Marco Antonio Basso Filho

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/7621741330480372
  • Última atualização do currículo em 28/06/2018


Graduação em Fisioterapia pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás - PUC Goiás (2003). Pós-graduação em Fisiologia do Exercício pela Universidade Veiga de Almeida - UVA (2004). Mestre em Ciências da Saúde pela Universidade Federal de Goiás - UFG (2018). Foi professor do curso de fisioterapia da Universidade Salgado de Oliveira entre os anos 2006 e 2010 e da PUC Goiás entre 2005 e 2017. Atualmente é proprietário e fisioterapeuta da Clínica InMovimento e professor de pós-graduação no Centro de Desenvolvimento Científico em Saúde e Social (CDCS). Ministra curso de bandagens funcionais e liberação miofascial. Atua clinicamente com análise biomecânica, e estudo e tratamento da dor musculoesquelética. Possui formação em Reeducação Postural Global (RPG), Osteopatia estrutural, Conceito Mulligan, Biomecânica da Marcha, Pilates, Podoposturologia entre outros. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Marco Antonio Basso Filho
Nome em citações bibliográficas
BASSO FILHO, M. A.

Endereço


Endereço Profissional
Clínica InMovimento.
Rua 1135
Setor Marista
74180140 - Goiânia, GO - Brasil
Telefone: (62) 39986600
URL da Homepage: www.inmovimento.net.br


Formação acadêmica/titulação


2016 - 2018
Mestrado em Ciências da Saúde.
Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
Título: Efeitos agudos de diferentes intensidades de treinamento físico sobre a cinética e variabilidade da frequência cardíaca em jovens saudáveis,Ano de Obtenção: 2018.
Orientador: Ana Cristina Silva Rebelo.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Treinamento físico; Treinamento intervalado de alta de intensidade; Variabilidade da frequência cardíaca; Jovens.
Grande área: Ciências da Saúde
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
2003 - 2005
Especialização em Fisiologia do Exercício. (Carga Horária: 360h).
Universidade Veiga de Almeida, UVA/RJ, Brasil.
Título: Análise da Biomecânica do Ombro no Nado Crawl.
Orientador: Cristina Gomes de Oliveira Teixeira.
1999 - 2003
Graduação em Fisioterapia.
Pontifícia Universidade Católica de Goiás, PUC GOIÁS, Brasil.
Título: Síndrome do Ombro Doloroso do Nadador: Uma abordagem fisioterapêutica.
Orientador: Nilo Machado Júnior.




Formação Complementar


2017 - 2017
Podoposturologia e baropometria postural. (Carga horária: 24h).
Podaly, PODALY, Brasil.
2017 - 2017
Musculação clínica. (Carga horária: 12h).
Goiânia Capital Fitness, GCF, Brasil.
2016 - 2016
Biomecânica do exercício. (Carga horária: 8h).
Formação Continuada em Treinamento Esportivo, FT, Brasil.
2013 - 2013
Pilates. (Carga horária: 140h).
Centro de Desenvolvimento Científico em Saúde Social, CDCS, Brasil.
2013 - 2013
EMPRETEC. (Carga horária: 60h).
Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas de Goiás, SEBRAE/GO, Brasil.
2012 - 2012
Classificação Internacional de Funcionalidade. (Carga horária: 20h).
Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional, CREFITO, Brasil.
2012 - 2012
Biomecânica de membros inferiores. (Carga horária: 15h).
Movement Performance Institute, MPI, Estados Unidos.
2010 - 2010
Treinamento funcional. (Carga horária: 16h).
CORE 360, CORE 360, Brasil.
2009 - 2009
Musculação Terapêutica. (Carga horária: 60h).
Mundo fisio, MUNDO FISIO, Brasil.
2009 - 2009
Bandagens neuromusculares. (Carga horária: 16h).
Núcleo Gaci, NÚCLEO GACI, Brasil.
2008 - 2008
Posturologia. (Carga horária: 24h).
Collège International D'Étude De La Statique, CIES, Brasil.
2007 - 2007
Crochetagem Mioaponeurótica. (Carga horária: 40h).
Associação Brasileira de Crochetagem, ABC, Brasil.
2006 - 2006
Conceito Mulligan. (Carga horária: 24h).
The Mulligan Concept Teachers Association, MCTA, Brasil.
2006 - 2006
Spiral Taping. (Carga horária: 24h).
Associação Brasileira de Spiral Taping, ABST, Brasil.
2005 - 2005
Atualização em Prótesese Órteses. (Carga horária: 24h).
Ottobock, OTTOBOCK, Brasil.
2004 - 2004
Reeducação Postural Global - RPG. (Carga horária: 240h).
Instituto Philippe Souchard, IPSRPG, Brasil.
2004 - 2004
Reeducação Postural Global (RPG). (Carga horária: 240h).
Universite St Mont, UIPTM, Brasil.


