Flávia Florentino Varella

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/0604322217680166
  • Última atualização do currículo em 01/11/2018


Professora Adjunta de Teoria da História na Universidade Federal de Santa Catarina. Doutora pelo Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, onde desenvolveu a tese Reunindo o passado: contextos discursivos e linguagens historiográficas na History of Brazil de Robert Southey. Realizou estágio no Programa de Doutorado Sanduíche no Exterior (PDSE), com bolsa CAPES, na Universidade de Lisboa, sob supervisão do Prof. Dr. Sérgio Campos Matos. Membro do Núcleo de Estudos em História da Historiografia e Modernidade e sócia e tesoureira da Sociedade Brasileira de Teoria e História da Historiografia. Defendeu, em 2011, junto ao Programa de Pós-Graduação em História Social da Universidade de São Paulo, a dissertação Da impossibilidade de aprender com o passado: sentimento, comércio e escrita da história na História do Brasil de John Armitage. Autora de diversos artigos, entre eles Reviver ou reunir o passado?: Um novo enquadramento da proposta historiográfica de Robert Southey, Ver e tocar o passado: emoção e sentimento na História do Brasil de John Armitage, As traduções do tacitismo no Correio Braziliense (1808-1822): contribuição ao estudo das linguagens historiográficas, Sine ira et studio: retórica, tempo e verdade na historiografia de Tácito, e A (im)possibilidade da escrita da história contemporânea: a História do Brasil de John Armitage e os brasileiros oitocentistas. Atua na Linha de Pesquisa História da Historiografia, Arte, Memória e Patrimônio, do Programa de Pós-Graduação em História da UFSC. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Flávia Florentino Varella
Nome em citações bibliográficas
VARELLA, Flávia Florentino

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal de Santa Catarina, UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA - UFSC, Departamento de História.
UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina
Trindade
88040900 - Florianópolis, SC - Brasil
Telefone: (48) 37214879
URL da Homepage: http://historia.ufsc.br/


Formação acadêmica/titulação


2011 - 2015
Doutorado em Programa de Pós-Graduação em História UFRGS.
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
com período sanduíche em Universidade de Lisboa (Orientador: Sérgio Campos Matos).
Título: Reunindo o passado: contextos discursivos e linguagens historiográficas na History of Brazil de Robert Southey, Ano de obtenção: 2015.
Orientador: Temístocles Américo Corrêa Cezar.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Robert Southey; História da Historiografia; Romantismo; Linguagens historiográficas.
2008 - 2011
Mestrado em História Social.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Da impossibilidade de aprender com o passado: sentimento, comércio e escrita da história na História do Brasil de John Armitage,Ano de Obtenção: 2011.
Orientador: João Paulo Garrido Pimenta.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Historiografia Brasileira; Brasil Império; História da Historiografia.
2003 - 2008
Graduação em História.
Universidade Federal de Ouro Preto, UFOP, Brasil.
Título: Decadência, historiografia e a proximidade feminina nas obras de Tácito.
Orientador: Fábio Faversani.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais, FAPEMIG, Brasil.




Formação Complementar


2012 - 2012
Historiografia e retórica. (Carga horária: 4h).
Universidade Federal de Ouro Preto, UFOP, Brasil.
2006 - 2006
Literatura no Brasil Colonial. (Carga horária: 60h).
Universidade Federal de Ouro Preto, UFOP, Brasil.
2003 - 2003
Extensão universitária em A história grega e algumas de suas fontes. (Carga horária: 30h).
Universidade Federal de Ouro Preto, UFOP, Brasil.
2003 - 2003
Extensão universitária em Cultura Romana. (Carga horária: 30h).
Universidade Federal de Ouro Preto, UFOP, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professora Adjunta, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

10/2015 - Atual
Ensino, Abi - História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
História da Antiguidade Ocidental
Teoria da História I

Sociedade Brasileira de Teoria e História da Historiografia, SBTHH, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Membro de Diretoria, Enquadramento Funcional: Tesoureira

Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professora Adjunta, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2010 - 2015
Vínculo: Secretária, Enquadramento Funcional: Secretária


Universidade Federal de Ouro Preto, UFOP, Brasil.
Vínculo institucional

2003 - 2008
Vínculo: Aluna de graduação, Enquadramento Funcional: Bolsista de Iniciação Científica, Carga horária: 80

Vínculo institucional

2006 - 2006
Vínculo: Aluna de graduação, Enquadramento Funcional: Monitora, Carga horária: 12
Outras informações
Monitora da disciplina HIS100-Teoria da História ministrada pelo professor Valdei Lopes de Araujo.

Vínculo institucional

2004 - 2004
Vínculo: Aluna de graduação, Enquadramento Funcional: Monitora, Carga horária: 12
Outras informações
Monitora da disciplina de HIS105-História Antiga ministrada pelo professor Fábio Faversani.

Atividades

8/2005 - 8/2006
Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Departamento de Historia.

Cargo ou função
Membro de conselho departamental.
7/2005 - 7/2006
Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Departamento de Historia.

Cargo ou função
Membro de centro acadêmico.


