Príscila Teixeira de Carvalho

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/4283924479033903
  • Última atualização do currículo em 22/01/2019


Atualmente desenvolve atividades de pesquisa e docência no âmbito do pós-doutorado (PNPD/CAPES) em Filosofia na Universidade Federal do Rio de Janeiro (PPGF/UFRJ). É doutora em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), mestre em Filosofia pela mesma instituição e graduada em Filosofia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Integra os Laboratórios Antígona de Filosofia e Gênero (IFCS), Núcleo de Ética Aplicada (NEA- UFRJ) e Laboratório de Ética Ambiental (LEA-UFF). Dedica-se a pesquisar questões concernentes à Filosofia Política, Filosofia Prática, Ética e Ética Aplicada, focando-se principalmente em teorias da justiça social, teorias da democracia, teorias pós-colonialistas, movimentos Sociais, feminismo, ecofeminismo, teorias queer e estudos de gênero. (Texto informado pelo autor) (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Príscila Teixeira de Carvalho
Nome em citações bibliográficas
CARVALHO, Príscila T.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal do Rio de Janeiro, Instituto de Filosofia e Ciências Sociais.
Largo São Francisco de Paula
Centro
20051070 - Rio de Janeiro, RJ - Brasil
Telefone: (21) 22246379
Fax: (21) 22246379
URL da Homepage: http://www.ppgf.ifcs.ufrj.br/?page_id=2981


Formação acadêmica/titulação


2010 - 2014
Doutorado em Filosofia.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: Quem é o sujeito da Justiça Social? Por uma concepção moral/política emancipatória, Ano de obtenção: 2014.
Orientador: Wilson John Pessoa Mendonça.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Filosofia Política.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Ética Aplicada.
2008 - 2010
Mestrado em Filosofia.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: Teorias da Democracia deliberativa: modelo substantivo e modelo procedimental,Ano de Obtenção: 2010.
Orientador: Maria Clara Dias.
Palavras-chave: Procedimentalismo; Teorias da Democracia; Filosofia Política; Gutmann, Amy; Habermas,.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política.
2006
Especialização em andamento em Formação clínica terapêutica.
Instituto Packter, INSTITUTO PAKTER, Brasil.
Título: Em fase de conclusão.
Orientador: Hélio Strassburger.
1994 - 1999
Graduação em Filosofia.
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.


Pós-doutorado


2014
Pós-Doutorado.
Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Filosofia Política.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Ética Aplicada.


Formação Complementar


2017 - 2017
Minicurso Feminist Aesthetics. (Carga horária: 6h).
Instituto de Filosofia e Ciências Sociais, IFCS, Brasil.
2017 - 2017
Seminário Diálogo difíceis, diálogos possíveis: questões contemporâneas de. (Carga horária: 24h).
Instituto Equit, EQUIT, Brasil.
1994 - 1994
Extensão universitária em Fenomenologia.
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
1994 - 1994
Extensão universitária em A morte da Arte.
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
1994 - 1994
Seminário interdepartamental sobre o Caos.
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Pesquisadora SEM vínculo, Enquadramento Funcional: Pesquisadora externa- LEA: Lab.de Ética Anima, Carga horária: 0
Outras informações
Pesquisadora do LEA - Laboratório de Ética Animal


Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisa/docência de Pós-doutorado PNPD/CAPES, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Atividade de pesquisa e docência vinculadas à linha de pesquisa de Filosofia Prática, conforme a concebe o PPGF-UFRJ, sendo a mesma relativa à investigação das estruturas conceituais e das relações de poder que vigem no âmbito do fenômeno moral, nas relações jurídicas e na estrutura política do Estado. A linha de pesquisa contempla ainda investigações no campo da Educação e do Ensino de Filosofia. As investigações sobre estudos de gênero realizam-se também no âmbito concernente à ética aplicada e à filosofia política.

Atividades

03/2018 - Atual
Ensino, Abi - Filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
FCF619. Filosofia Política III
08/2017 - Atual
Ensino, Filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia Política IV
03/2016 - Atual
Ensino, Filosofia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Tópicos da História da Filosofia Contemporânea V
05/2010 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Filosofia e Ciências Sociais, .