Atuação Profissional



Centro de Desenvolvimento Científico em Saúde Social, CDCS, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - Atual
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 16
Outras informações
Professor de Pós-graduação das disciplinas: Bandagens Funcionais e Liberação Miofascial.

Atividades

01/2007 - Atual
Ensino, Pós-graduação em ortopedia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Bandagens funcionais
Liberação Miofascial

Clínica InMovimento, INMOVIMENTO, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: Sócio-proprietário, Enquadramento Funcional: Sócio-proprietário e fisioterapeuta, Carga horária: 24
Outras informações
Clínica especializada em avaliação e treinamento por resultados.


Axis Fsio, AXIS FISIO, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2013
Vínculo: Sócio-proprietário, Enquadramento Funcional: Sócio-proprietário e fisioterapeuta, Carga horária: 24


Instituto de Reabilitação, IR, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2013
Vínculo: Sócio-proprietário, Enquadramento Funcional: Administrador e fisioterapeuta, Carga horária: 24


Pontifícia Universidade Católica de Goiás, PUC GOIÁS, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - 2017
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 40
Outras informações
Professor das disciplinas: Prótese e órtese, Cinesiologia e biomecânica I e II, Supervisor de estágio em Ortopedia e em Saúde da Comunidade, Fisiologia do exercício e Hidroterapia.

Vínculo institucional

2013 - 2014
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 20
Outras informações
Professor das disciplinas Prótese e Órtese, Fisiologia do exercício, Imaginologia, Hidroterapia, Supervisor de estágio em Ortopedia e Traumatologia e em Fisioterapia Ambulatorial.

Vínculo institucional

2008 - 2010
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 30
Outras informações
Supervisor de estágio em ortopedia e traumatologia no INSS Goiânia, atuando na avaliação e reabilitação dos periciados. Professor das disciplinas Prótese e órtese, e reumatologia.

Vínculo institucional

2005 - 2007
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 6
Outras informações
Professor da disciplina Prótese e Órtese

Vínculo institucional

2003 - 2003
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiário de fisioterapia, Carga horária: 20
Outras informações
Estagiário de fisioterapia no time de futebol da PUC GO.

Atividades

01/2016 - 12/2017
Ensino, Fisioterapia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Cinesiologia e biomecânica I
Hidroterapia
Prótese e órtese
Cinesiologia e biomecânica II
Fisiologia do exercício
Supervisor de estágio em ortopedia
Supervisor de estágio na saúde da comunidade
01/2013 - 12/2014
Ensino, Fisioterapia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Prótese e órtese
Fisiologia do exercício
Imaginologia
Supervisão de estágio em ortopedia
Supervisão de estágio em fisioterapia ambulatorial
Hidroterapia
08/2008 - 08/2010
Ensino, Fisioterapia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Prótese e órtese
Supervisão de estágio em ortopedia
Reumatologia
08/2005 - 08/2007
Ensino, Fisioterapia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Prótese e órtese

Tribunal Regional do Trabalho 18º Região, TRT, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2014
Vínculo: Perito, Enquadramento Funcional: Perito, Carga horária: 0
Outras informações
Perito cadastrado 3528/2011


Universidade Salgado de Oliveira (GO), UNIVERSO, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2010
Vínculo: Professor vistante, Enquadramento Funcional: Supervisor de Estágio, Carga horária: 30
Outras informações
Supervisor de Estágio em Ortopedia e Traumatologia

Vínculo institucional

2005 - 2005
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Fisioterapeuta, Carga horária: 40
Outras informações
Fisioterapeuta da equipe masculina de Basquete Universo / Ajax


Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - 2018
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 2
Outras informações
AVALIAÇÃO DAS VARIÁVEIS CARDIORRESPIRATÓRIAS E METABÓLICAS EM PACIENTES CORONARIOPATAS SUBMETIDOS A DIFERENTES TIPOS DE TREINAMENTO INTERVALADO: ENSAIO CLÍNICO RANDOMIZADO

Vínculo institucional

2016 - 2018
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 2
Outras informações
Efeito de diferentes protocolos de treino intervalado de alta intensidade em jovens

Vínculo institucional

2015 - 2018
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 2
Outras informações
ESTUDO DA DINÂMICA DA FREQUÊNCIA CARDÍACA A PARTIR DO TESTE CARDIOPULMONAR DE ESFORÇO EM PACIENTES COM SÍNDROME METABÓLICA: ESTUDO TRANSVERSAL

Atividades

01/2016 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Educação Física, .

01/2015 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Ciências Biológicas, .


Vitafit, VITAFIT, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Prestador de serviço, Enquadramento Funcional: Prestador de serviço, Carga horária: 20
Outras informações
Fisioterapeuta com atuação em ortopedia e traumatologia.



