Janeisa Franck Virtuoso

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/5299871757724016
  • Última atualização do currículo em 16/09/2018


Possui graduação em Fisioterapia pela Universidade do Estado de Santa Catarina (2007), pós graduação em Saúde da Família pela Universidade Federal de Santa Catarina (2009), mestrado em Ciências do Movimento Humano (2011) e doutorado em Ciências do Movimento Humano (2015) pela Universidade do Estado de Santa Catarina (2011). Atualmente é professora efetiva do curso de Fisioterapia da Universidade Federal de Santa Catarina. Coordena o Grupo de Estudos em Fisioterapia na Saúde da Mulher (GEFISAM) e o Projeto de Extensão Araranguá Continente: avaliação e tratamento da incontinência urinária feminina no município de Araranguá. Participa do Laboratório de Envelhecimento, Recursos e Reumatologia (LERER) e do Grupo de Pesquisa e Extensão em Saúde e Reabilitação Neurofuncional da UFSC-Araranguá (SARE). Tem experiência na área de Fisioterapia, com ênfase em Uroginecologia e Obstetrícia, atuando principalmente nos seguintes temas: incontinência urinária e saúde da mulher. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Janeisa Franck Virtuoso
Nome em citações bibliográficas
VIRTUOSO, J. F.;VIRTUOSO, J.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade do Estado de Santa Catarina, Centro de Ciencias da Saúde e do Esporte - CEFID.
Rua Pascoal Simone, 358
Coqueiros
88080350 - Florianópolis, SC - Brasil
Telefone: (48) 33218659
URL da Homepage: http://www.cefid.udesc.br/laboratorios/gerontologia/


Formação acadêmica/titulação


2011 - 2015
Doutorado em Ciências do Movimento Humano.
Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
Título: Efeito da prática de musculação associada ao tratamento fisioterapêutico em mulheres idosas com incontinência urinária: um ensaio clínico randomizado, Ano de obtenção: 2015.
Orientador: Giovana Zarpellon Mazo.
Bolsista do(a): Fundo de Apoio à Manutenção e ao Desenvolvimento da Educação Superior, FUMDES, Brasil.
2009 - 2011
Mestrado em Ciências do Movimento Humano.
Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
Título: Fatores de Risco para Incontinência Urinária em Mulheres Idosas Segundo a Prática de Atividade Física Regular,Ano de Obtenção: 2011.
Orientador: Giovana Zarpellon Mazo.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
2008 - 2009
Especialização em Especialização em Saúde da Família.
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Título: A Interdisciplinaridade na Visão dos Profissionais da Equipe de Saúde da Família.
Orientador: Ana Izabel Jatobá.
2004 - 2007
Graduação em fisioterapia.
Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
Título: Cinesioterapia e Eletroestimulação Endovaginal no Tratamento de Mulheres com Incontinência Urinária de Esforço.
Orientador: Soraia Cristina Tonon.




Formação Complementar


2018 - 2018
Introdução à Elaboração de Projetos e Análise de Dados Epidemiológicos. (Carga horária: 16h).
Fisioterapia & Câncer, FISIOONCO, Brasil.
2014 - 2014
Curso de Estatística ? Análise de Regressão. (Carga horária: 12h).
Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
2013 - 2013
Análise de regressão e equações estruturais em AF. (Carga horária: 4h).
Sociedade Brasileira de Atividade Física e Saúde, SBAFS, Brasil.
2012 - 2012
Treinamento com pesos para idosos: av. e prescr.. (Carga horária: 3h).
Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
2012 - 2012
Pesquisa Clínica Reabilitação do Assoalho Pélvico. (Carga horária: 8h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2012 - 2012
Pesquisa Clínica Baseada em Evidências. (Carga horária: 15h).
Programa Telessaúde Brasil - Núcleo Rio de Janeiro, TELESSAÚDE UERJ, Brasil.
2010 - 2010
Curso de Estatística Básica. (Carga horária: 20h).
Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
2010 - 2010
Capacitação bateria de testes físicos Rikli e Jone. (Carga horária: 4h).
Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
2008 - 2008
Extensão universitária em Epidemiologia e Saúde. (Carga horária: 23h).
Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
2008 - 2008
Capacitação para a Bateria AAHPERD. (Carga horária: 10h).
Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
2008 - 2008
Tratamento Pré e Pós Operatório de Cir. Plástica. (Carga horária: 20h).
Instituto Fisiomar, FISIOMAR, Brasil.
2007 - 2007
Extensão universitária em 1º Curso de Atualização em Reabilitação Pulmonar. (Carga horária: 12h).
Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
2007 - 2007
Curso de Radiologia Clínica Para Fisioterapeutas. (Carga horária: 20h).
Osteo Fisio Terapias, OSTEO, Brasil.
2004 - 2004
Fisioterapia Traumato-Ortopédica e Desportiva. (Carga horária: 13h).
8º Meeting Sports-Fitness-Fisioterapia, 8º MEETING, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade do Sul de Santa Catarina, UNISUL, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2014
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Universitário, Carga horária: 4
Outras informações
Disciplina Diagnóstico Cinético Funcional I


Grupo Fisio Work RS, FISIO WORK, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2014
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Ministrante de cursos em Uroginecologia, Carga horária: 2
Outras informações
Curso ministrado na instituição: FISIOTERAPIA EM UROGINECOLOGIA - REABILITAÇÃO FUNCIONAL DO ASSOALHO PÉLVICO


Grupo de Estudos da Terceira Idade, GETI, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2011
Vínculo: Supervisão Técnica, Enquadramento Funcional: Fisioterapeuta, Carga horária: 40


Instituto Catarinense de Fisioterapia, ICF, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2009
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Fisioterapeuta, Carga horária: 10


Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2015
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 11
Outras informações
Disciplinas Fisioterapia em Uroginecologia e Obstetrícia na Saúde do Adulto e do Idoso I Fisioterapia em Uroginecologia e Obstetrícia na Saúde do Adulto e do Idoso II Estatística aplicada à Pesquisa Educacional

Vínculo institucional

2007 - 2007
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Fisioterapia Aplicada à Incontinência Urinári, Carga horária: 12

Vínculo institucional

2007 - 2007
Vínculo: Bolsista Voluntário, Enquadramento Funcional: Fisioterapia Aplicada à Incontinência Urinári, Carga horária: 12

Vínculo institucional

2006 - 2006
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Atendimento Fisioterapêutico à Comunidade, Carga horária: 3

Atividades

03/2007 - 12/2007
Extensão universitária , Centro de Educação Física e Desportos, .

Atividade de extensão realizada
Fisioterapia Aplicada à Incontinência Urinária.
07/2006 - 12/2006
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Educação Física e Desportos, .

03/2006 - 07/2006
Extensão universitária , Centro de Educação Física e Desportos, .

Atividade de extensão realizada
Atendimento Fisioterapêutico à Comunidade.

Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Coordenador do Programa de Pós Graduação, Carga horária: 30

Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Universitário, Carga horária: 8, Regime: Dedicação exclusiva.



Linhas de pesquisa


1.
Qualidade de Vida e Saúde da Mulher Idosa
2.
Incontinência Urinária em mulheres idosas praticantes de exercícios físicos