08/2016 - 12/2016
Ensino, Filosofia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Liberalismo, Comunitarismo e Multiculturalismo II
03/2016 - 07/2016
Ensino, Filosofia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Ética, Política e Direito
10/2015 - 03/2016
Ensino, Filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Seminário de Ética
03/2015 - 07/2015
Ensino, Filosofia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Tópicos de Filosofia Contemporânea IV

Secretaria de Estado de Educação/RJ, SEEDUC, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2014
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Servidora Pública: Profa de Filosofia.2ªMatr., Carga horária: 16

Vínculo institucional

2005 - 2014
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Servidora Pública: Profª de Filosofia.1ªMatr., Carga horária: 16


Laboratório Antígona de Filosofia e Gênero- IFCS, LAFILG, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisa/docência de Pós-doutorado PNPD/CAPES


Secretaria de Educação do Estado do Rio de Janeiro - Santo Cristo, SEE/RJ, Brasil.
Vínculo institucional

2001 - 2001
Vínculo: Professora regente contratada, Enquadramento Funcional: Professora regente, Carga horária: 16
Outras informações
Professora regente contratada por um (1) ano letivo


Fundação de Apoio à Escola Técnica do Estado do Rio de Janeiro, FAETEC, Brasil.
Vínculo institucional

2001 - 2002
Vínculo: Professora regente contratada, Enquadramento Funcional: Professora regente
Outras informações
Professora regente contratada



Linhas de pesquisa


1.
Estudos de Gênero e Feminismos
2.
Ética Aplicada
3.
Filosofia Prática
4.
Filosofia Política


Projetos de pesquisa


2016 - Atual
NEA - Núcleo de Ética Aplicada: http://www.nea-ufrj.org/sobre
Descrição: Com o enfoque em uma concepção de moralidade mais abrangente, o NEA congrega projetos relacionados às áreas sócio-econômica, cultural, ambiental e ética com pesquisas sobre os impactos a partir de marcadores sociais discriminatórios, tais como raça, classe e gêneros..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Príscila Teixeira de Carvalho - Integrante / Fabio Alves Gomes de Oliveira - Integrante / Carlos Dimas Ribeiro - Integrante / Michelle Cecille Bandeira Teixeira - Integrante / Cristiane Maria Amorim Costa - Integrante / Alexandre da Silva Costa - Integrante / Colin Crawford - Integrante / murilo mariano vilaça - Integrante / maria clara dias - Coordenador / jacqueline de souza - Integrante / ana luiza mallet - Integrante / Jose Sergio Duarte da Fonseca - Integrante / Miriam Ventura - Integrante / Leonardo Diniz - Integrante.
2016 - Atual
Laboratório de Ética Ambiental - LEA/UFF
Descrição: Primeiramente busca disseminar o debate a partir de um resgate bibliográfico de grandes autoras e autores que contribuíram para a formulação de uma perspectiva ética ambiental. Tal resgate é um compromisso teórico, mas também prático, sobretudo se considerarmos o grande desafio climático que assola o mundo contemporâneo. Sendo assim, o LEA se compromete em perseguir uma concepção ética aplicada, cujo enfoque principal seja a ampliação da comunidade moral à qual dirigimos juízos e compromissos morais. Em segundo lugar, visa a preencher uma lacuna no cenário acadêmico nacional do debater ambiental no escopo ecofeminista, que seja em um só tempo animalista e desconstrutivista..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Príscila Teixeira de Carvalho - Integrante / Fabio Alves Gomes de Oliveira - Coordenador / Cristiane Maria Amorim Costa - Integrante / Colin Crawford - Integrante / maria clara dias - Integrante / ana luiza mallet - Integrante / Rita Paixão - Integrante / Liliana Rodrigues - Integrante / Daniela Rosendo - Integrante / Rachel Martins - Integrante / Simone Lima - Integrante / natália costa - Integrante.
2016 - Atual
A empatia como instrumento de Educação Moral
Descrição: (EDITAL PIBIC-Ensino Médio - 2016 - 2017); PROAES-UFF2240 Desde uma abordagem da contribuição da Filosofia para a Educação a Empatia é apresentadas como parte das metas de desenvolvimento educacional para o exercício da eticidade, evidenciando o papel filosófico da arte na formação dos sujeito sociais. (PROAES-UFF2240). Alunos envolvidos: Graduação: (6) ..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Príscila Teixeira de Carvalho - Integrante / Susana de Castro - Integrante / Fabio Alves Gomes de Oliveira - Coordenador / jacqueline de souza - Integrante.
2015 - 2016
Os problemas éticos contemporâneos sob uma abordagem artístico-filosófica
Descrição: O objetivo desta pesquisa é investigar a hipótese de que, ao contrário do que a filosofia clássica e a estética moderna nos fizeram crer, as artes poderiam agir influenciar a vida e a política. Partindo da definição de arte de Arthur Danto, consideramos que a obra de arte pode guardar indícios da intencionalidade e uma retórica elíptica. Se as artes interferem no mundo da vida, e atualmente encontramos na sociedade expressões de ódio e violência contra os divergentes da norma masculinista-heterossexista-branca-cristã, nos perguntamos se aquelas poderiam proporcionar uma sensibilização ética nas pessoas. A empatia e a compaixão são as emoções essenciais para a ética, na visão de Martha Nussbaum. Através delas, e da imaginação, poderíamos nos colocar no lugar do outro. A pesquisa tratará da construção de uma moral da compaixão. Abordará também a relação entre o banimento filosófico da arte e o banimento das mulheres da filosofia..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (3) .