Linhas de pesquisa


1.
Frequência cardíaca
2.
Síndrome metabólica
3.
Teste cardiopulmonar
4.
Coronoariopatas
5.
Exercícios físicos
6.
Variáveis cardiorrespiratórias


Projetos de pesquisa


2016 - Atual
Avaliação das variáveis cardiorrespiratórias e metabólicas em pacientes coronariopatas submetidos a diferentes tipos de treinamento intervalado: ensaio clínico randomizado
Descrição: O treinamento intervalado de alta intensidade (HIIT) tem se mostrado mais eficiente que outras formas de exercício para promover melhoras clínicas e funcionais em pacientes com problemas cardíacos. No entanto, há muitas formas possíveis de se realizar HIIT, o que resulta em sérios questionamentos com relação a segurança e eficiência dessas variações. Apesar de o HIIT ter sido recomendado como parte de programas de reabilitação para pessoas com doenças cardiovasculares, há carência de estudos que tenham comparado e correlacionado as variáveis cardiovasculares, ventilatórias e metabólicas com os benefícios de diferentes protocolos de treinamento intervalado de alta intensidade (HIIT) sobre a capacidade funcional aeróbia e a modulação autonômica da frequência cardíaca e biomarcadores inflamatórios em indivíduos que apresentam fatores de risco para DAC ou então a DAC já estabelecida. Objetivos: Avaliar e comparar a influência de diferentes protocolos de HIIT sobre a modulação autonômica da frequência cardíaca; sobre as variáveis cardiorrespiratórias e metabólicas e testes funcionais e sobre os biomarcadores inflamatórios. Material e Métodos: Ensaio clínico randomizado com características de um estudo longitudinal e amostragem tipo não-probabilística de casos consecutivos de coronariopatas serviço de hemodinâmica do Hospital das Clínicas ? UFG, Goiânia, Goiás, Brasil. A amostra será composta de 120 homens entre 35 e 70 anos coronariopatas que realizaram cateterismo (CAT) com no mínimo 30 dias apresentando lesão coronária de 30 a 70%, sem intervenção cirúrgica stent. Em primeira etapa os voluntários serão divididos em dois grupos: pacientes com disfunção sistólica (DS), caracterizada por fração de ejeção <50%, pacientes com função sistólica preservada (FP). Em segunda etapa os integrantes dos grupos DS e FS serão randomizados em: grupo 1 (G1) realizará 3 tiros de 4 minutos a 90-95% da frequência cardíaca máxima (FCM) intercalados por 3 minutos de intervalo a 50-60% da FCM; grupo 2 (G2) realizará 20 tiros a 100% da velocidade equivalente ao VO2máx (vVO2max) com intervalos de 30 segundos a 50% of vVO2máx, o grupo controle (GC) não realizará HIIT. Os voluntários passarão pelas seguintes etapas: a)Avaliação clínica médica e anamnese; b): Eletrocardiograma em repouso; c) Teste ergométrico; d) Exames bioquímicos de sangue e biomarcadores inflamatórios; e) Captação da FC e dos intervalos R-R durante o repouso; f) Teste cardiopulmonar do tipo rampa g) Teste Glittre; h) Teste de Caminhada de 6 min; i) Incremental Shuttle walk test; j) Sit-to-Stand 5 e 60; Avaliação da resistência muscular e Força muscular periférica. A intervenção de treinamento físico será a partir dos protocolos HIIT durante 24 semanas. A escolha dos testes estatísticos dependerá dos resultados dos testes, das distribuições encontradas e da homogeneidade ou não das respectivas variâncias...
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (4) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Marco Antonio Basso Filho - Integrante / CAMILA GRASIELE ARAUJO DE OLIVEIRA - Integrante / PAULO ROBERTO VIANA GENTIL - Coordenador / ANA CRISTINA SILVA REBELO - Integrante / JULIANA ALVES CARNEIRO - Integrante.
2015 - Atual
Modulação autonômica da frequência cardíaca em obesas graves
Descrição: Este estudo se faz relevante porque a variabilidade da frequência cardíaca (VFC) tem sido descrita como uma ferramenta com índices quantitativos importantes para avaliação da modulação autonômica da FC. Mensurar os padrões da VFC podem nos fornecer um indicador sensível e antecipado de comprometimentos na saúde, onde tais informações são relevantes com o aumento da obesidade no Brasil. Estudos prévios demostraram que as adaptações na modulação autonomica da FC podem ser detectadas de forma não invasiva através da análise linear da variabilidade da FC (VFC) .Recentemente, os métodos não lineares têm merecido grande atenção devido a interação de subsistemas que responde á estímulos internos e externos, como comandos central, periférico e humoral, os quais estão envolvidos na gênese da dinâmica da FC. Esta metodologia foi introduzida baseada no comportamento não linear da FC frente a complexa interação entre estes vários sistemas (sistema nervoso central, mecanismos reflexos e fatores neurohumorais), os quais fornecem informações adicionais sobre os mecanismos envolvidos na regulação cardiovascular Dessa forma, a importância da reprodutibilidade de quantificação e a complexidade da regulação cardiovascular resultou na intensificação do uso de métodos de análise não linear a partir do cálculo de entropias. Esta metodologia quantificam as informações carreadas em uma série temporal, ou seja, quanto maior a informação maior a complexidade. Além disso, a dinâmica simbólica, a partir da sequência de 3 batimentos, tem sido proposta para distinguir a modulação parassimpática e simpática. Assim, uma modificação dos índices de complexidade possibilita quantificar mudanças no controle autonômico cardíaco promovido por diferentes estímulos bem como adaptações promovidas por condições patológicas por exemplo, obesidade.