Rozijane Fernandes Ottoni

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/9733819682295833
  • Última atualização do currículo em 13/04/2018


Rozijane Fernandes possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual do Maranhão - UEMA (2008). Mestrado em Botânica tropical, Área de concentração Taxônomia Vegetal pela Universidade Federal Rural da Amazônia / Museu Paraense Emilio Goeldi. Doutorado pelo Programa de Pós-Graduação em Biologia Vegetal da Universidade Federal de Minas Gerais. Tem experiência na área de Botânica, com ênfase em Taxonomia de Samambaias e Licófitas. Atualmente é professora da Universidade Federal do Maranhão. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Rozijane Fernandes Ottoni
Nome em citações bibliográficas
FERNANDES, Rozijane Santos;FERNANDES, ROZIJANE SANTOS;FERNANDES, R.;FERNANDES, R.S.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal do Maranhão, Centro de Ciências Agrárias e Ambientais - CCAA.
BR-222, KM 04, S/N
Boa Vista
65500000 - Chapadinha, MA - Brasil - Caixa-postal: 65500000
Telefone: (98) 34711201
URL da Homepage: http://www.ccaa.ufma.br/apresentacao.htm


Formação acadêmica/titulação


2011 - 2015
Doutorado em Biologia Vegetal.
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
com período sanduíche em Natural History Museum (Orientador: Dra. JOVITA CISLINSKI YESILYURT).
Título: REVISÃO TAXONÔMICA DE MENISCIUM SCHREBER (THELYPTERIDACEAE ? POLYPODIOPSIDA), Ano de obtenção: 2015.
Orientador: Dr. Alexandre Salino.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES/REUNI, Brasil.
Palavras-chave: Samambaias; Thelypteris.
Grande área: Ciências Biológicas
2008 - 2010
Mestrado em Botânica Tropical.
Universidade Federal Rural da Amazônia, UFRA, Brasil.
Título: LICÓFITAS E MONILÓFITAS DE DUAS ZONAS DE PRESERVAÇÃO DA VIDA SILVESTRE NO LAGO DA USINA HIDRELÉTRICA DE TUCURUÍ, ESTADO DO PARÁ, BRASIL,Ano de Obtenção: 2010.
Orientador: Dr. Marcio Roberto Pietrobom Silva.
Coorientador: Msc. Sebastião Maciel do Rosário.
Bolsista do(a): Ministério da Educação -Reestruturação e Expanção das Universidades Federai, MEC-REUNI, Brasil.
Palavras-chave: Amazônia, Tucuruí, Taxonomia.
Grande área: Ciências Biológicas
2004 - 2008
Graduação em Ciências Habilitação em Biologia.
Universidade Estadual do Maranhão, UEMA, Brasil.
Título: ASPECTOS FLORÍSTICOS E ECOLÓGICOS DAS PTERIDÓFITAS DO MUNICÍPIO DE CAXIAS, MARANHÃO, BRASIL.
Orientador: Dr. Gonçalo Mendes da Conceição.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv. Científico e Tecnológico - MA, FAPEMA, Brasil.




Formação Complementar


2017 - 2017
CURSO DE AMBIENTAÇÃO DE DOCENTES: Métodos, Estratégias e Procedimentos Didá. (Carga horária: 20h).
Universidade Federal do Maranhão, UFMA, Brasil.
2013 - 2013
Visita a Coleções de Plantas no herbário UC. (Carga horária: 40h).
University of California System, UC System, Estados Unidos.
2012 - 2012
Extensão universitária em Formação em Docência do Ensino Superior. (Carga horária: 60h).
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
2007 - 2007
Introdução a Biologia de Polinazação. (Carga horária: 8h).
Universidade Regional do Cariri, URCA, Brasil.
2006 - 2006
Processamento e Identificação de Material Botânico. (Carga horária: 60h).
Universidade Federal do Ceará, UFC, Brasil.
2006 - 2006
Pteridófitas da Caatinga. (Carga horária: 4h).
Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, UERN, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal do Maranhão, UFMA, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Institucional, Enquadramento Funcional: Curador de coleção científica, Carga horária: 4

Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor substituto, Carga horária: 40
Outras informações
Disciplina: Morfologia e Anatomia Vegetal

Atividades

11/2015 - Atual
Direção e administração, Centro de Ciências Agrárias e Ambientais - CCAA, .

Cargo ou função
Comissão do Núcleo Docente Estruturante - NDE.
11/2015 - Atual
Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Biogeografia
Botânica Geral
Morfologia e Taxonomia de Briófitas e Plantas vasculares sem sementes
Morfologia e Taxonomia de Fungos e Algas
Prática Pedagógica: Instrumentação para o ensino de ciências
08/2015 - 08/2015
Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Morfologia e Anatomia Vegetal

Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2015
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Docente, Carga horária: 6, Regime: Dedicação exclusiva.


Museu Paraense Emílio Goeldi, MPEG, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2011
Vínculo: Bolsista PCI, Enquadramento Funcional: P&D, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.


Universidade Federal Rural da Amazônia, UFRA, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: Professor colaborador, Enquadramento Funcional: Professor Genética, Carga horária: 40
Outras informações
Foi ministrada a dsciplina de Genética para o curso de Agronomia