Projetos de pesquisa


2017 - Atual
DOULAS BRASILEIRAS: o perfil profissional e sóciodemográfico das doulas que atuam em território nacional
Descrição: A Doula é uma agente comunitária de saúde treinada que fornece suporte físico, emocional e informacional à mulher e sua família durante todo período de gestação, parto e puerpério. Este estudo tem como objetivo conhecer e analisar o perfil profissional e sóciodemográfico das Doulas que atuam em território nacional. O estudo é classificado como um levantamento, caracterizando-se pela interrogação direta dos participantes. Participarão do levantamento Doulas, independente da raça, cor ou classe social, que residam e atuam no Brasil. A coleta de dados será realizada on-line nas redes sociais e correio eletrônico através de um questionário elaborado pelos autores. O questionário possui 35 perguntas, sendo 30 fechadas e cinco abertas referentes à informações de cunho pessoal, social, econômico, profissional e opinativo relacionados à pratica da Doula. Inicialmente, todas as variáveis serão analisadas descritivamente por meio de frequência simples e porcentagens e medidas de posição e dispersão..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (3) .
Integrantes: Janeisa Franck Virtuoso - Coordenador / Yola Flores Isfer - Integrante / Franciele Pereira - Integrante / Karoline Souza Scarabelot - Integrante / Maiara Gonçalves - Integrante / Roberta Cecilia da Silveira - Integrante.
2017 - Atual
disfunções dos músculos do assoalho pélvico e aptidão física de idosas praticantes de exercício físico
Descrição: Introdução: As disfunções dos músculos do assoalho pélvico (DMAPs) são condições em que há alteração na musculatura dessa região, resultando em prejuízo de sua função, levando a incontinência urinária (IU), incontinência anal (IA), prolapso de órgão pélvico (POP), disfunções sexuais ou constipação. Acredita-se que a prática de exercícios físicos seja um fator protetor para um menor índice de desenvolvimento de algumas disfunções, principalmente a IU, porém inexistem estudos avaliando qual a relação entre as aptidões físicas e as demais DMAPs. Objetivos: Analisar as disfunções dos músculos do assoalho pélvico e a aptidão física de idosas praticantes de exercício físico. Para tanto, foram traçados os seguintes objetivos específicos: verificar a prevalência e determinar os fatores associados as DMAPs em idosas praticantes de exercício físico; comparar a aptidão física, a presença de DMAPs e identificar o componente da aptidão física que encontra-se mais associado às disfunções dos músculos do assoalho pélvico em idosas praticantes de exercício físico; Metodologia: Serão avaliadas idosas (≥ 60 anos) praticantes de exercício físico regular a pelo menos 6 meses, residentes no município de Florianópolis/SC e participantes de forma regular no GETI (Grupo de Estudos da Terceira Idade). Serão excluídas do estudo idosas com alguma lesão do trato urinário inferior ou indicativo de infecção urinária como dor e ardência ao urinar, e problemas neurológicos auto relatados. Por meio de entrevistas, serão identificados os fatores associados às DMAPs, o nível de atividade física (Domínio 4 do Questionário Internacional de Atividade Física (IPAQ) e a presença e desconforto do assoalho pélvico pelo Pelvic Floor Distress Inventory - 20 (PFDI-20) A aptidão física será determinada por meio da bateria de testes Rikli e Jones que inclui os seguintes testes (sentar e levantar da cadeira, flexão de antebraço, sentado e alcançar, sentado, caminhar 2,44m e voltar a sentar, alcançar atrás das costas, andar 6 minutos). Também será utilizado o Timed Get Up and Go (TGUG) para avaliação da mobilidade e a Marcha Tandem para avaliar o equilíbrio dinâmico. Para a análise estatística, será utilizado software estatístico SPSS - Statistical Package for Social Sciences, versão 22.0. Será realizada estatística descritiva e inferencial, com nível de significância de 5%. Resultados Esperados: Acredita-se que idosas com piores níveis de aptidões físicas, tenham um maior índice de DMAPs comparadas as mulheres que possuem um nível de aptidão maior..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Janeisa Franck Virtuoso - Coordenador / Giovana Zarpellon Mazo - Integrante / Nubia Carelli Pereira de Avelar - Integrante / Maiara Gonçalves - Integrante.Número de orientações: 1
2016 - 2017
Efeito do treinamento dos músculos do assoalho pélvico na função sexual de mulheres com sintomas de dispareunia: um estudo experimental
Descrição: O objetivo geral desse ensaio clínico é analisar o efeito da prática do treinamento dos músculos do assoalho pélvico, na função sexual de mulheres com sintomas de dispareunia. As participantes do estudo serão mulheres sexualmente ativas, que apresentam sintomas clínicos de dispareunia. Serão excluídas mulheres com sinais de infecção urinária e presença de doenças que configuram contraindicações para a realização de exercício físico. Serão recrutadas 20 mulheres nas unidades básicas de saúde e distribuídas aleatoriamente em Grupo Intervenção (GI) e Grupo Controle (GC). O desfecho principal será a função sexual mensurada pelo o Índice da Função Sexual Feminina, que avalia seis domínios da resposta sexual na mulher: desejo, excitação, lubrificação, orgasmo, satisfação e dor. Os desfechos secundários serão: contração do assoalho pélvico, satisfação sexual, qualidade de vida, desconforto, sintomas urinários. Além disso serão avaliados a força e amplitude de movimento das principais cadeias musculares envolvidas na região da pelve. São elas: flexores de tronco, flexores, extensores, abdutores e adutores de quadril. Após a randomização, o GI será submetido a seis semanas de tratamento fisioterapêutico (duas vezes por semana; 40 minutos cada sessão) baseado no treinamento dos músculos do assoalho pélvico. Já o GC receberá apenas orientações referentes aos cuidados com a saúde da mulher. A análise estatística será realizada no pacote estatístico SPSS ? Statistical Package for Social Sciences (versão 20.0). Será utilizada estatística descritiva e inferencial. Para comparar os grupos no baseline, será utilizado o teste t para amostras independentes ou teste U de Mann Whitney (variáveis contínuas) ou Qui Quadrado ou Exato de Fisher (variáveis categóricas). Para comparar as diferenças entre grupos (GI e GC), será utilizado teste t para amostras independentes ou teste U de Mann Whitney, também conforme a distribuição dos dados. Será adotado um nível de significância de 5%..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Janeisa Franck Virtuoso - Coordenador / Mirieli Denardi Limana - Integrante / Franciele Pereira - Integrante.
2016 - Atual
Função dos músculos do assoalho pélvico em mulheres com excesso de peso
Descrição: Introdução: O sobrepeso e a obesidade podem demonstrar um fator de risco para diversas disfunções do assoalho pélvico. Acredita-se que isso se dê pelo aumento da pressão intrabdominal provocada pelo excesso de peso, porém esse mecanismo ainda é discutido, como também, não há relatos de como se comporta os músculos do assoalho pélvico em mulheres que apresentam diferentes medidas antropométricas. Objetivos: Analisar a função dos músculos do assoalho pélvico em mulheres com excesso de peso residentes no município de Araranguá. Metodologia: As voluntárias terão seus pesos, alturas, circunferência de cintura e quadril mensurados, bem como uma avaliação das dobras cutâneas e passarão por uma avaliação dos músculos do assoalho pélvico através da palpação digital (PERFECT) e da perineometria (Peritron®). Resultados Esperados: Acredita-se que mulheres com maior IMC, circunferência de cintura e relação cintura-quadril, principalmente, aumento dessas últimas duas medidas, apresentem menor função dos músculos do assoalho pélvico em comparação com mulheres cujas medidas sejam menores. Será adotado um nível de significância de 5%..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Janeisa Franck Virtuoso - Coordenador / Julia Costa De-Toffol - Integrante / Maiara da Silva Schneider - Integrante / Franciele Pereira - Integrante / Karoline Souza Scarabelot - Integrante / Francine Preis - Integrante.
2016 - Atual
Fatores de risco para incontinência urinária em mulheres residentes na região da Araranguá
Descrição: Esta pesquisa transversal analítica tem como principal objetivo analisar os fatores de risco para a incontinência urinária (IU) em mulheres residentes na região de Araranguá. A amostra será composta por em mulheres adultas, independente da faixa etária, residentes nos 14 municípios que compõe a Associação dos Municípios do Extremo Sul Catarinense ? AMESC. A amostra será recrutada em diferentes ambientes para atingir a maior variedade possível de mulheres como, por exemplo, saídas de postos de saúde, grupos de convívio e academias de ginástica. Os instrumentos que utilizados na primeira fase dessa pesquisa serão: (1) a Ficha de identificação dos fatores de risco para incontinência urinária em que serão coletados fatores ginecológicos, obstétricos, clínicos, comportamentais, hereditários e antropométricos; (2) Ficha de Identificação da Incontinência Urinária para verificar a ocorrência, tipologia e gravidade das perda urinárias; (3) o International Consultation on Incontinence Questionnaire - Short Form ? ICIQ para verificar a frequência de ocorrência da perda urinária, a quantidade dessas perdas e o quanto essas interferem na sua vida diária; (4) o Female Sexual Function Index (FSFI) que avalia a função sexual das participantes conforme seis domínios: desejo, excitação, lubrificação, orgasmo, satisfação e dor; e (5) o Inventário de Satisfação Sexual que determina a qualidade de vida sexual da participante. Após a aplicação desses instrumentos, que se dará em forma de entrevista individual, serão conduzidos (6) o Pad Test para quantificar perda urinária durante os esforços a partir da ingestão de 500 ml de água seguido de uma série de atividades provocativas e (7) um exame físico para avaliar a função muscular perineal por meio do PERFECT e da perineometria. Os dados serão tratados por meio de estatística descritiva e inferencial, com nível de significância de 5%..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Janeisa Franck Virtuoso - Coordenador / Julia Costa De-Toffol - Integrante / Maiara da Silva Schneider - Integrante / Franciele Pereira - Integrante / Karoline Souza Scarabelot - Integrante / Maiara Gonçalves - Integrante / Francine Preis - Integrante.
2016 - Atual
Fatores associados à incontinência urinária em atletas profissionais de voleibol feminino na região sul do Brasil
Descrição: A incontinência urinária (IU) é vista como um problema que afeta mulheres idosas e multíparas, contudo, estudos recentes estão relatando que a perda involuntária de urinária também vem afetando atletas, jovens e nulíparas. Há controvérsias sobre o papel da atividade física na IU bem como em qual esporte estão os maiores danos ao assoalho pélvico. O objetivo deste estudo é analisar os fatores associados à incontinência urinária em atletas profissionais de voleibol na região Sul do Brasil. Trata-se de um estudo transversal em que serão recrutadas atletas profissionais dos estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Serão investigadas a presença de perda urinária durante a prática esportiva (treino), competição esportiva e no dia a dia, os sintomas urinários, a função muscular subjetiva dos músculos do assoalho pélvico e o nível de atividade física das atletas. Na primeira etapa o clube receberá o convite para participar da pesquisa e as atletas responderão aos questionários. Em seguida, as atletas realizarão a avaliação objetiva da perda urinária por meio do Pad Test adaptado e o exame físico para determinação da função dos músculos do assoalho pélvico por meio do esquema PERFECT. Os dados serão tratados de forma descritiva e inferencial, com nível de significância de 5%..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Janeisa Franck Virtuoso - Coordenador / Iohana Nunes - Integrante / Paula Ferrarezi Brunazo - Integrante / Franciele Pereira - Integrante / Karoline Souza Scarabelot - Integrante / Aline Ballico - Integrante.
2014 - 2015
Frequência e gravidade da incontinência urinária em mulheres idosas segundo o nível de atividade física habitual

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Giovana Zarpellon Mazo em 16/02/2016.
Descrição: O objetivo desse estudo é analisar a frequência e gravidade da incontinência urinária em mulheres idosas, segundo o nível de atividade física habitual. A amostra será composta por mulheres idosas que apresentarem incontinência urinária de esforço ou mista, recrutadas em programas de atividade física e na comunidade. Primeiramente será aplicado nas participantes a Ficha de Identificação da Incontinência Urinária, para verificar a presença e tipologia da incontinência; a Ficha de Identificação dos Fatores de Risco para a Incontinência Urinária; e o International Consultation on Incontinence Questionnaire Short Form para verificar a frequência e gravidade da perda urinária. Após a aplicação dos questionários as participantes serão orientadas a utilizar acelerômetro Tri-axial Research Tracker (TriTrac) RT3 durante o período de sete dias, para obter objetivamente o nível de atividade física habitual das participantes. Todas as variáveis serão analisadas de forma descritiva por meio de frequência simples e relativa (variáveis categóricas) e medidas de posição e dispersão (variáveis numéricas). Na associação entre as variáveis frequência e gravidade da perda urinária com o nível de atividade física habitual, bem como os fatores de risco para incontinência urinária, será utilizado o Teste t independente ou teste U de Mann Whitney (variáveis numéricas), conforme a distribuição dos dados, ou Qui-Quadrado ou Exato de Fischer (variáveis categóricas). Será adotado nível de significância de 5%..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Janeisa Franck Virtuoso - Integrante / Giovana Zarpellon Mazo - Coordenador / Enaiane Cristina Menezes - Integrante / Lislayne Luiza da Silva - Integrante / Fabiane Flores Sperandio - Integrante.
2013 - 2014
Mulheres idosas com incontinência urinária: avaliação e intervenção por meio de fisioterapia e musculação

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Giovana Zarpellon Mazo em 26/11/2014.
Descrição: O objetivo desse estudo é analisar o efeito do treinamento com pesos (musculação) na manutenção dos resultados obtidos com o tratamento fisioterapêutico em mulheres idosas com incontinência urinária. Serão recrutadas mulheres idosas (60 anos ou mais) insuficientemente ativas e sem déficit de cognição que finalizaram nos últimos seis meses tratamento fisioterapêutico para a queixa de perdas urinárias em clínicas públicas ou particulares da região da Grande Florianópolis.Após a avaliação, todas as participantes serão submetidas a um protocolo de treinamento com pesos por zonas de repetições máximas na Academia de Musculação do Centro de Ciências da Saúde e do Esporte (CEFID).O treinamento será executado durante dois meses, compreendendo três sessões semanais em dias alternados, com 60 minutos cada. Finalizado esse período, será realizada uma reavaliação com os mesmos instrumentos. Na estatística descritiva das variáveis numéricas serão utilizadas medidas de posição (média e mediana) e medidas de dispersão (desvio padrão e amplitude interquartílica). Já para variáveis categóricas, será utilizado frequências absolutas e relativas. Na análise inferencial (comparação pré e pós), será utilizado teste t para amostra pareadas ou teste de Wilcoxon, conforme a normalidade dos dados..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Janeisa Franck Virtuoso - Integrante / Giovana Zarpellon Mazo - Coordenador / Enaiane Cristina Menezes - Integrante / Lilian Suelen de Oliveira Cunha - Integrante / Lislayne Luiza da Silva - Integrante.
2012 - 2013
Efeito imediato do exercício físico, com e sem estímulo de contração perineal, na ocorrência de perda urinária em mulheres idosas