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Marco Antonio Basso Filho - Integrante / LUCAS RAPHAEL BENTO E SILVA - Integrante / CAMILA GRASIELE ARAUJO DE OLIVEIRA - Integrante / PAULO ROBERTO VIANA GENTIL - Integrante / ANA CRISTINA SILVA REBELO - Coordenador / Erika Aparecida da Silveira - Integrante / Lorena Pereira de Sousa Rosa - Integrante / Annelisa Silva e Alves de Carvalho Santos - Integrante.
2015 - Atual
Efeito de diferentes protocolos de treino intervalado de alta intensidade em jovens
Descrição: O treinamento intervalado consiste em esforços de alta intensidade intercalados por períodos de recuperação, passiva ou em menor intensidade. Esse tipo de treino vem sendo usado há mais de um século com diferentes objetivos. Mais recentemente, o treinamento intervalado foi redescoberto pelas suas aplicações voltadas para o campo da saúde e emagrecimento. Com relação às aplicações voltadas ao emagrecimento, uma revisão sobre o tema sugere que a perda de gordura com essa modalidade é superior à obtida com atividades contínuas de intensidade moderada a baixa e os estudos indicam que a perda de peso parece ser maior mesmo que o gasto calórico obtido com o treino intervalado seja menor ou igual ao do treino contínuo. Tais resultados podem ser atribuídos aos efeitos do treinamento intervalado no metabolismo, promovendo aumento do gasto energético de repouso e maior utilização de gordura. Entretanto, os estudos sobre os efeitos do treinamento intervalado no metabolismo e no emagrecimento normalmente o compararam com atividades moderadas e contínuas que sugere que tal modalidade seja eficiente em relação aos modelos contínuos, mas não permite estabelecer se existe algum tipo de protocolo que promova maiores resultados nesse sentido. Como existem diversas maneiras de se realizar o treinamento intervalado, o conhecimento sobre os efeitos de protocolos específicos é necessário para embasar as decisões dos profissionais de saúde. Dois dos tipos mais populares de treinamento intervalado são os apresentados pelo grupo de Tabata e pelo grupo de Gibala. O protocolo proposto por Izumi Tabata consiste na realização de 7 a 8 séries de 20 segundos de esforço intercalados por 10 segundos de recuperação. Já o protocolo proposto por Martin Gibala consiste na realização de 4-6 esforços máximo de 30 segundos intercalados por 4 minutos de recuperação. Tais protocolos ganharam notoriedade por induzirem adaptações cardiovasculares e de desempenho iguais ou superiores ao treinamento continuo em intensidade moderada, a despeito do menor volume de exercício. Além disso, o fato de não precisarem de testes complexos para definição da intensidade, os levaram a ser amplamente utilizados em centros de atividade física, especialmente por pessoas buscando melhorias na composição corporal. Outros protocolos que ganham destaque são os usados em reabilitação pelo grupo de Ulrich Wisloff que envolvem esforços de 4 minutos a cerca de 90% da frequência cardíaca máxima (FCM) com intervalos de 3 minutos a 70% da FCM. Já o protocolo composto por 30 segundos de esforço na velocidade correspondente a 100% do consumo máximo de oxigênio ( ) intercalados por 30 segundos de recuperação ativa, apresentado por Billat, é bastante popular no atletismo, por permitir que se trabalhe em intensidade elevada e por promover adaptações importantes para performance. No entanto, apesar de sua popularidade, os efeitos desses protocolos no metabolismo de repouso e de gordura permanecem desconhecidos, bem como a comparação entre eles. Desse modo, o objetivo do presente estudo será comparar os efeitos de diferentes tipos de treino intervalado em indivíduos jovens.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Fisioterapia e Terapia Ocupacional.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
Guerra, C. A.2011 Guerra, C. A. ; Cavalcante, F. S. ; BASSO FILHO, M. A. ; Pereira, T. F. A. V. ; Bandeira, T. F. . Prevalência de Dor Musculoesquelética em Professores da Rede Pública de Ensino Médio de Tocantinópolis - TO. Revista Inspirar, v. 3, p. 39-42, 2011.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
MORAIS, A. M. ; BASSO FILHO, M. A. . Novas tecnologias em fisioterapia. Novas tecnologias em fisioterapia, Goiânia-GO, 24 dez. 2012.