Integrantes: Príscila Teixeira de Carvalho - Integrante / Susana de Castro - Coordenador / Fabio Alves Gomes de Oliveira - Integrante / Marcia Tiburi - Integrante.
2015 - Atual
Laboratório Antígona de Filosofia e Gênero
Descrição: Vinculado ao Programa de Pós-graduação do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais (PPGF) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), as pesquisas e estudos de Gênero deste Laboratório são desenvolvidas em conexão com as seguintes linhas de Pesquisa: Filosofia Política, Ética, Ética Aplicada, Estética, Filosofia Antiga e Filosofia Contemporânea. O Laboratório foca-se preferencialmente em estudos pós-colonialistas, mídia, imagem e estereótipos, identidades, sexos e gêneros, teorias queer, raça e etnia, classe social, biopolítica, pornografia, prostituição, ecofeminismos e feminismos. Aberto a trocas de conhecimento com os diversos grupos de pesquisa da UFRJ e de demais universidades, pretende-se contribuir com atividades de extensão, intercâmbios nacionais e internacionais de pesquisadores, fomentando o debate e as investigações filosóficas. Mariz José Pereira Rocha - Integrante..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Príscila Teixeira de Carvalho - Integrante / Susana de Castro - Coordenador / Fabio Alves Gomes de Oliveira - Integrante / Pedro Rhavel Nascimento Teixeira - Integrante / Marcia Tiburi - Integrante / Carla Rodrigues - Integrante / Marianna protázio - Integrante / Daniel Campos Badilla - Integrante / Liliana Rodrigues - Integrante / Maria Jose Pereira Rocha - Integrante.
2014 - Atual
A perspectiva dos funcionamentos: por um enfoque mais inclusivo de justiça (EDITAL PGPTA n° 59/2014. Processo: 88887.091036/2014-01)
Descrição: O objetivo geral deste projeto é desenvolver uma perspectiva de justiça mais inclusiva e mais compatível com os ideais de uma concepção moral universalista. Para tal, serão primeiramente analisadas as concepções de justiça disponíveis e apresentadas as suas limitações. Em seguida, será apresentada a perspectiva dos funcionamentos, cujo foco será a realização plena dos diversos sistemas funcionais, em toda a sua singularidade e complexidade. O objetivo específico do projeto é fornecer um instrumento que permita uma melhor garantia da igual consideração ou respeito moral entre todos os integrantes da sociedade moral, em diversas esferas. Neste sentido, pretende-se analisar a aplicação da perspectiva dos funcionamentos no âmbito da saúde, da educação, das questões que concernem a utilização da tecnologia para o aprimoramento humano e das questões relativas a gênero, políticas de identidade e políticas de reparação. Com a aplicação da perspectiva dos funcionamentos, pretendemos consolidar uma ferramenta que permita repensar as concepções de saúde/doença, eliminando estigmas sociais e promovendo a autonomia e os demais funcionamentos básicos dos segmentos mais vulneráveis da sociedade..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Príscila Teixeira de Carvalho - Integrante / Fabio Alves Gomes de Oliveira - Integrante / Carlos Dimas Ribeiro - Integrante / Michelle Cecille Bandeira Teixeira - Integrante / Cristiane Maria Amorim Costa - Integrante / Alexandre da Silva Costa - Integrante / Colin Crawford - Integrante / murilo mariano vilaça - Integrante / maria clara dias - Coordenador.
2011 - 2013
Reconhecimento e Redistribuição: formas de combate aos estereótipos de gênero
Descrição: As pesquisas investigam a produção e manutenção dos estereótipos de gênero e raça na mídia, na cultura brasileira e em teorias filosóficas, e sua relação com a construção das subjetividades e o alcance da Justiça Social.. Além do relatório de pesquisa foi produzido um documentário média metragem com algumas das questões pesquisadas sob o título Fracasso dos Estereótipos: https://laboratorioantigona.wordpress.com/documentario/.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (3) .