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Giovana Zarpellon Mazo em 29/08/2012.
Descrição: O objetivo desse projeto é analisar o efeito imediato da prática de exercício físico na perda urinária de mulheres idosas, com e sem estímulo de contração perineal. A amostra será composta por mulheres idosas praticantes de caminhada, ginástica, pilates e musculação. No dia previamente marcado para a coleta de dados, será aplicada uma Ficha de Identificação da Incontinência Urinária, seguido da identificação de seus Fatores de Risco. Posteriormente, será aplicado o teste do absorvente (Pad test) em que a idosa fará a ingestão de 500 ml de água, colocará um absorvente previamente pesado, e após 30 minutos, realizará a aula de exercício físico. O absorvente será novamente pesado a fim de identificar a ocorrência de perda urinária. Esse mesmo procedimento será realizado novamente, na semana seguinte, em que durante o exercício físico haverá estimulo para contração do assoalho pélvico. Em ambas coletas, as idosas responderão à Escala Visual Análoga para Incontinência Urinária. Todas as variáveis serão analisadas de forma descritiva através de frequência simples (variáveis categóricas) e medidas de posição e dispersão (variáveis numéricas). Para comparação entre os grupos (caminhada, ginástica, pilates e musculação) e a perda de urina, com e sem estimulo de contração perineal será utilizado a Análise de Variância (ANOVA) ou o teste Kruskal-Wallis, conforme a distribuição dos dados. Será adotado um nível de significância de 5%..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Janeisa Franck Virtuoso - Integrante / Giovana Zarpellon Mazo - Coordenador / Enaiane Cristina Menezes - Integrante.
2011 - 2012
Academia da Melhor Idade de Joinville: Características ambientais e Nível de atividade física dos idosos
Descrição: Nas prefeituras municipais observa-se um aumento de instalações de Academias da Terceira Idade (ATI) nas praças e espaços públicos, onde os idosos realizem exercícios físicos com equipamentos. Assim, o objetivo deste estudo é analisar as características ambientais e o nível de atividade física dos idosos usuários das Academias da Melhor Idade (AMI) de Joinville, SC. A amostra será composta por idosos de ambos os sexos, com 60 anos ou mais de idade que frequentam, no mínimo há três meses, as 31 Academias da Melhor Idade (AMI) da cidade de Joinville/SC. Os instrumentos utilizados serão: Formulário com questões abertas e fechadas relacionadas às características sociodemográficas, culturais, de saúde, econômicas e sobre a prática de atividades físicas; Entrevista semi estruturada, com questões abertas, identificando os motivos de aderência e permanência dos idosos no Programa AMI; As questões dos domínios 2 (Deslocamento) e 4 (Lazer) do Questionário Internacional de Atividade Física IPAQ, forma longa, para a avaliação do nível de atividade física dos idosos; A escala de percepção adaptada da escala NEWS - Neighborhood Environmental Walkability Scale (NEWS versão brasileira), para avaliação da percepção dos idosos sobre o ambiente. Os dados serão tratados mediante estatística descritiva. A análise inferencial será realizada por meio do teste t independente (para as variáveis numéricas) e teste Qui-quadrado (para as variáveis categóricas) de acordo com o nível de atividade física..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2011
Idosos Longevos Inativos Fisicamente: Percepção da Atividade Física
Descrição: Este estudo tem como objetivo geral Analisar os idosos longevos inativos fisicamente participantes de grupos de convivência de Florianópolis-SC e suas percepções quanto às barreiras e facilitadores para a prática de atividade física. O processo de seleção dos sujeitos do estudo será intencional. Serão utilizados os critérios para seleção idosos longevos, pessoas com 80 anos ou mais de idade, de ambos os sexos e participantes de grupos de convivência de Florianópolis, SC. Os instrumentos, aplicados em forma de entrevista, serão: Formulário com dados de identificação e características sociodemográficas e o Questionário Internacional de Atividade Física (IPAQ) forma longa. A coleta de dados será realizada por acadêmicos previamente treinados. Para análise dos dados serão utilizadas a estatística descritiva e inferencial, analise qualitativa, a partir da técnica de grupos focais, para verificar as percepções dos idosos sobre a prática de atividade física. O número de grupos focais de idosos, a quantidade, o tempo de duração e os locais dos encontros ainda serão definidos. A técnica do grupo focal apresentará as seguintes fases: Fase 1: convite aos participantes em potencial e preparação do encontro; Fase 2: o encontro e o mapeamento dos participantes; Fase 3: a transcrição das fitas e compilação dos dados. Nos encontros dos grupos focais serão realizadas anotações dos depoimentos dos idosos e de situações que ocorrerem durante este. Estas anotações serão analisadas por meio da técnica da análise de conteúdo..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Janeisa Franck Virtuoso - Integrante / Giovana Zarpellon Mazo - Coordenador / Enaiane Cristina Menezes - Integrante / Rodrigo de Rosso Krug - Integrante.
2009 - 2010
Avaliação da função muscular perineal em idosas praticantes de atividade fisica regular
Descrição: Em relação a incontinência urinária, existe uma predisposição das mulheres idosas à perdas urinárias, bem como aquelas praticantes de atividades físicas. Diante disto, este estudo tem como objetivo geral analisar a função muscular perineal em idosas praticantes de atividade física regular. Este estudo exploratório será do tipo caso-controle. Os sujeitos do estudo serão mulheres com idade acima de 60 anos que serão divididas em dois grupos: um grupo controle com mulheres que não praticam atividade física há 6 meses e outro grupo com mulheres que praticam atividade física regularmente. O instrumento para coleta de dados será uma entrevista semi-estruturada com perguntas abertas e fechadas onde serão abordados dados referentes à antecedentes médicos gerais, ginecológicos, obstétricos, pratica de atividade física e sinais e sintomas de incontinência urinária. Para a mensurar a função muscular perineal será utilizado um perineômetro chamado PERINA da marca QUARK . A coleta de dados iniciará após a assinatura do termo de consentimento livre e esclarecido. Será então aplicada a entrevista e o exame para a avaliação funcional do assoalho pélvico. Os dados serão armazenados e analisado por meio do programa estatístico SPSS versão 14.0 e tratados a partir da estatística descritiva e testes paramétricos e não paramétricos, conforme a distribuição dos dados..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Janeisa Franck Virtuoso - Coordenador / Giovana Zarpellon Mazo - Integrante / Enaiane Cristina Menezes - Integrante.


Projetos de extensão


2016 - Atual
AMamentAR: Orientações quanto ao aleitamento materno.
Descrição: O principal objetivo desse projeto é proporcionar orientações quanto à importância da amamentação bem como o correto manejo das mamas para gestantes residentes no município de Araranguá ? SC. Objetivos específicos são: Divulgar do projeto na comunidade (postos de saúde e clínicas médicas); Desenvolver uma cartilha com orientações quanto ao aleitamento materno; Avaliar as gestantes interessadas quanto aos cuidados com a mama bem como seus conhecimentos referentes ao processo de amamentação; Avaliar essas mulheres no período pós parto a fim de identificar disfunções musculoesqueléticas e dermatológicas decorrentes do processo de amamentação; Proporcionar tratamento fisioterapêutico para as mulheres que apresentarem disfunções musculoesqueléticas e dermatológicas decorrentes do processo de amamentação; Proporcionar aos acadêmicos do curso de Fisioterapia uma atividade complementar extra-classe para melhorar o aprendizado referente a disciplina Fisioterapia em Ginecologia, Obstetrícia e Urologia; e Estimular o pensamento crítico sobre avaliação e tratamento das disfunções musculoesqueléticas e dermatológicas no aleitamento materno; e Promover o conhecimento sobre a importância da atuação fisioterapêutica nessas disfunções. Quanto a metodologia, primeiramente, o projeto será divulgado em postos de saúde e clínicas médicas. As mulheres no último trimestre de gestação serão avaliadas quanto aos seus aspectos clínicos (ginecológicos, obstétricos e antropométricos). Nesse momento, as gestantes receberão orientações, por meio de uma cartilha explicativa, sobre o preparo e manejo das mamas, posturas ideais para amamentação, pega correta do bebê e efetivo aleitamento materno. Durante a primeira consulta pós-parto, essas mulheres serão novamente abordadas para realização de uma nova avaliação em que serão coletadas informações sobre possíveis intercorrências do processo de amamentação. Diante disso, serão dadas novas orientações que visam solucionar tais problemas. As avaliações e intervenções serão conduzidas nos postos de saúde e clínicas médicas..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Janeisa Franck Virtuoso - Coordenador / Yola Flores Isfer - Integrante.
2015 - Atual
ARARANGUÁ CONTINENTE: avaliação e tratamento fisioterapêutico para mulheres com incontinência urinária
Descrição: O principal objetivo desse projeto é proporcionar avaliação e tratamento fisioterapêutico para mulheres com sintomas de incontinência urinária residentes no município de Araranguá ? SC. Os objetivos específicos são: Divulgar o projeto na comunidade (postos de saúde e clínicas médicas); Avaliar as mulheres interessadas quanto aos fatores de risco para incontinência urinária, sinais e sintomas dessa condição e funcionalidade dos músculos do assoalho pélvico; Proporcionar tratamento fisioterapêutico baseado em treinamento dos músculos do assoalho pélvico e formas de manejo conservador da incontinência urinária; Proporcionar aos acadêmicos do curso de Fisioterapia uma atividade complementar extra-classe para melhorar o aprendizado referente a disciplina Fisioterapia em Ginecologia, Obstetrícia e Urologia; Estimular o pensamento crítico sobre avaliação e tratamento da incontinência urinária feminina; e Promover o conhecimento sobre a importância da atuação fisioterapêutica nessa disfunção. Quanto a metodologia, primeiramente, o projeto será divulgado em postos de saúde e clínicas médicas. As mulheres com sintomas de incontinência urinária (IU) interessadas serão avaliadas quanto aos fatores de risco para desenvolvimento da IU (ginecológicos, obstétricos, clínicos, comportamentais, hereditários e antropométricos), sinais e sintomas (tempo de IU e período de surgimento; realização de tratamento prévio; dificuldade de chegar ao banheiro no primeiro desejo forte de urinar, quantas vezes vai ao banheiro urinar durante o dia e durante a noite; volume miccional, perda de urina durante o sono, incontinência fecal, situações em que ocorrem as perdas urinárias, quantidade de urina perdida por episódio e o uso de proteção diária como forrinho ou absorvente) e avaliação dos músculos do assoalho pélvico (Esquema PERFECT que quantifica a intensidade, a duração e a sustentação da contração muscular perineal). Após a realização dessa triagem inicial, as mulheres serão encaminhadas a diferentes formas de tratamento conversador como treinamento dos músculos do assoalho pélvico e treinamento vesical. Cada paciente receberá um tratamento específico para suas queixas e funcionalidade da musculatura. As avaliações e intervenções serão conduzidas no Campus UFSC Araranguá - Jardim das Avenidas..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: Janeisa Franck Virtuoso - Coordenador / Barbara Regina Roque - Integrante / Iohana Nunes - Integrante / Paula Ferrarezi Brunazo - Integrante / Karoline Souza Scarabelot - Integrante.
2013 - 2015
FLORIPA CONTINENTE: Atendimento fisioterapeutico e de exercício físico para mulheres idosas com incontinência urinária

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Giovana Zarpellon Mazo em 01/12/2014.
Descrição: Projeto contemplado com verba do MEC sesu-PROEXT/2013. O objetivo é proporcionar atendimento fisioterapêutico e de exercício físico para mulheres idosas como incontinência urinária. Os objetivos específicos são: realizar o diagnóstico clínico da incontinência urinária através da avaliação da função muscular perineal objetiva; verificar os benefícios de um protocolo de exercício físico (ginástica e caminhada) e de fisioterapia (cinesioterapia e biofeedback) para o fortalecimento do assoalho pélvico de mulheres idosas com incontinência urinária; e promover cursos de cunho educativo e formativo sobre a doença, tratamentos e aspectos preventivos da IU para a comunidade e profissionais da saúde. Os participantes desse projeto serão mulheres idosas (60 anos ou mais de idade) com sintomas clínicos de IU residentes em Florianópolis, SC encaminhadas por médicos das unidades básicas de saúde do município. Serão avaliados os aspectos relacionados a doença, exercício físico e a função do assoalho pélvico (perineômetro PERITRON) das mulheres idosas com IU na clínica de fisioterapia do CEFID/UDESC. Após a avaliação, as mulheres serão encaminhadas às sessões de intervenção. Serão três sessões semanais padronizadas, com 60 minutos cada, sendo as duas primeiras de exercícios físicos (ginástica e caminhada) e, a última, de atendimento fisioterapêutico, ambas com objetivo do fortalecimento do assoalho pélvico. Ao final de 6 meses de intervenção, ocorrerá a reavaliação das mulheres idosas. Também, as idosas avaliarão os protocolos de intervenção. Serão realizadas cursos educativos e formativos sobre a IU para as mulheres idosas incontinentes, profissionais e comunidade em geral..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.


Revisor de periódico


2012 - Atual
Periódico: Scientia Medica (PUCRS. Impresso)
2012 - Atual
Periódico: Journal of Yoga & Physical Therapy
2014 - Atual
Periódico: Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano (Online)
2014 - Atual
Periódico: ConScientiae Saúde (Online)
2014 - Atual
Periódico: Arquivos de Ciências da Saúde (FAMERP)


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Fisioterapia e Terapia Ocupacional / Subárea: Uroginecologia, Obstetrícia e Mastologia.


Idiomas


Italiano
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.
Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2017
Melhor trabalho (gerontologia) apresentado na VIII Jornada Catarinense de Geriatria e Gerontologia, Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia - Santa Catarina.
2011
Participante da Pesquisa ?Avaliação da Função Muscular Perineal em Idosas Praticantes de Atividade Física Regular? - menção honrosa - 1º lugar, I Congresso de Iniciação Científica e Pós Graduação em Florianópolis ? Santa Catarina.
2011
Apresentadora do pôster ?Evaluation of Function Perineal Muscles in Elderly Practitioners and non Practitioners of Physical Activity? - Menção Honrosa, 3rd International Physiotherapy Congress on Uro-Oncology..
2007
Amiga da Turma do Curso de Fisioterapia da Universidade do Estado de Santa Catarina, Curso de Fisioterapia da Universidade do Estado de Santa Catarina.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
PEREIRA, F.2017PEREIRA, F. ; HAUPENTHAL, A. ; SCARABELOT, K. S. ; BRUNAZO, P. F. ; NUNES, I. ; VIRTUOSO, J. F. . Urinary incontinence prevalence in the day-by-day life and during sports practice in volleyball athletes: a systematic review. Physiotherapy Quarterly, v. 25, p. 3-7, 2017.

2.
MENEZES, E. C.2016MENEZES, E. C. ; VIRTUOSO, J. F. ; MAZO, GZ . URINARY LOSS IN OLDER WOMEN DURING PHYSICAL EXERCISE: A COMPARATIVE STUDY BETWEEN AEROBIC AND NON-AEROBIC ACTIVITIES. Revista da Educação Física (UEM. Impresso), v. 27, p. 2712, 2016.

3.
MENEZES, E. C.2016MENEZES, E. C. ; VIRTUOSO, J. F. ; CAPELETTO, E. ; SILVA, L. L. ; CHAGAS, J. ; MAZO, GZ . Diagnostic Accuracy of Anthropometric Indicators in the Prediction of Urinary Incontinence in Physically Active Older Women. http://dx.doi.org/10.1055/s-0036-1592103, v. 38, p. 399, 2016.