2.
BASSO FILHO, M. A.. Revista Ortopedia em Goiás. Dores musculares podem ser evitadas com a utilização, Goiânia-GO, 04 abr. 2012.

3.
BASSO FILHO, M. A.. Fisioterapeutas goianos criam centro de avaliação e reabilitação esportiva. Fisioterapeutas goianos criam centro de avaliação e reabilitação esportiva, Goiânia-GO, 01 nov. 2010.

4.
BASSO FILHO, M. A.; BORGES, C. . Lançado em Goiânia Centro de Reabilitação. Lançado em Goiânia Centro de Reabilitação, Goiânia-GO, 18 set. 2010.

Artigos aceitos para publicação
1.
REBELO, A. C. S. ; CASA JÚNIOR, Adroaldo José ; BASSO FILHO, M. A. ; MAGALHAES JUNIOR, R. D. ; SOUSA, R. B. N. . MORBIDADES MUSCULOESQUELÉTICAS REFERIDAS EM JOGADORES DE FUTEBOL NÃO PROFISSIONAIS. REVISTA BRASILEIRA DE FUTSAL E FUTEBOL, 2018.

Apresentações de Trabalho
1.
OLIVEIRA, J. C. M. ; SOUZA FILHO, L. F. M. ; SILVA, L. R. B. E. ; OLIVEIRA, C. G. A. ; BASSO FILHO, M. A. ; BOAVENTURA, F. M. ; RASSI, S. ; TAMBURUS, N. Y. ; GENTIL, P. R. V. ; REBELO, A. C. S. . Influência da Reabilitação Cardíaca com ênfase em exercícios resistidos sobre a Pressão Arterial e Frequência Cardíaca em pacientes hipertensos: Estudo preliminar.. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).


Demais tipos de produção técnica
1.
BASSO FILHO, M. A.. Bandagens Funcionais. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
BASSO FILHO, M. A.. Liberação Miofascial. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

3.
BASSO FILHO, M. A.. Bandagens Funcionais. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

4.
BASSO FILHO, M. A.. Liberação Miofascial. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

5.
BASSO FILHO, M. A.. Liberação Miofascial. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

6.
BASSO FILHO, M. A.. Bandagens Funcionais. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

7.
BASSO FILHO, M. A.. Liberação Miofascial. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

8.
BASSO FILHO, M. A.. Bandagens Funcionais. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

9.
BASSO FILHO, M. A.. Liberação Miofascial. 2016. .

10.
BASSO FILHO, M. A.. Liberação Miofascial. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

11.
BASSO FILHO, M. A.. Bandagens Funcionais. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

12.
BASSO FILHO, M. A.. Bandagens Funcionais. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

13.
BASSO FILHO, M. A.. Bandagens Funcionais. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

14.
BASSO FILHO, M. A.. Bandagens funcionais. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

15.
BASSO FILHO, M. A.. Bandagens funcionais. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

16.
BASSO FILHO, M. A.. Bandagens funcionais. 2014. .

17.
BASSO FILHO, M. A.. Bandagens elásticas. 2014. .

18.
BASSO FILHO, M. A.. Bandagens Funcionais. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

19.
BASSO FILHO, M. A.. Análise biomecânica da marcha. 2013. .

20.
BASSO FILHO, M. A.. Bandagem funcional. 2013. .



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
BASSO FILHO, M. A.; GLERIA, P. D. M. P.. Participação em banca de Eduardo de Almeida Ramos.Análise da força muscular, flexibilidade e equilíbrio de idosos praticantes de treinamento funcional. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

2.
BASSO FILHO, M. A.; OLIVEIRA, L. M.; Renato Alves Sandoval. Participação em banca de Dara Mendonça Ferreira.O uso da bandagem elástica adesiva em caratecas: estudo de casos. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

3.
BASSO FILHO, M. A.; Renato Alves Sandoval. Participação em banca de HANNA REBOUÇAS MONTENEGRO DE OLIVEIRA.Frequência de quedas em idosos ativos na cidade de Goiânia Goiás. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

4.
BASSO FILHO, M. A.; Renato Alves Sandoval. Participação em banca de JÚLIA PAULA OLIVEIRA LOPES.PREVALÊNCIA DE SINTOMAS OSTEOMUSCULARES EM PRATICANTES DE CROSSFIT. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

5.
BASSO FILHO, M. A.; Renato Alves Sandoval. Participação em banca de Pedro Henrique de Sousa Borges.Prevalência de lesões musculoesqueléticas em jogadores de futebol em Goiânia Goiás. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

6.
BASSO FILHO, M. A.. Participação em banca de Letícia Mendes Pereira.Efeitos do método pilates na dor e distúrbio do sono de mulheres com fibromialgia: estudo com intervenção. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

7.
BASSO FILHO, M. A.. Participação em banca de Marúzia de Melo e Silva.Avaliação de riscos osteomusculares em colaboradores de um abatedouro de frango: estudo observacional. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