Projetos de pesquisa


2018 - Atual
História para amplas audiências: Maria Graham, a historiografia infanto-juvenil e as dinâmicas do gênero História (1810-1840)
Descrição: Em finais do século XVIII, a história enquanto um gênero experimentou acentuada popularidade pela sua capacidade de explicar o mundo, que resultou em uma vasta gama de publicações que seguiram não apenas o eixo político tradicional, inovando e alargando o gênero para outros tópicos de interesse variado. Apesar de as mulheres terem sido colocadas muitas vezes pela historiografia contemporânea como excluídas desse processo, pesquisas mais atuais demonstraram sua ampla participação tanto como consumidoras quanto como produtoras de história. Grande parte do material produzido pelas mulheres de letras pode ser pensado, em termos atuais, como história popular ou educacional, ou em gêneros para-historiográficos como a biografia. Uma dessas escritoras desse tipo de história, e que normalmente é lembrada pelos seus livros de viagem, chama-se Maria Graham. Além do seu Diário de uma viagem ao Brasil, mais conhecido entre os estudiosos brasileiros, Graham publicou três histórias de divulgação para o público infanto-juvenil: A Short History of Spain (1828), Little Arthur's History of England (1835) e Histoire de France du petit Louis (1836). Ao longo do século XVIII, as mulheres foram cada vez mais vistas como as melhores educadoras que as crianças poderiam ter devido à crença cultural de que a maternidade lhes era inata. As escritoras femininas que escreveram obras educacionais eram autorizadas a falar como sujeitos neste discurso porque eram mulheres. A maternidade serviu a essas escritoras como condição para afirmação no cenário literário, pois existia a expectativa que as mães promovessem o crescimento intelectual das crianças. Isso permitiu que muitas mulheres, escrevendo na esfera de atuação da maternidade, se envolvessem ativamente em debates públicos sobre nacionalismo, epistemologia e desenvolvimento cognitivo das crianças. A relativa desatenção, por parte da historiografia, em relação às histórias alternativas produzidas por mulheres, no início do século XIX, é também uma consequência do conflito entre as práticas e métodos históricos masculinos e femininos. Dessa forma, é imprescindível levar em consideração questões de gênero, a história da historiografia e a profissionalização da história como uma disciplina acadêmica para entender melhor as dinâmicas do gênero História, e mesmo a variedade de suas de suas práticas, e como a construção do cânone historiográfico relegou ao segundo plano as historiadoras, mesmo aquelas que aventuraram-se em uma historiografia mais convencional e política, como Catharine Macaulay, seja em uma mais popular, como Maria Graham. Esta pesquisa tem como principal objetivo, portanto, preencher as lacunas investigativas nesse campo e trazer novos dados que possam contribuir para melhor entender as dinâmicas do gênero História na primeira metade do século XIX britânico..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2015 - 2018
Antecedentes: a formação das linguagens historiográficas do desenvolvimento do homem na Terra e da diversidade biológica e climática em articulação na History of Brazil de Robert Southey
Descrição: Esta pesquisa tem como principal objetivo dar continuidade na análise da History of Brazil, de Robert Southey, impressa em três volumes nos anos de 1810, 1817 e 1819. Em minha tese de doutorado apresentei duas linguagens em articulação na History of Brazil, meu intuito é continuar o mapeamento delas, principalmente em suas articulações antes do século XIX. A mais conhecida dessas duas linguagens que comecei a estudar é, sem dúvida, a linguagem do desenvolvimento do homem na Terra, que, inclusive, continua sendo articulada em várias instâncias de nossa sociedade, reproduzindo os preconceitos e generalizações que tanto influenciaram e determinaram a história dos povos originários americanos e de seu continente. Essa linguagem permitiu a Southey articular um cenário comum de desenvolvimento social entre todos os povos que existiram e que viriam a existir. A teoria dos quatro estágios da sociedade, articulada dentro dessa linguagem, permitia uma comparação entre civilizações bastante diferentes em tempo e espaço, assegurando a sua validade pela linearidade contida em suas bases (MEEK, 2010). Todas as sociedades tinham passado ou passariam pelos estágios de caçador, pastor, agricultor e comerciante, a brasileira não era diferente. O estudo do Novo Mundo e, em particular, do Brasil poderia fornecer elementos relacionados aos primórdios das sociedades que não eram mais visíveis na Europa. Dentro desse horizonte, os indígenas foram classificados como caçadores-coletores e, de um ponto de vista moral, como selvagens. Existem muitos pontos a serem desenvolvidos, mas um que me interessa mais de perto é o destaque dado à alimentação dentro da articulação da teoria dos estágios civilizacionais feita por Southey. Destaque esse em total sintonia com debates iniciados com a descoberta e colonização do Novo Mundo, que questionavam sobre a importância da dieta para a sobrevivência e/ou não degeneração do colonizador, assim como para a civilização do indígena. Além dessa linguagem, explorei também, na minha tese, a da diversidade biológica e climática, relacionada ao entendimento de como o meio ambiente que nos cerca interfere na possibilidade de nossa efetiva existência. Essa linguagem foi ponto essencial para o entendimento da valorização da mistura inter-racial na History of Brazil. O Novo Mundo era um espaço em que as raças negra, europeia e indígena foram e continuavam sendo mescladas, formando uma nova raça e onde as doenças europeias eram reconfiguradas. Para ser possível a criação de um indivíduo chamado de brasileiro seria, antes de tudo, necessária a sua sobrevivência biológica. Essa mistura das raças, na avaliação de Southey, era bastante positiva, principalmente, a do indígena com o português, que gerava o mameluco. Os paulistas, que eram mamelucos, foram apresentados na History of Brazil como os grandes herdeiros do temperamento empreendedor português e da infatigabilidade indígena. Entendo, portanto, que a linguagem da diversidade biológica e climática, percebida enquanto um discurso explicativo estável relacionado não apenas à forma como as doenças surgiam, eram modificadas e transferidas, mas também às estratégias para se permanecer saudável, serviu de pano de fundo para a necessidade da mistura inter-racial e sua consequente avaliação positiva. A meu ver um dos aspectos mais importantes na recuperação dessas linguagens e no entendimento delas como totalmente mutáveis e flexíveis é, certamente, não apenas a compreensão do passado, mas das formas de continuidade linguística que nos cercam. Seguindo essas diretrizes, meu intuito é explorar continuidades e rupturas nessas linguagens, que mesmo sendo tão antigas, foram atualizadas ? sofreram lances, no jargão da História do Discurso Político ? e ainda são passíveis de apropriação também em nosso contexto atual. A partir do conhecimento dessas linguagens em períodos distintos é possíve.
Situação: Desativado; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Flávia Florentino Varella - Coordenador / Murilo Kurz - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 4 / Número de orientações: 1
2006 - 2007
A experiência da história no mundo luso-brasileiro: o conceito de história no Correio Braziliense (1808-1822)
Descrição: Este projeto é parte de um programa de pesquisa sobre as transformações no conceito de história e na experiência do tempo no mundo luso-brasileiro. Nesta etapa, está inserido num estudo comparativo sobre a evolução conceitual ibero-americana, coordenado pelo professor Javier Fernández Sebastián. No recorte proposto, o objetivo é verificar os efeitos das profundas transformações políticas e sociais iniciadas em 1808 na formação de um moderno conceito de história, na experiência do tempo e na constituição de um discurso historiográfico nacional. Partindo da análise das transformações lexicais no campo semântico relacionado ao conceito de história, pretende-se verificar os momentos decisivos dessa transformação conceitual a partir da análise do jornal periódico "Correio Braziliense", publicado em Londres por Hipólito José da Costa entre 1808 e 1822. O "Correio" é certamente o veículo de divulgação mais influente entre a elite política luso-brasileira nos dois lados do Atlântico, suas matéria, resenhas, artigos e demais publicações constituem um documento único das transformações aceleradas que afetaram o mundo luso-brasileiro no primeiro quartel do século XIX. O fato de todo o "Correio" ter recebido recentemente uma edição fac-similar integral tornou possível uma análise sistemática desse importante corpus documental, o que nos propomos a fazer nesse projeto. A pesquisa está motivada teórico-metodológicamente pela "História dos Conceitos" de Reinhart Koselleck e pela "História dos Discursos Políticos" de John Pocock e Quentin Skinner..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Flávia Florentino Varella - Integrante / Valdei Lopes de Araujo - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 17
2005 - 2006
A proximidade feminina e a imagem imperial: um estudo das relações de Nero com personagens femininas nos Anais, de Tácito
Descrição: Nesse projeto estuda-se a construção da imagem do imperador romano Nero nos Anais do historiador latino Tácito, enfocando a relação entre a construção da imagem tanto de Nero quanto de seu governo com a aproximação de personagens femininas. Demonstrar se um governo era bom ou não a partir do caráter de seu governante era uma prática corrente entre os historiadores antigos. Sendo assim, em certa medida, Nero é avaliado positivamente ou negativamente por causa das pessoas com que se relaciona. Quando essa aproximação se dá com pessoas do sexo feminino que almejam ter parte nos assuntos relacionados à Res publica, por exemplo, teríamos um signo de mau governo. Assim, seria impossível concretizar um bom governo tendo atuação feminina em sua administração, pois era notório que as mulheres não poderiam participar de instituições políticas no mundo romano. Entretanto, através de interações sociais, informalmente, elas participaram. Isto era possível em especial por conta da proximidade estabelecida por algumas mulheres com os Imperadores. Os vínculos privados, quer fossem de parentesco quer fossem afetivos, podiam ser utilizados para o exercício do poder no interior da casa imperial. Este projeto visa estudar como a associação ou dissociação de personagens femininas a Nero é utilizada por Tácito para construir a imagem deste principado. Ou seja, como a construção da imagem das mulheres que foram próximas a Nero interferiu em seu governo. As personagens femininas que foram associadas a Nero em larga medida foram Agripina (mãe), Octávia (primeira esposa), Popeia (segunda esposa) e Acte (amante)..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Flávia Florentino Varella - Integrante / Fábio Faversani - Coordenador.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 11
2004 - 2005
A sedução do poder: um estudo das relações de Nero com personagens femininas nos Anais de Tácito
Descrição: Este projeto estudou a construção da imagem do imperador romano Nero nos Anais do historiador latino Tácito, enfocando a relação entre a construção da imagem tanto de Nero quanto de seu governo com a aproximação de personagens femininas. Demonstrar se um governo era bom ou não a partir do caráter de seu governante era uma prática corrente entre os historiadores antigos. Sendo assim, em certa medida, Nero é avaliado positivamente ou negativamente por causa das pessoas com que se relaciona. Quando essa aproximação se dá com pessoas do sexo feminino que almejam ter parte nos assuntos relacionados à Res publica, por exemplo, teríamos um signo de mau governo. Assim, seria impossível concretizar um bom governo tendo atuação feminina em sua administração, pois era notório que as mulheres não poderiam participar de instituições políticas no mundo romano. Entretanto, através de interações sociais, informalmente, elas participaram. Isto era possível em especial por conta da proximidade estabelecida por algumas mulheres com os Imperadores. Os vínculos privados, quer fossem de parentesco quer fossem afetivos, podiam ser utilizados para o exercício do poder no interior da casa imperial. Este projeto visa estudar como a associação ou dissociação de personagens femininas a Nero é utilizada por Tácito para construir a imagem deste principado. Ou seja, como a construção da imagem das mulheres que foram próximas a Nero interferiu em seu governo. As personagens femininas que foram associadas a Nero em larga medida foram Agripina (mãe), Octávia (primeira esposa), Popeia (segunda esposa) e Acte (amante)..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Flávia Florentino Varella - Integrante / Fábio Faversani - Coordenador / Fábio de Oliveira Araújo - Integrante.Financiador(es): Universidade Federal de Ouro Preto - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 5


