Leandro Augusto Sato

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/4508439062866685
  • Última atualização do currículo em 12/05/2016


Graduado em Direito pela Universidade Federal do Paraná em 2015. Estagiou no Ministério Público do Estado do Paraná, na área de Direito de Família, na Justiça Federal do Paraná, na área de Direito Previdenciário e nos Juizados Especiais do Tribunal de Justiça do Paraná, na área de Direito Civil. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Leandro Augusto Sato
Nome em citações bibliográficas
SATO, L. A.


Formação acadêmica/titulação


2011 - 2015
Graduação em Direito.
Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
Título: O Adolescente em Conflito com a Lei: aspectos jurídicos da medida sócioeducativa.
Orientador: Paulo César Busato.




Formação Complementar


2013 - 2014
Intercâmbio de trabalho voluntário na Tunísia/África..
AIESEC, AIESEC, Brasil.
2012 - 2014
Voluntário.
ONG Sonhar Acordado, SA, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Voluntário, Enquadramento Funcional: Programa de Iniciação à Docência - Monitoria
Outras informações
Orientadora: Rosalice Fidalgo Pinheiro.

Vínculo institucional

2014 - 2015
Vínculo: voluntário, Enquadramento Funcional: Iniciação Científica
Outras informações
Orientadora: Ana Carla Harmatiuk Matos


Tribunal de Justiça do Estado do Paraná, TJPR, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2013
Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Estagiário
Outras informações
Estágio na Secretaria do 7ª Juizado Especial Cível do Tribunal de Justiça do Paraná, com atuação na área de Direito Civil.


Justiça Federal do Paraná, JFPR, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2014
Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Estagiário
Outras informações
Estagiário nas Turmas Recursais dos Juizados Especiais Federais do Paraná, com atuação em Direito Previdenciário.


Ministério Público do Estado do Paraná, MPPR, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - 2016
Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Estagiário
Outras informações
Estagiário na 2ª Promotoria de Família e Sucessões do Ministério Público do Estado do Paraná, com atuação na área de Direito de Família e Sucessões.



Projetos de pesquisa


2014 - 2015
A Questão Jurídica das Instituições de Acolhimento: a realidade das crianças e adolescentes institucionalizados no Brasil.
Descrição: A Constituição Federal de 1988, bem como o Estatuto da Criança e do Adolescente e a Lei da Adoção, colocam a convivência familiar como direito fundamental inerente a toda criança e adolescente. Ainda assim, a realidade brasileira desafia, a cada dia, as determinações legais, tendo em vista a imensa população de jovens vivendo em abrigos em nosso país. Assim, no que pese a importância dos abrigos para a proteção da integridade física e psíquica de crianças em situação de risco, há que se observar que a institucionalização deve ser uma medida excepcional, provisória e temporária, devendo os profissionais e o judiciário buscarem, a todo custo, a reinserção do abrigado em sua família de origem ou sua colocação em família substituta o mais rápido possível. Essa pressa justifica-se pelo fato de que, com a institucionalização prolongada, danos irreparáveis podem ser causados ao jovem abrigado, sobretudo em razão da dificuldade - ou melhor dizendo, impossibilidade - de reprodução de um ambiente familiar no abrigo. Afinal, é a família o locus natural para o desenvolvimento do jovem, uma vez que lhe proporciona um ambiente íntimo, em que há respeito à sua individualidade, com afeto e cuidado. Portanto, o presente estudo baseia-se, em um primeiro momento, na leitura e revisão da bibliografia específica sobre o tema, sobretudo no campo da psicologia e das ciências sociais aplicadas, buscando compreender os motivos que levam à institucionalização, os problemas que impedem a rápida reinserção do jovem em sua família de origem ou sua colocação em família substituta e a relação entre a institucionalização prolongada e a dificuldade de desenvolvimento do jovens abrigados. Em um segundo momento, analisaram-se dados colhidos em pesquisas semelhantes à aqui realizada, visando verificar a realidade em que vivem tais jovens diariamente e apontando caminhos para a superação dos problemas verificados..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Direito.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.
Francês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 23/01/2019 às 6:18:14