8.
BASSO FILHO, M. A.. Participação em banca de Lara Jeane de Souza Oliveira Cruz Macedi.Avaliação de sintomas osteomusculares em colaboradores de um abatedouro de frango: estudo observacional. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

9.
LISIAS, C.; BASSO FILHO, M. A.. Participação em banca de Cleiton Francisco da Silva.Produção de um software para facilitação CIF - Classificação internacional funcionalidade, incapacidade e saúde - pelo profissional fisioterapeuta em sua prática. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

10.
BASSO FILHO, M. A.; MARTINS, L.. Participação em banca de Rafael Pereira de Almeida.Avaliação do aumento imediato do rendimento de futebolistas amadores utilizando kinesio taping em gastrocnêmio. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

11.
BASSO FILHO, M. A.; MARTINS, L.. Participação em banca de Bruno Nunes Fernandes.A eficácia da estimulação elétrica neuromuscular nos músculos quadríceps em praticantes de voleibol. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

12.
BASSO FILHO, M. A.. Participação em banca de Fernanda Moraes de Sousa.Fisioterapia na atenção primária - Resoluções do COFITTO e diretrizes do SUS. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

13.
BASSO FILHO, M. A.; MARTINS, L.. Participação em banca de Cicy de Carvalho Bittar.Parâmetros fisiológicos de idosas praticantes e não praticantes de atividade física. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

14.
BASSO FILHO, M. A.; OLIVEIRA, L. M.. Participação em banca de Wictor Kássio da Costa Silvestre.Alongamento autogênico e recíproco na extensibilidade de isquiotibiais: estudo comparativo. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

15.
BASSO FILHO, M. A.; MARTINS, L.. Participação em banca de Gabriel Amotim Rabelo.Efeito imediato da corrente russa aplicada nos gastrocnêmios de futebolistas amadores, em relação a velocidade. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

16.
CASA JÚNIOR, Adroaldo José; BASSO FILHO, M. A.. Participação em banca de Marcieli Eler de Souza.Avaliação da capacidade funcional do tornozelo após entorse em inversão. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

17.
BASSO FILHO, M. A.; MARTINS, L.. Participação em banca de Marcelo Alves Cristalino.Comparação da eficácia entre o alongamento tradicional e a facilitação neuromuscular proprioceptiva em isquiotibiais nos atletas da caminhada ecológica. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

18.
BASSO FILHO, M. A.. Participação em banca de Hermes Cláudio dos Santos.A importância da fisioterapia na promoção da qualidade de vida do idoso. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

19.
BASSO FILHO, M. A.. Participação em banca de Jordana Arantes Rodrigues Viana.Análise da força de preensão palmar e flexibilidade tóraco-lombar e do quadril durante as fases do ciclo menstrual. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

20.
BASSO FILHO, M. A.. Participação em banca de Rafael de Melo Oliveira.Incremento da força muscular através da associação de exercícios e estimulação elétrica neuromuscular: estudo de casos. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

21.
BASSO FILHO, M. A.. Participação em banca de Gustavo Amon Abreu dos Santos.Perfil epidemiológico dos atletas de futebol profissional do vila nova futebol clube no campeonato brasileiro série b 2010. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

22.
BASSO FILHO, M. A.. Participação em banca de Eurípedes Moreira Jorge Júnior & Jonatas Henrique Vieira.Kinesiology taping nas lombalgias de trabalhadores que atuam na posição sentada. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

23.
BASSO FILHO, M. A.. Participação em banca de Daniele Oliveira Sousa & Fernanda Couto Marques.Aplicação do conceito Mulligan em indivíduos com disfunção patelofemoral. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

24.
BASSO FILHO, M. A.. Participação em banca de Ana Paula Arantes de Oliveira & Raquel Jackeline Silva.Alinhamento postural em atletas da equipe de base de futebol do Goiás Esporte Clube. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

25.
BASSO FILHO, M. A.; CASA JÚNIOR, Adroaldo José; MORAIS, Leonardo Oliveira. Participação em banca de Fabio Godoi Santos e Hugo Valeriano Ribeiro.Estudo epidemiológico dos distúrbios músculo-esqueléticos em jogadores profissionais de futebol do Goiás Esporte Clube. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

26.
BASSO FILHO, M. A.; RIBEIRO, Renato de Castro Spada; MARINHO, Denise Santos. Participação em banca de Aline de Siqueira Moraes e Gabriela Morgado Oliveira.Efeitos da aplicação da diatermia sobre o alongamento: uma revisão de literatura. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

27.
BASSO FILHO, M. A.; SANTANA, Valdimar de Araújo; LOPES, Cristina Afonso. Participação em banca de Izadora Souza e Santos e Waleska Diniz Ramos.Efeitos da crochetagem em portadores e cicatrizes pós-queimadura. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