Projetos de extensão


2018 - Atual
Reformulação e construção de verbetes da Wikipédia na área de Teoria da História
Descrição: O projeto Reformulação e construção de verbetes da Wikipédia na área de Teoria da História visa contribuir para a disseminação do conhecimento histórico para amplas audiências em uma plataforma de acesso aberto e universal. A Wikipédia é hoje um dos mais acessados mecanismos de referência da Internet, enquanto que a inclusão digital é realidade crescente no mundo ? e um desafio particular no Brasil. Na era da Internet 2.0, das Fake News e dos usos políticos do passado, como possibilitar que o grande público possua conhecimentos certificado ao alcance de seus dedos? Essa é uma questão central não apenas para historiadores, jornalistas, cientistas e comunidade acadêmica em geral. Nela reside também uma resposta possível por parte dos wikipedistas. As atividades propostas caracterizam-se dentro de um projeto de extensão localizado na exata intersecção entre ensino e pesquisa, planejando oferecer ? através da reformulação e criação de verbetes digitais ? material paradidático de referência para uso acadêmico, geral ou científico, na mesma medida em visa auxiliar docentes a configurar saberes dentro de âmbitos disciplinados pela pesquisa histórica de ponta. Seus objetivos específicos são: 1) Promover maior difusão das pesquisas acadêmicas em contexto não universitário; 2) Iniciar alunos na pesquisa na área de Teoria da História por meio de reformulação ou criação de verbetes dentro da Wikipédia; 3) Produzir conteúdo paradidático em contexto de progressiva inclusão digital; 4) Oferecer subsídios de livre acesso para o debate público e democrático; 5) Visibilizar a pesquisa, o ensino e a extensão produzidas dentro da UFSC..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado profissional: (2) .
Integrantes: Flávia Florentino Varella - Coordenador / Rodrigo Bragio Bonaldo - Integrante / Danielly Campos Dias - Integrante / Sarah Pereira Marcelino - Integrante / Felipe da Fonseca - Integrante / Geruza Silva - Integrante / Lucas Tubino Pianta - Integrante / Cristiane Garcia - Integrante / Igor Lemos - Integrante / Renato Mendez - Integrante / Alexandre de Fiori - Integrante / Pedro Toniazzo Terres - Integrante.Financiador(es): Universidade Federal de Santa Catarina - Bolsa.Número de orientações: 2


Membro de corpo editorial


2018 - Atual
Periódico: Esboços
2005 - 2007
Periódico: Cadernos de História (on-line)


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História da Historiografia.


Idiomas


Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Latim
Lê Razoavelmente.
Grego
Lê Razoavelmente.
Francês
Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.
Italiano
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
VARELLA, Flávia Florentino2017VARELLA, Flávia Florentino. ?Escarnece-se dos europeus por comerem grãos de leguminosas e verduras, considerados por eles como comida de cavalo?: alimentação e teoria dos quatro estágios na History of Brazil (1810-1819) de Robert Southey. TOPOI (ONLINE): REVISTA DE HISTORIA, v. 18, p. 563-583, 2017.

2.
VARELLA, Flávia Florentino2016 VARELLA, Flávia Florentino. Novas raças, novas doenças: a possibilidade colonizadora por meio da mistura racial em History of Brazil (1810-1819) de Robert Southey. História, Ciências, Saúde-Manguinhos (Online), v. 23, p. 15-32, 2016.

3.
VARELLA, Flávia Florentino2016VARELLA, Flávia Florentino. Robert Southey, William Robertson e a teoria dos quatro estágios na construção da macronarrativa da história dos autóctones americanos. Revista de História, v. 1, p. 349-384, 2016.

4.
VARELLA, Flávia Florentino2016VARELLA, Flávia Florentino. New races, new diseases: the possibility of colonization through racial mixing in History of Brazil (1810-1819) by Robert Southey. História, Ciências, Saúde-Manguinhos (Online), v. 23, p. 1-17, 2016.

5.
VARELLA, Flávia Florentino2014 VARELLA, Flávia Florentino. Reviver ou reunir o passado?: Um novo enquadramento da proposta historiográfica de Robert Southey. História Unisinos, v. 18, p. 589-600, 2014.

6.
VARELLA, Flávia Florentino2013 VARELLA, Flávia Florentino. O comércio civiliza, Portugal oprime a História do Brasil de John Armitage e a linguagem do humanismo comercial. Varia História (UFMG. Impresso), v. 29, p. 477-490, 2013.

7.
VARELLA, Flávia Florentino2012 VARELLA, Flávia Florentino. Ver e tocar o passado: emoção e sentimento na História do Brasil de John Armitage. História da Historiografia, v. 8, p. 91-106, 2012.

8.
VARELLA, Flávia Florentino2012VARELLA, Flávia Florentino. Escrevendo a História do Brasil: John Armitage e a linguagem do humanismo comercial. Revista do Instituto Histórico e Geographico Brazileiro, v. 173, p. 125-146, 2012.