4.
MAZO, GZ2016MAZO, GZ ; MENEZES, E. C. ; CAPELETTO, E. ; FALEIRO, D. J. A. ; FANK, F. ; PORTO, R. M. ; ALVES, L. G. ; VIRTUOSO, J. F. ; SPERANDIO, F. F. . Prevenção e tratamento das disfunções do assoalho pélvico em idosas: uma proposta inovadora na extensão universitária. Udesc em Ação, v. 10, p. 1-16, 2016.

5.
VIRTUOSO, J. F.2015VIRTUOSO, J. F.; STREIT, I. A. ; KRUG, R. R. ; MAZO, GZ . Fatores associados à longevidade em idosos praticantes de exercícios físicos. estudos interdisciplinares do envelhecimento - porto alegre, v. 20, p. 235-248, 2015.

6.
VIRTUOSO, J. F.2015VIRTUOSO, J. F.; STREIT, I. A. ; CLAUDINO, R. ; MAZO, GZ . Indicadores de fragilidade e nível de atividade física de idosos. ConScientiae Saúde (Online), v. 14, p. 99-2016, 2015.

7.
VIRTUOSO, J. F.2015VIRTUOSO, J. F.; MENEZES, E. C. ; MAZO, GZ . Fatores de risco para incontinência urinária em mulheres idosas praticantes de exercícios físicos. Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia (Impresso), v. 37, p. 82-86, 2015.

8.
MENEZES, E. C.2015MENEZES, E. C. ; VIRTUOSO, J. F. ; MAZO, GZ . Older women with urinary incontinence present less physical activity level usual. Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano (Impresso), v. 17, p. 612-620, 2015.

9.
SACOMORI, C.2015SACOMORI, C. ; CARDOSO, F. L. ; VIRTUOSO, J. F. . Funcionalidade dos músculos do assoalho pélvico e função sexual em mulheres adultas. Fisioterapia em Movimento (PUCPR. Impresso), v. 28, p. 657-665, 2015.

10.
VIRTUOSO, J. F.2014VIRTUOSO, J. F.; STREIT, I. A. ; KRUG, R. R. ; SCALCO, J. ; MAZO, GZ . Idosos praticantes de exercício físico com diagnóstico clínico de diabetes têm pior desempenho na agilidade e resistência aeróbica. Revista Brasileira Ciências da Saúde, v. 17, p. 357-362, 2014.

11.
SALIN, M. S.2014SALIN, M. S. ; VIRTUOSO, J. F. ; NEPOMUCENO, A. ; WEIERS, G. ; MAZO, GZ . Academia da Melhor Idade: motivos para ingresso, permanência e satisfação dos idosos participantes. Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano (Impresso), v. 16, p. 152-160, 2014.

12.
KORN, S.2014KORN, S. ; VIRTUOSO, J. F. ; SANDRESCHI, P. F. ; SOUZA, M. G. ; MAZO, GZ . As equações de referência para predição da distância percorrida no teste de caminhada de seis minutos não refletem a resistência aeróbia de idosos praticantes de exercícios físicos. Revista Brasileira de Medicina do Esporte (Impresso), v. 20, p. 137-141, 2014.

13.
VIRTUOSO, J. F.2014VIRTUOSO, J. F.; GREGORIO, L. P. P. ; MEDEIROS, P. A. ; MAZO, GZ . The 'Timed Up and Go' in the prediction and explanation of falls in old people practicing physical exercises. Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano (Impresso), v. 16, p. 381-389, 2014.

14.
VIRTUOSO, J. F.2014VIRTUOSO, J. F.; BALBE, G. P. ; HERMES, J. M. ; AMORIM JUNIOR, E. E. ; FORTUNATO, A. R. ; MAZO, GZ . Força de preensão manual e aptidões físicas: um estudo preditivo com idosos ativos. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia (UnATI. Impresso), v. 17, p. 775-784, 2014.

15.
MAZO, GZ2013MAZO, GZ ; QUINAUD, P. T. ; SALIN, M. S. ; VIRTUOSO, J. F. . Academias da Saúde de Florianópolis: diferenças regionais na percepção dos idosos quanto aos serviços prestados e nível de atividade física. Arquivos Catarinenses de Medicina (Impresso), v. 42, p. 56-62, 2013.

16.
VIRTUOSO, J. F.2013VIRTUOSO, J. F.; MAZO, GZ . A prática de exercícios físicos é um fator modificável da Incontinência Urinária de Urgência em mulheres idosas. Revista Brasileira de Medicina do Esporte (Impresso), v. 19, p. 84-87, 2013.

17.
MAZO, GZ2013MAZO, GZ ; SANDRESCHI, P. F. ; VIRTUOSO, J. F. ; KRUG, R. R. ; STREIT, I. A. ; NEPOMUCENO, A. ; NAMAN, M. ; MEDEIROS, P. A. . Grupo de Estudos da Terceira Idade - GETI: uma proposta de integração entre extensão, ensino e pesquisa voltados à pessoa idosa.. Revista Conexão UEPG, v. 9, p. 94-105, 2013.

18.
LUZ, S. C. T.2013LUZ, S. C. T. ; SANTOS, A. H. ; OLIVEIRA, M. C. ; KAESTNER, K. T. ; BERTOLDI, C. M. L. ; HONORIO, G. J. S. ; VIRTUOSO, J. F. ; COAN, A. C. ; CONCEICAO, T. A. M. . Intervenção fisioterapêutica na incontinência urinária feminina: relato de vivência prática. Udesc em Ação, v. 6, p. 1-9, 2013.

19.
LUZ, S. C. T.2013LUZ, S. C. T. ; KAESTNER, K. T. ; OLIVEIRA, M. C. ; BERTOLDI, C. M. L. ; HONORIO, G. J. S. ; SANTOS, A. H. ; COAN, A. C. ; CONCEICAO, T. A. M. ; VIRTUOSO, J. F. . Educação em saúde e incontinência urinária feminina. Udesc em Ação, v. 6, p. 1-6, 2013.

20.
MAZO, GZ2013MAZO, GZ ; VIRTUOSO, J. F. ; LIMA, I. A. X. ; BELMONTE, L. M. ; NAMAN, M. . Associação entre osteoporose e aptidão física de idosos praticantes de exercícios físicos. Revista Saúde, v. 39, p. 131-140, 2013.

21.
VIRTUOSO, J. F.2012VIRTUOSO, J. F.; MAZO, GZ ; MENEZES, E. C. ; CARDOSO, A. S. ; DIAS, R.G. ; BALBE, G. P. . Perfil de Morbidade Referida e Padrão de Acesso a Serviços de Saúde por Idosos Praticantes de Atividade Física. Ciência & Saúde Coletiva (Online), v. 17, p. 23-31, 2012.

22.
NATALIO, M. A.2012NATALIO, M. A. ; MICHAELSEN, S. M. ; NUNES, G. S. ; VIRTUOSO, J. F. ; FARIA, C. D. C. M. ; TEIXEIRA-SALMELA, L. F. . Etapas de desenvolvimento de um instrumento de avaliação clínica da subida e descida de escada em indivíduos com hemiparesia. Terapia Manual, v. 9, p. 334-342, 2012.

23.
HAUPENTHAL, A.2012HAUPENTHAL, A. ; VIRTUOSO, J. F. ; PEREIRA, N. D. ; SANTOS, D. P. ; ANDRADE, A. . Análise epistemológica dos estudos de conclusão de curso nos programas de Pós-Graduação com Doutorado do Brasil. Fisioterapia em Movimento (PUCPR. Impresso), v. 25, p. 141-151, 2012.

24.
CARDOSO, F. L.2012CARDOSO, F. L. ; MAZO, GZ ; SILVEIRA, R. A. ; VIRTUOSO, J. F. ; MENEZES, E. C. . Da juventude à velhice: sexualidade de idosos praticantes de atividade física. Arquivos Catarinenses de Medicina (Impresso), v. 41, p. 34-40, 2012.

25.
MEDEIROS, P. A.2012MEDEIROS, P. A. ; HEINZ, C. ; FILIPPIN, L. I. ; VIRTUOSO, J. F. ; STREIT, I. A. ; MAZO, GZ . Estudo correlacional entre parâmetros de avaliação da marcha e equilíbrio em idosas institucionalizadas. ConScientiae Saúde (Impresso), v. 11, p. 470-476, 2012.

26.
MAZO, GZ2012MAZO, GZ ; KRUG, R. R. ; VIRTUOSO, J. F. ; STREIT, I. A. ; BENETTI, M. Z. . Autoestima e depresão em idosos praticantes de exercícios físicos. Kinesis (Santa Maria), v. 30, p. 188-199, 2012.

27.
VIRTUOSO, J. F.2012VIRTUOSO, J. F.; MAZO, GZ ; MENEZES, E. C. . Prevalência, tipologia e sintomas de gravidade da incontinência urinária em mulheres idosas segundo a prática de atividade física. Fisioterapia em Movimento (PUCPR. Impresso), v. 25, p. 571-582, 2012.

28.
MAZO, GZ2012MAZO, GZ ; BENEDETTI, T. R. B. ; VIRTUOSO, J. F. ; KRUG, R. R. ; BENETTI, M. Z. . Nível de atividade física de idosos longevos residentes na Grande Florianópolis/SC. Revista de Ciências da Saúde (Maringá), v. 31, p. 25-33, 2012.

29.
MAZO, GZ2012MAZO, GZ ; KRUG, R. R. ; VIRTUOSO, J. F. ; LOPES, M. A. ; TAVARES, A. G. . Nível de Atividade Física de Idosos Longevos Participantes de Grupos de Convivência. BEPA. Boletim Epidemiológico Paulista (Online), v. 9, p. 4-14, 2012.

30.
SANTOS, G. M.2011SANTOS, G. M. ; SOUZA, A. C. S. ; VIRTUOSO, J. F. ; TAVARES, G. M. S. ; MAZO, GZ . Predictive values at risk of falling in physically active and no active elderly with Berg Balance Scale. Revista Brasileira de Fisioterapia (Online), v. 15, p. 95-101, 2011.

31.
KRUGER, A. P.2011 KRUGER, A. P. ; TONON, S. C. ; VIRTUOSO, J. F. . Home exercises for pelvic floor in continents women one year after physical therapy treatment for urinary incontinence: an observational study. Revista Brasileira de Fisioterapia (Online), v. 15, p. 351-356, 2011.

32.
VIRTUOSO, J. F.2011 VIRTUOSO, J. F.; MAZO, GZ ; MENEZES, E. C. . Incontinência urinária e função muscular perineal em idosas praticantes e não praticantes de atividade física regular. Revista Brasileira de Fisioterapia (Online), v. 15, p. 310-317, 2011.

33.
FEUSER, M. R.2011FEUSER, M. R. ; BERTOLDI, C. M. L. ; VIRTUOSO, J. F. ; TONON, S. C. ; LONGO, E. K. ; ESPINDOLA, D. S. . Comportamento da continência urinária após tratamento cirúrgico com faixa sintética (sling): um estudo de sete casos. Arquivos Catarinenses de Medicina (Impresso), v. 40, p. 41-46, 2011.

34.
STREIT, I. A.2011STREIT, I. A. ; MAZO, GZ ; VIRTUOSO, J. F. ; MENEZES, E. C. ; GONCALVES, E. . Aptidão física e ocorrência de quedas em idosos praticantes de exercícios físicos. Revista Brasileira de Atividade Física e Saúde, v. 16, p. 346-352, 2011.

35.
SILVA, G. D.2011SILVA, G. D. ; MAZO, GZ ; SANTOS, M. J. ; SOLDADO, G. C. D. ; ARAUJO, A. L. ; VIRTUOSO, J. F. . Efeito imediato de intervenções fisioterapêuticas no equilíbrio e na agilidade de parkinsonianos. Terapia Manual, v. 9, p. 569-576, 2011.

36.
VIRTUOSO, J. F.2010VIRTUOSO, J. F.; BALBE, G. P. ; MAZO, GZ ; PEREIRA, M. G. S. ; SANTOS, F. S. . Morbidade e Mortalidade da População Idosa de Florianópolis: Um estudo comparativo entre homens e mulheres. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia (UnATI. Impresso), v. 13, p. 215-223, 2010.

37.
GIODA, F. R.2010GIODA, F. R. ; MAZO, GZ ; SILVA, A. H. ; VIRTUOSO, J. F. . Dor Lombar: Relação entre Sexo e Estrato Etário em Idosos Praticantes de Atividades Físicas. Fitness & Performance Journal (Online), v. 9, p. 46-51, 2010.

38.
VIRTUOSO, J. F.2010VIRTUOSO, J. F.; HAUPENTHAL, A. ; PEREIRA, N. D. ; MARTINS, C. P. ; KNABBEN, R. J. ; ANDRADE, A. . A produção de conhecimento em fisioterapia: análise de periódicos nacionais (1996 a 2009). Fisioterapia em Movimento (PUCPR. Impresso), v. 24, p. 173-180, 2010.