Projetos de pesquisa


2017 - Atual
INVENTÁRIO DA ICTIOFAUNA DE PEQUENO E MÉDIO PORTE DA DRENAGEM DO RIO PINDARÉ, BACIA DO RIO MEARIM, ESTADO DO MARANHÃO (EDITAL FAPEMA Nº 31/2016 - UNIVERSAL)
Descrição: A ictiofauna Neotropical de água-doce é bastante rica, incluindo aproximadamente 4.475 espécies reconhecidamente válidas. No Brasil ocorrem cerca de 20% das espécies de peixes de água doce do mundo. Contudo, a cada ano o número de novas espécies descritas e novos registos de distribuição aumentam exponencialmente, indicando que são necessários mais estudos e pesquisas direcionadas a taxonomia, estimativas de biodiversidade e distribuição dos peixes neotropicais. Além da falta de conhecimento sobre os grupos, a rápida perda e degradação dos ambientes naturais são uma grande ameaça, principalmente considerando que parte das espécies distribuem-se por áreas restritas, e muitas delas são endêmicas. Esses fatores tornam a realização de inventários de espécies urgentes e de extrema importância, para podermos estimar com precisão a diversidade de nossa ictiofauna, antes que as espécies sejam extintas sem ao menos serem conhecidas pela ciência, e estabelecer medidas de conservação para as espécies ameaçadas. A região do Nordeste do Brasil compreende uma grande biodiversidade, ainda em parte desconhecida pela ciência, ou sem uma resolução taxonômica mais abrangente. Tal carência é evidenciada no Maranhão, onde o conhecimento da composição e distribuição de sua ictiofauna permanece inconsolidado, com inúmeras lacunas e interrogações, dada a grande escassez de estudos taxonômicos básicos e inventários de ictiofauna no Estado. O presente projeto tem como objetivo realizar um inventário da ictiofauna de pequeno e médio porte da drenagem do Rio Pindaré, bacia do Rio Mearim, Estado do Maranhão; estimando com precisão as espécies de pequeno e médio porte que ocorrem na drenagem, fornecendo dados sobre a distribuição e hábitat das espécies, assim como subsidiar estratégias de conservação e preservação das populações e espécies ameaçadas de extinção, e raras no Estado. Cabe ressaltar que inventários, focando em peixes de pequeno e médio porte, são raros para o Estado, e que não existe nenhum inventário publicado das espécies de peixes que ocorrem na drenagem do Rio Pindaré.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Rozijane Fernandes Ottoni - Coordenador / ERICK CRISTOFORE GUIMARÃES - Integrante / FELIPE POLIVANOV OTTONI - Integrante / Jivanildo Pinheiro Miranda - Integrante / Pâmella Silva de Brito - Integrante / Rozijane Santos Fernandes - Integrante / Shyrley Glenda de Sousa Viana - Integrante / Rayane Gonçalves Aguiar - Integrante / Elioenai da Silva Oliveira - Integrante / Olivia Alves de Sousa - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv. Científico e Tecnológico - MA - Auxílio financeiro.
2016 - Atual
Projeto aprovado pela Reselução N°1508-CONSEPE -Estimativas de diversidade, ecologia e conservação da ictiofauna de água doce, de pequeno e médio porte dos Estados do Ceará, Maranhão e Piauí
Descrição: O projeto visa estimar a biodiversidade e distribuição da ictiofauna dulcícola de pequenos e médio porte, dos biomas da Caatinga, Amazônia e Cerrado, dos Estados de Piauí e Maranhão. Como isso, espera-se atualizar informações taxonômicas e de distribuição das espécies que ocorrem na área de estudo; qualificar o status de conservação das espécies; e estudar e caracterizar a ecologia das espécies e do ambiente onde elas vivem...
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Rozijane Fernandes Ottoni - Integrante / ERICK CRISTOFORE GUIMARÃES - Integrante / FELIPE POLIVANOV OTTONI - Coordenador / Pâmella Silva de Brito - Integrante / Rozijane Santos Fernandes - Integrante / Shyrley Glenda de Sousa Viana - Integrante / Rayane Gonçalves Aguiar - Integrante / Elioenai da Silva Oliveira - Integrante / Olivia Alves de Sousa - Integrante / Ivanilda Pereira do Nascimento - Integrante / BELDO RYWLLON ABREU FERREIRA - Integrante / Thayna da Costa Soares - Integrante.
2016 - Atual
Riqueza de samambaias, licófitas e espermatófitas em matas de galeria do Parque Nacional da Chapada das Mesas, Maranhão
Descrição: A grande demanda da sociedade por recursos tem promovido intensas modificações nos ambientes naturais. Essas modificações têm provocado uma grande redução de nossa biodiversidade, extinguindo espécies inclusive que ainda não são conhecidas pela ciência. Com isso, a realização de inventários regionais, a resolução taxonômica dos grupos e a identificação de novas espécies, devem ser tratadas como ações prioritárias, para assim podermos estimar com precisão nossa biodiversidade, e realizarmos medidas relacionadas à conservação do meio ambiente. No Brasil, a Mata Atlântica e o Cerrado foram considerados os grandes centros de biodiversidade, bem como os biomas mais ameaçados. Esses biomas vêm sofrendo anualmente grandes perdas em seus ambientes naturais, derivados das mais variadas atividades antrópicas. O Estado do Maranhão, por se tratar de uma área de transição entre o bioma amazônico e o Cerrado, deve possuir uma grande diversidade florística em seu território. Entretanto, este está entre os estados da região Nordeste do Brasil com a flora menos conhecida. O Parque Nacional da Chapada das Mesas, localizado na região do sul Maranhense, está inserida em uma das áreas de extrema prioridade para conservação do bioma Cerrado. Apesar de possuir diversas fitofisionomias do domínio Cerrado e da sua notável relevância ecológica, o PARNA Chapada das Mesas não possui estudos publicados que tratem da sua biodiversidade, de maneira que possam subsidiar a criação de um plano de manejo para a área. Criado a mais de 10 anos, até então, não foi publicada nenhuma lista preliminar de espécies da flora do parque. Sendo assim, este projeto pretende inventariar a flora de plantas vasculares em Matas de Galeria do Parque Nacional da Chapada das Mesas, através de quatro expedições de quatro dias de duração cada, fornecendo dados sobre a distribuição e habitat das espécies, assim como subsidiar estratégias de conservação das populações e espécies ameaçadas de extinção, e raras no Estado. Além disso, o projeto também contribuirá com dados para a Flora do Maranhão e do Brasil..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: Rozijane Fernandes Ottoni - Coordenador / Fredgardson Costa Martins - Integrante / José Augusto dos Santos Silva - Integrante / Valquíria Gomes Carneiro - Integrante / LARYSSA REIS SILVA - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo a Pesquisa e ao Desenvolvimento Cientifico do Maranhão - Auxílio financeiro.
2016 - Atual
Projeto de criação do Herbário Centro de Ciências Agrárias e Ambientais (Herbário CCAA), da Universidade Federal do Maranhão, Campus Chapadinha, Maranhão
Descrição: Herbários servem como importantes ferramentas para documentação científica de pesquisas sobre plantas e fungos. O Maranhão é um dos estados da Região Nordeste com menor número de registros de espécimes em coleções botânicas. A UFMA conta atualmente com apenas um herbário ativo na Rede Brasileira de herbários, e este tem foco em espécimes da Restinga. O objetivo deste projeto é a criação de um novo herbário na Universidade Federal do Maranhão no campus de Chapadinha possibilitando a ampliação e divulgação da flora do Estado, em especial as espécies da região do Cerrado. Além de disponibilizar os dados do acervo para a comunidade científica e atender as demandas de ensino, pesquisa e extensão nas áreas Agrárias, Biológicas e Ambientais..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: Rozijane Fernandes Ottoni - Coordenador / Fredgardson Costa Martins - Integrante / Antônia Lailde Ferreira Rodrigues - Integrante / Eliene Lima - Integrante / Valquíria Gomes Carneiro - Integrante.
2016 - Atual
Flora do Brasil Monografada 2020 - Meniscium
Descrição: Em 2010, a Lista de espécies de Plantas e Fungos do Brasil (Lista do Brasil) disponibilizará pela primeira vez uma enumeração das espécies da flora brasileira, um grande passo para contribuir com o conhecimento de nossa biodiversidade, coincidindo com o compromisso assumido frente à GSPC (Estratégia Global para a Conservação de Plantas), confirmando que o Brasil possui a maior diversidade e endemismo vegetal e de fungos do mundo. Organizando e conferindo dados fornecidos eletronicamente, até 2015 mais de 500 cientistas participaram de atualizações anuais desta lista dinâmica. A projeto Lista do Brasil foi encerrado em 2015 com a publicação do volume 66 da revista Rodriguésia, onde uma grande síntese do conhecimento das plantas, algas e fungos do Brasil é apresentada. Uma das metas da GSPC para 2020 é a compilação da Flora Mundial. O presente projeto visa agilizar a sistematização e descrição das plantas e fungos atualmente descritos e confirmados na Lista do Brasil, possibilitando identificação e comparação acuradas e o refinamento dos conceitos de espécie existentes no momento. O projeto Flora do Brasil 2020 irá atender demandas internas, fornecendo informação sobre plantas ameaçadas para planos de ação, bem como sua presença e caracterização em áreas protegidas, e fundamentar o conhecimento dos usos de espécies de plantas como outras fontes alternativas de alimento, combustível e outros materiais. Busca-se incrementar de forma dinâmica uma base de conhecimento de alta qualidade, integrando pesquisadores do Brasil e do mundo, e disponibilizá-lo eletronicamente, facilitando o acesso e projetando um avanço científico na área de taxonomia. Assim como na Lista do Brasil, a liderança brasileira poderá ser adotada como exemplo por outros países megadiversos comprometidos com metas internacionais semelhantes...