28.
BASSO FILHO, M. A.; VIANA, Fabiana Pavan; FANTINATI, A. M. M.. Participação em banca de Luiz Cláudio Ponce Caiado & Rhobysson Martins de Oliveira.Caracterização do alinhamento postural e das algias em atletas de um time de futsal. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

29.
BASSO FILHO, M. A.; RIBEIRO, Renato de Castro Spada; VIANA, Fabiana Pavan. Participação em banca de Jean Carlos Sousa Barreto e Kariny Fleury Canesin.Correlação do sobrepeso e da obesidade com o desabamento do arco plantar em crianças de 6 a 12 anos de um colégio público de Goiânia. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

30.
BASSO FILHO, M. A.; MACHADO JÚNIOR, Nilo; MACHADO, Luciano de Oliveira. Participação em banca de Humberto Moreira da Silva & Felipe Barroso Marques.Dor osteomuscular em praticantes de musculação. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

31.
BASSO FILHO, M. A.; RIBEIRO, Renato de Castro Spada; RIBEIRO, Sara Oliveira do Vale. Participação em banca de Camilla Pereira Amorim e Maria Tereza de Mesquita Nascente.Parâmetros da dosagens dos exercícios de alongamento: revisão bibliográfica. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

32.
BASSO FILHO, M. A.; RIBEIRO, Renato de Castro Spada; RIBEIRO, Sara Oliveira do Vale. Participação em banca de João Paulo Mondanês Araújo e Kathiane Aureliano Silva.A oscilação postural em idosos: revisão de literatura. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

33.
BASSO FILHO, M. A.. Participação em banca de Bárbara Pereira Santana & Daniella Lopes Cavalcante.Análise computadorizada da marcha de indivíduos com amputação transfemoral em uso de prótese com joelho 3R15. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

34.
BASSO FILHO, M. A.; RIBEIRO, Renato de Castro Spada; Marco Antônio Dias. Participação em banca de Carolina Fajardo Béja e Edelmara Luiz Pereira.Análise da marcha de amputados transtibiais - Revisão bibliográfica. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

35.
BASSO FILHO, M. A.; MARTINS, Vaneide Caldas; SANTANA, Valdimar de Araújo. Participação em banca de Paula Vieira Motta & Renata Maria Ferreira Silva.Avaliação da qualidade de vida em pacientes com lombalgia. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

36.
BASSO FILHO, M. A.; CALDEIRA, Luciana Morelli; SANTANA, Valdimar de Araújo. Participação em banca de Lauce Noriyo de Moraes Nozaki e Rodrigo Martins da Silveira.Os reais benefícios do uso de bandagem funcional na entorse de tornozelo por inversão - Revisão de literatura. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

37.
BASSO FILHO, M. A.; SOUSA, Kemil Rocha; RESENDE, Sidney Ribeiro. Participação em banca de João Paulo Garcia Bezerra e Mariana Dourado da Costa.Hidroterapia em pacientes portadores de hérnia de disco lombar. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
18º Encontro Científico de Fisioterapia.Bandagem elástica funcional. 2017. (Simpósio).

2.
Liga acadêmica de fisioterapia traumato ortopédica.Primeiros socorros no esporte. 2017. (Seminário).

3.
Team based learning - TBL. 2017. (Oficina).

4.
VII Curso introdutório da Liga Acadêmica de Fisioterapia em Neuropediatria.Bandagens em neuropediatria. 2017. (Simpósio).

5.
XI - Jornada Acadêmica de Fisioterapia da Universidade Paulista.Bandagens em neuropediatria. 2017. (Simpósio).

6.
IV Curso Introdutório da Liga de Fisioterapia Desportiva.Diversos métodos de tratamento fisioterapêutico no esporte. 2015. (Seminário).

7.
IV Simpósio Nacional e VI Encontro Regional do Grupo de Aperfeiçoamento do Joelho.Bandagens: práticas x evidências. 2015. (Simpósio).

8.
Curso plano de negócios para empreendedores/crédito produtivo da sic. 2014. (Seminário).

9.
I Curso introdutório da liga acadêmica de fisioterapia preventiva.Novas tendências em fisioterapia. 2014. (Seminário).

10.
I Curso introdutório da liga acadêmica de fisioterapia preventiva.Fisioterapia na escola. 2014. (Seminário).

11.
I Curso introdutório da liga acadêmica de fisioterapia traumato-ortopédica.Perspecitvas em fisioterapia. 2014. (Seminário).

12.
Jogos universitários da PUC Goiás. Apoio fisioterapêutico a atletas. 2014. (Olimpíada).

13.
Jornada acadêmica de fisioterapia da universidade paulista.Biomecânica da marcha. 2014. (Simpósio).

14.
Liga acadêmica de fisioterapia da saúde do idoso.Análise biomecânica da marcha. 2014. (Seminário).

15.
XV Encontro científico de fisioterapia.Atuação do fisioterapeuta na perícia. 2014. (Seminário).

16.
14º Encontro científico de fisioterapia.Bandagem funcional mo esporte. 2013. (Simpósio).