Integrantes: Príscila Teixeira de Carvalho - Integrante / Susana de Castro - Coordenador / Fabio Alves Gomes de Oliveira - Integrante / Pedro Rhavel Nascimento Teixeira - Integrante / Maria Jose Pereira Rocha - Integrante / amana mattos - Integrante / Lola Aronovich - Integrante / Juliana Araujo - Integrante / Helena Vieira - Integrante / Douglas Paranhos - Integrante.
Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.


Projetos de extensão


2018 - Atual
Edital RUA: o projeto de extensão ?Identidade nacional e decolonialidades?
Descrição: Pretendemos discutir a formação da identidade cultural brasileira a partir de uma perspectiva decolonial, situando o Brasil e a América Latina contemporâneos como frutos de uma forma de governamentalidade e produção de saber eurocêntrico-colonialista que, embora se sofistique e contextualize em cada oportunidade, produz segregações e diásporas econômicas e socioculturais: étnicas, raciais, sexuais, generificadas e de produção de classes. Pensando com as feministas pós-estruturalistas e Foucault, enxergamos a eficácia e o funcionamento dessa governamentalidade na produção do saber, na ingerência sobre os corpos, sexualidade e mentalidades individuais para a partir desses alcançar o controle do corpo social. Somamos a essas leituras as contribuições de pensadoras/es do ?giro decolonial?, argumentando que a hierarquização e subalternização diaspórica dos povos latino-americanos e de determinados segmentos sociais é a própria colonialidade em vigência..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) .

Integrantes: Príscila Teixeira de Carvalho - Integrante / Susana de Castro - Coordenador / Espíndola, Beatriz - Integrante / Iná de Souza Borges - Integrante / Ivonete Rodrigues de Souza - Integrante / Silvia Possas - Integrante.
2016 - Atual
O papel das emoções públicas na política cultural da democracia
Descrição: Pretendemos oferecer conteúdos filosófico e sociológico sobre a formação da identidade cultural brasileira. Com o objetivo de problematizar e, a um só tempo, oferecer formas de abordagem a tais conteúdos em sala de aula, o curso se foca, principalmente, em professores/as da educação básica, bem como licenciandos/as. Discutiremos, na forma de debates e aulas abertas ao público, teses sobre a brasilidade de autores como Jessé de Souza, Sergio Buarque de Holanda e Gilberto Freyre, tendo como principal eixo teórico a questão da emoção pública, central à teoria ética da filósofa estadounidense Martha Nussbaum. Ao abordar obras literárias e filmográficas que retratam figuras típicas do imaginário social dos brasileiros e brasileiras, procuraremos estabelecer formas de autorepresentação que confrontem o pertencimento dos personagens a grupos minorizados. Os encontros deverão fornecer uma perspectiva crítica que seja, simultaneamente, possibilitadora de um campo aberto de construção coletiva sobre os aspectos da imagem nacional, fornecendo, assim, critérios para questionamento dos valores hegemônicos na sociedade, bem como o imaginário identitário. O curso de extensão, como curso de formação, se encontra vinculado ao programa de formação continuada para profissionais da rede pública de ensino básico, conforme a artigo 3.2.2.3 do edital..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (1) .

Integrantes: Príscila Teixeira de Carvalho - Integrante / Susana de Castro - Coordenador / Fabio Alves Gomes de Oliveira - Integrante / Pedro Rhavel Nascimento Teixeira - Integrante.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Filosofia Política.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Ética.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Ética Aplicada.
5.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Filosofia Prática.
6.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Teorias Feministas, Teorias Queer, Estudos de Gêneros.


Idiomas


Francês
, Lê Razoavelmente.
Inglês
, Lê Razoavelmente.
Espanhol
, Lê Bem.


Prêmios e títulos


2017
Aprovação em 3ª colocação no concurso para Professor Adjunto de Filosofia Política do departamento de filosofia da UFF, UFF.
2016
Aprovação em 4ª colocação no concurso para Prof. Adjunto UFRRJ - D.O.U. de 30/12/2016, Seção 3,p. 89., UFRRJ.
2014
Outubro de 2014. Aprovação em seleção para pesquisa em Filosofia por agência de fomento oficial CAPES no âmbito do Programa Nacional de Pós-doutorado PNPD/CAPES, CAPES/UFRJ.
2007
Aprovação no Concurso Público Estadual para Professores de Filosofia da Rede de Ensino Médio. Segunda Matrícula na Rede, SEEDUC.
2004
Aprovação em 1ºlugar no Concurso Público Estadual para Professores de Filosofia da Rede de Ensino Médio., Governo do Estado do Rio de Janeiro.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
CARVALHO, Príscila T.2018CARVALHO, Príscila T.. Por uma Educação não sexista contra a neutralidade ideológica de gênero. Aprender-Caderno de Filosofia e psicologia da Educação, v. Ano XII, p. 35-35, 2018.