39.
VIRTUOSO, J. F.2010VIRTUOSO, J. F.; TONON, S. C. ; KRUGER, A. P. ; MATTE, D. L. ; MAZO, GZ ; PARUCKER, N. B. B. ; BERETTA, R. . Resultados e adesão do tratamento fisioterapêutico em mulheres incontinentes atendidas na rede pública de saúde. Arquivos Catarinenses de Medicina (Impresso), v. 39, p. 61-67, 2010.

40.
MAZO, GZ2010MAZO, GZ ; SALIN, M. S. ; VIRTUOSO, J. F. ; BENETTI, M. Z. ; KRUG, R. R. ; BALBE, G. P. . Programa de Extensão Grupo de Estudos da Terceira Idade - GETI: uma proposta de promoção de saúde voltada à pessoa idosa. Udesc em Ação, v. 4, p. 1-15, 2010.

41.
VIRTUOSO, J. F.2009 VIRTUOSO, J. F.; BALBE, G. P. ; Dias ; MAZO, GZ . Sintomas de Incontinência Urinária em Idosos Praticantes de Atividade Física. Fitness & Performance Journal (Online), v. 8, p. 366-371, 2009.

42.
MAZO, GZ2009MAZO, GZ ; CARDOSO, A. S. ; DIAS, R.G. ; BALBE, G. P. ; VIRTUOSO, J. F. . Grupo de Estudos da Terceira Idade: Alternativa para Promoção do Envelhecimento Ativo. Revista Brasileira de Atividade Física e Saúde, v. 14, p. 65-70, 2009.

43.
HONORIO, G. J. S.2009HONORIO, G. J. S. ; PARUCKER, N. B. B. ; VIRTUOSO, J. F. ; KRUGER, A. P. ; TONON, S. C. ; FERREIRA, R. . Análise da qualidade de vida em mulheres com incontinência urinária antes e após tratamento fisioterapêutico. Arquivos Catarinenses de Medicina (Impresso), v. 38, p. 43-49, 2009.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
LUZ, S. C. T. ; VIRTUOSO, J. F. ; PUHLMANN, T. P. M. ; COAN, M. V. ; KRUGER, A. P. ; HONORIO, G. J. S. . Educação Perineal Progressiva EPP - em busca da continência urinária. 1. ed. São Paulo: Biblioteca 24 horas, 2011. v. 1. 98p .

Capítulos de livros publicados
1.
MAZO, GZ ; VIRTUOSO, J. F. ; BENETTI, M. Z. ; KRUG, R. R. ; SALIN, M. S. ; BALBE, G. P. . Produção de conhecimento do grupo de pesquisa atividade física, saúde e envelhecimento: os primeiros anos na pesquisa com o idoso. In: Mariângela da Rosa Afonso; Adriana Schüler Cavalli. (Org.). Trabalhando com a Terceira Idade: práticas interdisciplinares. 1ed.Pelotas: Editora e Gráfica UFPel, 2011, v. 1, p. 10-20.

2.
VIRTUOSO, J. F.; MAZO, GZ . Incontinência urinária na mulher idosa praticante de atividade física: abordagem multiprofissional dos fatores de risco modificáveis. In: Mariângela da Rosa Afonso; Adriana Schüler Cavalli. (Org.). Trabalhando com a Terceira Idade: práticas interdisciplinares. 1ed.Pelotas: Editora e Gráfica UFPel, 2011, v. 1, p. 20-30.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
VIRTUOSO, J. F.; MOSCA, L. S. ; MENEZES, F. S. ; OLIVEIRA, T. P. . Fisioterapia e Técnica de Mulligan Após Cirurgia na Lesão de Bankart - um estudo de caso. In: Congresso Mundial de Educação Física, 23º Congresso Internacional de Educação Física - FIEP 2008, Congresso de Fisioterapia do Mercosul, V Congresso Brasileiro Científico da FIEP, 2008, Foz do Iguaçu. FIEP Bulletin, 2008. v. 78. p. 329-332.

2.
VIRTUOSO, J. F.; TONON, S. C. ; KRUGER, A. P. ; HONORIO, G. J. S. . Cinesioterapia e Eletroestimulação Endovaginal no Tratamento de Mulheres com Incontinência Urinária de Esforço no Período Menopausal. In: Congresso Mundial de Educação Física, 23º Congresso Internacional de Educação Física - FIEP 2008, Congresso de Fisioterapia do Mercosul, V Congresso Brasileiro Científico da FIEP, 2008, Foz do Iguaçu. FIEP Bulletin, 2008. v. 78. p. 354-357.

3.
KRUGER, A. P. ; VIRTUOSO, J. F. ; TONON, S. C. ; HONORIO, G. J. S. . Incontinência Urinária e Tratamento Fisioterapêutico: Avaliação dos Resultados. In: 22º Congresso Internacional de Educação Física - FIEP 2007, IV Congresso Científico Latino Americano da FIEP e IV Congresso Brasileiro Científico da FIEP, 2007, Foz do Iguaçu. FIEP Bulletin, 2007. v. 77. p. 481-483.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
VIRTUOSO, J. F.; MAZO, GZ ; MENEZES, E. C. . Fatores de risco para incontinência urinária em mulheres idosas: análise dos fatores modificáveis por meio da prática de atividade física. In: XIX Congresso Brasileiro Fisioterapia, 2011, Florianópolis. Anais do XIX Congresso Brasileiro Fisioterapia, 2011.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
PAGANINI, B. S. ; PEREIRA, F. ; SCARABELOT, K. S. ; GONCALVES, M. ; VIRTUOSO, J. F. . Ocorrência de incontinência urinária e função dos músculos do assoalho pélvico em atletas amadoras: uma série de casos. In: 5º Congresso Internacional de Fisioterapia Pélvica, 2017, Curitiba. Anais do 5º Congresso Internacional de Fisioterapia Pélvica, 2017.

2.
MAZO, GZ ; BENEDETTI, T. R. B. ; MENEZES, E. C. ; VIRTUOSO, J. F. . Effect of training with weight and pelvic floor muscles on urinary loss and quality of life of older women with urinary incontinence. In: ISBNPA International Society of Behavioral Nutrition and Physical Activity, 2017, Victoria, Canadá. Abstract Book ISBNPA, 2017.

3.
CAPELETTO, E. ; MENEZES, E. C. ; FALEIRO, D. J. A. ; FANK, F. ; PORTO, R. M. ; VIRTUOSO, J. F. ; MAZO, GZ . Motivos de desistência do treinamento para os músculos do assoalho pélvico e da atividade física regular de idosas com e sem incontinência urinária: um estudo de follow-up de 24 meses. In: XI Congresso Brasileiro de Atividade Física e Saúde, 2017, Florianópolis. Anais do XI Congresso Brasileiro de Atividade Física e Saúde, 2017.

4.
GONCALVES, M. ; ROQUE, B. R. ; PEREIRA, F. ; SCARABELOT, K. S. ; VIRTUOSO, J. F. . Sintomas de incontinência urinária em gestantes com distúrbios metabólicos atendidas na rede pública do município de Araranguá-SC. In: 9º Congresso Internacional de Fisioterapia, 2017, Porto Alegre. Anais do 9º Congresso Internacional de Fisioterapia, 2017.

5.
ANTUNES, M. M. U. ; PEREIRA, F. ; SCARABELOT, K. S. ; GONCALVES, M. ; MAZO, GZ ; VIRTUOSO, J. F. . SINTOMAS DE BEXIGA HIPERATIVA EM IDOSOS PRATICANTES DE EXERCÍCIO FÍSICO. In: VIII JORNADA CATARINENSE DE GERIATRIA E GERONTOLOGIA, 2017, Criciúma. Anais da VIII JORNADA CATARINENSE DE GERIATRIA E GERONTOLOGIA, 2017.

6.
SILVA, T. ; TOMAZI, F. D. P. ; AVELAR, N. C. P. ; VIRTUOSO, J. F. ; LIMANA, M. D. . Efeito da laserterapia de baixa intensidade na sintomatologia, na depressão e na qualidade de vida e de sono de uma paciente com diagnóstico de fibromialgia: um estudo de caso. In: II Jornada de Fisioterapia da UFSC, 2016, Araranguá. Anais da II Jornada de Fisioterapia da UFSC, 2016.

7.
ISFER, Y. F. ; DE-TOFFOL, J. C. ; SCHNEIDER, M. S. ; VIRTUOSO, J. F. . O conhecimento das gestantes atendidas pelo projeto amamentar sobre a prática da amamentação: a importância da fisioterapia. In: II Jornada de Fisioterapia da UFSC, 2016, Araranguá. Anais da II Jornada de Fisioterapia da UFSC, 2016.

8.
VIRTUOSO, J. F.; SILVA, L. L. ; MENEZES, E. C. ; MAZO, GZ . Tratamento da incontinência urinária em mulheres idosas a partir do treinamento com pesos associado ao treinamento dos músculos do assoalho pélvico: um ensaio clínico randomizado. In: II Jornada de Fisioterapia da UFSC, 2016, Araranguá. Anais da II Jornada de Fisioterapia da UFSC, 2016.

9.
PEREIRA, F. ; PAGANINI, B. S. ; LIMANA, M. D. ; VIRTUOSO, J. F. . Perfil de mulheres com sintomas de dispareunia que procuram tratamento fisioterapeutico. In: II Jornada de Fisioterapia da UFSC, 2016, Araranguá. Anais da II Jornada de Fisioterapia da UFSC, 2016.

10.
COLARES, S. S. ; CORREA, V. P. ; MENEZES, E. C. ; MAZO, GZ ; VIRTUOSO, J. F. . Atividades de perda urinária em mulheres submetidas ao treinamento dos músculos do assoalho pélvico associado à prática de musculação: um estudo clínico randomizado. In: II Jornada de Fisioterapia da UFSC, 2016, Araranguá. Anais da II Jornada de Fisioterapia da UFSC, 2016.

11.
PEREIRA, F. ; PAGANINI, B. S. ; SCARABELOT, K. S. ; HAUPENTHAL, A. ; AVELAR, N. C. P. ; LIMANA, M. D. ; VIRTUOSO, J. F. . Função sexual em mulheres com dispareunia: uma proposta por meio de cinesioterapia para os músculos do assoalho pélvico. In: I Congresso Internacional de Fisioterapia em Pelviperineologia, 2016, Salvador - BA. Anais do I Congresso Internacional de Fisioterapia em Pelviperineologia, 2016.

12.
VIRTUOSO, J. F.; NUNES, I. ; BRUNAZO, P. F. ; PEREIRA, F. ; MENEZES, E. C. ; MAZO, GZ . Atividades de perda urinária em mulheres submetidas a musculação e cinesioterapia para os músculos do assoalho pélvico. In: I Congresso Internacional de Fisioterapia em Pelviperineologia, 2016. Anais do I Congresso Internacional de Fisioterapia em Pelviperineologia, 2016.

13.
MENEZES, E. C. ; VIRTUOSO, J. F. ; PORTO, R. M. ; SPERANDIO, F. F. ; ROZA, T. ; LUZ, S. C. T. ; MAZO, GZ . Efeito do treinamento dos músculos do assoalho pélvico associado à musculação na qualidade de vida de idosas com incontinência urinária: um ensaio clínico. In: I Congresso Internacional de Fisioterapia em Pelviperineologia, 2016, Salvador - BA. Anais do I Congresso Internacional de Fisioterapia em Pelviperineologia, 2016.

14.
MAZO, GZ ; VIRTUOSO, J. F. ; MENEZES, E. C. ; CUNHA, L. S. O. . Índice de conicidade e presença de incontinência urinária em idosas fisicamente ativas. In: X Seminário Internacional de Educação Física, Lazer e Saúde, 2014, Florianópolis. Anais do X Seminário Internacional de Educação Física, Lazer e Saúde, 2014.

15.
CUNHA, L. S. O. ; SILVA, L. L. ; VIRTUOSO, J. F. ; MENEZES, E. C. ; MAZO, GZ . Treinamento com pesos: estratégia para manutençõ da continência urinária após tratamento fisioterapêutico. In: VI Encontro Catarinense de Gerontologia e I Seminário sobre Envelhecimento e Institucionalização, 2014, Florianópolis. Anais do VI Encontro Catarinense de Gerontologia e I Seminário sobre Envelhecimento e Institucionalização, 2014.