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2015 - Atual
Flora de plantas avasculares e vasculares do município de Chapadinha, Maranhão, Brasil: Diversidade e Usos
Descrição: Chapadinha é um município do leste maranhense cuja flora remanescente dos Cerrados possui grande importância florística, pela diversidade de espécies vegetais, e etnobotânica, pela variedade de usos dessas espécies. No entanto, a referida flora ainda foi pouco estudada nestes aspectos, representando um vasto campo de conhecimento a ser explorado. Alia-se aí a recente implantação do Curso de Licenciatura em Ciências Biológicas neste campus da UFMA e a necessidade de se formar profissionais da educação (biólogos-professores) que conheçam a etnobiodiversidade local a fim de promoverem um ensino contextualizado do conteúdo de Botânica e aliado a pesquisa. Desta forma, sabendo que tal conhecimento só poderá ser adquirido por meio de uma investigação científica desta flora, o presente projeto tem como objetivo principal inventariar a flora do município de Chapadinha (Estado do Maranhão, Brasil) nos aspectos florístico e etnobotânico, com a participação orientada de acadêmicos do Curso de Licenciatura em Ciências Biológicas..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) .
Integrantes: Rozijane Fernandes Ottoni - Coordenador / Fredgardson Costa Martins - Integrante / Antônia Lailde Ferreira Rodrigues - Integrante / Eliene Lima - Integrante / José Augusto dos Santos Silva - Integrante / Valquíria Gomes Carneiro - Integrante.
2013 - Atual
Sistemática de licófitas e samambaias com ênfase em Blechnaceae, Ctenitis, Microgramma, Pecluma, Tectaria, Thelypteris e Selaginella
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2011
Centro de Pesquisas em Biodiversidade e uso da terra da Amazônia
Descrição: TEMÁTICA 3: IMPACTOS SOBRE A BIODIVERSIDADE Sub-projeto 3: Perda de Biodiversidade nos centros de endemismo do Arco do Desmatamento. O arco do desmatamento atinge principalmente quatro centros de endemismo da Amazônia brasileira (sensu Silva et al. 2005): Belém, Xingu, Tapajós e Rondônia. No entanto, a intensidade de uso da terra e de desflorestamento não estão homogeneamente distribuídos entre estes centros, sendo o centro de endemismo Belém o mais ameaçado, dada a ocupação mais antigas das frentes pioneiras. Por sua vez, os centros Tapajós e Xingu sofrem em sua ocupação recente um processo muito mais acelerado de perda de hábitat, com substituição da cobertura florestal principalmente pela pecuária extensiva a pecuária. O presente sub-projeto tem como objetivo geral avaliar as características ecológicas da paisagem e realizar um levantamento florístico das espécies arbóreas e arbustivas em florestas primárias de diferentes fases sucessionais nos centros de endemismo Xingú e Tapajós, onde o deflorestamente avança mais rapidamente..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2010 - Atual
Sistemática de Samambaias Neotropicais com ênfase em Blechnaceae, Ctenitis, Microgramma, Pecluma, Tectaria, Thelypteris e Selaginella
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (6) .
Integrantes: Rozijane Fernandes Ottoni - Integrante / Jeferson Miranda Costa - Integrante / Alexandre Salino - Coordenador / Vinicíus Antonio de Oliveira Dittrich - Integrante / Raquel Stauffer Viveros - Integrante / André Luís de Gasper - Integrante / Francine Costa Assis - Integrante / Luiz Armando de Araújo Goés-Neto - Integrante.
2008 - 2010
Licófitas e Monilófitas ocorrentes nos ecossistemas Paraenses
Descrição: A Amazônia brasileira é diferenciada por florestas não inundáveis (vegetação de terra firme, vegetação serrana, campinas, campinaranas, cerrado , campo rupestre, canga e restinga litorânea) e florestas inundáveis (vegetação de várzea e igapó, vegetação de mangue e campos de várzea). Todos esses tipos vegetacionais têm uniformidade paisagística, porém, possuem acentuada diversificação em estrutura e composição (Pires, 1966). Mesmo com essa variada composição vegetacional presentes na Amazônia brasileira, há uma carência de dados referentes à ocorrência das espécies de licófitas e monilófitas (pteridófitas) seja por formação vegetacional ou Estados da Região. O Estado do Pará contempla todos esses ecossistemas e a contínua e acelerada diminuição destas florestas tropicais naturais vem causando problemas ambientais e sociais, com impactos em vários níveis. Em conseqüência desse processo surgem grandes extensões de florestas secundárias e a diminuição pontual da diversidade de espécies sem antes mesmo de se conhecer. Desta forma, há a necessidade de conhecer a pteridoflora ocorrentes nestes ecossistemas fornecendo dados sobre as espécies como distribuição geográfica e hábitat assim como subsidiar estratégias de conservação uma vez que podem ser utilizadas como indicadores de ambientes alterados ou preservados. Portanto, pretende-se elaborar uma lista mais atualizada de espécies de pteridófitas ocorrentes no Estado; inventariar e descrever a pteridoflora do Estado através da elaboração de monografias e levantamentos florísticos regionais; aumentar a representatividade das coleções do grupo das licófitas e monilófitas nos herbários paraense e brasileiro; organizar um banco de dados digitalizados do grupo no Estado do Pará; fornecer subsídios para conservação e formar recursos humanos em pteridologia..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (8) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (3) / Mestrado profissional: (5) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Rozijane Fernandes Ottoni - Integrante / Laura Suéllen Lisboa Ferreira - Integrante / Jeferson Miranda Costa - Integrante / Sebastião Maciel - Integrante / Flávia Raphaela Carvalho Miranda - Integrante / Luis Armando de Araújo Góes Neto - Integrante / Mara Souza dos Santos Fonseca - Integrante / Adeilza Felipe Sampaio - Integrante / Rosilene dos Santos Tavares - Integrante / Gisele Teixeira da Silva - Integrante / Marcio Roberto Pietrobom da Silva - Coordenador / Maria Goreti Coelho de Souza - - Integrante / Ana Carlo Feio dos Santos - Integrante / Rosiane da Silva Vilhena - Integrante / Débora Paula de Oliveira Lima - Integrante / Ivoneide Ferreira da Silva - Integrante / Dalilla Lopes Almeida - Integrante / Valéria Valente - Integrante.
2008 - 2010
Licófitas e Monilófitas de duas Zonas de Preservação da Vida Silvestre no Lago da Usina Hidroelétrica de Tucuruí, estado do Pará, Brasil
Descrição: Neste Projeto foram estudadas as espécies de licófitas e monilófitas ocorrentes no entorno do Lago da Hidroelétrica de Tucuruí, estado do Pará, Brasil. O objetivo da presente pesquisa foi realizar o levantamento das espécies daquela área e revisar as identificações das exsicatas previamente coletadas na área estudada, depositadas nos acervos de herbários regionais e extra-regionais; elaborar chave de identificação, descrições e ilustrações dos táxons estudados na área; determinar o padrão de distribuição das espécies estudadas na área; determinar os tipos de habitats, hábitos e ambientes de ocorrência das espécies..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2007 - 2009
Programa de Pesquisa em Biodiversidade da Amazônia
Descrição: O Programa tem por objetivo inventariar, mapear e caracterizar a biodiversidade da Amazônia, disponibilizando publicamente esse conhecimento para embasar e estimular ações voltadas à preservação ambiental da região. Neste projeto serão inventariadas as espécies de pteridófitas nas várias grades do Programas localizadas nos Estados do Pará, Amapá, Maranhão, Mato Grosso e Tocantins..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (3) .
Integrantes: Rozijane Fernandes Ottoni - Integrante / Laura Suéllen Lisboa Ferreira - Integrante / Jeferson Miranda Costa - Integrante / Sebastião Maciel - Integrante / Flávia Raphaela Carvalho Miranda - Integrante / Mara Souza dos Santos Fonseca - Integrante / Adeilza Felipe Sampaio - Integrante / Rosilene dos Santos Tavares - Integrante / Gisele Teixeira da Silva - Integrante / Marcio Roberto Pietrobom da Silva - Coordenador / Maria Goreti Coelho de Souza - - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.