2.
CARVALHO, Príscila T.2015 CARVALHO, Príscila T.. Conflitos sociais, moralidade e justiça. ETHIC@ (UFSC), v. 14, p. 13-35, 2015.

3.
CARVALHO, Príscila T.2015CARVALHO, Príscila T.; OLIVEIRA, F. A. G. . As bases filosóficas do Paradigma Queer. Ensaios Filosóficos, v. 12, p. 35-62, 2015.

4.
CARVALHO, Príscila T.2010CARVALHO, Príscila T.. Há solução para o antagonismo entre redistribuição e reconhecimento?. REDESCRIÇÕES, v. 2, p. 57-71, 2010.

Capítulos de livros publicados
1.
CARVALHO, Príscila T.. A Perspectiva dos Funcionamentos aplicada a uma concepção ecofeminista identitária. In: Maria Clara Dias (org.). (Org.). A Perspectiva dos Funcionamentos: por uma abordagem moral mais inclusiva. 1ed.Rio de Janeiro: Pirilampo, 2015, v. 1, p. 179-206.

2.
MC Dias ; RIBEIRO, C. D. ; OLIVEIRA, F. A. G. ; TEIXEIRA, M. C. B. ; COSTA, C. M. A. ; COSTA, A. S. ; CARVALHO, Príscila T. . The Functionings approuch applied to an ecofeminist conception of identity. In: Maria Clara Dias (org.). (Org.). Functioning approach: for a more inclusive moral point of view. 1ed.: Amazon, 2014, v. 1, p. 2397-.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
CARVALHO, Príscila T.. A questão da democracia, da Justiça Social e dos golpes para além do debate entre economia e direito e do paradigma tradicional da esquerda masculinista - parte 1. CARTA MAIOR, SITE.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
COZZOLINO, L. F. F. ; CARVALHO, Príscila T. . Reconhecimento e Redistribuição na Gestão de Unidades de Conservação. In: IV Seminário Brasileiro sobre Áreas Protegidas e Inclusão Social - IV SAPIS, 2009, Belém/PA. Áreas Protegidas e Inclusão Social: Tendências e perspectivas, 2009. v. 4. p. 115-117.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
CARVALHO, Príscila T.; OLIVEIRA, F. A. G. . Environmental and animal ethics from the functioning approach. 2015. In: 11th Worl Conference on Biothics, Medical Ethics e Health Law., 2015, Nápoles. Program e Book of Abstracts, 2015.

2.
CARVALHO, Príscila T.. Functioning approach apllied to an ecofeminism ecofeminism conception. In: 11th Worl Conference on Biothics, Medical Ethics e Health Law, 2015, Nápoles. Program e Book of Abstracts, 2015.

3.
CARVALHO, Príscila T.. Mass media e estereótipos da mulher Brasileira: Identidades e justiça social. In: Quuering Paradigms 4, 2012, Rio de Janeiro. Confronting the Images of Brasilian women in the media, 2012.

Artigos aceitos para publicação
1.
CARVALHO, Príscila T.; OLIVEIRA, F. A. G. . Bases Filosóficas do Paradigma Queer. Ensaios Filosóficos, 2015.

Apresentações de Trabalho
1.
CARVALHO, Príscila T.. Aula em curso de Extensão: Sexo, gênero, Cultura e Natureza: contribuições de Judith Butler. 2017. (Apresentação de Trabalho/Outra).

2.
CARVALHO, Príscila T.. Ecofeminismos. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
CARVALHO, Príscila T.. Pornografia: entre interditos e transgressões, mercados e coisificações. 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

4.
CARVALHO, Príscila T.. Functioning approach apllied to an ecofeminism ecofeminism conception. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
CARVALHO, Príscila T.; OLIVEIRA, F. A. G. . Environmental and animal ethics from the functioning approach. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
CARVALHO, Príscila T.. A perspectiva pragmático-feminista na teoria da Justiça de Nancy Fraser. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

7.
CARVALHO, Príscila T.. Descolonização da mente: a imagem das mulheres brasileiras na identidade nacional. 2014. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

8.
CARVALHO, Príscila T.. Mesa: Transexualidade, Transgenitalização e Psicologia. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
CARVALHO, Príscila T.. Mass media e estereótipos da mulher Brasileira: Identidades e justiça social. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

10.
CARVALHO, Príscila T.. Modelo Substantivo de democracia deliberativa. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

11.
CARVALHO, Príscila T.. Há solução para o antagonismo entre Redistribuição e Reconhecimento?. 2009. (Apresentação de Trabalho/Seminário).