16.
VIRTUOSO, J. F.; CUNHA, L. S. O. ; MENEZES, E. C. ; MAZO, GZ . Perda urinária em mulheres idosas durante a prática de exercício físico com estímulo de contração dos músculos do assoalho pélvico. In: IX Congresso Brasileiro de Atividade Física e Saúde, 2013, Curitiba. Anais do IX Congresso Brasileiro de Atividade Física e Saúde, 2013.

17.
SALIN, M. S. ; VIRTUOSO, J. F. ; MAZO, GZ . Motivos de ingresso e permanência dos idosos na Academia da Melhor Idade de Joinville-SC. In: IX Congresso Brasileiro de Atividade Física e Saúde, 2013, Curitiba. Anais do IX Congresso Brasileiro de Atividade Física e Saúde, 2013.

18.
MENEZES, E. C. ; VIRTUOSO, J. F. ; MAZO, GZ . Mulheres idosas com autorrelato de incontinência urinária não apresentam perda urinária durante a prática de diferentes modalidades de exercícios físicos. In: XII Seminário Internacional sobre Atividades Físicas para a Terceira Idade, 2013, Brasília. Anais do XII Seminário Internacional sobre Atividades Físicas para a Terceira Idade, 2013.

19.
CUNHA, L. S. O. ; VIRTUOSO, J. F. ; MAZO, GZ . Efeito imediato do exercício físico, com e sem estímulo de contração perineal, na ocorrência de perda urinária em mulheres idosas. In: 23º Seminário de Iniciação Científica da UDESC, 2013, Florianópolis. Anais do 23º Seminário de Iniciação Científica da UDESC, 2013.

20.
MAZO, GZ ; VIRTUOSO, J. F. . The practice of physical exercise is a modifiable factor for urge urinary incontinence in older. In: 59th Annual Meeting of the American College of Sports Medicine and World Congress on Exercise is Medicine, 2012, San Francisco, California. Anais do 59th Annual Meeting of the American College of Sports Medicine and World Congress on Exercise is Medicine, 2012.

21.
NEPOMUCENO, A. ; SALIN, M. S. ; VIRTUOSO, J. F. ; MAZO, GZ . Idosos participantes da Academia da Melhor Idade: motivos para o ingresso e permanência, nível de satisfação e recomendações para o programa. In: 22º Seminário de Iniciação Científica da Universidade do Estado de Santa Catarina - 22º SIC UDESC, 2012, Florianópolis. Anais do 22º Seminário de Iniciação Científica da Universidade do Estado de Santa Catarina - 22º SIC UDESC, 2012.

22.
SANDRESCHI, P. F. ; KRUG, R. R. ; LOPES, M. A. ; VIRTUOSO, J. F. ; MAZO, GZ . Idosos Longevos e Prática de Atividade Física. In: 22º Seminário de Iniciação Científica da Universidade do Estado de Santa Catarina - 22º SIC UDESC, 2012, Florianópolis. Anais do 22º Seminário de Iniciação Científica da Universidade do Estado de Santa Catarina - 22º SIC UDESC, 2012.

23.
SALIN, M. S. ; WEIERS, G. ; BALBE, G. P. ; VIRTUOSO, J. F. ; MAZO, GZ . Índice de massa corporal. circunferência da cintura e idade: influencia na flexibilidade de idosos participantes das academias da melhor idade de Joinville. In: 10º Fórum Internacional de Esportes, 2011, Florianópolis. Anais 10º Fórum Internacional de Esportes, 2011.

24.
MENEZES, E. C. ; MAZO, GZ ; VIRTUOSO, J. F. . Perineometria e presença de incontinência urinária em idosas praticantes e não particantes de exercício físico. In: XI Seminário Internacional sobre Atividades Físicaspara Terceira Idade, 2011, Curitiba. Brazilian Journal of Sports and Exercise Research, 2011. v. 2. p. 91-91.

25.
STREIT, I. A. ; MAZO, GZ ; VIRTUOSO, J. F. ; MENEZES, E. C. ; GONCALVES, E. . Aptidão física e ocorrência de quedas em idosos praticantes e não praticantes de exercícios físicos. In: XI Seminário Internacional sobre Atividades Físicaspara Terceira Idade, 2011, Curitiba. Brazilian Journal of Sports and Exercise Research, 2011. v. 2. p. 167.

26.
SALIN, M. S. ; VIRTUOSO, J. F. ; BALBE, G. P. ; WEIERS, G. ; MAZO, GZ . Nível de satisfação e motivos de adesão à prática de exercícios físicos nas academias da melhor idade no município de Joinville-SC. In: XI Seminário Internacional sobre Atividades Físicas para Terceira Idade, 2011, Curitiba. Brazilian Journal of Sports and Exercise Research, 2011. v. 2. p. 171-171.

27.
MAZO, GZ ; SALIN, M. S. ; VIRTUOSO, J. F. ; KRUG, R. R. ; BENETTI, M. Z. ; STREIT, I. A. ; GONCALVES, E. ; MENEZES, E. C. ; QUINAUD, P. T. ; ANTUNES, G. A. . Programa de extensão Grupo de Estudos da Terceira Idade - GETI: uma proposta de responsabilidade social para a comunidade idosa. In: XII Fórum Nacional de Coordenadores de Projetos de Terceira Idade de Instituições de Ensino Superior, 2011, Manaus. Anais do XII Fórum Nacional de Coordenadores de Projetos de Terceira Idade de Instituições de Ensino Superior, 2011.

28.
SALIN, M. S. ; WEIERS, G. ; VIRTUOSO, J. F. ; BALBE, G. P. ; MAZO, GZ . Aptidão física dos idosos participantes do programa academia da melhor idade de Joinville. In: XII Fórum Nacional de Coordenadores de Projetos de Terceira Idade de Instituições de Ensino Superior, 2011, Manaus. Anais do XII Fórum Nacional de Coordenadores de Projetos de Terceira Idade de Instituições de Ensino Superior, 2011.

29.
VIRTUOSO, J. F.; MAZO, GZ ; MENEZES, E. C. . Fatores de risco para incontinência urinária em mulheres idosas segundo à prática de atividade física. In: VIII Congresso Brasileiro de Atividade Física e Saúde, 2011, Gramado. Anais do VIII Congresso Brasileiro de Atividade Física e Saúde, 2011.

30.
VIRTUOSO, J. F.; MAZO, GZ ; MENEZES, E. C. . Evaluation of Function Perineal Muscles in Elderly Practitioners and non Practitioners of Physical Activity Regular. In: 3rd International Physiotherapy Congress on Uro-Oncology, 2010, Curitiba. Anais do 3rd International Physiotherapy Congress on Uro-Oncology, 2010.

31.
VIRTUOSO, J. F.; KRUGER, A. P. ; TONON, S. C. . Sexual Activity and Pelvic Floor Muscles Function: a study in women with stress urinary incontinence. In: 3rd International Physiotherapy Congress on Uro-Oncology, 2010, Curitiba. Anais do 3rd International Physiotherapy Congress on Uro-Oncology, 2010.

32.
VIRTUOSO, J. F.; MAZO, GZ ; MENEZES, E. C. ; BALBE, G. P. ; Dias ; CARDOSO, A. S. ; SALIN, M. S. . Padrão de Acesso aos Serviços de Saúde por Idosos Praticantes de Atividade Física. In: 2º Congresso Brasileiro de Gerontologia Social, 2010, Florianópolis. Anais do 2º Congresso Brasileiro de Gerontologia Social, 2010.

33.
VIRTUOSO, J. F.; MENEZES, E. C. ; BENETTI, M. Z. ; QUINAUD, P. T. ; GIL, P. ; BALBE, G. P. ; SALIN, M. S. . Relação entre Tempo de Menopausa e Força de Preensão Manual entre Idosas Praticantes de Atividades Físicas. In: 2º Congresso Brasileiro de Gerontologia Social, 2010, Florianópolis. Anais do 2º Congresso Brasileiro de Gerontologia Social, 2010.

34.
LUCA, A. A. ; VIRTUOSO, J. F. ; MAZO, GZ . Sintomas de Incontinência Urinária de Esforço e Índice de Massa Corporal em Idosas Fisicamente Ativas. In: 2º Congresso Brasileiro de Gerontologia Social, 2010, Florianópolis. Anais do 2º Congresso Brasileiro de Gerontologia Social, 2010.

35.
BALBE, G. P. ; VIRTUOSO, J. F. ; MAZO, GZ ; BENETTI, M. Z. ; KRUG, R. R. ; CONCEICAO, J. C. R. ; MENEZES, E. C. ; GONCALVES, E. . Resiliência e Qualidade de Vida de Idosos Praticantes de Atividade Física - um estudo piloto. In: 2º Congresso Brasileiro de Gerontologia Social, 2010, Florianópolis. Anais do 2º Congresso Brasileiro de Gerontologia Social, 2010.

36.
SALIN, M. S. ; MAZO, GZ ; VIRTUOSO, J. F. ; BALBE, G. P. ; BENETTI, M. Z. ; PRATES, C. E. . Resistência Aeróbica e Índice de Massa Corporal de Idosos Praticantes de Atividade Física. In: 2º Congresso Brasileiro de Gerontologia Social, 2010, Florianópolis. Anais do 2º Congresso Brasileiro de Gerontologia Social, 2010.

37.
LONGO, E. K. ; VIRTUOSO, J. F. ; KRUGER, A. P. ; TONON, S. C. ; BERTOLDI, C. M. L. ; FEUSER, M. R. ; ORSI, L. ; ESPINDOLA, D. S. . Função Muscular Perineal de Idosas Incontinentes Ativas e Não Ativas Sexualmente. In: 2º Congresso Brasileiro de Gerontologia Social, 2010, Florianópolis. Anais do 2º Congresso Brasileiro de Gerontologia Social, 2010.

38.
LONGO, E. K. ; VIRTUOSO, J. F. ; KRUGER, A. P. ; TONON, S. C. ; BERTOLDI, C. M. L. ; FEUSER, M. R. ; ORSI, L. ; ESPINDOLA, D. S. . Proposta de Tratamento COnservador para Mulheres com Incontinência Urinária de Esforço no Período Menopausal. In: 2º Congresso Brasileiro de Gerontologia Social, 2010, Florianópolis. Anais do 2º Congresso Brasileiro de Gerontologia Social, 2010.

39.
VIRTUOSO, J. F.; MAZO, GZ ; LUCA, A. A. . Sintomas de Incontinência Urinária e Índice de Massa Corporal em Idosas Praticantes de Atividades Físicas. In: XVII Congresso Brasileiro de Geriatria e Gerontologia, 2010, Belo Horizonte. Anais do XVII Congresso Brasileiro de Geriatria e Gerontologia, 2010.

40.
MAZO, GZ ; SILVA, A. H. ; GONCALVES, L. T. ; BENEDETTI, T. R. B. ; CLAUDINO, R. ; VIRTUOSO, J. F. . Análise da Aptidão Física de Idosos Institucionalizados: um estudo interinstitucional. In: XVII Congresso Brasileiro de Geriatria e Gerontologia, 2010, Belo Horizonte. Anais do XVII Congresso Brasileiro de Geriatria e Gerontologia, 2010.

41.
VIRTUOSO, J. F.; BALBE, G. P. ; DIAS, R.G. ; MAZO, GZ . Sintomas de Incontinência Urinária em Idosos Praticantes de Atividade Física. In: VI Congresso Sul Brasileiro de Geriatria e Gerontologia, 2009, Florianópolis. Anais do VI Congresso Sul Brasileiro de Geriatria e Gerontologia, 2009.

42.
VIRTUOSO, J. F.; KRUGER, A. P. ; TONON, S. C. . Avaliação Funcional do Assoalho Pélvico em Mulheres Idosas e Não Idosas com Diagnóstico Clínico de Incontinência Urinária de Esforço. In: VI Congresso Sul Brasileiro de Geriatria e Gerontologia, 2009, Florianópolis. Anais do VI COngresso Sul Brasileiro de geriatria e Gerontologia, 2009.

43.
MAZO, GZ ; BENEDETTI, T. R. B. ; CONCEICAO, J. C. R. ; CARDOSO, A. S. ; DIAS, R.G. ; VIRTUOSO, J. F. ; MENEZES, E. C. ; BALBE, G. P. ; GARCIA, G. S. . Análise da cognição e estresse percebido em idosos antes e após 12 semanas de exercício físico. In: X Seminário Internacional sobre Atividades Físicas para Terceira Idade, 2009, Maceió / AL. Anais do X Seminário Internacional sobre Atividades Físicas para Terceira Idade, 2009.