9.
VARELLA, Flávia Florentino2008VARELLA, Flávia Florentino. Sine ira et studio: retórica, tempo e verdade na historiografia de Tácito. História da Historiografia, v. 1, p. 71-87, 2008.

10.
VARELLA, Flávia Florentino2008VARELLA, Flávia Florentino. Repensando a História do Brasil: apontamentos sobre John Armitage e sua obra. Almanack Braziliense, v. 8, p. 117-126, 2008.

11.
VARELLA, Flávia Florentino2007VARELLA, Flávia Florentino. Verdade, sentido e presença: história e historiografia em Heidegger e Gumbrecht. OPSIS (UFG), v. 7, p. 113-126, 2007.

12.
VARELLA, Flávia Florentino2006VARELLA, Flávia Florentino. A Proximidade Feminina e a Imagem Imperial: Nero, Tácito e os Anais. Cadernos de História (UFOP. Mariana), www.ichs.ufop.br/cadernosdehis, v. 1, n.2, p. 1, 2006.

13.
VARELLA, Flávia Florentino2006VARELLA, Flávia Florentino. David Hume e Jane Austen: o sentimento e a construção da moderna historiografia inglesa. Fênix (Uberlândia), http://www.revistafenix.pro.br, v. 3, n.2, 2006.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
VARELLA, Flávia Florentino; ANHEZINI, Karina (Org.) . Desafios e caminhos da teoria e da história da historiografia: 2016. 1. ed. Mariana: SBTHH, 2018. 842p .

2.
VARELLA, Flávia Florentino; OLIVEIRA, M. G. (Org.) ; GONTIJO, R. (Org.) . História e historiadores no Brasil : da América Portuguesa ao Império do Brasil : c. 1730-1860. 1. ed. Porto Alegre: EdiPUCRS, 2015. 269p .

3.
VARELLA, Flávia Florentino; MOLLO, H. M. (Org.) ; PEREIRA, Mateus Henrique de Faria (Org.) ; MATA, S. R. (Org.) . Tempo presente & usos do passado. 1. ed. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 2012. 198p .

4.
MATA, S. R. (Org.) ; MOLLO, H. M. (Org.) ; VARELLA, Flávia Florentino (Org.) . Anais do 3º Seminário Nacional de História da Historiografia: aprender com a história?. Ouro Preto: Edufop, 2009.

5.
MOLLO, H. M. (Org.) ; MATA, S. R. (Org.) ; VARELLA, Flávia Florentino (Org.) . Caderno de resumos e anais do 2º. Seminário Nacional de História da Historiografia. A dinâmica do historicismo: tradições historiográficas modernas.. Ouro Preto: Edufop, 2008.

6.
VARELLA, Flávia Florentino; MOLLO, H. M. (Org.) ; MATA, S. R. (Org.) ; ARAUJO, Valdei Lopes de (Org.) . A dinâmica do historicismo: revistando a historiografia moderna. 1. ed. Belo Horizonte: ARGVMENTVM, 2008. 248p .

7.
ARAUJO, Valdei Lopes de (Org.) ; MATA, S. R. (Org.) ; VARELLA, Flávia Florentino (Org.) . Anais do Seminário Nacional de História da Historiografia: historiografia brasileira e modernidade. Ouro Preto: EDUFOP, 2007.

8.
ARAUJO, Valdei Lopes de (Org.) ; VARELLA, Flávia Florentino (Org.) ; MATA, S. R. (Org.) . Caderno de Resumos e Programação do Seminário Nacional de História da Historiografia: historiografia brasileira e modernidade. Ouro Preto: EDUFOP, 2007.

9.
VARELLA, Flávia Florentino; ARAUJO, Valdei Lopes de (Org.) . Tendências da Historiografia Brasileira Contemporânea: Anais do I seminário de História do ICHS. Ouro Preto: Edufop, 2006.

10.
VARELLA, Flávia Florentino; ARAUJO, Valdei Lopes de (Org.) ; BUSSARD, Camila Soares Coelho (Org.) ; SOARES, Valessa Costa (Org.) . Cadernos de Resumos e Programação do I Seminário de História do ICHS: caminhos da historiografia brasileira contemporânea. , 2006. 58p .

Capítulos de livros publicados
1.
VARELLA, Flávia Florentino. Primeiros relatos. In: Maurício Parada; Henrique Estrada Rodrigues. (Org.). Os Historiadores - Clássicos Da História - Dos Primeiros Relatos a José Honório Rodrigues. 1ed.Petrópolis; Rio de Janeiro: Vozes; PUC-Rio, 2018, v. 4, p. 20-.

2.
VARELLA, Flávia Florentino. Robert Southey (1774-1843). In: Flávia Varella; Maria da Glória de Oliveira; Rebeca Gontijo. (Org.). História e historiadores no Brasil : da América Portuguesa ao Império do Brasil : c. 1730-1860. 1ed.Porto Alegre: EdiPUCRS, 2015, v. , p. 135-159.

3.
VARELLA, Flávia Florentino; BENTIVOGLIO, J. . Sujeitos, linguagens e presentificação do passado na historiografia oitocentista. In: Bruno Franco Medeiros. (Org.). Teoria e historiografia: debates contemporâneos. 1ed.Jundiaí: Paco Editorial, 2015, v. , p. 150-165.

4.
VARELLA, Flávia Florentino. A (im)possibilidade da escrita da história contemporânea: a História do Brasil de John Armitage e os brasileiros oitocentistas. In: Ana Rosa Cloclet da Silva; Mateus Pereira; Fernando Nicolazzi. (Org.). Contribuições à história da histografia luso-brasileira. 1ed.São Paulo: Hucitec, 2014, v. , p. 00-.

5.
VARELLA, Flávia Florentino. Reunindo o passado: erudição e narrativa na History of Brazil de Robert Southey. In: Maria da Glória de Oliveira; Valdei Lopes de Araujo. (Org.). Disputas pelo passado: história e historiadores no império do Brasil. 1ed.Ouro Preto: EdUFOP, 2012, v. , p. 0-0.

6.
ARAUJO, Valdei Lopes de ; VARELLA, Flávia Florentino . As traduções do tacitismo no Correio Braziliense (1808-1822): contribuição ao estudo das linguagens historiográficas. In: Maria Clara Versiani Galery; Elzira Divina perpétua; Irene Hirsch. (Org.). Tradução, vanguarda e modernismos. São Paulo: Paz e Terra, 2009, v. , p. 239-259.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
VARELLA, Flávia Florentino. Antiquariato e escrita da história na History of Brazil de Robert Southey. In: 6º Seminário Brasileiro de História da Historiografia, 2012, Mariana. O giro - linguístico e a historiografia: balanço e perspectivas. Ouro Preto: EdUFOP, 2012.

2.
VARELLA, Flávia Florentino. Reunindo o passado: erudição e narrativa na History of Brazil de Robert Southey. In: 5º. Seminário Nacional de História da Historiografia: biografia e história intelectual, 2011, Mariana. Caderno de resumos & Anais do 5º. Seminário Nacional de História da Historiografia: biografia & história intelectual. Ouro Preto: Edufop, 2011.