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
Oliveira, Edneusa Maria ; CARVALHO, Príscila T. . Diagnóstico situacional de demandas e metas de programa de governo nas áreas de Meio ambiente, Educação, Esporte e Lazer, Levantamento de Recursos Hídricos e Saneamento Básico e Saúde no Estado do Rio de Janeiro.. 2000.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
NOGUERA, R. ; CEPPAS, F. ; CARVALHO, Príscila T. . Mesa redonda Sexualidade, Raça/etnia e Colonialidade. 2018. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

Redes sociais, websites e blogs
1.
CARVALHO, Príscila T.. Violência Moral: produção e produto das violências de gênero. 2016; Tema: Violência Moral: produção e produto das violências de gênero. (Blog).


Demais tipos de produção técnica
1.
CARVALHO, Príscila T.. Curso Livre: Dialogo entre marxismo e feminismo. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
CASTRO, S. ; CARVALHO, Príscila T. ; POSSAS, S. ; BORGES, I. S. ; SPINDOLA, B. Z. . O papel das emoções públicas na política cultural da democracia. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).


Produção artística/cultural
Artes Visuais
1.
CASTRO, S. ; CARVALHO, Príscila T. ; OLIVEIRA, F. A. G. . Produção e concepção do Documentário: O Fracasso dos Estereótipos. 2013. Filme.



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
CASTRO, S.; WILKE, V. C. L.; CARVALHO, Príscila T.. Participação em banca de Rafael Medeiros de Oliveira. Identidade de Gênero a partir da noção de performatividade em Judith Butler. 2017. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Teses de doutorado
1.
CASTRO, S.; CARVALHO, Príscila T.; CARVALHO FILHO, A.; CARVALHO, M. L.; AZAR FILHO, C. M.. Participação em banca de Frederico Graniço de Faria. Uma análise da ética neo-pragmatista de Richard Rorty. 2017. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Filosofia da UFRJ) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

2.
CASTRO, S.; CARVALHO, Príscila T.; CARVALHO FILHO, A.; CARVALHO, Helder B.A. de; RODRIGUES, F. A. R.. Participação em banca de Flora Rocha Cardoso. A reabilitação da Ética da virtude e a busca por uma concepção de identidade moral contemporânea. 2015. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

Qualificações de Doutorado
1.
CASTRO, S.; CARVALHO FILHO, A.; CARVALHO, Príscila T.. Participação em banca de Frederico Graniço de Faria. Uma análise da ética neo-pragmatista de Richard Rorty. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Filosofia) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

Qualificações de Mestrado
1.
CASTRO, S.; CARVALHO FILHO, A.; CARVALHO, Príscila T.. Participação em banca de Rafael Medeiros de Oliveira. Nem verdadeiros nem falsos. Gêneros incríveis em Judith Butler. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Filosofia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
MC Dias; CASTRO, S.; CARVALHO, Príscila T.. Participação em banca de Victória Felippe França Xavier.Filosofia arqueológica de reparação: uma voz de liberdade destoante no Brasil oitocentista em Maria Firmina dos Reis. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Instituto de Filosofia e Ciências Sociais.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Outras participações
1.
RODRIGUES, C.; OLIVEIRA, F. A. G.; ALOS, A. P.; CAMPOS, D.; SATLER, J.; GAGNEBIN, J.; ZIRBEL, I.; RINALDI, G.; MISSAGIA, J.; SOUZA, T.; CASTRO, S.; TIBURI, M.; CARVALHO, Príscila T.; DAMIAO, Carla Milani; WILKE, V. C. L.; DONINI, A.; PISANI, M.; KUHEN, T.. COMITÊ CIENTÍFICO: I Encontro do GT de Filosofia e Gênero. 2017. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
2º Encontro Literatura, História e Pós-colonialidade - Vozes em diálogo.A urgência do projeto decolonial e emancipatório. 2018. (Encontro).

2.
Mesa Redonda: Sexualidade, etnia-raça e colonialidade.Sexualidade, raça, colonialidade e capitalismo. 2018. (Outra).

3.
Aula de Formação Continuada/RUA/UFRJ: Sexo, gênero, Cultura e Natureza: contribuições de Judith Butler.Aula: Sexo, gênero, Cultura e Natureza: contribuições de Judith Butler. 2017. (Outra).

