43-78.


Textos em jornais de notícias/revistas
1.
TORRES, M; SANCHIS, I. . Se comieron al extranjero e incorporaron su conocimiento. La Vanguardia, Barcelona, p. 64, 25 nov. 2008.

2.
TORRES, M. Governo ajuda madeireiras a devastar a Amazônia. Caros Amigos, São Paulo, 01 nov. 2007.

3.
TORRES, M. A literatura da periferia ainda ameaça. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, p. B2, 24 nov. 2004.

4.
TORRES, M. Debaixo da lona preta. Brasil de Fato, São Paulo, p. 15, 06 maio 2004.

5.
TORRES, M. R$ 10.800.000.000,00 contra a república e a democracia. Boletim Mundo ? Geografia e Política Internacional. História e Cultura. Ano 2, n. 5, São Paulo, p. HC-2 - HC-3, 01 set. 2006.

6.
TORRES, M; KUDERA, R. . Distribuir terra na Amazônia não é fazer reforma agrária. Brasil de Fato, São Paulo, p. 8, 30 ago. 2007.

7.
TORRES, M; KUDERA, R. . Distribution of Land in the Amazon Favors Timber Industry. Brazil Justice Net, Toronto, 12 set. 2007.

8.
TORRES, M. A reforma agrária que virou plano de manejo. Jornal de Santarém e Baixo Amazonas, Santarém-PA, 01 dez. 2007.

9.
TORRES, M. A reforma agrária que virou plano de manejo. O Liberal, Belém-PA, p. 2, 05 dez. 2007.

10.
TORRES, M. 'Eu vou mostrar pra vocês como se dança o baião'. Boletim Mundo ? Geografia e Política Internacional. História e Cultura. Ano 8. n. 6, São Paulo, p. 2, 01 out. 2012.

11.
TORRES, M. Fundamentalistas querem o poder nos Estados Unidos, em nome de Deus. Boletim Mundo ? Geografia e Política Internacional, São Paulo, p. 2 - 3, 01 mar. 2013.

12.
TORRES, M; BRANFORD, S. . Os Donos da Terra: governo Temer atende bancada ruralista e pretende arrasar agenda socioambiental. The Intercept Brasil, Rio de Janeiro, 22 dez. 2016.

13.
TORRES, M; BRANFORD, S. . Império da Soja: logística e tecnologia sustentam modelo colonialista de agronegócio na Amazônia. The Intercept Brasil, Rio de Janeiro, 10 jan. 2016.

14.
TORRES, M; BRANFORD, S. . Terror na aldeia Teles Pires: Ministério Público pede indenização de R$ 10 milhões para vítimas da Operação Eldorado. The Intercept Brasil, 11 jan. 2017.

15.
TORRES, M; BRANFORD, S. . ?A gente vai morrer no espírito também?: hidrelétricas avançam sobre terras e vidas Munduruku. The Intercept Brasil, Rio de Janeiro, 16 jan. 2017.

16.
TORRES, M; BRANFORD, S. . Maquiagem verde no Tapajós: empresas apresentam impacto destruidor de usina como se fosse exemplo de sustentabilidade. The Intercept Brasil, Rio de Janeiro, 20 jan. 2017.

17.
TORRES, M; BRANFORD, S. . A terra de oportunidades: desenvolvimento chega a Mato Grosso com bala e devastação. The Intercept Brasil, Rio de Janeiro, 08 fev. 2017.

18.
TORRES, M; BRANFORD, S. . Desmatamento S/A: de Sorriso a Santarém, indústria da soja transforma Bacia do Tapajós em um tabuleiro de grandes obras. The Intercept Brasil, Rio de Janeiro, 20 fev. 2017.

19.
TORRES, M; BRANFORD, S. . A rainha da selva: soja destrói a Amazônia e ?chantageia o país?. The Interrcept Brasil, Rio de Janeiro, 14 fev. 2017.

20.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Amazon Soy Moratorium: defeating deforestation or greenwash diversion?. Mongabay, EUA, 08 mar. 2017.

21.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . The changing face of Amazon development: from land grab to eco-lodge. Mongabay, 23 fev. 2017.

22.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Getting there: The rush to turn the Amazon into a soy transport corridor. Mongabay, 15 fev. 2017.

23.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Soy invasion poses imminent threat to Amazon, say agricultural experts. Mongabay, 08 mar. 2017.