17.
Atualidades em fisioterapia - Faculdade Padrão.Fisioterapia em perícia judicial. 2013. (Seminário).

18.
I Ciclo de palestras em fisioterapia e suas especialidades.Fisioterapia traumato-ortopédica: bandagens funcionais nas lesões desportivas. 2013. (Seminário).

19.
I Curso introdutório da liga acadêmica de medicina do esporte.Análise de marcha. 2013. (Seminário).

20.
II Curso introdutório - Faculdade Alfredo Nasser.Análise de marcha em idosos. 2013. (Seminário).

21.
Liga acadêmica de fisioterapia em neuropediatria.Avaliação da marcha na neuropediatria. 2013. (Seminário).

22.
Liga acadêmica de fisioterapia na saúde do idoso.Avaliação da marcha do idoso. 2013. (Seminário).

23.
SINFISIO - GO. 2012. (Seminário).

24.
I Curso introdutório da liga acadêmica de fisioterapia manipulativa.Introdução a terapia manual em tecidos moles. 2010. (Seminário).

25.
I Curso introdutório da liga de fisioterapia desportiva da PUC Goiás.Lesões no esporte. 2010. (Seminário).

26.
VI Encontro científico de acadêmicos de fisioterapia e II Mostra acadêmica.Treinamento funcional. 2010. (Encontro).

27.
COFIA - Congresso Brasileiro de Fisioterapia em Anápolis. Diferentes tipos e aplicações de bandagens. 2009. (Congresso).

28.
Encontro acadêmico UNIVERSO.Bandagens funcionais. 2009. (Encontro).

29.
II Encontro Acadêmico de Fisioterapia de Anápolis.Bandagem funcional. 2009. (Encontro).

30.
II Oficina de capacitação docente. 2009. (Oficina).

31.
IV Congresso Brasileiro e II Simpósio Internacional da Sociedade Nacional de Fisioterapia Esportiva. 2009. (Congresso).

32.
Programa de cursos de extensão - PUC GO.Fisioterapia na vila. 2009. (Seminário).

33.
V Congresso Goiano de Fisioterapia. Prevenção das lesões musculoesqueléticas no esporte. 2009. (Congresso).

34.
CONAFITO - Congresso Nacional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional. Reconstrução e reabilitação do LCA. 2008. (Congresso).

35.
ECAF - Encontro científico dos acadêmicos de fisioterapia.Aplicabilidade fisioterapêutica no paciente vítima de queimaduras. 2008. (Encontro).

36.
V Encontro de Fisioterapia Musculoesquelética.Bandagem funcional. 2008. (Encontro).

37.
III Congresso Brasileiro e I Congresso Internacional da SONAFE. 2007. (Congresso).

38.
1º Congresso Goiano de Fisioterapia. Incidência de Lesões no Basquete Profissional. 2005. (Congresso).

39.
Curso de gestão ambiental. 2002. (Seminário).

40.
ENAF - Encontro Nacional de Atividade Físicas. 2002. (Congresso).

41.
VII Seminário Qualidade de Goiás. 2002. (Seminário).

42.
II Encontro científico de fisioterapia. 2001. (Encontro).

43.
União estadual dos estudantes de Goiás. 2001. (Congresso).

44.
ENAF - Encontro Nacional de Atividade Físicas. 2000. (Congresso).

45.
SENAI - Qualidade no atendimento ao cliente. 2000. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
BASSO FILHO, M. A.. V Encontro de Fisioterapia Músculoesquelética. 2008. (Congresso).



Educação e Popularização de C & T



Cursos de curta duração ministrados
1.
BASSO FILHO, M. A.. Bandagens Funcionais. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
BASSO FILHO, M. A.. Liberação Miofascial. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

3.
BASSO FILHO, M. A.. Bandagens Funcionais. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

4.
BASSO FILHO, M. A.. Liberação Miofascial. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

5.
BASSO FILHO, M. A.. Bandagens Funcionais. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

6.
BASSO FILHO, M. A.. Liberação Miofascial. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

7.
BASSO FILHO, M. A.. Liberação Miofascial. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

8.
BASSO FILHO, M. A.. Bandagens Funcionais. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

9.
BASSO FILHO, M. A.. Bandagens Funcionais. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

10.
BASSO FILHO, M. A.. Bandagens Funcionais. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

11.
BASSO FILHO, M. A.. Bandagens Funcionais. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

12.
BASSO FILHO, M. A.. Bandagens Funcionais. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

13.
BASSO FILHO, M. A.. Bandagens funcionais. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

14.
BASSO FILHO, M. A.. Bandagens funcionais. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

15.
BASSO FILHO, M. A.. Liberação Miofascial. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 19/11/2018 às 3:43:39