4.
Encontro do GT de Filosofia e Gênero da ANPOF.Kant estava errado: nem razão nem autodeterminação, a categoria universal de pertencimento humano é o sexo. 2017. (Encontro).

5.
Mediação: I encontro Nacional GT de Filosofia e Gênero.Mediação: O que há de novo na ANPOF?. 2017. (Encontro).

6.
Seminário (3 dias). Diálogos difíceis, diálogos possíveis: questões contemporâneas dos f feminismoss. 2017. (Seminário).

7.
1º Festival Internacional da Utopia. 2016. (Outra).

8.
1º FESTIVAL INTERNACIONAL DA UTOPIA.Quais as imagens que nos representam? Mídia, gênero e equidade. 2016. (Outra).

9.
Ciclo de debates Ética do Ultrapassamento das Fronteiras Binárias. 2016. (Outra).

10.
Tempo Comunidade - Educação do Campo/UFF.Ecofeminismo: Gênero e natureza. 2016. (Outra).

11.
Apresentação de trabalho/. 11th Worl Conference on Biothics, Medical Ethics e Health Law.Applied of Functioning Approach to an ecofeminism conception. 2015. (Outra).

12.
Apresentação de trabalho. II Seminário Internacional Desfazendo Gênero.Pornografia: entre interditos e transgressões, mercados e coisificações. 2015. (Seminário).

13.
Apresentação de trabalho. (Peru) VI COLÓQUIO INTERNACIONAL DE FILOSOFÍA POLÍTICA: SABER Y PODER. PERSPECTIVAS DECOLONIALES.Descolonização da mente: a imagem das mulheres brasileiras na identidade nacional. 2014. (Simpósio).

14.
Apresentação de trabalho. XVI Encontro Nacional da ANPOF.A perspectiva pragmático-feminista na teoria da Justiça de Nancy Fraser. 2014. (Encontro).

15.
Seminário Audiovisual de relações de gênero. 2014. (Seminário).

16.
Seminário Internacional Sociedade, Natureza Desenvolvimento - Ciclo Diálogos Interdisciplinares França-Brasil/ UNESCO/EICOS-UFRJ. 2014. (Seminário).

17.
I Ciclo Política e Sociedade Hoje: Religião e Gênero. O Estado Laico é laico?. 2013. (Oficina).

18.
II Ciclo Política e sociedade hoje: Gênero, Mídias e Controle Social. 20. 2013. (Seminário).

19.
III Ciclo Política e Sociedade Hoje: Fetiche: uma etnografia sobre humilhação e limites da sexualidade. 2013. (Seminário).

20.
Apresentação de Trabalho. Queering Paradigms IV.Mass media e estereótipos da mulher Brasileira: Identidades e justiça social. 2012. (Outra).

21.
WORKSHOP Hold It Against me: Emotion and Difficulty in Contemporary Art. 2012. (Seminário).

22.
Apresentação de Trabalho. XIV Encontro Nacional ANPOF.Modelo Substantivo de democracia deliberativa. 2010. (Encontro).

23.
Enem para Professoras/es. 2009. (Outra).

24.
VI Simpósio De Ética e Filosofia Política: O Ficcionismo Moral de de Richard Joyce.Debatedora. 2008. (Simpósio).

25.
I Fórum de Filosofia no Ensino Médio. 2001. (Outra).

26.
Políticas Inclusivas para Juventude: reflexões e perspectivas. 2000. (Seminário).

27.
Simpósio de Cultura e religiosidade. 1994. (Simpósio).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
CARVALHO, Príscila T.; CASTRO, S. ; OLIVEIRA, F. A. G. ; ROELOFS, M. . Minicurso: Toward a Critical-Race Feminist Aesthetics. 2017. (Outro).

2.
CASTRO, S. ; OLIVEIRA, F. A. G. ; CARVALHO, Príscila T. ; GARCIA, A. P. . Ecofeminismo para otro mundo posible. 2017. (Outro).

3.
CASTRO, S. ; CARVALHO, Príscila T. ; OLIVEIRA, F. A. G. ; TEIXEIRA, P. R. N. . Ciclo de palestras: Ética do ultrapassamento das fronteiras binárias. 2016. (Outro).

4.
CARVALHO, Príscila T.; OLIVEIRA, F. A. G. ; CASTRO, S. . Renda Básica: uma questão de Justiça. 2016. (Outro).

5.
CASTRO, S. ; CARVALHO, Príscila T. ; DAMIAO, Carla Milani ; BIZARRO, M. S. ; F.GOMES, R. C. L. . Oficina de Cinema e Gênero. 2015. (Outro).