Projetos de extensão


2016 - Atual
Museu de História Natural do Leste Maranhense
Descrição: A exuberância da fauna e flora do Maranhão chamou a atenção de muitos viajantes desde o início do Brasil Colonial. Entre eles, destaca-se frei Claude d?Abbeville, o qual esteve na costa Maranhão por um curto período de tempo (apenas quatro meses) no ano 1612. Mesmo assim, nesta breve passagem, Claude d?Abbeville juntou uma série de informações e relatos, os quais se concretizaram em um livro publicado em 1614: Histoire de la Mission des Pères Capucins en L?Isle de Maragnan et Terres Circonuoisines (História da Missão dos Padres Capuchinhos na Ilha do Maranhão e Terras Circunvizinhas). Neste texto, Claude d?Abbeville apresenta os primeiros relatos sobre elementos vegetacionais e faunísticos presentes no Maranhão do período colonial, como em seu capítulo XXXIX, que se dirige para as singularidades de algumas árvores do Maranhão ou seu capítulo XI, que aborda os peixes, aves e lagartos que se acham nessas terras (d?Abbeville, 1614). A singularidade dos ecossistemas existentes no Maranhão emerge, principalmente, de sua localização geográfica. O Maranhão está situado em uma área na transição na zona de contato de três importantes biomas brasileiros: a Amazônia, pelo oeste; o Cerrado, pelo sul e a Caatinga, pelo leste (Ab?Sáber 2003; Olson et al. 2005). Além desta interessante transição, o Estado do Maranhão possui o segundo maior litoral do Brasil, com cerca de 640 km de extensão, indo desde o delta do Parnaíba até a foz do Rio Gurupi. A presença de uma faixa costeira tão ampla produz uma transição adicional, que é a do litoral para interior, tornando os ecossistemas presentes no estado ainda mais singulares e interessantes de serem estudados. Lamentavelmente, estudos científicos sistematizados ainda são muito escassos na área (Leta et al., 2006) e uma parcela significativa da biodiversidade maranhense vem sendo perdida pela descaracterização de grande parte de seu território por meio da expansão agrícola, sobretudo vinculada à produção de soja (Fearnside & Ferraz, 1995; Fearnside, 2001). Este contexto se torna ainda mais preocupante devido ao reduzido sistema de unidades de conservação de atualmente existente no estado (três unidades federais de proteção integral e dois parques estaduais), o que compromete muito a conservação e a conexão de áreas importantes para a manutenção da biodiversidade no Maranhão. Portanto, é necessidade premente e de grande importância, a existência de um Museu de história natural no interior do Maranhão, como instrumento de fomento ao conhecimento, à conscientização, à conservação da biodiversidade e à formação de novos pesquisadores.. Situação: Em andamento; Natureza: Extensão..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.