24.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Battle for the Amazon: As Sinop grew, the Amazon rainforest faded away. Mongabay, 01 fev. 2017.

25.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Is Brazil green washing hydropower? The case of the Teles Pires dam. Mongabay, 18 jan. 2017.

26.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . ''Day of Terror'': Munduruku village attacked by Brazil's Federal Police. Mongabay, 11 jan. 2017.

27.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . The end of a People: Amazon dam destroys sacred Munduruku ?Heaven?. Mongabay, 05 jan. 2017.

28.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Battle for the Amazon: Tapajós Basin threatened by massive development. Mongabay, 03 jan. 2017.

29.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Temer government set to overthrow Brazil?s environmental agenda. Mongabay, 21 dez. 2016.

30.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Crime and not enough punishment: Amazon thieves keep stolen public land. Mongabay, EUA, 15 mar. 2017.

31.
TORRES, M; BRANFORD, S. . O acordo - moratória da soja: solução contra o desmatamento ou marketing corporativo?. The Interecept Brasil, 16 mar. 2017.

32.
TORRES, M. ​Os povos que lutam para não desaparecer. Caros Amigos, São Paulo, p. 10 - 11.

33.
TORRES, M; BRANFORD, S. . A máfia do desmatamento: a saga da 'Famiglia' Vilela, os maiores pecuaristas e destruidores de florestas do Brasil. The Intercept Brasil, 22 mar. 2017.

34.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Amazon land speculators poised to gain control of vast public lands. Mongabay, Estados Unidos, 27 mar. 2017.

35.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Indigenous groups, Amazon?s best land stewards, under federal attack. Mongabay.com, Estados Unidos, 05 abr. 2017.

36.
TORRES, M; BRANFORD, S. . Amazônia ou Parque Dos Dinossauros? Grileiros sentem ?um ambiente bem mais positivo? em Brasília e avançam para novas conquistas. The Intercept Brasil, Brasil, 06 abr. 2017.

37.
TORRES, M; BRANFORD, S. . Ruralistas no poder: a serviço do agronegócio, governo Temer ataca terras e direitos indígenas. The Intercept, Brasil, 10 abr. 2017.

38.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Deforestation has become big business in the Brazilian Amazon. Mongabay.com, Estados Unidos, 18 abr. 2017.

39.
TORRES, M; BRANFORD, S. . Amazônia, terra sem lei: grileiros comandam avanço da fronteira agropecuária sobre a floresta. The Intercept Brasil, Brasil, 24 abr. 2017.

40.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Amazon's fate hangs on outcome of war between opposing worldviews. Mongabay.com, Estados Unidos, 27 abr. 2017.

41.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . 'We don't believe in words anymore': Indians stand against Temer govt.. Mongabay.com, Estados Unidos, 03 maio 2017.

42.
TORRES, M; BRANFORD, S. . Índios fecham a Transamazônica e conquistam vitória com apoio de caminhoneiros. The Intercept Brasil, Brasil, 05 maio 2017.

43.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Temer seeks to privatize Brazil?s deforestation remote sensing program. Mongabay.com, Estados Unidos, 26 maio 2017.

44.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Brazil assaults indigenous rights, environment, social movements: The Temer administration and Congress, controlled by the bancada ruralista agricultural lobby, is provoking violence, while trashing environmental, indigenous and social rights.. Mongabay.com, Estados Unidos, 01 jun. 2017.

45.
TORRES, M; BRANFORD, S. . Governo está prestes a aprovar projetos a favor de grilagem e outros crimes ambientais. The Intercept Brasil, Brasil, 13 jun. 2017.

46.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . If Brazil okays Terra Legal changes, land grabbers win, Amazon loses. Mongabay.com, Estados Unidos, 16 jun. 2017.

47.
BRANFORD, S. ; TORRES, M ; HARARI, Isabel . Brazil on verge of legitimizing Amazon land theft on a grand scale. Mongabay.com, Estados Unidos, 15 jun. 2017.

48.
TORRES, M; BRANFORD, S. . Justiça decide que agricultores devem deixar terras reclamadas por desmatadores. The Intercept Brasil, Brasil, 20 jun. 2017.

49.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Brazil evicts 80 rural peasant families, awards land thieves parcel. Mongabay.com, Estados Unidos, 21 jun. 2017.