6.
MENDONCA, A. F. ; SANTI, A. M. ; CASTRO, S. ; CEPPAS, F. ; CARVALHO, Príscila T. ; MAIA, L. . II Encontro Nacional Prodocência de Filosofia da UFRJ (2015) O Ensino de Filosofia em um cenário de mudanças.. 2015. (Outro).

7.
CASTRO, S. ; CARVALHO, Príscila T. ; TEIXEIRA, P. R. N. . Inauguração do Laboratório Antígona de Filosofia e Gênero. 2015. (Outro).

8.
CASTRO, S. ; CARVALHO, Príscila T. ; OLIVEIRA, F. A. G. . Produção de documentário e organização da mesa redonda:. 2014. (Outro).

9.
CASTRO, S. ; CARVALHO, Príscila T. ; OLIVEIRA, F. A. G. . I Ciclo Política e Sociedade Hoje: Religião e Gênero. O Estado Laico é laico?. 2013. (Outro).

10.
CASTRO, S. ; CARVALHO, Príscila T. ; OLIVEIRA, F. A. G. . II Ciclo Política e Sociedade Hoje: Gênero, Mídia e Controle Social. 2013. (Outro).

11.
CASTRO, S. ; OLIVEIRA, F. A. G. ; CARVALHO, Príscila T. . III Ciclo Política e Sociedade Hoje: Fetiche, uma Etnografia sobre Humilhação e Limites da Sexualidade. 2013. (Outro).

12.
CASTRO, S. ; CARVALHO, Príscila T. ; OLIVEIRA, F. A. G. . I Colóquio Internacional Filosofia e Corpo. 2013. (Outro).

13.
CASTRO, S. ; CARVALHO, Príscila T. . Hold It Against Me: Emotion and Difficulty in Contemporary Art por Jennifer Doyle. 2012. (Outro).

14.
CARVALHO, Príscila T.. II Conselho Nacional de Entidades de Filosofia. 1995. (Outro).

15.
C. Marcília ; CARVALHO, Príscila T. . Encontro Nacional de Estudantes de Filosofia. 1995. (Outro).

16.
Marcondes, Fernando ; CARVALHO, Príscila T. . I Conselho Nacional de Entidades de Filosofia. 1994. (Outro).



Inovação



Projetos de pesquisa

Projeto de extensão


Educação e Popularização de C & T



Textos em jornais de notícias/revistas
1.
CARVALHO, Príscila T.. A questão da democracia, da Justiça Social e dos golpes para além do debate entre economia e direito e do paradigma tradicional da esquerda masculinista - parte 1. CARTA MAIOR, SITE.


Apresentações de Trabalho
1.
CARVALHO, Príscila T.. Mesa: Transexualidade, Transgenitalização e Psicologia. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
CARVALHO, Príscila T.. Ecofeminismos. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
CARVALHO, Príscila T.. Aula em curso de Extensão: Sexo, gênero, Cultura e Natureza: contribuições de Judith Butler. 2017. (Apresentação de Trabalho/Outra).


Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
NOGUERA, R. ; CEPPAS, F. ; CARVALHO, Príscila T. . Mesa redonda Sexualidade, Raça/etnia e Colonialidade. 2018. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
CASTRO, S. ; CARVALHO, Príscila T. ; OLIVEIRA, F. A. G. . Produção de documentário e organização da mesa redonda:. 2014. (Outro).


Redes sociais, websites e blogs
1.
CARVALHO, Príscila T.. Violência Moral: produção e produto das violências de gênero. 2016; Tema: Violência Moral: produção e produto das violências de gênero. (Blog).


Artes Visuais
1.
CASTRO, S. ; CARVALHO, Príscila T. ; OLIVEIRA, F. A. G. . Produção e concepção do Documentário: O Fracasso dos Estereótipos. 2013. Filme.



Outras informações relevantes


Lecionou na Rede Pública - regular e técnica- do Estado do Rio de Janeiro dos anos de 2001 a 2003 como celetista, tendo sido aprovada em concurso público em 2005 para a primeira matrícula e em 2008 para a segunda, ambas como Professora da Rede Estadual de Ensino Médio. Aprovada para na seleção de 2014 para atividade profissional de pesquisa e docência, custeada pela Capes, no âmbito de Pós-doutorado na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), solicitou exoneração da Rede Estadual de Ensino Médio, conforme exigência da CAPES e da referida Universidade.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 20/02/2019 às 5:09:05