Revisor de periódico


2012 - 2012
Periódico: Acta Botanica Brasílica (Impresso)
2013 - 2013
Periódico: 64° Congresso Nacional de Botânica
2014 - Atual
Periódico: Phytotaxa: a rapid international journal for accelerating the publication o
2015 - Atual
Periódico: Check List (São Paulo. Online)
2017 - 2017
Periódico: Check List
2016 - 2016
Periódico: 67º Congresso Nacional de Botânica


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica.
2.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Taxonomia Vegetal/Especialidade: Pteridófitas.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende RazoavelmenteLê Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2006
Melhor trabalho na Área de Botânica- JORBIOS (Pteridófitas - Thelypteridaceae Pich-Ser. da Reserva Ecológica do Inhamum Caxias, MA), UEMA.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
SILVA JUNIOR, W. R.2018SILVA JUNIOR, W. R. ; FERNANDES, R. ; FERREIRA, A. W. C. . First record of the exotic fern Pteris tripartita Sw. (Pteridaceae) for the Maranhão state, northeastern Brazil. Biodiversity International Journal, v. 2, p. 161-163, 2018.

2.
FERNANDES, ROZIJANE SANTOS2016FERNANDES, ROZIJANE SANTOS; Salino, Alexandre . A new species and a new combination in Meniscium (Thelypteridaceae) from Brazil. Phytotaxa: a rapid international journal for accelerating the publication of botanical taxonomy, v. 273, p. 175, 2016.

3.
FERNANDES, ROZIJANE SANTOS2014FERNANDES, ROZIJANE SANTOS; YESILYURT, JOVITA CISLINSKI ; Salino, Alexandre . New species and combinations in Meniscium (Thelypteridaceae). Phytotaxa: a rapid international journal for accelerating the publication of botanical taxonomy, v. 184, p. 1-11, 2014.

4.
FERNANDES, Rozijane Santos;FERNANDES, ROZIJANE SANTOS;FERNANDES, R.;FERNANDES, R.S.2012 FERNANDES, Rozijane Santos; MACIEL, S. ; PIETROBOM, M. R. . Licófitas e monilófitas das Unidades de Conservação da Usina Hidroelétrica - UHE de Tucuruí, Pará, Brasil. Hoehnea, v. 39, p. 247-285, 2012.

5.
Salino, Alexandre2011FERNANDES, Rozijane Santos; Salino, Alexandre ; Pietrobom, Marcio Roberto . Thelypteris amazonica sp. nov. (Thelypteridaceae) from Amazonian Brazil. Nordic Journal of Botany, v. 29, p. 611-614, 2011.

6.
FERNANDES, Rozijane Santos;FERNANDES, ROZIJANE SANTOS;FERNANDES, R.;FERNANDES, R.S.2010FERNANDES, Rozijane Santos; CONCEIÇÃO, Gonçalo Mendes ; COSTA, J. M. ; PAULA ZÁRATE, Eliete Lima . Samambaias e licófitas do município de Caxias, Maranhão, Brasil. Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Naturais, v. 5, p. 345-356, 2010.

7.
FERNANDES, Rozijane Santos;FERNANDES, ROZIJANE SANTOS;FERNANDES, R.;FERNANDES, R.S.2007FERNANDES, Rozijane Santos; CONCEIÇÃO, Gonçalo Mendes ; BRITO, Eliete Silva ; PAULA ZÁRATE, Eliete Lima . Diversidade Florística de Pteridófitas da Área de Preservação Ambiental do Inhamum, Caxias, Maranhão, Brasil. Revista Brasileira de Biociências (Impresso), v. 5, p. 411-413, 2007.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
SILVA, Mônica Falcão ; Conceição, Gonçalo Mendes ; Deusiano Bandeira de Almeida ; Maria do Socorro Melo Silva ; FERNANDES, Rozijane Santos ; Sostenes Ribeiro Oliveira Junior . CRIAÇÃO E IMPLANTAÇÃO DO HERBÁRIO PROFº ALUIZIO BITTENCOURT (HERBIT), DO CENTRO DE ESTUDOS SUPERIORES DE CAXIAS (CESC), DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO MARANHÃO. In: REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA PARA O PROGRESSO DA CIÊNCIA.-, 2007, Belém. Anais da Reunião anual da SBPC, 2007.

2.
Rodrigues, Maira dos Santos ; Conceição, Gonçalo Mendes ; FERNANDES, Rozijane Santos ; Matos, Marielita Farias . PLANTAS VASCULARES DA ÁREA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL DO INHAMUM,CAXIAS, MARANHÃO, BRASIL.. In: SBPC, 2007, Belém. Anais da Reunião anual da SBPC, 2007.