50.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Temer signs law that could see millions of acres lost in the Amazon. Mongabay.com, Estados Unidos, 13 jul. 2017.

51.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Brazil's indigenous Munduruku occupy dam site, halt construction. Mongabay, Estados Unidos, 19 jul. 2017.

52.
TORRES, M; BRANFORD, S. . Pressure builds on Brazil protected areas. EcoAmérica, Estados Unidos, p. 6 - 8, 29 jul. 2017.

53.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Brazil's Temer revokes constitutional indigenous land rights. Mongabay.com, Estados Unidos, 01 ago. 2017.

54.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Under Brazil?s radar, illegal logging abounds. EcoAmericas, Estados Unidos, p. 6 - 8, 01 dez. 2012.

55.
BRANFORD, S. ; TORRES, M ; VEGA, A . Amazon community on Tapajós River invaded by wildcat miners. Mongabay, Estados Unidos, 02 out. 2017.

56.
TORRES, M; FATHEUER, T . Die wahren Akteure hinter der Entwaldung: interview mit dem in Santarém lebeden Geographen Mauricio Torres. Brasilicum KoBra, Freiburg, p. 14 - 15, 20 out. 2017.

57.
BRANFORD, S. ; TORRES, M . Ferrogrão grain railway threatens Amazon indigenous groups, forest. Mongabay, Estados Unidos, 04 dez. 2017.


Apresentações de Trabalho
1.
TORRES, M. Editoração de Arte. 2001. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

2.
TORRES, M. Via da exclusão social. 2004. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
TORRES, M. Interfaces sociais da BR-163. 2004. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
TORRES, M. Condições socioambientais do Alto Tapajós. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
TORRES, M. Exploração madeireira no oeste do Pará: do desenvolvimento ao delito. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
TORRES, M. A Amazônia e sua gente invisível. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
TORRES, M. Ideologia e Desenvolvimento. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
TORRES, M. O trabalho de pesquisa em situação de conflito. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
TORRES, M. La donna del fiume e il ladro di terra. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

10.
TORRES, M. Conflitti territoriali e ambientali in Amazzonia: um approccio sociologico. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

11.
TORRES, M. Oeste do Pará, terra pública, terra de ninguém. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

12.
TORRES, M. A Lei de gestão de florestas públicas, o distrito florestal da BR-163 e outras histórias macabras. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

13.
TORRES, M. Pesquisa social: compromisso de afetividade. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

14.
TORRES, M. A implantação do grande capital na Amazônia. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

15.
TORRES, M. Terras griladas na Amazônia e a origem dos produtos importados pela Comunidade Européia. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

16.
TORRES, M. A negligência do debate com os povos da floresta amazônica em prejuízo da defesa ambiental. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

17.
TORRES, M. O compromisso de classe na atividade de pesquisa na fronteira amazônica. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

18.
TORRES, M. O discurso fácil do desenvolvimento sustentável na Amazônia. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

19.
TORRES, M. A luta dos povos da floresta amazônica. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

20.
TORRES, M. Amazonia, quando l?ordine si capovolge. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

21.
TORRES, M. A Amazônia e o modernismo colonial do Agronegócio. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

22.
TORRES, M. Rellevància dels pobles en la conservació de la diversitat: quando o crime ambiental é também dano social. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

23.
TORRES, M. Relevancia de los pueblos en la conservación de la diversidad: a grilagem de terras e o desmatamento na Amazônia. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

24.
TORRES, M. Desmatamento e os povos da floresta amazônica. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

25.
TORRES, M. Dilemas da reforma agrária em meio à diversidade social e fundiária da Amazônia. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

26.
TORRES, M. Il ruolo del ricercatore sociale in situazioni di conflitto e di crimine socioambientale. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

27.
TORRES, M. Pobreza ou Abandono?. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

28.
TORRES, M. O Incra e sua polifonia institucional. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

29.
TORRES, M. A geopolítica dos povos da floresta. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

30.
TORRES, M. A pluralidade da ocupação territorial na Terra do Meio. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

31.
TORRES, M. A reprodução midiática de estereótipos da Amazônia e as dificuldades do trabalho do jornalista ou de qualquer outro pesquisador em situações de conflitos. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