44.
MAZO, GZ ; SANTOS, F. A. A. ; CARDOSO, A. S. ; BALBE, G. P. ; BENEDETTI, T. R. B. ; VIRTUOSO, J. F. ; DIAS, R.G. ; SALIN, M. S. ; GARCIA, G. S. ; MENEZES, E. C. ; CONCEICAO, J. C. R. . Aptidão Física, Suporte Social e estado de Saúde de Idosos Praticantes de Ginástica de Florianópolis. In: X Seminário Internacional sobre Atividades Físicas para Terceira Idade, 2009, Maceió / AL. Anais do X Seminário Internacional sobre Atividades Físicas para Terceira Idade, 2009.

45.
MAZO, GZ ; BENEDETTI, T. R. B. ; DIAS, R.G. ; VIRTUOSO, J. F. ; BALBE, G. P. . Programa Floripa Ativa: Iniciativa Inovadora nos Centros de Saúde de Florianópolis. In: VII Congresso Brasileiro de Atividade Física e Saúde, 2009, Porto de Galinhas. Atividade Física no Sistema Único de Saúde: da Atenção Básica às Ações Intersetoriais, 2009. v. 1. p. 72-72.

46.
SALIN, M. S. ; GARCIA, G. S. ; BALBE, G. P. ; VIRTUOSO, J. F. ; BENEVIDES JUNIOR, D. P. . Resistência Aeróbica Geral e Força Muscular de Idosos Praticantes de Exercícios Físicos. In: VI Congresso Sul Brasileiro de Geriatria e Gerontologia, 2009, Florianópolis. Anais do VI Congresso Sul Brasileiro de Geriatria e Gerontologia, 2009.

47.
MAZO, GZ ; RODRIGUES, S. A. ; BALBE, G. P. ; VIRTUOSO, J. F. . Grupo de Estudos da Terceira Idade - GETI: a Atuação da Universidade do Estado de Santa Catarina no Trabalho Voltado à Pessoa Idosa. In: XI Fórum Nacional de Coordenadores de Projetos da Terceira Idade de Instituições de Ensino Superior, 2009, Recife. Anais do XI Fórum Nacional de Coordenadores de Projetos da Terceira Idade de Instituições de Ensino Superior, 2009.

48.
NATALIO, M. A. ; NUNES, G. S. ; VIRTUOSO, J. F. ; MICHAELSEN, S. M. . Análise Cinemática Qualitativa da Subida e Descida de Escada em Hemiparéticos. In: XVIII Congresso Brasileiro de Fisioterapia, 2009, Rio deJaneiro. Anais do XVIII Congresso Brasileiro de Fisioterapia, 2009.

49.
NATALIO, M. A. ; NUNES, G. S. ; VIRTUOSO, J. F. ; MICHAELSEN, S. M. ; TEIXEIRA-SALMELA, L. F. . Desenvolvimento de Instrumento de Avaliação da Locomoção sobre Escadas Pós-AVE. In: XVIII Congresso Brasileiro de Fisioterapia, 2009, Rio deJaneiro. Anais do XVIII Congresso Brasileiro de Fisioterapia, 2009.

50.
KRUGER, A. P. ; TONON, S. C. ; VIRTUOSO, J. F. . Atendimento Fisioterapêutico pela Rede Pública de saúde: perfil sócio demográfico e clínico de mulheres com incontinência urinária de esforço. In: II Intercobraf Congresso Brasileiro de Fisioterapia, 2008, Curitiba. Anais do II Intercobraf Congresso Brasileiro de Fisioterapia, 2008.

51.
VIRTUOSO, J. F.; TONON, S. C. ; KRUGER, A. P. ; HONORIO, G. J. S. . Avaliação dos Resultados do Tratamento Fisioterapeutico em Pacientes com Incontinência Urinária de Esforço. In: III Congresso Catarinense de Obstetrícia e Ginecologia, 2007, Joinville. Trabalhos Científicos do III Congresso Catarinense de Obstetrícia e Ginecologia, 2007.

52.
VIRTUOSO, J. F.; TONON, S. C. ; KRUGER, A. P. ; HONORIO, G. J. S. ; PARUCKER, N. B. B. ; HANAI, S. . Estudo da Qualidade de Vida de Mulheres Incontinentes em Tratamento Conservador no Climatério. In: III Congresso Catarinense de Obstetrícia e Ginecologia, 2007, Joinville. Trabalho Científicos do III Congresso Catarinense de Obstetrícia e Ginecologia, 2007.

Artigos aceitos para publicação
1.
VIRTUOSO, J. F.; LUCA, A. A. ; MAZO, GZ ; MENEZES, E. C. . Sobrepeso e Incontinência Urinária: um estudo de associação em idosas praticantes de exercícios físicos. Fitness & Performance Journal (Online), 2013.

Apresentações de Trabalho
1.
ANTUNES, M. M. U. ; PEREIRA, F. ; SCARABELOT, K. S. ; GONCALVES, M. ; MAZO, GZ ; VIRTUOSO, J. F. . Sintomas de bexiga hiperativa em idosos praticantes de exercício físico. 2017. (Apresentação de Trabalho/Outra).

2.
KRUGER, A. P. ; VIRTUOSO, J. F. ; TONON, S. C. . Atendimento Fisioterapêutico pela Rede Pública de saúde: perfil sócio demográfico e clínico de mulheres com incontinência urinária de esforço. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
VIRTUOSO, J. F.; TONON, S. C. ; KRUGER, A. P. . PERFIL SÓCIO DEMOGRÁFICO E CLÍNICO DE MULHERES COM INCONTINÊNCIA URINÁRIA DE ESFORÇO ATENDIDAS PELA REDE PÚBLICA DE SAÚDE. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
VIRTUOSO, J. F.; KRUGER, A. P. ; TONON, S. C. . Tratamento Fisioterapêutico para Mulheres com Incontinência Urinária de Esforço Usuárias do Sistema Único de Saúde. 2008. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

5.
VIRTUOSO, J. F.; TONON, S. C. ; KRUGER, A. P. ; HONORIO, G. J. S. ; HANAI, S. ; PARUCKER, N. B. B. . Estudo da Qualidade de Vida de Mulheres com Incontinência Urinária de Esforço: Necessidade de Prevenção. 2007. (Apresentação de Trabalho/Outra).

6.
KRUGER, A. P. ; VIRTUOSO, J. F. ; PARUCKER, N. B. B. ; TONON, S. C. ; HONORIO, G. J. S. ; HANAI, S. . Estudo da Qualidade de Vida de Mulheres Incontinentes em Tratamento Conservador no Climatério. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
VIRTUOSO, J. F.; TONON, S. C. ; KRUGER, A. P. ; HONORIO, G. J. S. . Avaliação dos Resultados do Tratamento Fisioterapêutico em Pacientes com Incontinência Urinária de Esforço. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

8.
VIRTUOSO, J. F.; TONON, S. C. ; PARUCKER, N. B. B. ; HANAI, S. ; KRUGER, A. P. ; HONORIO, G. J. S. . Cinesioterapia e Eletroestimulação Endovaginal no Tratamento de Mulheres com Incontinência Urinária de Esforço no Período Menopausal.. 2007. (Apresentação de Trabalho/Outra).


Demais tipos de produção técnica
1.
VIRTUOSO, J. F.. Fisioterapia em Uroginecologia: Reabilitação Funcional d Assoalho Pélvico.. 2014. .

2.
VIRTUOSO, J. F.. Oficina de Atualização - SPSS. 2012. .

3.
VIRTUOSO, J. F.. Fisioterapia em Uroginecologia: Reabilitação do Assoalho Pélvico. 2012. .

4.
VIRTUOSO, J. F.. Fisioterapia em Uroginecologia: Reabilitação Funcional do Assoalho Pélvico. 2011. .

5.
VIRTUOSO, J. F.. Gestação: Como a Fisioterapia pode me ajudar?. 2007. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Folder).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
MAZO, GZ; VIRTUOSO, J. F.; COSTA, V. P.; ROZA, T.. Participação em banca de Eduardo Capeletto. Fatores de risco associados à perda urinária e motivos pessoais para a continuidade da prática dos exercícios para os músculos do assoalho pélvico e atividade física regular de idosas com e sem incontinência urinária: um estudo de follow-up de 24 meses. 2017. Dissertação (Mestrado em Ciências do Movimento Humano) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

2.
LUZ, S. C. T.; ROZA, T.; VIRTUOSO, J. F.; HONORIO, G. J. S.; BERTOLDI, C. M. L.; KOCK, D. B.. Participação em banca de Keyla Mara dos Santos. Avaliação muscular, função sexual e quantificação da perda urinária durante o treino em atletas nulíparas continentes e incontinentes. 2017. Dissertação (Mestrado em Ciências do Movimento Humano) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

3.
MAZO, GZ; GONCALVES, A. K.; CARDOSO, F. L.; VIRTUOSO, J. F.. Participação em banca de Eduardo Hauser. Avaliação do equilíbrio corporal em idosas praticantes de atividade física: valores de referência e fatores associados. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciências do Movimento Humano) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

4.
MAZO, GZ; GURJAO, A. L. D.; VIRTUOSO, J. F.; CARDOSO, F. L.. Participação em banca de Enaiane Cristina Menezes. Efeito Agudo do Exercício Resistido na Perda Urinária de Mulheres Idosas com Incontinência Urinária: Comparação entre Diferentes Intensidades. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciências do Movimento Humano) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
BEZERRA, P. P.; PACHECO, R.; VIRTUOSO, J. F.. Participação em banca de Layse Biz de Quadros.Acidente vascular encefálico como fator de risco para incontinência urinária em idosos institucionalizados. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

2.
ROZA, T.; LUZ, S. C. T.; HONORIO, G. J. S.; VIRTUOSO, J. F.. Participação em banca de Lislayne Luiza da Silva.Comparação da função sexual entre mulheres nulíparas atletas e não atletas. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

3.
LIMANA, M. D.; VIRTUOSO, J. F.; BAJOTTO, A. P.. Participação em banca de Danieli de Cristo e Maiara Gonsalves Venson.Prevalência de doenças reumáticas no município Balneário Arroio do Silva. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

4.
AVELAR, N. C. P.; LIMANA, M. D.; VIRTUOSO, J. F.. Participação em banca de Leticia Ferronato.Efeito agudo da estimulação elétrica nervosa transcutânea (TENS) no desempenho funcional de idosos com osteoartrite de joelhos: um ensaio clínico randomizado.. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

5.
LIMANA, M. D.; VIRTUOSO, J. F.; BAJOTTO, A. P.. Participação em banca de Débora Silva Marcelino e Crislaine Savi Candido.Efeito das intervenções fisioterápicas no equilíbrio de idosos saudáveis: uma revisão sistemática. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

6.
LIMANA, M. D.; VIRTUOSO, J. F.; AVELAR, N. C. P.. Participação em banca de Flavia Dal Pont Tomazi.Efeito da laserterapia de baixa intensidade em mulheres com diagnóstico de fibromialgia: um estudo clínico randomizado. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

7.
CARDOSO, F. L.; TEIXEIRA, F. A.; SPERANDIO, F. F.; VIRTUOSO, J. F.. Participação em banca de Ilana Siqueira.Quociente sexual feminino antes e após prática de exercício do assoalho pélico em mulheres com incontinência urinária. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

8.
BELMONTE, L. M.; VIRTUOSO, J. F.; LIMA, I. A. X.. Participação em banca de Helen Marcia Oliveira Soares de Souza e Jonathan Elias Welte.Levantamento dos afastamentos entre profissionais de saúde de um Hospital Público do Estado de Santa Catarina. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade do Sul de Santa Catarina.