3.
FERNANDES, Rozijane Santos; CONCEIÇÃO, Gonçalo Mendes ; PAULA ZÁRATE, Eliete Lima ; BRITO, Eliete Silva ; Matos, Marielita Farias . PTERIDÓFITAS DO MUNICÍPIO DE TUFILÂNDIA, MARANHÃO, BRASIL. In: 59° Reunião Anual da SBPC, 2007, Belém. Anais da SBPC, 2007.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
SILVA, L. R. ; PIETROBOM, M. R. ; SILVA, J. A. S. ; FERNANDES, R. . LEVANTAMENTO PRELIMINAR DAS SAMAMBAIAS E LICÓFITAS DO PARQUE NACIONAL CHAPADA DAS MESAS, MARANHÃO, BRASIL. In: Congresso Nacional de Botânica, 2017, Rio de Janeiro. Anais 68º Congresso Nacional de Botânica, 2017.

2.
SILVA, J. A. S. ; COSTA, D. P. ; FERNANDES, R. ; SILVA, L. R. . LEVANTAMENTO PRELIMINAR DE BRIÓFITAS DO MUNICÍPIO DE CHAPADINHA, MARANHÃO, BRASIL. In: Congresso Nacional de Botânica, 2017, Rio de Janeiro. Anais 68º Congresso Nacional de Botânica, 2017.

3.
SILVA, J. A. S. ; SILVA, L. R. ; FERNANDES, R. . LEVANTAMENTO DE BRIÓFITAS NA RESERVA ITAMACAOCA, MUNICÍPIO DE CHAPADINHA, ESTADO DO MARANHÃO. In: Workshop de Biotecnologia 'Integrando Regiões para o Conhecimento', 2017, São Luis. Workshop de Biotecnologia, 2017.

4.
Salino, Alexandre ; FERNANDES, R. . NEW SPECIES AND A NEW COMBINATION IN MENISCIUM (THELYPTERIDACEAE) FROM BRAZIL. In: 67º Congresso Nacional de Botânica, 2016, Vitória. 67º Anais do Congresso Nacional de Botânica, 2016.

5.
FERNANDES, Rozijane Santos; YESILYURT, JOVITA CISLINSKI ; Salino, Alexandre . NEW SPECIES AND COMBINATIONS IN MENISCIUM SCHREBER (THELYPTERIDACEAE). In: XI Congreso Latinoamericano de Botánica /LXV Congresso Nacional de Botânica, 2014, Salvador. Anais do 65° Congresso Nacional de Botânica, 2014.

6.
FERNANDES, Rozijane Santos; LOPES, M. S. ; FRANCA, L. C. J. ; SARAIVA, G. M. ; SILVA, J. A. R. . SAMAMBAIAS E LICÓFITAS OCORRENTES EM ?GALERIAS?, DO PARQUE NACIONAL DA SERRA DAS CONFUSÕES, PIAUÍ. In: 63° Congresso Nacional de Botânica, 2012, Joinville. Anais do 63° Congresso Nacional de Botânica, 2012.

7.
FERNANDES, Rozijane Santos; SALINO, A. ; ILKIU BORGES, Anna Luiza . SAMAMBAIAS E LICÓFITAS DO CENTRO DE ENDEMISMO BELÉM - ESTADO DA ARTE. In: 62° Congresso Nacional de Botânica, 2011, Fortaleza. Anais Congresso Nacional de Botânica, 2011.

8.
FERNANDES, Rozijane Santos; ILKIU BORGES, Anna Luiza . SAMAMBAIA DO ÚLTIMO FRAGMENTO DE FLORESTA AMAZÔNICA NO ESTADO DO MARANHÃO: RESERVA BIOLÓGICA - REBIO GURUPI. In: 62° Congresso Nacional de Botânica, 2011, Fortaleza. Anais do 62° Congresso Nacional de Botânica, 2011.

9.
FERNANDES, Rozijane Santos; Pietrobom, M.R. ; MACIEL, S. . TECTARIACEAE PANIGRAHI (MONILÓFITA) NAS ZONAS DE PRESERVAÇÃO DA VIDA SILVESTRE DA USINA HIDRELÉTRICA-HUE, TUCURUI, ESTADO DO PARÁ, BRASIL. In: Congresso Nacional de Botânica, 2009, Feira de Santana-BA. Anais do 60º Congresso Nacional de Botânica, 2009.

10.
FERNANDES, Rozijane Santos; Pietrobom, Marcio Roberto . LYCOPHYTA E MONILOPHYTA OCORRENTES EM FRAGMENTOS FLORESTAIS DO MUNICÍPIO DE TUCURUÍ, PARÁ, BRASIL. In: Congresso Nacional de Botânica, 2008, Natal-RN. 59° Congresso Nacional de Botânica, 2008.

11.
FERNANDES, Rozijane Santos; CONCEIÇÃO, Gonçalo Mendes ; Pietrobom, Marcio Roberto ; PAULA ZÁRATE, Eliete Lima . LYCOPHYTA E MONILOPHYTA OCORRENTES NO PARQUE ESTADUAL DO MIRADOR, MARANHÃO, BRASIL. In: Congresso Nacional de Botânica, 2008, São Paulo-SP. Anais do 58º Congresso Nacional de Botânica, 2008.

12.
MIRANDA, F. R. C. ; FERREIRA, L. S. L. ; FERNANDES, Rozijane Santos ; Pietrobom, Marcio Roberto . MONILOPHYTA OCORRENTES EM AMBIENTES AMTROPIZADO E PRESERVADO DA ILHA DE COTIJUBA, MUNICIPIO DE BELÉM, PARÁ, BRASIL. In: Congresso Nacional de Botânica, 2008, São Paulo-SP. Anais do 59º Congresso Nacional de Botânica, 2008.

13.
COSTA, J. M. ; FERNANDES, Rozijane Santos ; MACIEL, S. ; Pietrobom, M.R. . MONILOPHYTA DA FLORESTA NACIONAL DE CAXIUANÃ, ESTADO DO PARÁ, BRASIL: HYMENOPHYLLACEAE. In: Congresso Nacional de Botânica, 2008, Natal-RN. Anais do 59º Congresso Nacional de Botânica, 2008.

14.
FERNANDES, Rozijane Santos; Conceição, Gonçalo Mendes ; PAULA ZÁRATE, Eliete Lima . ASPECTOS FLORISTICOS E ECOLÓGICOS DAS PTERIDÓFITAS DE CAXIAS, MARANHÃO, BRASIL. In: XXX REUNIÃO NORDESTINA DE BOTÂNICA., 2007, Crato-CE. XXX Reunião Nordestina de Botânica, 2007.