3.
VARELLA, Flávia Florentino. John Armitage e a escrita da história nacional brasileira. In: 4º. Seminário Nacional de História da Historiografia: tempo presente & usos do passado, 2010, Mariana. Caderno de resumos & Anais do 4º. Seminário Nacional de História da Historiografia: tempo presente & usos do passado. Ouro Preto: EdUFOP, 2010.. Ouro Preto: EdUFOP, 2010.

4.
VARELLA, Flávia Florentino. Uma sociedade civilizada? O humanismo comercial e a História do Brasil de John Armitage. In: 3º. Seminário Nacional de História da Historiografia, 2009, Mariana. Anais do 3º Seminário Nacional de História da Historiografia: aprender com a história?. Ouro Preto: Edufop, 2009.

5.
VARELLA, Flávia Florentino. A História do Brasil de John Armitage: algumas considerações sobre sensibilidade e sentimento. In: XVI Encontro Regional de História, 2008, Belo Horizonte. Encontro Regional de História. Anais Eletrônicos. Belo Horizonte, 2008.

6.
VARELLA, Flávia Florentino. A escrita da história da independência do Brasil: a polêmica do Correio Official com O Chronista sobre a História do Brasil de John Armitage. In: 2º. Seminário Nacional de História da Historiografia, 2008, Mariana. Caderno de resumos & anais do 2º. Seminário Nacional de História da Historiografia. A dinâmica do historicismo: tradições historiográficas modernas.. Ouro Preto: Edufop, 2008.

7.
VARELLA, Flávia Florentino. Um embate no Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro: iluminismo, historicização e história mestra da vida. In: Colóquio Intelectuais, Cultura e Política, 2007, Rio de Janeiro. Revista Intellèctus. Atas do Colóquio., 2007. v. 2.

8.
VARELLA, Flávia Florentino. A Herança do Comércio Inglês para Portugal: a civilização enquanto transmissão (Correio Braziliense, 1808-1822). In: Seminário Nacional de História da Historiografia: historiografia brasileria e modernidade, 2007, Mariana. Anais do Seminário Nacional de História da Historiografia: historiografia brasileria e modernidade. Ouro Preto: EDUFOP, 2007.

9.
VARELLA, Flávia Florentino. A historiografia taciteana: retórica e ação política. In: XV Encontro Regional de História, 2006, São João del-Rey. Anais Eletrônicos do XV Encontro Regional de História, 2006.

10.
VARELLA, Flávia Florentino. Tempo, liberdade e tradição em Tácito. In: I Seminário de História do ICHS:caminhos da historiografia brasileira contemporânea, 2006, Mariana. Tendências da Historiografia Brasileira Contemporânea: anais do I Seminário de História do ICHS. Ouro Preto: UFOP.

11.
VARELLA, Flávia Florentino. A construção e utilização da figura de Agripina como instrumento de formação da imagem do governo de Nero. In: I Encontro Memorial, 2004, Mariana. Anais do I Encontro Memorial, 2005.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
VARELLA, Flávia Florentino. Ginzburg Aristotélico: A reinvenção da phronesis no pensamento contemporâneo. In: X Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia, 2005, Belo Horizonte. X Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia, 2005.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
VARELLA, Flávia Florentino. Antiquariato e escrita da história na History of Brazil de Robert Southey. In: 6º Seminário Brasileiro de História da Historiografia, 2012, Mariana. O giro - linguístico e a historiografia: balanço e perspectivas. Ouro Preto: EdUFOP, 2012.

2.
VARELLA, Flávia Florentino. Reunindo o passado: erudição e narrativa na History of Brazil de Robert Southey. In: 5º. Seminário Nacional de História da Historiografia: biografia e história intelectual, 2011, Mariana. Caderno de resumos & Anais do 5º. Seminário Nacional de História da Historiografia: biografia & história intelectual. Ouro Preto: Edufop, 2011.

3.
VARELLA, Flávia Florentino. John Armitage e a escrita da história nacional brasileira. In: 4º. Seminário Nacional de História da Historiografia: tempo presente & usos do passado, 2010, Mariana. Fernando Nicolazzi, Helena Mollo & Valdei Araujo (org.). Caderno de resumos & Anais do 4º. Seminário Nacional de História da Historiografia: tempo presente & usos do passado. Ouro Preto: EdUFOP, 2010.. Ouro Preto: EdUFOP, 2010.

4.
VARELLA, Flávia Florentino. A possibilidade de escrita da história contemporânea: a polêmica do Correio Official com O Chronista sobre a História do Brasil de John Armitage. In: XXV Simpósio Nacional de História, 2009, Fortaleza. História e ética: simpósios temáticos e resumos do XXV Simpósio Nacional de História. Fortaleza, 2009. p. 137-137.

5.
VARELLA, Flávia Florentino. Uma sociedade civilizada? O humanismo comercial e a História do Brasil de John Armitage. In: 3º. Seminário Nacional de História da Historiografia, 2009, Mariana. Anais do 3º Seminário Nacional de História da Historiografia: aprender com a história?. Ouro Preto: Edufop, 2009.

6.
VARELLA, Flávia Florentino. A história que comove: algumas considerações sobre sensibilidade e sentimento. In: XVI Encontro Regional de História, 2008, Belo Horizonte. Encontro regional de História. Programação e Caderno de Resumos.. Belo Horizonte, 2008. p. 215-216.

7.
VARELLA, Flávia Florentino. A escrita da história da independência do Brasil: a polêmica do Correio Official com O Chronista sobre a História do Brasil de John Armitage. In: 2º. Seminário Nacional de História da Historiografia, 2008, Mariana. Caderno de resumos & anais do 2º. Seminário Nacional de História da Historiografia. A dinâmica do historicismo: tradições historiográficas modernas.. Ouro Preto: Edufop, 2008.

8.
VARELLA, Flávia Florentino. As formas do tacitismo no Correio Braziliense de Hipólito José da Costa. In: XXIV Simpósio Nacional de História, 2007, São Leopoldo. Anais do XXIV Simpósio Nacional de História, 2007.

9.
VARELLA, Flávia Florentino. As traduções do tacitismo no Correio Brasiliense (1808-1822). In: Seminário Tradução, Vanguarda e Modernismos, 2007, Mariana. Caderno de Resumos do Seminário Tradução, Vanguarda e Modernismos, 2007.

10.
VARELLA, Flávia Florentino. A Herança do Comércio Inglês para Portugal: a civilização enquanto transmissão (Correio Braziliense, 1808-1822). In: Seminário Nacional de História da Historiografia: historiografia brasileria e modernidade, 2007, Mariana. Caderno de Resumos e Programação do Seminário Nacional de História da Historiografia: historiografia brasileira e modernidade. Ouro Preto: EDUFOP, 2007.

11.
VARELLA, Flávia Florentino. A experiência da história no mundo luso-brasileiro: o conceito de história no Correios Braziliense (1808-1822). In: XV Seminário de Iniciação Científica da UFOP, 2007, Ouro Preto. Caderno de Resumos do XV Seminário de Iniciação Científica da UFOP, 2007.

12.
VARELLA, Flávia Florentino. Liberdade Política e verdade Histórica nos Anais de Tácito. In: I Seminário de História do ICHS:caminhos da historiografia brasileira contemporânea, 2006, Mariana. Caderno de Resumos e Programação, 2006. p. 8-8.

13.
VARELLA, Flávia Florentino. A historiografia taciteana: retórica e ação política. In: XV Encontro Regional de História, 2006, São João del-Rey. Caderno de resumos e programação/ XV Encontro Regional de História, 2006. p. 128-128.