9.
SPERANDIO, F. F.; VIRTUOSO, J. F.; WITTKOPF, P. G.. Participação em banca de Matheus Pereira Peres Martins.Validade e reprodutibilidade female sexual function indez administrativo via telefone celular. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

10.
LUZ, S. C. T.; VIRTUOSO, J. F.; BERTOLDI, C. M. L.; HONORIO, G. J. S.. Participação em banca de Karla Thayse Kaestner.Educação em saúde e incontinência urinária: avaliação do nível de conhecimento de mulheres usuárias da rede pública de saúde. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

11.
LUZ, S. C. T.; VIRTUOSO, J. F.; BERTOLDI, C. M. L.; HONORIO, G. J. S.. Participação em banca de Marilia Cavalli de Oliveira.Avaliação do assoalho pélvico e da qualidade de vida de mulheres com incontinência urinária antes e após a realização de proposta cinesioterapeutica denominada Educação Perineal Progressiva - EPP. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

12.
CARDOSO, F. L.; VIRTUOSO, J. F.; FERRARI, E. P.. Participação em banca de Viviane Avila da Rosa.Relação entre paridade e incontinência uriária em mulheres adultas. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

13.
MAZO, GZ; VIRTUOSO, J. F.; SOUZA, A. C. S.. Participação em banca de Luis Paulo Perdoná Gregório.Os testes ?Timed Up and Go? clássica e cognitivo não associam-se com a ocorrência de quedas e idosos praticantes de exercícios físicos. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

14.
MAZO, GZ; VIRTUOSO, J. F.; PELEGRINI, A.; LOCH, M. S. G.. Participação em banca de Enaiane Cristina Menezes.Mulheres idosas com autorrelato de incontinência urinária não apresentam perda urinária durante prática de diferentes modalidades de exercício físico. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

15.
MAZO, GZ; VIRTUOSO, J. F.; STREIT, I. A.. Participação em banca de Kellen Cristine da Silva Gonçalves.Comparação da qualidade de vida segundo a aptidão física de idosos praticantes de atividades aquáticas. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

16.
KORN, S.; CUNHA, A.; VIRTUOSO, J. F.. Participação em banca de Geovani da Costa Pereira.A perda da flexibilidade e força de membros superiores durante o período de férias nos idosos do grupo de ginástica Bandeitante do Programa Viver Ativo. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

17.
ESPINDOLA, D. S.; TONON, S. C.; BERTOLDI, C. M. L.; VIRTUOSO, J. F.. Participação em banca de Francine Letícia da Silva.Impacto da Incontinência Urinária na Qualidade de Vida de Idosos Residentes em Instituição Asilar. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

18.
BERTOLDI, C. M. L.; MATTE, D. L.; ESPINDOLA, D. S.; VIRTUOSO, J. F.. Participação em banca de Rafaella Rodrigues Medeiros.Programa de Hidroterapia para Gestantes Usuárias do Sistema Único de Saúde (SUS) no Sul do Brasil: da implementação às rotinas estabelecidas. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

19.
BERTOLDI, C. M. L.; VIRTUOSO, J. F.; KRUGER, A. P.; ESPINDOLA, D. S.. Participação em banca de Marina da Silva Kleinubing.Fatores de Risco para Incontinência Urinária em Profissionais de Enfermagem de uma Maternidade Pública de Florianópolis. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

20.
BERTOLDI, C. M. L.; TONON, S. C.; VIRTUOSO, J. F.; ESPINDOLA, D. S.. Participação em banca de Elke Karine Longo.Dados Clínicos e Exame Urodinâmico na Definição do Diagnóstico e Tratamento da Incontinência Urinária de Esforço: uma revisão sistemática da literatura. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

21.
MAZO, GZ; SANTOS, M. J.; VIRTUOSO, J. F.; CLAUDINO, R.. Participação em banca de Gabriel D'Oliveira da Silva.Efeito Imediato do Tratamento Fisioterapêutico em Pacientes Parkinsonianos. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

22.
MAZO, GZ; CAPUTO, F.; VIRTUOSO, J. F.. Participação em banca de Júlio Cesar Rodrigues da Conceição.Aptidão Física e Qualidade do Sono em Idosos Praticantes de Exercícios Físicos. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

23.
BERTOLDI, C. M. L.; TONON, S. C.; ESPINDOLA, D. S.; VIRTUOSO, J. F.. Participação em banca de Marília Rohling Feuser.Qualidade de Vida Após Tratamento Cirurgico de Sling com Faixa Sintética na Incontinência Urinária. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em fisioterapia) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

24.
MAZO, GZ; VIRTUOSO, J. F.; KORN, S.. Participação em banca de Amanda Almeida Luca.Incontinência Urinária em Idosos Ativos Fisiocamente. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade do Estado de Santa Catarina.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Outras participações
1.
BUNDCHEN, D. C.; MARCOLINO, A. M.; VIRTUOSO, J. F.. Banca Examinadora de Processo Seletivo Simplificado para contratação de professor temporário na área de conhecimento: Fisioterapia e Terapia Ocupacional / Fisioterapia em Pediatria.. 2016. Universidade Federal de Santa Catarina.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
5º Congresso Internacional de Fisioterapia Pélvica. 2017. (Congresso).

2.
I Congresso Internacional de Fisioterapia em Pelviperineologia. Função sexual em mulheres com dispareunia: uma proposta por meio de cinesioterapia para os músculos do assoalho pélvico. 2016. (Congresso).

3.
Seminário de Saúde da Mulher Idosa. 2016. (Seminário).

4.
I Encontro Científico do Programa Reabilitar e Integrar.Experiência no Projeto Fisioterapia Aplicada à Incontinência Urinária. 2012. (Encontro).

5.
XIX Congresso Brasileiro Fisioterapia. Fatores de Risco para Incontinência Urinária em Mulheres Idosas: análise dos fatores modificáveis por meio da prática de atividade física. 2011. (Congresso).

6.
2º Congresso Brasileiro de Gerontologia Social. Padrão de Acesso aos Serviços de Saúde por Idosos Praticantes de Atividade Física. 2010. (Congresso).

7.
3rd International Physiotherapy Congress on Uro-Oncology. Evaluation of Function Muscles in Elderly Practitioners and non Practitioners of Physical Activity Regular. 2010. (Congresso).

8.
I Congresso de Iniciação Científica e Pós Graduação. 2010. (Congresso).

9.
VI Congresso Sul Brasileiro de Geriatria e Gerontologia. Avaliação Funcional do Assoalho Pélvico em Mulheres Idosas e Não Idosas com Diagnóstico Clínico de Incontinência Urinária de Esforço. 2009. (Congresso).

10.
VII Congresso Brasileiro de Atividade Física e Saúde. Programa Floripa Ativa: iniciativa inovadora nos centros de saúde de Florianópolis. 2009. (Congresso).

11.
1ª Semana Acadêmica de Fisioterapia e Educação Física.Tratamento Fisioterapêutico para Mulheres com Incontinência Urinária de Esforço Usuárias do Sistema Único de Saúde. 2008. (Outra).

12.
1º Seminário de Pesquisa Científica do Laboratório de Gênero, Sexualidade e Corporeidade. 2008. (Seminário).

13.
23º Congresso Internacional de Educação Física - FIEP 2008, Congresso de Fisioterapia do Mercosul, V Congresso Brasileiro Científico da FIEP. Fisioterapia e Técnica de Mulligan após Cirurgia na Lesão de Bankart - um estudo de caso. 2008. (Congresso).

14.
II Congresso Catarinense de Saúde Coletiva. PERFIL SÓCIO DEMOGRÁFICO E CLÍNICO DE MULHERES COM INCONTINÊNCIA URINÁRIA DE ESFORÇO ATENDIDAS PELA REDE PÚBLICA DE SAÚDE. 2008. (Congresso).

15.
III Simpósio de Cardiologia da Mulher. 2008. (Simpósio).

16.
22º Congresso Internacional de Educação Física - FIEP 2007, IV Congresso Científico Latino Americano da FIEP e IV Congresso Brasileiro Científico da FIEP. Incontinência Urinária e Tratamento Fisioterapêutico: Avaliação dos Resultados. 2007. (Congresso).

17.
Encontro de Extensão.Projeto Fisioterapia Aplicada à Incontinência Urinária. 2007. (Encontro).

18.
I Encontro de Extensão da Área Temática Saúde. 2007. (Encontro).

19.
III Congresso Catarinense de Obstetrícia e Ginecologia. Avaliação dos Resultados do Tratamento Fisioterapeutico em Pacientes com Incontinência Urinária de Esforço. 2007. (Congresso).

20.
IV Jornada Catarinense de Geriatria e Gerontologia.Estudo da Qualidade de Vida de Mulheres com Incontinência Urinária: Necessidade de Prevenção. 2007. (Outra).

21.
Encontro de Monitoria. 2006. (Encontro).

22.
I Simpósio de Cardiologia da Mulher. 2006. (Simpósio).

23.
Semana do Fisioterapeuta. 2004. (Outra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
VIRTUOSO, J. F.. Seminário da Saúde da Mulher Idosa. 2016. (Outro).

2.
VIRTUOSO, J. F.. VIII Maratona de Anatomia. 2006. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Amanda Roque. Analise da função sexual em mulheres com desconforto no assoalho pélvico atendidas na Atenção Básica do município de Criciúma/SC. Início: 2018. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação em Ciências da Reabilitação) - Universidade Federal de Santa Catarina. (Orientador).

2.
Maiara Gonçalves. Disfunções dos músculos do assoalho pélvico e aptidão física de idosas praticantes de exercício físico. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação em Ciências da Reabilitação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Secretaria de Educação de Santa Catarina. (Orientador).

3.
Karoline Souza Scarabelot. Função dos músculos do assoalho pélvico em mulheres adultas com excesso de peso. Início: 2016. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação em Ciências da Reabilitação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

4.
Franciele Pereira. Fatores associados à incontinência urinária em atletas profissionais de voleibol feminino na região sul do Brasil. Início: 2016. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação em Ciências da Reabilitação) - Universidade Federal de Santa Catarina. (Coorientador).

Iniciação científica
1.
Bruna Cidade. Fatores associados às disfunções dos músculos do assoalho pélvico em idosas sedentárias. Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em Fisioterapia) - Universidade Federal de Santa Catarina. (Orientador).

2.
Daiane Malacrio. Prevalência da dismenorreia primária em mulheres universitárias. Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em Fisioterapia) - Universidade Federal de Santa Catarina. (Orientador).

3.
Meliza Uller. Incontinência urinária e função dos músculos do assoalho pélvico em mulheres adultas com excesso de peso. Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em Fisioterapia) - Universidade Federal de Santa Catarina. (Orientador).

4.
Luana Ghizzo de Campos Coral. Comparação entre medidas obtidas por dois diferentes perineometros nacionais. Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em Fisioterapia) - Universidade Federal de Santa Catarina. (Orientador).

5.
Yola Flores Isfer. O perfil profissional e sóciodemográfico das doulas que atuam em território nacional. Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em Fisioterapia) - Universidade Federal de Santa Catarina. (Orientador).

6.
Bruna Mondardo. Fatores associados às disfunções dos músculos do assoalho pélvico em idosas sedentárias. Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em Fisioterapia) - Universidade Federal de Santa Catarina. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Bárbara Regina Roque. Sintomas de incontinência urinária em gestantes com distúrbios metabólicos atendidas na rede pública do município de Araranguá-SC. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Federal de Santa Catarina. Orientador: Janeisa Franck Virtuoso.

2.
Iohana Nunes e Paula Ferrarezi Brunazo. Prevalência de incontinência urinária de esforço e função dos músculos do assoalho pélvico em mulheres praticantes de jump ou musculação. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Federal de Santa Catarina. Orientador: Janeisa Franck Virtuoso.

3.
Bruna Terezinha Silva Rocha. Prevalência das doenças reumáticas na população feminina no município de Araranguá. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Federal de Santa Catarina. Orientador: Janeisa Franck Virtuoso.

4.
Julia Costa De-toffol e Maiara da Silva Schneider. Fatores associados a incontinência urinária em gestantes usuárias do sistema único de saúde. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Federal de Santa Catarina. Orientador: Janeisa Franck Virtuoso.

5.
Roberta Cecilia da Silveira. Atuação da doula durante o ciclo gravídico-puerperal. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Federal de Santa Catarina. Orientador: Janeisa Franck Virtuoso.

6.
Francine Preis. Satisfação sexual de gestantes que realizam pré natal nas unidade básicas de saúde. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Federal de Santa Catarina. Orientador: Janeisa Franck Virtuoso.

7.
Franciele Pereira. Efeito do Treinamento dos musculos do assoalho pélvico na função sexual de mulheres com sintomas de dispareunia: um ensaio clínico randomizado. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Federal de Santa Catarina. Orientador: Janeisa Franck Virtuoso.

8.
Bruna de Souza Paganini. Incontinência urinária em atletas amadoras da região de Araranguá. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Federal de Santa Catarina. Orientador: Janeisa Franck Virtuoso.

9.
Helena Goldbach Reis. Prevalência das disfunções dos músculos do assoalho pélvico em mulheres que buscam a realização do exame preventivo de câncer de colo de útero nas Unidades Básicas de Saúde do município de Araranguá.. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Federal de Santa Catarina. Orientador: Janeisa Franck Virtuoso.

Iniciação científica
1.
Aline Ballico. Incontinencia urinária e alteraçoes nos músculos do assoalho pélvico em mulheres adultas praticantes de exercícios físicos no município de Araranguá. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Fisioterapia) - Universidade Federal de Santa Catarina. Orientador: Janeisa Franck Virtuoso.



Inovação



Projeto de extensão


Outras informações relevantes


Monitora das Disciplinas de Fisioterapia Geral I e II durante o ano letivo de 2006.

Monitora das Disciplinas de Anatomia I e II durante o ano letivo de 2005



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 26/09/2018 às 9:34:27