15.
BRITO, Eliete Silva ; FERNANDES, Rozijane Santos ; CONCEIÇÃO, Gonçalo Mendes . BRYOPHYTAS (MUSGOS) DA ÁREA DE PRESERVAÇÃO AMBIENTAL DO INHAMUM, MUNICÍPIO DE CAXIAS, ESTADO DO MARANHÃO, BRASIL.. In: Congresso Nacional de Botânica, 2007, São Paulo-SP. Anais do 58° Congresso Nacional de Botânica, 2007.

16.
FERNANDES, Rozijane Santos; CONCEIÇÃO, Gonçalo Mendes ; BRITO, Eliete Silva ; PAULA ZÁRATE, Eliete Lima . PTERIDÓFITAS DO MUNICÍPIO DE CAXIAS, MARANHÃO, BRASIL. In: Congresso Nacional de Botânica, 2007, São Paulo-SP. Anais do 58º Congresso Nacional de Botânica, 2007.

17.
FERNANDES, Rozijane Santos; Conceição, Gonçalo Mendes ; PAULA ZÁRATE, Eliete Lima . PTERIDÓFITAS DA RESERVA ECOLÓGICA DO INHAMUM, CAXIAS, MARANHÃO, BRASIL. In: 29° REUNIÃO NORDESTINA DE BOTÂNICA, 2006, Mossoró-RN. Anais da Reunião Nordestina de Botânica, 2006, 2006.

18.
FERNANDES, Rozijane Santos; Conceição, Gonçalo Mendes ; PAULA ZÁRATE, Eliete Lima . THELYPTERIDACEAE DA RESERVA ECOLÓGICADO INHAMUM, CAXIAS, MARANHÃO, BRASIL. In: I JORNADA MULTIDISCIPLINAR DE BIOLOGIA E SAUDE- JORBIOS, 2006, Caxias-MA. Jornada multidisciplinar de Biologia e Saúde, 2006.

Apresentações de Trabalho
1.
FERNANDES, Rozijane Santos; RODRIGUES, A. L. F. ; CARNEIRO, V. G. . Levantamento florístico das samambaias e licófitas no município de Chapadinha, Estado do Maranhão, Brasil.. 2017. (Apresentação de Trabalho/Outra).

2.
SILVA, J. A. S. ; SILVA, L. R. ; FERNANDES, Rozijane Santos . LEVANTAMENTO DE BRIÓFITAS NA RESERVA ITAMACAOCA, MUNICÍPIO DE CHAPADINHA, MARANHÃO. 2017. (Apresentação de Trabalho/Outra).

3.
FERNANDES, Rozijane Santos. SAMAMBAIAS E LICÓFITAS IMPORTANTES PARA A CONSERVAÇÃO E MANUTENÇÃO DO MEIO AMBIENTE. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
FERNANDES, Rozijane Santos; SALINO, A. . A NEW SPECIES AND A NEW COMBINATION IN MENISCIUM (THELYPTERIDACEAE) FROM BRAZIL. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

5.
FERNANDES, Rozijane Santos. Samambaias e licófitas importantes para a conservação e manutenção do meio ambiente. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
FERNANDES, Rozijane Santos; SALINO, A. ; ILKIU BORGES, Anna Luiza . SAMAMBAIAS E LICÓFITAS DO CENTRO DE ENDEMISMO BELÉM - ESTADO DA ARTE. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
FERNANDES, Rozijane Santos; ILKIU BORGES, Anna Luiza . SAMAMBAIAS DO ÚLTIMO FRAGMENTO DE FLORESTA AMAZÔNICA NO ESTADO DO MARANHÃO: RESERVA BIOLÓGICA - REBIO GURUPI. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

8.
FERNANDES, Rozijane Santos; Conceição, Gonçalo Mendes ; PAULA ZÁRATE, Eliete Lima . ASPECTO FLORÍSTICO E ECOLÓGICO DAS PTERIDÓFITAS DE CAXIAS, MARANHÃO, BRASIL. 2007. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

9.
FERNANDES, Rozijane Santos; CONCEIÇÃO, Gonçalo Mendes . PTERIDOFLORA DA ÁREA DE PRESERVAÇÃO AMBIENTAL DO MINHAMUM, CAXIAS, MARANHÃO, BRASIL. 2006. (Apresentação de Trabalho/Seminário).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
Pietrobom, M.R.; Santiago, A.C.P.; MOTA, N. F. O.; FERNANDES, Rozijane Santos. Participação em banca de Fernanda Alves Paz Leal. SAMAMBAIAS ARBORESCENTES (CYATHEACEAE) NA AMAZÔNIA BRASILIERA. 2016. Dissertação (Mestrado em Botânica Tropical) - Universidade Federal Rural da Amazônia.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
GUIMARAES, E. C.; OTTONI, F. P.; FERNANDES, Rozijane Santos. Participação em banca de SHYRLEY GLENDA DE SOUSA VIANA.DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA DAS ESPÉCIES DO GRUPO AUSTRALOHEROS AUTRANI, ENDÊMICA DA REGIÃO DA MATA ATLÂNTICA, LESTE DO BRASIL (TELEOSTEI: CICHLIDAE: HEROINI). 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Maranhão.

2.
SILVA, C. G.; HORA, R. C.; FERNANDES, Rozijane Santos. Participação em banca de Hellen Jose Daiane Alves Reis.PROPOSTA PARA IMPLANTAÇÃO DE UMA TRILHA EDUCACIONAL ECOLÓGICA NO MUNICÍPIO DE CHAPADINHA, MARANHÃO. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Maranhão.

3.
PAULA ZÁRATE, Eliete Lima; FERNANDES, Rozijane Santos. Participação em banca de MARIA DA GLÓRIA VIEIRA DE SÁ.LEVANTAMENTO DE ESPÉCIES DE PTERIDÓFITAS NA RESERVA BIOLÓGICA GUARIBAS. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal da Paraíba.