32.
TORRES, M. Pesquisa e extensão universitária na Amazônia. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

33.
TORRES, M. Grilagem e ocupação da terra na Amazônia. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

34.
TORRES, M. Conflitos Socioambientais. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

35.
TORRES, M. O tempo da pesquisa e o tempo de conflito. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

36.
TORRES, M. A construção do aparato jurídico-político e a apropriação privada de territórios tradicionalmente ocupados. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

37.
TORRES, M. Desflorestamento e transformações socioambientais na Amazônia brasileira. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

38.
TORRES, M. A luta pela terra e por recursos naturais no oeste do Pará -- a institucionalização do saque os direitos humanos entre a organização criminosa da madeira e as políticas públicas do agro e do hidronegócio. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

39.
TORRES, M. A luta pela terra e por recursos naturais no oeste do Pará -- a institucionalização do saque os direitos humanos entre a organização criminosa da madeira e as políticas públicas do agro e do hidronegócio. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

40.
TORRES, M. Discurso ambiental, mineração e exploração madeireira: variantes nada exatas na equação da questão agrária na Amazônia. Participação na mesa redonda Questão agrária e políticas na Amazônia. I Simpósio de Geografia Agrária: Os ?nós? da questão agrária na Amazônia. UEPA/IFTA.. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

41.
TORRES, M. O papel dos povos e comunidades tradicionaisna manutenção das áreas protegidas. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

42.
TORRES, M. As contribuições da pesquisa em geografia para a compreensão do espaço amazônico.. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

43.
TORRES, M. A geografia dos camponeses e suas lutas por terra e território na Amazônia. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

44.
TORRES, M. Conflitos territoriais e a resistência de povos e comunidades tradicionais. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

45.
TORRES, M. Seminário Hidrelétricas na Amazônia: conflitos socioambientais e caminhos alternativos. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Cursos de curta duração ministrados
1.
TORRES, M. Acontece que tem gente!: povos e comunidades tradicionais em Unidades de Conservação na Amazônia no 2. Curso de Formação em Gestão da Biodiversidade e Unidades de Conservação. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

2.
TORRES, M. Terra, água e território: disputa por recursos e luta por acesso a direitos no Oeste do Pará. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

3.
TORRES, M. Grilagem, expropriação e trabalho escravo: articulações perversas do agronegócio da madeireira na Amazônia. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

4.
DOBLAS, J. ; TORRES, M . Curso de mapeamento e georreferenciamento (monitoria). 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

5.
TORRES, M. I Curso de Formação em Gestão da Biodiversidade e Unidades de Conservação. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

6.
TORRES, M. II Curso de Formação em Gestão da Biodiversidade e Unidades de Conservação. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

7.
TORRES, M. III Curso de Formação em Gestão da Biodiversidade e Unidades de Conservação. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Outra).


Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
TORRES, M; COTON, J. ; KOLANDJIAN, F. . Amazônia Grilada (versão 1). 2008. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

2.
TORRES, M; FORTUNATO, S. . A basófia da reforma agrária na Amazônia. Entrevista concedida a Sânia Fortunato. 2007. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

3.
TORRES, M; LACERDA, F. . O hidronegócio e os povos da floresta na Amazônia. Entrevista concedida a Felipa Lacerda. 2007. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

4.
TORRES, M. Amazonia Amenazada. 2011. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

5.
TORRES, M. Crime in the Amazon. 2006. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Artes Visuais
1.
COTON, J. ; KOLANDJIAN, F. ; TORRES, M . Amazônia Grilada. 2008. Vídeo.

1.
COTON, J. ; KOLANDJIAN, F. ; TORRES, M . Terres d?Amazonie: um olhar ao longo do rio Tapajós. Réalisateur Jerome Coton et Florent Kolandjian. 2008. Fotografia.

1.
COTON, J. ; KOLANDJIAN, F. ; TORRES, M . Amazônia Grilada (versão 1). 2008. Vídeo.

1.
AMICO, R. ; APOSTOLO, C. ; MARCHETTO, D. ; TORRES, M . A beiradeira e o grilador: la donna del fiume e il ladro di terra. Direção de Roberto Amico; Claudia Apostolo e Daniela Marchetto, Italia: M.A.I.S.; Associazione Culturale Puntodoc: 2007, 1 filme (51 min): son., color., DVD.. 2007. Vídeo.




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 16/10/2018 às 22:17:24