14.
VARELLA, Flávia Florentino. Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro: um projeto iluminista?. In: Colóquio Intelectuais, Cultura e Política, 2006, Rio de Janeiro. Colóquio Intelectuais, Cultura e Polítíca. Caderno de Resumos., 2006.

15.
VARELLA, Flávia Florentino. A proximidade feminina e a imagem imperial: um estudo das relações de Nero com personagens femininas nos Anais de Tácito. In: VI Congresso da Sociedade Brasileira de Estudos Clássicos/XV Ciclo de Debates em História Antiga, 2005, Rio de Janeiro. Memória e Festa/Cadernos de Programação e Resumos. Rio de janeiro: Mauad, 2005.

16.
VARELLA, Flávia Florentino. Agripina e Otávia: o lugar da mulher politíca nos Anais de Tácito. In: XXIII Simpósio Nacional de História, 2005, Londrina. Programas e Resumos[do] XXIII Simpósio Nacional de História/ História: Guerra e Paz. Londrina: Mídia, 2005. v. 23. p. 2-580.

17.
VARELLA, Flávia Florentino. Ginzburg Aristotélico: A reinvenção da phronesis no pensamento contemporâneo. In: X Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia, 2005, Belo Horizonte. Cadernos de Resumos [do] X Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia. São Paulo: Sociedade Brasileira de História da Ciência, 2005. v. 10.

18.
VARELLA, Flávia Florentino. A utilização da personagem Popeia como elemento de formação da conjuntura política do principado neroniano, nos Anais de Tácito. In: XIII Seminario de Iniciação Científica da Universidade Federal de Ouro Preto, 2005, Ouro Preto. Anais, 2005.

19.
VARELLA, Flávia Florentino. A construção e utilização da figura de Agripina como instrumento de formação da imagem do governo de Nero. In: I Encontro Memorial, 2004, Mariana. Caderno de resumos, 2004. p. 53-53.

20.
VARELLA, Flávia Florentino. Mulheres com poder: A construção retórica da imagem do imperador Nero nos Anais de Tácito. In: XII Seminário de Iniciação Científica, 2004, Ouro Preto. Anais, 2004.

Apresentações de Trabalho
1.
VARELLA, Flávia Florentino. História para crianças lerem: A história da Inglaterra do pequeno Arthur de Maria Graham e o lugar da escritora de História na primeira metade do século XIX. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
VARELLA, Flávia Florentino; BONALDO, R. B. . Wikipédia na Universidade: produção colaborativa e divulgação de conhecimentos na área de Teoria da História. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

3.
VARELLA, Flávia Florentino. De onde eles vieram? Quem somos? A história do Brasil: propostas do início do século XIX brasileiro. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
VARELLA, Flávia Florentino. Clima e aclimatação: a linguagem da doença na History of Brazil. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

5.
VARELLA, Flávia Florentino. Antiquariato e escrita da história na History of Brazil de Robert Southey. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
VARELLA, Flávia Florentino. Reunindo o passado: erudição e narrativa na History of Brazil de Robert Southey. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

7.
VARELLA, Flávia Florentino. John Armitage e a escrita da história nacional brasileira. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

8.
VARELLA, Flávia Florentino. Uma sociedade civilizada? O humanismo comercial e a História do Brasil de John Armitage. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

9.
VARELLA, Flávia Florentino. A escrita da história do Brasil: a polêmica do Correio Official com O Chronista sobre a História do Brasil de John Armitage. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

10.
VARELLA, Flávia Florentino. A história que julga e condena: a recusa da imitação nos Anais de Tácito. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

11.
VARELLA, Flávia Florentino; ARAUJO, Valdei Lopes de . A escrita da história no Correio Braziliense: o tacitismo e a obra taciteana como linguagem política. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

12.
VARELLA, Flávia Florentino. As "Histórias" de Robert Southey e John Armitage: continuidade e ruptura do tempo histórico na formação do Brasil (1810-1845). 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

13.
VARELLA, Flávia Florentino. A história que comove: algumas considerações sobre sensibilidade e sentimento. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

14.
VARELLA, Flávia Florentino. As traduções do tacitismo no Correio Braziliense (1808-1822). 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

15.
VARELLA, Flávia Florentino. A Herança do Comércio Inglês para Portugal: a civilização enquanto transmissão (Correio Braziliense, 1808-1822). 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

16.
VARELLA, Flávia Florentino. Os benefícios do comércio inglês: a contribuição cultural inglesa para o Brasil no Correio Braziliense (1808-1822). 2007. (Apresentação de Trabalho/Outra).

17.
VARELLA, Flávia Florentino. A experiência da história no mundo luso-brasileiro: o conceito de história no Correios Braziliense (1808-1822). 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

18.
VARELLA, Flávia Florentino. As formas do tacitismo no Correio Braziliense de Hipólito José da Costa. 2007. (Apresentação de Trabalho/Outra).

19.
VARELLA, Flávia Florentino. Liberdade Política e Verdade nos Anais de Tácito. 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

20.
VARELLA, Flávia Florentino. A historiografia taciteana: retórica e ação política. 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

21.
VARELLA, Flávia Florentino. Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro: um projeto iluminista?. 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

22.
VARELLA, Flávia Florentino. A Proximidade Feminina e a Imagem Imperial: Um estudo das relações de Nero com personagens femininas nos Anais de Tácito. 2005. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

23.
VARELLA, Flávia Florentino. Ginzburg Aristotélico: A reinvenção da phronêsis no pensamento contemporâneo. 2005. (Apresentação de Trabalho/Outra).

24.
VARELLA, Flávia Florentino. A utilização da Personagem Popeia como Elemento de Formação da Conjuntura Política do Principado Neroniano, nos Anais de Tácito. 2005. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

25.
VARELLA, Flávia Florentino. Agripina e Otávia: O lugar da mulher política nos Anais de Tácito. 2005. (Apresentação de Trabalho/Outra).

26.
VARELLA, Flávia Florentino. O Romance e a Historiografia Moderna em Jane Austen. 2005. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

27.
VARELLA, Flávia Florentino. Mulheres com poder: a construção retórica da imagem do imperador Nero nos Anais de Tácito. 2004. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

28.
VARELLA, Flávia Florentino. A construção e utilização da figura de Agripina como instrumento de formação da imagem do governo de Nero. 2004. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Outras produções bibliográficas
1.
VARELLA, Flávia Florentino. Quando plagiar é escrever a história: Alphonse de Beauchamp entre a historiografia antiga e moderna. Rio de Janeiro: Topoi, 2013 (Resenha).

2.
VARELLA, Flávia Florentino. John Armitage e a distante terra do sul: sua "História do Brasil" e seus desafios. São Paulo: Biblioteca Brasiliana Digital da USP, 2011 (Artigo especializado em site oficial).

3.
VARELLA, Flávia Florentino. Os desejos de um monarquista convicto: a carta de Januário da Cunha Barbosa ao Imperdador D. Pedro II 2007 (Transcrição comentada).


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
VARELLA, Flávia Florentino. Parecerista ad hoc da revista Topoi. 2015.