4.
PAULA ZÁRATE, Eliete Lima; FERNANDES, Rozijane Santos. Participação em banca de ROUSIER DOS SANTOS DIAS PAULINO.LEVANTAMENTO FLORÍSTICO E ASPECTOS ECOLÓGICOS DAS PTERIDÓFITAS OCORRENTES AS MARGENS DO RIO CABELO (MANGABEIRA-PENHA, JOÃO PESSOA - PARAÍBA, BRASIL).. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal da Paraíba.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
II Workshop de Biodiversidade e Biotecnologia do Maranhão: Integrando regiões para o desenvolvimento.Levantamento florístico das samambaias e licófitas no município de Chapadinha, Estado do Maranhão, Brasil.. 2017. (Outra).

2.
II Semana Ambiente em Foco.Samambaias e licófitas importantes para a conservação e manutenção do meio ambiente. 2015. (Seminário).

3.
Mostra das Profissões UFMG.Visita guiada a coleção de plantas no herbário. 2014. (Oficina).

4.
XI Congreso Latinoamericano de Botánica /LXV Congresso Nacional de Botânica. NEW SPECIES AND COMBINATIONS IN GENUS MENISCIUM SCHREBER (THELYPTERIDACEAE). 2014. (Congresso).

5.
62° Congresso Nacional de Botânica. Painel. 2011. (Congresso).

6.
III Seminário Científico do PPBio Amazônia Oriental. 2010. (Seminário).

7.
Museu Goeldi de Portas Abertas.Trabalhos desenvolvidos na Coordenação de Botânica do Museu Goeldi. 2010. (Oficina).

8.
60° CONGRESSO NACIONAL DE BOTÂNICA. TECTARIACEAE PANIGRAHI (MONILÓFITA) NAS ZONAS DE PRESERVAÇÃO DA VIDA SILVESTRE DA USINA HIDRELÉTRICA-HUE, TUCURUI, ESTADO DO PARÁ, BRASIL. 2009. (Congresso).

9.
58° CONGRESSO NACIONAL DE BOTÂNICA. Pteridófitas do Municipio de Caxias, Maranhão, Brasil. 2007. (Congresso).

10.
XIX SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTIFICA DA UEMA - SEMIC.ASPECTOS FLORÍSTICOS E ECOLÓGICOS DAS PTERIDÓFITAS DE CAXIAS, MARANHÃO, BRASIL. 2007. (Seminário).

11.
XXX Reunião Nordestina de Botânica. ASPECTOS FLORÍSTICOS E ECOLÓGICOS DAS PTERIDÓFITAS DE CAXIAS, MARANHÃO, BRASIL. 2007. (Congresso).

12.
I JORNADA MULTIDISCIPLINAR DE BIOLOGIA E SAUDE- JORBIOS.THELYPTERIDACEAE DA RESERVA ECOLÓGICA DO INHAMUM, CAXIAS, MARANHÃO, BRASIL. 2006. (Outra).

13.
XVII Seminário de Iniciação Cientifica - SEMIC.PTERIDOFLORA DA ÁREA DE PRESERVAÇÃO AMBIENTAL DO INHAMUM CAXIAS, MARANHÃO,. 2006. (Seminário).

14.
XXIX Reunião Nordestina da de Botânica. PTERIDÓFITAS DA RESERVA ECOLÓGICA DO MINHAMUM, CAXIAS, MARANHÃO, BRASIL. 2006. (Congresso).

15.
XXVIII Reunião Nordestina de Botânica. 2005. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
FERNANDES, Rozijane Santos. JORNADA MULTIDISCIPLINAR DE BIOLOGIA E SAÚDE. 2006. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
VALQUIRIA GOMES CARNEIRO. LEVANTAMENTO FLORÍSTICOS DE SAMAMBAIAS E LICÓFITAS NO MUNICÍPIO DE CHAPADINHA, MARANHÃO, BRASIL. Início: 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Maranhão. (Orientador).

2.
JOSÉ AUGUSTO DOS SANTOS SILVA. BRIÓFITAS DA MATA ITAMACAOCA, CHAPADINHA, MARANHÃO, BRASIL. Início: 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Maranhão. (Orientador).

Iniciação científica
1.
FRANCILENE CARDOSO ALMEIDA. FLORÍSTICA E ASPECTOS ECOLÓGICOS DE LICÓFITAS E SAMAMBAIAS DO PARQUE NACIONAL DA CHAPADA DAS MESAS, CAROLINA, MARANHÃO, BRASIL. Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Maranhão, Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv. Científico e Tecnológico - MA. (Orientador).

2.
FRANCIMÁRIA VASCONCELOS CARVALHO. DIVERSIDADE E ASPECTOS ECOLÓGICOS DAS BRIÓFITAS DO MUNICÍPIO DE CHAPADINHA, MARANHÃO, BRASIL. Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Maranhão. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
LARYSSA REIS SILVA. SAMAMBAIAS DO PARQUE NACIONAL CHAPADA DAS MESAS, MARANHÃO, BRASIL. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Maranhão. Orientador: Rozijane Fernandes Ottoni.

2.
ELIENE LIMA. LEVANTAMENTO ETNOBOTÂNICO NO MUNICÍPIO DE CHAPADINHA, MARANHÃO: resgatando conhecimentos populares acerca do uso das plantas medicinais. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Maranhão. Orientador: Rozijane Fernandes Ottoni.

Iniciação científica
1.
JOSÉ AUGUSTO DOS SANTOS SILVA. IDENTIFICAÇÃO DAS BRIÓFITAS DA ITAMACAOCA, CHAPADINHA- MA DEPOSITADAS NO HERBÁRIO (CCAA) DO CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E AMBIENTAIS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Fundação Sousândrade de Apoio ao Desenvolvimento da UFMA. Orientador: Rozijane Fernandes Ottoni.

2.
VALQUÍRIA GOMES CARNEIRO. LEVANTAMENTO FLORÍSTICO DAS SAMAMBAIAS E LICÓFITAS DA ITAMACAOCA, CHAPADINHA, DEPOSITADOS NO HERBÁRIO CCAA DO CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E AMBIENTAIS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Maranhão. Orientador: Rozijane Fernandes Ottoni.

3.
JORGEANA VALÉRIA CASIQUE TAVARES. Licófitas no Centro de Endemismo Belém. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas Bacharel) - Museu Paraense Emílio Goeldi, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Rozijane Fernandes Ottoni.




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 19/12/2018 às 13:57:38