2.
VARELLA, Flávia Florentino. Parecerista dos projetos PIBIC/CNPq da Universidade de Rio Verde. 2014.


Demais tipos de produção técnica
1.
VARELLA, Flávia Florentino; DIAS, Danielly Campos ; MARCELINO, Sarah Pereira ; FONSECA, Felipe da ; BONALDO, R. B. . Minicurso de reformulação e construção de verbetes na Wikipédia para professores do ensino fundamental e médio. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
VARELLA, Flávia Florentino. História da Historiografia - número 14. 2014. (Editoração/Periódico).

3.
VARELLA, Flávia Florentino. História da Historiografia - número 15. 2014. (Editoração/Periódico).

4.
VARELLA, Flávia Florentino. História da Historiografia - número 12. 2013. (Editoração/Periódico).

5.
VARELLA, Flávia Florentino. História da Historiografia - número 13. 2013. (Editoração/Periódico).

6.
VARELLA, Flávia Florentino. História da Historiografia - número 11. 2013. (Editoração/Periódico).

7.
VARELLA, Flávia Florentino. História da Historiografia - número 08. 2012. (Editoração/Periódico).

8.
VARELLA, Flávia Florentino. História da Historiografia - número 09. 2012. (Editoração/Periódico).

9.
VARELLA, Flávia Florentino. História da Historiografia - número 10. 2012. (Editoração/Periódico).

10.
VARELLA, Flávia Florentino. História da Historiografia - número 06. 2011. (Editoração/Periódico).

11.
VARELLA, Flávia Florentino. História da Historiografia - número 07. 2011. (Editoração/Periódico).

12.
VARELLA, Flávia Florentino. História da Historiografia - número 05. 2010. (Editoração/Periódico).

13.
VARELLA, Flávia Florentino. História da Historiografia - número 04. 2010. (Editoração/Periódico).

14.
VARELLA, Flávia Florentino. História da Historiografia - número 02. 2009. (Editoração/Periódico).

15.
VARELLA, Flávia Florentino. História da Historiografia - número 03. 2009. (Editoração/Periódico).

16.
VARELLA, Flávia Florentino. História da Historiografia - número 01. 2008. (Editoração/Periódico).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Teses de doutorado
1.
FLORES, M. B. R.; RAMOS, C. M. A.; CARDOSO, P. J. F.; VILELA, A. L. O.; CORREA, S. M. S.; VARELLA, Flávia Florentino. Participação em banca de Francielly Rocha Dossin. Entre evidências visuais e novas histórias: sobre descolonização estética na arte contemporânea. 2016. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em História da UFSC) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Qualificações de Doutorado
1.
FLORES, M. B. R.; JOFILLY, M.; MACHADO, R.; VARELLA, Flávia Florentino. Participação em banca de Marcos Luã Freitas. O pensamento histórico de Fausto Reinaga: a filosofia da história nos textos de um intelectual índio (1940-1991). 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-Graduação em História da UFSC) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Qualificações de Mestrado
1.
VARELLA, Flávia Florentino; RIBEIRO, Naiara dos Santos Damas; ÁVILA, Arthur Lima de. Participação em banca de Alexandre Fiori de Almeida Martins Costa. A civilização estadunidense em Homem e Massa na América e Vida e Pensamento na América, de Johan Huizinga (1918-1927). 2018. Exame de qualificação (Mestrando em História) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
CONTE, J.; VARELLA, Flávia Florentino; CUPANI, Alberto Oscar. Participação em banca de Abel Borges.O conceito de história em David Hume (1711-1776). 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - História) - Universidade Federal de Santa Catarina.

2.
VARELLA, Flávia Florentino; CANDIDO, F.; SELL, R. P. S.. Participação em banca de Jadir Vieira.A arte da guerra e as dez táticas mais eficazes da Antiguidade. 2015 - Universidade Federal de Santa Catarina.

3.
VARELLA, Flávia Florentino; BONALDO, R. B.; LIMA FILHO, H. E. R.. Participação em banca de Alexandre Fiori de Almeida Martins Costa.Giro linguístico e historiografia: o debate na revista History and Theory. 2015 - Universidade Federal de Santa Catarina.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Outras participações
1.
VARELLA, Flávia Florentino; SALOMON, M.; RANGEL, Marcelo de Mello. Concurso de Teses, Dissertações e Monografias da SBTHH. 2017. Sociedade Brasileira de Teoria e História da Historiografia.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Mulheres que fazem história: Universidade, privilégios e produção de conhecimento.Mulher, mãe, historiadora: a história da Inglaterra para crianças de Maria Graham e as transformações no gênero história na primeira metade do século XIX. 2018. (Seminário).

2.
X Seminário Brasileiro de Teoria e História da Historiografia.História para crianças lerem: A história da Inglaterra do pequeno Arthur de Maria Graham e o lugar da escritora de História na primeira metade do século XIX. 2018. (Seminário).

3.
VI Semana Acadêmica de História da UDESC.De onde eles vieram? Quem somos? A história do Brasil: propostas do início do século XIX brasileiro. 2015. (Seminário).

4.
8º Seminário Brasileiro de História da Historiografia.Clima e aclimatação: a linguagem da doença na History of Brazil. 2014. (Seminário).

5.
6º Seminário Brasileiro de História da Historiografia.Antiquariato e escrita da história na History of Brazil de Robert Southey. 2012. (Seminário).

6.
6º Seminário Brasileiro de História da Historiografia.Coordenação do Simpósio Temático "Sujeitos, linguagens e presentificação do passado na historiografia oitocentista (1800-1850)". 2012. (Seminário).

7.
5º. Seminário Nacional de História da Historiografia: biografia e história intelectual.Reunindo o passado: erudição e narrativa na History of Brazil de Robert Southey. 2011. (Seminário).

8.
4º. Seminário Nacional de História da Historiografia: tempo presente & usos do passado.John Armitage e a escrita da história nacional brasileira. 2010. (Seminário).

9.
3º. Seminário Nacional de História da Historiografia.Uma sociedade civilizada? O humanismo comercial e a História do Brasil de John Armitage. 2009. (Seminário).

10.
2º. Seminário Nacional de História da Historiografia.A escrita da história do Brasil: a polêmica entre o Correio Official e O Chronista sobre a História do Brasil de John Armitage. 2008. (Seminário).

11.
3º Seminário Regional do CEO/PRONEX.A escrita da história no Correio Braziliense: o tacitismo e a obra taciteana como linguagem política. 2008. (Seminário).

12.
3º Seminário Regional do CEO/PRONEX.As "Histórias" de Robert Southey e John Armitage: continuidade e ruptura do tempo histórico na formação do Brasil (1810-1845). 2008. (Seminário).

13.
Colóquio Filósofos e Historiadores: o pensamento moderno em questão & Seminário Interno do NEHM.A história que julga e condena: a recusa da imitação nos Anais de Tácito. 2008. (Seminário).

14.
XVI Encontro Regional de História.A história que comove: algumas considerações sobre sensibilidade e sentimento. 2008. (Encontro).

15.
I Seminário de Pós-Graduandos do Centro de Estudos do Oitocentos - PRONEX.Os benefícios do comércio inglês: a contribuição cultural inglesa para o Brasil no Correio Braziliense (1808-1822). 2007. (Seminário).

16.
Seminário Nacional de História da Historiografia: historiografia brasileria e modernidade.A Herança do Comércio Inglês para Portugal: a civilização enquanto transmissão (Correio Braziliense, 1808-1822). 2007. (Seminário).

17.
Seminário Tradução, Vanguarda e Modernismos.As traduções do tacitismo no Correio Braziliense (1808-1822). 2007. (Seminário).

18.
XV Seminário de Iniciação Científica da UFOP.A experiência da história no mundo luso-brasileiro: o conceito de história no Correios Braziliense (1808-1822). 2007. (Seminário).

19.
XXIV Simpósio Nacional de História.As formas do tacitismo no Correio Braziliense de Hipólito José da Costa. 2007. (Simpósio).

20.
Colóquio Intelectuais, Cultura e Política.Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro: um projeto iluminista?. 2006. (Outra).

21.
I Seminário de História do ICHS: caminhos da historiografia brasileira contemporânea.Liberdade Política e Verdade nos Anais de Tácito. 2006. (Seminário).

22.
XV Encontro Regional de História.A historiografia taciteana: retórica e ação política. 2006. (Encontro).

23.
VI Congresso da Sociedade Brasileira de Estudos Clássicos/XV Ciclo de Debates em História Antiga. A Proximidade Feminina e a Imagem Imperial: Um estudo das relações de Nero com personagens femininas nos Anais de Tácito. 2005. (Congresso).

24.
V Semana de História da UERJ.O Romance e a Historiografia Moderna em Jane Austen. 2005. (Outra).

25.
XIII Seminário de Iniciação Científica da Universidade Federal de Ouro Preto.A utilização da Personagem Popeia como Elemento de Formação da Conjuntura Política do Principado Neroniano, nos Anais de Tácito. 2005. (Seminário).

26.
X Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia.Ginzburg Aristotélico: A reinvenção da phronêsis no pensamento contemporâneo. 2005. (Seminário).

27.
XXIII Simpósio Nacional de História.Agripina e Otávia: O lugar da mulher política nos Anais de Tácito. 2005. (Simpósio).

28.
I Encontro Memorial.A construção e utilização da figura de Agripina como instrumento de formação da imagem do governo de Nero. 2004. (Encontro).

29.
XII Seminário de Iniciação Científica.Mulheres com poder: a construção retótrica da imagem do imperador Nero nos Anais de Tácito. 2004. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
VARELLA, Flávia Florentino; BONALDO, R. B. ; FONSECA, Felipe da . Simpósio História Pública em Rede: difusão do conhecimento na Wikipédia. 2018. (Congresso).

2.
VARELLA, Flávia Florentino; BONALDO, R. B. . Historiador para quê? História Pública e crise das Humanidades. 2017. (Outro).

3.
ARAUJO, Valdei Lopes de ; MOLLO, H. M. ; NICOLAZZI, F. F. ; VARELLA, Flávia Florentino ; PEREIRA, Mateus Henrique de Faria ; MATA, S. R. . 4º Seminário Nacional de História da Historiografia: tempo presente e usos do passado. 2010. (Congresso).

4.
ARAUJO, Valdei Lopes de ; MOLLO, H. M. ; VARELLA, Flávia Florentino ; MATA, S. R. ; NICOLAZZI, F. F. . 3º Seminário Nacional de História da Historiografia: aprender com a história?. 2009. (Congresso).

5.
VARELLA, Flávia Florentino; MATA, S. R. ; ARAUJO, Valdei Lopes de ; MOLLO, H. M. . 2º. Seminário Nacional de História da Historiografia: a dinâmica do historicismo: tradições historiográficas modernas. 2008. (Congresso).

6.
ARAUJO, Valdei Lopes de ; VARELLA, Flávia Florentino ; SOARES, Valessa Costa ; MATA, S. R. ; MARIA, M. M. . Seminário Nacional de História da Historiografia: historiografia brasileira e modernidade. 2007. (Congresso).

7.
VARELLA, Flávia Florentino; SOARES, Valessa Costa ; BUSSARD, Camila Soares Coelho . I Seminário de História do ICHS: caminhos da historiografia brasiliera contemporânea. 2006. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Mariana Marchi Malacrida. Virtude e política no principado romano: o bom cidadão nas Cartas a Lucílio de Sêneca. Início: 2018. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

2.
Marina Fagundes Leal. A meloncolia de Fausto: representação literária da tristeza - de Goethe a Mann (1808-1947). Início: 2018. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

3.
Alexandre Fiori de Almeida Martins Costa. Johan Huizinga e o anti-presentismo: reflexões sobre o tempo histórico. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

Iniciação científica
1.
Juliana Panchiniak Fernandes. Construção de banco de dados para o Projeto de Pesquisa ?História para amplas audiências: Maria Graham, a historiografia infantojuvenil e as dinâmicas do gênero História (1810-1840)?. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Abi - História) - Universidade Federal de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

2.
Isabela Tosta Ferreira. Construção de banco de dados para o Projeto de Pesquisa ?História para amplas audiências: Maria Graham, a historiografia infantojuvenil e as dinâmicas do gênero História (1810-1840)?. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Abi - História) - Universidade Federal de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

Orientações de outra natureza
1.
Sarah Pereira Marcelino. Reformulação e construção de verbetes da Wikipédia na área de Teoria da História. Início: 2018. Orientação de outra natureza. Universidade Federal de Santa Catarina. Universidade Federal de Santa Catarina. (Orientador).

2.
Danielly Campos Dias. Reformulação e construção de verbetes da Wikipédia na área de Teoria da História. Início: 2018. Orientação de outra natureza. Universidade Federal de Santa Catarina. Universidade Federal de Santa Catarina. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Líbia Palma de Haro. O lugar do retrato no desenvolvimento do mercado de artes visuais em Florianópolis no início do século XX. 2016. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal de Santa Catarina, . Orientador: Flávia Florentino Varella.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Fabricio Massaneiro Oliveira e Silva. Distopia: expectativas e o passado. Uma análise sobre o horizonte de expectativas da década de noventa a partir do filme ?Os 12 macacos?. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Abi - História) - Universidade Federal de Santa Catarina. Orientador: Flávia Florentino Varella.

2.
Vitor Medeiros Costa. Das causas do conhecimento ao conhecimento das causas: um estudo comparado entre. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Abi - História) - Universidade Federal de Santa Catarina. Orientador: Flávia Florentino Varella.

Iniciação científica
1.
Fabrício Massaneiro. Antecedentes: a formação das linguagens historiográficas do desenvolvimento do homem na Terra e da diversidade biológica e climática em articulação na History of Brazil de Robert Southey. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Abi - História) - Universidade Federal de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Flávia Florentino Varella.

2.
Vitor Medeiros Costa. Tragédia e história: algumas aproximações entre Heródoto e Sófocles. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Abi - História) - Universidade Federal de Santa Catarina. Orientador: Flávia Florentino Varella.



Educação e Popularização de C & T



Apresentações de Trabalho
1.
VARELLA, Flávia Florentino. De onde eles vieram? Quem somos? A história do Brasil: propostas do início do século XIX brasileiro. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Cursos de curta duração ministrados
1.
VARELLA, Flávia Florentino; DIAS, Danielly Campos ; MARCELINO, Sarah Pereira ; FONSECA, Felipe da ; BONALDO, R. B. . Minicurso de reformulação e construção de verbetes na Wikipédia para professores do ensino fundamental e médio. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 16/12/2018 às 14:30:39